Blog do Eliomar

Últimos posts

IPM manda nota de esclarecimento sobre suspensão de atendimento em laboratórios

Sobre queixas de leitores feitas neste Blog contra o Instituto de Previdência do Município (IPM),que teria restringido número de laboratórios para exames, a superintendência do órgão manda a seguinte nota:

Caro Eliomar de lima,

O Instituto de Previdência do Município esclarece que, atualmente, 09 (nove) laboratórios, devidamente credenciados, prestam serviços ao órgão. São eles:

a. Emílio Ribas

b. Laboratório Pasteur

c. Biomédica

d. Evandro Chagas

e. Evandro pessoa

f. Gaspar Viana

g. Sabin

h. Bio-Ciência

i. São Lucas

Destes, a demanda maior recai sobre os laboratórios Emílio Ribas e o LabPasteur, em virtude de serem mais procurados pelos usuários.

Ocorre que todos os laboratórios recebem cotas mensais para o atendimento dos usuários do IPM, entretanto por serem mais procurados, as cotas dos laboratórios Emílio Ribas e o LabPasteur deixam de acatar pedidos, transferindo para o mês seguinte as demandas. Sendo assim, os usuários não procuram os demais laboratórios que foram selecionados de acordo com os critérios do credenciamento.

Por oportuno, informamos que há poucos dias o IPM lançou Edital de Credenciamento para a contratação, entre outros, de clínicas e laboratórios com vistas à realização dos mais diversos tipos de exames para os seus mais de 80 mil usuários e que, por lapso de comunicação, o laboratório Pasteur não apresentou documentação em tempo hábil. Em caráter de excepcionalidade, o IPM irá recredenciá-lo.

Atenciosamente,

* José Barbosa Porto,

Superintendente do IPM.

Eleições 2014 – Aécio Neves deve se licenciar para a campanha

aecio

“O candidato à Presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves, voltou a dizer que uma política de estímulo ao etanol é uma das prioridades de sua plataforma. Para o candidato, o setor enfrenta “uma competitividade desleal com a Petrobras” e vem sendo penalizado pelos tributos e pela falta de infraestrutura adequada. O tucano participou do 13º Congresso Brasileiro do Agronegócio, promovido pela Associação Brasileira do Agronegócio.

Na avaliação de Aécio Neves, o cenário atual levou os produtores de etanol à uma situação de vulnerabilidade econômica, ao citar que foram fechadas mais de 40 usinas e que dez estão em processo de liquidação judicial. Para tentar resgatar o setor, o candidato disse que pretende fazer “um choque de infraestrutura”, com o intuito de promover uma simplificação do sistema tributário e dar maior previsibilidade aos investidores.

Questionado sobre obstáculos para a ampliação das áreas plantadas por causa da necessidade de aval de órgãos ambientais e demarcação de terras indígenas, Aécio Neves disse que é necessário cumprir a legislação, mas que considera possível aumentar a produtividade. “Desde a década de 90, enquanto a área plantada aumentou 90%, a produção cresceu 220%”, apontou.

O candidato disse que até próxima quarta-feira (6) deve decidir sobre o licenciamento do cargo de senador. E informou que vai devolver o dinheiro recebido pelo Senado relativo aos dias não trabalhados por causa da campanha eleitoral. “Eu caminho para me licenciar”, disse.”

(Agência Brasil)

Dilma: Congresso é quem deve responder sobre antecipação de perguntas em CPI

dillllma

“A presidenta Dilma Rousseff afirmou hoje (4) que o Congresso Nacional é que deve dar explicações sobre a antecipação do gabarito de perguntas que seriam feitas a diretores da Petrobras durante depoimentos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado que investiga denúncias de irregularidades na estatal.

Publicada na última edição da revista Veja, a denúncia diz que a presidente da Petrobras, Graça Foster, o ex-presidente da estatal, José Sergio Gabrielli, e o ex-diretor da Área Internacional, Nestor Cerveró, tiveram acesso antecipado às perguntas e foram treinados para responder aos questionamentos. “

Esta é uma questão que deve ser respondida pelo Congresso”, disse a presidenta, que é candidata à reeleição pelo PT. Dilma fez a declaração a visitar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) Jardim Jaci, em Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo.”

(Agência Brasil)

Eleições 2014 – TRE/CE inicia distribuição de quase 18 mil urnas eletrônicas

A distribuição de 17.800 urnas eletrônicas para as zonas eleitorais do interior do Estado começa a se processar pelo Tribunal Regional Eleitoral. Do depósito do TRE, no bairro Antônio Bezerra, em Fortaleza, serão encaminhadas 11.500 urnas. As demais, serão distribuídas de três centrais de armazenamento das zonas eleitorais de Itapipoca, para a região norte, e Limoeiro do Norte e Iguatu, para o centro-sul do Estado.

Nesta terça-feira, a partir das 13 horas, sairão do depósito da capital dois carregamentos para as zonas de Maracanaú, Maranguape, Canindé, Pacoti, Mulungu e Baturité. Na quarta-feira, 6/8, pela manhã, partirá mais um carregamento para Ipu, Ipueiras, Nova Russas e Reriutaba. Ao todo, sairão 16 carregamentos para o interior.

O TRE do Ceará disponibilizará quase 23 mil urnas para serem utilizadas nas seções eleitorais de votação, de justificativa e de voto em trânsito, nas próximas eleições, nas 123 zonas eleitorais, em todo o estado.

Na capital, 4.700 urnas eletrônicas serão levadas do depósito do TRE, em Antônio Bezerra, para os locais de votação, a partir do dia 1º de outubro. O primeiro turno das eleições será no domingo, 5 de outubro. Caso haja segundo turno, o esquema de distribuição, na capital, começa no dia 22/10 para as eleições de domingo, 26/10.

(Site do TRE-CE) 

AFBNB quer um BNB fortalecido na sua identidade como banco regional

Com o título “O BNB é um Banco de Desenvolvimento”, eis título de artigo que a diretoria da Associação dos Funcionários do Banco do Nordeste (AFBNB) manda para o Blog. A entidade ressalta que a Instituição passa por momento de transição com amplas perspectivas de fazer vale seus objetivos, desde que o banco não perca sua identidade. Confira:

Não é de hoje a percepção de que o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) passa por momento singular em que urge a necessidade de seu fortalecimento, em todos os níveis, bem como da sua reafirmação como uma instituição vital para o Desenvolvimento. Para a Associação dos Funcionários do BNB (AFBNB), essa premência exige atitudes firmes e objetivas, especialmente, quanto ao que a sociedade precisa e demanda.

Na esfera conceitual parece não ser difícil identificar que o Banco é uma instituição pública, uma sociedade de economia mista com mais de 98% do capital social pertencente ao Governo Federal, que tem por missão fomentar o desenvolvimento (econômico + social) da Região Nordeste (área de atuação do FNE e da Sudene), por meio de crédito especializado de longo prazo, daí a necessidade de fontes de recursos adequados e estáveis, a exemplo dos fundos, seguindo prerrogativas constitucionais e diretrizes de políticas públicas (áreas prioritárias da Política Nacional de Desenvolvimento Regional – PNDR, etc.).

Também é evidente, em todas as áreas do Banco – Direção Geral, Superintendências e agências – certo clima no ar, talvez em função da eleição presidencial que se aproxima, quanto a um período de transição e possíveis mudanças na gestão, especialmente considerando o contexto atual no BNB: direcionamentos e ações específicas de curto prazo, mudanças na estrutura e medidas para setembro/2014, anunciadas com força nas palavras e no posicionamento de gestão. E no discurso, a indicação de que a área de desenvolvimento do BNB também será fortalecida.

E deve ser mesmo. Mas a julgar pelo tratamento que vêm sendo dada à estratégia de desenvolvimento do Banco e um dos seus componentes, a definição da contribuição dos agentes de desenvolvimento para a consecução de objetivos no contexto de uma política de desenvolvimento territorial, que não tem solução há anos, pode-se inferir que o discurso não combina com a prática. O interessante: essa definição está posta nos direcionamentos e ações de curto prazo estabelecidos pela gestão do Banco. O pior: os ventos continuam trazendo nuvens com relação a essa tomada de decisão.

Na realidade, não há como tergiversar quanto ao fato de que é a atuação diferenciada do BNB enquanto operador de recursos públicos de longo prazo, em especial o FNE (de quem é administrador), que lhe garante a essência de banco de desenvolvimento. E é em função desse posicionamento que são possíveis receitas relevantes de taxa de administração e dedel credere para a Instituição, ou seja a sustentabilidade.

Porém, sabe-se que não é só aplicando os recursos do FNE, ou pela ação creditícia per si, que o BNB se certifica enquanto banco de desenvolvimento. Há a necessidade de outras posições de gestão/organizacionais que façam prevalecer esse viés, um banco que ao promover o crédito de longo prazo o faz enquanto política pública, que fomenta ações complementares ao crédito, antecedentes e subsequentes, fundamentais para o planejamento e a consolidação de um eixo desenvolvimentista quando da execução dos recursos públicos disponíveis.

A questão parece ser simples. Em princípio, não se é contra o crédito para capital de giro/crédito comercial (as empresas nordestinas apoiadas pelo Banco precisam) e a abertura de novas agências (a Afbnb em 2010 já colocava a importância de dobrar o número, pelo menos), e outras medidas que visam a apoiar o BNB na perspectiva do varejo, do dia a dia de uma instituição bancária, mas a compreensão é de que elas só são fortalecedoras se estruturadas a partir da competência essencial da instituição, ser um banco de desenvolvimento.

Não é isso que parece estar acontecendo, especialmente, se se notar que não há preponderância da visão desenvolvimentista (ex.: agentes de desenvolvimento atuando em diversas ações relacionadas à execução aderente do FNE à PNDR, e à desconcentração do crédito versus insegurança quanto à manutenção desse segmento conforme a filosofia originalmente concebida).

É certo, aí, um grande risco da perda de identidade, e até mesmo da sustentabilidade do Banco. A AFBNB vem alertando quanto a essa possibilidade há muito tempo. A alta administração, assim como o conjunto dos trabalhadores do banco sabe disso. O que se preconiza é o compromisso e a prática de que os trilhos sejam ajustados, sem qualquer possibilidade de sequência do desvirtuamento de rumos. É o que a sociedade precisa e espera do Banco do Nordeste do Brasil na perspectiva do cumprimento da sua missão institucional.

Associação dos Funcionários do BNB (AFBNB)
Gestão Autonomia e Luta.

Acrísio Sena quer “avermelhar a campanha de Camilo Santana”

153 2

foto acrísio sena

O vereador Acrísio Sena (PT) vai lançar sua candidatura a deputado federal nesta quarta-feira, durante ato na sede do PT Estadual. O candidato a governador Camilo Santana (PT) e o postulante ao Senado pelo Pros, Mauro Filho. Segundo a assessoria do vereador, Acrísio quer, com tal iniciativa, conclamar todos os petistas a mergulharem firmes na campanha de Camilo.

“Nossa proposta é avermelhar a campanha de Camilo Santana, chamar a militância para ir pra rua, recuperando as tradições do nosso Partido. Campanha o PT sempre fez com garra, de porta em porta, no chão da fábrica, cara a cara com o povo”, diz, em nota, Acrísio Sena.

Nos últimos dias, a campanha de Camilo tem sido alvo de críticas da oposição por não priorizar o vermelho do PT. Até o candidato a governador pelo PMDB, Eunício Oliveira, em discursos, ironiza e chega a dizer que “o PT amarelou”.

Reitor da UFC instala Campus de Russas

O reitor da Universidade Federal do Ceará, Jesualdo Farias, participará, nesta segunda-feira, da aula inaugural que vai marcar o início das atividades do Campus de Russas (Vale Jaguribano). A primeira graduação ofertada ali é a de Engenharia de Software. Dirigido pelo professor Lindberg Gonçalves, o campus, quando concluído, abrigará outros quatro cursos da área tecnológica: Engenharia Mecânica, Engenharia Civil, Engenharia de Produção e Ciência da Computação. A perspectiva é, ainda, de que o Campus de Russas atenda a 1.650 estudantes, ao fim da instalação das cinco graduações.

Já no próximo dia 18, o reitor da UFC irá a Crateús para a aula magna no Campus da Instituição nesse município. A direção será da professora Maria Soares. O Campus de Crateús iniciou as atividades letivas nesta segunda-feira, com o curso de Ciência da Computação. Em 2015, funcionarão os cursos de Sistemas de Informação, Engenharia Ambiental e Engenharia Civil. Dentro de cinco anos, o Campus de Crateús contará com 1.550 alunos.

Capitão Wagner divulga plano para a área da Segurança Pública. Prevenção é a meta

244 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=-TO1-EGsTGs[/youtube]

O vereador Capitão Wagner, que disputa vaga de deputado estadual pelo PR, visitou, nesta segunda-feira, a reportagem deste Blog para expor alguns aspectos da sua proposta de gestão para a área da segurança pública.

O plano, segundo ele, deve ser entregue ao candidato a governador pelo PMDB, Eunício Oliveira, para ser apreciado e possivelmente ter alguns subsídios aproveitado . Capitão Wagner, em entrevista, adiantou detalhes desse plano.

Coral da ADUFC retoma atividades neste mês

Professores ativos e aposentados da Universidade Federal do Ceará estão sendo convocados a fazer parte do Coral da ADUFC, entidade que congrega a categoria.

Os ensaios, agora em novo horário – quartas e sextas-feiras, das 17 às 19 horas, são coordenados pela professora Izaíra Silvino. As atividades terão início nesta quarta-feira.

SERVIÇO

Sede da ADUFC – Avenida da Universidade, 2346- Benfica.

Ceará é sede de reunião do Conselho Nacional das Rede de Institutos Federais

virgilioararipe

O Instituto Federal do Ceará (IFCE) será sede, de terça a quinta-feira, da 44ª edição da Reunião Ordinária do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif).

Segundo o reitor do IFCE, Virgílio Araripe, a pauta constará de temas como Capacitação, Inserção no Mercado de Trabalho e Cultura. Gestores de ensino da rede no País participarão da programação, que está dividida entre Fortaleza e Guaramiranga (Maciço de Baturité).

Conselho de Ética aguarda depoimento de Andre Vargas

“Mesmo depois de anunciar o fim da fase de depoimentos do processo envolvendo o deputado federal André Vargas (sem partido-PR), o relator do processo no Conselho de Ética, deputado Júlio Delgado (PSB-MG) poderá, em uma nova tentativa, ouvir testemunhas e o próprio acusado de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef.

O deputado era esperado para depoimento na semana passada, mas não compareceu e divulgou no Twitter que o relator já havia emitido sua opinião sobre o caso sem lhe dar direito de defesa. De acordo com assessores do Conselho de Ética, o deputado poderia comparecer à reunião marcada para as 11 horas de hoje, mas não apareceu. Procurado pela Agência Brasil, Vargas respondeu, no entanto, que não recebeu qualquer convocação. “Nem estou sabendo”, respondeu por mensagem de texto por telefone.

Os assessores do Conselho de Ética informaram, em resposta, que o parlamentar foi informado sobre a nova possibilidade de depor por e-mails enviados ao próprio deputado e aos seus advogados. De acordo com o colegiado, Vargas ainda terá uma “nova oportunidade” para depor no início da tarde de hoje, na sessão marcada para as 14 horas.

Vargas é investigado por intermediar as negociações de um contrato entre um laboratório e o Ministério da Saúde para fornecimento de remédios. A empresa, chamada Labogen, seria um laboratório de fachada de Youssef, preso pela Polícia Federal na Operação Lava Jato, de combate à lavagem de dinheiro.”

(Agência Brasil)

Bancários querem 12,5% de reposição salarial

marcossaraiva

Os bancários já sabem quanto vão pedir de reposição salarial aos banqueiros.

Segundo Marcos Saraiva, diretor do sindicato da categoria no Ceará e também membro da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Instituições Financeiras (Contrafi), a pedido é de 12,5%.

A categoria tem data-base no mês setembro. Por enquanto, nada de greve, de acordo com Marcos Saraiva.

(Foto – Paulo MOsKa)

Brasil tem estabilidade econômica, mas ainda está muito aquém como Nação emergente

Com o título “Eleições, 20 anos do Real e uma nova economia”, eis artigo do jornalista Oswaldo Scaliotti. Ele aborda a nova moeda, que trouxe estabilidade, mas lembra que o Brasil ainda está muito aquém do seu potencial como economia emergente. Confira:

As eleições se aproximam e em 2014 o Plano Real completa 20 anos. Dois assuntos extremamente interligados se o Brasil pretende iniciar um novo ciclo econômico. Se ao longo das duas últimas décadas, conquistamos a estabilidade econômica, com o Plano Real, metas de inflação, superávit primário (economia para pagar juros da dívida) e Lei de Responsabilidade Fiscal, ainda falta sem dúvida dar mais pungência à economia brasileira.

Apesar da estabilidade econômica, é notório que o Brasil ainda está bem aquém do seu potencial como economia emergente. Para 2014, por exemplo, o Fundo Monetário Internacional – FMI prevê que o crescimento do Produto Interno Bruto – PIB do Brasil fique em apenas 1,3%. O fato é que o País não fez as lições básicas para garantir uma economia mais forte e com crescimento sustentável. Os mesmos gargalos históricos continuam, como alta carga tributária, baixo nível de investimento e de poupança, elevados custos trabalhistas e muita burocracia, só para citar alguns deles.

O brasileiro deve analisar o tema crescimento econômico no debate eleitoral deste ano com o mesmo cuidado de outros assuntos relevantes, como educação, saúde, segurança e infraestrutura. Afinal, economia é sinônimo de empregabilidade, renda, perspectiva de crescimento profissional, ou seja, uma série de aspectos de elevada importância para qualidade de vida da população.

No entanto, os programas de governo dos principais candidatos à Presidência da República mostram dados superficiais sobre as políticas públicas para economia e poucos comprometimentos, programas e metas. As eleições de 2014 são uma grande oportunidade dos brasileiros cobrarem dos seus candidatos ações efetivas para que o país dê mais um passo no sentido de concretizar seu potencial latente há mais de cinco séculos.

* Oswaldo Scaliotti

osnjornalista@gmail.com 
Jornalista e MBA em Economia e Finanças.

Regino Pinho é o novo titular da Funasa do Ceará

reginoo

Saiu no Diário Oficial da União desta segunda-feira a nomeação de Regino Pinho para o cargo de superintendente regional da Funasa.

Regino é funcionário concursado da Caixa Econômica Federal e especialista em Gestão Pública pela Escola Nacional de Administração Pública. Atuou também como assessor da Secretaria Nacional de Direitos Humanos da Presidência da República.

Nesta tarde de segunda-feira, ele viaja para Brasília, onde vai se apresentar à cúpula da Funasa. Deve marcar a data da posse.

Eleições 2014 – Globo vai divulgar nova pesquisa do Ibope nesta semana

aecionevve

Hora de conferir estragos de aeroporto sobre Aécio.

O Ibope já está nas tuas para mediar a temperatura da sucessão presidencial, numa pesquisa encomendada pela Rede Globo. Servirá, sobretudo, para medir se houve (e o tamanho do) estrago que o caso do aeroporto de Cláudio produziu na candidatura a presidente de Aécio Neves (PSDB).

Tucanos garantem que, por pesquisas internas, nada mudou. Petistas, também se dizendo de posse de “pesquisas internas”, garantem o contrário.

De acordo com o registro da pesquisa no TSE, as 2506 entrevistas serão feitas até quinta-feira, que deve ser a data provável de sua divulgação no Jornal Nacional.

(Com Coluna Radar, da Veja Online)

Sucessão presidencial – A corrida pelo voto de 20 milhões de indecisos

212 2

dilcampoaecio

“A campanha eleitoral brasileira começa a se preparar para a etapa midiática que terá início dentro de 15 dias, quando a propaganda oficial de cada partido vai invadir a televisão brasileira, em horário gratuito e obrigatório.

É nesse momento que 20 milhões de indecisos, dos 142.467.862 de eleitores deste ano, vão começar a flertar com os candidatos a futuro presidente do Brasil. Eles já estão nos estúdios, ensaiando seus discursos na TV.

Mas, enquanto os programas não começam, a batalha eleitoral se concentra na arena das denúncias, com notícias sobre a conduta de cada candidatura chegando como petardos nos comitês das campanhas.

(Carla Jiménez – El País))

Mercado financeiro estima crescimento da economia brasileira em 0,86%

“A projeção de instituições financeiras para o crescimento da economia, este ano, continua em queda. Pela décima vez seguida, a estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços produzidos no país – caiu. Desta vez, a projeção passou de 0,90% para 0,86%. Para 2015, a projeção sobre o crescimento do PIB se mantém em 1,5%. Essas projeções fazem parte da pesquisa semanal do BC a instituições financeiras, sobre os principais indicadores econômicos.

A estimativa para a retração da produção industrial foi alterada de 1,15% para 1,53%, e há expectativa de recuperação, com crescimento de 1,70%, para 2015. A previsão para o superávit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) segue em US$ 2 bilhões, este ano, e passou de US$ 9,4 bilhões para US$ 8,5 bilhões, em 2015.”

(Agência Brasil)

Ariosto Holanda: Horário eleitoral gratuito vai ajudar Camilo a ficar mais conhecido

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=_jehe33SEXc[/youtube]

O deputado federal Ariosto Holanda (Pros) foi o único parlamentar cearense a embarcar nesta madrugada de segunda-feira para o esforço concentrado do Congresso, em Brasília.

O parlamentar, no entanto, preferiu comentar a eleição para o Governo e, em especial, as perspectivas do seu candidato, Camilo Santana (PT/Pros). Ariosto Holanda avalia que o horário gratuito deve ajudar o petista a ficar bem mais conhecido no Estado.

Mercado financeiro projeta inflação em 6,2% neste ano

“A projeção de instituições financeiras para a inflação caiu pela terceira semana seguida. É o que mostra a pesquisa semanal, feita pelo Banco Central (BC), sobre os principais indicadores econômicos. A estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passou de 6,41% para 6,39%, este ano. Em relação a 2015, a projeção subiu de 6,21% para 6,24%. As estimativas para 2014 e o próximo ano estão acima do centro da meta de inflação (4,5%), que deve ser perseguida pelo BC, e próximas do teto (6,5%).

A taxa básica de juros, a Selic – usada pelo BC para influenciar a economia e consequentemente, a inflação – deve fechar 2014 sem novas alterações, de acordo com as expectativas das instituições financeiras. Atualmente a Selic está em 11% ao ano. Mas em 2015, as instituições financeiras esperam por elevação da taxa, que deve encerrar o período em 12% ao ano.”

(Agência Brasil)