Blog do Eliomar

Últimos posts

Senadora critica incentivo a linchamentos

190 3

A senadora Ana Rita (PT-ES) lamentou o linchamento do jovem capixaba Alailton Ferreira, de 17 anos, que atuava como flanelinha no município de Serra. Acusado de estupro, Alailton foi perseguido e espancado por cerca de 50 moradores da região e morreu no hospital. O linchamento foi gravado e divulgado na internet. De acordo com a Polícia Militar, porém, não há qualquer denúncia, nem de estupro nem de outro crime, contra Alailton.

A senadora também criticou a PM, que chegou duas horas depois e não chamou a ambulância para socorrer o jovem. Ana Rita ressaltou que, ainda que Alailton tivesse cometido o crime, ele deveria ter sido preso, processado e julgado.

Segundo a senadora, a família do jovem está passando por profundo sofrimento com a injustiça. Ana Rita criticou a frieza dos que filmaram o crime e não interferiram para evitar o linchamento e lembrou que a maioria das vítimas desse tipo de crime é de jovens, negros e pobres.

Com base em pesquisas, a senadora lamentou o crescimento do número de linchamentos no país e o aumento da tolerância com certos tipos de crime, como a tortura. Ela criticou a tentativa de fazer justiça com as próprias mãos e cobrou medidas legislativas contra a violência.

– Precisamos trabalhar muito para acabar de uma vez por todas com os linchamentos, oferecendo à sociedade a segurança que ela tanto precisa, reforçando a infraestrutura das polícias, preparando melhor nossos policiais, fazendo valer nossas leis.

(Agência Senado)

Papa pede paz em regiões de conflito na oração de Páscoa

Em mensagem de Páscoa, o papa Francisco apelou à comunidade internacional para “prevenir a violência” na Ucrânia. Pelo menos quatro pessoas morreram neste domingo (20) no Leste da Ucrânia, região que faz fronteira com a Rússia, num tiroteio entre as forças ucranianas e ativistas pró-Rússia.

Em sua oração, o papa pediu a Deus que “ilumine e inspire as iniciativas que promovam a paz na Ucrânia”. Francisco pediu para que “todos os envolvidos, com o apoio da comunidade internacional, façam todos os esforços para prevenir a violência num espírito de unidade e diálogo, construindo um caminho para o futuro do país”.

O Vaticano informou que aproximadamente 150 mil pessoas estavam na Praça de São Pedro e em uma avenida próxima para participar das celebrações do domingo de Páscoa e ouvir a tradicional benção Urbi et Orbi (à cidade e ao mundo) do papa, que se dirigiu à multidão da mesma varanda em que apareceu pela primeira vez depois de ser eleito líder da Igreja Católica.

O papa rezou ainda pelo fim dos “brutais ataques terroristas” na Nigéria e da violência na  República Centro-Africana e no Sudão do Sul. Por fim, orou pelo sucesso das negociações de paz no Oriente Médio, abaladas nos últimos dias por confrontos entre manifestantes palestinos e forças policiais de Israel em Jerusalém.

(Agência Brasil)

O mal a ser expurgado

153 1

Da coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (20):

Claro está que o crime organizado estabeleceu tentáculos no Judiciário do Ceará. Como bem disse o presidente do Tribunal de Justiça, Luis Gerardo Brígido, é um esquema que envolve um punhado de magistrados, serventuários e advogados. Não é o todo. É uma parcela. No tapetão, a maioria está tão atônita quanto as ruas.

Embora o distinto público desconheça, já se sabe dos nomes. A coisa toda já é conhecida. Os esquemas, com todos os seus procedimentos marginais, foram esmiuçados. A cúpula do Tribunal de Justiça fez o seu levantamento e está ansiosa para que o Conselho Nacional da Justiça finalize o seu. O mal será expurgado.

A imprensa, como bem disse o presidente do Tribunal, está fazendo a sua parte. Ou seja, está jogando luzes sobre os escabrosos acontecimentos. E certamente continuará fazendo. Porém, é preciso estabelecer uma corrente de apoio ao comando do TJ.

Já cobrei aqui da OAB. Espera-se que a entidade levante-se de seu berço esplêndido corporativista e declare apoio público ao comando do Judiciário, reforçando as posições dos magistrados que corajosamente agem para desbaratar a gangue que carcome a instituição base de nossa democracia.

O mesmo espera-se de outras instituições. Faz pelo menos dez dias que a questão está na imprensa e até aqui não se viu uma manifestação de apoio da Assembleia Legislativa e da Câmara de Fortaleza. Nutre-se a mesma expectativa do Governo do Ceará.

É preciso coragem para lidar com questões corporativas que se entrelaçam com o crime organizado. Há muito dinheiro sustentando esse esquema. Dinheiro nas mãos de gente perigosa. Quanto mais apoio a cúpula do Tribunal de Justiça receber da sociedade, mais força o órgão terá para fazer o que precisa ser feito.

Pesquisa da USP desenvolve aparelho que detecta dengue em 20 minutos

Um aparelho portátil e de baixo custo, desenvolvido por pesquisadores do Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo (USP), é capaz diagnosticar com precisão os pacientes com o vírus da dengue em apenas 20 minutos, já a partir dos primeiros sintomas. A novidade está sendo possível porque um estudo mostrou alta concentração da proteína NS1, produzida pelo vírus. Atualmente, o exame para detectar a doença só pode ser feito no sexto dia, o que faz com que ela seja confundida com outras infecções e nem sempre tratada da forma adequada. A demora no diagnóstico pode levar, especialmente nos casos de reincidência, à morte.

“O teste convencional não pode ser feito nos primeiros dias, porque ele mede a concentração de anticorpos. [O paciente] tem que ter quadro avançado de dengue. O novo aparelho detecta a proteína já nos primeiros dias”, disse o professor Francisco Guimarães, responsável pelo estudo. O dispositivo, similar ao que é utilizado na medição de glicemia, funciona da seguinte forma: o anticorpo que reage à proteína NS1 é cultivado na gema do ovo. Em seguida, ele é colocado em alta concentração sobre uma membrana metálica, a qual em contato com o sangue infectado, reage eletricamente.

Guimarães destaca que a utilização de ovos de galinha para produzir os anticorpos foi uma das formas encontradas para baratear o custo do produto. O aparelho deve custar entre R$ 100 e R$ 200. “A ideia é que todo posto de saúde, mesmo em lugares mais remotos, possam fazer o teste rápido, sem que o sangue tenha que ser levado para grandes centros. Evita-se a demora no resultado, pois é um teste direto”.

(Agência Brasil)

Das paralisações policiais em zonas metropolitanas do País

As greves ou movimentos afins das polícias Militar e Civil, primordialmente nas regiões metropolitanas do Brasil, são problema que precisa ser melhor negociado. Deflagrada na noite de terça-feira, a paralisação da PM da Bahia teve como desdobramentos, em primeiro lugar, na capital Salvador, saques no dia seguinte no comércio e arrombamentos a supermercados. Como precaução, empresários retiraram ônibus das ruas, assim como escolas e faculdades ficaram sem aulas. O movimento terminou após acordo na quinta-feira.

Isso aconteceu numa das cidades mais religiosas e turísticas do País. Apesar de abrigar muitas fés garantidas pela liberdade de culto, Salvador, só no Catolicismo, ficou conhecida por se somar, popularmente, 365 igrejas. Na realidade, são 372. Os PMs decidiram parar na Semana Santa, época em que a capital baiana concentra inúmeras pessoas de dentro e de fora do Estado.

Os trabalhadores das polícias Militar e Civil, sejam os envolvidos diretamente com a segurança pública, enfrentando inclusive o risco de morte, além de servidores da burocracia interna e outras funções, precisam ter salários adequados. Isso deve acontecer em todos os estados e no Distrito Federal. Em janeiro e fevereiro passados, operação tartaruga da Polícia Federal do DF deixou Brasília e cidades satélites sob polvorosa, com o aumento dos episódios violentos.

A capital federal é uma das cidades nacionais que concentram pessoas provenientes da maioria dos estados brasileiros, o que causou preocupações a mais de parentes nas respectivas unidades da Federação. Também registra presença de centenas de cidadãos estrangeiros, a exemplo dos diplomatas e outras ocupações.

No caso da Bahia, o governador Jaques Wagner (PT) invocou intenções eleitoreiras no movimento, diante de lideranças dentro da PM que têm candidaturas para o próximo pleito, este ano. Entretanto, a questão trabalhista deve ser levada em conta. Além da boa formação do policial civil e militar, uma das condições primordiais para que a sociedade fique melhor protegida.

(O POVO / Editorial)

O lobby dos lobos

158 2

Da coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (20):

Ninguém em sã consciência esperaria que o comparecimento da presidente da Petrobras, Graça Foster e do ex-diretor Nestor Cerveró, ao Senado e à Câmara dos Deputados, respectivamente, convencesse os defensores da CPI exclusiva a desistir de seu intento. É indisfarçável que a CPI é a chance de um palanque eleitoral para a oposição. Claro, faz parte das regras do jogo. Só que os cidadãos precisam estar cientes de que é disso que se trata, e que o inflado discurso da ética deve ser visto com a precaução requerida.

Mais do que palanque, a articulação visa desqualificar a gestão estatal da Petrobras e recolocar em cena o discurso do Estado “mau gestor”, com vistas a aumentar a influência do mercado na empresa, até que se possa privatizá-la na primeira chance. Para isso é fundamental a eleição de um presidente “confiável”, que cancele o novo marco regulatório do petróleo, baseado no regime de partilha, e retroceda ao regime de concessão. Dessa forma, o pré-sal passaria às mãos do lobby internacional do petróleo. Esse é o verdadeiro jogo por trás do barulho armado em torno de Pasadena.

Seria ingênuo esperar que os governistas não respondessem no mesmo tom e não insistissem na extensão da investigação da CPI aos escândalos dos trens e metrô paulistas e às alegadas tramoias no Porto de Suape, em Pernambuco.

Mas, não é de agora que a CPI é desacreditada como instrumento de investigação. Serve mesmo é para a disputa política. Aliás, em 20 anos de governo tucano, em São Paulo, jamais foi permitida uma CPI na Assembleia Legislativa.

No caso de Pasadena, o mais racional seria esperar os resultados das rigorosas investigações conduzidas pela Polícia Federal, Ministério Público e o Tribunal de Contas da União sobre as denúncias. Caso não fossem satisfatórias, aí sim, seria acionada a CPI. Qualquer brasileiro de bom senso concordaria com essa metodologia.

Pela primeira vez, em nove anos, Prefeitura de Fortaleza apresenta aumento nas matrículas

156 5

A Prefeitura de Fortaleza, por intermédio da Secretaria Municipal da Educação (SME), registrou em 2014 um aumento de 5,6% no número de matrículas em relação a 2013. Foram cerca 196 mil matriculados, perfazendo 10.500 alunos a mais na rede municipal de ensino, em comparação com o ano anterior. O número de matrículas voltou a crescer em 2014 depois de quedas consecutivas nos percentuais desde 2005.

O aumento mais significativo foi na Educação Infantil, chegando a 14,5%. A oferta do Infantil III em dois turnos fez com que mais alunos pudessem ter acesso às creches. Além disso, a Prefeitura inaugurou cinco novos Centros de Educação Infantil e deve entregar à população outros 124 até 2016.

Essa mudança é resultado de vários investimentos já aplicados na educação de Fortaleza e que fazem parte do Plano de Ações 2013-2015, no valor de R$ 600 milhões, o maior da história da Cidade. A Prefeitura está oferecendo um ambiente de confiabilidade, no qual a comunidade escolar (pais, alunos e professores) está mais integrada e empenhada no aprendizado dos alunos.

O diretor da escola Professora Terezinha Ferreira Parente, do bairro Curió, Adriano Nascimento, diz que a seleção pública para diretores e coordenadores pedagógicos e a garantia de professores em todas as turmas foram decisivas para o aumento da credibilidade das escolas. “Atribuo a elevação das matrículas também ao conjunto de ações que impactaram na ação pedagógica do ensino como: melhoria da merenda escolar, renovação do mobiliário que passou a ser o adequado para a idade dos alunos, material escolar gratuito para todos, livros novos, agenda escolar, mochila e fardamento. Tudo novo e de qualidade, elevando assim a autoestima dos nossos alunos”, disse o diretor.

A meta da SME é chegar a 2016 com 20% a mais do número de alunos matriculados em 2013 (cerca de 186 mil). Para isso, o cuidado com cada modalidade de ensino e suas necessidades é constante para transformar a escola pública num modelo de qualidade.

(Prefeitura de Fortaleza)

Jornalismo esportivo fica empobrecido com morte de Luciano do Valle, diz ministro

foto eliomar luciano do vale

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, divulgou nota na noite desse sábado (19) em que lamenta a morte do narrador esportivo Luciano do Valle, de 66 anos. O locutor passou mal durante uma viagem de avião com destino a Uberlândia (MG), à sábado, onde narraria partida entre Atlético Mineiro e Corinthians pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Ele chegou a ser levado a um hospital, mas não resistiu.

“Lamento profundamente a morte de Luciano do Valle e me solidarizo com os parentes e amigos do grande narrador. O jornalismo brasileiro, especialmente o jornalismo esportivo, fica empobrecido com essa perda”, disse Aldo Rebelo, em nota de pesar.

Segundo a TV Bandeirantes, emissora onde Luciano do Valle trabalhava, o narrador foi atendido por um médico ainda no avião e sofreu uma morte súbita. “As hipóteses vão de interdição de aorta, a um infarto, e isso só será definido após necropsia. Ele não sofreu e teve o atendimento que precisava”, disse o médico ao site da emissora. Em 2013, Luciano do Valle completou 50 anos de carreira.

Por determinação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), neste domingo (20) haverá um minuto de silêncio nos jogos da primeira rodada do Brasileirão, em homenagem ao locutor esportivo.

Izolda volta a ser entrevistada em programa nacional

148 2

izolda cela

Depois de destacar a educação de Sobral, no Fantástico, a ex-secretária da Educação do Estado, Izolda Cela, volta a ser entrevistada em programa nacional.

Dessa vez, a ex-secretária falará dos números de sua gestão à apresentadora da GloboNews, Miriam Leitão. A entrevista vai ao ar no próximo mês.

Alguém duvida que a pré-candidata encabeça a chamada na “lousa” de Cid Gomes?

Conselho de Ética votará parecer preliminar contra André Vargas na terça-feira

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados se reúne, na terça-feira (22), para a apresentação, discussão e votação do parecer preliminar do deputado Júlio Delgado (PSB-MG) na representação por quebra de decoro contra o deputado licenciado André Vargas (PT-PR).

Júlio Delgado já adiantou que seu parecer será pela admissibilidade do processo. A representação do PSDB, DEM e PPS pede a investigação das denúncias de envolvimento de André Vargas com o doleiro Alberto Youssef, preso durante a operação Lava Jato, da Polícia Federal, contra a lavagem de dinheiro.

Se for aprovado o parecer preliminar, Vargas será notificado e, só aí, começa a contar o prazo de 10 dias para a entrega da sua defesa escrita. Neste documento, ele vai sustentar seus argumentos, apresentar provas e indicar testemunhas de defesa, no número máximo de oito.

(Agência Câmara Notícias)

O povo entrará em campo

147 3

foto herbert lobo

Em artigo enviado ao Blog, o secretário Geral do PPS Ceará, Herbert Lobo, avalia a última pesquisa à Presidência da República. Confira:

A pesquisa DataFolha sobre a sucessão presidencial, divulgada no último 5 de abril, traz dados relevantes para quem pretende analisar o ambiente político pré-eleitoral.

É bem verdade que a intenção de voto, nesse ou naquele candidato, em uma pesquisa tão distante do dia 05 de outubro, pode mudar drasticamente, mas a imagem de um governo e de um governante é formatada ao longo dos anos, leva tempo para se construir e, talvez, mais tempo ainda para se reconstruir.

Para 72% dos eleitores pesquisados as ações do governo da presidente Dilma Rousseff deveriam ser diferentes das implementadas atualmente. Já para 63% dos cidadãos brasileiros, Dilma faz menos do se esperava dela. Ou seja, além de não haver sintonia entre governo e população, a presidente está abaixo das expectativas.

Até aqui, o maior adversário de Dilma é Dilma. Suas promessas e expectativas não concretizadas, sua frágil liderança, além da tutela imposta pelo seu ex-chefe e aceita por ela, são alguns dos ingredientes que compõem a descrença nela e em seu governo.

Dilma não é mais a candidata do ex-presidente Lula, será candidata de si mesma.

Todos os presidentes da redemocratização para cá deram sua contribuição para o desenvolvimento do Brasil, no entanto, ainda falta um projeto de país, um plano estratégico de desenvolvimento. Vive-se de espasmos de crescimento, de políticas públicas, programas e projetos de ocasião.

Por acreditar que o Brasil pode muito mais, por não temer assumir posições políticas – mesmo quando parece remar contra a maré e as conveniências estabelecidas – o PPS estará mais uma vez na defesa do povo brasileiro e do melhor para Brasil.

Ao lado de Eduardo Campos e Marina Silva, nós do PPS, discutiremos com o povo brasileiro uma agenda estratégica para o país a partir de uma aliança programática, que priorize o desenvolvimento sustentado e sustentável, que avance nas reformas necessárias ao país – que até aqui não deixaram de ser promessas; que qualifique e dê eficiência às políticas e serviços públicos, respeitando o dinheiro dos impostos, que recoloque nossa economia nos eixos e amplie nossa capacidade de crescimento.

Discutiremos com a nação as melhores ideias para enfrentar os desafios necessários para construção de um novo Brasil, onde as expectativas da cidadania, majoritariamente, sejam alcançadas, para que o próximo governo esteja e permaneça sintonizado com os brasileiros.

Nessas eleições o povo não ficará na arquibancada, entrará em campo.

José Serra está internado no Hospital Sírio-Libanês

O ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) está internado no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista. A informação foi confirmada neste sábado (19) pela assessoria de imprensa do hospital, mas não foram dados detalhes sobre os motivos da internação ou o estado de saúde dele. A assessoria de José Serra informou, por sua vez, que ele deu entrada na quarta-feira (16) na unidade para tratar de bactérias no sangue.

No final de janeiro deste ano, Serra passou por uma cirurgia de próstata também no Sírio-Libanês. De acordo com o boletim médico, a intervenção foi necessária para “tratamento de quadro de crescimento benigno local”. A análise do material removido mostrou que não havia necessidade de tratamento adicional e que ele estava apto a retomar atividades rotineiras. O ex-governador recebeu alta no dia 31.

Além de governador, eleito em 2006, José Serra foi prefeito da capital paulista, elegendo-se em 2004. Foi também candidato à Presidência da República em 2002 e 2010.

(Agência Brasil)

Magno Malta anuncia realização de debate no Senado sobre legalização da maconha

O Senado vai promover, em breve, um debate sobre a descriminalização das drogas no país. É o que informa o senador Magno Malta (PR-ES), que terá como convidados a audiência o médico Dráuzio Varella e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Magno Malta disse estar contente com a possibilidade do debate com Fernando Henrique, porque, em seu governo, foi criada a Secretaria Nacional Anti-drogas, exatamente para enfrentar as drogas no país. No entanto, depois que deixou a Presidência do país Fernando Henrique teria se tornado “um arauto da legalização da maconha”, disse o senador.

– Quero saber dele se está pronto para embarcar num avião em que o piloto é fumador de maconha, se ele disser ‘sim’, eu vou virar um arauto também com ele. Quero saber também se ele já foi a algum presídio, domingo à tarde, pra ver mãe chorando entrando presídio para visitar filhos que tomaram rumos diversos no crime por conta da maconha. Ou se ele já foi a algum cemitério ver mãe chorando em cima de túmulo de filho de 14, 20, 30 anos, porque a maconha os conduziu ao crime e a morte – disse o senador.

Magno Malta informou que convidará para o debate ex-usuários de drogas, que começaram exatamente com a maconha, e também pessoas que estão em recuperação.

(Agência Senado)

Faltam interesse e vontade política de assumir a questão indígena, diz Cimi

Bispo do Xingu, na Amazônia, desde 1981, e em seu segundo mandato como presidente do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), dom Erwin Krautler acredita que os povos indígenas não têm o que comemorar neste dia 19, Dia do Índio. Para ele, a situação desses povos tradicionais piorou nos últimos anos, tanto pela demora na demarcação de terras indígenas, o que favorece os conflitos fundiários e a violência, quanto pela falta de atenção governamental a direitos como saúde e educação.

Crítico de megaempreendimentos na Amazônia, como a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, dom Erwin, que também é secretário da Comissão Episcopal para a Amazônia, foi recebido pelo papa Francisco no Vaticano, no último dia 4. Na ocasião, o bispo denunciou os problemas enfrentados pelos povos indígenas, ribeirinhos e pelas comunidades amazônidas.

“Vivo na Amazônia há quase 50 anos. Sou uma testemunha qualificada para falar sobre esses assuntos. E, como bispo, tenho o direito e a obrigação de chamar a atenção sempre que os direitos humanos forem violados”, disse o austríaco, que tem cidadania brasileira há 23 anos.

(Agência Brasil)

Quase me rendendo aos do contra

128 4

Em artigo no O POVO deste sábado (19), o jornalista Luiz Henrique Campos comenta das dificuldades do torcedor brasileiro na Copa. Confira:

Fui entusiasta de primeira hora da realização da Copa do Mundo de Futebol no Brasil neste ano. Não no sentido ufanista de que a vinda do evento para o país significaria que todos nossos problemas seriam resolvidos em um passe de mágica, e que nós definitivamente passaríamos à categoria de nação de primeiro mundo. Não! Achava e ainda tenho uma pontinha de esperança de que possamos capitalizar benefícios com o evento, seja no aspecto econômico ou no que diz respeito a mostrar ao mundo do que somos capazes de fazer a partir de nossa capacidade de lidar com as dificuldades.

Confesso, porém, que a menos de dois meses para o início da Copa, uma pulguinha na orelha já me faz ver as coisas de uma outra maneira. Primeiro, porque o que poderia trazer de alegria para o nosso povo, amante do futebol, não deverá ser traduzido no que se estava prognosticando. O campeonato de futebol da Fifa, sim, porque o evento é mais dela do que do povo brasileiro, mostra-se muito mais voltado para uma elite de privilegiados, do que propriamente para a maioria de nós mortais.

Ingressos com preços altíssimos e difíceis de serem adquiridos, nos passam a sensação de sermos estranhos em nossa própria casa. Não à toa, é praticamente inexistente o clima de Copa em quase todas as cidades sedes pelo Brasil. Hoje, há mais preocupação com possíveis manifestações durante os jogos, do que propriamente com o espetáculo das partidas. De outro lado, o chamado legado de infraestrutura previsto na área de mobilidade urbana mostrou-se uma falácia. Estamos, arriscaria dizer, enfrentando mais problemas do que quando fomos anunciados como sede dos jogos.

O fato, é que se não queria me render aos do contra, começo a considerar a possibilidade de reconhecer, que mesmo não concordando com a forma dos protestos desfavoráveis à Copa, é impossível negar a fundamentação lógica dessa grita.

Além de termos aceito as mais variadas imposições da entidade organizadora do mundial, mudando leis e alterando regras existentes em nosso país, já temo que o custo benefício não nos seja favorável, e ainda tenhamos que arcar com esse erro no futuro.

O espaço aberto na sucessão presidencial

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (19), pelo jornalista Érico Firmo:

Dilma Rousseff (PT) caiu para 37% na pesquisa Ibope, índice bastante baixo para quem já surfou em popularidade recorde e está há quase três anos e meio no governo. Mas ainda suficiente com larga margem para dar a ela a vitória no primeiro turno, pois representa mais da metade das intenções de votos válidos. Na mesma pesquisa, percentual igual ao da presidente é obtido pelos eleitores que dizem votar em branco, nulo, não sabe ou não respondeu. Enquanto isso, Aécio Neves (PSDB), com 14%, e Eduardo Campos (PSB), com 6%, não empolgam como alternativas reais de poder. O índice de “não voto” é quase o dobro da soma dos principais opositores de Dilma e isso diz muito sobre o sentimento do eleitor em relação às opções colocadas.

Existe sentimento de insatisfação, que se materializa nas pesquisas. Dilma está frágil e entra na campanha vulnerável. Porém, ninguém – até agora – consegue tirar proveito desse cenário. Há uma margem enorme para o surgimento de uma força alternativa, que apresente algo de diferente e canalize a insatisfação do eleitor. Em pré-campanha há bastante tempo, nem Campos nem Aécio conseguiram ainda se mostrar como alternativa melhor aos olhos desse público. Marina Silva (PSB), meses atrás, apareceu como nome capaz de impedir a vitória de Dilma no primeiro turno. Mas, nas simulações em que aparece, suas intenções de voto caíram, provavelmente diante da constatação do eleitor de que ela não será candidata. Porém, não transferiu a força que chegou a apresentar para seu colega de chapa Eduardo Campos.

Entre os demais partidos, não parece haver nada capaz de aproveitar esse vácuo aberto e surpreender. A mesmice generalizada contribui para o favoritismo de Dilma por inércia. Que não deixa, todavia, de estar com vulnerabilidade em nível preocupante para quem entrará na campanha. A surpresa que não houve até agora pode despontar com a propaganda no rádio e na televisão. As condições para tal estão dadas. Tem faltado o perfil adequado e a estratégia certa.

Aécio: Senado precisa do Tasso

315 8

foto tasso e aécio

O presidente nacional do PSDB e pré-candidato tucano à Presidência da República, senador Aécio neves, foi o entrevistado do programa Evandro Nogueira, na Verdinha 810, na manhã deste sábado (19). Por meia hora, Aécio falou de pesquisas eleitorais, inflação, Petrobras é do cenário político no Ceará, quando mais uma vez disse que torce pela candidatura Tasso Jereissati ao Senado.

“O Senado precisa do Tasso, uma das melhores figuras públicas que conheci na vida política. É profundo conhecedor das questões de interesse do povo brasileiro e defensor intransigente do Ceará”, comentou.

O pré-candidato tucano criticou o que chama de “contradição de discurso” no caso da Petrobras. Segundo Aécio Neves, enquanto a presidente da Petrobras, Graça Foster, admite que o negócio de Pasadena foi ruim para o Brasil, o ex-presidente da empresa, Sérgio Gabrielli, aponta a transação  como positiva para o país. “A CPI é fundamental para esclarecer quem tem razão”, avaliou.

Aécio Neves disse que as pesquisas eleitorais são irrelevantes no momento, diante de uma superexposição da presidente na mídia. “Não será surpresa se a candidata à reeleição sequer for para o segundo turno”, aposta o tucano, ao lamentar o retorno da inflação e sugerir um choque de gestão, que atualmente conta com 39 ministérios.

Na terça-feira (22), Aécio Neves estará à frente do encontro da Executiva Nacional do PSDB com os diretórios estaduais.