Blog do Eliomar

Últimos posts

Briga política extingue associação da área da segurança pública

capitaowagnerr

Brigas políticas entre diretores acabaram extinguindo a Associação dos Profissionais da Segurança Pública do Ceará (Aprospec), que ficou conhecida durante a greve da PM no fim de 2011 para 2012.

A Aprospec foi extinta, mas o vereador Capitão Wagner acaba de criar a Associação dos Profissionais da Segurança (APS).

Ele vem circulando o Interior expondo a nova entidade. E seu desejo de ser deputado estadual pelo Partido da República.

Servidores municipais fazem assembleia geral em clima de insatisfação

A partir das 8h30min desta quarta-feira, na Praça do Ferreira, o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos de Fortaleza (Sindifort) e associações engajadas realizarão assembleia geral. Hora de expor para a categoria resultado da conversa mantida com a Prefeitura, na última sexta-feira.

Segundo a direção do Sindifort, com relação a reajuste salarial , que foi fixado em 5,7%, nada avançou. A pedida é de 15%. O clima é de insatisfação entre servidores, que podem estender paralisações entre categorias.

Nesta terça-feira, os agentes de saúde e endemia estão de braços cruzados. No momento em que se fala em dengue.

Gangues controlando áreas mostram falência da segurança pública

Com o título “Segurança Pública: inaceitável poder paralelo das gangues”, eis o título do Editorial do O POVO desta terça-feira. Confira:

A reportagem do O POVO, publicada ontem, com a localização geográfica de gangues criminosas que criam um “Estado” paralelo, determinando a vida da comunidade em 16 bairros de Fortaleza (enquanto outros 17 estão em vias de se submeter ao mesmo controle) impacta a opinião pública da capital e dá urgência a um debate mais profundo sobre a política de segurança pública a ser aplicada no Ceará, sobretudo na metrópole cearense.

Conflitos de territorialidade transformaram alguns bairros de Fortaleza em áreas tão arriscadas de atravessar, como algumas zonas de guerra do planeta. Os limites de circulação são impostos pelas gangues. Não importa se a pessoa está associada ou não aos criminosos: bastou residir numa determinada área do bairro, passa automaticamente a ser segregada pela gangue rival. Ou seja: a maioria da população (que é trabalhadora e ordeira) é obrigada a prestar vassalagem a um poder paralelo que faz pouco caso da autoridade do Estado. Às vezes, o simples atravessar de uma rua significa uma sentença de morte.

Esse tipo de situação constitui-se um retrocesso absurdo no processo social, político e cultural já percorrido pelo Brasil. Só pode ser explicado pela falta de sensibilidade das elites políticas e econômicas para partilhar minimamente seus ganhos e seu poder, afim de que todos possam ganhar. Não é por falta de diagnóstico dos problemas e de suas possíveis soluções, mas de vontade política, tanto dos atores públicos, quanto da própria sociedade civil, pois cabe a esta a opção pelo modelo social mais compatível com o interesse coletivo, fazendo a escolha correta das forças políticas que possam levar a cabo o projeto pretendido.

Setores esclarecidos do Ceará vêm martelando, há muito, que a questão da criminalidade não pode ser resolvida apenas pelos órgãos da segurança pública. Exige uma articulação de todos os setores do Estado, através de uma instância planejadora que tenha poder de fazer essa coordenação, e na qual a sociedade civil tenha parte atuante.

Experiências referenciais existem, no Exterior e no Brasil – inclusive, aqui, próximo de nós, em Pernambuco, como bem expôs, nas próprias páginas deste jornal, um de seus principais responsáveis, o sociólogo pernambucano José Luiz Ratton. Resta-nos avançar nessa direção.

Projeto quer obrigar carros a terem controlador de velocidade. Inácio é o relator

143 2

inacioarrr

Da Coluna Radar, da Veja Online desta terça-feira:

Está na pauta da reunião de amanhã da CCJ do Senado um projeto para levar a indústria automotiva à loucura e acabar com a diversão de quem pisa fundo no trânsito: determina a instalação de um limitador de velocidade para impedir o motorista de acelerar acima do permitido nas estradas brasileiras.

O Código Brasileiro de Trânsito estabelece, para carros, velocidade máxima de 110 quilômetros por hora nas rodovias do país.

Relator do projeto, Inácio Arruda (PCdoB do Ceará), já apresentou relatório favorável à aprovação, com pequenas alterações. O texto original, de Valdir Raupp, autor da proposta, previa que, se o projeto for aprovado, a nova regra entrasse em vigor no ato da publicação.

Arruda pede prazo de 120 dias para as empresas se adequarem, além de excluir a obrigatoriedade para ambulâncias, carros de bombeiros, polícias e Forças Armadas. A medida alcançaria somente veículos vendidos após a lei começar a valer.

Inácio Arruda pondera no relatório o risco de legislações municipais permitirem velocidades máximas altíssimas, atendendo à sede da indústria automotiva. Por isso, em seu texto, ressalta que o equipamento destinado a limitar a velocidade deve estar de acordo com as normas do Contran.

IPTU 2013 – Até o pai do prefeito RC reclama do aumento

197 2

robertoclaudiobezerr

Da Coluna Vertical, do O POVO desta terça-feira:

Pai do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), o ex-reitor da Universidade Federal do Ceará, Roberto Cláudio Bezerra, também sentiu no bolso o reajuste do IPTU deste ano. Morador de condomínio situado na rua Monsenhor Catão, no bairro Aldeota, informa que seu imposto aumentou cerca de 60%. Ele reconhece que foi pesado, mas resultado da verticalização estipulada pelo IPTU.

Roberto Cláudio não questionou o valor e já pagou o seu boleto. Observa, no entanto, estar convicto de que o que pagou terá retorno em vários benefícios. Reconhece também que há muita polêmica em torno do assunto, mas não se surpreende de ver o filho enfrentando essa situação. “É isso mesmo! Faz parte da política”, acentua.

ABERT lamenta morte de cinegrafista

Da ABERT, recebemos a seguinte nota:

Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão manifesta sua consternação com a morte do cinegrafista Santiago Andrade, da TV Bandeirantes, nesta segunda-feira, 10, no Rio de Janeiro.

Andrade foi atingido por um rojão quando cobria um protesto contra aumento da passagem de ônibus, na última quinta-feira, no centro do Rio.

A morte do cinegrafista deve fazer com que, em grandes eventos públicos, os governos e os órgãos de segurança adotem procedimentos capazes de garantir o trabalho de profissionais de imprensa, que cumprem sua importante missão de informar e, da mesma forma, a livre e pacífica manifestação dos cidadãos.

O assassinato de um jornalista como Andrade impõe grave prejuízo ao conjunto da sociedade, que tem violado seu direito fundamental de acesso à informação.

A Abert espera das autoridades rigorosa apuração deste crime para que se evitem novos atentados contra a liberdade de expressão e a democracia.

* Daniel Pimentel Slaviero

Presidente.

Fortaleza registra seis assaltos a ônibus por dia

“Fortaleza teve média de seis assaltos a ônibus por dia durante o ano de 2013. De janeiro a dezembro, foram 2.517 ações violentas registradas nos coletivos – de acordo com números fornecidos pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus). Essa é a maior quantidade da última década. Comparando 2012 (615) e 2013, o crescimento foi de 309%.

Integrando essa estatística, a camareira Juliana Oliveira, 29 anos, diz ter vivenciado três assaltos em 2013. A estratégia, segundo ela, é sempre a mesma. “Abordam o cobrador e levam os pertences de quem está mais perto, também. Em uma das ocasiões, eles nem tinham armas. Era só na voz mesmo, mas assaltaram. Todos esses assaltos foram nos domingos, voltando da praia”, conta.

As ocorrências assustam usuários, mas, principalmente, os motoristas e cobradores. Para o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário (Sintro), Tobias Brandão, a insegurança apenas aumenta. “Já fizemos paralisações em terminais para chamar atenção das autoridades. Encaminhamos ofícios, fizemos reuniões, entretanto, não sentimos melhora alguma”, diz. Para ele, além do crescimento no número de assaltos, é assustador constatar que as abordagens estão ficando mais violentas.

“Eles portam mais armas, ameaçam mais, são mais rudes. Em alguns casos extremos, pulam as catracas e sentam na cadeira do cobrador. Ficam abordando as pessoas e embolsando o dinheiro das passagens. É uma audácia muito grande”, diz o diretor. Tobias aponta como mais violentas as linhas 073 – Siqueira/Praia de Iracema; 078 – Siqueira/Mucuripe; 076 – Conjunto Ceará/Aldeota; 015 – Conjunto Ceará/Antônio Bezerra rota 1; e 81 – Conjunto Ceará/Antônio Bezerra rota 2.

Os números referentes a janeiro de 2014 ainda não foram divulgados pelo Sindiônibus. Para o presidente do órgão, Dimas Barreira, a expectativa é ter uma redução nos índices. “O ano de 2013 seguiu uma linha de tendência violenta que começou em 2012. Em 2011 tivemos um ano tranquilo. Foram poucas ações. Mas, em 2013, foi um alarme”, afirma. Dimas ainda explica que o tipo de abordagem, geralmente, é similar. Com adolescentes, por vezes portando armas, que abordam os cobradores e descem rapidamente. As ações são chamadas de “fugidinhas dos ônibus” no linguajar dos usuários do transporte coletivo.

“Nós fizemos todo o investimento possível para contribuir com a segurança. Câmeras, rastreamento, cofre. Chegamos em 2013 com tudo isso feito e os assaltos aumentaram nessa proporção. Uma das linhas de defesa é a população diminuir o uso de dinheiro. Está mais fácil usar o crédito eletrônico. Então, (a solução) é tirar o dinheiro de dentro dos ônibus mesmo. Isso melhoraria a segurança para todos. Para passageiros e funcionários”, diz Dimas. Hoje, segundo ele, toda a frota da Capital conta com rastreamento, câmeras de segurança e cofres. “Temos sugerido o reforço de policiamento nas áreas de maior concentração de usuários. Como os terminais, por exemplo”, pontua.

O POVO entrou em contato com a assessoria de imprensa da Polícia Militar solicitando um posicionamento sobre os assaltos a ônibus. Foi solicitado o envio de um email com os questionamentos da reportagem. O email foi enviado no último dia 5, mas, até o fechamento desta matéria, não houve retorno.”

(O POVO)

Eudes bate duro no aumento do IPTU e volta a cobrar candidatura própria ao Governo

118 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=gAiRPQqWT-4[/youtube]

A Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) reconheceu exageros na cobrança do IPTU de Fortaleza, mas, mesmo assim, recuou do desejo de ir à Justiça contra o aumento. O deputado federal Eudes Xavier (PT) avaliou essa postura da Fiec, mas não poupou críticas à administração do prefeito Roberto Cláudio (Pros).

Eudes Xavier lamentou essa situação e disse que o prefeito RC quer arranjar dinheiro para pagar os mais de 600 comissionados que criou. Por conta desse cenário, o petista voltou a defender uma candidatura própria do PT, que não seja, acentuou, “denorex”. Ou seja, só para parecer que disputa, sem entrar na disputa.

Embaixador de Israel visita o Ceará

O Embaixador de Israel no Brasil, Rafael Eldad, faz visita oficial ao Ceará. Nesta manhã de terça-feira, ele será recebido, no Palácio da Abolição, pelo vice-governador Domingos Filho. Isso, porque o governador Cid Gomes prosseguirá debates em seminário que, no Crato, discute os destinos da Universidade Regional do Cariri.

Rafael Eldad, além de visita a outras entidades, será recebido em almoço, a partir das 12 hora, pela diretoria da Federação das Indústrias do Ceará. O embaixador de Israel  busca reforçar parcerias com o Estado do Ceará o plano de ações contra a seca, tecnologia e segurança.

Secretário busca recursos para contrapartidas de obras do PAC no Ceará

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=N9GHIaK-gMo&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O secretário estadual das Cidades, Carlo Ferrentini, embarcou nesta madrugada de terça-feira para Brasília. Busca R$ 188 milhões para contrapartida de obras do PAC no Estado.

Carlo Ferrentini aproveitou para informar que, neste semestre, serão entregues algumas obras como Cidade Jardim, no Conjunto José Walter.

Comando de comissões da Câmara deve ser decidido nesta terça-feira

“Líderes partidários devem decidir nesta terça-feira (11) quem ficará no comando de cada uma das 21 comissões permanentes da Câmara dos Deputados. A disputa entre bancadas com o maior número de parlamentares gira em torno, principalmente, das presidências da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e da Comissão Mista de Orçamento (CMO).

Todos os anos, a Mesa Diretora da Câmara define o número de membros das comissões permanentes a partir do princípio da proporcionalidade. Os grandes partidos têm direito de presidir a maioria das comissões por ter um número maior de parlamentares.

De acordo com os dados considerados pela Secretaria-Geral da Casa, as maiores legendas são as do PT (84 parlamentares), PMDB (71), PSDB (49) e PSD (48). Assessores da Câmara explicaram que o número de parlamentares a ser considerado é o registrado quando as bancadas firmaram acordo sobre a forma de distribuição dos colegiados.

A negociação marcada para esta terça-feira deve ter momentos delicados. Isso porque, com a criação, no ano passado, dos partidos Solidariedade (SDD), com 22 parlamentares, e Pros, com 19 parlamentares, o PSC, que tem 13 deputados e comandou a Comissão de Direitos Humanos e Minorias no ano passado, sai da disputa.”

(Agência Brasil)

Senadores querem aprovação de projeto da Lei Antiterrorismo após morte de cinegrafista

“Depois da morte do cinegrafista da TV Bandeirantes, Santiago Andrade, alguns senadores defenderam hoje (10) que o Projeto da Lei Antiterrorismo (PLS 499/13) seja aprovado o quanto antes para que possa enquadrar crimes como esse. “Nós poderíamos ver a possibilidade de um entendimento de líderes para colocarmos essa matéria em apreciação já, no plenário desta Casa. Ela precisa de dois turnos. Poderíamos discutir aqui essa lei. Não é uma resposta direta porque houve uma morte hoje. Nós estamos debatendo isso desde o ano passado”, defendeu o senador Jorge Viana (PT-AC) em plenário.

O projeto inclui como ato típico de terrorismo “provocar ou difundir terror ou pânico generalizado mediante ofensa ou tentativa de ofensa à vida, à integridade física ou à saúde ou à privação da liberdade de pessoa” e estabelece penas de 15 a 30 anos de reclusão ou de 24 a 30 anos de reclusão se resultar em morte.

Para Jorge Viana, os dois suspeitos de terem acendido o artefato explosivo que atingiu Santiago Andrade na cabeça poderiam ser enquadrados como terroristas. Os dois são suspeitos de serem black blocs e pelo menos um deles se manifestava mascarado no protesto da semana passada que resultou na morte do cinegrafista. “É o caso. Foi usado um explosivo. Não é um rojão de festa junina. Foi usada uma bomba. Muitas pessoas poderiam ter morrido”, disse o senador.

O senador Paulo Paim (PT-RS) também defendeu a aprovação rápida do projeto.”

(Agência Brasil)

Nicolle lança documento Integra Brasil e diz que poderia ser plataforma até de Dilma

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=7Gysa3blvJM&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

Durante ato que contou com a presença de lideranças de vários partidos políticos e lideres de sindicatos empresariais, a presidente do Centro Industrial do Ceará, Nicolle Barbosa, lançou, nesta noite de segunda-feira, o documento Integra Brasil. O documento apresenta soluções debatidas em todos os Estados do Nordeste, Rio, São Paulo e Brasília relacionadas ao combate às desigualdades regionais.

De acordo com Nicolle Barbosa, um documento suprapartidário e que pode ser plataforma de qualquer candidato a presidente. Até para Dilma Rousseff.

Nicolle é presidente do PSB de Fortaleza e apoia Eduardo Campos. Em entrevista ao Blog, ela acabou admitindo, pela primeira vez, que pode ser mesmo candidata ao Governo do Ceará.

DETALHE – O deputado federal Danilo Forte, do PMDB do governamentável Eunício Oliveira, esteja no ato. Também o deputado federal João Ananias (PCdoB), o deputado federal Raimundo Gomes de Matos, vice-presidente do PSDB do Estado, e Tomaz Filho, presidente do PSDB de Fortaleza. Alguns prefeitos e vereadores da Capital marcaram presença, assim como o deputado estadual Paulo Facó.

PF coloca-se à disposição para colaborar na investigação sobre morte de cinegrafista

“A Polícia Federal colocou toda a sua estrutura, no Rio de Janeiro, à disposição da Secretaria Estadual de Segurança para colaborar com a investigação da morte do cinegrafista Santiago Ilídio Andrade. A informação é da assessoria de Comunicação Social da PF.

O apoio foi determinado pelo Ministério da Justiça, depois de a presidenta Dilma Rousseff recomendar que a Polícia Federal deveria acompanhar as investigações para “aplicação da punição cabível” aos responsáveis pelo rojão que feriu o jornalista.

Ainda segundo a assessoria da PF, até as 20h41, a Secretaria de Segurança do Rio não tinha feito qualquer pedido de ação conjunta para a investigação.

O cinegrafista Santiago Ilídio Andrade foi atingido por um rojão na quinta- feira (6) durante manifestação, no centro do Rio, contra o reajuste das tarifas de ônibus. A morte cerebral dele foi anunciada hoje (10).”

(Agência Brasil)

IPTU 2013 – Saiba o que a FIEC questionou, mas, mesmo assim, optou por não ir à Justiça

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=SC2QmszHlf8&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&feature=c4-overview[/youtube]

O diretor financeiro da Federação das Indústrias do Ceará, José Carlos Gama, em conversa com o Blog, expõs as atecnias que a entidade encontrou na cobrança do IPTU 2014. Mesmo encontrando exageros, como chegou a definir o presidente da entidade, Roberto Macedo, numa coletiva nesta noite de segunda-feira sobre o tema, a Fiec não vai à Justiça contra a Prefeitura.

Déficit acumulado da balança comercial cresce 36,4% em 2014

Depois de fechar janeiro com o maior déficit em 20 anos, a balança comercial (diferença entre exportações e importações) mantém o resultado negativo em fevereiro. Segundo números divulgados nesta segunda-feira (10) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o país importou US$ 1,703 bilhão a mais do que exportou nos nove primeiros dias deste mês.

Com o resultado, o déficit da balança comercial atinge US$ 5,761 bilhões em 2014, valor 36,4% maior do que o registrado no mesmo período de 2013. No acumulado do ano, as exportações somam US$ 19,284 bilhões, com queda de 1,8% pela média diária. As importações continuam crescendo e totalizam US$ 25,045 bilhões em 2014, alta de 1,9% também pelo critério da média diária.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento, a queda das exportações na primeira semana de fevereiro foi puxada pelos produtos básicos, cujas vendas para o exterior caíram 24,6% em relação aos mesmos dias do ano passado. Os produtos que apresentaram pior desempenho foram petróleo em bruto, milho em grão e algodão em bruto. As exportações de bens manufaturados caíram 19,4%, e as vendas de semimanufaturados recuaram 18,1% na mesma comparação.

As importações foram impulsionadas principalmente pela compra de combustíveis e lubrificantes, que aumentaram 43,4% nos primeiros dias de fevereiro em relação ao mesmo período do ano passado. A alta foi provocada também pelos gastos com aparelhos eletroeletrônicos (12,5%), cereais e produtos de moagem (6%) e plásticos (3,2%).

(Agência Brasil)