Blog do Eliomar

Últimos posts

Organização Médicos Sem Fronteiras lança campanha virtual

A organização humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF) lançou, nesta semana, uma campanha de engajamento virtual chamada “O Poder do Curtir”. A ideia é aumentar o número de pessoas que curtem a página de MSF no Facebook e, assim, ampliar a visibilidade das crises humanitárias nos países onde a organização trabalha, levando assistência médica a populações que vivem situações de conflitos armados, epidemias, catástrofes naturais ou fome. Com campanha, a organização espera alavancar o número de cearenses no Facebook de MSF. Hoje eles somam mais de 1.300 pessoas só em Fortaleza.

Médicos Sem Fronteiras (MSF), bom destacar, é uma organização humanitária internacional que leva ajuda médica de emergência a vítimas de conflitos armados, epidemias, desastres naturais e a pessoas excluídas do acesso à saúde. Criada em 1971 por médicos e jornalistas, a organização também tem o compromisso de chamar a atenção para o sofrimento de seus pacientes e os obstáculos que impedem a oferta de ajuda. Hoje a organização mantém projetos em mais de 65 países e conta com escritórios em 22 países, inclusive no Brasil. Em 1999, MSF recebeu o prêmio Nobel da Paz.

SERVIÇO

* O endereço da campanha: http://www.msf.org.br/poderdocurtir. “O Poder do Curtir” foi desenvolvido pela agência de comunicação Quintal.

No Sertão Central, açude Piraribu causa preocupação

129 2

“A seca que assola o estado do Ceará tem deixado os reservatórios d’água em situação crítica em vários municípios. Quixeramobim é uma das raras exceções, onde, apesar de ter localidades da zona rural que dependem do abastecimento por carro-pipa, dispõe de uma capacidade hídrica muito superior a outras cidades. O Açude Fogareiro, maior do município e um dos maiores do Estado, encontra-se com 48,86% de sua capacidade total que é de 118 milhões de metros cúbicos de água. A Barragem Quixeramobim, que abastece a zona urbana do município, acumula atualmente 41 milhões de metros cúbicos de água, ou seja, 77,76% de sua capacidade, que é de 54 milhões.

A situação mais crítica é do Açude Pirabibu, no Distrito de Damião Carneiro que encontra-se com apenas 7,95% de sua capacidade, algo em torno de cinco milhões de metros cúbicos de água, sendo sua capacidade de 74 milhões de metros cúbicos.  O Pirabibu desde sua construção, nunca transbordou. Em 2009, o reservatório atingiu seu maior acúmulo de água, cerca de 70% de sua capacidade.

Açude Umari em Madalena

Inaugurado em 12 de junho de 2011, o Açude Umari é um dos maiores reservatórios de água de Madalena. Mesmo com a construção da adutora em fase de conclusão, o Umari garante o abastecimento da sede do município. De acordo com informações do Blog do Chico Almir, o açude encontra-se com 13,42%, ou seja, com 4,7 milhões de metros cúbicos de água, de sua capacidade total que é de 35.040.000 milhões metros cúbicos de água.

Segundo informações, o açude dá suporte ao fornecimento de água da cidade através dos “cacimbões” localizados na sua jusante e que alimentam o atual sistema de abastecimento, tendo em vista que o lençol freático foi favorecido, permitindo que não houvesse colapso, como em anos anteriores.

Cogerh

A Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Estado do Ceará (Cogerh) disponibiliza, em seu site, os dados atualizados da capacidade atual dos principais açudes do Estado, onde estão disponibilizados dados referentes aos demais açudes que compõem a Bacia Banabuiú. Acompanhe:

Banabuiú (Em Banabuiú): 58,05%
Capitão Mor – Pedra Branca: 66,39%
Trapiá II – Pedra Branca: 42,37%
Cedro – Quixadá: 16,08%
Pedras Brancas – Quixadá: 38,65%
Cipoada – Morada Nova: 11,94%
Poço do Barro – Morada Nova: 14,29%
Curral Velho- Morada Nova 74,11%
Jatobá – Milhã: 11,84%
Monsenhor Tabosa (Em Monsenhor Tabosa): 41.81%
Patu – Senador Pompeu: 53,84%
São José I – Boa Viagem: 41,99%
Vieirão – Boa Viagem: 45,56%
São José II – Piquet Carneiro: 49,92%
Serafim Dias – Mombaça: 43,84%

(Com Sistema Maior de Comunicação)

BNB inscreve para prêmio de Jornalismo em Desenvolvimento Regional

Prosseguem as inscrições para o Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo em Desenvolvimento Regional 2012. Considerado um dos mais importantes do gênero no País, o concurso contempla trabalhos jornalísticos publicados em todo o território nacional, totalizando R$ 183 mil em prêmios.

As matérias devem abordar ações de desenvolvimento regional e expansão do crédito executadas em toda a área de atuação do Banco do Nordeste, que compreende toda a região Nordeste e ainda o norte dos Estados de Minas Gerais e do Espírito Santo. Para concorrer ao prêmio, as reportagens precisam ter sido publicadas no período de 1° de janeiro a 31 de dezembro de 2012. Os jornalistas interessados têm até o dia 11 de janeiro de 2013 para se inscrever.

SERVIÇO

* O regulamento, o formulário de inscrições e demais informações sobre o Prêmio estão disponíveis no site do Banco do Nordeste na Internet (www.bnb.gov.br).

E agora, José?

61 20

Há um grupo de médicos revoltados com o presidente do sindicato da categoria, José Maria Pontes. É que, nesta semana, ele apareceu no programa eleitoral gratuito do candidato a prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PSB/PMDB) fazendo críticas ao sistema municipal de saúde.

Alguns integrantes da turma de branco e, claro, adeptos do candidato Elmano de Freitas (PT),  reclamam de nítido aparelhamento do sindicato.

Há expectativa de chumbo grosso.

Sintro vai se reunir com 6º Comando da PM para discutir segurança dos ônibus

O 6º Comando da Policia Militar, que atua na área do Conjunto Ceará, vai receber, às 14 horas desta sexta-feira, a diretoria do Sindicato dos Rodoviários do Ceará (SINTRO).

A pauta é uma só: a segurança dos motoristas de ônibus, cobradores e passageiros que estão sendo alvos de assaltos.

No último dia 16, o Sintro comandou paralisação, por uma hora, de motoristas e cobradores no Terminal do Conjunto Ceará. Foi a forma que encontrou para alertar sobre o problema.

 

Patricinhas e Mauricinhas, uni-vos!

113 12

Com o título “Patricinhas e Mauricinhos, uni-vos!”, eis artigo do publicitário e poeta Ricardo Alcântara. No conteúdo, avaliações sobre a pesquisa Datafolha/O POVO, encontrando aspectos interessantes e curiosos que cercam o candidato Roberto Cláudio (PSB/PMDB)

Com o tempo, as surpresas se tornam menos frequentes e, talvez por isso, mais desconcertantes do que sempre foram – acresce ali, ao inesperado que as define, outra surpresa ainda maior: a de ter sido mais uma vez surpreendido, mesmo depois de se ter visto tantas outras que já pareciam suficientes.

A recente pesquisa Datafolha/O POVO trouxe outra dessas surpresas: apesar do “empate técnico”, um candidato, Roberto Cláudio, submete seu adversário, Elmano de Freitas, a uma diferença de nada menos do que 34% de preferência entre eleitores com faixa de renda superior a dez salários mínimos.

Vota no candidato do governador a grande maioria dos que moram em casa própria com rua asfaltada e carro na garagem. Eles têm formação superior e pagam plano de saúde. Os filhos estudam em escolas particulares. Frequentam aeroportos, só compram em shoppings e usam smartphones.

Se a diferença tão acentuada já é, por si, um indicativo consolidado de rejeição – se não ao candidato Elmano, certamente a quem ele representa – não significa que o governo estadual tenha falhado em ações básicas: seu candidato, com 45%, também não vai mal entre eleitores de baixa renda.

A disparidade é incomum e, surpreso, só resta supor que a “lupenfobia” de Meireles e adjacências aproveitou a boa ocasião para sair do armário. O percentual – repito, 34%, porque é muito acima da curva média – indica uma inusitada mobilização de classe, dessas que não se vê desde a Guerra Fria.

Roberto Cláudio é candidato de sete em cada dez mauricinhos ou patricinhas da cidade. Como há sempre algum espaço para fomentar ressentimentos de tal ordem em um país ainda tão desigual, o passivo deverá ser explorado pela militância do adversário nas mobilizações da zona Oeste.

* Ricardo Alcântara,

Publicitário e poeta.

Escândalo dos Banheiros – Ex-presidente do TCE e deputado com bens indisponíveis

87 2

“O juiz Claudio Augusto Marques de Sales, da 1ª Vara da Comarca de Pacajus, expediu nessa quinta-feira uma decisão liminar, determinando a indisponibilidade dos bens de 17 pessoas, duas empresas e uma entidade acusadas de participação no chamado “escândalo dos banheiros”. A decisão ocorre após a Ação Civil Pública (ACP) de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público do Estado do Ceará. A ACP data do dia 26 de setembro e foi assinada pelos promotores de Justiça Ythalo Frota Loureiro e Maria Deolinda R. Maia Noronha da Costa.

Os acusados são: Teodorico José de Menezes Neto, Teodorico José Barreto Menezes, Camilo Santana, Jurandir Vieira Santiago, Joaquim Cartaxo Filho, Fabio Castelo Branco Ponte de Araújo, George de Castro Júnior, Sérgio Barbosa de Sousa, João Paulo Custódio Pitombeira, Luíza de Marillac Ximendes Cabral, Francisco Irapuan Sales Lima, Antônio Carlos Gomes, Thiago Bezerra Menezes, Antonísia Barreto de Menezes, José Hugo Viana Mesquita, Francisco José Libânio de Menezes, Aline Barreto Menezes Coutinho, Sociedade de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância de Pacajus, Manhattan Empreendimentos Imobiliários Ltda. e Dimetal Construções e Serviços Ltda.

Na decisão, o juiz determina, dentre outras coisas: a indisponibilidade dos bens até o limite de R$ 493.924,69; o bloqueio dos ativos financeiros e o sequestro de valores depositados nas contas correntes, poupanças e aplicações financeiras de titularidade das pessoas físicas e jurídicas requeridas; a certificação dos cartórios de registros de imóveis de Pacajus, Fortaleza, Chorozinho, Horizonte e Pindoretama, com a finalidade de gravar com cláusula de indisponibilidade os imóveis registrados em nome dos requeridos na ação; a suspensão do registro da empresa Dimetal e da Sociedade de Proteção à Maternidade e à Infância no Ofício do Registro de Pessoas Naturais, vedando-lhes a celebração de convênios e contratos de qualquer natureza.

“As faltas imputadas aos requeridos consistem no orquestramento de uma refinada organização, envolvendo servidores e gestores públicos no desvio de verbas públicas através de simulacros de convênios com interesse social. (…) As medidas de indisponibilidade e sequestro de bens visam assegurar o resultado útil do processo, possibilitando no âmbito de ações por responsabilidade civil por ato de improbidade administrativa eventual ressarcimento ao erário, bem como execução de multa civil”, afirma o juiz na decisão.”

(Do Site do MP-CE)

João Ananias cumprirá agenda na Guatemala

67 1

O deputado federal João Ananias (PCdoB), membro titular da Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF), representará a Câmara dos Deputados no encontro que vai reunir, na Guatemala, representantes de seis países (Brasil, Guatemala, Haiti, Peru, Honduras e México). O encontro discutirá ações em prol da redução das taxas de mortalidade materna e infantil. João Ananias, que é médico e ex-secretário da Saúde do Estado, foi convidado pela OPAS/OMS.

O encontro será realizado de segunda a quarta-feira próximas em La Antigua. João Ananias destaca que o Brasil avançou muito na saúde materno-infantil, mas as taxas de mortalidade materna ainda são levadas. “Gestantes ainda morrem em consequência da pressão alta, hemorragias. Temos de trabalhar muito questões como o pré-natal e
humanização do parto”, disse Ananias.

TV Jangadeiro cancela debate por falta de acordo entre assessores dos “prefeituráveis”

 

A TV Jangadeiro não realizará debate com os candidatos Elmano de Freitas (PT) e Roberto Cláudio (PSB), neste segundo turno. Em comunicado divulgado nesta manhã de sexta-feira, após uma segunda reunião com as equipes das duas campanhas, a emissora afirmou que “não houve acordo sobre as regras. Os representantes das coligações não concordaram que alguns dos candidatos que disputaram o primeiro turno fizessem perguntas gravadas. Pelas regras, uma mesma pergunta seria respondida pelos dois candidatos para garantir a transparência do debate”. O debate estava previsto para a próxima quarta-feira, dia 24, com início às 12h20min.

A emissora lamentou o que considera “excesso de blindagem que os representantes exigem para os candidatos”, e reafirmou em editorial que “pelo seu compromisso com a liberdade de expressão, não abre mão de conduzir livre debate, para avaliar a capacidade dos candidatos, em vez de se dobrar a regras que atendam unicamente às conveniências dos candidatos.

Que a campanha eleitoral em Fortaleza não descambe para baixarias

Com o título “Eleitores entram na etapa decisiva do segundo turno”, eis o Editorial do O POVO desta sexta-feira. Aborda a disputa em Fortaleza, na expectativa de que as propostas sejam discutidas sem baixarias  que a democracia prevaleça acima de tudo e como um processo de aprendizado. Confira:

Faltando poucos dias para os eleitores irem às urnas para a escolha final do candidato e das forças que irão dirigir Fortaleza nos próximos quatro anos, a campanha eleitoral ganha clima mais tenso. A expectativa, contudo, é que a disputa não saia dos trilhos civilizados e que fomente a consciência política.

O primeiro turno foi a oportunidade para que cada partido pudesse apresentar o próprio rosto e trazer sua contribuição para a resolução dos problemas da cidade. Nunca houve um leque tão amplo de opções políticas como agora. Isso permitiu que o eleitor pudesse dar vazão a seus particularismos políticos e testá-los para ver se eram comungados por outros.

O número de votos recebidos por cada candidato delimitou a abrangência de sua proposta, tomada individualmente. As propostas que arrebataram mais votos assim o fizeram por terem maior poder de agregação. O afunilamento deixou frente a frente apenas dois polos agregadores: um recebendo mais apoio dos segmentos populares e o outro das faixas mais abastadas, conforme mostrou o mapa da eleição do 1º turno.

O retrato que se revela faz parte do processo de mobilização de uma sociedade que tenta definir seus próximos passos. E o fato de cada proposta política ser identificada – grosso modo – por setores sociais diferenciados e, às vezes, com interesses antagônicos não esmaece a legitimidade de cada uma das perspectivas políticas. A que resultar minoritária, quando os votos forem somados, terá sua chance na próxima vez. Essa é a beleza da democracia: assim como é legítima a alternância de poder, igualmente o é a continuidade, desde que ambas correspondam à vontade do eleitor. Nesse ponto, quem reina de forma absoluta é a soberania popular.

O fato é que a democracia é sempre um processo de aprendizado. Através do erro e do acerto, o cidadão vai apurando a capacidade de discernimento político, tendo chance, a cada vez, de aprimorar sua consciência crítica e escolher bons quadros políticos e boas propostas. Felizmente, na presente eleição, em Fortaleza, tivemos uma profusão de candidatos de qualidade.

Ceará tem a 16ª tarifa de energia industrial mais cara do País

Essa informação é do site da Federação das Indústrias do Ceará:

O Ceará possui a 16ª tarifa de consumo de energia elétrica industrial mais cara do Brasil, R$ 316,5/MWh. Esse valor se encontra abaixo da média brasileira e nordestina. Em comparação com os estados da Bahia e Pernambuco, a tarifa cearense possui um valor inferior em 13,3% e 8,4%, respectivamente. Os dados (documento disponível no link abaixo) constam na Carta Econômica de outubro, publicada pela Unidade de Economia e Estatística do Instituto de Desenvolvimento Industrial (INDI), da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC). A energia elétrica é um insumo fundamental para o setor industrial e a garantia de seu fornecimento, com qualidade, segurança e preços adequados, é indispensável para o crescimento da produção industrial e para a promoção do desenvolvimento econômico.

Em média, as despesas com energia elétrica e combustíveis representaram 2,9% dos custos das empresas industriais brasileiras, segundo a Pesquisa Industrial Anual (PIA) de 2010. O peso, no entanto, é bem mais relevante para setores intensivos no uso desse insumo. No setor de minerais não metálicos, por exemplo, as despesas com energia elétrica representam cerca de 9,2% do custo total. Uma análise das tarifas de consumo de energia elétrica industrial feita por meio de dados da ANEEL, para 64 distribuidoras, referentes às 27 unidades da federação, mostra que a tarifa média de energia elétrica para a indústria no Brasil é de 329,0 R$/MWh, com diferença de 63% entre o estado mais caro (Mato Grosso) e o mais barato (Roraima).

A tarifa de energia elétrica para consumidores de alta tensão – indústrias e grandes consumidores de energia – se divide em duas partes: consumo e demanda. A análise apresentada se dedica ao detalhamento da tarifa de consumo, tanto pelo fato de que esta representa quase a totalidade da conta final de energia elétrica quanto pela escassez de dados para tarifas de demanda em outros países. A Carta aponta, contudo, que mais importante do que observar as disparidades regionais é avaliar a competitividade das tarifas de energia cobradas no Brasil, frente às tarifas dos demais países do mundo. As tarifas cobradas no Ceará (316,5 R$/MWh) e no Brasil (329,0 R$/MWh) são 47% e 53% mais caras, respectivamente, à média de 215,5 R$/MWh encontrada para um conjunto de 27 países que possuem dados disponíveis na Agência Internacional de Energia.

Quando comparada com países que formam o BRIC, as indústrias instaladas no Ceará pagam, em média, 246% a mais do que na Rússia, 122% a mais do que na China e 68% a mais do que na Índia. Comparativamente a média brasileira, a diferença de tarifas para com esses países é ainda maior: 259%, 131% e 75%, respectivamente.

Em relação aos países da América Latina, o Ceará apresenta também menor competitividade com uma tarifa 60% superior à média da praticada por Argentina, Chile, Colômbia, El Salvador, Equador, México, Paraguai e Uruguai (197,5 R$/MWh), onde apenas o Chile possui uma tarifa maior. Já em comparação com o Brasil, todos os nossos vizinhos latinos possuem tarifas inferiores à média do nosso país. Quando comparada à média mundial (215,5 R$/MWh), à dos BRICs (140,7 R$/MWh) e à dos países da América Latina (197,5 R$/MWh), nenhum estado brasileiro possui tarifa de energia em patamares competitivos.

De acordo ainda com o documento publicado pelo INDI, para identificar as razões que tornam as tarifas de energia elétrica nos estados brasileiros tão altas, é importante analisar suas estruturas. A tarifa industrial de consumo de energia elétrica foi dividida em dois grupos distintos. O primeiro, ligado diretamente a questões operacionais, inclui os custos de geração, transmissão e distribuição (“GTD”), além das perdas técnicas e não técnicas. O segundo é diretamente relacionado à tributação, seja na forma de encargos setoriais, seja na forma de tributos federais e estaduais (PIS/Cofins e ICMS). Ao analisar os custos de “GTD”, estes representam 50% da composição da tarifa de energia elétrica industrial no Ceará e no Brasil.

SERVIÇO

* O documento está disponível no link http://www.sfiec.org.br/portalv2/sites/indi/wp-content/uploads/files/CARTA_ECONOMICA_ANO5%20_N_3_%20OUTUBRO_%20DE%20_2012.pdf

Tudo pronto para o VI Tweetfor

Tudo pronto para o VI Tweetfor, o maior encontro de twitteiros, blogueiros e faceanos de Fortaleza. Em clima de feijoada, a partir das 13 horas deste sábado, no Marina Park Hotel, será momento para confraternização e troca de experiências entre aqueles que militam nas redes sociais.

Haverá também homenagens e shows, segundo um dos promotores do encontro, Alfredo Marques. “Nosso objetivo é discutir redes sociais, mostrar experiências e promover intercâmbio”, explica ele para o Blog.

* Confira a programação de shows do evento aqui.

Prefeita assina decreto criando comissões na área da formação de professores

66 1

A prefeita Luizianne Lins (PT) assinou, nesta sexta-feira, decreto de criação de duas equipes especiais de trabalho: uma para formação inicial de professores do Fortaleza Alfabetizada e outra para formação continuada de professores do Sistema Municipal de Ensino.

O Fortaleza Alfabetizada é um programa realizado pela Prefeitura de Fortaleza em parceria com o Governo Federal para alfabetizar pessoas tem tenham mais de 15 anos e que não tiveram a oportunidade de estudar. Hoje, possui 1.450 turmas e beneficia cerca de 24 mil alunos na Cidade. O Programa, que foi implantado em fevereiro 2012, utiliza o método cubano de alfabetização de jovens e adultos “Sim, eu posso”, que já é sucesso em 26 países e desenvolvido pelo Instituto Pedagógico Latino-Americano e Caribenho (IPLAC).

Os que desejam atuar no programa como professores devem ter pelo menos o ensino médio completo e formar turmas de, no mínimo, 15 alunos. Em seguida, realizar o credenciamento junto a Secretaria Municipal de Educação (SME). Para esses professores, que a nível nacional trabalham em regime de voluntariado com bolsa do Ministério da Educação (MEC) no valor de R$ 250,00, a Prefeitura de Fortaleza garante complemento de R$ 180,00 por turma, sendo a única do Brasil que disponibiliza esse bônus.

Já a criação do grupo para formação continuada dos professores municipais, prevê efetivo composto por educadores da Rede Municipal. Ao todo 35 professores já estão sendo capacitados. Esses profissionais atuarão na formação continuada de outros professores através de encontros periódicos com docentes da Educação Infantil e Ensino Fundamental.]

(Com site da Prefeitura)

Jurista Paulo Bonavides ganha homenagem na UFC

O jurista e professor Paulo Bonavides receberá, a partir das 18 horas desta sexta-feira, no auditório da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará, homenagem pelo trabalho exercido para o aprofundamento da democracia brasileira. A homenagem ocorrerá logo após a conferência de abertura do seminário sobre os 120 anos da Primeira Constituição Brasileira. Nessa ocasião, a professora Ana Maria D’Avila Lopes proferirá palestra sobre o tema “120 anos da Primeira Constituição Republicana: um importante passo para o Brasil como Nação”. Em seguida, haverá um coquetel.

Paulo Bonavides

Paraibano, nascido em Patos, mudou-se para o Fortaleza onde concluiu seus estudos no Liceu do Ceará. Frequentou dois anos do curso de Direito na Universidade Federal do Ceará, porém, se diplomou em 1948, pela Faculdade de Direito da Universidade do Brasil (Rio de Janeiro). É membro da Academia Cearense de Letras, ocupando a 17ª cadeira e membro da Academia Cearense de Letras Jurídicas. Também é professor emérito da Universidade Federal do Ceará.

BC decreta intervenção no Banco BVA

94 1

“O Banco Central (BC) decretou hoje (19) a intervenção no Banco BVA S.A., com sede na cidade do Rio de Janeiro. Segundo o BC, a intervenção será feita “em decorrência do comprometimento da sua situação econômico-financeira e do descumprimento de normas que disciplinam a atividade da instituição”. De acordo com a autoridade monetária, o Banco BVA detém apenas 0,17% dos ativos do sistema financeiro e 0,24% dos depósitos, com sete agências localizadas nos estados do Rio de Janeiro, de Minas Gerais e São Paulo.

“O Banco Central está tomando todas as medidas cabíveis para apurar as responsabilidades, nos termos de suas competências legais de supervisão do sistema financeiro. O resultado das apurações poderá levar à aplicação de medidas punitivas de caráter administrativo e a comunicações às autoridades competentes, observadas as disposições legais aplicáveis”, diz comunicado do Banco Central. De acordo com o BC, os bens dos controladores e dos ex-administradores da instituição ficarão indisponíveis.

A determinação do regime especial (intervenção e liquidação extrajudicial) ocorre depois que a fiscalização do Banco Central verifica algum tipo de problema na instituição financeira, como ausência de liquidez (recursos disponíveis), desvio de dinheiro, descumprimentos de normas ou não pagamento de obrigações.

No processo de intervenção, existe a possibilidade de sanar os problemas da instituição, mas, se isso não ocorre, a instituição financeira passa por um processo de liquidação extrajudicial, quando são vendidos os bens da empresa para pagar credores.”

(Agência Brasil)

José Dirceu crítica a Sociedade Interamericana de Imprensa

72 4

Com o título “SIP e os cartéis midiáticos”, eis artigo do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu (Governo Lula), que pode ser conferido no Blog do Noblat, nesta sexta-feira. Dirceu bate na Sociedade Interamericana de Imprensa e questiona posições da entidade no que quesito defesa da liberdade e da democracia. Confira:

Sob o pretexto de defender a liberdade de imprensa no continente americano, a 68ª Assembleia da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) reuniu em São Paulo, no início desta semana, a mais alta cúpula da grande imprensa das Américas, pessoas que nada ou muito pouco tem a ver com a defesa da liberdade e da democracia.

Escolhendo como alvo de suas críticas os governos da Venezuela e da Argentina, aos quais acusa de tentar controlar os meios de comunicação e de restringir a liberdade de expressão com leis de controle de conteúdo e “manipulação da publicidade oficial”, a SIP deixa claro quais os interesses que pretende salvaguardar.

Cúmplice do golpe midiático desferido contra o presidente Hugo Chávez, em 2002, e crítico contumaz de quaisquer iniciativas de regulamentação e de democratização da mídia empreendidas no continente, o órgão não tem como disfarçar o seu caráter reacionário, alinhado aos interesses de grandes grupos financeiros, cujos representantes sempre estiveram entre os seus dirigentes.

Não é possível esconder sua íntima relação com a mídia conservadora da América Latina, guardiã do neoliberalismo e apoiadora das ditaduras que cobriram o continente de atentados aos direitos humanos.

Refletindo o desejo dos grandes monopólios de mídia do continente de atuar sem qualquer tipo de controle e sem qualquer limite às suas concentrações de meios, a SIP esconde que a existência de marco regulatório é regra na maioria dos países desenvolvidos do mundo.

Ao tentar vincular legislações específicas constituídas em conjunto com a sociedade, como a Ley de Medios argentina, à censura, apenas ratifica que está a favor não do interesse público, mas do das grandes corporações de comunicação, que querem, a qualquer custo, manter seus monopólios de edição e distribuição, sem restrições.

José Dirceu66, é advogado, ex-ministro da Casa Civil e membro do Diretório Nacional do PT.

* Confira a íntegra em SIP e os cartéis midiáticos

Patrícia Saboya aparece na campanha de Roberto Cláudio

87 11

A deputada estadual Patrícia Saboya (PDT) está puxando, nesta manhã de sexta-feira, pelas ruas do Centro de Fortaleza, uma caminhada pró-candidato Roberto Cláudio a prefeito.

Além dela, a mulher do candidato, Carol Bezerra, a irmã do governador Cid Gomes, Lia Gomes, e Rosa Torgan, mulher do candidato derrotado a prefeito pelo DEM, Moroni Torgan.

A atividade faz parte do Comitê de Mulheres Pró-Roberto Cláudio.

“Ministro da hiperinflação” dará palestra em Fortaleza

58 3

O ex-ministro da Fazenda, Maílson da Nóbrega (Governo Sarney), dará palestra em Fortaleza, a partir das 10 horas desta sexta-feira, dentro do I Simpósio Internacional Poli-Nutri de Carcinicultura. O evento ocorre no Gran Marquise Hotel.

Maílson, que ficou conhecido por um período de hiperinflação no País, falará sobre o tema “Perspectivas da Economia Brasileira” durante duas horas.

Atualmente, o ex-ministro ele é consultor e membro do conselho de administração de empresas no Brasil e no exterior, autor de livros e colunista de jornais como a Folha de São Paulo e Estadão e revista Veja.