Blog do Eliomar

Últimos posts

Que tipo de papa? As tensões internas da Igreja

Em artigo no O POVO deste sábado (16), o teólogo e filósofo Leonardo Boff comenta a renúncia do Papa Bento XVI. Confira:

Não me proponho apresentar um balanço do pontificado de Bento XVI, coisa que foi feito com competência por outros. Para os leitores talvez seja mais interessante conhecer melhor uma tensão sempre viva dentro da Igreja e que marca o perfil de cada papa. A questão central é esta: qual a posição e a missão da Igreja no mundo?

Antecipamos dizendo que uma concepção equilibrada deve assentar-se sobre duas pilastras fundamentais: o Reino e o mundo. O Reino é a mensagem central de Jesus, sua utopia de uma revolução absoluta que reconcilia a criação consigo mesma e com Deus. O mundo é o lugar onde a Igreja realiza seu serviço ao Reino e onde ela mesma se constrói. Se pensarmos a Igreja demasiadamente ligada ao Reino, corre-se o risco de espiritualização e de idealismo. Se demasiadamente próxima do mudo, incorre-se na tentação da mundanização e da politização. Importa saber articular Reino-Mundo-Igreja. Ela pertence ao Reino e também ao mundo. Possui uma dimensão histórica com suas contradições e outra transcendente.

Como viver esta tensão dentro do mundo e da história? Apresentam-se dois modelos diferentes e, por vezes, conflitantes: o do testemunho e o do diálogo.

O modelo do testemunho afirma com convicção: temos o depósito da fé, dentro do qual estão todas as verdades necessárias para a salvação; temos o sacramentos que comunicam graça; temos uma moral bem definida; temos a certeza de que a Igreja Católica é a Igreja de Cristo, a única verdadeira; temos o papa que goza de infalibilidade em questões de fé e moral; temos uma hierarquia que governa o povo fiel; e temos a promessa de assistência permanente do Espírito Santo. Isto tem que ser testemunhado face a um mundo que não sabe para onde vai e que por si mesmo jamais alcançará a salvação. Ele terá que passar pela mediação da Igreja, sem a qual não há salvação.

Os cristãos deste modelo, desde papas até os simples fiéis, se sentem imbuídos de uma missão salvadora única. Nisso são fundamentalistas e pouco dados ao diálogo. Para que dialogar? Já temos tudo. O diálogo é para facilitar a conversão e é um gesto de civilidade.

O modelo do diálogo parte de outros pressupostos: O Reino é maior que a Igreja e conhece também uma realização secular, sempre onde há verdade, amor e justiça; o Cristo ressuscitado possui dimensões cósmicas e empurra a evolução para um fim bom; o Espírito está sempre presente na história e nas pessoas do bem; Ele chega antes do missionário, pois estava nos povos na forma de solidariedade, amor e compaixão. Deus nunca abandonou os seus e a todos oferece chance de salvação, pois os tirou de seu coração para um dia viverem felizes no Reino dos libertos. A missão da Igreja é ser sinal desta história de Deus dentro da história humana e também um instrumento de sua implementação junto com outros caminhos espirituais. Se a realidade tanto religiosa quanto secular está empapada de Deus devemos todos dialogar: trocar, aprender uns dos outros e tornar a caminhada humana rumo à promessa feliz, mais fácil e mais segura.

O primeiro modelo do testemunho é da Igreja da tradição, que promoveu as missões na África, na Ásia e na América latina, sendo até cúmplice em nome do testemunho da dizimação e dominação de muitos povos originários, africanos e asiáticos. Era o modelo do papa João Paulo II que corria o mundo, empunhando a cruz como testemunho de que ai vinha a salvação. Era o modelo, mais radicalizado ainda, de Bento XVI que negou o título de “Igreja” às igrejas evangélicas, ofendendo-as duramente; atacou diretamente a modernidade pois a via negativamente como relativista e secularista. Logicamente não lhe negou todos os valores mas via neles como fonte a fé cristã. Reduziu a Igreja a uma ilha isolada ou a uma fortaleza, cercada de inimigos por todos os lados contra os quais importa se defender.

O modelo do diálogo é do Concílio Vaticano II, de Paulo VI e de Medellin e de Puebla na América Latina. Viam o cristianismo não como um depósito, sistema fechado com o risco de ficar fossilizado, mas como uma fonte de águas vivas e cristalinas que podem ser canalizadas por muitos condutos culturais, um lugar de aprendizado mútuo porque todos são portadores do Espírito Criador e da essência do sonho de Jesus.

O primeiro modelo, do testemunho, assustou a muitos cristãos que se sentiam infantilizados e desvalorizados em seus saberes profissionais; não sentiam mais a Igreja como um lar espiritual e, desconsolados, se afastavam da instituição mas não do Cristianismo como valor e utopia generosa de Jesus.

O segundo modelo, do diálogo, aproximou a muitos pois se sentiam em casa, ajudando a construir uma Igreja-aprendiz e aberta ao diálogo com todos. O efeito era o sentimento de liberdade e de criatividade. Assim vale a pena ser cristão.

Esse modelo do diálogo se faz urgente caso a instituição-Igreja quiser sair da crise em que se meteu e que atingiu seu ponto de honra: a moralidade (os pedófilos) e a espiritualidade (roubo de documentos secretos e problemas graves de transparência no Banco do Vaticano).

Devemos discernir com inteligência o que atualmente melhor serve à mensagem cristã no interior de uma crise ecológica e social de gravíssimas consequências. O problema central não é a Igreja mas o futuro da Mãe Terra, da vida e da nossa civilização. Como a Igreja ajuda nessa travessia? Só dialogando e somando forças com todos.

Eike Batista põe à venda controle da MPX

172 2

eike

Eike Batista botou à venda o controle da MPX, sua empresa de energia. O comprador preferencial é a gigante alemã E.ON , que já é dona de 10% da empresa. A XP, que apesar do “xis” nada tem a ver com Eike, tem o mandato para fazer o negócio.

(Coluna Radar -Veja Online)

NO CEARÁ , a MPX tem termelétrica no Complexo Industrial do Pecém e uma usina solar em Tauá (Regão dos Inhamuns).

Estado gasta na manutenção de carros metade do valor da compra

226 7

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (16), pelo jornalista Érico Firmo:

O deputado estadual Heitor Férrer (PDT) apresentou números intrigantes sobre as despesas do Governo do Estado com a sempre polêmica frota de veículos. De acordo com o parlamentar, R$ 161 milhões foram gastos de 2008 para cá na compra de carros da montadora Toyota.

O contrato inclui a aquisição das Hilux compradas inicialmente para o programa Ronda do Quarteirão e, mais tarde, adotadas por toda a Polícia. Porém, o mais espantoso talvez nem seja o valor desembolsado para adquirir os veículos.

Na tribuna da Assembleia Legislativa, Heitor chegou a falar de R$ 92 milhões para a manutenção desses veículos de 2008 para cá. Algum tempo depois, foi alertado por assessor de que essa conta incluiria alguns valores que talvez fossem indevidos. Assim, reviu o valor para R$ 81 milhões. Mesmo com o novo cálculo, a manutenção custa a metade do que foi desembolsado para comprar os carros. Coisa de R$ 16 milhões por ano. Com um detalhe particularmente intrigante: na época da licitação, as exigências impostas foram objeto de muita polêmica.

Concorrentes da Toyota diziam que a empresa era a única com itens de série para atender, com preço competitivo, requisitos difíceis de explicar, como banco de couro e câmbio automático. Um dos argumentos dos defensores do governo era de que os veículos de qualidade supostamente maior seriam mais resistentes e, assim, demandariam menos reparos. Além disso, tanto o então líder governista, Nelson Martins (PT), quanto o atual presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (PSB), chegaram a anunciar que os três primeiros anos de manutenção dos veículos que fossem adquiridos seriam custeados pela empresa vencedora da licitação. Agora, aparece essa conta milionária.

Se o valor anunciado por Heitor Férrer estiver correto, o Governo do Estado tem explicações a dar a quem paga suas contas. A impressão que fica é de que o comportamento tem sido perdulário. Evidentemente, com o dinheiro alheio – como sói acontecer quando há posturas do tipo.

Comemorar por quê?

109 3

Em artigo no O POVO deste sábado (16), o editor adjunto do Núcleo de Conjuntura do O POVO, Luiz Henrique Campos, comenta a redução de acidentes nas estradas durante o Carnaval. Confira

O Governo Federal divulgou esta semana em tom de comemoração a redução do índice de mortes nas rodovias federais no último período de Carnaval. De acordo com os dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a queda foi de 18% em relação ao ano passado, o que representou, em números absolutos, a diferença de 192 para 157 óbitos. O resultado deste ano indicou ainda o menor índice em pelo menos uma década.

Não há dúvida de que em termos estatísticos os dados podem até ter significado, mas jamais devem servir de motivo para comemoração. Aceitar como favorável índice apontando que 157 pessoas perderam a vida durante o período de apenas seis dias, é menosprezar a realidade à qual estamos submetidos por conta da irresponsabilidade dos motoristas que trafegam pelas estradas brasileiras.

É bem verdade que a redução das mortes se deve a ações mais enérgicas do poder público na prevenção por meio das operações da PRF e do uso de testes de detecção de álcool ingerido por guiadores. Fato este comprovado no aumento de 23% no número de prisões de motoristas alcoolizados e de multas. Entre a sexta-feira antes do Carnaval e a quarta, 607 motoristas foram detidos em flagrante devido ao abuso do álcool. Em 2012, foram 494. Nota-se, portanto, que apesar do endurecimento da lei as pessoas continuam adotando hábitos de risco ao assumirem a condução dos veículos, colocando em jogo não a sua vida somente, mas principalmente a dos outros. Isso, sem contar as possíveis sequelas e os dramas familiares gerados a partir desses atos de irresponsabilidade.

No Ceará, três pessoas perderam a vida nas rodovias estaduais e federais, quando no ano passado tivemos 13 óbitos. Estatisticamente houve queda de 76,92% no número de mortes. Ainda em relação ao Estado, também diminuiu a quantidade de acidentes ocorridos nas BRs. No ano passado, foram 79 acidentes. Neste feriado, houve o registro de 69 casos. Mesmo com a redução de acidentes, todavia, o número de vítimas se apresentou maior do que em 2012, quando tivemos 41 feridos. O levantamento não indica a gravidade das ocorrências nem o perfil dos vitimados, mas não há dúvida dos transtornos que advirão daqui para a frente. Situações que poderiam muito bem ter sido evitadas caso houvesse o mínimo de respeito pela vida.

Terminam hoje as inscrições de voluntários para a Copa das Confederações

114 1

“Fazer novas amizades, trocar experiências ou simplesmente ajudar o Brasil a receber bem os visitantes da Copa das Confederações, de 14 a 29 de junho. Estes são alguns dos motivos que já levaram mais de 36 mil pessoas a se cadastrarem no Programa Brasil Voluntário, organizado pelo Ministério do Esporte. Os interessados têm até este sábado (16) para se inscrever na página do programa na internet (www.copa2014.gov.br). É preciso ter mais de 18 anos, disponibilidade de tempo e morar no Brasil.

Em entrevista à Agência Brasil, o coordenador do programa, Vicente Paulo,disse que 11 mil voluntários serão selecionados para trabalhar nas seis sedes da Copa das Confederações: Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Rio de Janeiro, Recife e Salvador. Do total, 7 mil vão atuar em atividades gerais, como atendimento a turistas e torcedores em pontos turísticos, áreas de fluxo e festas públicas. Os demais 4 mil vão participar das cerimônias de abertura e encerramento do evento, que ocorrerão em Brasília e no Rio de Janeiro, respectivamente. A opção pela área na qual o candidato pretende trabalhar pode ser feita durante o preenchimento do questionário.

Com a grande adesão, o coordenador do programa disse que a disponibilidade de tempo será o critério principal para definir os selecionados. Experiência com voluntariado e domínio de língua estrangeira garantem pontos extras aos interessados.

A expectativa é que dez dias depois do fim das inscrições – 26 de fevereiro- os selecionados recebam um e-mail com as primeiras orientações. Os voluntários vão passar treinamento, coordenado pela Universidade de Brasília (UnB). A primeira fase, à distância, de 1 a 30 de março, e a segunda, presencial, de 20 de abril a 11 de maio. Eles vão ter aulas sobre cultura local, voluntariado, história do esporte, história das copas do mundo, informações sobre datas e personalidades importantes, hábitos e costumes locais, feriados e o calendário cultural e esportivo.”

(Agência Brasil)

Leitor denuncia "sumiço" de parada de ônibus

125 1

De leitor deste Blog, recebemos essa queixa, com fotos para expor o problema:

Caro Eliomar de lima,

Sou leitor do seu blog diariamente e vejo o trabalho social e politico que tem prestado a esta cidade e à sociedade como todo. Pois bem, moro em Pajuçara/Maracanaú e sempre pego o ônibus na parada que fica antes do Shopping Benfica. Hoje me deparei com uma coisa inusitada: arrancaram a placa de parada seletiva dos ônibus da Região Metropolitana (Timbó, Pajuçara e etc…).

Não sei de quem é a responsabilidade de repor. Em anexo mando estas fotos (não gostaria de revelar meu nome).

paradaooo

semparada2

Por que delegados travam com Ministério Público briga pelo direito de investigar?

120 3

Com o título “Perder o que não se tem”, o presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Brasil, Paulo Roberto d’Almeida, manda artigo para o Blog. Ele expõe o lado da categoria que é contra a aprovação da PEC 37. Essa emenda estende para o Ministério Público o direito de abrir inquérito e investigar. Confira:

A PEC 37 estabelece que a investigação criminal compete privativamente às polícias judiciárias. Aprovada por comissão especial da Câmara no mês passado, o texto ainda precisa ser aprovado nos plenários da Câmara e do Senado. Alguns representantes do Ministério Público, no entanto, têm engendrado uma forte campanha contra a aprovação do texto, com a apresentação de argumentações falaciosas que objetivam confundir e induzir a erro a opinião pública.

A proposta apenas define que a apuração das infrações penais compete privativamente às polícias federal e civis. Ou seja, a investigação criminal não será exclusiva das polícias judiciárias, e a Emenda Constitucional 37 não retira nenhum poder do Ministério Público. Aliás, ninguém pode perder o que não tem. Ao contrário do que diz o MP, não existe no ordenamento constitucional nenhuma norma expressa ou implícita que permita ao Ministério Público realizar investigação criminal.

A Constituição Federal foi taxativa ao elencar as funções e as competências do Ministério Público. Fazer investigação criminal não é uma delas.

Mais uma vez, diferentemente do que tenta fazer crer o MP, ficam ressalvadas as competências próprias das polícias legislativas, das comissões parlamentares de inquérito, bem como as dos tribunais e do próprio Ministério Público em relação a seus membros. Contrariando todas as inverdades propagadas, o MP mantém totalmente intocadas as suas prerrogativas constitucionais de requisitar, a qualquer tempo, a instauração de inquérito policial e, nele, também requisitar qualquer diligência que entenda necessária à denúncia.

Assim, a PEC 37 também não afeta em nada as atribuições do Banco Central, do TCU, da CGU, da Receita Federal, do Coaf, do Ibama e de outros organismos que atuam, em âmbito administrativo, na fiscalização e no controle de atos administrativos, pois esses órgãos não exercem atividade de investigação criminal. A PEC 37 não impede a criação de CPIs nem impede o trabalho integrado dos órgãos de investigação. Ao contrário, fortalece o combate à corrupção e à impunidade.

Por último, falar que a polícia não tem capacidade operacional para investigar é outra falácia. Milhares de ocorrências são apuradas pelas polícias, contra uns poucos casos citados pelo MP, sem nenhum controle externo, prazo ou qualquer acesso por parte do investigado. Em vez de tentar burlar a ordem constitucional, melhor faria o MP se utilizasse a sua força, o seu prestígio e o seu poder em prol do fortalecimento das polícias e das demais instituições de Estado.

A segurança jurídica do cidadão e o equilíbrio do sistema de persecução penal dependem da aprovação da PEC 37.

* Paulo Roberto d’Almeida,

Presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Brasil.

Cid não deve participar de atos com Lula no Ceará

150 1

cid luizianne queda de braço

O Palácio da Abolição não dá como certa a presença do governador Cid Gomes, presidente estadual do PSB, em eventos que o ex-presidente Lula cumprirá em Fortaleza dia 28 próximo. Na agenda lulista, seminário sobre os 10 anos da gestão do PT em termos federais e festa pelos 33 anos da legenda.

Motivo: rusgas da última eleição, quando Lula por aqui esteve fazendo campanha pró-Elmano de Freitas, nome que foi definido por Luizianne contra desejo das correntes petistas e contra a vontade do aliado PSB.

DETALHE – O convite feito a Cid Gomes partiu do líder do PT na Câmara, José Nobre Guimarães, que, aos poucos, reforças espaços dentro da legenda. Guimarães tem sonhos elevados para 2014 e sabe ue uma forcinha do governador representa um grande salto.

35 mil celulares apreendidos dentro de presídios

96 1

Cerca de 35 mil telefones celulares foram apreendidos dentro de presídios brasileiros em 2012, segundo números do Ministério da Justiça. No Ceará, a conversa de bloquear sinal de celulares nesses locais foi para o espaço.

Na gestão de Marcos Cals à frente da Secretaria da Justiça e Cidadania, até houve abertura de licitação, que acabou no vazio. A atual titular da pasta, Mariana Lobo, não se manifestou sobre a questão.

Já as operadores dizem que tecnologicamente esse tipo de bloqueio é complicado.

Pois é, e os golpes e crimes articulados direto dos presídios continuam em todo o País.

 

Prefeitura fará grandes desvios no entorno do Castelão para acelerar obra da Copa

98 1

domingosneto

A partir do próximo dia 23, todo o acesso ao entorno do Estádio Castelão ficará isolado. A ordem é celeridade total, com três turnos de trabalho, na obra de duplicação da avenida Alberto Craveiro. Essa intervenção no campo da mobilidade urbana faz parte do pacote da Copa do Mundo e terá que ficar pronta principalmente em razão da Copa das Confederações, marcada para junho próximo.

Vários desvios serão implementados, e toda essa definição ocorrerá na próxima segunda-feira, a partir das 9 horas, quando o prefeito Roberto Cláudio comandará, durante toda segunda-feira até início de junho, agenda de reuniões de avaliação da obra com órgãos e construtora envolvidos.

O secretário especial da Copa de Fortaleza, Domingos Neto, já adotou plantão no local.

 

 

Mais da metade dos açudes cearenses tem menso de 30% de acúmulo de água

“Já são 70 reservatórios no Ceará com menos de 30% de seus volumes totais, segundo boletim divulgado pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), órgão ligado à Secretaria dos Recursos Hídricos do Estado (SRH). Esse número de açudes equivale a mais da metade das 139 represas monitoradas pela Cogerh. Os 20 reservatórios em pior situação – com menos de 10% de capacidade, o que é considerado crítico pela Companhia – encontram-se em sete das 12 regiões hidrográficas em que está dividido o Ceará.

A maior preocupação está voltada para o açude Madeiro, em Pereiro, no Médio Jaguaribe. Apenas 2,54% de seu volume ainda continua represada – no fim de fevereiro de 2012, eram 15,59% de seu volume. O segundo em pior condição é o Pirabubu, em Quixeramobim, cidade a 206,1 km de Fortaleza. Do dia 22 de fevereiro de 2012 até ontem, 15, seu volume saiu de 19,65% para 3,72%.

O terceiro reservatório com menor volume fica em Mauriti, no sul do Estado. Restam apenas 3,86% de água no Quixabinha. Antes, em fevereiro do ano passado, seu volume era de 14,8%. No final da estação chuvosa de 2012, em maio, os reservatórios do Estado estavam com 66,21% de sua capacidade preenchida. Atualmente, são 45,64% de seu total. De acordo com o assistente da Diretoria de Operações da Cogerh e membro do Comitê Integrado de Combate à Seca, Gianni Lima, há grande variabilidade temporal e espacial das chuvas no Ceará de modo que, mesmo diante de quadra chuvosa com precipitações generosas, alguns açudes podem continuar com volumes críticos.

As simulações realizadas pela Companhia, prevendo cenários onde não haja recarga através de chuvas ou de outros veios d’água, indicam que esses 70 reservatórios podem atingir, até o final do ano, o chamado volume morto, quando a pouca quantidade de água está em qualidade não aproveitável. O Ceará tem um déficit histórico entre a média anual de 700 mm de precipitações e os 2.000 mm de evaporação durante o mesmo período. Ao evaporar, resíduos vão se sedimentando no fundo dos reservatórios caso não sejam liberadas pelas galerias dos açudes.”

Milhã, Quiterianópolis, Itapajé e Tamboril são exemplos de municípios cujos reservatórios chegaram a níveis mínimos. Há ainda a possibilidade de que outras cidades do Interior, como Tauá, Crateús e Acopiara entrem em colapso caso os níveis de seus açudes não se restabeleçam. Lima afirma ainda que, com exceção das áreas no leste do Estado abastecidos pelo ainda inconcluso Eixão das Águas e reservatórios perenizados como o Orós e o Castanhão, todas as regiões são dependentes das chuvas para abastecimento.”

(O POVO)

Bagagem carregada

206 2

luizianne jardel evaldo

Evaldo Lima, Jardel e Luizianne

Da coluna Vertical, no O POVO deste sábado (16):

Aguardada dia 21 em Fortaleza, a ex-prefeita Luizianne Lins, que preside o PT estadual, terá pela frente vários questionamentos. Entre estes, o imbróglio dos terceirizados do IDGS e a novela do aumento da passagem de ônibus.

Ja Evaldo Lima (PCdoB), ex-secretário municipal do Esporte e hoje líder do prefeito RC, esclarece que a atual gestão não tem responsabilidade sobre o aumento da passagem de ônibus. Não falou de herança maldita. “Fui secretário de Luizianne e tenho orgulho disso. Estou hoje cumprindo missão do PCdoB”.

Dois homicídios registrados no Interior cearense

“Duas pessoas morreram vítimas de assassinato na noite desta sexta-feira, 15, no interior do Estado.

Em Itarema, a 237 km de Fortaleza, um homem identificado como Luís da Silva, conhecido como “Luisão da Pedra” caminhava pela estrada de Barro Preto, a 13 km de Itarema, quando dois homens em um carro efetuaram 8 tiros contra ele. Os homens fugiram do local. A vítima morreu na hora.

Em Paracuru, a 88, 8 km de Fortaleza, um homem morreu a facadas na Praça Matriz, após uma discussão. A vítima foi identificada como Francisco Talisson, de 25 anos. O autor do crime, Valderi Batista dos Santos, de 34 anos, foi preso em flagrante.”

(POVO Online)

Missa em memória do Padre Haroldo será celebrada neste sábado no Pirambu

padre haroldo missa um mês

O bispo-auxiliar da Arquidiocese de Fortaleza, Dom Vasconcelos, celebra neste sábado (16), a partir das 19 horas, a missa de um mês do falecimento do Padre Haroldo Coelho. A missa será celebrada na Igreja Matriz de Nossa Senhora das Graças, do bairro Pirambu, e contará com a concelebração de vários sacerdotes. Também são aguardados representantes de movimentos sociais e religiosos, além de fiéis e políticos.

A família do Padre Haroldo decidiu pela data deste sábado pelo motivo do dia 12 ter caído no período de Carnaval.

Nutricionista cearense lança livro de superação e exemplo de vida

livro nice quase tudo de mim

Aos 44 anos, a nutricionista Nice Arruda, natural de Icó, reuniu forças para mostrar no livro “Quase tudo de mim…” como transformou o preconceito em conquistas de vida. Vítima de Poliomielite e há quatro anos com Síndrome Pós-Pólio (SPP), a nutricionista do Instituto Doutor José Frota (IJF) e do Hospital São José conta em 203 páginas como o “sonho sonhado vira sonho realizado”.

“Eu não me imagino escritora, apenas alguém que busca ajudar as pessoas a conseguir superação em meio a uma deficiência”, comenta a nutricionista que já prepara o próximo livro. “É uma obra que conta histórias de mulheres com Aids”, revelou Nice Arruda, que também pretende levar sua história de vida a escolas, universidades e empresas.

“Minha situação não me impõe uma deficiência espiritual, por isso moro sozinha, dirijo e viajo bastante”, ressalta a nutricionista, que pode ser contatada pelo email adaunice@hotmail.com.