Blog do Eliomar

Últimos posts

Domingo sem chuva em todo o Ceará

Fortaleza amanheceu com tempo nublado e chuvas isoladas neste domingo (11), de acordo com relatório da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). A máxima prevista é de 31ºC, com céu claro no período da tarde. O mesmo quadro é previsto para esta segunda-feira (12).

Em todo o Estado, houve precipitação de 9 milímetros, no Pecém, no município de São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana.

Jornal alemão que reproduziu charges do Charlie Hedbo é atacado

A sede do jornal alemão Hamburger Morgenpost foi atacada neste domingo (11), na cidade de Hamburgo. A publicação reproduziu caricaturas do profeta Maomé, feitas pelo Charlie Hebdo, um dia depois do atentado no jornal francês.

Segundo a polícia local, pedras e uma bomba foram atiradas nas janelas da redação do jornal. Não houve feridos, e o fogo foi controlado rapidamente.

Após os ataques na França, o governo alemão aumentou a vigilância nas fronteiras e aeroportos do país. O Ministério Público alemão anunciou neste domingo a prisão de um homem suspeito pertencer ao Estado Islâmico.

De acordo com o Ministério Público alemão, o suspeito tem 24 anos, viajou para a Síria em outubro de 2013 e retornou à Alemanha no final do ano passado. Segundo o órgão, a prisão não está relacionada aos ataques ao Charlie Hebdo. As autoridades informaram que não há provas de que o suspeito planejava realizar ataques terroristas.

(Agência Brasil)

Parlamentares cearenses coíbem abusos na compra do material escolar

foto chico lopes com patrícia saboya

O deputado federal Chico Lopes (PCdoB) e a ex-senadora Patrícia Saboya (atual conselheira do Tribunal de Contas do Estado do Ceará) são referências nacionais no combate ao abuso das escolas, em relação à aquisição do material escolar.

Enquanto o deputado Chico Lopes é o autor da lei 12.886/2013, que proíbe as escolas de incluírem nas listas de material escolar os produtos de uso coletivo, que não sirvam exclusivamente para uso individual do aluno, a ex-senadora Patrícia Saboya é autora do projeto de lei 311/06, que impede a rotatividade dos títulos adotados, de um ano para o outro, “uma prática que acaba prejudicando os pais, as escolas e os próprios estudantes”, de acordo com a justificativa no projeto da ex-senadora.

Forças da coalizão governamental são favoráveis ao arrocho

178 2

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (11):

Os ministros da área financeira começaram a aplicar as medidas fiscais exigidas pelos mercados. Os efeitos repercutem no mundo do trabalho. Demissões massivas já ocorrem na indústria automobilística, e benefícios previdenciários estão em processo de revisão. A expectativa dos atingidos é que Dilma e o PT honrem seus compromissos eleitorais e consigam conter as forças que, dentro da coalizão governamental, são favoráveis ao arrocho. Por precaução, centrais sindicais e movimentos sociais entram em estado de alerta.

Não é difícil reconhecer a necessidade de fechar brechas a eventuais fraudes na requisição de benefícios previdenciários. O temor de alguns é que as providências corretoras deixem de ser pontuais e funcionem como uma deixa para suprimir direitos sociais, sob o pretexto de corrigir distorções. Todo cuidado é pouco – segundo os desconfiados. Cresce a cobrança das centrais sindicais para serem ouvidas, antes da definição de restrições a benefícios e da implementação de ajustes econômicos prejudiciais aos trabalhadores.

Escritura diz que nada podemos contra a Verdade

167 1

Em artigo enviado ao Blog, o professor e blogueiro Darckson Lira comenta da ação de terroristas que usam a religião para justificar ataques. Confira:

Vocês devem ter lido sobre os últimos atentados – se é que não está havendo algum agora enquanto digito estas linhas –, ocorridos na França.

Caso não tenham feito, não se preocupem – infelizmente – é só esperar pelas próximas noticias que tomaremos conhecimento de mais alguns: Uma Insanidade!

Esses terroristas, nada têm de religião, e nem de ideologia política, antes tudo que evocam não passa de máscaras ou disfarces para acobertar o que realmente são: alguma coisa que não é humana – por isso não adianta clamar por piedade, humanidade, bondade natural em se tratando desses monstros disformes – pois ainda que viéssemos a considerá-los como “animais” no estado mais primitivo, ainda estaríamos sendo injustos para com os bichos, logo, tais “homens bombas” nada mais são que “animais deformados”!

Eles se dizem muçulmanos, e explodem bombas contra outros que também se dizem Muçulmanos nos horários de culto ou devoção.

Ora, se os tais não demonstram a menor piedade para com os da “espécie deles”, o que se dirá dos “infiéis” Judeus, Católicos, Protestantes, Budistas, Hindus, Ateus e todo o resto da humanidade que não seguem as crenças estúpidas que os tais dizem professar?

Mas, a Escritura diz que nada podemos contra a Verdade: e qual a verdade dos fatos?

Perdoem-nos os “muçulmanos”, e aqueles que tentam dar um verniz de bondade ao Corão: Maomé começou sua obra, de modo bem diferente daquele que começou Jesus de Nazaré.

Enquanto Jesus morre e permite que seus seguidores sejam mortos, Maomé mata, comanda guerras contra os que discordam de sua fé, manda e estimula a que seus asseclas matem os “infiéis” que pensavam de modo diferente.

Calma…

Não estou aqui defendendo os “cristãos”, porque Calvino e outros protestantes faziam bem o estilo de Maomé, e a Igreja Católica assassinou a sangue frio milhares e milhares de outros cristãos que pensaram diferente dela.

Papas abençoavam espadas e incentivavam por todos os meios, a invasão de redutos Muçulmanos, perseguiam Judeus e mancharam a história de sangue.

Não nos esqueçamos dos freqüentes “banhos de sangue” que encontramos no Antigo Testamento a mando de patriarcas, juízes e profetas, para não falar daqueles reis dos tempos bíblicos.

(Não celebrem os a-religiosos ou ateus, porque regimes ditos “ateus’, fizeram a mesmíssima coisa)

Isso causa um enorme espanto e desconforto aos católicos e evangélicos, que ficam na corda bamba quando desejam tratar todo o Velho Testamento como “Palavra de Deus”, e vivem a “pinçar” o que convém e retirar convenientemente aquelas nódoas, mandamentos e coisas que – “os pais” –, fizeram em nome de Deus, e que, convenhamos, Deus não tinha absolutamente NADA a ver com aquilo!

E é claro, que o Corão (livro sagrado dos seguidores de Maomé), que os tais dizem ser “letra por letra ditado por Alá”, nada mais é que uma mistura de transcrições, interpolações, incrustações, misturas de toda sorte de evangelhos apócrifos, literaturas antigas e muito do Antigo Testamento, com uma boa dose de tradições orais cheias de superstições!

Mas então vamos ao que interessa e chega de mentirinha demagógica, e “política de boa vizinhança” dos Muçulmanos, tentando “tapar o sol com uma peneira”, defendendo a “Paz, Amor e Pacifismo” da religião Muçulmana.

A ideia de violência no Islamismo, não pode ser associada somente a grupos extremistas como “Estado Islâmico”, Wahhabismo, Salafitas, Irmandade Muçulmana, Al-Qaeda ou de algum outro ditador isolado

O problema é que eles necessitavam e sua doutrina de algum “Novo Testamento” como foi o caso Cristão. Mas, mesmo assim, não esqueça que alguns escassos versos, e até a atitude de Jesus no Templo, estimulou e estimula radicais cristãos, não importando o grupo cristão que pertençam.

Vejam mais alguns pontos sobre conteúdos da “Doutrina Islâmica”:

1. Para eles – porque creem que é assim que reza “Alá” – a única religião certa é o Islã (convenhamos isso é algo bem “católico” ou do protestantismo fundamentalista) –

Sura 3 verso 19: “ Para Deus a religião é o Islam. E os adeptos do Livro só discordaram por inveja, depois que a verdade lhes foi revelada. Porém, quem nega os versículos de Deus, saiba que Deus é destro em ajustar contas.”

2. Para eles, os “descrentes ou infiéis” (que são os que não têm Alá por Deus nem Maomé por seu profeta) devem ser combatidos, evitados em relacionamentos porque são impuros! – Sura 3:32; ; 3:28 e 9:29.

Sura 9 verso 14 : “ Combatei-os! Deus os castigará, por intermédio das vossas mãos, aviltá-los-á e vos fará prevalecer sobre eles, e curará os corações de alguns fiéis”.

Sura 47 verso 4: “E quando vos enfrentardes com os incrédulos (em batalha), golpeai-lhes os pescoços, até que os tenhais dominado e tomai (os sobreviventes) como prisioneiros”.

Sura 2 versos 191,193: ” Matai-os onde quer que os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave que o homicídio… E combatei-os até terminar a perseguição, e prevalecer a religião de Deus”.

Senti um pouco dessa “hostilidade” quando me aproximei de uma Mesquita em Jerusalém de mãos dadas com minha esposa.

3. Os “descrentes e impuros” são os que “afirmam que Jesus Cristo é o Filho de Deus” ou pior, que Jesus é Deus que se fez homem.

Sura 5:73 : “São blasfemos aqueles que dizem: Deus é um da Trindade! portanto não existe divindade alguma além do Deus Único. Se não desistirem de tudo quanto afirmam, um doloroso castigo açoitará os incrédulos entre eles.”

Leiam a Sura 5 verso 72: “ São blasfemos aqueles que dizem: Deus é o Messias, filho de Maria, ainda quando o mesmo Messias disse: Ó israelitas, adorai a Deus, Que é meu Senhor e vosso. A quem atribuir parceiros a Deus, ser-lhe-á vedada a entrada no Paraíso e sua morada será o fogo infernal! Os iníquos jamais terão socorredores”.

Sura 3: 151: ” Infundiremos terror nos corações dos incrédulos, por terem atribuído a Deus, sem que Ele lhes tivesse conferido autoridade alguma para isso”.

Não quero me tornar cansativo.

Não estou estimulando hostilidade contra muçulmanos, porque não sou muçulmano, nem “cristão” desses grupos que têm o mesmo espírito desses débeis mentais que estão dispostos a “matar em nome de Deus” e de uma suposta vontade divina revelada.

A fé que cultivo é do tipo capaz de alguém morrer por ela, mas jamais matar por ela!

Mas é assustador, as literaturas e declarações de autoridades Muçulmanas, o ódio latente, o sentimento de vingança, discriminação, a ausência da liberdade de Imprensa, a intolerância às liberdades individuais e dos direitos humanos nos países Islâmicos.

Eles vivem hoje como viviam os Hebreus nos tempos do Antigo Testamento, com sua religiosidade crua e perversa, justificando todas as atrocidades cometidas sob a suposta devoção a Deus, e alegando que tudo que faziam, faziam em nome dele.

Mas eu lhes asseguro que, mesmo o YHWH dos Judeus do Antigo Pacto com sua “gana de sangue” ao destruir povos pagãos, ainda é mais mansinho que o “Alá” dos Muçulmanos!

É que dos tempos do Antigo Testamento – (graças a Deus superado pelo advento do Novo Testamento, com o “Aba”, Pai-Nosso, Deus-Amor de Jesus Cristo) – até aos tempos de Maomé, os religiosos se aperfeiçoaram muito, na capacidade de dissimular, mentir, cometer torpezas, construir impérios, fazer bancadas religiosas para defender segmentos e atribuindo tudo a uma suposta “vontade de Deus”!

P.S.: Milhões de Muçulmanos, não concordam com as práticas desses grupos fanáticos, assim como milhões de Cristãos não concordaram, nem concordam com a intolerância e radicalismo de Católicos, Evangélicos ou de qualquer outro segmento que ostente o nome de “Cristão” e promovam perseguição ou discriminação aos que não pensam como eles.

Marcha Republicana deve reunir mais um milhão de pessoas em Paris

211 1

A Marcha Republicana convocada para este domingo (11), em Paris, será uma das maiores manifestações dos últimos anos na capital francesa. Deverá reunir mais de 1 milhão de pessoas,  intelectuais e religiosos, além de personalidades e políticos de diversos países.

A manifestação convocada após o assassinato de 12 jornalistas e cartunistas da publicação satírica Charlie Hebdo, na quarta-feira (7), reafirmará o repúdio ao terrorismo e à defesa dos valores republicanos, como a liberdade de expressão e de opinião.

Entre os políticos que confirmaram presença estão chefes de estado e de governo de Portugal, da Espanha, Itália, do Reino Unido, da Turquia e Alemanha, e representantes da Rússia e do Egito, país que mantém uma tensa relação diplomática com a França.

Para além da manutenção do mais alto estado de alerta na capital francesa, uma vez que são mantidas as ameaças terroristas, haverá mais 5.500 homens nas forças de segurança.

(Agência Brasil)

Disque 132 – Mais de 80 usuários de drogas buscam diariamente ajuda para deixar o vício

A média mensal de atendimento a usuários de drogas pelo serviço Disque 132 ultrapassou a marca de 2.500 – cerca de 83 por dia -, segundo o mais recente levantamento do Serviço Nacional de Orientações e Informações sobre Drogas. Os atendimentos aos envolvidos com cocaína e derivados, como o crack, cresceram 13%, representando 46% dos casos em 2014. O serviço atende de forma anônima, 24 horas por dia, incluindo feriados e finais de semana.

O Disque 132 dá orientação aos usuários sobre a necessidade de deixar o vício, e aos parentes como conviver com o problema e manter bom relacionamento com o viciado. O serviço faz parte do Programa Crack, é Possível Vencer, do Ministério da Justiça.

O atendimento é feito por uma equipe de 80 estudantes da área de saúde, supervisionados por profissionais formados na área. O treinamento dura até dois meses e os habilita a dar informações adaptadas a cada situação.

“O serviço se preocupa em ouvir tanto o usuário quanto os parentes e presta aconselhamento por meio breve intervenção, estimulando-os a refletir e mudar seu comportamento”, disse a coordenadora de pesquisa do Ligue 132, Maristela Ferigolo.

(Agência Brasil)

Universitária que atropelou e matou três no bairro Cajazeiras é condenada a nove anos de reclusão

315 1

amanda_cruz_da_silva

A universitária Amanda Cruz da Silva (24), acusada de atropelar e matar três pessoas no dia 17 de março de 2012, na Avenida Paulino Rocha (Cajazeiras), em Fortaleza, pegou prisão semiaberta de 9 anos. A sentença foi proferida nessa sexta-feira pelo juiz Jorge Di Cielo Miranda, da Vara Única de Trânsito do Fórum Clóvis Beviláquia. De acordo com a decisão, a universitária também fica proibida de dirigir pelos próximos cinco anos.

Amanda Cruz ainda terá que pagar uma indenização de R$ 4 mil para a família de cada vítima, bem como outros R$ 2 mil por lesão corporal. A Justiça decidiu ainda que a jove terá que pagar $ 2 mil de ressarcimento a um condomínio que acabou como o muro derrubado durante o acidente.

Amanda Cruz foi denunciada na época pelo Ministério Público Estadula por estar “guiando um veículo automotor, em estado de sonolência e praticando manobras radicais”. Ela teria causado a morte de Marcilene Silva Maia (17), que estava grávida, e da filha dela, Ana Rafaela da Silva Maia, de um ano e sete meses. O pedestre Alex Nascimento Sousa, que passava na calçada também morreu.

Colombianos que praticam extorsão no Ceará são paramilitares, diz Polícia do DF

foto blog do eliomar polícia

Para a Polícia do Distrito Federal, o Ceará é um dos estados brasileiros onde um grupo de paramilitares colombianos vem extorquindo comerciantes no Centro de Fortaleza. O Bacrim é uma organização de iniciativa paramilitar que combatia as Farc.

Segundo a investigação da Polícia do DF, a organização foi desmobilizada na Colômbia, em 2006, durante o governo Uribe. Desde então, o grupo pratica atividades ilícitas que aprenderam com os guerrilheiros, como narcotráfico, extorsão e mineração ilegal. Além do Ceará, o Bacrim também atuaria no Piauí, na Bahia, em São Paulo, no Rio de Janeiro e no próprio Distrito Federal.

A atuação dos colombianos no Centro de Fortaleza foi denunciada pelo Blog, em maio do ano passado. Na época, a Polícia do Ceará alegou que não havia queixa por parte dos comerciantes de Fortaleza, principalmente no Beco da Poeira, onde o Blog flagrou a ação dos colombianos.

Segundo os comerciantes, que pediram para não ser identificados, os juros dos empréstimos eram de 20%, com pagamento em até 20 dias úteis, por meio de parcelas diárias. A cobrança é realizada todo fim de tarde, na frente de clientes, sem recibo ou qualquer tipo de documento.

Uma dupla que mal fala o português é responsável pela cobrança. Carrega em uma caderneta o número dos boxes, os nomes dos devedores e a quantia a ser levada. Os comerciantes afirmam que os colombianos não impõem os empréstimos, apenas perguntam a quantia que cada comerciante necessitaria. Os comerciantes não souberam informar se já houve caso de não pagamento de parcelas, tampouco se houve alguma ameaça por parte dos agiotas.

Estudo revela que maioria dos jovens extremistas da França é de família ateísta

A maioria dos jovens franceses que aderiram a grupos radicais islâmicos não foi criada em famílias seguidoras do Alcorão, mas em famílias ateístas. A informação consta de estudo feito pelo Centro de Prevenção Contra os Desvios Sectários ao Islã (Cpdsi).

Conforme os dados, 160 famílias foram entrevistadas. Elas fazem parte de um universo entre 700 e mil jovens que o Ministério do Interior da França estima terem aderido a organizações como o Estado Islâmico (Isis) e a Al Qaeda. Alguns chegaram a viajar para países como Síria e Iraque e tomar parte em ações armadas.

Entre as famílias ouvidas, 128 (80% do total) classificam-se como ateias. Dessas, ao menos 12 afirmaram manter na memória a lembrança de traumas provocados pela intolerância racial ou religiosa, como o Holocausto judeu ou a perseguição ao povo argelino, de onde descendem muitos dos jovens nascidos na França ou naturalizados franceses que aderem à luta jihadista.

A maior parte das 160 famílias está na terceira geração de cidadãos nascidos na França. Apenas 16 delas (10%) relataram que os avós dos jovens recrutados nasceram em outros países, especialmente em ex-colônias francesas, como Argélia e Marrocos. Para os responsáveis pelo estudo, isso minimiza os sentimentos “de falta de raízes ou de não pertencimento” que, até recentemente, influenciava jovens que se deixavam atrair por discursos radicais.

O estudo indica que 84% das famílias são de classe média (67%) ou alta (17%). Os jovens têm, em sua maioria (43%), entre 18 e 21 anos. Nas faixas de 15 a 18 anos e de 21 a 28 anos, estão, respectivamente, 20% e 37% dos jovens arregimentados. Segundo os pesquisadores, são raros os casos de pessoas com mais de 30 anos que aderem às causas dos grupos radicais.

Os pesquisadores afirmam que a internet transformou-se em ambiente propício e muito usado pelos extremistas islâmicos para doutrinar jovens. E que, em geral, os pais notam o processo de ruptura, pois os filhos já não querem mais ver os amigos, nem ir às aulas ou manter as habituais atividades de lazer.

(Agência Brasil)

Desafios para tornar o Brasil uma pátria educadora

Em artigo no O POVO deste sábado (10), a coordenadora do curso de Pedagogia da Uece, Margarete Sampaio, diz que o primeiro desafio da “pátria educadora” passa pela conquista da credibilidade das intenções governamentais e do diálogo com os professores. Confira:

Falo do lugar de quem considera que a educação pelo exemplo, como a política de combate à corrupção, ao patrimonialismo e a posturas intolerantes agrega valor ao conceito de pátria educadora. Alguém que acredita que a escolarização contribui com a legitimação para a convivência social, o trabalho e a arte de viver humanamente. Escolarização entendida como o acesso, a permanência e a conclusão, da creche à universidade, e compreende a formação humana, científica, cultural e política.

A decisão expressa formal e verbalmente pela presidenta Dilma, de tornar o Brasil uma pátria educadora, se articulada a atos de deliberação, execução, acompanhamento e avaliação, denotará a existência de vontade política. Vontade política, entendida como a intenção configurada na ação. O primeiro desafio passa, então, pela conquista da credibilidade das intenções governamentais, que pressupõe materializar o diálogo com os professores, anunciado pelo ministro da Educação, Cid Gomes, em discurso de posse.

Numa pátria educadora, as ações das pessoas precisam vincular-se a uma lógica de implicação e pertença. Para tanto, faz-se necessário ampliar e fortalecer os espaços de participação popular, em que a população tome consciência das adversidades a enfrentar, participe na definição de prioridades e das consequências decorrentes.

O direito à educação, que se materializa com a aprendizagem dos/as estudantes, tem como desafio dar vida ao discurso da valorização dos profissionais do magistério, notadamente no seu reconhecimento social e na criação de condições objetivas de trabalho, como a redução do número de alunos por sala de aula.

O desafio da formação inicial e permanente dos educadores passa pela definição de uma política nacional de formação em todos os níveis de ensino. Uma formação calcada nas incertezas constituídas no chão da sala de aula e respaldadas em experiências bem sucedidas, nacional e internacionalmente. Uma formação que conjugue conhecimentos da base geral com os conhecimentos pedagógicos, científicos e tecnológicos, em articulação como mundo do trabalho.

A continuidade e estabilidade nas orientações de políticas como o Enem e a política de quotas, em associação com outras políticas, como o universal acesso a novas tecnologias, a reestruturação curricular do ensino médio e a criação de condições arquitetônicas e pedagógicas para pessoas com necessidades especiais são desafios de grande monta.

A extensão do analfabetismo absoluto e funcional e sua desigual distribuição se constitui como desafio à implementação do Plano Nacional de Educação (PNE), sancionado em 2014. O quadro justifica iniciativas de reversão dos elevados índices de analfabetismo e de evasão escolar, no âmbito da Educação de Jovens e Adultos.

O cumprimento da meta do PNE de atingir o percentual de 50% de escolas de tempo integral traça como desafios a ampliação de recursos para a reestruturação física e a discussão acerca da concepção de escola de tempo integral. A mobilização de pessoas e instituições em torno da criação de um conjunto de ações e relações voltadas para uma ampla formação cultural e a constituição de uma cultura letrada são elementos anunciadores de uma pátria verdadeiramente educadora.

Petrobras pressiona empreiteiras por confissão e ressarcimento

A Petrobras pressiona as 23 empresas do cartel delatadas na Operação Lava Jato a confessarem sua culpa e ressarcirem a companhia dos prejuízos causados inclusive à sua imagem. Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo deste sábado (10) mostra que a estatal enviou um ofício, no último dia 29, às empreiteiras condicionando o fim do bloqueio administrativo imposto a essas empresas à assinatura de acordos de leniência – espécie de delação premiada para pessoas jurídicas.

Essa é uma das três exigências feitas pela companhia para que gigantes como a OAS, a Odebrecht, a Camargo Corrêa e a Andrade Gutierrez voltem a poder participar de licitações ou serem contratadas pela Petrobras.

Segundo a reportagem, a petrolífera impõe cinco exigências no acordo de leniência. “A empresa reconheça sua culpa, comprometa-se a ressarcir a Petrobrás dos prejuízos causados, inclusive à sua imagem, repactue os contratos vigentes, adote medidas adequadas de compliance e atenda eventual outra condição imposta pelas autoridades (de investigação).”

O bloqueio dos contratos foi feito após o depoimento de quatro delatores da Lava Jato, inclusive do ex-diretor Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef. No documento em que explica a decisão, o diretor de Engenharia da Petrobras, José Antônio de Figueiredo, diz que a medida estava sendo tomada por causa da gravidade dos fatos apontados e pelo “perigo iminente” de novos dados à empresa.

Além do acordo de leniência, a estatal condiciona a retomada dos negócios com as empreiteiras citadas à “eventual aplicação de sanção administrativa pela Petrobras” ou “decisão em sentido contrário baseada na instrução” a partir das defesas das acusadas. A Petrobras deu prazo de 15 dias para que as empresas apresentem seus esclarecimentos.

De acordo com o Estadão, 25 executivos e funcionários de seis das 23 empresas do “cartel” foram denunciados à Justiça pela força-tarefa da Lava Jato por crimes como formação de cartel e quadrilha, lavagem de dinheiro e corrupção.

Em nota divulgada no dia 30, a Petrobras afirmou que tomou a medida em caráter preventivo para “resguardar a companhia e suas parceiras de danos de difícil reparação financeira e de prejuízos à sua imagem”.

(Congresso em Foco)

Menina bomba de 10 anos mata pelo menos 20 na Nigéria

Pelo menos 20 pessoas morreram e 18 ficaram feridas, neste sábado (10), quando uma bomba presa ao corpo de uma menina de 10 anos explodiu em um mercado de Maiduguri, na Nigéria. A explosão ocorreu quando o mercado estava cheio de pessoas. Até agora nenhuma organização terrorista reivindicou o atentado, mas os militantes do grupo Boko Haram têm usado mulheres e meninas como bombas humanas para impor um estado islâmico na maior economia africana.

“Ela tinha mais ou menos 10 anos e duvido muito que ela soubesse o que levava amarrado ao corpo”, disse o vigilante civil, Ashiru Mustapha. Segundo ele, o artefato detonou quando os vigilantes faziam o controle de entrada no mercado.

“O detector de metais assinalou a presença de algo suspeito quando a menina foi revistada, mas, infelizmente, a explosão deu-se antes que ela pudesse ser isolada”, acrescentou, considerando ter “quase a certeza de que a bomba foi detonada por meio de um controle remoto”.

Em dezembro, em outro ataque no mesmo mercado, 10 pessoas morreram, e na semana anterior mais de 45 pessoas foram mortas no mesmo local.

(Agência Lusa)

Após diálogo com policiais, Camilo Santana inicia pacificação com professores universitários

Camilo-Santana2-300x303

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (10), pelo jornalista Érico Firmo:

Os primeiros dias do governo Camilo Santana (PT) foram dedicados, em boa medida, à pacificação de setores e categorias que estavam em pé de guerra com o governo Cid Gomes (Pros). Depois de apostar em reatar os laços com a tropa da Polícia Militar, começa a tentar cicatrizar as feridas do relacionamento com os professores das universidades estaduais. Em oito anos de gestão, é natural que haja desgaste, mas com esses dois setores o problema foi absolutamente crônico. No caso dos policiais, houve uma paralisação curta, mas que provocou profundo dano no governo. Em relação aos professores, o embate se arrastou e fez a greve contabilizar incríveis sete dos últimos 15 meses. O prejuízo do impasse para os estudantes é inestimável.

O fim da greve na Universidade Estadual do Ceará (Uece) é fruto de alguns gestos e, principalmente, do crédito que os professores dão ao governador que, afinal de contas, acabou de assumir o cargo.

Desde a campanha e nos primeiros dias após a posse, Camilo tenta firmar o diálogo como marca – além dos setores do funcionalismo, também com o meio político, inclusive os deputados de oposição. Para o governante, estar aberto a ouvir não é favor. Quem ocupa função estatal é um servidor público, tem de estar aberto a críticas, receber cobranças, dar satisfação ao povo que paga seu salário e de onde se origina o poder que exerce.

Para além de dever do cargo, a postura de Camilo embute bastante de estratégia. É obviamente melhor ter canais de interlocução abertos que viver em confronto. Quando recebe o diálogo obstruído como herança de seu antecessor, o governador tratou, evidentemente, de tentar zerar a relação deteriorada.

Mas, permanece a desconfiança. O novo governador ganhou crédito, mas a linha de confronto ou de harmonia será determinada pelos gestos futuros de um lado e outro.

Fios na rua

381 10

Em artigo no O POVO deste sábado (10), o médico, antropólogo e professor universitário Antonio Mourão Cavalcante chama a atenção para a poluição visual dos fios dos postes. Confira:

Quando o Poder Público não assume sua competência, acaba se instalando o caos. Torna-se um “salve-se quem puder” e o interesse popular vai para a lata de lixo. Essa reflexão vem a propósito de um tema que a mídia começa a se interessar: a ocupação do espaço aéreo das calçadas. Isto é, o sistema de postes e fios que ficam acima de nossas cabeças.

Em poucos anos, sobretudo com o advento das telecomunicações (TVs e telefones a cabo), os postes foram ocupados por fios de todas as naturezas e em grande quantidade, levando a uma situação absolutamente caótica. Com frequência, fios arrastando pelo chão ou amontoados aos pés ou nos altos de postes. Fora os acidentes com caminhões baús que os arrancam e arrastam por estarem muito baixos. Uma zorra e tome risco!

Em matéria muito bem conduzida pela jornalista Tereza Fernandes (O POVO 4.1.15, Caderno DOM) -, fica muito claro que esse espaço virou terra de ninguém. Vamos por etapas: quem manda nas calçadas da cidade? Quem tem direito a fincar postes ao longo das calçadas? Pela utilização do espaço e dos postes, pagam alguma taxa ao Poder Público? Como é isso? Existe contrato? Quanto se arrecada com isso? Continuando: mesmo tendo a autorização do Poder Público, não dever-se-ia obedecer normas de segurança, preservando a estética do local? Sendo a companhia de eletricidade – Coelce – concessionária do serviço público, ela pode “sublocar” esses postes para que as companhias de telecomunicação também espalhem seus fios e equipamentos? Como é esse acordo entre estas partes privadas? Em caso de acidentes decorrentes dessa situação, quem é o culpado?

As respostas a estas perguntas não estão muito claras, nem tão simples de formular. Quem pode explicar?

A administração municipal dorme em berço esplêndido. A cabeça parece virada para o chão: o tempo todo pintando as ciclovias, espaço para as bicicletas. Não levanta a cabeça. Nem olha para os postes…

Enquanto isso a Câmara de Vereadores de Fortaleza discute e resiste a reduzir cargos e sinecuras instaladas, denunciados há anos, naquela casa. Tentam resolver problemas deles mesmos. De seus protegidos. A cidade que se dane. Esse é mais um exemplo de como uma Câmara de Vereadores atuante faz tanta falta à cidade de Fortaleza.

Pedestres reclamam que não há mais espaço nas calçadas da José Bastos

foto trânsito 150110 estacionamento

Caminhar ao longo da avenida José Bastos, em Fortaleza, tornou-se um desafio para pessoas idosas e com necessidades especiais. É que as calçadas quase sempre são inclinadas, diante do grande número de revendedoras de veículos usados.

Para piorar a situação, os proprietários das revendas decidiram usar as calçadas como espaço de venda de carros. Os pedestres agora contam somente com a pista e a sorte para caminhar, pois o trânsito é intenso o dia todo.

(Foto: Leitor do Blog)

Seara da Ciência inscreve alunos e professores para curso de férias

A Seara da Ciência, espaço de divulgação científica da Universidade Federal do Ceará, está com inscrições abertas até a sexta-feira (16) para o curso de férias de ciências intitulado Luz, Cores, Razão. O curso é voltado para alunos (40 vagas) e professores (20 vagas) da rede pública de ensino. Os interessados devem fazer a inscrição no site da Seara (www.seara.ufc.br). As aulas serão nas salas e laboratórios da Seara da Ciência (Rua Abdênago Rocha Lima, s/n – Campus do Pici). Para os estudantes, o curso ocorrerá no período de 2 a 6 de fevereiro e para os professores de 26 de janeiro a 6 de fevereiro.

Realizado semestralmente, o curso objetiva aprimorar a metodologia do ensino de ciências como a Química, a Física, a Matemática e a Biologia nas escolas públicas do Estado. Os professores participam de atividades práticas e são capacitados a utilizar a informática e outras linguagens para facilitar o aprendizado. Já os alunos são beneficiados pela metodologia empregada pela Seara, que inclui criatividade e ludicidade, tornando o ensino das ciências mais atrativo.

Para participar, os interessados precisam obedecer alguns critérios como ter disponibilidade de tempo integral no período do curso. Além disso, no caso dos professores, devem estar ministrando aulas de ciências em escolas públicas de ensino médio ou médio e fundamental. E os estudantes precisam estar regularmente matriculados em escola pública de ensino médio.

(Seara da Ciência)