Blog do Eliomar

Últimos posts

Caixa Econômica financia 13º para micro, pequenas e médias empresas

A CAIXA abriu linhas de crédito especiais para as empresas financiarem o pagamento do 13º salário de seus empregados. As operações são destinadas a empresas com faturamento fiscal anual de até R$ 30 milhões. O banco destinou R$ 5,7 bilhões no período para as operações.

Segundo o diretor de Clientes e Canais da CAIXA, Júlio Volpp, o banco oferece linhas de crédito com taxas de juros competitivas em relação ao mercado, para financiamento não só do 13º salário, como também do capital de giro para despesas diversas.

“Além do 13º, os recursos podem ser usados para pagamento de férias, impostos ou para equilibrar o fluxo de caixa e os estoques, conforme a necessidade de cada empresa. Oferecemos acesso ao crédito e soluções financeiras para manutenção dos empregos e geração de renda. Nosso objetivo é ter o melhor pacote de valor para as empresas, promovendo a gestão financeira”, disse Volpp.

MP do Ceará pede indisponibilidade de bens de ex-secretários de Tamboril

Uma ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra os ex-secretários de Obras, Transporte e Serviços de Tamboril – Jacinto Farias de Medeiros e Melissa Sousa e a Construtora Santorini Ltda, requer a concessão da tutela de urgência consistente na decretação de indisponibilidade de bens e valores dos demandados. Isso até o valor do dano causado ao erário determinando o bloqueio da quantia de R$ 138.544,79, que deverá ser atualizada tendo como data inicial o dia 13/02/2013. A ação, segundo informa a assessoria de imprensa do MPCE, foi ajuizada pelo promotor de justiça, respondendo pela Promotoria de Justiça da Comarca dessa cidade, José Arteiro Soares Goiano.

O promotor de justiça pede a condenação dos promovidos como incurso nas sanções, respectivas e de acordo com as condutas ao final comprovadas, previstas no artigo 12, incisos I, II e III da Lei nº 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa). Ou seja, na suspensão dos direitos políticos; pagamento de multa civil em montante derivado do valor do acréscimo patrimonial; proibição de contratar com o Poder Público; e receber benefícios, incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, conforme os incisos acima mencionados. O promotor de Justiça também requer a condenação solidária da empresa Construtora Santorini Ltda. e seus proprietários.

Procedimentos

De acordo com o que foi apurado num inquérito civil público, o Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE) sustentou, em acórdão, a multa no montante de R$ 25.538,40, sendo R$ 12.769,20 para cada um dos ex-gestores; o débito e a Nota de Improbidade Administrativa aos imputados, em razão de irregularidades. Também foi imputado débito no valor total de R$ 113.006,39, sendo R$ 18.370,54 para Jacinto Ferais de Medeiros, e R$ 84.308,50 para Melissa de Sousa. Ainda foi cominada multa de R$ 10.327,35 solidariamente aos dois responsáveis, e ainda, a aplicação de Nota de Improbidade Administrativa, na forma do Art. 10, “caput”, V e XII da Lei 8429/92.

Jacinto Farias de Medeiros é acusado de cometer irregularidade na obra de drenagem de águas pluviais no distrito de Oliveiras, por dispensa de licitação no valor de R$ 4.163,97, tendo como credora a Construtora Santorini Ltda. Ele também é responsabilizado por omitir, no orçamento, a indicação do título do profissional que subscreve a obra e de seu número de inscrição no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA-CE), bem como a Anotação de Responsabilidade Técnico (ART) da obra. A obra não teria sido executada pela empresa contratada (Construtora Santorini Ltda), mas através de pessoas físicas do Município contratadas diretamente pela Administração de Tamboril e com fornecimento de materiais necessários, portanto sem vínculo comercial ou trabalhista com a empresa.

Quanto à responsabilidade de Melissa Sousa, a ação aponta irregularidades na obra de construção do Arco de Nossa Senhora de Fátima na sede do Município de Tamboril, por licitação modalidade Convite, no valor de R$ 55.466,12, tendo como credora a Construtora Santorini Ltda. A referida obra não teria sido executada pela empresa contratada (Construtora Santorini Ltda), mas através de pessoas físicas do Município e com fornecimento de materiais necessários, portanto sem vínculo comercial ou trabalhista com a empresa supra. Tais atitudes, tomadas ao arrepio da Lei nº 8.666/93, com suas alterações, sem o devido respeito, além de caracterizar o ato ímprobo, descrito no artigo 89 desta Lei.

II Festival Acordes do Amanhã chega em novembro com 120 apresentações gratuitas

Seis cidades cearenses recebem, entre os dias 9 e 17 próximos, o II Festival Acordes do Amanhã.

Em Fortaleza, serão cerca de 120 apresentações gratuitas, somando quase 690 artistas em 36 locais.

O festival é um projeto da Enel Brasil, que conta com o apoio do Governo, por meio da Secretaria da Cultura do Estado. O Mandacaru Jazz é uma das atrações e vai estar num palco montado na Praia dos Crush, a partir das 20h30min.

(Foto – Divulgação)

Uma eleição plebiscitária

110 1

Com o título “Uma eleição plebiscitária”, eis artigo de Josesito Padilha, economista, advogado e presidente do Instituto Liberal do Nordeste (Ilin). No texto, o articulista diz que “o candidato do PSL, ao que tudo indica, será o próximo Presidente do Brasil, não tanto pelos seus próprios méritos, mas em virtude da rejeição maior do candidato petista.” Confira:

Não há dúvidas que esta é uma eleição plebiscitária, muito marcada pelo anti-petismo. O PT foi durante décadas a encarnação das esperanças da esquerda, mas me parece óbvio que a sua imagem como alternativa desejada pelos eleitores está em colapso. A esquerda brasileira, alimentada pela “bolha” formada pela fina flor da “intelligentsia” universitária, encontra-se atualmente perdida no labirinto do seu mundo utópico igualitário. Só enxerga micro-classes, micro-opressões e microagressões, fragmentos sociais construídos e desconstruídos a seu bel-prazer, a partir do pobre imaginário pós-moderno.

Atrelada aos ditames de uma liderança carismática em declínio, a estratégia petista foi a principal responsável pelo seu fraco desempenho eleitoral. O petismo viveu e ainda vive da propagação da ilusão, do fetiche maniqueísta, da deformação factual e do autoengano, envolvendo seus “crentes” em uma prisão intelectual da qual é muito difícil escapar. Com o impeachment e a posterior prisão do seu líder máximo, a militância petista ficou inteiramente aturdida e sem “chão”, no qual firmar sua fé. A velha narrativa, que usa a mentira e a difamação dos adversários como forma principal de manipulação das massas, inculcando nelas o ressentimento, a inveja igualitária, o medo e o terror, como forma de angariar votos e conquistar o poder a todo custo, perdeu a capacidade de convencimento de boa parte da população.

Para grande parcela dos eleitores de Bolsonaro, o desvio ético das lideranças petistas e a sua responsabilidade pela estruturação do mecanismo mais sofisticado de exploração e extração de patrimônio público já montado no país é algo inquestionável. Com efeito, há pelo menos 12 anos que o PT mente sistematicamente sobre o “mensalão” e o seu sucedâneo, o chamado “petrolão”, e, agora, nesta campanha de 2018, continua a negar sistematicamente o seu passado corruptor, arremetendo contra todas as instituições, num vitimismo hipócrita e farsesco. O resultado dessa tática errônea e errática é que o candidato do PSL, ao que tudo indica, será o próximo Presidente do Brasil, não tanto pelos seus próprios méritos, mas em virtude da rejeição maior do candidato petista.

*Josesito Padilha

josesitojr@uol.com.br

Economista, advogado e presidente do Instituto Liberal do Nordeste (Ilin).

Fortaleza é sede da maior feira do setor óptico do Norte e Nordeste

A maior feira do setor óptico no Norte e Nordeste ocorrerá em Fortaleza, nesta sexta e sábado, no Centro de Eventos. Trata-se da XV Fenóptica, que apresentará para seus participantes e convidados uma série de palestras sobre temas relevantes para o segmento, além da exposição de marcas famosas e desfile dos últimos lançamentos de óculos, o Ceará Fashion Glasses.

A feira é realizada e organizada pelo Sindióptica do Ceará (Sindicato do Comércio Varejista de Material Óptico, Fotográfico e Cinematográfico do Estado), em parceria com a Afenóptica.

A presidente do Sindióptica do Ceará, Auris Muniz, explica que a XV Fenóptica não é apenas uma feira de negócios. “Envolve o conhecimento e a evolução do setor óptico. Temos um processo continuado em todos os âmbitos desde o processo técnico, passando pelo científico até o marketing e o empreendedorismo”, explica. A feira conta com o apoio da CDL de Fortaleza e Fecomércio-CE, e a parceria da Latam e Alcon. A feira conta com o apoio da CDL de Fortaleza e Fecomércio-CE, e a parceria da Latam e Alcon.

Programação

Dia 25 – 15h às 22h

15h às 22h – Expositores das principais marcas nacionais e internacionais

16h às 16h45 – Palestra “Formação Profissional em Óptica: Experiência do Senac Ceará”

Palestrante: Inaldo Araújo

17h às 17h45 – Palestra “Oportunidades de mercado e portfólio Alcon”

Palestrante: Davi Marques Ibanes

Dia 26 – 15h às 22h

15h30 às 16h30 – Palestra “A importância do afinamento neurológico na refratometria”

Palestrante: Ricardo Yamasaki

17h às 17h45 – Palestra “A importância da óptica oftálmica na saúde visual”

Palestrante: Paulo Fávaro

Dia 27 – 15h às 22h

15h às 16h – Palestra “Terapia visual – Biomagnetismo e photonterapia”

Palestrante: Ricardo Yamasaki

16h30 às 17h15 – Tema “Gestão financeira em empresas do setor óptico”

Palestrante: Franklin Alves Figueira

19h às 20h – Desfile Ceará Fashion Glasses

DETALHE – A XV Fenóptica é destinada a empresários, profissionais do setor óptico e estudantes de todos os níveis de formação (técnico, tecnológico, bacharéis).

SERVIÇO

*Mais informações no site www.fenoptica.com.br ou pelo telefone Informações: (85) 3254-5078.

(Foto – Divulgação)

Gastos com viagens ao exterior caem 30% em setembro

Com a alta do dólar, os gastos de brasileiros em viagens ao exterior continuam em desaceleração. Em setembro, essas despesas chegaram a US$ 1,189 bilhão, com redução de 30,7% em relação a setembro de 2017 (US$ 1,716 bilhão), informou hoje (25) o Banco Central (BC). “As despesas com viagens foram as menores desde maio de 2016”, disse o chefe adjunto do Departamento de Estatísticas do BC, Renato Baldini.

Ele explicou que as despesas com viagens são bastante sensíveis à taxa de câmbio. Com o dólar mais caro, os gastos se reduzem porque os brasileiros adiam viagens ou reduzem o orçamento para as despesas ou até cancelam os planos para ir ao exterior.

Segundo Baldini, a taxa média de câmbio passou de US$ 3,3 em setembro de 2017 para US$ 4,2 em setembro deste ano.

No resultado acumulado de janeiro a setembro também houve queda e os gastos no exterior foram de US$ 13,875 bilhões. No mesmo período de 2017, somaram US$ 14,145 bilhões.

As receitas de estrangeiros no Brasil atingiram US$ 373 milhões em setembro, e US$ 4,513 bilhões nos nove meses de 2018, contra US$ 407 milhões e US$ 4,360 bilhões, em iguais períodos de 2017, respectivamente.

Com os resultados de receitas e despesas, a conta de viagens internacionais ficou negativa em US$ 816 milhões em setembro, e em US$ 9,362 bilhões de janeiro a setembro deste ano. De acordo com o Banco Central, entretanto, houve redução de 37,7% na despesa líquida no mês em relação a setembro de 2017, que foi negativa em US$ 1,309 bilhão.

(Agência Brasil)

General Theophilo e o apoio a Bolsonaro

120 1

O General Theophilo, que apoia Jair o candidato a presidente da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, neste segundo turno, estava ontem, em São Paulo. Reuniões e mais reuniões de quem poderá, inclusive, ocupar posição de destaque no governo do capitão.

Bom destacar que o General disputou o Governo do Ceará pelo PSDB. E tem largo currículo de serviços prestados ao Exército.

(Foto – PSDB)

Datafolha divulga pesquisa nesta quinta-feira

Candidatos à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

Nesta quinta-feira, sai pesquisa Datafolha sobre o desempenho dos candidatos a presidente. Será divulgada no Jornal Nacional, da Rede Globo. A pesquisa foi encomendada pela emissora e a Folha de S.Paulo.

No último levantamento, Bolsonaro liderava com 59%, enquanto Haddad estava com 41%.

Mas, no sábado, ainda virão as últimas enquetes do gênero, quando o clima da disputa poderá mudar ou não.

Empresa de Pereiro vai apostar em expansão em 2019

A Nova Fruta Brasil, empresa cearense do ramo da fruticultura, com sede em Pereiro (Região do Cariri), vai apostar em expansão em 2019. É o que garante o diretor comercial João Nogueira.

A expectativa do grupo, completando cinco anos de mercado, é repetir o valor investido neste ano, que ficou na casa dos R$ 3,6 milhões.

Confira a entrevista de João Nogueira à reportagem do Blog

Controle da mídia?

Com o título “Controle da mídia?”, eis artigo de Pedro Antero Antero Chaves, cientista político. Ele fala que no programa de Fernando Haddad, embora modificado, haja uma espécie de marco regulatório para a comunicação social eletrõnica. Confira:

Alguns meios de comunicação estão esquecidos ou mesmo não têm conhecimento do que foi o DIP – Departamento de Imprensa e Propaganda, criado em 1937, durante a ditadura de Getúlio Vargas.

Em 1964, após a revolução liderada pelo presidente Castelo Branco, livrando o País de um golpe que estava sendo preparado por grupos terroristas, apoiado, por oportunismo, pelo governo Goulart, alguns civis apresentaram ao novo presidente a proposta de criação de um organismo oficial que cuidasse da divulgação dos motivos e dos ideais da revolução. Traumatizado pela crueldade que havia conhecido à época do DIP, Castelo não aceitou a sugestão e a imprensa e propaganda continuaram sendo exercidas pelos meios convencionais privados de comunicação.

Hoje, após 81 anos da ditadura getulista, a coligação “O povo feliz de novo” apresenta o plano de governo pensado por Lula e para ser cumprido por Haddad e Manuela d’Ávila. Embora modificado de última hora, por motivos eleitoreiros, nele estava contida a promessa de um novo marco regulatório da comunicação social eletrônica, com o objetivo de fortalecer a comunicação das emissoras públicas e das rádios e TVs comunitárias. Essa meta, embora retirada do papel, cheira, na verdade, a um controle da liberdade de imprensa ou , no mínimo, uma subordinação da imprensa privada livre a uma imprensa oficial, monitorada pelo governo petista.

Se essa medida restritiva fosse algo isolado no contexto de um plano democrático, não causaria, talvez, tanta apreensão. Entretanto, o plano de Lula e Haddad previa que, para assegurar as conquistas da Constituição de 1988, seria necessário um novo processo constituinte. Ora, isso foi feito por Maduro, na Venezuela, com consequências políticas desastrosas, transformando a Venezuela num país de estrutura política autoritária.

Essa ilação que se faz com o país de Maduro não é arbitrária. Está baseada na histórica relação de Lula com o falecido presidente Chavez e o atual ditador Maduro. A Venezuela está destruída e expulsando para países vizinhos uma população que não tem mais o que comer. Seria esse o desfecho desejado ao Brasil pelo PT, com base no adágio do “tanto pior, melhor” ? Não acredito, mas também digo que o Brasil não merece um novo DIP, ou mesmo, algo parecido.

*Pedro Henrique Chaves Antero

phantero@gmail.com

Professor de Ciências Políticas.

Fábrica Senador Pompeu Calçados passa por ampliação

Prefeito Maurição, Cirilo Pimenta (Idace) e Eduardo Neves, presidente da Adece.

Com aval da Agência do Desenvolvimento Econômico do Ceará (Adece), passa por expansão da fábrica de calçados Senador Pompeu, situada em cidade homônima. A expectativa é de uma oferta de mil empregos diretos.

Quem comemora é o prefeito Maurício Pinheiro, o Maurição (PDT).

(Foto – Paulo MOska)

Reforma da Previdência, um tema que passou ao largo na fala dos presidenciáveis

Enquanto os dois candidatos à presidência seguem pouco falando da Previdência Social, o problema se expande.

De acordo com a Veja Online, até 28 de outubro, quando os brasileiros decidirão quem será o próximo governante, o País poderia ter economizado mais de R$ 4,5 bilhões, se a reforma da Previdência estivesse em vigor desde 1º de julho de 2017.

Com esse dinheiro seria possível construir 1.082 escolas, ou 71.441 moradias populares ou, ainda, 180 hospitais., segundo cálculo feito pelo Previdenciômetro, ferramenta criada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Enel vai suspender neste sábado fornecimento de energia em áreas de 43 cidades. Fortaleza está na lista

453 3

A Enel Distribuição alerta sobre a interrupção temporária do fornecimento de energia em algumas regiões de 43 cidades do Ceará neste sábado, 27. Em Fortaleza, ruas de 16 bairros serão afetados com a suspensão, que ocorre pela necessidade de executar manutenção ou obras nos locais, segundo a companhia. O desligamento programado afetará ruas específicas de cada lugar.

Confira abaixo a lista completa das ruas de bairros fortalezenses onde haverá falta de energia, bem como o horário em que a interrupção acontecerá. Confira também municípios que terão abastecimento suspenso.

Em Fortaleza

Alagadiço Novo, das 9 às 14 horas:
Avenida Washington Soares (residencial)

Alto Alegre, das 10 às 15 horas:
Rua Eliza de Oliveira, Rua Ernesto Veloso, Rua Giuliano Rossi, Rua Francineuda Sampaio Lima, Rua João Correia Lima, Rua Luzia Pereira da Costa, Rua Martins de Lima, Travessa Juazeiro, Rua 2 Lot. Parque Alto Alegre, Rua 3 Lot. Parque Alto Alegre, Rua 4 Lot. Parque Alto Alegre, Rua 13 Lot. Parque Alto Alegre, Rua 14 Lot. Parque Alto Alegre, Rua 17 Lot. Parque Alto Alegre, Rua 15 Lot. Parque Alto Alegre, Rua 16 Lot. Parque Alto Alegre, Travessa 12 Lot. Parque Alto Alegre, Travessa 15 Lot. Parque Alto Alegre

Cajazeiras, das 9 às 14 horas:
Rua José Alberto Sá (residencial), Rua José Alberto Sá

Canindezinho, das 10 às 15 horas:
Rua José Assis de Oliveira

Conjunto Alvorada, das 9 às 14 horas:
Rua Euclídes Onofre Sousa, Rua Rangel Pestana, Rua Poços de Caldas

Conjunto Santa Terezinha, das 13h30min às 17h50min:
Rua Estrela do Oriente, Rua Pescador Chico Bindá

Edson Queiroz, das 9 às 14 horas:
Avenida Engenheiro Leal Limaverde, Rua Dr. Hermes Lima, Vila Sinhá, Rua Professor Isaías Gomes, Rua Professor Juraci Mendes de Oliveira, Rua Professor Solon Farias, Rua Professor Wilson Aguiar

Jóquei Clube, das 9 às 14 horas:
Estrada do Pici

Mondubim, das 10 às 15 horas:
Travessa João Jacó

Papicu, das 13h30min às 17h50min:
Rua Fausto Cabral, Rua Prisco Bezerra, Rua Professor Heráclito

Parque Manibura, das 9 às 14 horas:
Avenida Edilson Brasil Soares (residencial)

Parque Presidente Vargas, 10 às 15 horas:
Rua Cônego de Castro, Rua Lucineide Gomes, Travessa Osório Correia

Pici, das 9 às 14 horas:
Rua Alagoas, Rua Iguatu, Rua Pernambuco, Rua Santo Amaro do Pici, Travessa Aracoiaba, Travessa Catuense, Travessa Pantanal, Travessa São Carlos do Pici, Travessa São João do Pici, Travessa São Manoel – Pici

Praia do Futuro, das 13h30min às 17h50min:
Avenida Dolor Barreira, Avenida Dr. Dioguinho, Avenida Zezé Diogo

Sapiranga Coité, 9 às 14 horas:
Avenida Leal Limaverde, Rua Firmo Ananias Cardoso, Rua Mário Alencar Araripe

Vicente Pinzon, das 13h30min às 17h50min
Avenida Eng. Luís Vieira, Rua das Flores, Rua lgor Barbosa, Rua Dr. Manoel Rodrigues Monteiro, Rua Narciso Lima, Rua Professor Ocelo Pinheiro, Travessa Cássia

No Interior

Serão afetadas regiões de Acopiara, Antonina do Norte, Aquiraz, Aracoiaba, Assaré, Baixio, Barbalha, Brejo Santo, Camocim, Canindé, Cariré, Caririaçu, Cedro, Deputado Irapuan Pinheiro, Eusébio, Graça, Grangeiro, Granja, Hidrolândia, Icó, Iguatu, Ipaumirim, Itarema, Jardim, Jati, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Mauriti, Milagres, Novo Oriente, Ocara, Penaforte, Porteiras, São Benedito, Senador Pompeu, Sobral, Solonópole, Tarrafas, Trairi, Umari, Várzea Alegre e Viçosa do Ceará.

(Por Wanderson Trindade, do POVO Online)

Dnocs comemora 109 anos de fundação nesta sexta-feira

O Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) comemora, nesta sexta-feira, seus 109 anos de existência.

Na programação, simples, mas feita com dedicação pelos servidores, e com apoio do diretor-geral Ângelo Guerra, hasteamento da Bandeira Nacional e dos estados sob jurisdição do órgão (às 8 horas), Missa de Ação de Graças (às 9h30min), lançamento do livro “O Progresso Descobre o Sertão – A Inspetoria de Obras Contra as Secas – 1909/1918″ (às 15 horas)”, do jornalista Cleiton de Souza Moraes, com entrega de comendas a autoridades.

Memória

Trata-se da mais antiga Instituição Federal em atividade no Brasil, atualmente vinculada ao Ministério da Integração Nacional, sua atuação abrange 09 (nove) Estados, compreendendo 1 (uma) Administração Central (sede da Direção Geral e das Diretorias), 09 (nove) coordenadorias estaduais, 14 (doze) estações de piscicultura, 01 (um) Centro de Pesquisas em Aquicultura Rodolph Von Hiering, 22 (vinte e duas) unidades de campo organizadas por bacias hidrográficas, além de 01 (um) Escritório de Brasília.

Instituição criada pelo Presidente Nilo Peçanha através do Decreto nº 7.619, de 21 de outubro de 1909, nesses 109 anos, o Dnocs construiu um grande acervo de estudos e obras que, pela sua dimensão deu suporte ao povoamento e desenvolvimento do Nordeste, a região semiárida mais populosa do mundo.

De acordo com a legislação atual, o Dnocs tem por finalidade básica executar a política do Governo Federal no que se refere à implementação dos objetivos da Política Nacional de Recursos Hídricos relativos à execução de obras públicas de captação, acumulação, condução, distribuição, proteção e utilização de recursos hídricos; o beneficiamento de áreas através da irrigação, a promoção da aquicultura e a recuperação de áreas degradadas.

Ângelo Guerra, o diretor-geral do Dnocs. Técnico da casa, que obra milagre com orçamento.

Mesmo diante de um quadro de escassez de recursos e até de algumas ameaças de extinção, o Dnocs, ao longo de sua história se superou, buscando soluções, realizando estudos pioneiros com enfoque científico no tratamento da questão da seca, e levantamentos e estudos de dados fisiográficos e cartográficos. É responsável pela implantação da política centenária de armazenamento e aproveitamento dos recursos hídricos na região semiárida. Assegurou recursos hídricos para a implantação e crescimento de centros urbanos e a fixação do homem no meio rural da região.

(Foto – Arquivo e Paulo MOska))

Índice de Confiança do Comércio cresce 3,8 pontos

O Índice de Confiança do Comércio, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), avançou 3,8 pontos de setembro para outubro. Com a alta, o indicador chegou a 92,5 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos.

A alta da confiança atingiu empresários de 11 dos 13 segmentos do comércio e foi influenciada tanto pela melhora da percepção em relação à situação atual quanto das expectativas em relação aos próximos meses.

O Índice da Situação Atual, que analisa a confiança do empresariado, subiu 2,5 pontos e atingiu 88,2 pontos. Já o Índice de Expectativas, que mede a opinião em relação aos próximos meses, teve alta 4,9 pontos e somou 97,1 pontos.

A alta da confiança fez com que o indicador retornasse ao nível anterior ao da greve dos caminhoneiros, o que, segundo a FGV, sugere que o pior momento do setor começa a ficar para trás.

(Agência Brasil)

Evaristo Nogueira – Ceará tem que manter a boa sequência, pois vem confronto direto pela frente

O Ceará se deu bem em Belo Horizonte (MG), ao derrotar o Cruzeiro por 2 a 0, com gols de Artur.

Para o narrador e comentarista de futebol Evaristo Nogueira, o “Homem Mau”, do programa Trem Bala, do Alan Neto, na TV Ceará e AM 1010, a ordem agora é o Vovô continuar nessa boa sequência, embora saiba que terá confrontos diretos pela frente na sua luta para se manter na Série A, do Brasileirão.

Ibope anima petistas, mas a ordem é evitar derrota avassaladora

A queda na rejeição de Fernando Haddad no Ibope animou petistas, mas os pragmáticos admitem que a eleição está definida e que agora é usar a reta final para garantir que a esquerda saia forte da disputa, impedindo uma vitória avassaladora de Bolsonaro no domingo (28).

De acordo com a Folha de Paulo desta quinta-feira, o ex-presidente Lula afirmou, a quem o visitou em Curitiba (PR), que a campanha do PT errou na primeira semana do segundo turno ao deixar “Haddad preso em São Paulo” gravando programas de TV.

A estratégia, de acordo com Lula, teria afastado Haddad do povo, abrindo espaço para que Jair Bolsonaro conquistasse as periferias do país, reduto tradicional do PT.

(Foto – Agência Brasil)

Na reta final da campanha, a hora de Ciro mostrar que não é omisso

135 2

Com o título “O papel de Ciro Gomes”, eis artigo de Henrique Araújo, jornalista do O POVO. Ele comenta a postura do ex-ministro que, em plena campanha presidencial, voou para a Europa, de onde retornará nesta sexta-feira, reta final da peleja. A hora, pelo que Ciro representou no pleito, não é de omissão. Confira:

Terceiro colocado na disputa, era natural que o ex-candidato Ciro Gomes (PDT) tivesse papel crucial no segundo turno da disputa ao Palácio do Planalto.

Depositário de 13.344.366 de votos (12,47% do total dos válidos), o cearense terminava como uma força da campanha – o único que, nas simulações de embate direto das pesquisa, impunha-se ao capitão da reserva Jair Bolsonaro (PSL) fora da margem de erro.

Era nome certo para vencê-lo, mas não avançou à fase seguinte – muito em função de uma estratégia burra do PT, mas isso é assunto para outro momento.

O apoio de Ciro, estava claro, teria potencial para desequilibrar a balança caso o ex-ministro se decidisse por uma ou outra candidatura. Mais que isso: se se empenhasse de fato em pedir votos.

De cara, anunciado o resultado do primeiro turno, o pedetista disse: “Ele, não”. Referia-se a Bolsonaro. Não mencionaria Fernando Haddad, o candidato do PT.

Dali a dias o PDT aprovaria um apoio crítico ao petista, adversário de Bolsonaro na etapa decisiva do pleito. E mais não faria.

Ciro tira férias na Europa desde a primeira semana do segundo turno. Viajou ao lado da namorada. Interpelado por uma brasileira no metrô de Paris, alegou que estava cansado e o País, doente.

Não há dúvida de que o pedetista mobilizou inteligência e energia por um projeto cujo eixo era a tentativa de romper com a “polarização odienta” do Brasil, para usar uma expressão que se tornou recorrente em sua boca. Sua campanha, e não me refiro a propostas como a do “SPCiro”, de fato abriu canais importantes com parte do eleitorado.

E é em respeito a essa parcela de brasileiros que o ex-candidato tinha por dever político estar aqui, agora. No País, onde um trabalho vital o espera. Falar abertamente aos milhões de eleitores que lhe confiaram o voto no primeiro turno e reiterar as críticas dirigidas ao que ele considera como “abismo autoritário” e “retrocesso democrático”.

Por tudo que representou nesta eleição, este é o papel de Ciro. E não a omissão ou um dar de ombros às vésperas de uma votação cuja gravidade ele mesmo reconhece, mas diante da qual escolheu ausentar-se.

Não questiono as razões de Ciro para ter dado as costas ao PT de Haddad e rumado para longe. Noutras circunstâncias, não haveria resposta mais justa às interferências da cúpula do partido de Lula para asfixiar o pedetista.

Mas estas não são eleições como qualquer outra. Nem o momento é trivial. Tampouco as circunstâncias autorizam descanso de nenhuma espécie.

Se a intenção é cacifar-se para 2022 como nome da oposição, Ciro traçaria melhor estratégia se se integrasse à luta desde já contra os riscos à democracia que ele mesmo denunciou sistematicamente no curso de toda a primeira etapa da disputa presidencial.

A três dias da votação, ainda há tempo para que o ex-governador do Ceará decida passar à história como um apoio decisivo no enfrentamento à “promessa certa de uma crise”, como ele escreveu se referindo a Bolsonaro.

Ou como o candidato que poderia ter feito muito, mas optou por tirar férias na antessala da crise.

*Henrique Araújo

henriquearaujo@opovo.com.br

Jornalista do O POVO.

Roger Waters homenageia Marielle Franco durante show no Rio

O cantor inglês Roger Waters, que fará apresentação em Fortaleza, dentro do Festival Concreto – voltado à arte urbana e que acontecerá entre os dias 16 e 24 de novembro, usou seu show, no Rio de Janeiro, para homenagear a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ). Ela foi assassinada em março e o caso ainda está sem solução.

No intervalo do concerto, o fundador da banda Pink Floyd vestiu uma camisa preta na qual se lia “Lute como uma Marielle Franco” e projetou no telão um recorte de jornal sobre a morte da militante.

“Marielle Franco ainda está conosco em nossos corações. De muitas formas, Marielle Franco é a líder deste país”, disse Waters, sendo aplaudido pelo público.

Estavam presentes Monica Benício, viúva de Marielle Franco, Anielle Franco, irmã da militante morta e Luyara Santos, filha da vereadora assassinada.

O show foi ontem (24) à noite, no Maracanã. Emocionado, o roqueiro disse que se identificava com Marielle por sua luta em favor dos direitos humanos. Ele aproveitou ainda para fazer críticas indiretas ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Turnê

Roger Waters deixou o Pink Floyd em 1985, mas em todos os shows faz manifestações políticas. Nas apresentações em Brasília, São Paulo e Salvador, ele também protestou. Em Salvador, o artista prestou homenagem ao capoeirista assassinado Moa do Katendê, que morreu durante confronto por intolerância política.

A turnê do cantor no Brasil inclui, ainda, shows em Curitiba e Porto Alegre, de onde ele segue para o Uruguai, Argentina, Chile, Peru, Colômbia e México, onde encerra sua temporada latina em dezembro.

(Com Agência Brasil)

Ceará negocia uma montadora com a Nissan

O secretário do Desenvolvimento Econômico do Ceará, César Ribeiro, terá encontro na próxima semana com a direção da japonesa Nissan. A reunião ocorrerá em São Paulo e faz parte do trabalho de relacionamento com investidores na busca de uma montadora para o Ceará.

O primeiro encontro com a direção da Nissan ocorreu no Japão, no mês passado, durante participação do titular da SDE em comitiva ministerial. Na época, foi agendado esse segundo momento para mostrar a possibilidade de investimento na Zona de Processamento de Exportação (ZPE Ceará).

O modelo de negócios no Ceará pode ser semelhante ao que foi visto na cidade de Tânger, no Marrocos, onde há uma linha de montagem da Renault próxima a uma estrutura de exportação.

Uma das dificuldades de atração de novas montadoras asiáticas para o Brasil está na legislação brasileira para carros elétricos, que ainda não está bem resolvida.

As companhias asiáticas já estão bem avançadas com esse tipo de tecnologias, enquanto o país ainda engatinha.