Blog do Eliomar

Últimos posts

Projeto quer criar equipamento em Fortaleza para acolher animais abandonados

Da Coluna do Eliomar de Lima no O POVO desta sexta-feira:

A criação de um equipamento responsável por recolher e acolher animais em situação de vulnerabilidade, abandono e maus-tratos, prestando assistência e abrigo provisório foi aprovada pela Câmara Municipal.

Na prática, ganhou aval da Casa o projeto da vereadora Larissa Gaspar (PPL). “Há muitas pessoas que têm vontade de ter um bichinho em casa e, com isso, iremos fomentar a iniciativa da adoção”, explica Larissa Gaspar.

Aproveitando esse mote, bom destacar o trabalho realizado pela Coordenadoria de Proteção e Bem-Estar Animal. Mas, de certa forma, não dá conta do problema de tantos cães e gatos espalhados pela cidade expondo a população a zoonoses. Isso porque o orçamento para essa área continua no osso.

Ou seja, sem condições de ampliar vacinações, exames, castrações, enfim o leque de serviços para os pets, até porque isso também faz parte da cidadania.

(Foto – Ilustrativa)

Criançada que vai cair na folia terá pulseiras de identificação. No Rio de Janeiro

Guardas municipais e voluntários da Fundação da Infância e Adolescência (FIA) vão distribuir 390 mil pulseiras de identificação para crianças e adolescentes durante o carnaval do Rio de Janeiro, que começa no próximo diz 2 de março. A ação é uma iniciativa da FIA, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.

As pulseiras serão distribuídas em pontos estratégicos da cidade, como a Central do Brasil, a Rodoviária Novo Rio, estações de metrô e também nas praias, blocos e na Marquês de Sapucaí. A secretária de Desenvolvimento Social, Fabiana Bentes, destaca que é preciso estimular uma cultura de identificação entre os responsáveis por menores de idade no Brasil.

“A gente precisa entender que quando há muita gente, em momentos distração, só por olhar para o lado, a pessoa pode perder uma criança momentaneamente ou até por mais tempo”, alertou a secretária. Ela destacou que, em uma situação como essa, a pulseira de identificação pode acelerar a localização de uma criança perdida.

Fabiana Bentes também considera importante a emissão de documento de identidade para menores de idade, já que a certidão de nascimento não tem foto.

A campanha será lançada hoje (22), às 11h, na base do Programa Centro Presente, em frente ao Museu do Amanhã, no centro do Rio.

(Agência Brasil)

Uece – Termina nesta sexta-feira prazo para pedir isenção da taxa do vestibular pelo meio eletrônico

A Universidade Estadual do Ceará encerra nesta sexta-feira o prazo para receber requerimentos eletrônicos de solicitação de isenção da taxa de inscrição do seu vestibular destinado ao ingresso nos cursos de graduação regular do segundo período letivo deste ano. O lebrete é da assessoria de imprensa da Instituição.

A partir das 23h59min, o acesso ao site para o preenchimento dos formulários de solicitação de isenção da taxa do Vestibular 2019.2 será bloqueado. Os cursos ofertados para o vestibular 2019.2 e suas respectivas vagas constarão no Edital que regulamentará este Certame.

Os requerimentos preenchidos, juntamente com toda a documentação pertinente a cada categoria de isenção, poderão ser entregues no dia 25 de fevereiro de 2019, no horário corrido das 8 às 19 horas (exclusivamente neste dia) nos guichês de atendimento anexo à sede da CEV/UECE, campus Itaperi, e nas sedes das unidades da Uece do Interior do Estado, em seus respectivos horários de funcionamento.

Das Categorias de Isenção

Poderão ser contemplados com isenção do pagamento da taxa de inscrição para o Vestibular 2019.2, os candidatos interessados em ingressar nos cursos de graduação regular da UECE e que estejam enquadrados em uma das seguintes categorias:

Categoria A: Servidor (professor ou funcionário) da FUNECE e servidor (professor ou funcionário estadual) cedido à FUNECE;

Categoria B: Filho ou dependente legal (por decisão judicial) de servidor (professor ou de funcionário) da FUNECE e filho ou dependente legal (por decisão judicial) de servidor (professor ou funcionário estadual) cedido à FUNECE;

Categoria C: Doador de sangue no Estado do Ceará;

Categoria E: Egresso do Ensino Médio, que tenha cursado com aprovação, todo o Ensino Médio regular, durante três anos letivos (1º, 2º e 3º anos), em escolas públicas (municipal, estadual ou federal) de funcionamento regular no Estado do Ceará;

Categoria F: Aluno que esteja cursando, em fevereiro de 2019, o segundo semestre do 3º ano do Ensino Médio em escola pública (municipal, estadual ou federal) de funcionamento regular no Estado do Ceará e que tenha cursado o 1º semestre do 3º ano em escola pública (municipal, estadual ou federal), bem como o 1º e o 2º anos do Ensino Médio, com aprovação, também em escola pública (municipal, estadual ou federal) de funcionamento regular no Estado do Ceará;

Categoria H: Pessoa Hipossuficiente, cuja renda familiar per capita seja inferior a ½ salário mínimo.

Para as categorias elencadas E e F serão concedidas, no máximo, duas isenções. A primeira concessão de isenção equivale a 100% (cem por cento) do valor da taxa de inscrição e a segunda, a 50% (cinquenta por cento) do valor da referida taxa.Tendo em vista os custos do processo, após a concessão da isenção, a decisão do beneficiário de não a usufruir será considerada e contada como uma concessão já deferida, quando o mesmo a solicitar pela segunda vez.

SERVIÇO

*Mais informações na sede da Comissão Executiva do (CEV), campus Itaperi ou pelos telefones 3101-9710 ou 3101-9711.

Heróis da 2ª Guerra ganham homenagens em Fortaleza

A 10ª Região Militar do Exército comemorou, durante evento em Fortaleza, nessa quinta-feira, os 74 anos da tomada de Monte Castelo, uma das principais vitórias brasileiras na 2ª Guerra Mundial.

Houve homenagens com a presença de cinco veteranos da Força Expedicionária Brasileira (FEB), além de dois italianos que viviam na região na época do combate.

(Foto – Aurélio Alves)

Senado pode antecipar indicação de relator da reforma da Previdência

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), quer antecipar a definição do relator do texto da reforma da Previdência na Casa. A proposta de mudanças no sistema de aposentadorias, apresentada na quarta-feira (20) pelo governo federal, ainda vai tramitar ao longo dos próximos meses na Câmara dos Deputados e só deve chegar ao Senado no final do semestre, caso seja aprovada. A ideia de Alcolumbre, no entanto, é criar desde já uma comissão especial de senadores para acompanhar a tramitação da matéria na Câmara. Nesse caso, o relator dessa comissão especial seria, mais adiante, efetivado como relator da matéria no Senado.

“Se nós fizermos uma comissão especial, a gente nomearia um presidente para essa comissão especial, nomearia um relator, que fosse membro titular da CCJ [Comissão de Constituição e Justiça], já que a reforma tem que passar na CCJ, e esse relator da comissão especial já passaria automaticamente a ser o relator, no Senado, da reforma da Previdência, quando ela chegar na Casa”, afirmou nessa quinta-feira (21).

Segundo Alcolumbre, a iniciativa, que ainda será negociada com os líderes dos partidos e blocos partidários do Senado, tem o objetivo de dar celeridade à análise da reforma pelo Legislativo, antecipando o trabalho do futuro relator da reforma na Casa. “Ele [relator da reforma no Senado] vai poder ter interlocução, lá na comissão especial da Câmara, com todos os partidos, então essa interface vai dar celeridade em todo o processo”, justifica.

(Agência Brasil)

No clássico de campeões brasileiros, Fortaleza e Ferroviário fazem jogo de “compadres”

Quem esperou uma partida repleta de emoções no confronto de dois campeões brasileiros, nas séries B e D no ano passado, por certo deixou o Castelão com o sentimento de frustração, na noite desta quinta-feira (21), no clássico sem gols entre Fortaleza e Ferroviário, na abertura da quarta rodada da segunda fase do Campeonato Estadual.

Em um jogo típico de “compadres”, o resultado evitou uma crise nas duas equipes, que já foram derrotadas nesta segunda fase por times tecnicamente inferiores. O empate ainda garantiu a permanência dos dois campeões brasileiros no grupo de classificação para a próxima fase da competição, ambos agora com 7 pontos, à frente do Atlético (4 pontos), Horizonte, Guarany de Sobral e Floresta (todos com 3 pontos) e Barbalha (1 ponto). O Ceará lidera com 9 pontos.

(Foto: Reprodução)

Damares contradiz STF e defende ensino domiciliar

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, defendeu nesta quinta-feira (21) apoio legal às famílias que quiserem optar pelo ensino domiciliar de crianças, conhecida como homeschooling. Segundo Damares, em reunião da Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado, uma medida provisória será enviada nos próximos dias ao Congresso.

“Nós temos um grupo muito grande de famílias, que já aplicam o ensino domiciliar, o homeschooling. Com a última decisão do STF [Supremo Tribunal Federal], essas famílias que estavam sob efeito de liminar, perderam a proteção”, afirmou Damares. “Então a gente entra com a MP, para que elas estejam protegidas em seu direito de ensinar em casa”, explicou.

A ministra disse essa é uma demanda da sociedade, e o texto está sendo discutido junto com o Ministério da Educação. “Temos um grupo de trabalho com o Ministério da Educação para que venha para cá um texto que agrade, um texto bom que não precise de tantos debates, e a gente avance na votação”, disse.

Em setembro do ano passado, o Supremo decidiu que, com a atual legislação, os pais não têm direito de tirar filhos da escola para ensiná-los exclusivamente em casa.

Conflito

Questionada sobre um possível conflito de sua crença religiosa e políticas em defesa de LGBTs (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais), a ministra destacou que a comunidade foi a primeira a ser chamada para conversar ainda durante a transição de governo. Segundo ela, a diretoria que trata da comunidade no ministério está intacta, com representantes de gays, lésbicas e travestis.

A ministra disse ser contra unicamente à “ideologização de gênero”. “Se for preciso vou para rua com eles”, garantiu.

Sobre aborto, Damares reafirmou no Senado sua posição contrária “em qualquer circunstância”. Mas disse que não é papel do ministério militar contra ou favor do aborto. “É o papel desta Casa. A preocupação de todos é com ativismo o Judiciário.

Vocês [parlamentares] representam o povo, e o povo não quer a legalização do aborto”, afirmou.

Damares ressaltou que o enfrentamento à violência é a prioridade do ministério determinada pelo presidente Bolsonaro. Ela afirmou que canais de denúncias como a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, o ligue 180 e o Disque 100, que analisa e encaminha denúncias de violações de direitos humanos, serão reformulados.

A preocupação, segundo a ministra, é avançar no encaminhamento das denúncias recebidas, nesse sentido todos os agentes da rede de proteção serão acionados pelo ministério.

(Agência Brasil)

Entidades médicas vão à Justiça contra resolução do Conselho Federal de Odontologia

A Resolução nº 198/2019 do Conselho Federal de Odontologia (CFO), que autorizou os dentistas a realizarem procedimentos de caráter invasivo e estético que são exclusivos dos médicos, está sendo alvo de uma ação civil pública na Justiça Federal. A Associação Médica Brasileira (AMB), o Conselho Federal de Medicina (CFM), a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) deram entrada, nesta semana, numa ação civil pública contra a medida do CFO. A informação é da assessoria de imprensa do Conselho Federal de Medicina.

Em 29 de janeiro, a Resolução nº 198/2019, do CFO, reconheceu a harmonização orofacial como especialidade odontológica, permitindo aos dentistas o uso da toxina botulínica e de preenchedores faciais na região orofacial e em áreas anexas, bem como a realização de procedimentos com vistas a “harmonizar os terços superior, médio e inferior da face”.

Diante dos excessos e dos riscos inerentes, na ação, é pedida à Justiça Federal a concessão de liminar com a suspensão imediata da norma do CFO, com consequente informe à população por meio de publicação no Diário Oficial da União e de informes no site do Conselho Federal de Odontologia e na imprensa.

Ação civil

No entendimento das entidades médicas, a Resolução nº 198 contraria a legislação, ao autorizar os dentistas a realizarem procedimentos de caráter invasivo e estético, que são exclusivos da medicina. Na ação civil pública, as entidades descrevem o abuso praticado pelo CFO, inclusive ressaltando a impossibilidade de alteração de escopo de atuação profissional por decisão administrativa e sem respaldo da legislação que regula a atividade.

O ação proposta pela AMB, CFM, SBCP e SBD argumenta ainda que a norma do CFO configura mais uma tentativa de ampliar irregularmente o escopo de atuação de dentistas, invadindo a esfera de atuação exclusiva dos médicos, segundo disposições expressas da Lei do Ato Médico (nº 12.842/2013).

Medidas 

Outro ponto destacado pelas entidades médicas é de que a Resolução do CFO se junta a várias tentativas de diferentes categorias profissionais da área da saúde de adotar medidas semelhantes, sendo que, como destaca a ação, essas medidas foram barradas por decisões do Judiciário.

Há casos de invasão do ato médico praticados por meio de resoluções dos Conselhos Federais de Farmácia, Psicologia, Fonoaudiologia, Educação Física, Enfermagem e Fisioterapia, que foram rechaçados pelo Judiciário, sendo que em todos “ a fundamentação jurídica para a anulação das resoluções é a ausência de lei federal que permita e dê respaldo às atividades dispostas em ato normativo de caráter infralegal”.

STF tem quatro votos a favor de enquadrar homofobia como racismo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso votou hoje (21) a favor do enquadramento da homofobia, que é caracterizada por condutas de preconceito contra o público LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais), como crime de racismo.

Com o voto do ministro, a Corte tem quatro votos para declarar a omissão do Congresso em aprovar a matéria e que o crime de racismo seja aplicado aos casos de agressões contra homossexuais até que a norma seja aprovada pelo Parlamento. O prazo para que a Câmara dos Deputados ou o Senado aprovem a medida ainda não foi definido.

Após o voto de Barroso, a sessão foi suspensa e será retomada na próxima quarta-feira (27).

Desde a semana passada, o caso é discutido na Ação a Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) nº 26 e no Mandado de Injunção nº 4.733, ações protocoladas pelo PPS e pela Associação Brasileiras de Gays, Lésbicas e Transgêneros (ABGLT).

Demandas sociais

Barroso afirmou em seu voto que o Brasil é o país que mais registra casos de violência contra homossexuais no mundo. Para o ministro, em casos excepcionais, o Judiciário tem o dever de atuar para satisfazer demandas sociais que não são atendidas pelo Congresso.

“A comunidade LGBT é, no Brasil, claramente, um grupo vulnerável, vítima de preconceito e de discriminações e de violências. Nesse cenário, o papel do Estado e do Direito há de ser de intervir na defesa dos direitos fundamentais dessas minorias.”, afirmou.

O voto atende ao pedido feito pelo PPS e da ABGLT. As entidades defendem que a minoria LGBT deve ser incluída no conceito de “raça social”, e os agressores, punidos na forma do crime de racismo, cuja conduta é inafiançável e imprescritível. A pena varia entre um a cinco anos de reclusão, de acordo com a conduta.

Pelo atual ordenamento jurídico, a tipificação de crimes cabe ao Poder Legislativo, responsável pela criação das leis. O crime de homofobia não está tipificado na legislação penal brasileira.

Além de Barroso, Celso de Mello, Edson Fachin e Alexandre de Moraes também votaram a favor da criminalização pelo Judiciário, na forma do crime de racismo, diante da inércia do Congresso.

Ainda faltam votar os ministros Luiz Fux, Rosa Weber, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio e o presidente, Dias Toffoli.

(Agência Brasil / Foto: Divulgação STF)

Cerca de mil pessoas acompanham posse da direção do Partido Novo no Ceará

O Partido Novo no ceará deu posse na noite desta quinta-feira (21), no hotel Praia Centro, na Praia de Iracema, à sua cúpula no ceará, com a presença de cerca de mil pessoas.

Geraldo Luciano assume a presidência do partido, tendo como vice Célio Fernando, além de Milla Maia como secretária de Assuntos Administrativos, Rinaldo Cavalcante, como secretário de Assuntos Institucionais e Ivo Silva, na condição de secretário de Finanças. O evento foi prestigiado pelo presidente nacional do Novo, João Amoêdo.

(Foto e vídeo: Paulo MOska)

A Assembleia Legislativa e o jeito Sarto de fazer política

As 18 comissões permanentes que integram a Assembleia Legislativa do Ceará foram instaladas e os dirigentes de cada uma delas eleitos pelos colegiados. Tudo dentro do prazo regimental.

O presidente do Legislativo Estadual, José Sarto (PDT), na prática, buscou o consenso e garantiu a pluralidade com espaços para os partidos de situação e de oposição. Todos os espectros ideológicos estão representados.

Para se ter uma ideia, o PSL, com apenas dois representantes, ficou com a presidência da Comissão de Defesa Social. Já o PSOL, do Renato Roseno, com a Comissão de Direitos Humanos. O PDT, que elegeu 14 deputados e tem a maior bancada, comanda oito comissões, entre elas as duas mais importantes: Constituição e Orçamento.

Conclusão: Sarto é jeitoso.

(Foto – ALCE)

UFC abre concurso de professor para Arquitetura, Letras e Medicina

A Universidade Federal do Ceará vai inscrever, no período de 25 a 27 deste mês de fevereiro, para concurso de professor substituto nos Departamentos de Arquitetura e Urbanismo e Design, de Letras Vernáculas e de Cirurgia, todos em Fortaleza. A informação é da assessoria de imprensa da Instituição.

De acordo com o edital, no Departamento de Arquitetura e Urbanismo e Design a vaga é para o setor de estudo Teoria e História do Curso de Arquitetura e Urbanismo, com regime de trabalho de 20 horas semanais. No Departamento de Letras Vernáculas, o setor de estudo é Língua Portuguesa, com regime de trabalho de 40 horas semanais. Já no Departamento de Cirurgia, a vaga é para o setor de estudo Urgências Médicas, com regime de 20 horas semanais.

A titulação exigida inicialmente dos candidatos é a de doutor, com reabertura do prazo de inscrições em caso de não preenchimento das vagas.

SERVIÇO

*Mais informações sobre o processo seletivo devem ser vistas no Edital nº 24/2019, disponível no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGEP) da UFC (http://www.progep.ufc.br/edital-24-2019/).

*Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas – (85) 3366 7407.

Lancha de Sérgio Cabral vai a leilão novamente

O juiz Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pelos desdobramentos da Operação Lava Jato no Rio, determinou que seja feita uma nova avaliação da lancha Manhattan Rio, de propriedade de Sérgio Cabral, que foi confiscada junto com outros bens do ex-governador. O pedido foi feito pelo Rio Leilões, do leiloeiro Renato Guedes, para que a embarcação seja colocada à venda por um preço mais justo.

O lance inicial do primeiro leilão (R$ 4 milhões), realizado no dia 4 de setembro do ano passado, é considerado muito acima do valor de mercado, de acordo com especialistas em náutica, técnicos e mecânicos. No dia 13 do mesmo mês, a lancha foi colocada em leilão com 20% de desconto, mas também não houve comprador.

Segundo especialistas, o valor da lancha está em torno de R$ 1,6 milhão. Bretas determinou que um oficial da Justiça federal faça o levantamento do valor de mercado da embarcação.

A lancha Manhattan Rio foi construída em 1997. Tem 80 pés e é do modelo Ferreti 80 e equipada com suíte, bar lounge, salas e bote com motor. No interior, há aparelhos e eletrodomésticos que também estão incluídos no valor do leilão.

Leilão

A embarcação foi colocada em leilão no mesmo dia da mansão do ex-governador Sérgio Cabral, em Mangaratiba, arrematada no dia 13 de setembro de 2018 por R$ 6,4 milhões, valor mínimo estipulado no leilão, junto com outros bens sequestrados de Cabral pela Justiça Federal. A venda ocorreu nos últimos minutos do leilão, após o próprio leiloeiro já ter admitido que teria de anunciar o imóvel por um preço inferior, em um próximo arremate.

(Agência Brasil)

Salmito propõe criação de comissão especial para planejamento das 14 regiões do Ceará

207 2

O deputado estadual Salmito (PDT) apresentou nesta quinta-feira (21), em pronunciamento no plenário da Assembleia Legislativa, a proposta da criação da Comissão Especial de Desenvolvimento das 14 Regiões de Planejamento do Estado do Ceará.

“Quero avançar nesse debate para estimular e chamar a atenção dos colegas deputados, de forma pluripartidária e republicana, para construirmos uma agenda propositiva de ações concretas em cada uma dessas regiões”, apontou o parlamentar, que recebeu apoio dos deputados Guilherme Landim, Osmar Baquit, Romeu Aldigueri e Nezinho, todos do PDT, além de Leonardo Pinheiro (PP) e Carlos Felipe (PCdoB).

Salmito também anunciou a realização de seminário “A Governança Interfederativa e o Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana de Fortaleza”, na segunda-feira (25), no auditório do Complexo das Comissões Técnicas, em parceria com a Secretaria das Cidades.

Museu da Fotografia terá talk show e apresentação de livro com paisagens dos EUA

O fotógrafo e jornalista Sergio Poroger é convidado para um talk show no Museu da Fotografia de Fortaleza. Vai acontecer a partir das 14 horas do próximo sábado (23). Com ele, estará sua produtora-executiva, Patrícia Bueloni.

Os dois apresentarão “Cold Hot”, um livro fotográfico com paisagens e localidades do Sul dos Estados Unidos, com mostra sobre a história da banda desse país, a partir de um paralelos da música e sua influência nas paisagens, arquitetura e nos costumes dos moradores.

Poroger e Patrícia também mostrarão “Cine Mu(n)do”, um novo projeto focado no cinema, com imagens que retratam a influência da sétima arte no cotidiano de cidades americanas, holandesas e, ainda, alguns frames do Brasil e América Latina.

DETALHE – Durante sua estadia, Poroger aproveitará para fotografar antigas salas de cinema de Fortaleza.

(Foto – Divulgação)

Câmara quer ouvir ministro sobre paralisação do Minha Casa, Minha Vida

354 1

Parlamentares de diversos partidos já cobram do governo federal a paralisação do programa Minha Casa Minha Vida.

Segundo informa a Veja Online nesta quinta-feira, o deputado federal Fausto Pinato (PP-SP) apresentou requerimento convocando o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, para dar explicações na Câmara.

Canuto, inclusive, suspendeu 18 mil contratos fechados para construção de unidades habitacionais em dezembro do ano passado. Entidades da construção civil cobram a retomada imediata do programa, que mantém 2 milhões de postos de trabalho.

Acrísio Sena anuncia audiência pública sobre segurança hídrica no Estado

339 1

O petista Acrísio Sena, agora presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento do Semiárido da Assembleia Legislativa, vai puxar, na próxima terça-feira à tarde, uma audiência pública que terá como tema “Segurança hídrica do Estado”.

Autor do requerimento, o parlamentar diz ser mais do que necessário debater o tema com Cagece, Funceme, Cogerh, Dnocs, Semace, Promotoria de Justiça e Planejamento Urbano e as secretarias estaduais de Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário.

Na prática, hora de saber a situação atual dos açudes, as perspectivas de inverno e, principalmente, o que tem sido feito de apoio ao agricultor.

(Foto – ALCE)

MPF aplicará provas da seleção de estágio no próximo domingo

O Ministério Público Federal vai aplicar, no próximo domingo, das 9 às 12 horas, as provas da seleção para seu programa de estágio. O local é o campus do Centro Universitário Farias Brito (FBUni), no bairro Varjota. O objetivo, segundo a assessoria de imprensa do MPF, é formar cadastro reserva para o preenchimento de vagas nas áreas de Administração, Biblioteconomia, Computação, Engenharia Civil e Jornalismo para suas unidade em Fortaleza.

Ao todo, 332 estudantes universitários se inscreveram e estão aptos a fazer o exame que será de múltipla escolha. No total 30 questões para responder, sendo 10 de Língua Portuguesa e 20 de Conhecimento Específico.

Os participantes devem portar o comprovante de inscrição, documento de identidade e caneta de tinta indelével, esferográfica, nas cores azul ou preta, no dia da aplicação do exame.

O resultado final das inscrições deferidas está disponível na área Estagie Conosco no portal do MPF no Ceará.

SERVIÇO

*Centro Universitário Farias Brito (FBUni) – Rua Castro Monte, 1364 – Varjota, Fortaleza.

*Divisão de Gestão de Pessoas – (85) 3266.7393
*Página da seleção no Portal MPF aqui.