Blog do Eliomar

Últimos posts

Especialistas debatem o fenômeno do “rolezinho”

“Rolezinhos” estão sendo programados pelas redes sociais em mais de dez estados para as próximas semanas. Em muitos deles, movimentos sociais e universitários organizam os encontros em protesto à repressão policial contra a reunião que ocorreu em um shopping de Itaquera, bairro da zona leste de São Paulo. Na linguagem popular, “rolezinho” significa passear ou dar uma volta. Nas últimas semanas, a palavra tem sido bastante usada para descrever reuniões de jovens, principalmente da periferia, em shopping centers.

De acordo com a professora da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Ivana Bentes, o fenômeno tem um forte caráter político e surpreende por resgatar o espírito das manifestações do ano passado em um cenário inusitado, os shoppings. “Mesmo que não tivesse uma intenção de causar politicamente, ele é político. A simples existência de um jovem negro da periferia dentro de um shopping center, sendo rejeitado, sendo considerado um consumidor indesejado, já é um fato político, independentemente da intencionalidade”, disse. “Acho muito importante que outros grupos sociais tenham se organizado para manifestar solidariedade a esses jovens”, completou.

O chamado “rolezinho” começou em São Paulo, no fim do ano passado. Desde então, vários ocorreram, chegando a reunir milhares de pessoas. No último sábado (11) foi no Shopping Itaquera, teve a participação de 6 mil jovens e terminou em confronto com a Polícia Militar. As administrações de alguns shoppings conseguiram, na Justiça, liminares para impedir os encontros.

Para o professor da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, Fernando Menezes, o que está em jogo, nesse caso, é o direito de ir e vir e o direito à propriedade. “No caso em que um grupo, se valendo da sua liberdade de ir e vir, combina um encontro de tal volume e de tal tamanho e com tais atitudes que começam a, exageradamente, impedir o exercício de outros direitos e liberdade por outras pessoas, estão abusando do seu direito”, explicou.

O professor da Universidade de Brasília, Alexandre Bernardino, discorda. Na opinião dela, a proibição da entrada nos shoppings está ligada ao perfil dos jovens que fazem os “rolezinhos”. “É claramente uma manifestação de preconceito em relação a um determinado grupamento social que se caracteriza por pobreza e por negritude, um grupo que se manifesta politicamente, no sentido mais amplo da palavra, e que não pode ter seu direito de manifestação e de ir e vir cerceado em um lugar público, porque o lugar é privado, mas é aberto ao público, então é público”, defende.

(Agência Brasil)

Suspeito de realizar assaltos na Padre Antônio Tomás é preso

Foi preso em flagrante nesta quinta-feira (16), pela Polícia Militar, Anderson Tony Vinícius Weyne  Félix, 22, suspeito de realizar assaltos na última terça-feira (14), na avenida Padre Antônio Tomás, no bairro Dionísio Torres.

As imagens que circularam nas redes sociais durante a noite da última terça, que  mostravam a ação dos homens durante a abordagem a motoristas, colaboraram para a Polícia identificar e prender o primeiro acusado.

Anderson Tony, que se encontra preso no 2° Distrito Policial, já responde por tráfico de drogas e roubo. Segundo a delegada Socorro Portela, titular do 2° DP, Tony é conhecido pelos moradores do bairro Dionísio Torres por realizar diversos assaltos.

Nesta sexta-feira (17), uma das vítimas que estava em um dos veículos registrada pelas imagens vai fazer o reconhecimento do acusado na delegacia. Ainda não foi realizado boletim de ocorrência.

A Polícia segue realizando diligência na tentativa de identificar os outros suspeitos.

(O POVO Online)

Mensalão mineiro entra na última fase antes do julgamento no STF

O ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que a Procuradoria-Geral da República (PGR) apresente as alegações finais na Ação Penal 536, processo conhecido como mensalão mineiro.

Esta é a última fase antes de o processo ficar pronto para julgamento. Toda a parte de instrução do processo, como depoimentos de testemunhas de defesa e de acusação, foi concluída. A expectativa é que ação seja julgada pelo plenário da Corte neste ano.

São apurados supostos desvios de dinheiro público durante a campanha de reeleição do hoje deputado Eduardo Azeredo (PSDB-MG) ao governo de Minas Gerais, em 1998. Após as conclusões da procuradoria, o processo seguirá para as alegações finais da defesa.

De acordo com denúncia da PGR, aceita pelo Supremo em 2009, o parlamentar é acusado dos crimes de peculato e lavagem de dinheiro. Segundo a procuradoria, o então candidato teria se beneficiado de recursos oriundos do suposto esquema que envolveu a empresa de publicidade SMP&B, de propriedade do publicitário Marcos Valério, condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Outros acusados respondem às acusações na primeira instância da Justiça de Minas, porque não possuem foro privilegiado.

Na época em que a denúncia foi recebida, Azeredo negou todas as acusações e disse que não há qualquer documento que confirme o uso de recursos de caixa dois na sua campanha à reeleição. O parlamentar também disse que nunca autorizou repasses para dinheiro para as empresas de Marcos Valério.

(Agência Brasil)

Luizianne diz que “toda pedra” que RC move é com dinheiro deixado por ela

61 2

A ex-prefeita Luizianne Lins (PT) voltou a fazer críticas à gestão do prefeito Roberto Cláudio (Pros). Segundo ela, RC não tinha “preparo nenhum” quando assumiu a Prefeitura e só está conseguindo levar adiante a administração municipal devido aos recursos deixados pela gestão anterior.

“Não tem uma pedra que ele move que não tenha sido dinheiro deixado, articulado, licitado que foi feito por mim. Pegamos a Prefeitura com muitas dificuldades e foram muitos anos para construir as coisas”, disse a ex-prefeita, que participou de encontro do Diretório Estadual do PT nesta quinta-feira (16).

Entre os avanços de seu governo, Luizianne destacou o Hospital da Mulher, a requalificação da Praia de Iracema, os Cucas, a Vila das Artes e a revitalização de espaços como o Passeio Público, além da construção de escolas e creches. “A gente fez um governo vitorioso, que deixou marca em todo o Ceará”, afirmou.

Ao citar o desgaste do Governo do Estado, Luizianne também teceu críticas ao chefe da Casa Civil, Arialdo Pinho, investigado por suposto envolvimento em irregularidades na concessão de empréstimos consignados a servidores do Estado.

“O chefe da Casa Civil, todo mundo sabe, já faz mais de dois anos que rola aqui. (…) Todo mundo sabe que aquilo ali não é coisa boa. Todo mundo sabe que esse problema já vem se arrastando há muito tempo”, disse Luizianne. Esta semana a Justiça decretou a quebra do sigilo bancário e fiscal de Arialdo e de outros supostos envolvidos no caso.

Candidatura própria

Emendando com as críticas, ela voltou a defender candidatura própria do PT ao Governo do Estado, sobretudo porque Pros e PMDB – ambos aliados do PT – tendem a lançar candidaturas próprias. “Diante desse desgaste, acredito que o PT deveria buscar seu caminho próprio. Mantém os três palanques da Dilma com três candidatos a governador pedindo voto pra ela.”

(O POVO Online)

Papa diz que é preciso sentir vergonha com os vários escândalos na Igreja

O papa Francisco disse nesta quinta-feira (16) que é preciso envergonhar-se com os vários escândalos que abalaram a Igreja Católica. Ele falou durante a homilia na tradicional missa matutina que celebra na Casa de Santa Marta, no Vaticano, onde reside.

“Mas, tivemos vergonha? Tantos escândalos que não quero mencionar individualmente, mas que todos sabemos quais são. Escândalos [pelos quais] alguns tiveram de pagar caro. E isso está bem! Deve ser assim… a vergonha da Igreja”, acrescentou, de acordo com a Rádio Vaticano. “Mas, temos vergonha desses escândalos, dessas derrotas de sacerdotes, bispos e laicos?”, insistiu.

O papa considerou que os responsáveis envolvidos nos escândalos “não tinham uma relação com Deus. Tinham uma posição na Igreja, uma posição de poder e também de comodidade, mas não a palavra de Deus”.

Na terça-feira (14), o papa também denunciou, durante a homilia na Casa de Santa Marta, a “figura do cristão corrupto”, ao falar de laicos, sacerdotes e bispos que se aproveitam da situação e dos privilégios.

O representante do Vaticano na ONU em Genebra, Silvano Tomasi, apresentou hoje à Comissão das Nações Unidas para os Direitos da Criança a resposta da Igreja aos abusos sexuais de menores por padres e outros funcionário. Ele disse que não existe “desculpa possível” para esses casos.

Tomasi acrescentou que o Vaticano formulou “diretivas” na matéria para facilitar o trabalho das igrejas locais, que desenvolveram também recomendações para evitar abusos, disse ele, citando a Carta para a Proteção das Crianças e Jovens, adotada pela Igreja Católica norte-americana em 2005.

A comissão da ONU dedica a sessão desta quinta-feira à avaliação do cumprimento pelo Vaticano dos compromissos assumidos com a ratificação da Convenção dos Direitos da Criança, em 1990, e os respectivos protocolos em 2000.

(Agência Brasil)

PSB-Ceará realiza encontro regional em Iguatu

A direção estadual do Partido Socialista do Ceará – juntamente com a Rede Sustentabilidade –  realiza no sábado (18) o Encontro Regional do PSB Centro Sul, no município de Iguatu/CE. O evento tem o objetivo de dar sequência ao trabalho de reorganização do partido no Estado, bem como discutir a plataforma política da legenda para as eleições de 2014.

O evento é destinado a filiados, dirigentes, apoiadores, integrantes dos segmentos sociais do partido (Juventude, Mulher, LGBT, Negros, Movimento Popular e Movimento Sindical) e pré-candidatos da legenda.

Além do presidente do partido, Sergio Novais, estão confirmadas as presenças da deputada estadual Eliane Novais, da representante da Rede Sustentabilidade no Ceará, Geovana Cartaxo (pré-candidata ao Senado) e da presidenta do PSB de Fortaleza, Nicolle Barbosa (pré-candidata do PSB ao Governo do Estado).

Serviço

Evento: Encontro Regional do PSB Centro Sul

Dia: 18/01/2014, sábado, às 9h.

Onde: CDL – Câmara dos Dirigentes Lojistas de Iguatu – Rua Dr João Pessoa, 897 – Iguatu/CE

(PSB-CE)

Setfor consegue investimento de 95% do seu orçamento em 2013

82 2

foto salmito recursos

Em uma situação rara até para empresas privadas, a Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor) conseguiu investir 95% de seu orçamento em 2013 e destinar somente 5% para custeio. Para a economia, o custeio são despesas como salários, combustíveis, locação de veículos, material de escritório, material de limpeza e serviços gráficos, enquanto o investimento passa por aquisição de bens para a empresa ou poder público, além de obras.

Em algumas instituições, como hospitais, o custeio chega a quase 100% do orçamento, enquanto escolas consomem cerca de 70% em custeio.

Para o secretário Salmito Filho, a tendência no mundo é que o poder público reduza cada vez mais seus custeios, em favor dos investimentos. “Os custeios muitas vezes não são passíveis de redução. Isso não ocorre com os investimentos, pois deixam de gerar despesas quando encerrados. Isso dá margem para novos investimentos, em área fundamentais como a infraestrutura e turismo, que geram riqueza para uma cidade, para um estado e para um país”, ressaltou o titular da Setfor.

No ano passado, a secretaria ainda conseguiu captar cerca de R$ 800 milhões, sendo R$ 600 milhões do Provatur e R$ 200 milhões do Cidade com Futuro. “Nada disso seria possível sem o apoio irrestrito do prefeito Roberto Cláudio, que não somente participa das reuniões de captação de recursos como também fiscaliza as obras. É comum vermos o prefeito acompanhando as obras toda semana e cobrando todos os itens”, destacou Salmito.

CNI recomenda acordos para evitar dupla tributação e incentivar investimentos no exterior

O Brasil deveria fechar acordos para evitar dupla tributação com países como os Estados Unidos, a Colômbia, Austrália, Alemanha e o Reino Unido, a fim de estimular investimentos de empresas no exterior. Essa é uma das recomendações da Confederação Nacional da Indústria (CNI) no Relatório dos Investimentos Brasileiros no Exterior 2013, divulgado nesta quinta-feira (16).

A CNI também recomenda a eliminação da insegurança jurídica do modelo brasileiro de tributação dos lucros obtidos no exterior e a negociação de acordos de proteção aos investimentos para reduzir riscos políticos com países como a Argentina, China, o México, Moçambique e Angola.

De acordo com a CNI, a participação do Brasil nos estoques de investimentos no mundo está se reduzindo. Essa participação caiu de 1,96%, em 1990, para 0,99%, em 2012, ano em que os investimentos do país no exterior ficaram em US$ 266,2 bilhões.

Nesse período, outras economias emergentes aumentaram os estoques de investimentos. A China, por exemplo, aumentou de 0,21%, em 1990, para 2,16%, em 2012. A Rússia saiu de zero para 1,75% e o Chile, de 0,1% para 0,41%, nesse período. A participação de todos os países em desenvolvimento no estoque global subiu de 6,92% para 18,9%.

A CNI lembra que no ranking dos principais investidores mundiais da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad), o Brasil perdeu 159 posições entre 2008 e 2012. Nesses quatro anos, o país saiu da 20ª posição para a 179ª, na lista com 182 países.

Para a CNI, as empresas que não fazem investimentos no exterior reduzem a produtividade e as exportações, perdem acesso à mão de obra qualificada, à tecnologia e à inovação.

(Agência Brasil)

Eunício defende permanência de cearense à frente da Integração Nacional

O senador Eunício Oliveira defendeu nesta quinta-feira (16) a permanência do cearense Francisco Teixeira à frente do Ministério da Integração, cargo que ocupa como interino desde outubro do ano passado. Eunício participa de reunião da cúpula do PMDB, em Brasília, que avalia um ministério para o senador Vital do Rêgo.

A sinalização da presidente Dilma Rousseff é que o senador da Paraíba assuma o Ministério da Integração, mas o senador cearense Eunício Oliveira defende a efetivação de Francisco Teixeira e um outro ministério para Vital Rêgo.

Delegado César Wagner chega aos 30 anos de Polícia Civil

484 3

foto cesar wagner delegado

Um dos mais atuantes delegados da Polícia Civil do Ceará, César Wagner completa 30 anos de Polícia Judiciária em 2014. Por onde passa, deixa melhorias em estrutura e organização. Como delegado, valoriza inspetores e escrivães. Da sua página no Facebook, o Blog reproduz um pouco do seu perfil. Confira:

Em 2014, trinta anos na Polícia Civil do Ceará. Ingressei como agente, após escrivão e finalmente, depois de muita luta e sacrifício, cheguei a delegado.

Por onde passei procurei criar ambientes de verdadeiras famílias, e quem trabalhou comigo sabe disso. Cultivei sempre uma conversa franca e respeitosa com todos os companheiros. Lutamos lado a lado contra o crime e a impunidade. Perdi amigos abatidos nessa dura caminhada. Participei de greves quando as achei justas, por melhores condições de trabalho e salários. Mas nunca aceitei o divisionismo e as acusações generalizadas que maculam a todos. O único caminho verdadeiro é aquele que constrói e dignifica e não o que destrói e joga todos na vala comum dos ineptos e corruptos.

Inspetor é sim um cargo relevante.

Escrivão é sim um cargo relevante.

Delegado é sim um cargo relevante.

Todos merecem condições dignas de trabalho e salários compatíveis com suas responsabilidades.

Ex-morador de rua é aprovado em Economia na UFC

foto 140116 opovo

Fevereiro guarda um novo capítulo na vida de Helder Marques, 28. Com o início do semestre letivo da Universidade Federal do Ceará (UFC), ele assume vaga conquistada no curso de Ciências Econômicas após se dedicar aos estudos, sozinho junto à estante de livros da Casa São Francisco, no Centro. O local acolhe pessoas em situação de rua e acolheu Helder meses atrás.

Com a seleção na primeira chamada do processo seletivo, Helder preenche uma das 40 vagas destinadas aos alunos de escola pública pelo sistema de cotas da UFC. Volta às salas de aula depois de seis anos. Será universitário.

Helder se preparou sozinho para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013. Antes, havia trabalhado com vendas em uma empresa de marketing em Brasília. Chegou a Fortaleza no início de 2012 e ficou sem emprego meses depois. Longe dos familiares, que ficaram em Montes Claros (MG), viu-se sem dinheiro para comer e pagar o aluguel. “Fiquei quatro dias na rua, não tinha coragem de pedir”, recorda. Foi encaminhado em outubro ao abrigo mantido pela Comunidade Católica Shalom.

Escolheu passar o tempo, entre a fabricação de vassouras e formações da casa, junto aos livros. “Nos primeiros dias, conheci a biblioteca e senti no coração que eu poderia realizar meu sonho”. E então começou a se preparar para o Enem, com três horas diárias de dedicação. Criou os próprios simulados do Enem com provas de anos anteriores. Os esforços deram resultado.

A aprovação

Helder recorda o nervosismo dos dias do Enem. Mas a própria história serviu de motivação: “Eu estava representando pessoas que, como eu, não tinham esperança”. A aprovação, conta, trouxe surpresa: foi o quarto lugar entre as vagas para cotistas. Para o futuro, planeja cursar inglês ou francês nas Casas de Cultura Estrangeira da UFC.

“A aprovação foi um resultado, mas eu tive que me dedicar diariamente. Vou me tornar um excelente profissional se viver o momento acadêmico e não pensar apenas no diploma”, projeta Helder.

(O POVO)

Delegacia de Capturas em situação caótica

Da Coluna Vertical, no O POVO desta quinta-feira (16):

A Delegacia de Capturas (Decap) do Ceará, onde morreu misteriosamente o preso Francisco Simão de Oliveira, na terça-feira (14), foi visitada pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Fortaleza, no dia 5 do mês passado.

A ida até a cadeia, que recebe presos para serem encaminhados aos presídios ou libertados, deu-se por causa de denúncias sobre o “inferno” que se transformou a Decap para detentos e policiais civis. Um relatório enviado à secretária da Justiça, Mariana Lobo, e a outras autoridades, lista 28 mazelas graves e aponta 8 soluções.

Na Decap, uma prisão provisória (máximo 60 dias), há presos que ficam até 2 anos. Concebida para 60 detentos, ela somava mais de 90 na visitação. Em uma das celas, batizada por “favela”, onde deveriam estar 20 pessoas, estão 63. Lá, só há uma ventilação próxima ao sanitário e a temperatura chega a 45 graus. A Defensoria Pública, segundo o relatório assinado pelo vereador João Alfredo (Psol) e a deputada Eliane Novais (PSB), passa por longe dali.

Redução dos juros depende de controle dos gastos públicos, segundo CNI

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) entende que a inflação vai continuar sendo o foco das preocupações da equipe econômica do governo em 2014, mas sugere que o combate ao aumento do custo de vida deve começar por uma “política fiscal mais ativa, com controle rigoroso dos gastos correntes”, em vez da elevação da taxa básica de juros.

Na avaliação da indústria, ao optar por mais um acréscimo de 0,5 ponto percentual, aumentando a Selic de 10% para 10,50% ao ano, o sétimo reajuste consecutivo desde abril do ano passado, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) não dá sinais sobre o fim do ciclo de aperto na política monetária. Tanto que os analistas financeiros já esperavam o aumento, como mostrou o boletim Focus divulgado na última segunda-feira (13) pelo BC.

A CNI alerta que a inflação continuará sendo foco de preocupação em 2014, não só pelo elevado patamar dos últimos meses, mas, principalmente, porque o governo recorreu, no ano passado, ao controle dos preços administrados (tarifas de transporte e energia elétrica) e à redução da cesta básica. “Mecanismos de controle da inflação, que dificilmente poderão ser repetidos com a mesma intensidade neste ano”, diz a nota da entidade.

Assim que o Copom divulgou o aumento da Selic, o vice-presidente do Conselho de Administração do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef) de São Paulo, Keyler Carvalho Rocha, divulgou nota na qual diz que “a inflação ainda não está contida”, e essa é a principal justificativa para o BC manter o aperto monetário. Ele acredita que na próxima reunião do Copom (dias 25 e 26 de fevereiro) haverá mais um acréscimo de 0,25 ponto percentual na taxa.

(Agência Brasil)

CCJ pode votar unificação de eleições e mandato de seis anos para cargos eletivos

Proposta que estende para seis anos o mandato dos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores a serem eleitos em 2016 e, a partir de 2022, fixa em seis anos o mandato de todos os cargos eletivos está pronta para ser votada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). As mudanças propostas estão em substitutivo apresentado pelo relator, senador Luiz Henrique (PMDB-SC), à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 71/2012.

Tendo como primeiro signatário o senador Romero Jucá (PMDB-RR), o texto original da PEC estabelece que o mandato dos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores a serem eleitos em 2016 será de seis anos. Mas, a partir de 2022, com a unificação das eleições de todos os cargos eletivos, o mandato dos cargos referidos voltaria a ser de quatro anos. A intenção dos autores é a de economizar os custos com eleições, que, atualmente, acontecem a cada dois anos.

Para o relator, a proposta é meritória e não apresenta inconstitucionalidade. No entanto, Luiz Henrique apresentou um substitutivo para que o mandato de seis anos seja estendido para todos os cargos eletivos a partir da unificação em 2022, vedada a reeleição para os cargos do Poder Executivo. Para ele, não se justifica mais a alternância de um terço e dois terços da representação no Senado, com eleições a cada quatro anos.

(Agência Senado)

Paulo Diógenes e Tarcisio Rocha oficializam união

215 1

foto 140115 casamento paulo diógenes

O humorista e vereador de Fortaleza Paulo Diogenes e o administrador de empresas Tarcisio Rocha oficializaram na noite desta quarta-feira (15) a união civil do casal homoafetivo. A união ocorreu no cartório do Mucuripe, diante da juíza de paz Toia Vasconcelos. Após a cerimônia, os convidados foram recepcionados no Ilmar Buffet‏.

Eunício expõe pela primeira vez os projetos para o ano eleitoral nesta quinta-feira

foto eunício oliveira

Em entrevista coletiva no fim da tarde desta quinta-feira (16), no aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri, a 533 quilômetros de Fortaleza, o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) falará pela primeira vez de seus projetos para o ano eleitoral.

Após a coletiva, o senador irá se reunir com prefeitos da região para em seguida participar como patrono da formação da turma de Medicina da Estácio – FMJ. A visita ao Cariri será encerrada na Colina do Horto, onde fica a estátua de Padre Cícero.

Na sexta-feira (17), Eunício Oliveira chega a Fortaleza, onde terá audiências com prefeitos da Região Metropolitana e Interior, além de vereadores de Fortaleza. À noite, o senador retorna ao Interior, onde participa ao lado do ministro da Previdência Social Garibaldi Alves da inauguração de agências do INSS no Sertão Central.