Blog do Eliomar

Últimos posts

Dilma destaca no rádio o Sisutec

“A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (24) que mais de 1 milhão de inscrições de jovens que terminaram o ensino médio foram feitas no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Eles disputam uma das 291 mil vagas em 122 cursos técnicos.

“Isso significa que a procura por cursos técnicos foi, nesta edição do Sisutec, quase 40% maior que no ano passado. Os jovens percebem que quanto mais bem formados, maiores são suas chances de conseguir um bom emprego.”

Dilma também destacou que o governo federal investiu R$ 14 bilhões no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) que já tem 6,1 milhões de matrículas. Do total, 1,7 milhão de matrículas são em cursos técnicos de nível médio. O restante se refere a cursos de qualificação profissional, com duração menor, de até quatro meses. “Nossa meta é, nesses três anos e meio de existência do programa, chegarmos a 8 milhões de brasileiros matriculados no Pronatec.”

(Agência Brasil)

Cid preside reunião do secretariado sob expectativas do seu futuro político

152 3

cidgomes gustavo irandasd

O governador Cid Gomes (Pros) comanda, a partir das 9 horas desta segunda-feira, no pavilhão da Residência Oficial, a primeira reunião do ano do secretariado. Hora de avaliar ações do Monitoramento de Ações de Projetos Prioritários (MAPP).

Nos bastidores, há expectativa de que Cid Gomes possa adiantar qual posição tomará com relação ao cenário político-eleitoral: se permanece no Governo ou se renuncia para tentar algum mandato ou, segundo especulações, abrir vez para seu irmão, Ciro Gomes, disputar o Senado.

Tudo é especulação, mas, também, tudo pode ser surpresa em se tratando de Cid Gomes, que pouco fala. Prefere liberar gestos.

MP ouve depoimentos sobre denúncias de fraudes em Maracanaáu

135 1

Nesta segunda-feira, o Ministério Público Estadual vai tomar depoimentos de funcionários da Prefeitura de Maracanaú, empresários da construção civil e sócios presos por acusação de participação num esquema de fraudes em licitações cujo valor total envolvido chega a R$ 47 milhões. Além dos presos, deverão ser ouvidos outros integrantes da Prefeitura e empresários que também estão sendo investigados.

No sábado, o vice-prefeito e secretário da Infraestrutura de Maracanaú, Carlos Eduardo Bandeira de Mello (PR), entregou-se à Polícia. Ele está preso na Delegacia de Capturas, em Fortaleza. A Justiça decretou na sexta-feira a prisão preventiva de Carlos Eduardo, que, segundo o MP, lideraria o esquema fraudulento, no qual construtoras se revezariam para ganhar licitações em Maracanaú.

Os 170 anos de nascimento do Padre Cícero

padrecicero

Com alvorada festiva e missa às 5 horas da madrugada desta segunda, em Juazeiro do Norte (Região do Cariri), teve inicio a programação festiva que marca os 170 anos de nascimento do Padre Cícero (1844-1934).

Na cidade, é feriado em Juazeiro do Norte.

Está previsto ainda que um caminhão sairá desse município e percorrerá o País difundindo a figura do “Padim Ciço”, o santo do povo.

* Mais sobre Padre Cícero aqui.

Câmara Federal pode votar marco civil da internet esta semana

178 1

A votação do marco civil da internet é o destaque do Plenário da Câmara dos Deputados nesta semana. Os deputados começaram semana passada a discutir o substitutivo do deputado Alessandro Molon (PT-RJ) ao Projeto de Lei 2126/11, do Poder Executivo. A fase de debates continuará nesta terça-feira (25), com a posterior votação.

Depois de encontros do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e da ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, com líderes partidários, com o relator e com o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, o governo concordou em fazer ajustes no texto para viabilizar a votação.

Molon deverá apresentar mudanças no trecho que permite a regulamentação da neutralidade da rede por decreto. Ele pretende deixar claro que o regulamento das exceções à neutralidade (serviços de emergência e por razões técnicas) deverá seguir a determinação constitucional de “fiel execução da lei”.

A oposição tem criticado essa possibilidade de regulamentação por entender que o governo poderá usar o decreto para distorcer a neutralidade da rede.

Ponto mais polêmico do texto, a neutralidade de rede determina que os usuários sejam tratados da mesma forma pelas empresas que gerenciam conteúdo e pelas que vendem o acesso à internet. Ficará proibida a suspensão ou a diminuição de velocidade no acesso a determinados serviços e aplicativos e também a venda de pacotes segmentados por serviços – só redes sociais ou só vídeos, por exemplo.

(Agência Câmara Notícias)

“O criminoso, no Ceará, para ser preso, tem que ser muito azarado”, diz policial ao Fantástico

355 11

foto fantástico servilho

72 assassinatos por 100 mil habitantes, 58 mil foragidos da Justiça e mandados de prisão engavetados até por 23 anos. Os dados apresentados no programa Fantástico, exibido pela Rede Globo, na noite desse domingo (23), mostram porque Fortaleza é uma das 10 cidades mais violentas do mundo e a segunda do Brasil, segundo estudo de uma ONG mexicana.

Em uma das 12 cidades-sede da Copa do Mundo, 11 mil assassinos continuam impunes por crimes que se arrastam por mais de duas décadas. “O criminoso, no Ceará, para ser preso, tem que ser muito azarado. A Polícia Civil não tem efetivo pra investigar nenhum crime”, comentou o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Ceará (Sinpol/CE), Gustavo Simplício.

Para o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Servilho de Paiva, a “situação não é de conforto. Mas você tem a polícia fazendo o seu papel, dando as respostas adequadas”.

OAB-CE convoca entidades para combater à violência

262 4

A OAB-CE lançará, nesta segunda feira (24), o do Fórum Permanente de Debates e Propostas contra a Violência, reunindo entidades ligadas aos temas da segurança e da justiça. O Fórum será instalado com uma entrevista coletiva, às 10 horas, na sede da OAB-CE (Rua Lívio Barreto, 668 – Dionísio Torres), com a presença do presidente da OAB-CE, Valdetário Monteiro, e demais representantes das entidades do colegiado, entre elas Associação Cearense dos Magistrados-AMC, Associação Cearense do Ministério Público-ACMP e Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Ceará-ADEPOL. Os integrantes do Fórum falarão sobre os índices de violência no Estado e as políticas públicas de enfrentamento do problema.

Segundo Valdetário Monteiro, o Fórum Permanente de Debates e Propostas contra a Violência se reunirá uma vez por semana, às segundas feiras, para coletar novos dados sobre a violência e avaliar as políticas públicas nos níveis municipal, estadual e da União. O objetivo das discussões é formular propostas comuns que possam ser efetivadas pelos governos, pelo mercado e pela sociedade. Esta é mais uma ação da OAB-CE que já mantém outros espaços de estudo e discussão de temas relacionados à violência, como as Comissões de Direto Penitenciário, de Segurança Pública, de Políticas Públicas sobre Droga, de Direitos Humanos e de Combate à Homofobia e Diversidade Sexual.

(OAB-CE)

39 mortes à bala no fim de semana mais violento do ano

178 1

Foi no fim de semana mais violento do ano em Fortaleza e Região Metropolitana que Raphael Lopes, 27, não resistiu à bala algoz de sua vida. Na volta para casa após um luau em Aquiraz na madrugada desse domingo (23), o carro onde o jovem estava com quatro amigos foi interceptado por bandidos no Conjunto São Miguel, território historicamente assolado pelo conflito de gangues.

Uma barricada de pedras era o prelúdio do assalto, não concretizado porque o motorista transpôs o obstáculo e acelerou em fuga. No revide dos bandidos, oito projéteis acertaram o veículo. Um deles passou de raspão em Raphael. Outro acertou-lhe o peito. Da 0 hora da sexta-feira (21) às 18 horas desse domingo, mais 38 pessoas haviam morrido pelo uso de armas de fogo na Capital e cidades adjacentes. Contabilizados outros tipos de óbito, o total vai a 67. E tende a aumentar, quando consideradas as ocorrências registradas nas seis horas restantes do dia.

O POVO chegou aos números acessando relatórios da Secretaria Estadual da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) publicados na Internet e ouvindo fontes da Perícia Forense do Ceará (Pefoce). Os 39 óbitos à bala fazem os últimos três dias mais violentos até do que o fim de semana do Carnaval, quando as mortes por arma de fogo foram 23 na Região.

Armas de fogo foram os vetores de 83% das 772 mortes violentas do Ceará acontecidas entre janeiro e fevereiro deste ano. E as vítimas preferenciais tinham justamente o perfil de Raphael. Eram homens, jovens e moradores de periferia. “Ele era 100%! Com ele, não tinha tempo ruim. Quando a pessoa é direita, você nunca pensa que vai acontecer isso, né?”, lamentou o representante comercial Luís Sampaio, 38. A amizade entre ele e Raphael durou 12 anos.

A família era só silêncio no velório montado na sala da casa da avó, Elvira, lugar onde Raphael nasceu e se fez gente. A casa é distante duas quadras de onde ele morava com os pais. E fica a 1,5 quilômetro do local onde o tiro atingiu-o sem chance de socorro no Frotinha de Messejana.

Vizinhos e amigos eram inconformismo. E a boa lembrança de um jovem que chegou a cursar o ensino superior, trabalhava num depósito de bebidas e tinha planos de mudar de emprego muito em breve. “Ele era um menino calmo. Não gostava de confusão. Era alegre e brincalhão. Uma pessoa como ele é difícil de encontrar hoje em dia. Ainda não estou acreditando”, declarou a serviços gerais e amiga da família Neide Pinheiro, 45.

Investigação

Até o fechamento da matéria, ninguém havia sido preso pela morte de Raphael. E a Polícia ainda não tinha pistas dos assassinos. O inquérito policial foi instaurado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e as investigações serão retomadas nesta segunda-feira (24).

(O POVO)

Violência aumentou com fim da lei contra a homofobia, dizem especialistas

A derrubada da Lei Estadual 3.406/2000, que define penalidades a estabelecimentos que discriminem pessoas por causa da orientação sexual, pode estar relacionada ao aumento da violência sofrida por lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis e transgêneros. O tema foi discutido em audiência pública na última quinta-feira (20), promovida pela Comissão de Combate às Discriminações e aos Preconceitos de Raça, Cor, Etnia, Religião e Procedência Nacional da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

De acordo com o presidente da comissão, deputado Carlos Minc, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro revogou a lei em outubro de 2012 por vício de iniciativa, depois de ela “funcionar muito bem” por 12 anos.

“A lei [definia] discriminação [e estabelecia] que agentes públicos que se omitissem [sobre o assunto] seriam punidos. Houve recurso por vício de iniciativa, porque deputado não pode legislar sobre funcionário público. O Tribunal de Justiça acatou a representação, mas não anulou só o artigo que falava de funcionário público. Aproveitaram um pouco de desinformação, e também conservadorismo da nossa Justiça, e passaram o cerol [mistura de cola com vidro moído que é aplicado em linhas de papagaios ou pipas] em toda a lei”.

O presidente do Grupo Arco-Íris, que organiza a Parada Gay do Rio de Janeiro, Júlio Moreira, lembra que a luta contra a homofobia também foi derrotada no Congresso Nacional. “Estamos num cenário político muito delicado, pela experiência que nós tivemos com o PLC 122 [Projeto de Lei da Câmara que criminaliza a homofobia], projeto que recebeu tantas emendas [que], no final, não passou. Então a gente precisa refletir sobre o que a gente quer. A gente precisa mostrar que a gente tem força”.

De acordo com Minc, um novo projeto de lei com o mesmo teor da Lei 3.406 foi apresentado pelo governador Sérgio Cabral, porém, a discussão está parada na Alerj. O deputado diz que o projeto já recebeu mais de cem emendas de pessoas contrárias à causa LGBT.

(Agência Brasil)

Nicolle é apresentada em seminário do PSB como pré-candidata ao Governo do Ceará

176 1

foto psb seminário bahia

Com as presenças do pré-candidato à Presidência da República, Eduardo Campos, e da ex-senadora Marina Silva, o 3º Seminário Regional Programático da aliança PSB-Rede-PPS reuniu críticas e desconfianças da crise que envolve a Petrobras.

O presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, que saudou a empresária Nicolle Barbosa como pré-candidata ao Governo do Ceará, disse que acredita que a crise pode ser parte de um esquema para vender a Petrobras.

O Ceará, além de Nicolle Barbosa (presidente do PSB de Fortaleza), esteve representado pela deputada estadual Eliane Novais e pelo secretário geral do PSB/CE, Jadson Sarto.

Sinpol denuncia que Divisão de Homicídios repassa investigações para distritais

174 1

foto sinpol 140323

O Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Ceará (Sinpol/CE) realizou neste domingo (23), no bairro de Fátima, uma manifestação em frente à Divisão de Homicídios e  Proteção à Pessoa (DHPP). A ação dá continuidade ao movimento de paralisações em dias alternados, decidido pela categoria, durante assembleia realizada na segunda-feira (17).

Segundo o sindicato, a manifestação é denominada “Operação Elefante Branco”. “A Divisão de Homicídios não está investigado. Todos os assassinatos ocorridos na Capital e Região Metropolitana agora são direcionados as distritais. Qual a utilidade do prédio? Será apenas para deixar o cearense encantado?”, criticou o presidente do Sinpol/CE, Gustavo Simplício.

De acordo com o sindicato, os policiais de plantão na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa puderam sair normalmente para coletar informações de crimes. “Queremos a sociedade do nosso lado, portanto, decidimos não paralisar as atividades na DHPP. Contudo, nosso ato continuará por tempo indeterminado”, comentou Gustavo Simplício.

(com informações da Pont’Informação)

Joaquim Barbosa volta a descartar candidatura

101 1

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, voltou a descartar a possibilidade de se candidatar à presidência da República nas eleições de outubro. “Eu disse em uma entrevista recente que não descartava a hipótese de um dia me lançar na vida política. Mas não para essas eleições de 2014”, disse Barbosa em entrevista ao jornalista Roberto D’Avila, exibida pela GloboNews.

“Recebo inúmeras manifestações de carinho, pedidos de cidadãos comuns para que me lance nessa briga, mas não me emocionei com a ideia ainda”, reforçou. O presidente do STF disse que pretende permanecer no cargo até novembro, período de seu mandato.

Questionado se não adota uma postura muito dura, Barbosa afirmou que isso é necessário. “O Brasil é o País dos conchavos, do tapinha nas costas, o País onde tudo se resolve na base da amizade, e eu não suporto nada disso. Às vezes eu sou duro para mostrar que isso não faz o menor sentido em uma grande democracia como é a nossa”, disse.

A popularidade de Barbosa cresceu após o julgamento do mensalão, mas, apesar das condenações, o ministro questionou o combate à corrupção apenas por meio da repressão.

“Nós ainda não encontramos a forma correta e eficaz de combater o problema. Talvez estejamos adotando o método errado,” afirmou na entrevista transmitida na madrugada de domingo. “Talvez medidas preventivas drásticas, que doam no bolso, na carreira e no futuro dessas pessoas que praticam a corrupção sejam mais eficazes”.

(Agência Estado / O POVO Online)

Renato Aragão volta a ser internado

foto renato aragão

O humorista Renato Aragão voltou a ser internado nesse sábado (22), no hospital Copa D’Or, no Rio de Janeiro. Segundo boletim médico enviado pela instituição, ele sofre de uma infecção urinária e deve ter alta em três ou quadro dias. Seu estado de saúde é estável.

Aragão foi internado às pressas no sábado (15), quando sofreu um infarto agudo do miocárdio.  Ele passou por uma angioplastia no domingo (16) e, já na segunda-feira, afirmou por telefone, ao vivo no programa de Ana Maria Braga, que estava se sentindo bem – até “melhor do que antes”, brincou. O humorista teve alta na quarta-feira (19) e se recuperava em casa.

(Veja)

Cozinha na periferia não deixa a desejar, diante de grandes restaurantes

foto restaurante carlito pamplona

Molhos especiais, misturas exóticas e pratos criativos têm atraído clientela de bairros nobres para restaurantes, pastelarias e hamburguerias na periferia de Fortaleza. Segundo Máximo Júnior, proprietário da hamburgueria Guloo, localizada no bairro Carlito Pamplona, a comodidade em um bairro mais afastado é maior para o cliente do que em um restaurante na Aldeota ou orla marítima.

“Muitos clientes se diziam estressados com a procura por estacionamentos, além do próprio engarrafamento. A qualidade de um prato na Aldeota não difere de um restaurante ou hamburgueria na periferia, sem falar na vantagem do preço mais acessível”, comentou Máximo Júnior, que apontou o crescimento do pólo gastronômico no sul da cidade.

Padre Dourado morre aos 84 anos

foto padre dourado

Morreu na madrugada deste domingo (23) o padre Joaquim Colaço Dourado, mais conhecido como padre Dourado, pároco da Igreja de Nossa Senhora de Lourdes, nas Dunas. Ele estava há cerca de 70 dias internado por problemas renais e teria contraído infecção hospitalar, de acordo com José Mozart Martins, paroquiano e amigo do padre.

O velório está sendo realizado na Igreja Nossa Senhora de Lourdes, nas Dunas. A missa de 11 horas, que normalmente ocorre aos domingos, será celebrada durante o velório. A missa de corpo presente será realizada às 15h30min pelo arcebispo dom José Antônio e outros padres da comunidade. O enterro será no Parque da Paz, às 17 horas.

Padre Dourado tinha 84 anos e era natural de Beberibe, no Litoral Leste. Ele construiu a Igreja de Nossa Senhora de Lourdes há 15 anos e era muito admirado pela comunidade católica.

(O POVO Online)

Quem tem poder, obriga a julgar

265 11

Em artigo enviado ao Blog, o sociólogo e advogado Pedro Albuquerque sugere um pedido de desculpas por parte das Forças Armadas, pelo período da Ditadura Militar. Confira:

Está em todos os meios de comunicação a revelação feita por um coronel de nossas Forças Armadas: “Militares arrancavam dentes e dedos de mortos torturados na ditadura”.

Não, não podemos ser indiferentes a essa barbaridade. A presidente da República precisa tornar efetivo o mandato que os constituintes originários conferiram-lhe em nome do povo brasileiro, e que está posto na Constituição de 1988: Art. 84, inciso XIII: “Exercer o comando supremo das Forças Armadas, promover seus oficiais-generais e nomeá-los para os cargos que lhes são privativos”. É preciso fazê-lo agora e ordenar que os comandantes das três forças – Exército, Marinha e Aeronáutica – assumam a barbaridade que seus quadros, especialmente seus oficiais, praticaram em nome dessas instituições, para condenar essas práticas, erradicá-las definitivamente de seu seio e pedir desculpas ao povo brasileiro de forma incondicional. Incondicional, sim, porque nada as justifica, quer seja a luta contra o comunismo ou a luta contra a subversão da ordem e o terrorismo, como costumam alegar os que rasgaram a Constituição de 1946.

Nas fileiras das três forças, oficiais militares com poder de mando acobertavam o sadismo de psicopatas. Torturadores são pessoas que podem ser tidas como normais, à primeira vista, pelos que as conhecem superficialmente. Mas, são indivíduos egocêntricos e indignos de confiança. Divertem-se e gozam com o sofrimento de sua vítima ou de sua “presa”. Não têm sentimento de culpa e sempre encontram desculpas para suas práticas ignominiosas.

Em geral, jogam em terceiros a responsabilidade por essas práticas. Não aprendem com os erros, nem têm freios morais e éticos em seus impulsos. Esse tipo de personalidade era funcional aos objetivos dos comandos militares em arrancar informações e eliminar fisicamente os prisioneiros. Esse estado de terror servia à estratégia de manutenção do poder e à construção de impunidades numa eventual transição de um regime ditatorial para a democracia.

A presidente da República encontra na nossa Carta Magna, afora os tratados e convenções internacionais a que o Brasil aderiu, os princípios que podem embasar sua ordem de comando: Art. 5o., inciso III: ninguém será submetido à tortura nem ao tratamento desumano ou degradante; inciso XXXVII – não haverá juízo ou tribunal de exceção; inciso XLIII: a lei considerará crimes inafiançáveis e insuscetível de graça ou anistia a prática de tortura, o tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins, o terrorismo e os definidos como crimes hediondos, por eles respondendo os mandantes, os executores e os que, podendo evitá-los, se omitirem; inciso XLIX: é assegurado aos presos o respeito à integridade física e moral.

Todos os acusados por terrorismo ou por subversão da ordem já foram punidos pelos ditadores, com penas de prisão, com torturas, desaparecimento forçado e sequestro seguido de morte, banimento, exílio, “penas” que se estenderam, muitas vezes, aos familiares dos “réus”, numa flagrante subversão do príncipio segundo o qual pena alguma passará da pessoa do condenado.

Trata-se, presentemente, de investigar os crimes cometidos pelo Estado- é o que a Comissão Nacional da Verdade está a fazer- e abrir passo, com a verdade apurada, no mais estrito respeito ao princípio do contraditório, para a revisão da Lei de Anistia, através da qual os militares-ditadores se auto-anistiaram e pretenderam proteger os que cometeram crimes.  E, com base no relatório final dessa Comissão, e independentemente de reapreciação pelo STF da Lei de Anistia, a Presidente da República deve, em cadeia nacional de rádio e TV, dirigir-se ao povo brasileiro para, em nome do Estado, pedir-lhe desculpas (foi em nome do povo que os militares buscaram legitimidade para o cometimento de seus atos delitivos), e ordenar que os comandantes das três Forças Militares façam o mesmo.

Essa não é uma questão meramente jurídica e não pode e nem deve cingir-se à sua lógica.É, também, uma questão moral e ética.Ao condenarmos essas práticas, estaremos traçando os princípios morais e éticos pelos quais desejamos que nossos descendentes se referenciem. E é uma questão política, uma vez que a justiça só se realiza através do exercício do poder, pela vontade expressa do povo representado no corpo legislativo e nas organizações da sociedade civil.

Quem tem o poder, e o exercita, não faz o julgado (nas ditaduras e nas democracias em crise, o faz), mas obriga a julgar!

Agentes penitenciários paralisam atividades nesta segunda-feira

Uma unidade prisional no Ceará estará sem o trabalho de agentes penitenciários nesta segunda-feira (24), de acordo com decisão na Assembleia Geral realizada pelo Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp/CE), nesse sábado (22).

De acordo com a votação da categoria, as paralisações ocorrerão em dias alternados, em local conhecido somente no dia da manifestação. “As comissões que foram formadas durante a Assembleia ficarão responsáveis em mobilizar os servidores de plantão”, informou Valdemiro Barbosa, presidente do Sindasp/CE.

Os agentes penitenciários reivindicam o acautelamento de armas, auxílio alimentação, gratificação de risco para 100% e nomeação do cadastro de reserva.