Blog do Eliomar

Últimos posts

Ceará registra 3.501 assassinatos até mês de setembro

André Costa é o titular da SSPDS.

De janeiro a setembro de 2018, o Estado registrou 3.501 assassinatos. No acumulado dos nove primeiros meses deste ano, houve redução dos homicídios no Ceará, na comparação com o mesmo período de 2017. Em 2017, foram 3.693 no período. A redução é de 5,2%. Os dados foram divulgados pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), na manhã desta quinta-feira, 4.

No mesmo período, houve aumento dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) na Região Metropolitana de Fortaleza (3%) e na Norte do Estado (22,5%).

Na Região Metropolitana de Fortaleza, foram 923 CVLIs nos nove primeiros meses de 2017 e 951 em 2018. Já na Região Norte, o total de assassinatos passou de 614 casos para 752.

Setembro

Se considerado apenas o mês de setembro, Fortaleza teve a maior queda do total de casos: 173 mortes em setembro de 2017 e 120 no mesmo período deste ano – redução de 30,6%.

Em setembro de 2017, o número de homicídios, lesões corporais seguidas de morte e latrocínios em todo o Estado chegou a 460. Neste ano, 391 foram registrados – uma redução de 15%.

(O POVO Online/Foto – Evilázio Bezerra)

Medo do desemprego diminui, diz pesquisa da CNI

O Índice de Medo do Desemprego caiu 2,2 pontos percentuais em setembro na comparação com junho e ficou em 65,7 pontos. O indicador, que é 2 pontos inferior ao de setembro de 2017, está muito acima da média histórica, de 49,7 pontos. A informação é da pesquisa trimestral divulgada hoje (4) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O indicador varia de zero a 100 pontos. Quanto maior o índice, maior o medo do desemprego.

A maior queda foi no Sudeste – o índice caiu 5,8 pontos entre junho e setembro e reverteu o aumento de 4,8 pontos registrado entre março e junho. Mesmo assim, o medo do desemprego no Sudeste, que atingiu 64 pontos, é o segundo maior do país. Os moradores do Nordeste são os que têm mais medo do desemprego. Naquela região, o índice alcançou 73,1 pontos em setembro, valor que é 1 ponto menor que o de junho.

No Sul, o medo do desemprego aumentou para 62,7 pontos em setembro e está 0,8 ponto acima do registrado em junho. Com isso, o medo do desemprego na região está acima do verificado no Norte/Centro-Oeste, onde o índice subiu 2,3 pontos entre junho e setembro e alcançou 60,9 pontos.

Satisfação com a vida

O levantamento também mostra que o Índice de Satisfação com a Vida subiu para 65,9 pontos em setembro e está 1,1 ponto acima do verificado em junho. Mesmo assim, o indicador continua abaixo da média histórica de 69,7 pontos.

O indicador varia de zero a 100 pontos. Quanto menor o indicador, menor é a satisfação com a vida. Esta edição da pesquisa ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios entre 22 e 24 de setembro.

(Agência Brasil)

Duelo virtual – %elenão ganha do #elesim no Twitter

94 1

O #elenão venceu, e de muito, o #elesim na guerra por repercussão no twitter.

Um levantamento feito pela consultoria Levels Inteligência identificou 390.773 menções à “hashtag” anti-Jair Bolsonaro, candidato a presidente da República pelo PSL, no sábado e no domingo.

O número foi bem superior às 304.564 citações a #elesim verificadas no mesmo período.

(Foto – Ilustrativa)

PT aposta na dobradinha Luizianne-Guilherme em Fortaleza

O PT está apostando na dobradinha Luizianne Lins e Guilherme Sampaio em Fortaleza. Ela, ex-prefeita, postula a reeleição à Câmara dos Deputados, enquanto o vereador busca uma vaga na Assembleia Legislativa.

“Estamos fazendo essa dobradinha na Capital e contando com o apoio espontâneo de várias categorias. Em especial, a dos professores”, informa Sampaio.

Com a impugnação do deputado estadual petista Dedé Teixeira, Guilherme adianta que melhorou sua situação eleitoral também no Interior. “Conquistamos alguns colégios do Dedé no Interior. Na nossa lista, Canindé, Madalena, Choró, Russas e Santana do Acaraú”, diz ele, confiante nas urnas.

(Foto – Divulgação)

Por causa do Enem, governo adia horário de verão para 18 de novembro

A um mês das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o governo federal adiou o início do horário de verão para o dia 18 de novembro. O texto com a decisão será publicado no Diário Oficial da União. A data final para o horário de verão foi mantida para o terceiro domingo de fevereiro de 2019.

Nas redes sociais, o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, comemorou a mudança. “Candidatos terão mais tranquilidade para fazer as provas! Caso o horário de verão iniciasse no primeiro dia de provas do Enem, como estava previsto, muito provavelmente acarretaria prejuízos aos participantes.”

O pedido para mudar o início do horário de verão foi encaminhado pelo Ministério da Educação à Presidência da República. As provas do Enem estão marcadas para os dias 4 e 11 de novembro em todo o país. A previsão é de que 5,5 milhões de estudantes participem.

Locais

No início do horário de verão, os relógios devem ser adiantados em uma hora. O horário é adotado nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal.

Normalmente, a mudança de horário ocorre em outubro, mas no final do ano passado, o presidente Michel Temer assinou decreto adiando o início para novembro. Também houve uma discussão em torno da mudança de datas em decorrência do período eleitoral – o primeiro turno é no próximo domingo, 7, e o segundo dia 28.

(Agência Brasil)

Terceirizada da Cagece destrói calçamento no Parque Presidente Vargas

Moradores da rua Herculano Pena, no bairro Parque Presidente Vargas, em Fortaleza, reclamam: a Cagece, por meio de uma terceirizada, destruiu o calçamento dessa via.

Há dois anos, ao colocar tubulação para um hidrante de um condomínio, a empresa arrancou todo o calçamento do lado esquerdo da rua. No final, essa mesma empresa que executou a obra recolocou as pedras de forma superficial. Com as chuvas, todas se soltaram e apenas metade da rua ficou calçada.

Agora, em clima de nova obra, as pedras do lado direito da rua foram arrancadas e recolocadas de forma errada. Com as próximas chuvas, a rua poderá se transformar numa carroçável. Isso sem falar nos riscos de acidente devido ao calçamento solto.
Fiscalização da Prefeitura ou de qualquer outro órgão inexiste. A quem apelar?

(Foto – Morador da rua)

Enem 2018 – Inep deve divulgar locais das provas no dia 22 de outubro

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgará nas próximas semanas os locais de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A previsão é que isso seja feito no próximo dia 22. Os candidatos poderão acessá-lo pela Página do Participante.

Após verificarem os locais onde farão a prova, a recomendação do Inep é que os estudantes conheçam previamente o caminho que será percorrido nos dias do Enem antes da data do exame, para se familiarizarem com a rota, evitando imprevistos no dia.

Na reta final para o exame, que será aplicado nos dias 4 e 11 de novembro, o Inep informa que os estudantes devem ficar atentos e acompanhar as divulgações do instituto, seja pelo site oficial, seja pelo Facebook ou Instagram.

Estudantes

Neste ano, 5,5 milhões de estudantes em todo o país farão o Enem, o que significa imprimir 11 milhões de cadernos de questões. Na semana passada o Inep começou a enviar as provas para as 27 unidades da federação, até então, elas estavam armazenadas em um batalhão do Exército Brasileiro do estado de São Paulo.

A operação envolve Ministério da Educação (MEC), Ministério da Defesa, Inep e a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT).

As provas seguem para pontos de armazenagem no interior do país. Só no dia das provas, 4 e 11 de novembro, as provas serão enviadas para os 1.725 municípios de aplicação, sempre com escolta policial e rastreamento via satélite.

Dicas

Desde a semana passada está disponível a Cartilha da Redação, em versão em PDF, para ouvintes, e em vídeo em Língua Brasileiras de Sinais (Libras), para surdos e deficientes auditivos.

A Cartilha detalha todas as competências avaliadas e explica quais critérios serão utilizados nas correções dos textos. Nela estão também redações que obtiveram pontuação máxima no Enem 2017, com comentários.

Segundo o Inep, a ideia é apresentar exemplos positivos que contemplaram todos os critérios máximos de correção pelos diferentes corretores.

Na página do Inep é possível ainda acessar todas as edições anteriores do Enem e os respectivos gabaritos. Está disponível também uma página com respostas às dúvidas mais frequentes sobre o Enem.

(Agência Brasil)

Ciro vai subir o tom contra Bolsonaro e Haddad e se apresentar como terceira via no debate da Globo

O candidato a presidente da República pelo PDT, Ciro Gomes, gravou novos vídeos nessa quarta-feira (3). Ele reafirma discurso contra o ódio e a polarização, se apresenta como terceira via e diz que ganha de Bolsonaro no segundo turno.

A informação é da Coluna Painel, da Folha de S.Paulo, adiantando que o mote será abordado em todas as propagandas até domingo (7).

Já no debate da Globo, nesta quinta-feira (4), Ciro deve subir ainda mais o tom contra os rivais. Vai criticar a ausência de Bolsonaro (PSL) no encontro e dizer que votar em Haddad (PT) embute o risco de “andar para trás”.

(Foto – Reprodução de TV)

Santuário de Nossa Senhora de Fátima inicia festejos nesta quinta-feira

102 1

Começa nesta quinta-feira, a partir das 18h30min, o novenário de Nossa Senhora de Fátima, em Fortaleza .

Os atos vão se estender até o próximo dia 13, quando haverá a grande procissão em homenagem à santa, com saída da Igreja do Carmo (Centro) e missa de encerramento da programação presidida pelo arcebispo, dom José Antônio, no santuário.

(Foto – Arquivo)

The Economist: Brasil a caminho de uma crise financeira única

163 1

Depois de chamar o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, de risco à democracia, a edição desta semana da revista inglesa “The Economist” volta a tratar da situação nacional. Segundo o semanário, o país está a caminho de um tipo único de crise financeira.

“Falhas crônicas de governança significam que o país travará uma batalha contra si mesmo”, diz o texto.

“O problema do Brasil é que as finanças do governo estão em um caminho perigoso. A dívida pública aumentou de 60% para 84% do PIB em apenas quatro anos”, segue o semanário.

A revista diz que o ponto crítico acontecerá em agosto de 2019.

É quando o orçamento de 2020 será apresentado e, se a reforma previdenciária não estiver em vigor, será necessário um grande aperto nos gastos públicos.

Prevê um cenário sombrio se nada for feito. “À medida que os poupadores brasileiros anteciparem a inflação e o caos econômico que resultarão da crescente dívida pública, eles tentarão escapar dela”, afirma a “Economist”.

(Veja)

Clóvis Beviláqua – Restos mortais do jurista virão para o Ceará

112 1

A Academia Cearense de Direito conseguiu o traslado dos restos mortais do jurista Clóvis Beviláqua, do Rio de Janeiro para o Ceará. O apoio veio do presidente do Tribunal de Justiça do Ceará, desembargador Gladyson Pontes. As questões burocráticas e legais começaram a ser tratadas com esse objetivo.

Segundo o presidente da Academia, Roberto Victor, que esteve com dona Vitória, única filha viva do jurista,, o desejo é que Viçosa do Ceará, terra natal dele, receba os restos mortais. Clóvis deve ser sepultado junto da esposa, dona Amélia Beviláqua. A Secretaria da Cultura do Estado entrou no circuito para dar o suporte financeiro.

Victor faz questão de destacar que esse traslado era desejo de Clóvis que, em vida, sempre dizia que um diria retornaria para casa. Ele diz que a ideia é do historiador e jurista José Luís Araújo Lira, professor da Universidade Vale do Acaraú (UVA), em Sobral.

Há um esforço para que o traslado ocorra no dia 8 de dezembro próximo, que é o Dia da Justiça. Clóvis Beviláqua foi o autor do Código Civil Brasileiro, que perdurou de 1916 a 2003.

Bradesco vai continuar administrando a folha de servidores do Ceará

O Bradesco adquiriu novamente o direito de administrar a folha de pagamento dos 163 mil servidores estaduais, aposentados e pensionistas, além da carteira de fornecedores do Governo do Ceará. O aditivo, cujo valor a ser pago pela empresa ao Estado é de R$ 454 milhões, tem vigência de cinco anos e deve ser assinado nos próximos dias.

A instituição financeira foi a única concorrente na licitação, que, geralmente, é disputada por bancos públicos e privados. Apesar de apenas um participante no certame, o Governo do Ceará chegou a se reunir, em julho deste ano, com dirigentes do Santander, em São Paulo, e com representantes da Caixa Econômica Federal, em Brasília. As negociações visavam à sensibilização das instituições para participarem dos processos licitatórios e à melhora do valor de venda.

O secretário da Fazenda do Estado, João Marcos Maia, comemorou o aditivo. “Foi muito positivo. As regras de portabilidade mudaram e isso gera incerteza no mercado. Diante disto, vender a folha neste preço foi bem positivo”. Segundo o secretário, a carteira totaliza 96 mil servidores ativos e 67 mil inativos.

No histórico do Bradesco, em 2005, quando comprou o extinto Banco do Estado do Ceará (BEC), está registrada a compra de R$ 65 milhões pelo direito de administrar as contas do funcionalismo do Estado por cinco anos. De lá para cá, a instituição permanece na gestão das carteiras.

A última licitação havia sido realizada no governo Cid Gomes (2007 a 2014). O valor pago pelo banco ao Estado, à época, foi de R$ 390 milhões.

Com a manutenção da conta dos servidores, o segundo maior banco privado do País garante o direito de movimentar, mensalmente, mais de R$ 800 milhões da folha do funcionalismo estadual. Além disso, a instituição gere as carteiras de crédito industrial, comercial, rural e imobiliária, de servidores e de inadimplentes do Estado desde a compra do BEC.

Já em relação à administração da conta do Tesouro do Ceará, hoje sob gestão da Caixa Econômica Federal, haverá nova licitação até o fim deste ano. O valor do aditivo ainda não foi definido, pois o edital ainda está “em processo de elaboração”, conforme informações da Secretaria da Fazenda do Estado.

(O POO – Colaborou Bruna Damasceno)

Batalha entre eleitores de Ciro e Haddad: quem vai enfrentar Bolsonaro?

Após a última pesquisa do Datafolha, que mostrou crescimento inconteste de Jair Bolsonaro (PSL), a grande batalha das redes sociais passou a ser entre eleitores de Ciro Gomes (PDT) e Fernando Haddad (PT).

O objetivo dos seguidores do pedetista é dissuadir os petistas a trocar de voto. Argumentam que Ciro é o único capaz de derrotar Bolsonaro no segundo turno.

Principalmente porque ele não é alvo do sentimento anti-PT, combustível que move a candidatura de Bolsonaro.

No Twitter, existe até uma hashtag sobre o assunto, #RenunciaHaddad.

De fato, segundo a última simulação do Datafolha, Ciro vence com 46% das intenções de voto, contra 42% de Bolsonaro.

Já Haddad perderia. O petista tem 42%, e Bolsonaro, 44%.

(Veja Online)

Democracia e autonomia cidadã

Com título “Democracia e autonomia cidadã”, eis o Editorial do O POVO desta quinta-feira:

Nestes dias que antecedem o momento em que os cidadãos eleitores estarão exercendo o poder máximo que lhe concede a cidadania – o direito de votar para a escolha de seus representantes à frente do poder político – nada mais apropriado do que refletir sobre o significado desse gesto e sobre o sistema que o engendrou. Em nosso caso, sempre foi o instrumento para reparar a democracia brasileira e fortalecê-la toda vez que o autoritarismo esteve no horizonte. Seja qual for a posição que cada um tenha a esse respeito, isso não deixará de incidir em seu cotidiano de cidadão, sobretudo quando se está em uma dessas encruzilhadas em que vez por outra o Brasil se tem deparado em sua história, como agora..

A democracia surgiu na Grécia em forma direta. Com o crescimento das populações e o surgimento do estado-nação não dava mais para reunir toda a população numa praça para deliberar, então criou-se a democracia indireta, representativa, elegendo representantes para atuar no lugar do eleitor. É o modelo prevalente, hoje, no mundo, mas que vem sendo deformado pelo esvaziamento da soberania popular em vista do sequestro das agendas do estado nacional por instâncias econômicas externas, cada vez mais temerosas da autonomia do voto popular e desejosas de pô-la sob cabresto.

Simultaneamente, a revolução tecnológica no campo das comunicações,

sobretudo com a internet, permitiu o surgimento do fácil acesso à informação por parte do cidadão. Este passou a não mais querer depender exclusivamente do representante eleito para acessar assuntos que eram da esfera exclusiva do representante. Isso gerou uma tensão, pois o modelo institucional que capta seu voto não mais se adequa à quase passividade anterior do cidadão no modelo representativo. O eleitor conectado tem não só acesso direto às fontes de informação, mas quer exercer essa vantagem, usando a interação com as instâncias representativas. O modelo representativo vai-se tornando inadequado a esse empoderamento da cidadania, que passa a sentir necessidade de um molde institucional que favoreça sua proatividade.

Na presente eleição, o eleitor vê-se pressionado por diversos projetos políticos que tentam moldar o Brasil às suas pretensões. Faz parte do jogo. No entanto, deve estar atento às possibilidades de manipulação, seja nas redes sociais, seja por meio de eventuais intervenções abusivas de segmentos influentes – privados ou públicos – pouco interessados em fazer avançar o processo de aprofundamento da democracia brasileira e regularizar os mecanismos participativos preconizados pela Constituição de 1988. Não é difícil perceber que o Brasil precisa de mais do que nunca de democracia plena e autonomia cidadã.

(Editorial do O POVO)

Tasso Jereissati rebate críticas de Camilo e acusa governador de “falsidade” e “deslealdade”

244 3

O senador tucano Tasso Jereissati rebateu nesta quarta-feira as críticas do governador Camilo Santana (PT), a quem acusa de “falsidade” e “deslealdade”. Durante debate entre os candidatos ao Governo do Estado realizado terça-feira pela TV Verdes Mares, Camilo, que disputa a reeleição, disse que Tasso “não me ajudou objetivamente com nenhum investimento para o Estado do Ceará ao longo dos três anos e nove meses em que sou governador”.

Por nota, Tasso afirma ter considerado “lamentável a atitude do governador Camilo ao referir-se à atuação dos senadores do Ceará”.

O tucano prossegue: “Em relação à minha pessoa, o governador revelou falsidade. Em relação ao senador José Pimentel, seu companheiro de partido, revelou deslealdade”. O parlamentar então relata que, desde 2015, recebeu Camilo “por inúmeras vezes em meu gabinete, sendo absolutamente solidário a todos os seus pleitos em relação ao Ceará”.

“Ao mesmo tempo”, continua, “sou testemunha da atuação do senador Pimentel, que igualmente se mostrou inteiramente comprometido com tais interesses e projetos”.

Ex-governador do Ceará, Tasso acrescenta ainda que a atitude do petista no debate, o último entre os candidatos ao Abolição, “revela uma fraqueza de caráter com o objetivo de defender uma aliança inexplicável”.

O senador se refere indiretamente ao companheiro de casa legislativa Eunício Oliveira, do MDB, candidato à reeleição. Na mesma nota, o tucano diz que a “leviandade das afirmações do governador me obriga a trazer a público conversas particulares que mantivemos”.

Nessas conversas com o chefe do Executivo do Ceará, escreve Tasso, Camilo, “pessoalmente, me relatava que um outro senador do Ceará, seu então adversário e agora aliado, em tudo tentava obstaculizar projetos do interesse do Ceará, apenas para prejudicar seu governo”.

Aliado a Tasso e Capitão Wagner em 2014, Eunício enfrentou Camilo na corrida pelo Governo, mas foi derrotado no segundo turno.

O emedebista já vinha ensaiando reaproximação com o petista desde o fim do ano passado. Na convenção que lançou Eunício ao Senado, no início de agosto, Camilo declarou que o presidente do Congresso “era o meu candidato”. De acordo com a pesquisa Ibope mais recente para o Governo, o governador tem 69% das intenções de voto ante 7% do General Theophilo, do PSDB.

(Com Blog de Política/Foto – Agência Senado)

Carro com candidato ao Governo de São Paulo é atingido por tiros

O carro que levava o major Adriano da Costa e Silva, candidato ao governo de São Paulo pelo Democrata Cristão (DC), foi alvo de tiros na noite desta quarta-feira (3), de acordo com a PM e informações divulgadas pelo partido. Segundo o boletim de ocorrência, o major estava acompanhado de seu motorista, o capitão Hamilton da Silva Munhoz, quando quatro pessoas que estavam em duas motocicletas efetuaram disparos contra o veículo. Um dos tiros atingiu o colete a prova de balas do motorista. A informação é do Portal Uol.

Ainda de acordo com o documento, o major reagiu, efetuando disparos contra os criminosos, que fugiram do local. Após os tiros, o automóvel onde se encontravam o major e seu motorista caiu em um córrego. Eles foram encaminhados para o hospital Santa Helena sem ferimentos graves. A assessoria do DC confirmou o ataque e diz que o motorista passa bem.

Por volta das 23h30, o major permanecia no hospital e passava por exames, segundo sua mulher, Daniela da Costa e Silva. Ela também afirmou que ele vinha relatando ameaças, mas não especificou quais.

O ataque ocorreu por volta das 21h, na Estrada da Cooperativa, em Ribeirão Pires, na Grande São Paulo. De acordo com a assessoria do partido, Costa e Silva voltava para a capital após uma agenda de campanha. Também segundo a assessoria, o
veículo tinha adesivos da campanha. O partido trata o ocorrido como um atentado. A PM, no entanto, registro como disparo de arma de fogo contra o veículo.

Toffoli volta a decidir contra autorização para entrevista de Lula

Na sexta decisão judicial sobre o mesmo tema em menos de uma semana, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, voltou a confirmar na noite dessa quarta-feira (3) a decisão do ministro Luiz Fux que impede entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mais cedo, o ministro Ricardo Lewandowski havia reafirmado sua decisão de liberar a entrevista do ex-presidente, mas encaminhou o processo a Toffoli para deliberação final.

Na sua terceira decisão na Reclamação 32111 em que o ex-presidente peticiona pelo direito de dar entrevista, Lewandowski entendeu que a realização da entrevista não oferece risco à segurança do sistema penitenciário. Segundo ele, a livre manifestação do pensamento deve ser garantida no caso.

“Julgo procedente a reclamação para cassar a decisão reclamada, restabelecendo-se a autoridade do STF para que seja garantido ao reclamante o direito à livre manifestação de pensamento, a fim de que possa conceder entrevista, caso seja de seu interesse, sob pena de configuração de crime de desobediência, com o imediato acionamento do Ministério Público para as providências cabíveis, servindo a presente decisão como mandado”, decidiu Lewandowski.

Dias Toffoli respondeu ao despacho de Lewandowski e manteve a decisão liminar proferida, nos autos da Suspensão de Liminar (SL) 1.178/PR, proferida pelo vice-presidente da Corte, ministro Luiz Fux. De acordo com Toffoli, Fux estava no exercício da Presidência quando recebeu o pedido de SL. Ainda segundo o presidente do STF, a decisão de Fux “deverá ser cumprida, em toda a sua extensão, nos termos regimentais, até posterior deliberação do Plenário”. No entanto,Toffoli não deu prazo para isso ocorrer.

A sucessão de decisões conflitantes sobre a questão começou na semana passada, quando Lewandowski autorizou os jornalistas Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo, e Florestan Fernandes a realizarem a entrevista.

Em seguida, o ministro Luiz Fux atendeu a um pedido liminar feito pelo partido Novo e derrubou a autorização para que o ex-presidente possa dar entrevistas. Em reação, Lewandowski reiterou sua decisão pela autorização da entrevista, mas o presidente do STF, Dias Toffoli, manteve a decisão de Fux.

Desde 7 de abril, Lula cumpre pena de 12 anos e um mês de prisão, em Curitiba, imposta pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP).

Alunos de faculdade de Fortaleza são assaltados dentro da sala de aula

Um grupo de alunos foi assaltado na noite desta quarta-feira, 3, dentro da sala de aula em uma faculdade de Fortaleza. A UniAteneu, sede na Lagoa de Messejana, foi invadida por quatro suspeitos, que assaltaram alunos de duas salas de aula e roubaram um carro que estava estacionado no local.

De acordo com relato do aluno Victor Alves, por volta de 19h ele estava na sala de aula, aguardando pela realização de uma avaliação, quando outros colegas adentraram o local gritando que estava acontecendo um assalto. Em seguida, um homem armado entrou na sala e rendeu os alunos, ordenando que eles colocassem os celulares em cima da carteira.

Ainda segundo Victor, o assaltante levou diversos celulares dos alunos que estavam mais à frente na sala de aula, mas não chegou ao fim da sala. Dessa forma, alguns dos alunos conseguiram manter o aparelho, como foi o caso de Victor.

O POVO Online apurou com o 30º Distrito da Polícia Civil que quatro suspeitos entraram na faculdade para realizar o assalto, um deles portando uma arma. Um carro que estava estacionado no local foi levado pelos assaltantes. Os suspeitos ainda não foram identificados.

A reportagem ligou para a faculdade UniAteneu entre as 20h45min e as 21h12min da noite desta quarta-feira, mas não teve as ligações atendidas.

(O POVO Online – Isadora Paula)