Blog do Eliomar

Últimos posts

Eleitor que não votou no primeiro turno poderá votar neste domingo

Os eleitores vão às urnas neste domingo (28) para votar no segundo turno das eleições. No dia 7 deste mês, foi realizado o primeiro turno. E quem não votou no primeiro, pode votar no segundo turno? Sim, pode.

O eleitor poderá votar no segundo turno desde que esteja em situação regular com a Justiça Eleitoral, com título eleitor ativo. Se o título estiver cancelado ou suspenso, o eleitor não pode votar.

De acordo com a Justiça Eleitoral, cada turno de votação é considerado como uma eleição independente. Por isso, se o eleitor não compareceu em um turno, não fica impedido de votar no outro.

O eleitor que não votou no primeiro turno é obrigado a justificar a ausência. O prazo é de 60 dias após cada turno. Desta forma, se o eleitor não justificou a ausência do primeiro turno até o dia 28, não fica impossibilitado de votar neste domingo, poderá votar.

A regra da justificativa vale também para quem não comparecer neste domingo (28).

Para justificar, basta preencher o formulário de justificativa eleitoral pela internet ou entregá-lo pessoalmente em qualquer cartório eleitoral.

Há também a possibilidade de enviar o formulário pelo correio para o juiz eleitoral da zona eleitoral. Além do formulário, o eleitor deve anexar documentos que comprovem o motivo que o impediu de comparecer no dia do pleito.

Pela internet, o eleitor pode justificar a ausência utilizando o “Sistema Justifica” nas páginas do TSE ou dos tribunais regionais. No formulário online, o eleitor deve informar seus dados pessoais, declarar o motivo da ausência e anexar comprovante do impedimento para votar.

O requerimento de justificativa gerará um código de protocolo que permite ao eleitor acompanhar o processo até a decisão do juiz eleitoral. A justificativa aceita será registrada no histórico do eleitor junto ao Cadastro Eleitoral.

Para regularizar sua situação eleitoral, o cidadão terá de pagar uma multa R$ 3,61 por votação não comparecida.

O Tribunal Superior Eleitoral explica que a não regularização da situação com a Justiça Eleitoral pode resultar em sanções, como impedimento para obter passaporte ou carteira de identidade para receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público.

A não justificativa também pode impedir que o eleitor participe de concorrência ou administrativa da União, dos estados, Distrito Federal e municípios, além de ficar impedido de se inscrever em concurso público ou tomar posse em cargo e função pública.

(Agência Brasil)

Fortaleza só empata em casa, mas acesso à Série A está praticamente assegurado

Com um Castelão mais uma vez lotado, o Fortaleza não passou de um empate em 1 a 1 com a Ponte Preta, na noite dessa sexta-feira (26), pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Uma vitória asseguraria o acesso do Leão à Série A do próximo ano, mas o Fortaleza se mantém na liderança da competição, com seis pontos de vantagem para o segundo colocado, a cinco rodadas para o final da temporada.

A Ponte Preta abriu o placar com André Luís, aos 18 minutos da segunda etapa, e Marcinho empatou para o Leão, quatro minutos depois. O Fortaleza volta a campo no sábado (3), em Goiânia, diante do Atlético.

O Fortaleza chegou a 61 pontos, seguido pelo novo vice-líder Avaí, com 55 pontos, que na noite dessa sexta-feira goleou o Goiás, por 3 a 0, fora de casa. O CSA está na terceira colocação, com 54 pontos, enquanto o Goiás completa o G4, com 53 pontos. A primeira equipe na boca do G4 é o Vila Nova, com 51 pontos, que ontem perdeu para o Londrina, por 3 a 2.

Série A

Na abertura da 31ª rodada da Série A, na noite dessa sexta-feira, o Vasco empatou com o Internacional, em 1 a 1, em São Januário, e passou o Ceará na tabela de classificação. Com um ponto a mais que o Vozão, o Vasco agora é o 13º colocado, com 35 pontos, a mesma pontuação que o Botafogo, agora 14º colocado. O Ceará é o 15º colocado, mas ainda enfrentará o Atlético Mineiro, na segunda-feira (29), no Castelão, pelo complemento da rodada. No outro jogo dessa sexta-feira, o Vitória foi derrotado em casa pelo São Paulo, por 1 a 0, e segue na zona de rebaixamento.

(Foto: Reprodução)

Ciro retorna ao Brasil, a 32 horas da eleição, e diz: “Ele, não!”

155 2

Para quem esperou uma declaração de apoio de Ciro Gomes à candidatura do petista Fernando Haddad, na noite desta sexta-feira (26), no Aeroporto Internacional Pinto Martins, teve que se conformar como um “ele, não”, referente a uma oposição a Jair Bolsonaro.

Surpresa maior foi o número de pessoas que recepcionaram Ciro, em um lançamento de pré-candidatura à Presidência da República para 2022.

Para o deputado estadual eleito Salmito (PDT), que pelas redes sociais mobilizou cerca de 600 apoiadores, o futuro bate à porta.

Neste sábado (27), Ciro deverá se pronunciar sobre a eleição do domingo. No primeiro turno, o pedetista teve mais de 13,3 milhões de votos.

(Fotos: Divulgação)

Com apoio de Ciro Gomes, Haddad confia que possa ganhar 4 pontos

195 3

A dois dias do segundo turno das eleições presidenciais, o candidato do PT Fernando Haddad afirmou hoje (26), em Salvador, que o apoio explícito de Ciro Gomes, candidato do PDT derrotado no primeiro turno, pode alavancar sua candidatura em até quatro pontos percentuais. “A gente vai ganhar uns 3 a 4 pontos com o apoio do Ciro.”

Ciro Gomes embarcou para a Europa logo após o primeiro turno e a previsão é de que ele desembarque hoje à noite em Fortaleza. Antes de viajar, ele afirmou que não votaria em Bolsonaro. O PDT defendeu o “apoio crítico” a Haddad.

Pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada ontem (25), mostrou o candidato Jair Bolsonaro (PSL) com 56% dos votos válidos enquanto Haddad aparece com 44%. A diferença diminuiu seis pontos percentuais em relação ao levantamento anterior. (Agência Brasil)

DETALHE – Ciro deverá chegar a Fortaleza, logo mais, após o voo das 19h30min atrasar. Cerca de mil pessoas deverão recepcioná-lo no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

(Foto: Arquivo)

No Ceará, mais de 6,34 milhões de eleitores vão às urnas neste domingo

O Tribunal Regional Eleitoral divulgou o número oficial de eleitores aptos a votar nas eleições deste domingo (28 de outubro).

No Ceará são 6.344.483 eleitores que irão votar em 21.449 seções. É o oitavo maior colégio eleitoral do País que conta com um total de 146.785.039 nos 26 Estados e no Distrito Federal.

Fortaleza é a cidade do Estado com maior número de eleitores (1.774.989), enquanto Granjeiro é a que tem menos (5.154).

A presidente do TRE do Ceará, desembargadora Naílde Pinheiro Nogueira, gravou mensagem desejando bom voto ao eleitorado e garantindo que tudo está pronto para o dia da cidadania.

BNB desenvolve programa Acelera Microcrédito a partir de novembro

Romildo Rolim preside o BNB.

A população de municípios de todo o Nordeste e norte de Minas Gerais e Espírito Santo recebe, a partir de novembro, serviços da ação Acelera Microcrédito, promovida pelo Banco do Nordeste. Serão oferecidos, gratuitamente, corte de cabelo, maquiagem, apresentações culturais, entretenimento para crianças e atendimento negocial das equipes dos programas de microcrédito urbano, o Crediamigo, e rural, o Agroamigo, informa a assessoria de comunicação do banco.

O microcrédito do BNB tem como características o acompanhamento aos empreendedores por parte de um profissional, com orientações individualizadas para melhor aplicação do recurso. Clientes do Crediamigo e Agroamigo exporão seus produtos durante os eventos Acelera Microcrédito.

O Crediamigo oferece até R$ 15 mil em crédito, com taxas mensais a partir de 1,08%. O portfólio de produtos tem opções de crédito para capital de giro, empréstimos para aquisição de móveis, utensílios, máquinas e equipamentos, reformas de instalações físicas e seguro de vida.

O microcrédito urbano do Banco do Nordeste atende pessoas que trabalham por conta própria, individualmente ou reunidos em grupos solidários, que atuam nos setores informal ou formal da economia, no comércio, serviços e indústria.

Em 2018, o Crediamigo já aplicou R$ 6,4 bilhões na economia, até setembro. O valor é 11,3% maior do que no mesmo período do ano anterior. São mais de 3 milhões de operações, 5,39% a mais do que em 2017. No Ceará, foram contratados mais de R$ 2 bilhões, distribuídos em 1,1 milhão de operações.

O Agroamigo foi criado para atender, nas comunidades rurais, agricultores familiares do Nordeste, norte de Minas Gerais e Espírito Santo enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, no grupo Pronaf B. As taxas de juros atuais praticadas são a partir de 0,5% ao ano.

A metodologia do programa impulsiona a sustentabilidade dos empreendimentos rurais, a equidade de gênero no campo, a inclusão financeira dos agricultores familiares e a redução de desigualdades.

O microcrédito rural já aplicou, até setembro, cerca de R$ 2 bilhões na área de atuação do Banco do Nordeste, valor 14,4% maior do que em 2017, por meio de 387,5 mil operações. No Ceará, foram contratados R$ 235,9 milhões, em 48,9 mil operações.

Eleitores de Croatá vão eleger também seu novo prefeito

Eleitores de Croatá (Zona Norte) não votar, neste domingo, só para escolher o novo presidente do Brasil. Vão também comparecer às urnas para eleger prefeito e vice-prefeito.

A data da eleição suplementar foi definida pelo Tribunal Regional Eleitoral, aproveitando a data em que os eleitores terão de votar para presidente neste segundo turno.

Croatá conta com aproximadamente 10 mil votantes, que vão optar entre duas candidaturas, sendo uma disputa entre o PDT e PMDB.

Pelo PDT, que é situação, o candidato a prefeito é Edilson Feliciano (PDT), que tem apoio dos ex-prefeitos Thomaz e Zé Antonio. Já o candidato do PMDB, Antonio Onofre, que também é ex-prefeito da cidade, disputa pela oposição.

Governo Central registra déficit primário de R$ 23 bilhões em setembro

O subsídio para o óleo diesel e o aumento de despesas não obrigatórias fizeram o Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) registrar o segundo maior déficit da história para meses de setembro. No mês passado, o resultado ficou negativo em R$ 22,979 bilhões.

Apenas em setembro de 2016, o déficit para o mês foi maior (R$ 25,239 bilhões). Em relação a setembro do ano passado, o resultado negativo subiu 0,7% em valores nominais, mas caiu 3,7% ao descontar a inflação do ano passado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

O déficit primário é o rombo nas contas do governo desconsiderando o pagamento dos juros da dívida pública. Da janeiro a setembro, o resultado negativo soma R$ 81,591 bilhões, valor 28,6% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado (R$ 109,566 bilhões), descontado o IPCA. Mesmo com o resultado de setembro, o déficit acumulado é o menor para os nove primeiros meses do ano desde 2015.

De acordo com o Tesouro Nacional, dois fatores contribuíram para o pequeno aumento nominal do déficit em setembro. O primeiro foi a execução de créditos extraordinários provocada pelo subsídio ao óleo diesel, que consumiu cerca de R$ 1,7 bilhão apenas em setembro e está previsto para fechar o ano em R$ 9,5 bilhões.

O segundo fator foi o aumento de despesas discricionárias (não obrigatórias) do Poder Executivo, que subiram 9% acima da inflação de janeiro a setembro em relação ao mesmo período do ano passado. As maiores altas foram provocadas pelo desbloqueio de gastos de custeio (manutenção da máquina pública) nos ministérios e pela execução de emendas parlamentares impositivas. Os ministérios que mais puxaram a alta foram Defesa, com crescimento de 29% acima da inflação, e Saúde, com alta de 7,9% acima da inflação.

O déficit só não foi maior porque as receitas do Governo Central tiveram, em setembro, o reforço do leilão da quarta rodada de partilha do pré-sal e pelos royalties de petróleo, que foram impulsionados pela alta do dólar e pela valorização da cotação internacional do barril.

Acumulado

De janeiro a setembro, as receitas líquidas acumulam alta de 5,9% acima da inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). As despesas totais, em contrapartida, subiram em ritmo menor: 2,3% acima da inflação. Os gastos com a Previdência Social subiram 2% além da inflação, contra alta de 0,9% (também acima da inflação) dos gastos com pessoal.

As demais despesas obrigatórias, no entanto, acumulam queda de 2,6% descontada a inflação, por causa principalmente da redução dos gastos com subsídios (-29,7%), com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) (-35,4%) e com abono e seguro desemprego (-4,8%).

As despesas de custeio (manutenção da máquina pública) acumulam alta de 7% acima da inflação nos nove primeiros meses do ano. Os investimentos (obras públicas e compra de equipamentos) somaram R$ 31,862 bilhões, alta de 20,4% além da inflação em relação ao mesmo período de 2017.

O principal programa federal de investimentos, no entanto, está executando menos. Os gastos com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) somaram R$ 16,063 bilhões de janeiro a setembro, queda de 1,7% em relação aos mesmos meses do ano passado, descontada a inflação.

(Agência Brasil)

Salmito recebe título de cidadania em Beberibe

Com propostas voltadas para o desenvolvimento da Região Metropolitana de Fortaleza e municípios adjacentes, como o Parlamento Metropolitano, além de ações quando secretário de Turismo de Fortaleza (Setfor), que beneficiaram outros destinos turísticos do Ceará, o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza e deputado estadual eleito Salmito (PDT) foi agraciado com o título de cidadania de Beberibe, no Litoral Leste do Estado.

A propositura foi do próprio presidente da Câmara Municipal de Beberibe, vereador Eduardo Lima, que destacou o compromisso de Salmito para com a boa política, com base na seriedade e trabalho construtivo.

Eleito deputado estadual, Salmito espera trabalhar a potencialidade socioeconômico-cultural de cada macrorregião do Ceará.

(Foto: Divulgação)

MEC muda regras para expedição de diploma para garantir segurança no processo

O Ministério da Educação (MEC), estabeleceu novas regras para expedição e registro de diplomas de graduação. Agora, as faculdades e universidades terão que publicar no Diário Oficial da União informações sobre os diplomas registrados e manter informações detalhadas para consulta pública nos próprios sites. As mudanças foram publicadas no Diário Oficial da União.

De acordo com o MEC, o objetivo é reduzir o risco de fraudes e conferir maior segurança nos procedimentos internos das instituições de educação superior. As instituições terão um prazo de 180 dias para se adequar às novas regras.

Entre as mudanças está a exigência de um termo de responsabilidade a ser assinado pelas instituições de educação superior e prazos para a expedição e o registro dos diplomas. As instituições também deverão cancelar diplomas irregulares quando detectarem vícios nos procedimentos de expedição e registro e dar publicidade dos diplomas cancelados.

Outra alteração é que o verso do diploma deverá trazer a identificação da mantenedora da instituição de educação superior. A expedição e o registro da primeira via do diploma, do histórico escolar final e do certificado de conclusão de curso seguem gratuitos.

(Agência Brasil)

TJ do Ceará – 14 juízes disputam vaga de desembargador

Quatorze juízes estão inscritos no edital para preenchimento de uma vaga de desembargador do Tribunal de Justiça do Ceará  pelo critério do merecimento. A lista pode ser consultada aqui, e os candidatos têm o prazo de até cinco dias, a contar da publicação, para apresentarem impugnações às informações, junto à Assessoria de Articulação Interna – 1º Grau.

A vaga é decorrente da aposentadoria do desembargador Carlos Rodrigues Feitosa, conforme a Portaria nº 1879, de 24 de setembro deste ano. A sessão do Pleno na qual haverá a deliberação sobre o acesso (eleição) do novo integrante do TJCE ocorrerá na sexta-feira, 9 de novembro, às 10 horas, informa a assessoria de imprensa do TJCE.

Na escolha por merecimento, os concorrentes são avaliados em critérios como produtividade (quantitativo), desempenho (qualitativo), presteza, aperfeiçoamento técnico e adequação ao Código de Ética da Magistratura.

Conta de luz terá bandeira tarifária amarela em novembro

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou hoje (26) que a bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz em novembro será amarela. Assim, haverá uma redução na cobrança em relação aos cinco meses anteriores, quando a bandeira foi vermelha.

A bandeira amarela tem custo de R$ 1 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. Já a bandeira vermelha, que vigorava desde junho, prevê cobrança de R$ 5 a cada 100 kWh.

A justificativa para a redução na cobrança está no início do período de chuvas. Segundo a Aneel, apesar de os reservatórios ainda estarem com níveis reduzidos, a agência acredita que com o início da estação chuvosa haja elevação gradual no nível de produção de energia pelas usinas hidrelétricas.

Sistema
O sistema de bandeiras tarifárias foi criado para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica. A adoção de cada bandeira, nas cores verde (sem cobrança extra), amarela e vermelha (patamar 1 e 2), está relacionada aos custos da geração de energia elétrica. No patamar 1, o adicional nas contas de luz é de R$ 3 a cada 100 kWh; no 2, de R$ 5.

Dicas de economia

Para evitar aumento significativo nas contas, a Aneel faz algumas recomendações aos consumidores, entre as quais de banhos mais rápidos para quem usa chuveiro elétrico, e optar por temperatura morna ou fria.

A agência sugere também a diminuição no uso do ar-condicionado e que, quando o aparelho for usado, não se deixem portas e janelas abertas. Além disso, é preciso manter limpo o filtro do aparelho. Outra sugestão é que o consumidor fique atento ao tempo em que a porta da geladeira fica aberta e que nunca se coloquem alimentos quentes em seu interior.

Outras dicas são juntar as roupas para serem passadas de uma só vez e não deixar o ferro ligado por muito tempo e, em caso de longos períodos de ausência de casa, evitar que os aparelhos fiquem no sistema stand-by (em espera). Nesse caso, o mais indicado é retirá-los da tomada.

(Agência Brasil)

Hey Joe promove neste sábado o OktobeRock

O bar abre às 17 horas, e a casa oferece tanto o chopp artesanal em dobro (APA, IPA e Munich Helles) quanto a cerveja em dobro (Sol). Com direito a muito rock n´roll com as bandas Sulamericana (a partir das 18 horas) e Fets Domino (20h30min).

Agora que tal chamar todo mundo… Ou agenda com aquele contratinho, o crush ou com os amigos e as amigas, que o Hey Joe vai garantir sua noite com muita diversão (e cerveja em dobro!).

SERVIÇO

*O couvert artístico custa apenas R$ 10. O Hey Joe aceita reservas pelo site ou e-mail, e o terraço tem aquela vibe sensacional.

*Hey Joe Food’n’Bar – Rua Norvinda Pires, 32 – Aldeota

*Mais Informações – (85) 3121-3815 – Site http://www.heyjoefoodnbar.com.br

(Foto – Igor de Melo)

Dívida pública cai 0,15% e atinge R$ 3,779 trilhões

A Dívida Pública Federal (DPF), que inclui o endividamento interno e externo do Brasil, teve queda de 0,16% e passou de R$ 3,785 trilhões em agosto para R$ 3,779 trilhões em setembro, segundo dados divulgados hoje (26), em Brasília, pela Secretaria do Tesouro Nacional, do Ministério da Fazenda.

A redução da dívida ocorreu por conta do resgate líquido de títulos, que somou R$ 26,73 bilhões, descontado parcialmente pela apropriação positiva de juros, no valor de R$ 20,55 bilhões.

Segundo a Receita, a apropriação de juros representa o reconhecimento gradual das taxas que corrigem os juros da dívida pública. As taxas são incorporadas mês a mês ao estoque da dívida, conforme o indexador de cada papel.

Por meio da dívida pública, o governo pega recursos emprestados dos investidores para honrar compromissos. Em troca, ele se compromete a devolver o dinheiro com alguma correção, que pode ser definida com antecedência, no caso dos títulos prefixados, ou seguir a variação da taxa Selic, da inflação ou do câmbio.

A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) – em circulação no mercado nacional, que é a parte da dívida pública que pode ser paga em reais – teve o estoque reduzido em 0,07% em setembro, ao passar de R$ 3,630 trilhões para R$ 3,628 trilhões, devido ao resgate líquido de R$ 26,77 bilhões, compensado, em parte, pela apropriação positiva de juros, no valor de R$ 24,22 bilhões.

Emissão de títulos

Do total de R$ 57,38 bilhões de emissões de títulos da DPMFi em setembro, foram emitidos R$ 55,50 bilhões nos leilões tradicionais; R$ 1,76 bilhão relativo às vendas de títulos do Tesouro Direto e R$ 125,43 milhões referentes a emissões diretas.

Com relação ao estoque da Dívida Pública Federal externa (DPFe), captada do mercado internacional, também houve redução dede 2,34% sobre o estoque apurado em agosto, encerrando setembro em R$ 151,12 bilhões (US$ 37,74 bilhões), sendo R$ 136,71 bilhões (US$ 34,14 bilhões) relativos à dívida mobiliária e R$ 14,42 bilhões (US$ 3,60 bilhões), à dívida contratual.

No mês de setembro, os ingressos de recursos da dívida contratual à DPFe totalizaram R$ 255,13 milhões.

A DPF voltou a ficar abaixo das previsões do Tesouro. De acordo com o Plano Anual de Financiamento, divulgado em janeiro, a tendência é que o estoque da DPF encerre o ano entre R$ 3,780 trilhões e R$ 3,980 trilhões.

Detentores da dívida

A variação do endividamento do Tesouro pode ocorrer por meio da oferta de títulos públicos em leilões pela internet (Tesouro Direto) ou pela emissão direta. Além disso, pode ocorrer assinatura de contratos de empréstimo para o Tesouro, tomado de uma instituição ou de um banco de fomento, destinado a financiar o desenvolvimento de uma determinada região. Já a redução do endividamento se dá, por exemplo, pelo resgate de títulos.

Em setembro, os maiores detentores da dívida pública eram os Fundos de Investimento, com 26,14% da dívida, alcançando R$ 948,53 bilhões. O grupo Previdência ficou em segundo lugar, com uma participação relativa de 25,35% e variação positiva em seu estoque, passando de R$ 911,87 bilhões para R$ 919,90 bilhões, entre agosto e setembro.

Em seguida, estão as instituições financeiras com 22,79%, grupo que reduziu o estoque em R$ 3,96 bilhões, chegando a R$ 826,87 bilhões. Os investidores estrangeiros também apresentaram queda de R$ 9,21 bilhões em seu estoque e concentraram 11,67% da dívida. Já o governo possui 4,20% da dívida pública; as seguradoras, 3,99%; e outros, 5,86%.

(Agência Brasil)

Ciro vai gravar vídeo pró-Haddad, anuncia presidente nacional do PDT

114 2

O presidente do PDT, Carlos Lupi, disse nesta sexta-feira, 26, que Ciro Gomes irá gravar um vídeo no qual vai declarar voto e um apoio mais enfático ao presidenciável do PT, Fernando Haddad. Lupi evitou garantir, no entanto, que Haddad e Ciro irão se encontrar ou que haverá tempo para que eles façam um ato público juntos.

“Ele (Ciro) já declarou (voto no Haddad), vai reforçar isso. Eu estou indo para o Ceará para conversar com o Ciro para saber como vamos fazer, mas que a gente vai fazer, vai. Não sei dá tempo para isso (fazer ato público ou subir no palanque), mas para a rede social nós vamos gravar um vídeo sobre isso”, disse Lupi.

Segundo Lupi, os pedidos para um gesto enfático de Ciro têm sido feitos pelo próprio Haddad. “Falei com o Haddad na quarta-feira e ele me apelou muito por uma posição mais firme em torno da candidatura dele. E eu já fiz várias ações, fiz pronunciamento, fiz essa ação contra esse fake news do Bolsonaro, mas agora o mais importante é o Ciro pela candidatura que ele representa”, contou.

Ciro retorna ao Brasil nesta sexta-feira, após passar quase todo o segundo turno de férias pela Europa. Desde que deixou o Brasil, lideranças do PT passaram a pedir que ele retornasse e participasse, de forma mais explícita, da campanha de Haddad.

Mais cedo, Haddad fez um novo aceno ao pedetista, durante coletiva de imprensa em João Pessoa. “Eu sempre espero o melhor das pessoas, e eu sei que o Ciro tem muita coisa boa dentro dele”, disse. “Eu acredito que ele vai, agora chegando no Ceará, fazer um gesto importante pelo Brasil. Ele sabe que não é por mim, é pelo Brasil que fará esse gesto”, complementou.

Não está confirmado ainda se Haddad irá até o Ceará para se encontrar com Ciro. Uma das razões é que o próprio presidenciável espera uma declaração “dura” do pedetista.

“Tenho maturidade suficiente para entender o comportamento das pessoas, e na política você sempre tem que ter postura de acolhida, sobretudo com quem pensa parecido com você. O Ciro é meu companheiro de longa data. Tenho certeza que ele vai fazer uma fala dura nesta reta final e nós vamos vencer juntos”, disse o candidato do PT, em entrevista por telefone à Rádio Super Notícia, de Minas Gerais.

(Agência Estado/Foto – Paulo MOska)

Fortaleza será sede da II Feira de Guardiões da Agrobiodiversidade

Fortaleza será sede, nos dias 7 e 8 de novembro, no Palácio da Microempresa, da II Feira Nacional de Guardiões da Agrobiodiversidade. O evento tem por objetivo valorizar os trabalhos de conservação e uso racional da agrobiodiversidade promovidos por camponeses, povos e comunidades tradicionais. A feira tem acesso gratuito e ocorrerá das 9 às 19 horas nesse período.

Na programação, rodas de diálogo, troca de experiências, exposição e comercialização de sementes diversas, tubérculos, raízes, grãos, frutas nativas e ornamentais, abelhas sem ferrão, dentre outros produtos.

Haverá, ainda, apresentação de Mística do Povo Indígena Tremembé.

Morre empresário Antonio Eduardo Diogo

293 2

Melaine, nora, Antonio Eduardo, sua Regina e o filho Eduardo.

Vítima de morte natural, morreu, nesta sexta-feira, o empresário Antonio Eduardo Diogo. Ele era pai do ex-secretário estadual Eduardo Diogo, que iria lançar o livro “Muda Brasil”, nesta noite, no auditório da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec). O ato foi cancelado.

O corpo será velado a partir das 11 horas deste sábado, na Ethernus, com missa de corpo presente às 17 horas, seguido de cremação, informa a assessoria de imprensa da federação.

Antonio Diogo era filho de Waldyr Diogo, que dá nome ao principal auditório da Fiec.

(Foto – Balada In)

BNDES lança processo que reduz prazo para aprovação de crédito

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social abriu hoje (26) um novo processo de concessão de crédito que separa a análise de clientes e de projetos para reduzir os prazos de aprovação dos pedidos. Segundo o banco, com o novo processo, que deve estar concluído até o fim do ano, o tempo médio de liberação de recursos deve cair entre 43% e 75%, de acordo com o tipo de financiamento.

O BNDES criou uma etapa de habilitação que funcionará como porta de entrada dos pedidos de financiamento. Nessa etapa, serão analisados cadastro, compliance (prática de agir de conformidade com as normas vigentes) e rating (risco de crédito). Segundo a assessoria de imprensa da instituição, uma vez concluídas as avaliações, o cliente terá livre acesso às várias linhas de crédito da instituição.

Esteiras de crédito

Após a empresa ser declarada habilitada, os pedidos de empréstimo passarão por quatro esteiras de crédito, de acordo com sua característica: automática, simplificada, corporativa e project finance (projeto que tem como garantia o próprio fluxo de caixa).

“Pela esteira automática, tramitarão os financiamentos com escopo predeterminado, exemplo do capital de giro e da compra isolada de máquinas e equipamentos nacionais. A esteira simplificada destina-se, majoritariamente, a operações de financiamento a planos de investimentos de pequenas e médias empresas, com valor de apoio até R$ 10 milhões”, explicou o BNDES.

A terceira e a quarta esteiras (corporativa e project finance) destinam-se aos pedidos de financiamento para projetos mais complexos, entre os quais expansão de capacidade, inovação, infraestrutura e os chamados greenfields (novos investimentos). Tais projetos necessitam de prazo de análise mais longo que os demais, dos quais se diferenciam pela característica de garantias da operação. “Em projetos desse tipo, o BNDES continuará com suas práticas de avaliação de mérito quanto à efetividade, considerando as dimensões de impacto e sustentabilidade econômica, social e ambiental, como é característica das avaliações realizadas por bancos de desenvolvimento.”

As operações continuarão dependendo de aprovação da diretoria e do Comitê de Elegibilidade de Operações e Crédito do banco. Na avaliação do BNDES, o novo processo de concessão de crédito, que se refere somente às operações diretas, ou seja, em que não há intermediação de agentes financeiros credenciados, vai reduzir também a burocracia da contratação. Nas operações indiretas, os recursos continuarão sendo concedidos por meio da rede de agentes do BNDES.

(Agência Brasil)