Blog do Eliomar

Últimos posts

Eduardo Campos recebe título de cidadania em Juazeiro do Norte e Barbalha

O pré-candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, recebe no sábado (31) o título de cidadania nos município de Juazeiro do Norte e Barbalha, na Região do Cariri, no Sul do Ceará.

No domingo (1º), Eduardo Campos visita o Horto de Padre Cícero e depois se encontra com lideranças políticas em Araripe e no Crato. A visita ao Cariri será encerrada novamente em Barbalha, na festa de Santo Antonio.

Copa 2014 – RDC não agilizou obras, mostra levantamento

Criado para dar agilidade às obras da Copa do Mundo, o Regime Diferenciado de Contratação de Obras Públicas (RDC) não conseguiu apressar o cronograma de projetos de mobilidade urbana e de melhorias em aeroportos em três anos de existência. Segundo levantamento do Sindicato da Arquitetura e da Engenharia (Sinaenco) e do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU-BR), apenas quatro contratos de um total de 20 empreendimentos incluídos no regime especial foram concluídos antes do Mundial.

De acordo com o estudo, somente as melhorias na pavimentação e no acesso ao Estádio Beira-Rio (em Porto Alegre), a ampliação do pátio de estacionamento de aeronaves e a construção da nova torre de controle do aeroporto de Salvador (considerados dois contratos independentes), além de contratos de serviços técnicos de apoio à Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), foram totalmente executados antes da Copa. Os outros 16 projetos que fazem parte do RDC enfrentam atrasos nas obras.

Em vigor desde 2011, o RDC simplificou as concorrências para obras públicas e permitiu a redução, de 120 para 60 dias, do prazo das licitações. No entanto, segundo as entidades autoras do levantamento, a prioridade para os menores preços em detrimento dos critérios técnicos nas licitações e a contratação de obras com base apenas no anteprojeto fizeram o RDC surtir o efeito contrário. Em vez de baratear e apressar as obras, o regime emergencial resultou em mais atrasos e sobrepreços.

(Agência Brasil)

Filho de ex-governador é vítima de assalto

186 1

O filho do ex-governador Gonzaga Mota foi assaltado na noite desse sábado (24), na Aldeota, quando chegava com a família para jantar no apartamento dos pais. Ao estacionar o veículo, ele foi abordado por dois homens armados, que levaram pertences da família e o veículo.

Horas depois, a Polícia encontrou o veículo abandonado nas proximidades do Palácio da Abolição. Até a tarde deste domingo (25), nenhum suspeito havia sido preso ou identificado. O filho do ex-governador registrou a ocorrência no 2º Distrito.

Dos estrangeiros que podem ser barrados na Copa e depois

Houve uma época em que a literatura e o cinema franceses com temas eróticos motivavam uma imagem precipitada de que aquele país era o reduto das mulheres mais fáceis, podendo ser conseguidas inclusive fora da prostituição. A partir da década de 1920, francesas exercendo a função em bordéis brasileiros reforçaram essa reputação. Num Brasil mais recente, o excesso de exploração sexual da infância e a pornografia em geral causou fama exagerada equivalente para o País.

Na matéria de agência de notícias, “Copa. Estrangeiros envolvidos em crimes sexuais serão barrados” (Editoria Brasil, página 12), na edição de sexta-feira passada, 23, do O POVO, divulga-se que pessoas do Exterior condenadas ou envolvidas em denúncia relacionada à pornografia ou exploração sexual de crianças e adolescentes vão ser barradas no País, durante e depois da Copa do Mundo. É o que determina portaria rubricada pelos ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, e da Secretaria de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. A medida se baseia no Estatuto do Estrangeiro.

A única preocupação poderia ser de algum excesso de zelo por parte de agentes, ao interceptar por engano inocentes dos crimes supracitados. É preciso, portanto, contra isso, que dados da Polícia Federal e da Interpol fiquem atualizados. Além disso, existem no Brasil, somando-se a portos e aeroportos internacionais, fronteiras extensas fluviais e secas com nações vizinhas e que podem, hipoteticamente, facilitar as entradas do cidadão comprovadamente visado e/ou procurado.

Uma massa de pessoas de fora esperadas para a Copa do Mundo pode até ser um escudo a minoria mal-vinda. Por outro lado, a expectativa é de que torcedores de bem e turistas aguardados em geral sejam a maioria que o brasileiro vai recepcionar. Há poucos anos, cidadãos franceses foram suspeitos no Brasil de tráfico de crianças e visitantes italianos, de busca da prostituição principalmente infantil. Nem toda população dos dois países pode ser suspeita de ambos.

(O POVO / Editorial)

‘Dilma não pode ser reeleita’

181 1

Da coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (25):

“Dilma não pode ser reeleita de jeito nenhum” – a declaração de guerra da socialite Lourdes Catão, da aristocracia carioca (O Globo, 18/5) pôs mais lenha na fogueira. Traduz, para alguns analistas, a posição majoritária da elite brasileira frente à próxima eleição (só se viu algo similar no final do governo João Goulart). Isso não deixa de ser preocupante, pois aponta para uma radicalização em curso.

O objetivo seria de não mais tolerar a continuação de um governo que ainda não se enquadrou totalmente ao esquema hegemônico global e que insistiria em manter o capital financeiro sob um mínimo de controle. Nem as concessões feitas aos rentistas (“os bancos nunca ganharam tanto” – repete Lula) teve o condão de acalmá-los. Ao que parece, querem tudo.

Quem assistiu domingo passado ao programa “Painel” da Globonews pôde entender a irritação da elite mercadista. Os debatedores reconheceram que os defensores do modelo mercadista não têm condições políticas de apresentar suas propostas, de forma transparente, aos eleitores, revelando as consequências delas sobre os empregos, os direitos trabalhistas, sociais e previdenciários, ou sobre os pequenos e médios empreendedores nacionais e o comércio. A receita é recessiva, exige um basta no aumento real do salário mínimo, freio nas transferências de renda e nos programas sociais, bem como o “enxugamento” do Estado e a volta ao regime de concessão na Petrobras. Caso, contrário – alegam – o País “vai empacar”.

Padre Reginaldo Manzotti realiza pregação e divulga livro em Fortaleza

foto reginaldo manzotti fortaleza

Um público estimado de 2,5 mil pessoas acompanhou na manhã deste domingo (25), no Siara Hall, no bairro Edson Queiroz, a pregação do padre Reginaldo Manzotti, que desde a sexta-feira (23) se encontra em Fortaleza.

Também neste domingo, Manzotti divulgou o livro Milagres, da trilogia Sinais do Sagrado. A obra conta a passagem bíblica que relata a transformação da água em vinho durante as Bodas de Caná e seu significado no nosso dia a dia.

Domingos Filho diz que ainda espera Eunício na aliança

foto domingos filho verdinha

O vice-governador e pré-candidato do Pros à sucessão estadual, Domingos Filho, disse na manhã deste domingo (25), durante entrevista ao programa Evandro Nogueira, na Verdinha 810, que os 22 partidos que compõem a aliança que elegeu e reelegeu o governador Cid Gomes esperam que o PMDB faça parte da coligação em prol da candidatura oficial ao Governo do Estado, nas eleições deste ano.

Segundo o vice-governador, o pré-candidato do PMDB à sucessão de Cid Gomes, Eunício Oliveira, não teria rompido com os partidos aliados, mas, de forma legítima, o partido entregou os cargos para concorrer ao Governo. Domingos Filho lembrou que o PMDB fez parte do Governo Cid Gomes durante sete anos e meio, por isso teria legitimidade até de ter o nome escolhido, se assim fosse decidido pela aliança. “É mais fácil atrair um que está fora de um grupo de 22, que esse um atrair os 22”, observou.

Apesar de se dizer “lisonjeado” por ter sido o pré-candidato do Pros mais lembrado nas últimas pesquisas de intenção de voto ao Governo do Ceará, Domingos afirmou que a população “não está ligando muito para as eleições”, diante do clima da Copa. Ele lembrou que mais de 80% dos entrevistados não opinaram nas pesquisas espontâneas (nomes não são apresentados).

Sobre a liderança de Eunício Oliveira nas pesquisas estimuladas (quando os nomes são apresentados), Domingos Filho alegou que o entrevistado geralmente aponta o nome que está mais em evidência. “A definição do voto ocorre nos últimos dias de campanha (às vésperas da eleição)”, ressaltou.

(Foto: DN Online)

Dilma envia proposta ao Congresso de participação popular na reforma política

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesse sábado (24), em Brasília, que encaminhou ao Congresso Nacional proposta de participação popular no processo de reforma política. “Encaminhei ao Congresso uma proposta de participação popular para que todos possam participar do processo de reforma política. Estou convencida que sem a força da participação popular não teremos a reforma política que o Brasil exige e necessita”, disse a presidente em discurso no 17º Congresso da União da Juventude Socialista (UJS).

Ela ressaltou a importância da educação no processo de desenvolvimento do país e fez questão de mencionar vários programas do governo na área, como o Programa Universidade para Todos (ProUni), o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), além de citar os números do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), divulgados nesse sábado, quando foram registrados 9,5 milhões de inscritos.

(Agência Brasil)

Copa 2014 – Sindicatos farão ações conjuntas durante o Mundial

foto sindasp sinpol

Em assembleia geral nesse sábado (24), no Seminário da Prainha, na Praia de Iracema, o Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp/CE) decidiu que fará ações conjuntas com o Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Ceará (Sinpol/CE), durante a realização da Copa do Mundo, quando Fortaleza é uma das cidades-sede.

Durante esta semana, as duas categorias definirão as ações para o Mundial. Enquanto o Sinpol/CE reivindica a valorização profissional do policial civil, Sindasp/CE cobra a nomeação do cadastro reserva.

Roberto Jefferson diz que Barbosa está vitimando a turma do PT

185 1

O delator do mensalão, o ex-deputado federal Roberto Jefferson, disse em carta à Folha de S.Paulo, publicada neste domingo (25), que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, está vitimando a turma do PT, ao “exagerar” nas medidas contra o ex-ministro José Dirceu, que desde novembro passado cumpre pena no complexo penitenciário da Papuda, em Brasília.

Preso em Niterói (RJ), Jefferson denunciou o esquema do mensalão, em 2005, mas acabou condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

(com informações da Folha)

Tricolor adere ao Plantão Integrado de Proteção às Crianças e Adolescentes

foto campanha criança 140524

Crianças e adolescentes entraram em campo, na tarde desse sábado (24), no estádio Presidente Vargas, antes da realização da partida entre Fortaleza e CRB, pela Série C do Campeonato Brasileiro de Futebol. O clube tricolor aderiu ao Plantão Integrado de Proteção às Crianças e Adolescentes, que faz parte do Plano da Agenda de Convergência para Proteção Integral de Crianças e Adolescentes no Contexto de Grandes Eventos.

A ação foi uma iniciativa do Gabinete da Primeira-Dama em Fortaleza, e norteará a atuação do poder público e da sociedade civil em todos os grandes eventos da cidade, inclusive a Copa do Mundo.

A presidente da presidente da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci) e do Comdica, Tânia Gurgel, explicou é muito importante a sensibilização da sociedade. “Entramos em contato com o Fortaleza que, de pronto aceitou participar da ação. Se cada pessoa, grupo, entidade, governo e sociedade civil compreenderem as mensagens, os direitos das nossas crianças e adolescentes serão respeitados”, afirmou.

DETALHE – A partida terminou 0 a 0, resultado que manteve o Fortaleza na liderança do Grupo A da Série C 2014. A rodada será completada neste domingo (25), com quatro jogos. O Fortaleza poderá perder a liderança, em caso de vitória do Botafogo da Paraíba sobre o Paysandu, às 19 horas, no estádio Maximino Porpino, em Belém.

Detectores de metal serão usados no Enem

Pela primeira vez, detectores de metal serão usados na aplicação das provas deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O objetivo é impedir o uso de aparelhos eletrônicos, como celulares, durante o exame.

“A cada ano ampliamos o monitoramento para ter um exame que garanta isonomia”, disse o ministro da Educação, Henrique Paim.

O Enem será aplicado nos dias 8 e 9 de novembro. Sexta-feira (23) foi o último dia para fazer a inscrição, que deve ser confirmada por meio do pagamento da taxa de R$ 35, até a quarta-feira (28).

No total, 9,5 milhões de estudantes fizeram inscrição. Desse total, 1,8 milhão de estudantes deixou para fazer a inscrição no último dia. Segundo o ministro, houve momentos em que foram feitas cerca de 4 mil inscrições por minuto. De acordo com Paim, quem deixou para a última hora pode ter enfrentado alguma dificuldade, mas o ministro acredita que todos foram atendidos.

Na sexta-feira, os candidatos que deixaram a inscrição para a última hora reclamaram da lentidão e da dificuldade de acesso ao sistema, assim como ao serviço 0800-616161. Segundo o Inep, ainda na sexta-feira foram resolvidos 32 casos de estudantes que tiveram problemas com o reconhecimento do CPF.

(Agência Brasil)

Programa Diálogos entrevista Salmito neste domingo

foto salmito com calderon

O secretário do Turismo de Fortaleza, Salmito Filho, é o entrevistado na manhã deste domingo (25) do programa Diálogos, apresentados pela jornalista Patrícia Calderón, a partir das 8 horas, na TV Cidade.

Salmito falará do projeto da Praça Portugal, além de obras da pasta e expectativa do legado da Copa do Mundo para o turismo em Fortaleza.

Calderón estreou o programa em março deste ano e já atrai interesse do telespectador, por meio de seu profissionalismo e pautas criativas.

(Foto: Camilo Vidal)

Sejamos a pátria de chuteiras

Em artigo enviado ao Blog, o lojista e advogado Assis Cavalcante sugere o envolvimento dos brasileiros na Copa do Mundo, diante da oportunidade de fortalecimento da imagem do Brasil como país acolhedor e produtivo. Confira:

Aproxima-se a realização de um dos maiores espetáculos da Terra: a Copa do Mundo. Neste ano, o evento ocorre justamente no país do futebol. Pela segunda vez na história, o Brasil sediará o torneio. Estima-se que mais de dois bilhões de telespectadores voltarão seus olhos para nossa pátria, ávidos por notícias e por assistir ao espetáculo.

Somos conhecidos como um povo simpático e acolhedor por boa parte desse público. Alguns outros, não muitos, não sabiam sequer de nossa existência como nação. Mas, por razões de cunho político – algumas até procedentes -, estamos permitindo que nossa imagem como país esteja sendo arranhada no exterior. Fato este negativo para o Brasil, tanto para nossa estabilidade democrática quanto para nossas organizações, sobretudo para as que atuam em âmbito internacional.

Nas décadas de 1970 e 1980, escutava-se muito que o Brasil era o país do futuro. Nesse momento em que temos a oportunidade de mostrar nossa cara para o mundo, não podemos nem devemos fazer feio. A Copa já está instalada. A Arena Castelão foi reformada dentro do tempo previsto, respeitando na íntegra o seu orçamento inicial. O Ceará demonstrou para o país e para o mundo sua capacidade de realização e que aqui temos respeito pela res publica.

Se o torneio fosse realizado em outro país, a essa altura já estaríamos crucificando e achincalhando o treinador. Nossas lojas, ruas e casas estariam enfeitadas de verde e amarelo. Das janelas dos prédios já tremularia o pavilhão nacional com seu lema “Ordem e Progresso”. O clima de Copa do Mundo estaria instalado.

A Copa está posta. Seja o evento ruim ou bom, já está preparado, não há mais volta. Os feriados já foram decididos. Só nos resta vestirmos a camisa da Seleção, pôr as bandeirinhas nos carros, enfeitarmos as praças e casas, calçarmos as chuteiras da dignidade, deixarmos as lideranças políticas de lado e sermos liderados pelos nossos ícones do futebol, como Pelé, Zico, Felipão, Rivelino e tanto outros. Sejamos todos técnicos da Seleção, torcendo juntos pelo hexacampeonato. Que sejamos novamente e com mais força a pátria de chuteiras. A Copa está aqui! Que, do alto dos prédios, gritemos com voz vibrante para que todo o mundo ouça: pra frente, Brasil!

Sobral inaugura novo equipamento de educação infantil

foto sobral veveu e luciano

O prefeito de Sobral, Veveu Arruda, inaugura na terça-feira (27) o sexto equipamento de acolhimento e educação de crianças na primeira infância, dos 19 que a administração deve construir até o fim da gestão. Nos próximos 10 dias, outros cinco equipamentos devem ser inaugurados, nas áreas da saúde e educação.

Dos 150 prêmios que o ministro da Educação, Henrique Paim, entregou no Ceará, na terça-feira (20), 30 ficaram em Sobral.

Assim começa o esculacho urbano

176 1

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (24), pelo jornalista Plínio Bortolotti:

Valet, palavra das línguas inglesa e francesa – não dicionarizada em português -, significa “criado” nas duas línguas, um empregado pessoal. No Brasil dos macaquitos – como diriam os argentinos – a palavra passou a ser usada como sinônimo de “manobrista”, pois os marqueteiros devem ter achado essa palavra feia ou muita “velha” para ser do agrado da seleta clientela. Nem se preocuparam em aportuguesá-la, pois um “valet” deve valer mais do que um valete.

O serviço já existe, há tempos, pelo menos pelas bandas de São Paulo e Rio. Para quem ainda não sabe, “valets” são aqueles sujeitos que ficam embaixo de um guarda-sol – mesmo que seja de noite-, em frente a um estabelecimento comercial, normalmente um restaurante, oferecendo, sob paga, a guarda do seu carro, enquanto o proprietário se diverte ou faz compras.

Pois bem, a moda dos valetes está migrando para Fortaleza, sob licenciamento da Prefeitura, como noticiou este jornal na edição de ontem. O “gancho” (jargão do jornalismo utilizado para a situação que justifica uma matéria) foi um carro, deixado com um com desses valetes – e que foi fotografado estacionado sobre a calçada, em local obviamente proibido. A foto foi parar no Facebook, para surpresa do dono do veículo.

Porém, estranho foi o esclarecimento de Vítor Ciasca, presidente da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC), sobre o funcionamento dessas empresas de manobrismo. Ele disse que as empresas de valete não precisam dispor de garagem ou estacionamento, e que os carros podem ser estacionados nas vias públicas, ressalvando, porém, para alívio geral: “Mas somente onde é permitido”.

Espere aí. Quer dizer que uma empresa, além de ganhar concessão para pôr um escritório (o guarda-sol) na calçada, de quebra, adquire o direito de usar a rua para propósitos privados? Estou entendendo bem: uma empresa ganha dinheiro vendendo espaço público, sob os auspícios da Prefeitura? Se alguma autoridade pudesse esclarecer, gostaria de ouvir os argumentos.

E, por qual razão, ocupei tanto espaço de uma coluna com o título “Política” para falar de estacionamento? Por dois motivos: 1) Porque o espaço público é uma questão política; 2) por que é assim que começa o esculacho, com autoridades autorizando um tipo de serviço que não tem estrutura nenhuma, e lhe dão o direito de explorar o já congestionado espaço urbano.

Uma cidade com lei diria o seguinte: “O senhor quer abrir um serviço de manobrista (desculpe), de valet, sem problema, caro empresário. Então, o senhor terá de arrumar um estacionamento particular para guardar os carros de seus clientes”. Porque, sem isso – acrescentaria um funcionário público zeloso – não tem negócio.

(O mau hábito de ocupar calçada deve ter começado assim, distraidamente – depois virou problema. Os valetes, escrevam, logo se transformarão em outro.)

A propósito, aqueles sempre dispostos a queixas contra os desvalidos “pastoradores” de carros, vão se opor a esses flanelinhas de luxo?

O rei está morto. Viva o Rei

190 4

Em artigo no O POVO deste sábado (24), o médico, antropólogo e professor universitário Antônio Mourão Cavalcante compara a indicação de sucessor no sistema democrático, como o rei que passa o trono ao filho. Confira:

Luiz XIV, na França, foi nominado de Rei Sol. E sua famosa frase ecoa até hoje como símbolo do absolutismo: L´État c´est moi. (O Estado sou Eu!). Ninguém mandou mais que ele. Dizem os historiadores que com Luiz XIV a Europa passou a temer a França. Mesmo a poderosa Rússia dos tzares, respeitava e a cultuava.

Os reis tinham sangue azul. Ficavam no poder até que a morte os colhesse – por morte morrida ou provocada por guerras ou envenenamento… Mas, a ideia básica é que tudo emanava dessa pessoa iluminada, até mesmo, escolhida pelos deuses… O poder era direito dos herdeiros de sangue. O primogênito substituía o soberano morto…

Na época que morei na Bélgica, eu achava curioso aquele epíteto atribuído: Balduíno, o Rei dos belgas.

Estou pensando estas coisas, enquanto reflito sobre as discussões suscitadas acerca da sucessão estadual no Ceará. Isto é, apesar da realidade monárquica – rei é substituído por filho do rei – seja uma realidade afastada das leis nacionais, ainda agimos e pensamos como se tivéssemos uma dinastia a nos conduzir.

Um dos grandes saltos dado pela democracia foi a alternância de poder. É a possibilidade de qualquer cidadão vir a ser escolhido, pelos pares, como mandatário maior daquele povo.

Na realidade, criada pela democracia, esse mando tem tempo para terminar e, em seguida, o substituto será escolhido pela sociedade. Pra que essa preocupação do mandatário atual apontar ou escolher seu sucessor?

Tem cabimento?

Esse arejamento – pode ser outra pessoa! – é algo de fabuloso no regime democrático. Um sistema que não tem dono. Nem está atrelado a caprichos de terceiros…

Nessa perspectiva, entra a participação dos partidos políticos. Eles representam pensamentos convergentes e conflitantes da sociedade e, candidato será aquele que melhor representa o pensamento dos seus pares. Não é nome tirado do bolso do colete. (pois hoje em dia nem mais coleta nós usamos!).

Praticar política de patota familiar é retrocesso no tempo. É regredir num absolutismo monárquico de farsa e engodo. A pluralidade de candidatos que está surgindo no horizonte eleitoral nos alegra. Teremos disputa. Teremos segundo turno. Campanha. Luta eleitoral. Democracia.

Eunício é cidadão de Iracema, Zezinho de Fortaleza; E assim caminha a sucessão

foto eunício cidadania iracema

Antes de tentar conquistar os cearenses nas urnas de outubro, o pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado, Eunício Oliveira, vai conquistando títulos de cidadania. A última foi nessa sexta-feira (23), em Iracema, na Região Jaguaribana, a 285 quilômetros de Fortaleza, com direito a padrinho de peso, no caso o senador José Pimentel (PT).

Na segunda-feira, 2 de junho, é a vez do também pré-candidato Zezinho Albuquerque (Pros) ganhar título de cidadania. Por proposição do vereador Gelson Ferraz (PRB), o massapeense Zezinho Albuquerque será cidadão fortalezense.