Blog do Eliomar

Últimos posts

Ex-feirante vira gerente de estacionamento de rua

279 3

personagem 130317 josé dos santos de sousa 53

Da venda de verduras em feiras livres à gratuidade de seus serviços. Essa foi a mudança na vida do ex-feirante José dos Santos de Sousa, 53, que há oito anos passou a organizar o estacionamento de rua para motos na Praça do Ferreira, em um espaço de 30 metros na Major Facundo. O amontoado de motos não impede o acesso de pedestres, de uma calçada à outra, graças à boa iniciativa do ex-feirante.

“Eu estava desempregado e passei a andar pelo Centro à procura de emprego. Foi quando percebi a desorganização que os motoqueiros faziam no estacionamento de rua. Era moto que ocupava o espaço de três e não havia como o pedestre passar de um lado para o outro da rua. Na esperança de ganhar uns trocados, decidi organizar aquela bagunça e faço o serviço até hoje”, contou para o Blog o gerente do estacionamento de rua.

José dos Santos disse que passou a colocar cones a cada oito metros de estacionamento para que os pedestres tenham acesso à calçada. “O problema é que tem motoqueiro que insiste em colocar a sua moto no espaço e prejudica o pedestre. Eu explico que ele pode deixar a moto em outro local que eu a coloco no estacionamento na primeira vaga que surgir. Então eles dizem: ‘Pra quê, já achei a vaga’”, lamentou. “Não tenho poder de Polícia e ninguém me nomeou para tomar conta desse espaço. Então aguardo uma moto sair para fazer o espaço de passagem para os pedestres”, afirmou.

O gerente do estacionamento de rua assegurou ao Blog que nunca cobrou nada dos motoqueiros pela organização, mas já teve que pagar pelo furto de capacetes. “Os motoqueiros me dão o que querem ou o que podem. Mas como eu assumo a responsabilidade de organizar o lugar, também tenho que ser responsável por danos ou furtos que possam ocorrer”, disse José dos Santos, que trabalha das 7 horas às 19 horas e recebe cerca de um salário em gratificações durante o mês.

Presidente da Câmara Setorial de Fruticultura diz que 2013 é ano de seca

O Presidente da Câmara Setorial de Fruticultura do Estado do Ceará, Euvaldo Bringel Olinda, disse neste sábado (16) que a seca já está consolidada este ano no Ceará. Segundo o dirigente, a corrente intertropical, que determina o inverno no Estado, já passou dois terços em curso para a Amazônia.

“Essa corrente, que sai do sul da Bahia, durante o mês de janeiro e se estende até abril, já passou quase na sua totalidade longe do Ceará. É esse fenômeno o responsável pelo inverno em nosso Estado. Mesmo que o restante fosse desviado para o Ceará, ainda assim teríamos um ano de seca”, comentou o dirigente para o Blog, que nesta segunda-feira (18) assina artigo no O POVO sobre o assunto.

Proibindo as bajulações

Da coluna O POVO Há 80 Anos, no O POVO deste sábado (16):

O ministro Osvaldo Aranha remeteu a seguinte circular a todas ás repartições subordinadas á pasta da Fazenda:

“Declaro aos srs. chefes das repartições subordinadas a este Ministerio, para seu conhecimento e devidos efeitos, que ficam terminante proibidas nas mesmas repartições quaisquer manifestações a vultos vivos, quer dando os nomes destes a embarcações quer inaugurando bustos e retratos”.

Vamos nós – Creio que em 80 anos a determinação nunca foi respeitada.

Acrisio fecha dobradinha com Artur Bruno

82 2

acrísio e bruno

O vereador Acrísio Sena (PT) esteve, na manhã deste sábado, no encontro promovido pelo deputado Artur Bruno, na Assembleia Legislativa, quando houve plenária do mandato do parlamentar federai. “Vamos repetir o que trabalhamos em 2010 como apoiador e agora trabalhar para fazer essa dobradinha”, disse Acrísio referindo-se às eleições de 2014, quando ele vai disputar vaga para deputado federal e Artur Bruno para deputado estadual.

Governo Dilma – O desabafo do sociólogo contra o troca-troca de cargos

56 4

Do sociólogo, advogado e professor Pedro Albuquerque, um desabafo deixado em nossa lista de comentários. Ele considera uma esculhambação o troca-troca de ministros no Governo Dilma Rousseff. Confira:

Meu caro Eliomar de Lima (isto é apenas um comentário-desabafo, sem maiores pretensoes),

Isso é uma vergonha. Permita-me o termo “esculhambação”. A presidenta está submetida ao cabresto e à lógica do lulismo despolitizador e usurpador da República e vai enterrar o que o Brasil tem conquistado. A sociedade precisa reagir. Nao podemos aceitar que ministérios sejam criados apenas para comprar apoios eleitoreiros.

Quem está disposto(a) a reagir contra isso? Eu estou. Como começar, alguém tem alguma ideia? Sei que não é fácil, pois a quantidade de gente que está comprometida (é muito grande o número dos que dependem do Estado, dos que têm um projeto, uma ONG que dependam do governo) não está no gibi.

Mas, ainda que seja voz única, elevo a minha voz para diz NAO! Para dizer BASTA! Quem tiver ideia de como organizar uma reação contra essa perversão da (res)publica, por favor sugira. Meu e-mail: dealbuquerqueneto.pedro@gmail.com

* Pedro Albuquerque.

Polícia mantém cerco na Aldeota à procura de adolescentes que fazem arrastões

Desde a última quinta-feira (14) que a Polícia se mantém alerta à procura de um veículo importado, modelo antigo, usado por cinco adolescentes para a prática de arrastões. Armado com uma pistola 380 e um revólver, o grupo realiza assaltos contra motoristas, em ruas secundárias no bairro Aldeota.

O último ataque ocorreu na própria quinta-feira, por volta das 13h30min, na rua Leonardo Mota, nas proximidades da avenida Antônio Sales. Os adolescentes descem do veículo e abordam motoristas. A ação não dura mais que três minutos, segundo testemunhas.

A polícia acredita que o veículo esteja escondido na própria Aldeota, após um grande cerco na área.

Dilma diz que troca de ministros reforça a coalização política

46 1

“Ao dar posse hoje (16) a três ministros, a presidenta Dilma Rousseff justificou as mudanças nos ministérios como uma necessidade de fortalecer a coalizão entre os que dão suporte a seu governo. A presidenta empossou hoje os novos ministros da Agricultura, Antônio Andrade, do Trabalho, Manoel Dias, e da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Moreira Franco, remanejado da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE). “Aprendi que em uma coalização você tem que valorizar as pessoas que contigo estão, esses parceiros na luta, que são companheiros que nos acompanham numa jornada diuturna, então tem que estar conosco, nos momentos bons e nos ruim. Não acredito que seja possível esse país ser dirigido sem essa visão de compartilhamento e de coalização.”

Dilma disse que, ao longo do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e nos últimos dois anos como presidenta, aprendeu que governar “é necessariamente escolher entre várias alternativas” e que é preciso valorizar a parceria de quem dá apoio ao projeto político do governo. “Aprendi muito ao longo desse período sobre o valor da lealdade entre aqueles que desenvolvem com a gente a tarefa de governar”, disse.

Segundo Dilma, em um país grande e diverso com o Brasil, é impossível governar sem coalizão. “Não se governa para uma região, mas para todo o país. Aprendi que esse é um país desigual, por isso as políticas têm que levar em conta esse fato, ao mesmo tempo, temos que fortalecer as forças que sustentam um governo de coalizão.” A presidenta defendeu a estratégia de coalização e disse que o governo que não consegue manter relações firmes com aliados perde sustentação. “Muitas vezes algumas pessoa acreditam que a coalizão é algo incorreto do ponto de vista político. Mas nós estamos assistindo, em alguns lugares do mundo, um processo de deterioração da governabilidade justamente pela incapacidade de construir coalizões estáveis, como na Itália e também nos conflitos fiscais nos Estados Unidos”, citou.”

(Agência Brasil)

Novo papa divide opiniões sobre omissão durante ditadura argentina

74 2

Jorge Mario Bergoglio teve uma namorada na adolescência, lutou contra um problema de saúde na juventude e sentiu “pudor e vergonha” quando foi cotado para suceder João Paulo II, em 2005. Alguns fatos importantes da vida do cardeal argentino, agora papa Francisco, foram revelados à Agência Brasil pela jornalista Francesca Ambrogetti, coautora do livro O Jesuíta, que traz a biografia do cardeal argentino.

No livro, publicado em 2010, o papa conta que decidiu ingressar na vida religiosa aos 18 anos. “Ele ia para um piquenique com amigos. No caminho, passou por uma igreja para se confessar e disse que naquele momento se sentiu iluminado e soube que tinha que ser padre”, disse a biógrafa.

Depois da insistência dos autores, também falou sobre a namorada na adolescência e que começou a trabalhar aos 13 anos como contínuo no escritório de um amigo do pai. “Não queria falar sobre ela no livro porque achava que não tinha o direito de envolvê-la. Mas conseguimos convencê-lo a contar algumas coisas. Pelo visto, ela não ficou chateada. Agora que ele foi eleito papa, ela [Amália] deu várias entrevistas, contando da carta de amor que recebeu dele quando eram adolescentes”.

Segundo a jornalista, Bergoglio relatou quando perdeu, ainda jovem, parte de um pulmão. “Encontraram cistos no pulmão dele e tiveram que cortar o pedaço afetado. Ele disse que nunca sentiu tanta dor e que durante dias batalhou entre a vida e a morte. O que ele não aguentava, confessou, era ouvir as pessoas tentando consolar com aquelas frases de sempre: ‘Não se preocupe, vai ficar tudo bem’. Dizem que ele só tem um pulmão. Não é verdade. Ele só perdeu o pedaço de um”.

Ele revelou ainda o que sentiu ao ser cotado a sucessor de João Paulo II, no conclave de 2005. Na época, o escolhido foi Bento XVI. “Bergoglio não podia responder, porque os cardeais estão proibidos de contar o que ocorre dentro de um conclave. Na época, os jornais diziam que ele era o candidato dos moderados e que estaria entre os mais votados. Então perguntamos: ‘O que foi que o senhor sentiu quando viu que a imprensa citava seu nome como um dos favoritos?’. Ele respondeu: ‘Senti pudor e vergonha’”, disse Francesca à Agência Brasil.

Porém, a eleição de Bergoglio para papa divide opiniões na Argentina. Organismos de direitos humanos o acusam de omissão durante a ditadura militar, principalmente no sequestro dos jesuítas Orlando Yorio e Francisco Jalics, em 1976 pelos militares. Os dois foram soltos cinco meses depois. Yorio (que morreu de infarto no ano 2000) e seus irmãos responsabilizam Bergoglio. Yalics, que desde 1978 vive na Alemanha, divulgou comunicado nessa sexta-feira (15) em que disse “estar em paz” com o papa Francisco.

Na biografia, o cardeal argentino revela sua versão dos fatos. “Ele contou que os dois padres faziam trabalhos sociais nos bairros carentes e, na época, tinham pedido para formar uma nova congregação, algo que a Ordem dos Jesuítas não podia permitir. Mas sabendo que os sacerdotes estavam correndo perigo de vida, Bergoglio ofereceu hospedá-los. Eles não quiseram”, disse Francesca. Quando soube que os jesuítas haviam sido sequestrados, Bergoglio diz que intercedeu pessoalmente com o general Jorge Videla e o almirante Emilio Massera, da Junta Militar. No livro, diz que “fez o que pode”, levando em consideração a idade e os contatos que tinha na época.

Na quinta-feira (14), grupo de militares acusados de tortura e assassinato na década de 70 compareceram ao tribunal usando fitinhas com as cores do Vaticano na lapela, em alusão à eleição do papa. O ato contribuiu para aumentar a polêmica.

Com a revogação de indultos concedidos em 1989 e 1990, centenas de processos contra os repressores da ditadura foram reabertos. Bergoglio foi convocado como testemunha no julgamento dos responsáveis pelos crimes dentro da Escola Mecânica da Armada (Esma), centro clandestino de tortura. “Quando foram libertados, os sacerdotes Yorio e Jalics contaram que muitos outros continuavam sequestrados na Esma. A pergunta lógica era: o que ele [Bergoglio] fez, tendo em vista que era uma das pessoas mais importantes na Igreja argentina. E ele respondeu: ‘nada’, ou seja, sabia que havia prisioneiros na Esma, sabia em que condições estavam e nada fez”, disse Myriam Bergman, uma advogada das vítimas.

Personalidades vinculadas aos direitos humanos na Argentina – como o Prêmio Nobel da Paz, Adolfo Perez Esquivel, e a ativista Graciela Fernandez Meijide (mãe de um desaparecido na ditadura e uma das encarregadas de investigar as denúncias de crimes cometidos na ditadura argentina) – saíram em defesa do papa. “Trabalhei durante muitos anos na Assembleia Permanente pelos Direitos Humanos, onde recebíamos muitos depoimentos e posso dar fé que nunca, jamais, alguém mencionou Jorge Bergoglio em relação à ditadura”, disse Graciela.

(Agência Brasil)

Unimed Ceará entrega academia ao ar livre na Beira Mar

398 5

stressados academia exercício

Exercícios físicos como prevenção a doenças. Essa é a intenção da Unimed Ceará, ao entregar na manhã deste sábado (16), na Praça dos Stressados, na Beira Mar, a primeira academia a céu aberto de Fortaleza, com 16 aparelhos multifunções de uso gratuito. Segundo o presidente da entidade, Darival Bringel, a academia representa qualidade de vida para a população.

Para o secretário de Turismo de Fortaleza, Salmito Filho, que representou o prefeito Roberto Cláudio, a iniciativa é muito importante porque vai de encontro ao projeto da Prefeitura, que é a ocupação de praças e espaços públicos por iniciativa popular. “Quando a população ocupa uma praça ou cuida do local, revitaliza todo o entorno e promove a socialização da juventude e das famílias, afastando a violência. É um dado científico”, comentou o secretário.

unimed ceará academia ao ar livre

A presidente da Associação dos Stressados, Cláudia Gondim, destacou a harmonia das pastas da gestão Roberto Cláudio. “Temos aqui o secretário do Turismo, Salmito Filho. Pela primeira vez em 19 anos de praça um secretário municipal participa de um evento aqui. Falamos para ele de um problema da ordem de trânsito e, em poucos minutos, apareceu o presidente da AMC, o Victor (Ciasca). Isso mostra que o secretariado do prefeito Roberto Cláudio está completamente à disposição da população para resolver os problemas da cidade”, ressaltou a dirigente.

A academia ao ar livre possui mais de 130 metros quadrados e deverá beneficiar diariamente cerca de 1,2 mil frequentadores da Beira Mar.

Três ministros tomam posse neste sábado

63 2

A presidenta Dilma Rousseff dá posse neste sábado (16) a três ministros. Dois nomes são novos no governo: Antônio Andrade, na Agricultura, e Manoel Dias, no Trabalho. Já Moreira Franco deixa a Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) para assumir a Secretaria de Aviação Civil (SAC).

As mudanças no ministério de Dilma foram anunciadas no começo da noite dessa sexta-ferira (15). Na minirreforma, deixaram o governo os ministros da Agricultura, Mendes Ribeiro, do Trabalho, Brizola Neto e da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt. Com a saída de Moreira Franco da SAE, a pasta será comandada interinamente pelo secretário executivo, Roger Leal.

O governo decidiu agilizar a posse dos ministros porque Dilma viaja na madrugada deste domingo (17) para o Vaticano, onde participará da cerimônia de coroação do papa Francisco na próxima terça-feira (19).

Na nota em que confirmou as mudanças ministeriais, Dilma agradeceu os atuais titulares pela “dedicação, o empenho e os inestimáveis serviços prestados” em seu governo.

(Agência Brasil)

A reforma eleitoreira

91 2

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (16), pelo jornalista Érico Firmo:

Dilma Rousseff (PT) começou a fechar sua reforma ministerial. O governo não vai bem, mas sua prioridade absoluta é resolver o problema político – que talvez vá ainda pior. Aumentou o quinhão do PMDB, principal aliado, mas que tem ajudado a fazer da presidente um saco de pancadas no Congresso Nacional. Seja em questões menores, como na rebelião contra recondução de diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) – com único objetivo de expor a insatisfação ao Palácio do Planalto – ou em momentos-chave, como na derrota do governo na aprovação do novo Código Florestal.

Na única linguagem que tem sido eficiente para os presidentes desde Fernando Henrique para negociar com os peemedebistas, Dilma lhes deu mais cargos, inclusive com o remanejamento do ministro Moreira Franco, que não disse a que veio na pasta de Assuntos Estratégicos, mas foi promovido para a área de Aviação Civil. Tratou de acomodar também a parcela mineira no partido, em pagamento pelo apoio na eleição municipal em Belo Horizonte. Na qual, aliás, o candidato petista saiu derrotado, o que contribuiu para deixar a fatura mais salgada. Também para conter a insatisfação do PDT, que ameaçava sair da base, a presidente mexeu no Trabalho. O PSD é outro que será agraciado, mas mais à frente.

As trocas têm efeito unicamente político, mas não contribuem um milímetro para aumentar a eficiência administrativa. Dilma se move de olho na sua reeleição e parece não se preocupar em melhorar seu governo. Como se ignorasse que o melhor cabo eleitoral que pode ter são os resultados da própria gestão. Mas, sai ministro, entra ministro, não se tem perspectiva de melhora no que não está nada bem.

Creche no Conjunto Palmeiras não renova convênio e fecha

104 8

Uma creche conveniada à Prefeitura no ano letivo de 2012 não funcionará em 2013 por não ter renovado o convênio com o município. A Creche Comunitária do Conjunto Palmeiras atendia 80 crianças com idades entre 11 meses e quatro anos. Segundo a Secretaria Municipal da Educação (SME), a instituição não participou do processo de habilitação por não ter apresentado a documentação necessária.

O edital de renovação foi lançado na última quinta-feira (7) e foi concluído na terça-feira seguinte, 12. “A gente não conseguiu providenciar a tempo toda a documentação que eles exigem. Tudo indica que a gente não vai funcionar neste ano”, lamenta Célia Alves, diretora da creche que, segundo ela, foi a primeira a surgir no bairro, há 30 anos. A SMS, entretanto, afirma que o prazo de quatro dias foi suficiente, uma vez que 47 entidades ainda estão participando do processo.

As creches tiveram até ontem para recorrer e apresentar a documentação completa para a efetivação do convênio que ainda depende de uma visita técnica para ser oficializado, afirma a secretaria, por meio da assessoria de imprensa.

De acordo com a diretora da creche, não houve tempo hábil para providenciar a Certidão Negativa de Débito (CND) requerida pela SMS. “Como nós estávamos desde julho sem receber o pagamento (do convênio), não podíamos pagar os funcionários e os encargos”. A SMS não respondeu qual a previsão de pagar os convênios em atraso.

“Estamos numa tristeza grande. Os pais estão desesperados”, lamenta Francineide do Nascimento, funcionária da creche. A SMS garante que as 80 crianças serão remanejadas para outra creche. “Há vagas para todas as crianças”, garante a secretaria. Os convênios serão assinados nos dias 20 e 21 de março e serão válidos até janeiro de 2014.

(O POVO)

Justiça Eleitoral manda suspender campanha de divulgação do vice-governador do Rio

56 1

A campanha de divulgação na mídia do vice-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), foi considerada irregular pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que mandou suspender a veiculação de jingles e vídeos. Também foi determinada a suspensão do endereço eletrônico na internet e da página no Facebook alusivas a Pezão, bem como a interrupção de um serviço de telemarketing ativo.

A decisão foi do vice-presidente do TRE, desembargador Bernardo Garcez, em resposta ao pedido de liminar ajuizado pelo procurador regional eleitoral Maurício Ribeiro. Caso a medida judicial seja descumprida, o vice-governador terá de pagar R$ 50 mil por dia.

“Qualquer divulgação de uma candidatura antes do prazo legal – seja ela ostensiva ou subliminar – compromete a igualdade de oportunidades entre os pretendentes. Isso prejudica, especialmente, os que não têm o mesmo poder econômico para exploração de suas imagens e a divulgação de suas ideias e projetos”, disse o desembargador na nota. Segundo o juiz, as propagandas e veiculações têm o objetivo de pôr Pezão como habilitado para assumir o cargo de governador.

Também estão incluídos na decisão judicial o governador Sérgio Cabral e o prefeito do Rio, Eduardo Paes, ambos do PMDB. Eles gravaram participações nas peças publicitárias, enaltecendo o vice-governador. Para o desembargador, o conteúdo da campanha demonstrou irregularidade da propaganda, uma vez que a campanha eleitoral só é permitida a partir do dia 6 de julho do ano da eleição.

(Agência Brasil)

Projeto pretende inibir desvio de medicamentos públicos

O desvio de medicamentos dos serviços públicos de saúde, prática ainda comum em hospitais, pode se tornar mais difícil. Está na pauta da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) projeto de lei que obriga o uso de tarja de identificação nesses remédios para evitar que sejam furtados para uso ou venda ilegal. A decisão da comissão é terminativa. Após a aprovação, se não houver recurso, o projeto seguirá para a Câmara dos Deputados.

O PLS 55/2012 é de autoria da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). Segundo a senadora, evitar esse tipo de prática se torna ainda mais urgente quando se constatam as insuficiências apresentadas pelos serviços públicos de saúde.

“Além de toda a carência estrutural do sistema público de saúde, o desvio de produtos essenciais para a assistência provoca o agravamento da precariedade das condições em que a assistência à saúde é prestada, ampliando as dificuldades de acesso aos medicamentos e à atenção à saúde em geral”, disse a senadora na justificativa do projeto.

(Agência Senado)

Beira Mar conta com academia ao ar livre

academia ar livre

Com um espaço de mais de 130 metros quadrados, a academia ao ar livre será entregue neste sábado (16), a partir das 7 horas, na avenida Beira-Mar, pelo secretário de Turismo de Fortaleza, Salmito Filho, e pela Unimed Ceará. Aberta ao público de forma gratuita, a academia funcionará na Praça dos Estressados e contará com 16 aparelhos multifunções.

O espaço será administrado pela Associação dos Estressados e deverá beneficiar diariamente cerca de 1,2 mil frequentadores da Beira Mar.