Blog do Eliomar

Últimos posts

PHS-Ceará apresenta primeiros pré-candidatos às eleições de 2014

149 2

O Partido Humanista da Solidariedade (PHS) apresenta no próximo sábado (30), em Brasília, seus primeiros pré-candidatos às eleições do próximo ano. Será durante a Segunda Plenária Nacional do partido, quando dirigentes das executivas estaduais avaliarão as novas filiações.

No Ceará, Ana Paula Cruz, Samuel Araripe e Manoel Viana são nomes certos para as disputas à Assembleia Legislativa, enquanto Adail Carneiro deverá disputar vaga à Câmara Federal.

Polícia do Rio reforça policiamento nas praias para evitar arrastões

A Polícia Militar do Rio começou a revistar passageiros de ônibus que passam pelas praias da zona sul do Rio de Janeiro em busca de armas e de menores de idade desacompanhados, que deverão ser encaminhados ao Conselho Tutelar.

Haverá policiamento em todos os finais de semana e feriados, das 9h às 19h, até o fim do verão. O reforço visa a evitar novas ocorrências de arrastões, como os registrados na semana passada.

Os militares vão patrulhar areias e calçadões com motocicleta, quadriciclo e viaturas convencionais. Uma delegacia móvel foi montada na Praia de Ipanema para atender aos banhistas vítimas de roubo ou furto.

A prefeitura do Rio iniciou uma operação especial de verão e aumentou a frota de ônibus que passam pela orla, para evitar a superlotação. A ação será repetida nos fins de semana e feriados, em especial aos domingos, até o fim da alta temporada, no dia 9 de março.

(Agência Brasil)

Tráfego de veículos é liberado na Gonçalves Ledo, neste sábado

salmito 131122 mtabosa

Com cerca de 70% das obras de drenagem concluídas, as ruas que cortam a avenida Monsenhor Tabosa, na Praia de Iracema, começam a ser liberadas. Na manhã deste sábado (23), o fluxo de veículos na rua Gonçalves Ledo foi liberado. No próximo sábado (30), será a vez da rua Nogueira Acioli.

Em reunião nessa sexta-feira (22), com lojistas da Monsenhor Tabosa, o secretário de Turismo de Fortaleza (Setfor), Salmito Filho, destacou a qualidade das obras na requalificação de um dos principais corredores turísticos da cidade.

“A população já pode conferir a nova pavimentação e o novo piso das calçadas em trechos já liberados. A qualidade dos materiais empregados é uma cobrança constante do prefeito Roberto Cláudio e os trabalhadores da obra estão de parabéns pela excelência no serviço”, ressaltou o secretário.

Dizem que é Natal…

157 2

Em artigo no O POVO deste sábado (23), o médico, antropólogo e professor universitário Antônio Mourão Cavalcante comenta do consumismo no Natal. Confira:

A cidade começa a ficar mais iluminada. Estas luzes anunciam o Natal. Então a festa se inicia.

E o comércio se agita. É hora de consumir. Nas empresas e repartições públicas, os mesmos de sempre engajam-se na organização de “nossa festa de Natal!” Haverá a leitura de uma mensagem – natalina, naftalina – e depois, a troca de presentes, nominada eufemisticamente de “amigo secreto”.

Confesso que as luzes multicores me animam. As praças ficam mais alegres. As pessoas se inauguram em outro clima. É Natal!

No começo, diríamos que o propósito é proclamar a vinda de Jesus, o filho de Deus feito homem. Alegria… Mas a outra “religião” – segundo Walter Benjamin – gradativamente tomou conta da festa, tornando-se um grande festival de consumo. Por isso, tantas luzes brilhantes em torno dos “templos” dessa nova e ousada religião. A oferta do paraíso agora, com o seu cartão de crédito, em módicas prestações mensais.

Dentro do templo, que pode ser – por exemplo – um shopping, ícones piscando, oferecendo novas fontes de prazer: o iPod, iPad, laptop, celulares espertos, cine – televisões gigantes, perfumes importados, sapatos esportes, calças jeans, enfim… tudo a seus pés e gosto. Ninguém saberia superar estas tão extraordinárias ofertas de prazer e felicidade. “O capitalismo acaba com o que é encantamento, dissolvendo tudo em prol da mercadoria, do dinheiro, do mercado, das coisas prosaicas”, diz Michel Löwy.

Daí, aprecio tudo isso com um misto de aflição e melancolia. Como cordeiros adestrados, seguimos naquela fila do consumo sem fim e sem nexo, para onde?

No dia 25 de dezembro, pela manhã, depois da festa concluída, com um misto de arrependimento e ressaca… resta esperar, nas grandes lojas, o gigantesco queima de Natal. Elas ainda precisam sugar as últimas gotas de sangue dos fiéis (consumidores) da nova ordem…

Confesso que, conhecendo o percurso desse período, as luzes piscando, a música sendo sinos tocando, me invade uma nostalgia. Saudades do tempo em que íamos ver a lapinha na Igreja e depois assistir à Missa do Galo. Tudo muito simples. Comer o bolo com suco, tudo feito em casa e, dormir de barriga cheia, esperando que Papai Noel deixasse um presente bem legal.

Redesenho do trânsito. E da cidade

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (23), pelo jornalista Érico Firmo:

O problema do trânsito em Fortaleza vai muito além de obras. É um equívoco de concepção, de organização e distribuição espacial da cidade. O desenho urbano foi formatado para o deslocamento diário de grandes levas de trabalhadores entre as áreas centrais e as periferias.

Como uma das menores capitais brasileiras em área – fica à frente apenas de Vitória (ES), Natal (RN), Aracaju (SE), João Pessoa (PB) e Recife (PE) nesse critério – metrópole com esse perfil caminha rapidamente para a inviabilidade diante da explosão populacional. Fortaleza é, disparadamente, a mais populosa dessas pequenas capitais. Simplesmente não há espaço para grandes contingentes se deslocarem todos os dias na mesma direção e depois retornaram aos seus locais de origem.

Nesse sentido, há interessante concepção em duas das avenidas para as quais a Prefeitura obteve financiamento de Dilma Rousseff (PT). A presidente anunciou R$ 717 milhões para obras de cinco faixas exclusivas para ônibus. O maior volume, R$ 298 milhões, é para o chamado BRT que ligará a Messejana ao Antônio Bezerra, via Perimetral. A ideia é transformar o trecho em via expressa. Não será sem polêmica, pois, para tanto, serão construídos nove túneis ou viadutos para eliminar semáforos.

Intervenções, sobretudo essas últimas, que reconhecidamente provocam degradação do ambiente urbano. Mas há aspecto inegavelmente positivo, que é a ruptura com a lógica da cidade que se move necessariamente entre centro e periferia. Será possível se deslocar entre extremos sem passar pelo coração de Fortaleza.

Do ponto de vista dos primeiros passos de uma redistribuição espacial, é promissor. No pacote que teve dinheiro liberado por Dilma, também está o prolongamento da atual Via Expressa, conforme concebida na gestão Juraci Magalhães. Haveria continuidade a partir da Raul Barbosa, por dentro do Lagamar, passando por baixo do viaduto previsto para onde hoje está a rotatória da Aguanambi, prosseguindo pela Eduardo Girão, avenida do canal do Jardim América, até o trilho da Jovita Feitosa e de lá até a Escola de Aprendizes de Marinheiro, no Jacarecanga. Uma versão menor do anel viário que será constituído de Messejana ao Antônio Bezerra, também sem passar pelas regiões centrais. Intervenções que renderão muito – necessário – debate, mas que colocam sobre a mesa interessante novidade no ordenamento espacial do trânsito e de seus fluxos.

Secretários e secretarias politicamente corretas

Em artigo no O POVO deste sábado (23), o editor-adjunto do Núcleo de Conjuntura do O POVO, Luiz Henrique Campos, avalia a questão política de algumas pastas na gestão Roberto Cláudio. Confira:

Em dezembro do ano passado a repórter Raquel Maia e eu entramos na sala do então presidente da Assembleia Legislativa, Roberto Cláudio, para uma entrevista com o já prefeito eleito de Fortaleza. O encontro aconteceu horas depois de RC ter anunciado o seu secretariado. Ao nos receber, perguntou de chofre sobre o que havíamos achado dos nomes.

Não me contive e respondi afirmando que o perfil dos secretários indicava que Roberto Cláudio iria, a partir dos anúncios, centrar fogo em áreas de forte apelo, como saúde, educação e infraestrutura, dando carta branca para que determinados nomes cimentassem a cara da gestão a partir de seus perfis.

Por outro lado, também disse que estrategicamente manteve secretarias politicamente corretas, ocupadas por pessoas politicamente corretas. O prefeito estranhou, mas disse-lhe que, de fato, havia secretarias ali que não iriam contribuir em nada com a gestão, mas que garantiriam o aspecto politicamente correto da gestão.

Quanto aos nomes politicamente corretos, destaquei que eram aqueles envolvidos com grupos de pressão, academia, imprensa etc, que por si, servem como anteparo a qualquer crítica mais contundente. Aproveitei e questionei ao prefeito se aquilo tinha sido intenção ou não.

Roberto Cláudio sorriu meio amarelo e mudou de assunto. Há menos de um ano da conversa, talvez seja cedo para cobrar ações efetivas de algumas dessas pastas. Também não vou aqui apontar quais delas seriam as tais politicamente corretas. Levo em conta ainda que o leitor minimamente informando deve saber sobre quais órgãos estou me referindo.

O fato é que, das 22 pastas com status de secretaria da atual gestão municipal, excluindo-se as Regionais, grande parte está a dever ao fortalezense o sentido verdadeiro de sua criação. Arrisco a dizer também que esse marasmo deve perdurar até o fim da administração Roberto Cláudio, sem que ao final se possa afirmar com clareza a real missão dessas pastas.

Do lado da prefeitura, em termos de opinião pública, não deixa de ser positivo a manutenção dessas pastas, já que joga para a sociedade a preocupação com temas midiáticos, mesmo que os resultados sejam pífios. Resta saber se RC as manteve por estratégia política ou as considera importante.

Antes de elogiar irmãos Ferreira Gomes, Dilma destaca perfil de Eunício Oliveira

162 1

foto dilma e eunício

Quem esperou uma “pista” da presidente Dilma Rousseff do apoio do Palácio do Planalto à eleição ao Governo do Ceará, certamente ficou mais confuso. Antes de elogiar Ciro, por sua “coragem” e “dignidade”, e destacar Cid Gomes por “uma das parcerias mais bem entrosadas e mais bem sucedidas” de sua administração, Dilma Rousseff ressaltou o senador Eunício Oliveira pela sua relatoria em matérias voltadas ao homem do campo.

Durante o discurso da assinatura da ordem de serviço de construção da Linha Leste do Metrofor, a presidente voltou a destacar o senador cearense pelo apoio político ao Palácio do Planalto.

Pelo visto, Dilma quer que os próprios aliados tratem de suas divergências nos estados.

Marinha faz concurso cultural sobre a Antártica para estudantes

Estão abertas até o dia 10 de janeiro de 2014 as inscrições para o concurso cultural O Brasil na Antártica, promovido em âmbito nacional pela Marinha do Brasil. Estudantes de 15 a 19 anos do ensino médio de escolas públicas e particulares interessados em participar do concurso deverão produzir um vídeo, de no máximo três minutos, sobre importância das atividades do Brasil no continente.

A competição vai selecionar quatro vídeos, dois de alunos da rede pública e dois da rede privada. Os vencedores vão ganhar uma viagem para a Antártica e poderão escolher um professor para acompanhá-lo. O resultado será divulgado no dia 24 de janeiro e a viagem está programada para fevereiro de 2014.

Segundo o secretário da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar e coordenador do concurso, contra-almirante Marcos Silva Rodrigues, o objetivo é estreitar a relação entre os jovens e o continente, além de destacar a importância da Antártica para o Brasil.

“A Antártica tem a maior reserva de água doce do mundo, compreendendo 76% da reserva total, além de influenciar no clima do Brasil. Atualmente nós e a Aeronáutica damos o suporte e a logística necessários às pesquisas desenvolvidas por universidades no continente”, explicou.

Para participar, o aluno interessado deve acessar o site www.secrim.mar.mil.br, preencher o questionário de inscrição e enviar o vídeo pelo correio para a sede da Secretaria Interministerial para os Recursos do Mar (Secrim), na Esplanada dos Ministérios, Bloco N, Anexo B, terceiro andar, em Brasília (DF).

(Agência Brasil)

Grupo de trabalho apresentará relatório sobre situação de emergências médicas

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados realiza na terça-feira (26) o seminário “Caos no Atendimento de Urgência/Emergência no Brasil”. No evento, será apresentado um diagnóstico do grupo de trabalho que verificou a situação do setor no País.

O grupo visitou os principais hospitais públicos dos estados da Bahia, de Mato Grosso, do Pará, do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Sul e de Rondônia e também do Distrito Federal. Dirigentes de entidades e organizações de saúde acompanharam as vistorias, assim como representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Ministério Público e da imprensa.

Durante as vistorias, a comitiva encontrou nos hospitais pacientes sem a atenção necessária, superlotação, insuficiência de profissionais, falta de medicamentos, banheiros sujos e usuários internados há dias sem perspectiva de atendimento.

O relatório sobre as visitas será debatido no seminário, com o objetivo de propor soluções e melhorias para as emergências médicas. O documento será assinado por todas as entidades e instituições participantes do grupo de trabalho e será formalmente entregue aos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado e ao Conselho Nacional de Justiça, à Procuradoria-Geral do Ministério Público Federal e ao Ministério da Saúde.

(Agência Câmara Notícias)

Procurador prevê retração no crédito se STF anular planos econômicos

O procurador do Banco Central, Isaac Sidney Menezes Ferreira, disse nessa sexta-feira (22) que o sistema bancário deve ter prejuízo aproximadamente R$ 149 bilhões se o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir que os bancos devem pagar diferença nas perdas no rendimento de cadernetas de poupança causadas pelos planos econômicos Cruzado (1986), Bresser (1998), Verão (1989), Collor 1 (1990) e Collor 2 (1991).

O procurador, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, reuniram-se com o presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, e com outros ministros para defender a manutenção da validade dos planos.

O Supremo marcou para a próxima quarta-feira (27) o julgamento da ação na qual a Confederação Nacional do Sistema Financeiro (Consif) pretende confirmar a constitucionalidade dos planos econômicos. Na mesma ação, o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) pede que os bancos paguem aos poupadores os prejuízos financeiros causados pelos índices de correção dos planos inflacionários. Ao todo, 390 mil processos estão parados em várias instâncias do Judiciário aguardando a decisão do Supremo.

De acordo com o procurador do BC, o governo federal prevê a retração de crédito nos bancos públicos e privados, com a redução de crédito no sistema financeiro. “Se a decisão for favorável à tese dos poupadores, isso vai significar perda de R$ 105 bilhões em valores de 2005 e R$ 149 bilhões em valores de 2013, atualizados. Significa reduzir um quarto do capital do sistema financeiro nacional com impactos para concessão de crédito, significa uma retração de crédito na ordem de R$ 1 trilhão”, ressaltou.

(Agência Brasil)

Uma cidade não vive sem teatro

134 1

Em artigo no O POVO deste sábado (23), o secretário da Cultura de Fortaleza, Magela Lima, destaca o Festival de Teatro de Fortaleza. Confira:

Fortaleza, como todas as cidades, graúdas ou miúdas, carece de muitas coisas. A nós, nos faltam calçadas, esgoto, transporte, áreas verdes… Sobretudo, falta poesia a Fortaleza. E a poesia, como ensina Manoel de Barros, nasce do desimportante. “As coisas sem importância são bens de poesia”, diz. Das artes, a que menos move cifras e seduz manchetes de jornal, o teatro é, sem sombra de dúvida, um bem de poesia.

Em sua desimportância, entretanto, o teatro segue ímpar à vida comum. Na medida em que as cidades surgem da crença de que, juntos, os homens seriam capazes de resolver seus problemas cotidianos, como insegurança e escassez de água, o teatro é peça chave. Possível tão somente pelo encontro, o teatro nos faz perceber que não (e nunca) estamos sós. E mais: nos faz perceber e aceitar que, sozinhos, não fazemos sentido algum.

Em sua nona edição, o Festival de Teatro de Fortaleza, que segue até o próximo dia 30, se nutre desse entendimento. Envolvida pela poesia do teatro, a cidade se encontra durante uma semana para olhar para si e se acarinhar. A cidade e o desejo de se reencantar conduziram o alinhavar de uma programação que se quis pública num sentido extremo. Cada artista, cada cena, cada espetáculo reunidos têm a pretensão de fazer com que Fortaleza possa se pensar e se aplaudir. Sim, porque há muito sobre o que se pensar, como também há muito o que se aplaudir.

Com curadoria assinada pelo crítico teatral Kil Abreu, a programação foi pensada, desde o primeiro momento, de forma pulverizada e compreendida, acima de tudo, numa dinâmica formativa. O Festival de Teatro de Fortaleza quer ser uma grande e potente escola. Artistas e públicos locais, dos mais experientes aos ainda iniciantes, terão, pois, a oportunidade de aprofundar aquilo que já sabem e se dar conta daquilo que ainda precisam saber sobre o teatro, sobre a vida e sobre o mundo. Que cada um possa extrair daí o máximo de poesia.

Papo de segurança

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (23):

Os secretários da Segurança Pública do Ceará, Servilio Paiva, e de Pernambuco, Wilson Salles Damázio, estarão frente a frente nesta segunda feira (25), em Fortaleza, no I Seminário de Segurança Pública OAB-Ceará.

O secretário pernambucano, que serve ao Governo do presidenciável Eduardo Campos (PSB), falará sobre o programa Pacto pela Vida, que, em quatro anos, reduziu o índice de criminalidade em 40% no Recife e em 27% em todo Estado. O presidente da OAB, Valdetário Monteiro, falará na abertura sobre Segurança Pública: Questão de Estado.

O evento começa às 8 horas, no Hotel Luzeiros. É aguardar a fala de Servilio, que também já foi secretário do Estado vizinho, e a radiografia do momento desse setor.

Figueirense espera contar com ajuda dos rivais para conseguir acesso

326 1

O Figueirense voltou na noite dessa sexta-feira (22) ao G4, após derrotar o ASA, por 2 a 0, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Para se manter entre os quatro clubes com acesso à Série A no próximo ano, o clube catarinense terá que contar com a ajuda dos rivais Joinville e Chapecoense, diante dos cearenses Icasa e Ceará.

Enquanto o Icasa enfrenta a Chapecoense, na tarde deste sábado (23), no estádio Romeirão, o Ceará terá que passar pelo Joinville, na Arena Castelão, no próximo sábado (30). Antes, neste sábado, a equipe cearense terá que derrotar o Palmeiras, em Campo Grande (MS), para voltar a ultrapassar o Figueirense.

A primeira ajuda ocorreu nessa sexta-feira, quando o Joinville derrotou o América Mineiro, na Arena Joinville, por 2 a 1, e matematicamente eliminou as chances do time mineiro de chegar ao G4.

PMs debatem estrutura da polícia na Comissão Especial de Segurança Pública

Policiais militares de vários estados debaterão com senadores esta semana. A Comissão Especial de Segurança Pública retoma na quarta-feira (27) o debate sobre a estrutura da polícia, desta vez reunindo representantes das Polícias Militares e dos Corpos de Bombeiros.

Na última quarta-feira (20), representantes da Polícia Civil cobraram mais autonomia orçamentária e administrativa para o setor e condenaram a falta de integração das polícias. Também receberam críticas a burocracia e o “bacharelismo” na estrutura policial. Na ocasião, o senador Pedro Taques (PDT-MT), relator da comissão, disse que a sociedade brasileira vê a segurança pública como “falida”.

Um novo desenho para a segurança pública é objetivo de uma das propostas de emendas à Constituição (PEC 51/2013) em análise pela Comissão Especial dedicada ao setor. Apresentada pelo senador Lindbergh Farias (PT-RJ), a proposta prevê, entre outras medidas, a desmilitarização das polícias. “A excessiva rigidez das Polícias Militares deve ser substituída por maior autonomia para o policial, acompanhada de maior controle social e transparência”, diz o senador na justificação da matéria.

De acordo com o projeto, essa mudança deve vir junto com uma política de valorização desses profissionais, inclusive com o pagamento de salários melhores. Além disso, a PEC dá às cidades o direito de criar polícias municipais e designa a União como a encarregada de estabelecer as diretrizes gerais da segurança pública.

(Agência Senado)

Genoino passará por perícia médica neste sábado

O estado de saúde do deputado federal José Genoino (PT-SP) será avaliado neste sábado (23), às 14 horas, pela junta de cinco médicos formada do Hospital Universitário de Brasília (HUB). O presidente do STF, Joaquim Barbosa, determinou que Genoino seja submetido a uma perícia médica e concedeu prisão domiciliar provisória para que o parlamentar possa ser tratado.

A perícia será feita no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (IC-DF), no Hospital das Forças Armadas (HFA), onde Genoino deu entrada após passar mal na Penitenciária da Papuda na quinta-feira (21).

Foram indicados os seguintes médicos para fazer a perícia. Luiz Fernando Junqueira Júnior (professor de cardiologia da Universidade de Brasília e presidente da junta); Cantídio Lima Vieira (cardiologista e especialista em perícia médica); Fernando Antibas Atik (especialista em cirurgia cardiovascular ); Alexandre Visconti Brick (professor de cirurgia cardiovascular) e Hilda Maria Benevides da Silva de Arruda (médica cardiologista do HUB).

(Agência Brasil)

Comissão aprova exigência de artista local em show financiado com verba pública

A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados aprovou proposta que obriga organizadores de eventos financiados com recursos públicos a contratar artistas locais para a abertura. A medida está prevista no Projeto de Lei 4473/12, do deputado Júlio Campos (DEM-MT).

O texto foi aprovado com uma emenda do relator, deputado Jose Stédile (PSB-RS), para limitar a obrigação apenas aos eventos financiados por meio de emendas parlamentares, nos termos da legislação federal de incentivo à cultura.

Stédile avaliou que a lei federal não poderia invadir a autonomia federativa dos estados e municípios e, por isso, limitou a obrigação para eventos financiados com recursos federais destinados por emendas parlamentares. “Nenhum ente será obrigado a contratar os artistas locais. Entretanto, aqueles que buscarem financiar shows ou apresentações musicais com recursos públicos transferidos pela União, deverão atender a esta condição”, explicou.

O relator defendeu a proposta, argumentando que a contratação de artistas locais vai dar visibilidade à cultura regional. “É no âmbito local que se cultiva a formação de plateias”, afirmou.

(Agência Câmara Notícias)

Xico Sá torce para que prisão de mensaleiros sirva para combater sacanagem eleitoral

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=UL9U0t0mDXE[/youtube]

jornalista Xico Sá foi o convidado do projeto Debates Especiais – Grandes Nomes, da rádio O POVO/CBN, nesta sexta-feira. Ele falou sobre política, economia e movimento cultural.

Para o Blog, Xico Sá avaliou o cenário político do momento com a prisão dos mensaleiros. Espera que, a partir de agora, essa postura do STF seja a prática normal contra principalmente a sacanagem eleitoral.