Blog do Eliomar

Últimos posts

Brasil ganha certificação de país livre da aftosa com vacinação

Depois de mais de 50 anos de trabalho na erradicação e prevenção da febre aftosa nos rebanhos, o Brasil recebe hoje (24) a certificação de país livre da doença com vacinação, da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). As ações, compartilhadas entre os governos federal e estaduais e o setor privado, incluem a vacinação nos pastos, a vigilância nas fronteiras e a estruturação da rede laboratorial do país.

A maioria dos estados brasileiros já tinha o reconhecimento de zona livre da aftosa com vacinação. Agora, com o novo status sanitário, a comercialização de carnes e animais vivos será facilitada tanto dentro quanto fora do país. “Isso mostra que o país, com um dos maiores rebanhos do mundo, tem se preocupado com as questões sanitárias. Isso passa mais credibilidade e segurança a compradores”, disse o superintendente técnico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Bruno Lucchi.

Segundo ele, a certificação de país livre de aftosa pode, inclusive, agregar valor a outros setores, como o da suinocultura. “Não temos o mesmo risco [de outros países onde o vírus da febre aftosa circula], isso agrega valor muito grande às exportações, os mercados pagam bem melhor. Temos o ganho direto e o indireto”, explicou.

A diretora-geral da OIE, Monique Eloit, entregará o certificado sanitário ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, na sede da organização em Paris, durante a 7ª Sessão Plenária da instituição. A Comissão Científica da OIE aprovou a certificação do Brasil em 2017, mas os 181 países integrantes da organização oficializam a decisão nesta quinta-feira.

No último domingo (20), Maggi discursou na abertura oficial da 86ª Sessão Geral da OIE. Ele disse que o reconhecimento do Brasil como país livre da aftosa com vacinação é “a vitória de uma longa e dura trajetória de muita dedicação de pecuaristas e do setor veterinário oficial”.

O Brasil iniciou o combate organizado à febre aftosa ainda na década de 60, por meio de campanhas de vacinação. “Naquela época, a doença se manifestava de forma endêmica, com milhares de focos por ano. Era um verdadeiro caos sanitário”, disse o ministro no discurso.

(Agência Brasil)

Servidores de posto de saúde paralisam e cobram segurança

Servidores do Posto de Saúde Flávio Marcílio (Mucuripe) paralisaram atividades na manhã desta quinta-feira (24) em ato contra a insegurança no local. O grupo foi mobilizado pelo Sindifort, que representa os servidores públicos junto ao Paço Municipal.

Após o início do movimento, o vereador Jonh Monteiro (PDT) compareceu ao local juntamente com o comandante da PM na área, capitão Messias Mendes, e prometeu aos servidores solução para o problema na unidade de saúde, assumindo inclusive o compromisso de levar o prefeito até o local. A paralisação foi suspensa, mas poderá voltar a ocorrer caso o problema persista.

Na última terça-feira, 22, funcionários do Posto de Saúde Messejana (Casa Verde) também paralisaram temporariamente as atividades cobrando o retorno de seguranças (guardas municipais), porteiros e controlistas.

A segurança para servidores durante o horário de trabalho é uma das pautas da Campanha Salarial dos servidores municipais neste ano. O Sindifort tem cobrado uma maior atenção do Executivo com esta questão

(Foto – Jaqueline Lima)

Combustíveis: tempo quente e café frio

Com o título “Combustíveis: tempo quente e café frio”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti, que aborda a crise dos caminhoneiros e altas do diesel. Confira:

Uma velha anedota política adverte que se pode perceber a proximidade do fim do mandato de um presidente quando o garçom do Palácio do Planalto começa a servir-lhe café frio. Isso pode acontecer pelo término natural do período que lhe toca cumprir — sem possibilidade de reeleição — ou quando a sua companhia torna-se tóxica, devido à impopularidade, fazendo o dito cujo perder o poder de mando. O presidente Michel Temer, que já reunia todas essas condições para receber a sua xícara gelada, agrega mais um motivo para abalar a sua credibilidade, ao nível de rodapé: a greve dos caminhoneiros.

Temer, que se diz adepto do parlamentarismo, tentou experimentá-lo em seu governo, quando tinha as duas Casas – a Câmara e o Senado – à sua disposição, seja para aprovar leis impopulares (como a reforma trabalhista) ou para livrá-lo de processos no Supremo Tribunal Federal (STF), como ocorreu por duas vezes. Agora, seus antigos escudeiros, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE) estão na cabeça da lista dos que começam a abandonar o barco.

Maia afirma que a greve dos caminhoneiros acontece porque o governo “errou” em sua política de preços de combustíveis. Ele não diz, porém, quais seriam esses erros; também não se conhece nenhuma crítica de Maia ao reajuste automático, antes de a bomba dos preços estourar.

Eunício, um “golpista” acolhido pelo PT, volta-se agora contra Temer, seu antigo aliado na trama do impeachment de Dilma Rousseff. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, ele bate com dureza no presidente, confrontando-o por querer impor a candidatura de Meirelles ao partido.

O senador mostra-se ainda revoltado com a disparada do preço dos combustíveis. Quando perguntado sobre o assunto respondeu: “Entre os ‘Parentes’ (referência ao nome do presidente da Petrobras, Pedro Parente) e os consumidores, eu vou ficar com os consumidores”. Resta saber porque ele não ficou ao lado dos “consumidores” nas reformas trabalhista e da Previdência.

O fato é que, definitivamente, nem Eunício e nem Rodrigo Maia, estão a fim de tomar café frio na companhia de Temer.

*Plínio Bortolotti

plinio@opovo.com.br

Jornalista do O POVO.

Eunício dá recado a Temer e promete cessar-fogo contra Meirelles

O presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira, já deu o recado que gostaria para o Palácio do Planalto ao dizer que ninguém o tiraria do MDB. Foi a maneira encontrada para rebater Michel Temer que, no dia anterior, havia convidado os correligionários que resistem ao nome do ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a procurarem outra legenda.

Após os tiros disparados e emedebistas alvejados, já houve o cessar-fogo na Presidência do Senado.

Embora não tenha qualquer simpatia por Meirelles e continue pregando que adoraria votar em Lula, Eunício não voltará a bombardear o candidato escolhido por seu partido. A menos que seja provocado, claro…

(Veja Online/Foto – Estadão)

Morte na Creche – Entre a Dor e a Cobrança

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta quinta-feira:

O caso do piso que cedeu numa creche no bairro Ancuri causando a morte de Hannah Evelyn de Andrade Laranjeira, de 4 anos, causa revolta. Para alguns, uma fatalidade, mas, convenhamos, um piso cedendo é algo notado por qualquer um e, se no local havia uma fossa, deveria ter sido providenciado o reparo. O fato ocorreu ontem de manhã no Centro de Educação Infantil Professora Laís de Sousa Vieira Nobre. Houve feridos, comoção e nota da Prefeitura de Fortaleza lamentando e se solidarizando com a família.

Esse mesmo fato expõe a falta de manutenção em alguns equipamentos da Prefeitura. Também a ausência de fiscalização rotineira, num cenário onde o Paço Municipal tenta despejar reforma por cima de reforma de creches, praças e outros equipamentos públicos.

O momento é de dor, mas de cobrar responsabilidades dos que administram a estrutura pública desta cidade. O prefeito RC deu coletiva tentando evitar desgastes da gestão, alvo de opositores. Cabe, no entanto, ao Ministério Público e a Polícia Civil separar cenários e buscar respostas para que essa fatalidade, possivelmente previsível, não fique impune. Nem se repita.

(Foto – Repórter Igor Cavalcante)

Caminhoneiros prosseguem protestos na BR-116 contra altas do óleo diesel

Caminhoneiros continuam protestando contra aumentos do preço dos combustíveis ,e, em especial, do óleo diesel. Na BR-116, em frente a sede da Fábrica Fortaleza, na cidade do Eusébio (Região Metropolitana de Fortaleza), o grupo ocupa uma das faixas da rodovia e só permite a passagem de ônibus, carros de passeio, vans e motocicletas.

A categoria deverá interditar também a Pont4e JK, no município de Aracati (Litoral Leste). A Polícia Rodoviária Federal acompanha o protesto, enquanto em Brasília o governo federal deve promover nova rodada de negociações buscando evitar colapso no abastecimento.

*Mais informações da situação no País aqui.

Feirão da Caixa de Fortaleza vai leiloar 184 mil imóveis

O leilão de 184 imóveis será a principal novidade da 14ª edição do Feirão Caixa da Casa Própria, em Fortaleza. As unidades são de propriedade do banco e estão localizados em todo o Ceará. Os lances mínimos variam de acordo com o valor do imóvel. O evento será dividido em três momentos de amanhã (10 horas, 15 horas e 15h30min), data de abertura do Feirão, que vai até domingo, 27, no Espaço Jangada, no shopping Iguatemi. Para poder efetuar os arremates é necessário levar os mesmos documentos exigidos na solicitação de crédito imobiliário no Feirão: RG, CPF, comprovantes de renda e endereço.

Além do leilão, serão oferecidos nos três dias de Feirão serviços como: análise cadastral e enquadramento nas linhas de crédito existentes; simulação de crédito habitacional; análise de produtos comerciais; seguro e consórcio. Serão disponibilizados 6.400 imóveis, sendo 3.100 novos e 3.30 usados. Os valores variam entre R$ 128 mil e R$ 1,5 milhão.

“A gente teve quase 16 mil pessoas acessando o espaço do Feirão e quase R$ 1 bilhão em negócios encaminhados ou fechados no ambiente do feirão em 2017. Como a gente tem as grandes novidades que são as reduções de taxa dentro do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo) e também o aumento das cotas de financiamento e o retorno do Financiamento do Interveniente Quitante, a gente acredita que possa potencializar o resultado”, afirma George Gress, superintendente regional da Caixa.

Na ocasião, Gress falou também sobre os números do programa Minha Casa minha Vida no Ceará. Ainda não há uma projeção de quantas das 150 mil unidades que a Caixa estuda contratar para este ano virão para o Estado.

“A gente já teve encaminhadas aqui e assinadas cerca de 2.250 unidades no Ceará. O Ceará é sempre um grande demandador de faixa 1 do MCMV. Para você ter ideia, a gente tem mais de 45 mil unidades contratadas, grande parte já entregues”, diz.

Sobre o momento no segmento imobiliário, André Montenegro, presidente do Sindicato dos Construtores do Ceará (Sinduscon-CE), projeta, em razão da queda dos juros, recuo no estoque de imóveis.

“Fechamos 2017 com algo em torno de 11 mil imóveis e baixamos para 8 mil agora no fim de março. A projeção é que em agosto fique em torno de 5 mil. Com o cenário positivo, André projeta ainda alta no volume de negócio nesta edição do Feirão Caixa.

(O POVO – Repórter João Marcelo Sena)

Ivo Gomes embarca em nova viagem para os EUA

A vice- prefeita de Sobral, Christiane Coelho, assumiu a chefia do executivo municipal no final da tarde dessa quarta-feira, 25. Ficará no cargo até a próxima segunda-feira, 28.

Isso, porque o prefeito Ivo Gomes (PDT) embarca para os Estados Unidos Dessa vez, nada de curso Curso Internacional de Liderança Executiva em Desenvolvimento da Primeira Infância 2018, onde é bolsista pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal.

“Interesses particulares”, informa sua assessoria de imprensa.

Senado aprova projeto de Tasso que torna gastos públicos mais eficientes

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou nessa quarta-feira (23) o PLS 319/2017, de autoria do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), que estabelece critérios de desempenho para orientar a remuneração de contratos firmados pela administração pública.

Pelo texto do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), na contratação das obras e serviços, inclusive de engenharia, poderá ser estabelecida remuneração variável vinculada ao desempenho da empresa contratada, com base em metas, padrões de qualidade, critérios de sustentabilidade ambiental e prazo de entrega definidos no contrato. Esse rol de exigências deverá constar do edital da licitação.

Tasso destaca que “a Lei de Licitações não considera a possibilidade de a remuneração do contratado ser atrelada ao alcance de metas, traduzidas em parâmetros de desempenho. Do nosso ponto de vista, essa restrição não condiz com as necessidades de determinados serviços de engenharia”.

O relator da matéria na CCJ, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), defendeu a aprovação da proposta e considera que poderá trazer melhores resultados e redução de custos ao erário. O pagamento da remuneração máxima prevista no contrato passará a depender da satisfação dos padrões mínimos de qualidade estabelecidos pela administração pública.

“Privilegia-se, dessa forma, as contratadas que bem desempenham suas obrigações contratuais, permitindo-se que a remuneração das demais seja estabelecida em um patamar inferior. Cuida-se, assim, de um modelo remuneratório extremamente justo, do qual toda a sociedade se beneficiará”, acredita Anastasia.

Por ser terminativo na Comissão, caso não haja recurso para votação pelo Plenário no prazo regimental, o projeto seguirá à Câmara dos Deputados.

Câmara aprova reoneração com isenção de PIS/Cofins no diesel

Na tentativa de apresentar uma solução em meio à greve de caminhoneiros que ocorre em vários estados brasileiros contra a alta dos combustíveis, os deputados aprovaram, em votação simbólica na noite dessa quarta-feira (23), o texto-base o projeto que reduz benefícios fiscais concedidos pelo governo a diversos setores da economia com mudanças que reduzem o preço do óleo diesel. A proposta que retira a desoneração da folha de pagamento de 56 setores estava pronta para ser votada há pelo menos um mês. Os deputados estão votando neste momento as emendas feitas ao texto-base.

Os deputados conseguiram terminar a votação no final da noite, mantendo o texto-base sem aprovar nenhum destaque. Mais cedo, após reunião com representantes dos caminhoneiros, o governo informou que estuda a possibilidade de zerar ou reduzir o imposto PIS/Cofins do óleo diesel, mas ressaltou que não abrirá mão da receita correspondente.

Depois de um dia inteiro de negociações, o relator do projeto, deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), apresentou o parecer à matéria prevendo a isenção da cobrança do PIS/Pasep e da Cofins incidente sobre o diesel até o fim deste ano. Ele propõe a reoneração imediata de 28 setores da economia. Em 2020, segundo o relatório, acbaria a desoneração como um todo.

Segundo Orlando Silva, a medida de zerar os tributos pode produzir uma queda de 14% no preço final do óleo diesel. Ao ler o parecer na tribuna do plenário, o relator defendeu a necessidade de novos critérios para definir quais setores brasileiros devem ter o mercado de trabalho estimulado por meio da medida.

Os caminhoneiros protestam há três dias contra os seguidos aumentos do preço do diesel. O movimento tem fechado algumas estradas, o que já impacta no abstecimento de combustível em algumas regiões do país. As principais reivindicações da categoria são a redução de impostos sobre o preço do óleo diesel, como PIS/Cofins e ICMS e o fim da cobrança de pedágios dos caminhões que trafegam vazios nas rodovias federais que estão concedidas à iniciativa privada.

(Agência Brasil)

Edital do concurso da Polícia Federal sai em junho, confirma diretor-geral da Corporação

O diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro, confirmou, em Fortaleza, que no próximo mês será lançado o edital de concurso público para a Corporação. Ao todo, com 500 vagas para policiais federais. Galloro esteve em Fortaleza no ato de posse de Vanessa Gonçalves como titular da Superintendência da PF no Estado.

Ainda sobre o concurso, serão ofertadas 180 vagas para agente, 150 para delegado, 80 para escrivão, 60 para perito e 30 para papiloscopista. Todos os cargos exigirão diploma de curso superior. O último concurso da Polícia Federal foi organizado pelo Cebraspe, em 2014.

Serão aplicadas provas objetivas e discursivas, além de exame de aptidão física, exame médico, avaliação psicológica e curso de formação profissional, na Academia Nacional de Polícia, em Brasília, entre outras avaliações.

(Foto – Divulgação)

Governo estuda compensação do PIS/Cofins para o diesel

Após reunião com representantes dos caminhoneiros, o governo informou que estuda a possibilidade de zerar ou reduzir o imposto PIS/Cofins do óleo diesel, mas ressaltou que não abrirá mão da receita correspondente. Para eliminar o imposto, deve haver uma compensação de receita. “No PIS/Cofins, se formos tirar, temos que indicar a compensação. Mas isso também tem que passar pelo Legislativo”, disse o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha.

Ontem (22), o governo havia confirmado que vai zerar a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) mediante aprovação, no Congresso, da reoneração da folha de pagamento. Os caminhoneiros, no entanto, não estão satisfeitos com apenas o fim da Cide e pediram medidas em relação ao PIS/Cofins.

“Eles trouxeram a discussão se pode suprimir o PIS/Cofins. Ontem discutimos com o ministro da Fazenda [Eduardo Guardia], hoje com o presidente [da República, Michel Temer]. Mas é um tema ainda em discussão com o governo”, disse Padilha.

Os ministros enfatizaram que todas as tratativas são a respeito do diesel. “O governo não estuda no momento nenhuma medida em relação a gasolina”, afirmou Padilha.

Ele negou que haja risco de o presidente da Petrobras, Pedro Parente, deixar o cargo em virtude da adoção de uma política de preços que espelha o valor do petróleo e do dólar.

(Agência Brasil)

Seminário sobre Segurança Pública terá Ciro Gomes e o ministro Raul Jungmann

397 1

Ciro Gomes abrirá o evento…

O Seminário sobre Segurança Pública que a Assembleia Legislativa promoverá no período de 5 a 8 de junho próximo, nos auditórios do Poder, já com sua programação definida. O presidenciável Ciro Gomes fará a conferência de abertura abordando o tema “Pacto Federativo e Segurança Pública no Brasil”. Já a conferência de encerramento será proferida pelo ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, que abordará “A inteligência como ferramenta de prevenção e combate à violência: o HUB da Segurança Pública no Ceará”.

Realizado pelo Conselho de Altos Estudos e Assuntos Estratégicos da Assembleia, a organização do seminário tem o apoio técnico-científico de professores da Universidade Federal do Ceará, Universidade Estadual do Ceará e da Universidade de Fortaleza. A informação é da assessoria de imprensa dessa Casa legislativa.

A iniciativa tem por objetivo instrumentalizar os Poderes Legislativo e Executivo com indicações de caráter normativo e proposições de medidas e ações referentes à execução de uma Política de Segurança Pública resolutiva e de resultados concretos. Desta forma, mediante a realização de conferências, debates em mesas temáticas e fóruns, com a presença de estudiosos e especialistas de renome nacional e internacional, a instituição almeja contribuir para a construção da cultura de paz e da segurança cidadã no país e no Estado, com a efetivação do direito à Segurança Pública aos cidadãos brasileiros.

.,. e Raul Jungmann encerrará.

Nomes ligados ao tema já estão confirmados, trazendo experiências exitosas de outros países e estados. Dentre eles, Jorge Melguizo (Medellín/Colômbia), ex-secretário de Cultura e de Desenvolvimento Social de Medellín; Paulo Valente Gomes (Superintendência de Segurança Pública de Portugal); Luis Gerardo Galbadón (Universidade de Los Andes/Venezuela); Manuel Guedes Valente (Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna/Portugal); Susana Soares Branco Durão (Universidade de Campinas – UNICAMP); José Augusto Lindgren (Instituto de Políticas Públicas de Direitos Humanos do Mercosul); Pablo Emilio Angarita (Universidade de Antioquia/Colômbia); e Hugo Acero Velásquez (Bogotá/Colômbia);

O seminário contará com a presença de nomes nacionais e locais como Coronel Ibis Silva Pereira (Polícia Militar do RJ); Michel Misse (Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ; Murilo Cavalcanti (Secretaria de Segurança Urbana da cidade de Recife – PE); Luis Eduardo Soares (Universidade Estadual do Rio de Janeiro – UERJ); Ana Vládia Holanda Cruz (Fórum Popular de Segurança Pública do Ceará); Carolina Mattos Ricardo (Coletivo Sou da Paz/SP); José Antônio Macêdo (Universidade Federal do Ceará – UFC); Renato Evando M. Filho (Universidade Federal do Ceará – UFC); Helano Matos (Polícia Federal); Paulo Quintiliano da Silva (Instituto de Pós Graduação e Graduação – IPOG); Luis Carlos Cavalcante Galvão (Universidade Federal da Bahia – UFBA); e Renato Lima (Fórum Nacional de Segurança Pública).

SERVIÇO

*O evento será aberto ao público, e sua inscrição será feita por meio do link https://al.ce.gov.br/seminario-internacional-de-seguranca-publica

Governo apoiará, pela primeira vez, curso de cultivo de cannabis para fins medicinais

Pela primeira vez, o governo federal irá apoiar um curso dedicado ao cultivo de maconha para fins medicinais. A iniciativa é da associação ABRACannabis, que conta com o incentivo da Fiocruz no projeto. Informa o jornal O Globo.

As aulas são direcionadas a profissionais da saúde e pacientes que fazem uso de medicamentos derivados de cannabis e, durante dois dias, serão debatidas técnicas de cultivo e os aspectos históricos, sociais e medicinais da maconha. Não haverá aula prática, já que o habeas corpus concedido a manipuladores de cannabis não permite a locomoção da erva.

O curso é gratuito e acontecerá neste final de semana no Instituto Fernandes Figueira, no Rio de Janeiro.

A iniciativa vem poucos dias após o presidente da Anvisa, Jarbas Carvalho, declarar em um seminário que vai dar início ao processo de legalização do plantio da erva para esse fim no país.

Moro determina prisão do ex-tesoureiro petista Delúbio Soares

O juiz Federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, determinou na noite desta quarta-feira (23) a prisão do ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, na Operação Lava Jato. A medida foi tomada após a decisão desta tarde do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), sediado em Porto Alegre, que rejeitou o último recurso em segunda instância e determinou a execução provisória da pena de seis anos de prisão em regime fechado pelo crime de lavagem de dinheiro. Ele cumprirá a pena no Complexo Médico-Penal (CMP), localizado em Pinhais, região metropolitana de Curitiba.

Em março do ano passado, Delúbio Soares foi condenado a cinco anos de prisão por Moro na investigação da 27ª fase da Lava Jato, que apurou suspeita de fraude em um empréstimo realizado entre o pecuarista José Carlos Bumlai e o Banco Schahin. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), a dívida foi quitada por meio da contratação do Grupo Schahin para operação do navio-sonda Vitória 10.000. O contrato custou à Petrobras US$ 1,6 bilhão. A investigação apontou Delúbio como solicitante do empréstimo pelo PT.

Após a condenação, a defesa e o Ministério Público recorreram ao TRF, que aumentou de cinco para seis anos a pena do ex-tesoureiro. Na sessão desta tarde, ao julgar o último recurso contra a condenação, a Oitava Turma entendeu que não há contradições capazes de anular a setença de condenação.

(Agência Brasil)

PSB lançará campanha de filiações em Quixadá

O presidente do PSB do Ceará, o deputado federal Odorico Monteiro, lançará, às 19 horas desta sexta-feira (25), na Quinta Estação, em Quixadá (Sertão Central), uma ampla campanha de filiação. O ato faz parte da campanha estadual por novos filiados, lançada em março deste ano, que tem como meta atingir a marca de 40 mil filiações até o final do ano.

Estarão reunidos em Quixadá lideranças locais, movimentos sociais e direções municipais do partido dos municípios de Iguatu, Acopiara, Limoeiro,Tabuleiro, Pacajus, Horizonte, Chorozinho, Aracoiaba, Palmácia, Pacoti, Capistrano, Acarape, Jaguaruana, Jaguaretama, Aracati, Icapuí e Fortaleza.

O PSB assume, segundo seu presidente, Odorico Monteiro, sua posição de “centro-esquerda e busca resgatar as raízes históricas do partido.” Em âmbito estadual, Odorico reafirmará no encontro o apoio à reeleição do governador Camilo Santana (PT) nas próximas eleições.

(Foto – Divulgação)

Lula vai depor como testemunha de Sergio Cabral

O ex-presidente Lula deixará a carceragem da Polícia Federal na terça-feira que vem, pela primeira vez desde que foi preso, em 7 de abril. Calma lá: ele não será libertado. Irá depor na Justiça Federal de Curitiba (PR), informa o jornalista Lauro Jardim, colunista do O Globo.

Lula estará diante de Marcelo Bretas, ainda que por videoconferência, para depor.

Foi arrolado pelo colega presidiário Sérgio Cabral, no processo da Operação Unfair Play, em que o ex-governador é acusado de participar de um esquema de compra de votos para fazer do Rio de Janeiro a sede da Olimpíada em 2016.

Lula será testemunha de defesa de Cabral.