Blog do Eliomar

Últimos posts

Pesquisa mostra que limpeza em hospital não extermina bactérias

Uma pesquisa feita no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (SP), da Universidade de São Paulo (USP), mostra que a limpeza regular das UTIs adulta e neonatal do hospital não são capazes de combater as bactérias presentes no local. O estudo foi publicado em artigo na revista especializada Frontiers in Public Health.

Segundo a pesquisa, a limpeza das UTIs resultou em uma ligeira diminuição na diversidade dos micróbios. No entanto, vários gêneros de bactérias foram resistentes à desinfecção, o que sugere que elas estão bem-adaptadas ao ambiente.

“Em geral, o procedimento de limpeza era inconsistente. Os fatores de influência potenciais da limpeza insatisfatória incluem baixa eficiência do biocida usado, bactérias bem adaptadas à limpeza diária, soluções desinfetantes e toalhetes contaminados e conformidade variável ao procedimento de higiene e limpeza das mãos”, diz o texto da conclusão da pesquisa.

A limpeza regular é um protocolo que guia a higienização dos leitos da UTI e da área em torno, feita pelos enfermeiros. A limpeza inclui colchão, bombas de infusão e respirador e tem como objetivo reduzir os micróbios no ambiente e prevenir transmissões entre os pacientes. O procedimento de limpeza seguido pela equipe do hospital é padronizado e feito de acordo com diretrizes internacionais.

“A maioria dos gêneros [de bactérias] encontrados em ambas as unidades [de UTI] está presente no microbioma humano saudável, sugerindo que os vetores mais prováveis de contaminação são funcionários e pacientes do hospital”. A pesquisa aponta telefones celulares, computadores e prontuários, “comumente usados, mas geralmente negligenciados”, como equipamentos que estão carregando os micróbios.

“É urgente o desenvolvimento de políticas robustas de vigilância microbiana para ajudar a orientar os procedimentos, melhorando o controle de infecções”, ressalta a conclusão do estudo.

Segundo a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP), os resultados do estudo não permitem determinar se a quantidade de bactérias resistentes à limpeza regular é suficiente para que haja transmissão de doenças.

A pesquisa foi feita a partir de uma parceria da Comissão de Controle de Infecções Hospitalares do HCFMRP com pesquisadores da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP.

(Agência Brasil)

Senado aprova PL que regulamenta o fundo eleitoral com alterações

O Senado aprovou hoje (17) o dispositivo legal que regulamenta o uso do fundo eleitoral para financiamento de campanha dos candidatos a prefeito e vereador nas eleições municipais de 2020. O texto aprovado estabelece que os valores do fundo serão definidos pela Comissão Mista de Orçamento (CMO), composta por deputados e senadores.

O projeto original, aprovado na Câmara, trazia uma série de alterações polêmicas na utilização dos recursos do fundo, mas essas mudanças foram vetadas pelo relator Weverton Rocha (PDT-MA) após ouvir críticas e manifestações contrárias ao texto vindas de senadores de diversos partidos. Agora, a proposta volta à Câmara dos Deputados, já que a versão aprovada no Senado é diferente da que veio da Câmara.

Reviravota

A aprovação do projeto de lei (PL) em plenário só se confirmou após uma reviravolta. No início da tarde de hoje, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmava que um acordo levaria o tema a ser discutido na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) amanhã (18) para, em seguida, ser votado em plenário. No entanto, na reunião de líderes partidários, ficou definido que todo o projeto seria vetado ainda hoje, com exceção do trecho que autoriza o financiamento público de campanha. Assim, uma sessão extraordinária na CCJ, no meio da tarde, votou o novo relatório do pedetista e o encaminhou ao plenário.

Minutos antes da sessão na CCJ, Weverton Rocha afirmou que havia consenso entre os parlamentares em manter apenas o financiamento público com os mesmos valores da eleição passada: “A gente vai rejeitar tudo. Vai ficar apenas o artigo do fundo eleitoral. A instituição do fundo de financiamento eleitoral, com valores a serem definidos na Comissão de Orçamento. Os parlamentares defendem o valor da eleição passada”. O valor do fundo eleitoral em 2018 foi de R$ 1,8 bilhão.

Os parlamentares tem pressa em fixar o fundo eleitoral, especificamente, porque é preciso que o presidente da República sancione a regulamentação até o dia 3 de outubro, um ano antes das eleições municipais de 2020. Caso isso não ocorra, os candidatos em 2020 não poderão usar o fundo eleitoral para financiar suas campanhas.

De volta à Câmara, os deputados terão que decidir entre aprovar a regulamentação do fundo eleitoral como saiu do Senado ou retomar todos os artigos rejeitados, sem exceção. Como Weverton decidiu por um substitutivo, rejeitando todas as emendas propostas na lei de forma aglutinativa, em vez de rejeitar emenda por emenda, os deputados ficaram com pouca margem de alteração no projeto. Eles não poderão, por exemplo, reinserir apenas um trecho específico.

(Agência Brasil)

IPM apresenta relatório de gestão na Câmara Municipal de Fortaleza

O Instituto de Previdência do Município (IPM) apresentou nesta terça-feira (17), na Comissão de Saúde e Seguridade Social da Câmara Municipal de Fortaleza, o relatório de gestão nesses últimos três anos, incluindo a situação financeira, resultados analíticos e comparativos dos exercícios contábeis e perspetivas contábeis para o exercício atual. A apresentação do histórico das ações administrativas do IPM atendeu a requerimento do vereador Dr. Eron.

“Sabemos que a saúde não é barata, exige investimentos pesados e precisamos de uma maneira de ter uma contrapartida, gestão compartilhada com os servidores, que são os principais interessados”, disse o parlamentar.

Responsável pela assistência à saúde e pela previdência do servidor municipal de Fortaleza, o Instituto completou 66 anos de existência e atualmente atende 78.160 usuários, sendo 41.497 titulares e 36.663 dependentes, e conta com mais de 500 credenciados, entre clínicas médicas, consultórios particulares, laboratórios e hospitais, reunindo mais de 50 especialidades médicas, inclusive na área odontológica.

(Foto: Divulgação)

Preço de petróleo é com a Petrobras, diz Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje (17), que quem resolve questões relacionadas ao preço do petróleo é a Petrobras. A afirmação do ministro ocorre depois que a estatal informou, por meio de nota, que está monitorando o mercado internacional do produto, em função de ataques a refinarias na Arábia Saudita.

“Petróleo quem resolve é a Petrobras. Preço de petróleo é com a Petrobras”, disse Guedes chegar ao Ministério da Economia, após uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro, na tarde desta terça-feira.

Logo depois dos ataques aéreos à refinaria de Abqaiq, o governo da Arábia Saudita revelou que sua produção diária caiu para cerca da metade. Na abertura dos mercados, a repercussão dos ataques resultou na elevação dos preços internacionais do petróleo.

De acordo com a Petrobras, por enquanto, não há previsão de reajuste de preços nos produtos negociados pela estatal, como os combustíveis e derivados de petróleo.

Segundo a Petrobras, a cotação internacional do petróleo apresenta volatilidade e a alta súbita de preços “pode ser atenuada na medida em que maiores esclarecimentos sobre o impacto na produção mundial sejam conhecidos. A Petrobras decidiu por acompanhar a variação do mercado nos próximos dias e não fazer um ajuste de forma imediata”, diz a nota.

(Agência Brasil)

Dodge pede federalização da investigação do assassinato de Marielle

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu hoje (17), ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), a federalização da investigação aberta no Rio de Janeiro para apurar supostas irregularidades na investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes.

Caso o pedido de federalização seja aceito pelo STJ, caberá à Justiça Federal, e não mais ao Judiciário local, o julgamento do caso. No mesmo pedido de deslocamento da competência para julgamento, Raquel Dodge apresentou pedido de abertura de um novo inquérito contra suspeitos que teriam participado de uma “encenação de investigação” para conduzir a apuração a falsos mandantes e esconder a verdadeira autoria dos assassinatos.

O pedido foi feito após a procuradora analisar a tentativa de obstrução das investigações. Durante o processo de análise da federalização do caso, uma cópia da investigação que estava em andamento na Justiça do Rio foi solicitada pela procuradora, mas o compartilhamento de informações foi rejeitado pelo juiz responsável pelo caso.

Além da federalização e a abertura de um novo inquérito, Dodge apresentou denúncia no STJ contra o conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) Domingos Brazão, o delegado da Polícia Federal (PF) Hélio Kristian e mais quatro pessoas. Segundo a procuradoria, todos tentaram atrapalhar as investigações.

Mandato

Dodge encerra nesta terça-feira (17) mandato de dois anos na PGR. Durante o período em que chefiou o Ministério Público Federal (MPF), a procuradora apresentou 64 denúncias contra 224 pessoas; 19 pedidos de homologação de delações premiadas, e 427 pedidos de extradição.

Para o lugar de Raquel Dodge, o presidente Jair Bolsonaro indicou o sub-procurador-geral Augusto Aras. Antes de tomar posse no cargo, Aras precisa ser aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e pelo plenário da Casa. A previsão é que a indicação seja votada em 25 de setembro.

Até a aprovação, a Procuradoria-Geral da República será chefiada interinamente pelo vice-presidente do Conselho Superior do MPF, Alcides Martins.

(Agência Brasil)

Homem que mantinha esposa refém é morto com tiro de sniper em Aquiraz

Homem que estava mantendo esposa como refém na tarde dessa segunda-feira, 16, foi morto por disparo de sniper do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar, na localidade de Tapera, em Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS), os agentes de segurança negociaram com o criminoso durante cinco horas. Ao perceber que o homem estava prestes a golpear a mulher, o atirador fez o disparo.

A mulher foi resgatada e encaminhada a uma unidade de saúde, para receber atendimento. Os policiais chegaram no endereço a partir de uma denúncia e identificaram o suspeito e a vítima.

O infrator estava com uma faca voltada para o pescoço da mulher. O caso foi encaminhado para a Delegacia Metropolitana do Eusébio.

(O POVO Online)

Telespectador vai acompanhar checagens do VAR no Brasileirão

81 1

As imagens que o árbitro de campo têm acesso quando checa os lances com auxílio do árbitro do vídeo (VAR) serão exibidas também para quem estiver assistindo à partida da Série A do Campeonato Brasileiro pela televisão. Segundo a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a novidade entrará em vigor no início do segundo turno da competição.

“Há um lapso de tempo em que o árbitro faz a checagem. No mundo, (a média é de) 60 segundos. Por óbvio, leva-se mais 30, 40 segundos em deslocamento até a área de revisão. São segundos ganhos em justiça. No segundo turno (da Série A), quando isso for passado ao público, a sensação de perda de tempo diminuirá sensivelmente. É questão de adaptação. Tenho certeza que, muito em breve, os árbitros passarão de 1’54” para 1’20”, 1’30”, que é a média mundial”, defende Sérgio Corrêa, um dos responsáveis pela implantação do VAR no país e ex-presidente da comissão de arbitragem da CBF.

Corrêa atendeu a Agência Brasil durante a Brasil Futebol Expo, feira sobre negócios do esporte realizada em São Paulo, onde trabalhou em um estande que possibilitava aos visitantes testar o VAR. Segundo ele, foram 102 lances revistos com apoio da tecnologia até a 17ª rodada da Série A do Brasileirão.

“Imagine você se não tivéssemos o VAR nessas 102 situações? Seriam 102 potenciais reclamações e dúvidas jogadas sobre o árbitro. E hoje nós temos, ainda, algumas situações em que o VAR concorda com a decisão de campo ou a interpreta de forma diferente. Isso gera polêmica, mas é infinitamente inferior ao que era antes”, analisa.

Durante o evento na capital paulista, o atual presidente da comissão nacional de arbitragem, Leonardo Gaciba, informou que houve 98% de acerto em lances decisivos verificados com o auxílio do VAR no Brasileirão. O recurso estreou em campeonatos nacionais nas quartas de final da Copa do Brasil do ano passado. Foi utilizado também no mata-mata de nove estaduais.

“Diziam que era melhor ter treinado (o VAR) no sub-20, na segunda divisão. Só que custa R$ 50 mil por jogo. Não dá para treinar gastando R$ 20 milhões ao todo para depois gastar mais R$ 20 milhões. Temos que usar o dinheiro para investimento e treinamento. E isso foi feito. A CBF capacitou 180 árbitros em seis cursos longos, de 12 dias. Tivemos workshops pelo Brasil. E as pessoas estão começando a entender”, conclui Corrêa.

DETALHE – Botafogo e São Paulo abrem a 20ª rodada do Brasileirão neste sábado, às 11h, no estádio Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro, no que deverá ser o primeiro jogo com exibição das imagens do VAR ao telespectador.

(Agência Brasil)

Cartórios de Fortaleza já utilizam selo extrajudicial digital

Todos os cartórios de Fortaleza já estão adotando o selo extrajudicial digital. No total, são 28, sendo 10 de Registro Civil, seis de Registro Imobiliário, cinco de Notas e Protestos, três de Notas e Registro de Títulos e Documentos de Pessoas Jurídicas, dois de Notas e dois de Distribuição. A informação é da assessoria de imprensa do TJCE, adiantando que nos cartórios das sedes das comarcas de Caucaia, Crato, Juazeiro do Norte, Maracanaú e Sobral, as serventias deverão implantar e utilizar a ferramenta eletrônica até o dia 7 de outubro.

Nas demais unidades do Estado, a utilização está prevista até o mês de dezembro. O selo digital deve compor todos os atos de notas e de registros produzidos pelos cartórios, bem como todos os documentos prontos apresentados pelas partes de forma física ou eletrônica para registro, averbação, anotação ou outras providências legais.

Neste primeiro momento de implantação, ainda será permitida a utilização do selo físico nos atos de reconhecimento de firma (selo nº 2), autenticação de cópias (selo nº 3) e reconhecimento de firma do Documento Único de Transferência (selo nº 14). As ações de implantação estão sendo coordenadas pela Corregedoria-Geral da Justiça e pelas secretarias de Finanças e de Tecnologia da Informação do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE).

Aperfeiçoamento

Conforme o corregedor-geral da Justiça, desembargador Teodoro Silva Santos, o selo digital vai garantir o “aperfeiçoamento do controle e garantia jurídica dos atos notariais e de registro no Ceará, além de oferecer maior efetividade da Corregedoria-Geral na fiscalização das atividades cartoriais. Outro ponto positivo é que a ferramenta proporciona eficiência, rapidez e segurança dos serviços”.

O coordenador das atividades extrajudiciais no Estado, juiz auxiliar Demétrio Saker Neto, explica que o titular do cartório deve fazer constar em todos os documentos gerados, pertinentes ao ato praticado, para entrega aos interessados, os números dos selos digitais utilizados e o valor detalhado das custas extrajudiciais incidentes cobradas e pagas.

(Foto – TJCE)

Governo vai descontingenciar R$ 8 bilhões; as universidades terão prioridade

O governo decidiu descontingenciar mais R$ 8,3 bilhões do Orçamento para distribuição entre ministérios. A informação foi confirmada, hoje (17), pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, ao chegar ao Senado, para uma série de reuniões. Segundo o ministro, o decreto que redistribui os recursos deve ficar pronto na semana que vem.

“Ontem (16) tivemos uma reunião onde nós descontingenciamos mais de R$ 8,3 bilhões. Amanhã (18) vai ter uma conversa de consolidação disso para que até o final desta semana, princípio da próxima, a gente tenha as portarias prontas e o decreto para poder fazer a redistribuição”, disse. Lorenzoni argumentou que os bloqueios no Orçamento são uma espécie de poupança forçada para garantir que os recursos possam ser usados ao longo de todo o ano.

Do total que será descontingenciado nos próximos dias, cerca de R$ 1,9 bilhão será para o Ministério da Educação (MEC). “O MEC vai ter praticamente R$ 1,9 bilhão de descontingenciamento. Vai poder atender as universidades, vai tudo ficar bem, como a gente disse que ia fazer”, acrescentou.

O governo anuncia os bloqueios e desbloqueios do Orçamento ao divulgar o Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas, a cada dois meses. O próximo relatório será divulgado no dia 20 deste mês e o outro, o último do ano, será anunciado em novembro. Do Orçamento deste ano, o governo bloqueou cerca de R$ 33 bilhões.

A meta fiscal do governo para 2019 é um déficit primário de R$ 139 bilhões para o Governo Central – Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central. O déficit primário é o resultado negativo nas contas do governo sem o pagamento dos juros da dívida pública.

(Agência Brasil)

Sistema de Processo Judicial Eletrônico do TRT-CE tem paralisação programada nesta sexta-feira

A Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará informa: o Sistema de Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe) ficará indisponível a partir das 15 horas da próxima sexta-feira, 20.

O objetivo é atualizar o sistema de modo a corrigir problemas de disponibilidade da aplicação, adianta a assessoria de imprensa do TRT do Estado.

A previsão é que o PJe fique com o acesso interrompido até o domingo (22/9), retornando à sua operação normal assim que os trabalhos sejam concluídos.

Bolsonaro dá canetada e sanciona projeto de porte de armas, vaquejada e até de amamentação

547 2

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta terça-feira (17) o Projeto de Lei 3.715/19, que amplia a posse de arma em propriedades rurais. A medida foi aprovada pela Câmara dos Deputados no dia 21 de agosto. Bolsonaro confirmou a sanção diretamente do Palácio do Alvorada, onde despacha no primeiro dia de trabalho, após ter ficado afastado do cargo para a realização de uma cirurgia no abdômen, ocorrida no dia 8 de setembro.

Segundo o projeto aprovado pelo Legislativo, fica autorizada a posse de arma em toda a extensão de uma propriedade rural. A medida garante ao dono de uma fazenda, por exemplo, o direito de andar com uma arma de fogo em qualquer parte de sua propriedade. Até então, a posse só era permitida no perímetro da sede do imóvel rural.

Vaquejada

O presidente da República também sancionou outros três projetos de lei. Um deles é o PL que regulamenta as práticas da vaquejada, do rodeio e do laço no Brasil. O projeto é resultado da Emenda Constitucional 96 que, entre outros pontos, reconheceu a vaquejada como bem de natureza imaterial integrante do patrimônio cultural brasileiro.

A emenda determinou a regulamentação da prática por uma lei específica, que assegure o bem-estar dos animais envolvidos. De acordo com o texto aprovado no dia 20 de agosto, e que foi sancionado sem vetos pelo presidente, ficam reconhecidos o rodeio, a vaquejada e o laço como expressões esportivas e culturais pertencentes ao patrimônio cultural brasileiro de natureza imaterial.

A proposta aprovada define as modalidades que passam a ser reconhecidas como esportivas, equestres e tradicionais. Na lista estão, entre outras, o adestramento, o concurso completo de equitação, o enduro, o hipismo rural, as provas de laço e velocidade, a cavalgada, a cavalhada, o concurso de marcha, a corrida, as provas de rodeio e o polo equestre.

Violência doméstica

Jair Bolsonaro também sancionou o Projeto de Lei 2.438/19, que prevê a responsabilidade do agressor de ressarcir os custos dos serviços de saúde prestados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em situações relacionadas às vítimas de violência doméstica e familiar. Segundo o texto aprovado, o agressor que, por ação ou omissão, causar lesão, violência física, sexual ou psicológica e dano moral ou patrimonial à mulher será obrigado a ressarcir todos os danos causados, inclusive os custos dos serviços de saúde prestados pelo SUS para o total tratamento das vítimas. A medida entrará em vigor em 45 dias.

Amamentação em concursos

O presidente da República ainda sancionou, sem vetos, o Projeto de Lei nº 3.220, de 2015, que estabelece o direito de as mães amamentarem seus filhos de até 6 meses de idade durante a realização de provas de concursos públicos na administração pública direta e indireta da União. De acordo com o texto, a mãe poderá amamentar cada filho pelo período de trinta minutos a cada duas horas e o tempo utilizado na amamentação será compensado durante a realização da prova. Para garantir o direito, a mãe deve fazer uma solicitação prévia à instituição organizadora do concurso.

(Agência Brasil)

Datafolha – Fortaleza e Ceará em clima de empate técnico na preferência do torcedor do País

Os times do Fortaleza e Ceará aparecem com 1% da preferência dos torcedores brasileiros. É o que aponta pesquisa do Datafolha divulgada nesta terça-feira.

Foram ouvidas 2878 pessoas com mais de 16 anos em 175 cidades do país nos dias 29 e 30 de agosto. Os rivais cearenses estão ao lado de Botafogo, Bahia, Fluminense, Sport, Santa Cruz, Vitória, que completam a lista das equipes que atingiram 1%.

(Também com Blog Futebol do POVO)

Fortaleza é sede de Encontro Nacional de Controle Interno

Fortaleza será sede do XV Encontro Nacional de Controle Interno. O evento, considerado o maior desse segmento no País, reunirá palestrantes nacionais e internacionais nos dias 25 e 26 deste mês de setembro, no Auditório João Frederico Ferreira Gomes, no anexo da Assembleia Legislativa.

A promoção, do Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci), em parceria com a Controladoria e Ouvidoria Geral do Município de Fortaleza (CGM), terá como tema central “O Controle Interno como Instrumento de Aperfeiçoamento da Governança Pública”.

A secretária-chefe da CGM Fortaleza, Luciana Lobo, afirma ser uma honra receber em Fortaleza um evento de suma importância.

“Nesses dois dias teremos palestras e mesas redondas que tratarão especialmente de temas ligados ao Controle Interno. As inscrições estão abertas para todos que se interessem em conhecer um pouco mais sobre Controle Interno do Brasil. Teremos palestrantes nacionais e internacionais indicados pelo Banco Mundial, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Controladoria Geral da União (CGU) entre outros órgãos. Durante o evento, serão abordados os temas mais modernos e que estão em ênfase no Brasil e no mundo”, adianta a secretária-geral da CGM Fortaleza, Luciana Lobo.

SERVIÇO

*A programação completa está disponível no site do Conaci www.conaci.org.br

Dezessete empresas vão participar da 16ª Rodada de Licitações da ANP

O Diário Oficial da União publicou hoje (17) a relação das cinco últimas empresas que se inscreveram para participar da 16ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), programada para o dia 10 de outubro.

Segundo a assessoria de imprensa da ANP, essas companhias foram aprovadas ontem (16), durante reunião da Comissão Especial de Licitação (CEL) do órgão.

Somando outras 12, aprovadas em 23 de agosto, sobe para 17 o total de empresas que participarão do leilão, quando serão ofertados 36 blocos nas bacias sedimentares marítimas de Pernambuco-Paraíba, Jacuípe, Camamu-Almada, Campos e Santos, somando uma área de 29,3 mil quilômetros quadrados.

Apenas duas empresas (Enauta e Petrobras) têm capital nacional. As demais são estrangeiras, das quais apenas uma (Petronas) não tem contrato para exploração e produção de petróleo e gás natural no Brasil.

Requisitos atendidos

De acordo com a ANP, todas as empresas inscritas atenderam aos requisitos previstos no edital e estão aptas a participar da rodada. Esclareceu ainda que as companhias só poderão apresentar ofertas para os blocos localizados nos setores para os quais tenham pago taxa de participação e aportado garantia de oferta.

A ANP informou também que “o processo de qualificação das empresas (operadora A, B ou não-operadora) só será feito para as empresas vencedoras da sessão pública de apresentação de ofertas, procedimento adotado desde a 13ª Rodada”.

As companhias inscritas para o leilão são BP Energy do Brasil, Chevron Brasil Óleo e Gás, Cnooc Petroleum Brasil, Ecopetrol Óleo e Gás do Brasil., Equinor Brasil Energia, Exxonmobil Exploração Brasil, Karoon Petróleo & Gás, Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras, QPI Brasil Petróleo, Repsol Exploração Brasil, Shell Brasil Petróleo, Total E&P do Brasil, Enauta Energia, Murphy Exploration& Production Company, Petrogal Brasil, Petronas Petróleo Brasil e Wintershall Dea do Brasil E&P.

(Agência Brasil)

Comitê Estadual de Luta Contra a Tuberculose pede apoio da Assembleia Legislativa contra a doença

O deputado estadual Acrísio Sena (PT), criador e presidente da Frente Parlamentar Estadual Mista de Luta contra a AIDS e a Tuberculose na Assembleia Legislativa do Ceará, recebeu, nesta manhã de terça-feira, um grupo do Comitê Estadual de Luta Contra a Tuberculose no Estado.

Segundo o grupo, o Ceará registra hoje 2.424 casos de tuberculose, com 222 óbitos em 2018 e 54, até agora, em 2019. Ou seja, é a coinfecção mais comum entre pessoas com HIV/AIDS.

A comissão, além de repassar dados epidemiológicos para o parlamentar, expôs a situação da assistência às pessoas vitimadas por essa patologia, no que Acrísio se comprometeu a buscar recursos para o Comitê, através de emendas parlamentares.

Também adiantou que deverá apresentar um projeto criando uma data estadual de combate à doença. “Queremos criar o Dia Estadual de Luta Contra a Tuberculose, em agosto, para, em parceria com a Secretaria da Saúde, realizando campanhas educativas nas escolas, alertar a sociedade sobre o tema”, completou o petista.

Governo lança campanha para que jovens valorizem mais vínculos sociais reais

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.Em um cotidiano cada vez mais virtual, o Governo Federal lançou hoje (17) uma campanha para que os jovens valorizem os vínculos sociais reais. “Antes de postar, converse mais”, “Antes de curtir, viva de verdade”, “Antes de compartilhar, faça parte”, são alguns dos dizeres das peças publicitárias que serão veiculadas a partir de amanhã (18) até o dia 1º de outubro, marcando o Setembro Amarelo.

“Tem um fenômeno mundo real versus mundo virtual que está fazendo com que as nossas crianças e adolescentes tenham muita dificuldade em passar por essa fase de adolescência”, diz o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. “A campanha é toda para a valorização da vida, para trazer as pessoas para as coisas reais, para os amigos, para o esporte, para a família”.

Dados do Ministério da Saúde mostram um aumento de 115% no número de atendimentos de jovens de 15 a 29 anos no Sistema Único de Saúde (SUS) relacionados a depressão, entre 2015 e 2018. A porcentagem foi maior que aumento de 52% registrado no meio período para a população em geral.

Segundo Mandetta, a internet, onde os jovens às vezes têm milhares de amigos virtuais ou mesmo onde são vítimas de cyberbullying, pode, em excesso, contribuir para o isolamento das pessoas no mundo real, o que pode levar a transtornos mentais como a depressão.

A campanha publicitária foi lançada pelos Ministérios da Saúde e da Mulher, da Família, e dos Direitos Humanos. Com o mote Se liga! Dê um like na vida, ela tem como objetivo estimular os jovens a compartilharem momentos com a família e amigos, a conversarem mais, fortalecendo o diálogo e desmistificando a vida virtual.

Depressão

De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil, estima-se que 14,1 milhões de pessoas apresentem diagnóstico de transtornos ou sofrimentos mentais. Ao todo, 7,6% dos brasileiros de 18 anos ou mais receberam diagnóstico de depressão. Em 2018, o SUS realizou 121.341 atendimentos relacionados à depressão, sendo 24.363 jovens de 15 a 29 anos.

“O cérebro é um órgão, é um órgão como é o coração, como é fígado, como é o rim. Ele tem sofrimentos”, diz Mandetta. “A gente ficou muito tempo como se isso não pertencesse ao corpo. Como se o cérebro fosse uma coisa que se guarda numa caixinha da casa que a gente colocasse e tirasse. A gente precisa falar de saúde mental, a gente precisa falar de higiene mental”, complementa.

A depressão é, de acordo com a pasta, transtorno mental caracterizado por tristeza persistente e perda de interesse em atividades normalmente prazerosas.

Atendimento

Para o atendimento, o SUS oferece 43 mil Unidades de Saúde da Família, na Atenção Primária, que atendem 63% da população e 2.594 Centros de Atenção Psicossocial (Caps). Nesses serviços o cidadão é atendido e, caso seja necessário, é encaminhado para outro serviço especializado da Rede de Atenção Psicossocial (Raps).

Em 2018, foram 3,3 milhões de atendimentos em geral nos Caps; neste ano, foram habilitados 12 novos Caps. A estratégia, de acordo com o ministério, é ampliar o número dessas unidades.

Há ainda residências terapêuticas; Unidades de Acolhimento; leitos de saúde mental em hospitais gerais; equipes multiprofissionais de atenção especializada em saúde mental; e Consultórios na Rua.

Em 2017, o orçamento para Saúde Mental foi de cerca de R$ 1,3 bilhão. Em 2018, foi de R$ 1,5 bilhão. Para este ano, a previsão orçamentária é de R$ 1,6 bilhão.

(Agência Brasil)

Kadu Moliterno e o eterno espírito jovem

Quem passou o fim de semana no litoral cearense foi o ex-global Kadu Moliterno hoje do cast da Rede Redord.

Bastante simpático, foi assediado por alguns fãs quando deixava a Capital cearense com destino ao Sudeste, mas não contou um segredo: como o camarada, batendo quase nos 70 anos, não perde esse jeitão de menino do rio?

Ele já bate nos 67.

(Foto – Paulo MOska)

Assembleia Legislativa do Ceará homenageia ex-secretária Maria Luiza Chaves

A Assembleia Legislativa do Ceará realizará nesta terça-feira, a partir das 15h30min, sessão solene para celebrar o lançamento do livro biográfico sobre a professora Maria Luiza Barbosa Chaves. A solenidade atende ao requerimento do deputado Nezinho Farias (PDT), que destacou, em sua solicitação, o histórico profissional da educadora.

O parlamentar destaca que Maria Luiza Chaves foi mestre e doutora em Educação, lecionou na Universidade Federal do Ceará e na Universidade Estadual do Ceará, além de ter sido secretária da Educação do Ceará (Governo Ciro Gomes) e também titular da mesma pasta na administração municipal de Fortaleza (Prefeito Ciro Gomes).

Segundo o parlamentar, o livro biográfico, de autoria do escritor e poeta José Valdir Pereira, conta muito da vida e da história dessa educadora que contribuiu para o desenvolvimento educacional no Ceará e no Brasil.