Blog do Eliomar

Últimos posts

Acorda, Alice: vai ter copa e não vai ter hospital!

167 4

Em artigo enviado ao Blog, o publicitário e poeta Ricardo Alcântara ressalta de forma criativa a Copa em Fortaleza. Confira:

Alice gosta de viajar através do espelho. Lá, uma floresta mágica de boas notícias abranda os temores de seus dias e renovar seu ânimo com novas promessas de um nunca alcançado horizonte de coisas belas e sublimes. Pobre Alice!

Alice foi a pé ao novo Centro de Eventos e adorou, apesar do look ‘arquibancada de circo’ da nova passarela. Teve seu encantamento abalado, no entanto, ao saber que, entre balas e festins, o colosso fora erguido na 7ª cidade mais violenta do mundo.

Ela também desfez-se em lágrimas ao assistir o civismo performático de uma sessão da Comissão da Verdade, mas, em desalento, leu relatório da ONU onde a tortura recebe carimbo de ‘problema crônico’ no país, inclusive contra menores.

De repente, viu-se em um shopping center onde, contagiada pelo que imaginou ser a eclosão de um novo tipo de contestação juvenil, logo teve o  entusiasmo contrariado: era só um rolezinho de desocupados, apesar da ira dos policiais.

Ela também viu emergir ao horizonte o perfil impávido de um novo líder, mas logo se deu conta: era apenas o Eunício Oliveira, lobo sagaz do mercado eleitoral, erguendo as patas sobre uma nova presa: pobre Alice, pobre Ceará!

Alice sempre sonhou em morar numa cidade que tem metrô. Adora metrô! E aguarda, já desencantada, que as primeiras linhas de Fortaleza saiam de uma fase experimental de uso que já dura dois anos. Alice não entende tanta demora!

Alice vislumbra Neymar campeão do mundo e eleito o melhor do planeta, mas anda desapontada: descobriu que seu ídolo, ao ser transferido para Barcelona, enroscou-se ligeiramente com seu paizão numa lavagem de 38 milhões de euros.

E por falar em Copa, Alice também acreditou que o evento faria uma revolução de mobilidade em Fortaleza, mas agora lhe contam que somente as vias no entorno da Arena Castelão estarão prontas… e nem serão usadas durante a competição!

Mantega não confirma corte de R$ 30 bilhões no orçamento

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, não confirmou corte de R$ 30 bilhões no Orçamento de 2014. O corte havido sido divulgado ou sugerido por analistas do mercado financeiro. Segundo o Mantega, o corte será definido após estudos, simulações e discussões entre os técnicos.

“Não está definido qual vai ser o corte que vamos fazer no Orçamento de 2014. Mas certamente será um corte que manterá a solidez fiscal e a estabilidade da dívida líquida brasileira”, disse ao chegar na manhã desta terça-feira (28) ao Ministério da Fazenda.

O ministro disse também que não há data para o anúncio do corte, apesar de 20 de fevereiro ter sido estabelecido como data limite para a divulgação dos números da reprogramação orçamentária do primeiro bimestre.

“[A divulgação antes disso] depende [de outras condicionantes], porque nós fazemos estudos, simulações e discussões. Quando terminarmos tudo isso teremos o número definitivo”, destacou Mantega.

A despeito do valor de corte de R$ 30 bilhões como tem sido anunciado e sugerido pelo mercado financeiro, ele lembrou ainda que é natural que o governo converse com setores da economia, incluindo os analistas e investidores antes das decisões. “Nós sempre temos conversado com o mercado e com vários segmentos da economia e não há nada de excepcional nisto”.

(Agência Brasil)

Rolezinhos chegam ao IFCE

“Os rolezinhos e a criminalização da juventude negra e da periferia” é o tema que será debatido na sexta-feira (31),a partir das 18h30min, no auditório do IFCE (Av. 13 de Maio, 2081, Benfica), em uma iniciativa do Sindicato dos Servidores do IFCE.

O evento será aberto ao público e contará com as presenças de Preto Zezé, coordenador nacional da Central Única das Favelas (CUFA); Luís Fábio Paiva, professor do Laboratório de Estudos da Violência, da UFC; Fernando Castelo Branco, professor e advogado; e Márcio Renato, sociólogo. A mediação é do professor de Sociologia do IFCE, David Montenegro.

“O projeto ‘SINDSIFCE Debate’ tem como objetivo contribuir para a reflexão mais aprofundada sobre temas importantes, que causam inquietação e geram discussões maiores na sociedade. Como no caso dessa primeira edição, com o debate sobre os rolezinhos”, destaca David Montenegro.

Golpistas estão cada vez menos criativos

159 3

foto golpe bancos gerente

Além dos erros de ortografia, os golpistas que se utilizam das redes sociais para tentar enganar vítimas também estão cada vez menos criativos.

Um dos golpes mais conhecidos por delegacias de defraudações é o da atualização de senhas de bancos. Apesar de copiarem páginas dos bancos, o texto do golpe é quase sempre o mesmo e o gerente (nome inexistente) também é o mesmo para todos os “bancos”.

A Polícia deve ficar atenta, no entanto, para clientes de bancos menores que recebem emails falsos com páginas copiadas desses mesmos bancos. É, no mínimo, intrigante.

A sorte das vítimas é a falta de criatividade dos golpistas e da pouca escolaridade.

Calçadas precárias

Da Coluna Vertical, no O POVO desta terça-feira (28):

A rede social digital Colab.re e o site Catraca Livre estão lançando um interessante projeto para a eficiência da mobilidade urbana nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo Brasil 2014. Com a colaboração do cidadão, irão mapear as condições precárias das calçadas brasileiras. O material será disponibilizado virtualmente e, até junho, apresentado ao prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), para soluções.

No último sábado, por exemplo, data do aniversário de São Paulo, o prefeito Fernando Haddad (PT) recebeu um diagnóstico das calçadas paulistanas. Para interagir com essa iniciativa, o interessado pode enviar textos, fotos, geolocalização e sugerir ajustes em calçadas que são obstáculos nas ruas e bairros. As informações podem ser enviadas por aplicativos nos smartphones (baixado gratuitamente no Google Play ou App Store) ou pelo site www.colab.re.

PT do Rio termina aliança com o PMDB de Cabral

O Partido dos Trabalhadores do Rio (PT-RJ) decidiu deixar a aliança de sete anos com o governo Sérgio Cabral (PMDB-RJ). Em nota divulgada na noite dessa segunda-feira (27), a executiva estadual do partido deliberou pela saída do governo Cabral, definindo um processo de desligamento e um prazo para a sua execução.

Pela manhã, o governador Sérgio Cabral esteve reunido com o presidente da executiva estadual do PT, Washington Quaquá, prefeito de Maricá, quando ficou acertado o fim da aliança. O governador comunicou que fará a exoneração dos secretários filiados ao partido em 31 de janeiro e a executiva estadual do PT determinou que “todos os filiados e filiadas que ocupem cargos de confiança no governo do Estado peçam exoneração imediatamente”.

O secretário Estadual do Ambiente, Carlos Minc, e o secretário estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira, vão deixar os cargos.

(Agência Brasil)

Secretário da Regional do Centro deixa cargo

145 1

A gestão do prefeito Roberto Cláudio (Pros) sofreu a primeira baixa no quadro de secretários. Através da assessoria de comunicação, a Prefeitura informou que o secretário da Executiva Regional do Centro de Fortaleza (Sercefor), Régis Dias, pediu demissão do cargo para assumir atividade na iniciativa privada. Quem assume a função é o secretário executivo, Ricardo Sales.

Segundo a assessoria, Régis Dias conversou com Roberto Cláudio na semana passada e garantiu que continuava alinhado com o projeto político da gestão.

Nesta semana, os assuntos da Sercefor já são tratados por Ricardo Sales. A mudança oficial está prevista para fevereiro.

(O POVO Online)

Projeto aumenta prazo para empresa devolver a carteira de trabalho ao contratado

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 5784/13, do deputado Carlos Bezerra (PMDB-MT), que aumenta para cinco dias o prazo para o empregador anotar na carteira de trabalho a data de admissão, a remuneração e as condições especiais do contrato de trabalho, para depois entregá-la de volta ao empregado.

Atualmente, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT – Decreto-Lei 5.452/43) determina o prazo de dois dias para a Carteira de Trabalho e Previdência Social ser entregue com as devidas anotações para o contratado.

Para Bezerra, porém, o prazo é muito curto para as empresas que possuem inúmeros trabalhadores e, também, para empresas menores que contratam a prestação de serviços de escritórios especializados para realizarem as anotações.

O projeto também altera outro artigo da legislação trabalhista, estabelecendo que a empresa intimada para anotar a carteira de trabalho de seu empregado não comparecer ou quando suas alegações para recusa sejam julgadas improcedentes, ficará sujeita à multa de cinco salários mínimos regionais que serão recolhidos para o Estado. Atualmente o valor corresponde a um salário mínimo.

(Agência Câmara Notícias)

Vândalo picha Iracema Guerreira

foto iracema vândalos copa

Mais uma vez sobrou para a obra Iracema Guerreira a resultado de uma manifestação na Praia de Iracema, no último sábado (25), contra os gastos da Copa do Mundo.

A estátua acabou pichada por um vândalo, que não respeita a cultura de Fortaleza. Ao invés de marcar um “golaço” na manifestação, o vândalo manchou o movimento.

(Foto: Wellington Senna)

Lula defende PMDB na aliança Pros-PT no Ceará

O ex-presidente Lula defendeu nesta segunda-feira (27), em São Paulo, a manutenção da aliança Pros-PT-PMDB na sucessão do governador Cid Gomes. O ex-presidente esteve reunido com o deputado federal José Guimarães (PT-CE), que deverá coordenar a estratégia eleitoral do PT no Nordeste.

De acordo com o parlamentar cearense, Lula agendou uma visita ao Ceará na segunda quinzena de março, quando o PT já terá definido a sua estratégia para as eleições de outubro.

Fortaleza e Sobral entre as 30 cidades brasileiras que mais geraram empregos formais em 2013

O Ceará está com duas cidades entre os 30 municípios que mais geraram empregos formais no ano passado. Com 21,2 mil novas vagas, a capital cearense é a quarta no ranking brasileiro, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho. Já a principal cidade da Região Norte do Estado ficou na 28ª posição, com seis mil postos criados.

Atrás de São Paulo (83,6 mil empregos), Rio de Janeiro (48,9 mil) e Manaus (22,8 mil), Fortaleza ficou na primeira colocação no ranking nordestino. Salvador (16,7 mil) ficou na oitava colocação, enquanto Recife (10,6 mil) aparece na 12ª posição.

Sobral ficou à frente de cidades tradicionalmente geradoras de empregos, como São Bernardo do Campo, Barueri e Osasco, todas em São Paulo.

Mota é atração no Besouro Verde

193 2

foto mota besouro verde

O atacante Mota, ex-Ceará, foi a grande atração nesse fim de semana no Besouro Verde, na Parquelândia.

O artilheiro distribuiu simpatia e posou para fotos com vários clientes do Besouro Verde. O proprietário do estabelecimento, Nena Lima, o Besouro, também pousou ao lado do atleta.

Uerj expulsa aluno de medicina que fraudou sistema de cotas sociais

Um aluno que fraudou o vestibular de medicina da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) foi expulso da instituição e ainda pode responder na Justiça pelo crime. A fraude no sistema de cotas sociais foi identificada ao final de 2013, com base em denúncias de colegas do próprio curso.

De acordo com o reitor da universidade, Ricardo Vieiralves, o jovem de classe média alta fraudou a declaração de renda familiar. Ele falsificou documentos para comprovar filiação a uma pessoa com renda de cerca de R$ 1 mil. No entanto, foi descoberto por colegas, que desconfiaram do padrão de vida do estudante, que cursava o segundo período de medicina.

“As marcas das condições cultural e econômica, um dia, elas se revelam. Os estudantes ficam com medo [de denunciar] em um primeiro momento, porque ninguém quer ser dedo-duro, mas para preservar a lei, o sistema, é necessário [denunciar as fraudes]”, explicou o reitor da Uerj, em entrevista à TV Brasil. Segundo ele, o ex-aluno foi denunciado por uma situação de clara “injustiça” em relação aos demais.

Caso condenado, o jovem não poderá prestar vestibular para instituição pública nem assumir cargo no governo. A Uerj também fica impedida de fornecer documentos que permitam a transferência dele para outra faculdade, o que exige que ele preste novo vestibular.

A Uerj investiga mais nove denúncias semelhantes, de fraudes em cotas para o vestibular. A universidade reserva vagas com base na combinação de critérios econômicos e de raça, além de assegurar o ingresso de filhos de policiais e bombeiros mortos em serviço.

(Agência Brasil)

Empresários já contestavam momento instável na economia há 6 anos

foto honório e luiza em 2008 cdl

Para os empresários Honório Pinheiro e Luiza Trajano, o momento instável da economia não significa queda na geração de emprego e renda. Os dois sempre alegaram que preferem ver “um meio copo cheio a um meio copo vazio”.

O encontro de Honório Pinheiro e Luiza Trajano ocorreu há exatos seis anos, durante os 50 anos da CDL, quando o empresário cearense conduzia a entidade dos lojistas em Fortaleza.

“Choque de realidade” na imprensa?

158 6

Em artigo enviado ao Blog, o jornalista e sociólogo Demétrio Andrade cobra mais investigação nas publicações de matérias jornalísticas. Confira:

Dia desses recebi pelo twitter uma reprodução de uma entrevista da empresária Luiza Helena Trajano, do Magazine Luiza, no programa Manhanttan Connection, da Globo News. Em meio à sabatina, o jornalista (?) Diogo Mainardi perguntou à empresária quando ela iria vender o Magazine Luiza para a Amazon, ao criticar o desempenho do varejo nacional e os preços altos, afirmando que a taxa de inadimplência estaria crescendo no país.

A empresária reagiu com segurança e contestou o discurso de Mainardi – que por sinal, pra variar, não apresentou dado nenhum para fundamentar sua pergunta – afirmando que, segundo levantamento do Instituto do Desenvolvimento do Varejo (IDV) a economia está melhorando e a inadimplência caindo. A empresária criticou a imprensa, que, segundo ela, tende a mostrar ‘apenas a metade vazia do copo’, sem falar da parte que vai bem na economia.

Segundo do jornal Folha de São Paulo, Luiza enviou email para Mainardi, posteriormente, com os números do IDV. De fato, o nível de inadimplência das pessoas físicas fechou o mês de novembro do ano passado em 4,5%, com queda de 1,2% em relação ao mesmo mês de 2012, quando o índice era de 5,7%. Outra pesquisa, divulgada dia 21 de janeiro pela Serasa Experian, mostra que a inadimplência do consumidor fechou 2013 com queda de 2%, o primeiro recuo em 14 anos.

Cito o exemplo para mostrar novamente minha preocupação com uma prática que vem se repetindo na imprensa brasileira e que já foi tema de crítica em outro artigo de minha autoria: jornalista não acha, jornalista tem certeza. Coloquei, aliás, uma interrogação ao qualificar Mainardi como jornalista porque nem sei se ele o é de fato – lembro que antes ele se dizia escritor. No mesmo programa, ele tocou numa questão pertinente: por que os preços praticados no país são tão gritantemente maiores que os de fora. Por que é comum comprar o mesmo produto em Miami, por exemplo, por valores 50% ou 60% menores. A pergunta, feita sem preparo e sem dados concretos, acabou não evoluindo a contento.

A discussão, que a meu ver resultou vergonhosa para ele e para o programa, ilustra um momento ruim da imprensa nacional. O debate ideológico entre esquerda e direita está mais vivo do que nunca e, ao que parece, está prejudicando a qualidade da informação e, consequentemente, o aprofundamento dos debates. Não se trata de tentar, de forma absurda e inútil, tentar retirar das pautas jornalísticas suas conexões políticas. A questão primordial é ir buscar a verdade dos acontecimentos, quer prejudiquem direita ou esquerda, governo ou oposição. Esta é a tarefa primeira da imprensa. Não é ela que tem que ser surpreendida – como foi – pela realidade. Para isso, precisa retratá-la de forma competente.

Infelizmente, a pressa cada vez maior do fluxo das informações, imposta notadamente pelas redes sociais, rebaixaram os grandes veículos jornalísticos à categoria de reféns do aqui/agora. Não quero cair aqui também no discurso raso da imparcialidade. Pelo contrário, acho importante inclusive os veículos se posicionarem politicamente de forma clara. Desde que isso não corrompa as técnicas elementares do jornalismo: investigar, cruzar dados, ouvir os diversos lados. Sem isso, é melhor os jornais virarem agências de publicidade.

Demétrio Andrade, jornalista e sociólogo