Blog do Eliomar

Últimos posts

Nova diretoria da Associação dos Defensores Públicos toma posse na 6ª feira

215 1

A nova diretoria da Associação dos Defensores Públicos do Estado do Ceará (ADPEC), para o biênio 2013/2014, tomará posse na próxima sexta-feira, a partir da 19 horas, no Centro de Convenções do Complexo São Mateus (Torre Saúde). À frente, a defensora Sandra Sá.

Entre as principais metas da nova gestão, está o estreitamento da relação com os movimentos sociais do Estado, que, segundo a nova presidente da ADPEC, são importantes elos de ligação com a sociedade, sobretudo a população mais carente que é atendida pelos defensores públicos.

Nova diretoria:

Sandra Moura de Sá – Presidente
Leonardo Antônio de Moura Júnior – Vice-Presidente
Camila Vieira Nunes Moura – 1ª Secretária
Eduardo Antônio de Andrade Villaça – 2ª Secretário
Leandro Sousa Bessa – Tesoureiro
Sandra Dond Ferreira – Diretora Parlamentar
Elizabeth das Chagas Sousa – Diretora Jurídica e de Prerrogativas
Sâmia Costa Farias Maia – Diretora de Eventos
Aline Pinho Romero Vieira Paula – Diretora de Comunicação Social
Heitor Estrela Gadelha – Diretor do Interior
Maria Ocileide Fortes Ramos Saraiva – Diretora de Pensionistas e Aposentados
Raimundo Nonato Albuquerque Júnior – Conselho Consultivo e Fiscal
Patrícia de Sá Leitão e Leão – Conselheira Consultiva e Fiscal
Ermerson Castelo Branco Mendes – Conselheiro Consultivo e Fiscal

SERVIÇO

* Centro de Convenções do Complexo São Mateus – Avenida Santos Dumont, 5633, Papicu.

Mar avança na Praia da Taíba

248 2

O advogado Felipe Pontes manda nota, com foto, para o Blog, em tom de alerta e que diz respeito ao sério problema do avanço do mar no litoral cearense. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

sou leitor assíduo do seu Blog e gostaria de dar um alerta. O mar está avançando na Praia da Taíba, localizada no município de São Gonçalo do Amarante, distante 70 quilômetros de Fortaleza. Desde outubro do ano passado, o mar vem avançando sobre casas, barracas e pousadas.

Diante da inércia do Poder Público, os próprios moradores improvisaram barreiras de contenção. No entanto, não é suficiente.

Sem mais,

* Felipe Pontes,

Advogado. 

Ano começa com gosto amargo de inflação

“O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), medido pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), iniciou o ano em alta de 0,77% ante a taxa de 0,66% registrada no fechamento de dezembro. Sete dos oito grupos pesquisados apresentaram aumentos de preços, entre eles o de alimentação (de 1,26% para 1,57%), com destaque para hortaliças e legumes (de 2,91% para 5,35%).

No grupo despesas diversas, o IPC-S passou de 1,60% para 2,20%, com influência, principalmente, dos cigarros, cujos preços voltaram a subir (de 3,85% para 5,09%). Em educação, leitura e recreação, grupo que sempre ajuda a pressionar a inflação nesta época do ano, houve alta de 1,26% ante 0,64%, puxada pelos cursos formais que, na apuração anterior, tinham ficado estáveis e, neste levantamento, tiveram elevação de 1,81%.

Em saúde e cuidados pessoais, a taxa atingiu 0,58% ante 0,50%, com alta nas consultas médicas (de 0,27% para 0,65%). No grupo vestuário, o índice subiu de 0,60% para 0,64% e entre os itens que mais contribuíram para o aumento estão os calçados masculinos (de 0,77% para 1,18%).

Em transportes, ocorreu ligeira alta (de 0,33% para 0,34%), sob o efeito da recuperação de preço dos automóveis (de -0,17% para -0,10%). Nas despesas com comunicação, a taxa passou de 0,03% para 0,04. Entre os destaques do grupo estão a mensalidade para internet (de -0,05% para 0,49%). O único grupo com decréscimo foi habitação (de 0,42% para 0,26%), com a redução de intensidade de alta da tarifa de energia elétrica residencial (de 0,87% para 0,12%).

Os cinco itens com maior influência no IPC-S foram: refeições em bares e restaurantes (de 0,79% para 1,10%), cigarros (de 3,85% para 5,09%), aluguel residencial (de 0,67% para 0,66%), tarifa de táxi (de 8,54% para 5,11%) e plano e seguro-saúde (de 0,61% para 0,62%).”

(Agência Brasil)

Barbalha é a capital cearense dos festejos de Santo Antônio no Ceará

Agora é lei. O secretário estadual das Cidades, Camilo Santana, assinou, com o governador Cid Gomes e o secretário estadual do Turismo, Bismarck Maia, a sanção da lei que reconhece a cidade de Barbalha (Região do Cariri) como a Capital dos festejos de Santo Antônio no Estado do Ceará.

O objetivo da lei, de autoria da deputada Fernanda Pessoa (PR), foi reconhecer oficialmente o que já é tradição: Barbalha, com a festa do Pau da Bandeira, é o principal polo das festas de Santo Antônio no Estado.

Prefeitura perde recursos do MEC por falta de prestação de contas

140 2

A equipe do prefeito Roberto Cláudio (PSB) começou identificar os ralos na área da Educação.

Somente no mês de dezembro de 2012, o município de Fortaleza perdeu R$ 10 milhões que seriam repassados pelo Ministério da Educação, sendo R$ 6 milhões do Programa Mais Educação e R$ 4 milhões do PDDE (Programa Dinheiro Direto na Escola).

O motivo? A Secretaria de Educação de Fortaleza, na gestão Elmano de Freitas, não prestou contas de parcelas recebidas em 2011.

Mais um abacaxi para o prefeito Roberto Claudio repartir com o secretario Ivo Gomes.

Poupança – Depósitos superaram saques em 2012

“Os depósitos em poupança superaram os saques em R$ 49,719 bilhões em 2012, de acordo com dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (7). Foi a maior captação líquida registrada na série histórica do BC, iniciada em 1995. Em 2011, o resultado ficou em R$ 14,186 bilhões e a maior captação líquida da poupança foi registrada em 2010: R$ 38,681 bilhões.

Para o professor de finanças da Faculdade de Informática e Administração Paulista (Fiap), Marcos Crivelaro, uma das explicações para o resultado recorde foi a mudança na regra de remuneração da poupança, em maio do ano passado. A medida estimulou os poupadores a manterem os depósitos antigos nas contas, por rederem mais do que aplicações novas. “Ficou como um investimento de longo prazo para as pessoas que não precisam retirar”, diz Crivelaro.

O governo definiu que os depósitos feitos até 3 de maio continuariam a ser remunerados pelas regras antigas – Taxa Referencial (TR) mais 0,5% ao mês. Os depósitos feitos a partir de 4 de maio de 2012 só têm a mesma regra de remuneração quando a taxa básica de juros, a Selic, for superior a 8,5% ao ano. Atualmente, a Selic está em 7,25% ao ano. Assim, a remuneração, pela nova regra, é 70% da Selic mais a TR.”

(Agência Brasil)

PDT usa máquina da SRT para perseguição política?

335 25

Com o título “Tempos de turbulência no PDT”, eis tópica da Coluna Política, assinada pelo jornalista Érico Firmo, nesta terça-feira no O POVO. Expõe como uma máquina oficial pode ser usada para perseguição política, segundo leitura feita por setores do PDT que questionam a cúpula estadual:

O PDT foi dos grandes vitoriosos nas últimas eleições, com o desempenho de Heitor Férrer no 1º turno e a adesão a Roberto Cláudio (PSB) no 2º. Hoje, contudo, há certa turbulência, em particular entre o ex-vereador Plácido Filho, que liderou a oposição a Luizianne Lins, e a cúpula estadual. Em 2008, a eleição de Plácido já foi surpresa. O favorito para se eleger ao lado de Iraguassu Teixeira era Márcio Lopes, hoje escolhido secretário municipal do Esporte e Lazer. Nos últimos anos, o então vereador acabou se aproximando do deputado federal Brizola Neto (RJ), adversário interno do presidente pedetista Carlos Lupi. Lupi a quem, por sua vez, o presidente do diretório cearense, André Figueiredo, é ligado. Na composição da equipe do novo prefeito, Plácido ficou de fora. Ontem, o Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Fortaleza (Sintsaf), dirigido pelo ex-parlamentar, foi alvo de fiscalização da Superintendência Regional do Trabalho (SRT). O órgão é dirigido pelo pedetista Júlio Brizzi. E houve estranhamento porque, ao invés de um fiscal, foi uma auditora que foi fazer a averiguação in loco. O episódio provocou mal-estar.

DETALHE – O titular do órgão, Júlio Brizzi, está voltando das férias nesta terça-feira.

Hospitais de Messejana e Albert Sabin sob nova direção

163 3

O Hospital Infantil Albert Sabin e o Hospital de Messejana ganham novos diretores. Os nomes foram definidos com base na lista de aprovados em seleção pública feita pela Secretaria Estadual da Saúde. Para a direção geral do Albert Sabin entrou a médica pediatra Marfisa de Melo Portela Aguiar, formada pela Universidade Federal do Ceará. Ela substitui Walter Frota, que assumiu a superintendência do IJF-Centro.

No Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart, entrou o médico cirurgião Ernani Ximenes Rodrigues. Ele ocupa o lugar deixada pela médica Socorro Martins, que é a secretária da Saúde de Fortaleza.

A posse dos novos gestores ocorrerá nesta terça-feira. Às 14h30min, a solenidade de posse será no Hospital de Messejana e, às 16 horas, no Hospital Albert Sabin.

 

 

Secretária da Saúde de Fortaleza inspecionará o setor de almoxarifado da pasta

Nada de visitar postos de saúde, nesta terça-feira. A secretária municipal da Saúde, Socorro Martins, informa: fará uma inspeção no Almoxarifado da pasta.

“Queremos ver como está a realidade nesse setor em termos de medicamentos e organização”, disse para o Blog a secretária.

Socorro Martins se diz estarrecida com o quadro de “abacaxi” que está encontrando na área da saúde. “É muita desorganização!”, reclama a secretária.

Ciro será comentarista esportivo durante a Copa 2014

199 5

O ex-governador Ciro Gomes (PSB) foi contratado pela rádio Verdes Mares, de Fortaleza, do Grupo Edson Queiroz. Segundo informa a coluna Panorama Político, de Ilimar Franco, na edição do GLOBO desta terça-feira, a contratação foi a peso de ouro.

Ciro vai ser comentarista esportivo e acompanhará a preparação da seleção brasileira para a Copa do Mundo de 2014 e os jogos da Copa das Confederações.

No passado, o ex-governador já havia exercido a função na rádio Educadora, de Sobral.

700 professores estão fora da sala de aula em Fortaleza

179 2

“Cerca de 700 dos 11 mil professores da rede pública municipal de Fortaleza que deveriam estar em sala de aula não estão exercendo essa função. A denúncia é do novo secretário de Educação da Capital, Ivo Gomes (PSB), que participou, ontem, de reunião entre membros da atual administração de Fortaleza e o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Dentre esses docentes, segundo o secretário, 100 ainda estão em estágio probatório. O número pode sofrer alterações, já que as informações recebidas pelo gestor ainda são parciais. “Estou tomando conhecimento de tudo”, frisou, ao ressaltar que encontrou a secretaria em uma situação financeira “muito complicada”.

Ivo Gomes, que se disse “animado” com o desafio de comandar uma das principais pastas da gestão do prefeito Roberto Cláudio (PSB), destacou que parte desses professores estão cedidos a outros órgãos do Executivo, à Câmara Municipal ou ao Poder Judiciário. A informação foi confirmada pela diretora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Ceará (Sindiute), Gardênia Baima, que esteve reunida na manhã de ontem com o novo secretário.

Segundo a diretora, o município tem, ainda, professores cedidos ao Estado e a outros municípios da Região Metropolitana de Fortaleza. “Eles estão dentro das escolas, mas com outras responsabilidades, como de presidentes de conselho escolar ou no projeto Mais Educação. Isso, sem contar os que estão no programa Segundo Tempo, que deixavam a sala de aula para ir para o programa e os alunos da rede pública ficavam sem aulas”, apontou Gardênia. Na reunião com o Sindiute, o secretário adiantou que a Prefeitura convocará todos esses servidores para reorganizar o início do ano letivo, segundo a diretora, que está atrasado desde a última greve dos professores da rede pública municipal.

O POVO ligou para o celular do ex-secretário de Educação de Fortaleza, Elmano de Freitas (PT), mas as ligações não foram atendidas.”

(O POVO)

RC diz que situação financeira da Prefeitura de Fortaleza é "gravemente preocupante"

156 5

“Há cinco dias à frente da administração fortalezense e já a par do quadro financeiro que caíra em seu colo, o prefeito Roberto Cláudio (PSB) aponta a situação monetária deixada pela gestão Luizianne como “gravemente preocupante”. Contrariando o que mostrou o balanço financeiro apresentado pelo ex-secretário de Finanças Alexandre Cialdini, RC afirma que a Prefeitura foi assumida na última quarta-feira com dívidas que já ultrapassam o montante de R$ 282,2 milhões deixados em caixa.

Se na semana passada Cialdini afirmou que a gestão Luizianne Lins (PT) deixou apenas R$ 92 milhões de restos a pagar à atual administração, RC trazia outra versão sobre os caixas do Município na manhã de ontem. Segundo o novo prefeito, dezenas de fornecedores da antiga gestão já procuraram a nova administração nesta semana cobrando dívidas que se arrastam há meses. “Em menos de uma semana, já temos problemas muito graves diagnosticados. Aparecem dívidas que se acumulam e têm valores muito acima do suposto superavit anunciado pela antiga gestão. Mal assumimos e já estamos sendo cobrados por fornecedores que estão aparecendo diariamente nas secretarias”, queixou-se RC, em conversa com O POVO, enquanto fazia a 10ª visita aos postos de saúde da capital cearense.

De acordo com o novo prefeito, somente fornecedores da área de saúde cobram dívida atinge a cifra de R$ 150 milhões. Sozinho, o valor é superior à metade do montante deixado em caixa pela gestão Luizianne. Além dessa cobrança, há uma suposta dívida da Empresa de Limpeza Urbana (Emlurb) que já estaria acumulada em R$ 50 milhões.

Procurado pelo O POVO, o ex-secretário de Finanças, Alexandre Cialdini, esclareceu que os R$ 92 milhões de restos a pagar a que se referiu na semana passada tratavam-se apenas das dívidas empenhadas e que já foram liquidadas. “Apresentei o que manda a Lei de Responsabilidade Fiscal. Mas é possível que apareça uma série de outras dívidas. Caberá à nova gestão avaliar se são procedentes ou não”, explicou o ex-secretário. Diante do quadro, Roberto Claudio afirma que deverá estudar cada caso separadamente para, a partir daí, se ter uma noção real do tamanho da dívida deixada pela Prefeitura. “Por enquanto, o que temos em mente é que vamos entrar com medidas administrativas”, adiantou.”

(O POVO)

Advogados de Carlomano Marques recorrem contra cassação do parlamentar

“Os advogados do deputado estadual Carlomano Marques (PMDB) entraram com pedido de liminar no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) para tentar suspender a cassação imediata do parlamentar. Carlomano é acusado de compra de votos na eleição de 2010. Ontem seria o prazo inicial para que o tribunal comunicasse a cassação à Assembleia Legislativa. Agora, ficará a cargo do juiz Francisco Luciano Lima Rodrigues, do TRE, conceder ou não a liminar.

Caso conceda, Carlomano continua como deputado pelo menos até os recursos da decisão serem julgados. Se o juiz negar o pedido, o tribunal comunica a cassação à Assembleia e o parlamentar perde o mandato. De acordo com a assessoria do TRE, a ação cautelar pedindo a liminar deu entrada no tribunal no último dia 28, mas só ontem chegou à presidência do órgão, que estava em recesso. A solicitação tem caráter de urgência e o mais provável é que o juiz comunique a decisão ainda hoje.

Logo depois que o TRE determinou a cassação, no início de dezembro, os advogados do parlamentar entraram com recursos, questionando a decisão. Tais recursos só podem ser apreciados pelo TRE durante sessão. Como as sessões do órgão só voltam a ocorrer no próximo dia 21, os advogados do parlamentar decidiram entrar com a ação cautelar, que é julgada com urgência.

O advogado do deputado, Irapuan Camurça, afirma que o pedido tem o objetivo de manter Carlomano no cargo até que sejam julgados os recursos. A decisão do tribunal pela cassação teve como base matéria do O POVO, que mostrou que a médica e vereadora Magaly Marques (PMDB), irmã de Carlomano, atendia pacientes no comitê do deputado. Na mesma decisão que cassou Carlomano, o TRE tornou Magaly inelegível.”

(O POVO)

Prefeitura de Fortaleza deve indenizar mulher atingida por galho de árvore

“O Município de Fortaleza deve pagar indenização de R$ 24.880,00 para a auxiliar de enfermagem M.S.B.G., que foi atingida por galho de árvore. A decisão é do juiz Marcelo Roseno de Oliveira, respondendo pela 4ª Vara da Fazenda Pública do Fórum Clóvis Beviláqua. De acordo com os autos (nº 0418315-20.2010.8.06.0001), no dia 12 de março de 2010, M.S.B.G. saía do Campus do Porangabuçu, da Universidade Federal do Ceará (UFC), quando foi atingida por galho que caiu de uma árvore plantada na esquina das ruas Monsenhor Furtado e Alexandre Baraúna.

A vítima teve fratura na bacia e achatamento em uma das vértebras. Por conta do ocorrido, ingressou na Justiça contra o Município. Sustentou que o ente público foi negligente quanto à obrigação de podar as árvores. Em contestação, o Município de Fortaleza alegou ilegitimidade para figurar no processo, argumentando que a responsabilidade pela poda é da Empresa Municipal de Limpeza e Urbanização (Emlurb).

Ao analisar o caso, o magistrado considerou que a administração pública responde objetivamente pelos danos que seus agentes causarem a terceiros. “Na hipótese dos autos, tenho que restou provada a omissão do réu. Os ofícios e solicitações enviados à Secretaria Regional III dão conta de que era do conhecimento do ente demandado o estado em se encontravam as árvores plantadas na via pública”.

(Site do TJ-CE)

Receita libera consulta ao primeiro lote de restituição residual nesta 3ª feira

“A Receita Federal abrirá hoje, terça, a partir das 8 horas, a consulta ao primeiro lote de restituição residual multiexercício do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) referente aos exercícios de 2012, 2011, 2010, 2009 e 2008. Somados esses grupos, as restituições representam uma liberação de R$ 198 milhões, atendendo mais de 107 mil contribuintes. Todos os pagamentos, mediante depósito bancário, serão liberados no dia 15 de janeiro, terça-feira da semana que vem.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar o site da Receita ou ligar para o Receitafone. A Receita tem aplicativo para tablets e smartphones desenvolvido especificamente para a consulta a declarações de IR e situação cadastral no CPF, para pessoas físicas.

Para o exercício de 2012 (ano calendário 2011), serão creditadas restituições para um total de 79.484 contribuintes, totalizando R$ 144.471.523,86, já acrescidos da taxa Selic de 6% (maio de 2012 a janeiro de 2013). Desse total, 7.076 referem-se aos contribuintes de que trata a Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003 (Estatuto do Idoso), correspondendo R$ 20.482.059,22.”

(Com Agências)

Preços do material escolar vão subir em janeiro, diz Fundação Getulio Vargas

157 1

Apesar de os produtos que compõem a cesta de material escolar terem subido menos que a inflação acumulada no ano passado, a expectativa dos economistas do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV) é que os preços vão experimentar uma alta acentuada este mês.

De acordo com o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da FGV, o material escolar, excluindo livros, subiu 5,31% entre janeiro e dezembro de 2012, enquanto a inflação no período alcançou 5,74%. “Em termos reais, os preços não subiram tanto”, afirmou nesta segunda-feira (7) à Agência Brasil o economista André Braz, do Ibre. Braz disse, entretanto, que isso não vai evitar uma alta dos preços dos artigos escolares em janeiro, “devido ao aquecimento da demanda”.

Segundo Braz, esse é o grande desafio que os pais vão ter que enfrentar no mês. Ele dá algumas dicas para economizar na compra de materiais escolares.  Uma delas é os responsáveis se associarem para comprar os produtos em uma loja de atacado. “Pela quantidade, eles vão ficar mais baratos”. Depois, faz-se um rateio. “No rateio, a parte de cada um vai ser menor do que se cada um comprasse no varejo”.

Outra dica é verificar na escola se há possibilidade de compra do material mais barato. “Algumas escolas compram em grande quantidade e oferecem material mais barato para os pais. Se não houver espaço para fazer acordo com a escola ou com outros pais, vale procurar na internet e, até, bater perna na rua, comprando parte do material em uma papelaria, parte em outra. Isso sempre aumenta a chance de fazer uma boa economia”, disse Braz.

O economista disse que, em geral, nos últimos anos, o preço do material escolar não vem ganhando da inflação. No início do ano, entretanto, a tendência é que haja aumentos fortes nesse tipo de artigo. “Esses aumentos não se sustentam. Só vigoram mesmo nesse período de maior procura”.

Braz disse que o mais difícil para os pais é administrar o momento da compra. Em vez de começar a procurar os artigos com certa antecedência e com calma, a maioria prefere deixar para comprar o material escolar na véspera do início do ano letivo e, em razão de a procura ser maior, não há como encontrar preços baixos. A boa estratégia, diz, é recuperar um pouco do material do ano passado que não sucateou, ou seja, que está em bom estado para utilização, e não comprar nada associado a marcas famosas. “Essas coisas, geralmente, são mais caras”.

O caderno e a borracha simples não costumam subir muito de preço de um ano para outro. Já os produtos de marca “vão pagar todo o marketing de divulgação daquela imagem. Isso é que encarece muito o preço do material no varejo”.

(Agência Brasil)

Idosos podem ter mais direitos no desembarque de transportes coletivos

740 1

Além da prioridade assegurada no embarque em transportes coletivos, os idosos podem ter ainda a garantia de segurança e prioridade também no momento do desembarque, de acordo com projeto de lei do deputado Leonardo Vilela (PSDB-GO). A proposta (PLC 84/2012), que altera o Estatuto do Idoso, está pronta para ser votada na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado (CI).

O projeto altera o artigo 42 do Estatuto do Idoso, que garante a prioridade dos idosos no embarque em transportes coletivos. A proposta busca garantir não só a prioridade, como também a segurança, e inclui ainda o momento do desembarque.

Na Câmara, o texto foi aprovado prevendo a possibilidade de o idoso escolher a porta pela qual deseja desembarcar. A Comissão de Viação e Transportes daquela Casa entendeu que não seria possível garantir essa escolha, já que, em algumas cidades brasileiras, como Curitiba, os ônibus funcionam de maneira diferente, impedindo o desembarque por porta distinta.

O relator da matéria na CI, senador Wilder Morais (DEM-GO), favorável à aprovação da matéria, lamenta a necessidade de se legislar sobre o assunto. Segundo Morais, o caos do transporte coletivo nas cidades do país faz com que prevaleça a lei do mais forte em busca de um assento ou mesmo no embarque no veículo.

“Não deixa de ser triste que o Brasil ainda precise legislar sobre algo que deveria ser um parâmetro mínimo de educação. Contudo, é imperioso aprovar o projeto em análise, já que a segurança dos idosos é, de fato, ameaçada diuturnamente”, afirma.

(Agência Senado)

Empresários de ônibus melhoram serviço de olho no aumento

217 5

Usuários do sistema de transporte público em Fortaleza têm se surpreendido com uma melhora no serviço prestado pelas empresas de ônibus, principalmente no aumento da frota nas ruas. De acordo com os usuários, as filas nos terminais estão reduzidas e a demora nas paradas diminuiu. Segundo ainda os usuários, a melhora nada teria a ver com a criação das faixas preferenciais, tampouco com a organização de filas. Mas, sim, com o aumento da oferta nas linhas, desde o primeiro dia na gestão Roberto Cláudio.

De acordo com os usuários, é possível viajar sem aperto na linha 72 (Antônio Bezerra/Parangaba), em horário de pico, algo que nunca ocorreu desde que o trajeto foi criado, há cerca de quatro anos. Também é possível, há uma semana, subir na linha 74 (Antônio Bezerra/Unifor), em pleno horário de pico, e descer três paradas depois.

Motoristas e cobradores justificam o melhor atendimento na ausência de aulas em escolas e universidades. Mas, segundo os usuários, essa melhora não percebida em férias anteriores. Para os usuários, os empresários querem justificar o aumento da passagem, de R$ 2,00 para R$ 2,20, a partir da próxima sexta-feira (11).

Nesta segunda-feira (7), o prefeito Roberto Cláudio (PSB) informou que irá recorrer na Justiça do decreto da ex-prefeita Luizianne Lins (PT), de 21 de dezembro último, que permitiu o aumento na passagem.

CNC estima inflação deste ano quase no mesmo patamar de 2012, acima do centro da meta de 4,5%

A persistência inflacionária tende a sustentar os preços em patamares acima do centro da meta de 4,5%, determinada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), e a partir do cenário traçado para o ano de 2013, a alta do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) promete ficar entre 5% e 5,5%, de acordo com projeção divulgada nesta segunda-feira (7) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

A entidade empresarial diz que a inflação de 2012 melhorou um pouco em relação a 2011, mas persistiu em um patamar que variou acima de 5%, alimentada pelos mesmos fatores responsáveis pela alta dos preços em períodos anteriores: choques de oferta por efeitos climáticos, setor de serviços aquecido e um mercado de trabalho robusto. Exemplo disso é a inflação média anual de 9%, sustentada pelos grupos que agregam alimentos e serviços.

Há expectativas positivas quanto à possibilidade de melhores safras de alimentos agrícolas para reduzir pressões inflacionárias, além das perspectivas de manutenção de fraca recuperação da economia mundial, que também contribui para aliviar preços. A análise de mercado feita pela CNC ressalta, porém, que “mesmo não sendo esperado”, é válido destacar que qualquer problema climático no decorrer do ano poderá deteriorar o cenário traçado.

A CNC lembra, também, que apesar do menor reajuste do salário mínimo, no início deste mês, que teve alta nominal de 9% contra 14% em janeiro de 2012, a baixa taxa de desemprego faz com que a escassez de mão de obra permita reajustes salariais mais robustos, com impacto no aumento dos custos empresariais e no crescimento da renda do trabalhador. Além disso, a inércia inflacionária advinda dos resultados mais elevados dos índices gerais de preços, do ano anterior, provocará maiores reajustes sobre os aluguéis, com reflexos também nos preços dos serviços.

(Agência Brasil)