Blog do Eliomar

Últimos posts

Emenda que regulamentar Lei das Cotas na universidades estaduais cearenses

218 1

“O deputado estadual Dedé Teixeira (PT), autor de emenda constitucional nº 02/2012, que institui reserva de vagas nas universidades públicas estaduais para alunos da escola pública, negros e índios, informa: a matéria, que tramita na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, aguarda aprovação para ir a plenário, o que pode ocorrer ainda neste mês.

Essa emenda segue mesmo modelo da “Lei de Cotas” sancionada pela presidente Dilma Rousseff. Ela, no entanto, ainda estipula a seleção dos alunos pelo coeficiente de rendimento (média aritmética das notas ou menções obtidas no período), considerando-se o currículo comum a ser estabelecido pelo órgão competente.

Dedé, no entanto, quer abrir debate sobre a possibilidade das instituições estaduais adotarem notas do Enem.

(Coluna Vertical, do O POVO)

Médicos paralisarão atendimento a planos de saúde nesta quinta-feira no Ceará

“Os usuários de planos de saúde ficarão, amanhã, sem atendimento de consultas e procedimentos eletivos devido à paralisação dos profissionais em todo o País. Somente no Ceará, existe 1,12 milhão de usuários de operadoras de saúde, segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará (Simec), José Maria Pontes, esclarece que o atendimento de urgência não será afetado pela paralisação. Segundo ele, “170 mil médicos atendem os planos de saúde” no País.

A principal reivindicação da categoria é o aumento do valor pago pelos procedimentos médicos. Como exemplo, José Maria diz que os honorários de uma consulta ficam, em média, entre R$ 40 e R$ 45. “E, desse valor, o médico vai pagar imposto de renda e as despesas do consultório”, fala. O ideal, afirma o presidente do Simec, é que as operadoras paguem de R$ 80 a R$ 100 por consulta. A categoria pede que os valores dos demais procedimentos também sejam pagos de acordo com o previstos na Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM).

A presidente da Associação Médica Cearense (AMC), Sidneuma Melo Ventura, diz que os médicos também pedem uma “data fixa para que sejam negociados os honorários e a dinâmica das relações (de trabalho) entre médicos e operadoras, sem ser preciso fazer esse movimento (de paralisação) todo ano”. A última paralisação ocorreu no dia 7 de abril de 2011 e, de lá para cá, pouco se avançou nas negociações.

Os médicos denunciam que há uma pressão dos planos de saúde para redução do número de procedimentos solicitados pelos profissionais. “As operadoras questionam, por exemplo, se o exame é necessário e pedem a diminuição dos procedimentos mais caros”, afirma José Maria Pontes. Vice-presidente do Conselho Regional de Medicina do Ceará (Cremec), Luiz Flávio Gonzaga teme que esse tipo de situação prejudique o atendimento prestado aos pacientes.

As duas principais operadoras de saúde no Ceará, Unimed e Hapvida, orientam os usuários a buscarem atendimento na rede própria das operadoras, que funcionarão normalmente amanhã. A Unimed diz que “os médicos cooperados contam com o valor de consulta de R$ 66 para o Multiplan. No Unimed Estilo, a consulta é de R$ 150”. O Hapvida não se manifestou sobre as negociações que mantém com a categoria.”

(O POVO)

Queijo parmesão e macarrão instantâneo são campeões de alto teor de sódio, diz Anvisa

A população brasileira consome duas vezes mais sal em relação à quantidade recomendada e grande parte vem de alimentos industrializados. Pesquisa divulgada nesta terça-feira (16) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) mostra que os campeões em alto teor de sódio são o queijo parmesão ralado, o macarrão instantâneo, os embutidos (mortadela) e o biscoito de polvilho.

O queijo parmesão ralado lidera o ranking, com teor médio de 1.981 miligramas de sódio por 100 gramas do produto. Nas colocações seguintes, aparecem o macarrão instantâneo e a mortadela.  O biscoito de polvilho tem quantidade média de 1.092 miligramas do ingrediente para cada 100 gramas.

O queijo ricota, muito consumido em dietas, também apresentou altas variações de sódio entre as marcas avaliadas. Ao todo, foram analisados 496 produtos de 26 categorias de alimentos.

Os alimentos industrializados representam 20% da dieta alimentar. O brasileiro consome, em média, 11,75 gramas de sal e 4,7 gramas de sódio, quando o recomendado é 5 gramas e 2 gramas, respectivamente. O sódio representa aproximadamente 40% da composição do sal.

“A Anvisa vai dizer que tudo que está além é muito e a indústria, que tudo que está abaixo do limite, é pouco. No meio, estão os consumidores, quem nos interessa”, diz o diretor-presidente da Anvisa, Dirceu Barbano.

O governo e representantes da indústria e dos supermercados firmaram acordo, iniciado em 2011, pela diminuição progressiva do sódio nos alimentos. A partir de 2013, produtos com menos sódio já deverão estar disponíveis no mercado. “Existe a mentalidade de que tudo que é bom engorda ou faz mal. Uma mudança de hábito é complicada, mas pode ser feita gradualmente. E é esse o objetivo da Anvisa. O acordo vai ajudar a reduzir aos poucos a quantidade de sal nos produtos”, disse José Agenor Álvares, diretor de Monitoramento e Controle da Anvisa.

De acordo com o nutricionista e pesquisador da Universidade de São Paulo (USP), Rafael Claro, a população está mais preocupada com a perda da qualidade de vida do que riscos de sofrer doenças devido ao consumo de sal. O excesso de sódio na alimentação eleva o risco de doenças do coração, obesidade e diabetes, por exemplo. “Antigamente, as pessoas sofriam de hipertensão aos 70 anos. Hoje, há casos aos 25 anos.”

Em nota, a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia), que responde por 70% do setor, informou que não “teve acesso aos resultados do monitoramento do conteúdo de sódio nos alimentos processados no período 2010-2011”.

“No que diz respeito especificamente à redução de sódio, foram estabelecidas pelo Ministério da Saúde e Abia, até o momento, metas de redução para nove categorias de alimentos, que devem resultar na retirada de mais de 20 mil toneladas de sódio dos produtos até 2020,” disse a associação.

(Agência Brasil)

Projeto quer permitir a empresas em ZPEs destinar 40% da produção ao mercado interno

Em discurso nesta terça-feira (16), o senador Wellington Dias (PT-PI) comemorou a aprovação de projeto que permite às empresas instaladas em Zonas de Processamento de Exportação (ZPEs) destinar ao mercado interno até 40% de sua produção.

Hoje, elas têm permissão para vender dentro do país apenas 20% do que produzem – ou seja, 80% são obrigatoriamente exportados. O PLS 764/2011 foi aprovado nesta manhã na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Wellington Dias foi relator do projeto das ZPEs na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR).

A ideia do projeto é tornar o mecanismo das ZPEs mais ágil e competitivo, contribuindo para gerar mais empregos, aumentar o valor agregado das exportações e contribuir para a correção do desequilíbrio entre as regiões, disse o senador. Além disso, vai nivelar as zonas, permitindo uma concorrência mais justa com as de outros países, já que o projeto faz uma adequação da legislação brasileira ao que vem sendo aplicado em ZPEs no exterior. Essas zonas são apontadas como instrumento importante de desenvolvimento em locais como China, Cingapura, Coreia do Sul e Taiwan.

– As ZPEs são estruturas que vão viabilizar o desenvolvimento descentralizado – afirmou.

Além da ampliação do percentual de produção para o mercado interno, o projeto estabelece algumas facilidades, como o cumprimento gradual da cota de exportação. O atendimento integral da exigência só passaria a ser cobrado a partir do terceiro ano de funcionamento.

(Agência Senado)

Auditoria do TCU confirma problemas no Farmácia Popular, diz secretário

O secretário de Fiscalização e Avaliação de Programas de Governo do Tribunal de Contas da União (TCU), Carlos Alberto Sampaio de Freitas, afirmou na tarde desta terça-feira (16) que uma auditoria feita pelo órgão em 2009 no Farmácia Popular constatou que a abrangência de cobertura do programa ainda era restrita. Na época, o número de cidades com pelo menos um estabelecimento credenciado alcançava 31% dos 5.565 municípios.

O TCU também aferiu que os valores de referência dos medicamentos no Farmácia Popular eram muito superiores ao preço mediano obtido nas licitações para as aquisições no âmbito do Programa Farmácia Básica. Em alguns casos, os custos eram 1.000% mais altos.

O Tribunal de Contas verificou a realização de vendas de medicamentos com CPF de pessoas já falecidas, e ainda constatou que a capacidade de fiscalização do Ministério da Saúde em relação ao programa era limitada.

Segundo Carlos Alberto Sampaio, entre outros pontos, o TCU recomendou ao governo a elaboração de um estudo para aferir o custo, a efetividade e a abrangência do Farmácia Popular. Também sugeriu que a continuidade e expansão do programa seja condicionada aos resultados desse estudo e à comprovação da capacidade do Departamento de Assistência Farmacêutica do Ministério da Saúde em monitorar o programa.

O secretário participa de audiência pública promovida pela Comissão de Seguridade Social e Família para discutir a situação do Farmácia Popular.

(Agência Câmara de Notícias)

Roberto Cláudio assegura melhoria no transporte público e investimento em cultura

240 1

O candidato do PSB à Prefeitura de Fortaleza, Roberto Cláudio, assegurou que Fortaleza terá a passagem mais barata do Brasil, com a vantagem de um transporte público de qualidade. A promessa foi feita durante entrevista ao CETV 2, na noite desta terça-feira (16), na TV Verdes Mares.

Segundo o candidato, o transporte público é uma concessão e a Prefeitura é responsável pelo valor do preço da passagem.

Roberto Cláudio assegurou ainda que, caso eleito, investirá mais em cultura. Para o candidato, o percentual de 0,5% do orçamento para a cultura é muito pouco.

O candidato disse ainda que contará com a parceria do governador Cid Gomes e da presidente Ilma para que Fortaleza não perca recursos para a saúde, educação e infraestrutura.

Pet Shop é condenado a pagar R$ 5 mil por morte de animal de estimação

A 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) manteve a sentença que condenou o Pet Shop Comercial HD Rações – Banho e Tosa a pagar indenização de R$ 5 mil pela morte do cachorro de estimação da cliente F.S.G.S. A decisão, proferida nesta terça-feira (16), teve como relator o desembargador Francisco Lincoln Araújo e Silva.

Consta no processo que, em maio de 2007, a cliente levou o cão da raça Maltês, de um ano e oito meses, para que fosse feita a tosa. O animal passaria ainda por banho, higienização das orelhas, corte de unhas e aplicação de carrapaticida.

Um funcionário do estabelecimento teria aplicado, sem autorização, tranquilizante no animal para que os procedimentos fossem realizados. Ao retornar para casa, F.S.G.S. percebeu que o cachorro estava sonolento e que o corpo dele apresentava inchaço e vermelhidão.

Ela retornou ao Pet Shop e foi atendida pelo proprietário, que deu outro medicamento. O animal, no entanto, passou a vomitar e a rejeitar alimentos, vindo a falecer dias depois.

Por conta disso, F.S.G.S. entrou na Justiça requerendo indenização por danos morais. Na contestação, a empresa sustentou que o cachorro estava infestado de carrapatos e com uma “higiene extremamente precária”. Defendeu ainda não haver usado nenhum tranquilizante.

(TJCE)

Mesa arquiva pedido de impeachment contra ministros do STF

111 1

A Mesa do Senado decidiu arquivar os pedidos de impeachment contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) José Antonio Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa. A decisão foi tomada em reunião que ocorreu na tarde desta terça-feira (16), na Presidência do Senado. Os pedidos foram arquivados por serem considerados improcedentes. De acordo com a Constituição, o Senado é a instância responsável pelo julgamento de pedidos de impeachment contra ministros do STF.

A Mesa também aprovou vários requerimentos de informação. Com o objetivo de instruir a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 123/2011, a chamada PEC da Música, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) pede informações à Receita Federal e ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A proposta em questão isenta de impostos CDs e DVDs com obras musicais de autores brasileiros, com o objetivo de reduzir o preço dos produtos ao consumidor e, assim, desestimular a venda de reproduções piratas.

Em outro requerimento, o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) pede informações ao governo sobre a implantação de melhorias na gestão das agências reguladoras. O pedido foi feito com base em várias medidas sugeridas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para o incremento da governança das agências. Já o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) quer informações do governo sobre a diferença de preços no pagamento dos medicamentos que integram o programa Farmácia Popular.

(Agência Senado)

E os professores, como ficam?

114 3

Em artigo enviado ao Blog, o professor Francisco Djacyr Silva de Souza lamenta o exclusão do debate político da importância do professor. Confira:

Há um dilema interminável na cabeça dos professores na eleição deste ano, pois seus algozes maiores poderão chegar ao poder onde vemos de um lado o representante do partido que em todos os lugares que chega destroi eleições democráticas, impõe terceirizações para beneficiar vereadores e não paga de forma alguma o Piso Salarial Profissional dos professores, que é lei natimorta, sem eficácia e nenhuma preocupação por parte dos políticos e também da sociedade.

Do outro lado vemos um inimigo declarado de professores que mandou a polícia bater e agredir sem dó e piedade, além de dar todo apoio para que o governador do Estado continue a tirar direitos e cassar a possibilidade de crescimento na profissão.

Desse modo, os educadores têm uma grande dúvida no sentido de votar ou escolher entre a cruz e a espada, pois certamente nenhum dos dois que aí estão representa os interesses da educação e promoverá certamente a continuidade do processo de destruição da classe trabalhadora em educação. A certeza triste é que continuará a escolha de diretores por vereadores, além do povoamento das escolas por funcionários terceirizados e apadrinhados, o que denota podridão na política.

Esse quadro é resultante de um descrédito que a sociedade tem acerca do sentido real do que é um professor, pois estes fazem greves intermináveis e a sociedade não se alia a eles, não pressiona o governo para cumprir a real função do Estado na educação e sequer mostra indignação em relação às surras que os professores têm levado durante seus movimentos reivindicatórios.

Onde estamos? Por que os professores não têm voz para gerar pessoas conscientes em relação ao voto ou que saibam o sentido real da história da educação? A classe trabalhadora em educação infelizmente não tem conseguido gerar processos de reconhecimento na sociedade nem mudado mentalidades em um povo que ainda se vende para votar em alguém e quer sempre levar vantagens nos processos de eleição.

Vivemos um momento de anestesia política em que todos dormem em berço esplêndido e não querem mudar a política, gerando quadros repetidos a cada ano como compra de votos, utilização da máquina pública, boatarias , marketing forte sem essência política e outras situações da podridão do mundo político.

A certeza que temos neste momento é que a palavra do professor não pesa, não tem ressonância na sociedade que prefere infelizmente ouvir vozes de cantores de bandas de forró, de radialistas descompromissados com eles próprios e políticos geralmente com ficha suja. A pergunta é: Para que serve a educação se nossos professores não conseguem afastar da política os que lhes fizeram tanto mal? Por que a educação não é propósito da sociedade, quando pais e mães mandam seus filhos à escola para se livrarem das responsabilidades familiares? Sei não, mas os professores não têm mais ressonância numa sociedade corrupta, egoísta e individualista o que é um mal e uma certeza de que não mudaremos nunca.

Lula vem para a campanha de Elmano de Freitas na próxima 3ª feira

117 15

Luizianne, Lula e Rui Falcão.

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, informou, nesta terça-feira: o ex-presidente Lula estará em Fortaleza na próxima terça-feira para participar de comício pró-candidatura de Elmano de Freitas (PT). Ele disputa com Roberto Cláudio (PSB) a sucessão da prefeita Luizianne Lins (PT).

A vinda de Lula para um ato de campanha de Elmano era esperada ainda no primeiro turno, o que acabou não se confirmando. Rui Falcão deu a informações, ao lado da prefeita Luizianne Lins, durante coletiva na capital cearense.

CPMI do Cachoeira prorroga trabalhos mas prazo será definido somente após segundo turno

Os líderes partidários que integram a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira decidiram prorrogar os trabalhos da comissão. O prazo de extensão das atividades do colegiado, no entanto, será definido somente após o segundo turno das eleições. A CPMI encerraria as atividades no dia 4 de novembro.

Devido ao segundo turno das eleições municipais, os líderes decidiram também suspender os trabalhos da comissão até o próximo dia 30 de outubro. Por isso, a reunião administrativa marcada para esta quarta-feira (17), que previa votação de mais de 500 requerimentos, foi suspensa.

O líder do PSDB na Câmara, deputado federal Bruno Araújo (PE), disse que qualquer decisão neste momento poderia ser influenciada pelo debate eleitoral. Segundo ele, os partidos de oposição defendem que a prorrogação seja por 180 dias. De outro lado, os partido da base governista preferem um tempo menor.

(Agência Brasil)

Vereador eleito tem crise de estrelismo na Câmara Municipal

415 101

O vereador eleito pelo PTC, Antonio Farias de Sousa, o “A Onde É”, teve uma crise de estrelismo na tarde desta terça-feira (16), na Câmara Municipal de Fortaleza. Com pizzas nas mãos e traje de entregador (sua atual profissão), Antonio Farias tentou entrar no plenário do Legislativo Municipal para distribuir pizzas aos vereadores.

Ao ser barrado na entrada do plenário, por não estar de paletó (o regimento interno da Câmara Municipal prevê o traje para homens), o vereador eleito pelo PTC teve uma crise de estrelismo.

Antônio Farias passou a xingar os vereadores e disse que iria disciplinar a Câmara Municipal a partir de janeiro, quando assumirá o mandato. Sobrou até para João Alfredo (Psol), que tentou em vão explicar “Como É” que a coisa funciona.

DETALHE – Segundo alguns vereadores, Antonio Farias queria distribuir as pizzas no plenário da Câmara Municipal, para gravar para um programa de televisão.

PPL anuncia apoio a Roberto Cláudio no 2º turno

215 8

O Partido Pátria Livre (PPL), que teve como candidato a prefeito de Fortaleza André Ramos, decidiu que irá apoiar Roberto Cláudio (PSB) neste 2º turno. O anúncio foi feito na tarde desta terça-feira (16), durante evento que contou com a participação do prefeiturável e de seu vice, Gaudêncio Lucena (PMDB).

Segundo Ramos, Roberto se comprometeu mais com as propostas apresentadas pelo partido no primeiro turno.

Além do PPL, já anunciaram apoio ao candidato do PSB as seguintes siglas: PDT, PPS e PCdoB.

(O POVO Online)

Juristas querem que Código de Defesa do Consumidor limite endividamento das famílias

94 1

Os débitos em conta dos brasileiros estão entre os temas que devem ser incluídos na modernização do Código de Defesa do Consumidor (CDC). Três projetos de lei foram elaborados por sugestão da comissão de juristas formada no Senado para oferecer subsídios à atualização da legislação de consumo. Uma das propostas trata da proteção ao crédito e ao superendividamento.

Com base na regulação do crédito consignado, a comissão de juristas  sugere um percentual máximo de 30% de endividamento sob a renda líquida do consumidor. Segundo o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e presidente da comissão,  Herman Benjamin, pela proposta, os débitos em conta automáticos devem respeitar o princípio do chamado mínimo existencial.

Para o ministro do STJ, nenhum consumidor pode se endividar ou ser endividado além do mínimo necessário à manutenção da família e da própria existência. “A partir daí, as necessidades básicas de uma família começam  a ser comprometidas. Isso acarreta problemas, às vezes suicídio, e custos para toda a sociedade”, disse Benjamin.

Outro ponto previsto na atualização do Código de Defesa do Consumidor diz respeito aos milhares  de processos individuais e ações civis públicas que sobrecarregam o Poder Judiciário. Para dar  prioridade e agilidade às ações coletivas na Justiça, os juristas sugerem a criação de mecanismos alternativos de conciliação e o fortalecimento dos serviços de proteção ao consumidor (Procons), minimizando a judicialização do consumo.

O Código de Defesa do Consumidor foi criado há 22 anos e pode sofrer agora sua primeira reforma. As mudanças foram discutidas nesta terça-feira (16) em uma audiência pública na Comissão Temporária de Modernização do Código de Defesa do Consumidor com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e com o presidente da comissão de juristas que ajudou a elaborar os projetos que alteram a lei, ministro do STJ Herman Benjamin.

(Agência Brasil)

Chico Lopes diz que apoio a Roberto Cláudio foi “decisão política”

153 7

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=sNOijHNbfZI&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=4&feature=plcp[/youtube]

O deputado federal Chico Lopes (PCdoB), que foi candidato a vice na chapa derrotada do postulante a prefeito de Fortaleza, Inácio Arruda (PCdoB), afirmou, nesta terça-feira: o apoio do seu partido a Roberto Cláudio foi uma “decisão política”. Ele disse que não tinha sentido apoiar o PT, levando em conta as propostas de Inácio e as críticas feitas à gestão petista.

Sobre o desempenho pífio de Inácio Arruda na disputa- cerca de 22 mil votos, Chico Lopes creditou, entre vários fatores, ao pouco tempo do partido na propaganda eleitoral gratuita.

Sintro fecha o terminal do Conjunto Ceará por uma hora

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Ceará (Sintro) paralisa as atividades no terminal do Conjunto Ceará, na tarde desta terça-feira (16), em protesto contra a onda de assaltos nos ônibus que cobrem as linhas da região.

A paralisação terá início às 15h30min e deverá durar uma hora, segundo os organizadores da manifestação.

Segundo o diretor de patrimônio do Sintro, Geraldo Lucena, hoje pela manhã um ônibus da empresa Ceará Grande foi assaltado e um trocador foi esfaqueado. O motorista do veículo escapou de um tiro que foi dado por um dos bandidos.

Ainda segundo o diretor, se nos próximos dias, nenhuma atitude for tomada por parte do poder público ou das empresas de ônibus, novas paralizações serão realizadas nos demais terminais.

Marqueteiro reprova neutralidade de Heitor Férrer

219 8

Com o título “Em Política não existe neutralidade”, eis nota que o marqueteiro Antônio Augusto Coelho manda para o Blog e que faz uma reflexão sobre a postura do candidato derrotado do PDT à Prefeitura de Fortaleza, Heitor Férrer, de ficar neutro neste segundo turno da disputa, não apoiando Roberto Cláudio (PSB/PMDB) nem Elmano de Freitas (PT). Confira:

Caro Eliomar de Lima,

Como leitor assíduo deste Blog, gostaria de lamentar a postura neutra do candidato derrotado a prefeito de Fortaleza, Heitor Férrer (PDT). Como marqueteiro, que ainda degusta vitória de vários prefeitos no interior do Estado onde trabalhei em campanhas – destaque-se o de Maranguape, Átila Câmara, e o de São Gonçalo do Amarante, com Cláudio Pinho – creio que Heitor, que saiu com 21% dos votos no primeiro turno, desperdiça o ensinamento de Tancredo Neves de que “na política não existe neutralidade.” Sempre há de optar-se pelo “menos ruim”.

Sem querer polemizar com Heitor a quem admiro como parlamentar e ex-vereador, creio que sua campanha teve alguns senões como, por exemplo, no último debate na TV Verdes Mares praticamente ele amarelar e desperdiçar tempo fazendo perguntas a candidatos que não tinha sequer um por cento de intenção de votos nas pesquisas.

Admito ainda que a militância de Heitor arrefeceu ante as pesquisas que apontavam Elmano (PT) e Roberto Claudio (PB/PMDB) no segundo turno e que ele próprio só alfinetava a administração de Luizianne Lins (PT) quanto ao Hospital da Mulher. Centrava suas críticas quase somente contra Cid Gomes num erro de estratégia, pois a eleição era para prefeito da cidade e não governador.

O voto é a única manifestação do eleitor-cidadão em procurar o gestor que pode fazer mais pela cidade e pela população, daí porque é verdadeira incoerência de um político do quilate de Heitor Ferrer pregar o voto nulo, branco ou mesmo a abstenção.

Por fim, vem a indagação que não só faço mas, creio, também fazem os mais de 200 mil eleitores que votaram nele no primeiro: Como Heitor votará no dia 27 de outubro próximo? Anulará o voto ou vota em branco? Se o fizer é uma demostração inequívoca de antidemocracia. Então, é melhor aliar-se ao Movimento da Crítica Radical, da ex-prefeita Maria Luiza Fontenelle de que nenhum candidato merece o voto do cidadão.

* Antônio Augusto Coelho,

Especialista em Marketing Político.  

Política de privacidade do Google na mira da União Europeia

“A empresa Google tem quatro meses para mudar a forma de acumular informações pessoais de seus usuários da União Europeia (UE). O prazo foi definido hoje (16) pelas autoridades do bloco, que querem que a empresa garanta mais privacidade aos usuários. Desde março, os dados de usuários coletados pelo YouTube e Gmail – serviço gratuito de e-mails –, foram agregados para refinar os critérios de publicidade direcionada.

Apesar de a empresa informar que a política de privacidade está de acordo com as exigências da UE, os europeus dizem que a decisão não atende à legislação do bloco por não deixar claro aos usuários como seus dados serão coletados e usados e por quanto tempo serão retidos. Em março deste ano, o Google foi notificado, no Brasil, pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça, que pediu mais detalhes sobre as mudanças na política de privacidade do site.

O DPDC exigiu informações sobre o processo de revisão da política de privacidade e sobre a manifestação da sociedade e dos consumidores sobre a mudança. O governo brasileiro também questionou se há alternativa para aqueles que desejam utilizar os diversos produtos, como o Gmail, o Google+, o YouTube, sem que haja uma interconexão de seus dados pessoais.”

(Agência Brasil)