Blog do Eliomar

Últimos posts

Pré-candidato em Beberibe, jornalista ganha almoço-adesão

O jornalista Luís Sérgio Santos ganhou almoço-adesão, no Parque Recreio, na condição de pré-candidato pelo PCdoB à Prefeitura de Beberibe (Litoral Leste).

A iniciativa partiu de apoiadores de segmentos da sociedade civil.

Luís Sérgio assegura que trablha para viabilizar sua candidatura e que, dentro desse trabalho, discute com alguns partidos a possibilidade de composição.

Tucano fala em CPMI do Cachoeira e bate em José Dirceu

115 2

O deputado federal Fernando Hugo (PDT) manda artigo para o Blog abordando a CPMI do Cachoeira. No texto, intitulado “A CPMI do Cachoeira vai dar no mar”, o tucano não poupa o ex-ministro José Dirceu. Confira:

Hoje se instala a CPMI do Congresso Nacional visando analisar as peraltices do contraventor Carlinhos Cachoeira. No início, havia um frenesi indescritível por parte de petistas e governistas que só enxergavam o conluio existente entre o Cachoeira e o Senador Demóstenes Torres (sem partido/GO).

Ao passar dos dias eclodiu, nas gravações feitas pela Polícia Federal e Ministério Público, um TSUNAMI que, indescritivelmente, vem recheado de lama podre com a corrupção, a improbidade e o tráfico de influência abraçando governadores, deputados, senadores e megaempresas, chegando ao interior do Governo Federal e, certamente, fazendo com que os governistas ponham os pés atrás do que havia sido proposto, vorazmente, quando se falava em CPI.

Ao sabermos que a Construtora Delta é a empresa que mais opera para o Governo Federal e registrou um crescimento de contratos e negócios da ordem de 1.653% entre 2002 e 2011, assustamo-nos. Porém, ficamos estarrecidos quando soubemos que o consultor desta aquinhoadíssima empresa é, nada mais, nada menos que José Dirceu, verdadeiramente um BANDIDO FINO no que diz respeito ao petismo nacional.

* Fernando Hugo,

Líder do PSDB na Assembleia Legislativa.

FGV – Maioria das Capitais pesquisadas registra inflação maior na 3ª prévia do mês

“A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), da Fundação Getulio Vargas (FGV), aumentou em quatro das sete capitais pesquisadas na terceira leitura de abril, comparada à apuração anterior. Os dados divulgados hoje (24) apontam que o maior acréscimo foi registrado no Rio de Janeiro, onde a taxa passou de 0,58% para 0,68% (alta de 0,1 ponto percentual).

Além do Rio, registraram aumento de inflação as cidades de Belo Horizonte (de 0,41% para 0,47%), Recife (de 0,59% para 0,64%) e Salvador (de 0,3% para 0,31%). Segundo a FGV, três capitais apresentaram decréscimos em suas taxas. A maior redução foi registrada em São Paulo, de 0,66% para 0,58%. Em seguida vêm Porto Alegre (de 0,65% para 0,61%) e Brasília (de 0,6% para 0,59%).

O IPC-S mede semanalmente a inflação mensal nas classes de despesa alimentação; habitação; vestuário; saúde e cuidados pessoais; educação, leitura e recreação; transportes; e despesas diversas. Na terceira apuração de abril, a taxa média ficou em 0,57%, a mesma registrada no levantamento anterior.”

(Agência Brasil)

Tucano diz que “Brasil Maior” gerou um BNB menor

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=83WhgT7nyCE[/youtube]

O InstitutoTeotõnio Vilela, organismo científico do PSDB e presidido pelo ex-senador Tasso Jereissati, promove, nesta terça-feira, em Brasília, encontro para debater o plnao Brasil Maior, do governo federal.

Segundo o presidente do ITV do Ceará, deputado federal Raimundo Gomes de Matos, esse encontro reunirá dirigentes do Instituto Teotõnio Vilela de todos os Estados, com o objetivo de criticar, mas também propor sugestões para o governo federal. Gomes de Matos aproveita para criticar MP do governo Dilma que tira a exclusividade do BNB de gerir o Fundo de Desenvolvimento do Nordeste.

Editorial repudia decisão que põe fim à exclusividade do BNB gerir o FDNE

O editorial do O POVO desta terça-feira aborda, com o título “BNB: Capitalziação e exclusividade estratégica”, determinação do governo federal de retirar do Banco do Nordeste do Brasil o direito exclusivo de gerir o FDNE. Ao mesmo tempo, chama a atenção para emenda do senador Inácioo Arruda (PCdoB) que, na MP do Plano Brasil Maior, reforça o BNB financeiramente. Confira:

O senador Inácio Arruda (PCdoB) acaba de apresentar emenda à MP do Plano Brasil Maior, da presidente Dilma Rousseff, autorizando crédito de R$ 10 bilhões ao Banco Nordeste do Brasil S.A. (BNB). A iniciativa visa ampliar a capacidade operacional e de financiamento do BNB, possibilitando sua maior participação em grandes projetos de desenvolvimento para o Nordeste.

A emenda ocorre num momento simbólico muito marcante: o BNB comemora os 60 anos de existência e há temores em relação à continuação da integralidade de seu papel como maior instituição da América Latina voltada para o desenvolvimento regional e para a execução de políticas públicas com esse objetivo. Basta lembrar que cabe ao BNB a operacionalização de programas como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e a administração do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FDNE).

Infelizmente, a MP 564/12 comete o equívoco de retirar do BNB a exclusividade da gerência do FDNE, repartindo-a por outras instituições financeiras. Se isso ocorrer, estará comprometido o papel estratégico do BNB e reforçado o seu enfraquecimento (como, aliás, já o sinaliza a decisão de fechar a agência do banco em Brasília). Fundamental para manter essa exclusividade é aumentar seu capital, como é exigido pelo Acordo de Basileia (que obriga os bancos a disporem de pelo menos 11% do valor emprestado). Daí porque a iniciativa do senador é tão importante. Para reforçá-la, outra emenda, do mesmo parlamentar, reitera o BNB como único agente operador do FDNE, suprimindo o artigo 6º da MP 564/12, que abre a possibilidade de outras instituições serem operadoras.

A investida contra o papel estratégico do BNB ocorreu quando, no exato momento em que ele precisa ampliar as suas fontes de recursos a fim de atender à crescente demanda de crédito da Região, fica impedido de fazê-lo por falta de aporte de capital, que, aliás, não tem faltado às demais instituições oficiais de crédito. O inaceitável

foi que se tenham aproveitado disso para retirar a exclusividade da gerência do FNDE pelo BNB. Isso a comunidade regional repele com toda energia.

Senador Demóstenes, deixe o Parlamento!

81 2

Com o título “Um mínimo de dignidade, senador Demóstenes!”, eis artigo de Edson Guimarães, advogado especialista em Direito Eleitoral. Ele aborda a mistura do notício político com o noticíario policial nos últimos tempos e não esconde sua frustração com Demóstenes torres, entãopaladinda moralidade. 

O noticiário político brasileiro se confunde, a cada dia, com o noticiário policial, uma vez que, com insistente freqüência, nos deparamos com atos ilícitos praticados por senhores parlamentares que, em alguns casos, despem-se da condição de representantes do povo para assumir a representação de facções criminosas.

O exemplo mais recente é o do senador pelo estado do Goiás, Demóstenes Torres (sem partido), apanhado em parceria com o crime organizado, atuando como autêntico defensor dos interesses de bicheiros e seus aliados e se utilizando do mandato que lhe foi outorgado pelo povo, para agir contra os interesses de quem deveria defender.

Membro do Ministério Público goiano, o senador Demóstenes Torres sempre posou de “paladino da moralidade”, posicionando-se “bravamente” contra desmandos supostamente praticados por autoridades em qualquer das esferas de poder, inclusive quando praticados por seus colegas de parlamento.

Era comum vê-lo da tribuna do Senado assacando críticas contundentes contra quem houvesse desviado sua conduta sob qualquer pretexto. Na crise que envolveu supostas nomeações irregulares de parentes dos senhores senadores, o “ guardião da moralidade” assim se posicionou “ É intolerável, sob qualquer critério, que o presidente utilize a estrutura funcional do Congresso para cometer crimes “.

No episódio que resultou na renúncia do governador do Distrito Federal, o “Combativo Demóstenes“ afirmou: “Defendo sempre a expulsão sumária. E mais: a imagem do Senado, hoje ta mais suja que pau de galinheiro “.

Os seus pronunciamentos davam a todos a falsa impressão de ser o parlamentar goiano comprometido com os reais interesses do povo brasileiro, defensor da ética e guerreiro das causas populares.

No entanto, o castelo de cartas em que se achava instalado, não resistiu à revelação de gravações telefônicas de íntimas conversas dele com o bicheiro Cachoeira e outros comparsas, seus aliados verdadeiros, a quem servia com a lealdade resultante do comprometimento proporcionado por negociatas exclusas que lhe enchiam as burras para desfrutar conforto, luxo e privilégios que seus eleitores jamais poderão usufruir.

A cortina que escondia as ações criminosas do senador Demóstenes rasgou-se, trazendo à mostra um homem comprometido com a marginalidade, com o que de mais reprovável existe na sociedade brasileira.

Perplexos, assistimos ainda à uma tentativa de explicar o inexplicável, diante de seus pares e de todos nós quando, em uma desfaçatez agressiva, afirmou: “Nada fiz para envergonhar o Senado.“
Ora, senhor Demóstenes, nesse momento em que o eleitorado goiano sente a dor da traição e que todos nós brasileiros, mais uma, vez nos envergonhamos dos nossos homens públicos, aja com o mínimo de dignidade e honradez que ainda lhe resta e aplique em si os fundamentos que nortearam suas idéias contra seus colegas. No impulso de dignidade que ainda possa lhe caber, se expulse sumariamente do mandato que o povo de sua terra lhe conferiu, para alivio de sua gente e macular menos o parlamento brasileiro.

* Edson Guimarães,

Advogado especialista em Direito Eleitoral.

Cid tenta em Brasília R$ 3,5 bilhões para nova etapa do Projeto Metrofor

81 1

O governador Cid Gomes (PSB) está em Brasília mantendo uma série de audiências ministeriais. O principal mote de sua agenda tem a ver com a Linha Leste do Projeto Metrofor, que ligará o Centro até a Unifor, em trecho totalmente suberrâneo.

Cid, que está acompanhado do presidente da Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos, Rômulo Fortes, quer acelerar a liberação de R$ 3,5 bilhões.

A partir de 15 de junho, ele diz que vão começar os testes com passageiros no trecho de Pacauba até Fortaleza. Gratuitamente, para que haj ajustes nos equipamentos.   

Na agenda dele também projetos ligados ao combate à estiagem.

Prefeitura: Envolvimento da Delta na CPMI do Cachoeira não prejudicará obras da Copa 2014

97 4

As obras da Copa 2014 a cargo da Construtora Delta em Fortaleza não sofrerão problema por conta do Caso Cachoeira.

Quem garante é o coordenador de Projetos Especiais da Prefeitura, Geraldo Accioly, diante de especulações dando conta de que o envolvimento dessa empreiteira em investigações da PF e CPMI poderiam provocar prejuízos para obras de mobilidade urbana na Capital.  A Delta fará duplicações de avenidas como Alberto Caveiro, por exemplo.

Geraldo ressalta ainda que houve concorrência para essas intervenções, seguindo tudo o que manda a legislaçao da área, no que complementa: “A Prefeitura não é Ministério Público!”

Mutirões de conciliação no TJ-CE têm 56% de êxito nas ações envolvendo Unimed

88 1

“O Tribunal de Justiça do Ceará apresentou o balanço parcial dos mutirões organizados no estado para conciliação de processos. As conciliações da área da saúde em ações que envolvem a Unimed Fortaleza resultaram, até o meio dia da última quarta-feira, 571 audiências conciliatórias. Entre as sessões que tiveram comparecimento das partes, 320 resultaram em acordos, o que representa 56% de êxito.

O evento contou com a participação voluntária dos conciliadores da Central, de juízes das Varas Cíveis da Capital e de acadêmicos de Direito. A coordenadora do Núcleo de Prática Jurídica da Estácio/FIC, Lisiane Gonçalves, ressaltou a importância da experiência para os estudantes. “O aluno não pode viver só de simulação, precisa vivenciar o mundo jurídico para poder escolher a área em que tem mais aptidão. Por isso, o mutirão é uma oportunidade de ouro, que também ajuda a sensibilizar para a importância da conciliação e estimula a solidariedade”.

Exemplo de quem conseguiu solucionar seu problema, uma estudante de 21 anos conta que, em 2009, precisou se submeter a um procedimento cirúrgico, mas o plano de saúde negou o tratamento. Na época, ela conseguiu antecipação de tutela para a realização da cirurgia, mas teve despesa de R$ 800 por conta da demora na autorização. Agora, com o acordo, aceitou abrir mão de indenização em troca do reembolso dos gastos. A mãe da adolescente comemorou o resultado. “Mesmo não sendo exatamente o que a gente esperava, foi uma proposta satisfatória, com a grande vantagem de finalizar logo o problema”, afirmou.”

(Site do TJ-CE)

Caso dos Consignados – Heitor diz que não abre mão da imunidade como quer a Promus

58 6

O deputado estadual Heitor Férrer (PDT) afirmou, nesta terça-feira, que não vai abrir mão da imunidade parlamentar como sugeriu a empresa Promus, em nota paga nos jornais desta terça-feira. Heitor é autor de denúncias sobre tráfico de influência na área dos empréstimos consignados no âmbito do Estado e acusa a Promus, terceirizada da empresa ABC, com contrato suspenso pelo Governo, de ganhar com as transações a partir de juros elevados. A Promus tem como sócio o empréstio Luís Antônio Valadares, genro do secretario da Casa Civil, Arilado Pinho.

“O que eles entendem dessa história de abrir mão de imunidade? Estou deputado. Aliás, esse tema não foi levantado pelo cidadão comum porque o poderoso atrofia. Teria que ser levantado por quem tem imunidade e representa a sociedae e é imune aos poderes do poderosos”, disse para o Blog o parlamentar. Ele complementou: “Onde o cidadão comum poderia levantar suspeição dessas?”

O parlamentar adiantou que tentou instalar uma CPI para esclarecer o assuto. Como não foi possível – só obteve sete assinaturas de 12 necessárias, mandou para o Ministério Público invesigar as denúncias, no “que eles vêm faazendo profundamente”.

Para Heitor Hérrer, há um “grande teatro” construído no momento pelo Governo do Estado em torno desse caso, onde o ator principal é a Casa Civil, tendo como coadjuvante o secretário do Planejamento e Gestão, Eduardo Diogo. “Até agora, criaram uma peça para não dar em nada, onde as irmãs ABC e Proums, com notas nos jornais,tentam ludibriar a sociedade. Eles tentam defender o indefensável”, afrima o pedetista

“Eu não vou deixar de ser o deputado que eu sou!”, reafirmou Heitor Férrer.

Ao lançar Elmano, a prefeita provocou humilhação pública nos demais pré-candidatos?

59 3

Com o título “Assim será o de vocês”, eis artigo da professora e jornalista Adísia Sá. Ela avalia que a preferência declarada da prefeita Luizianne Lins por Elmano Freitas como seu candidato a prefeito virou humilhação pública para outros pré-candidatos. Para Adísia, Luizianne quebrou o discurso petista da democracia interna. Confira:  

O PT dizia que suas decisões eram fruto de debates, seminários, convenções. Dizia, não diz mais. Antes mesmo de cumprido qualquer ritual, foi lançado o nome de Elmano de Freitas à Prefeitura e pela própria Luizianne – guardiã das regras. Fomos testemunhas de uma humilhação pública: outros possíveis candidatos recolheram as armas, debandaram – não sem antes jurar fidelidade à prefeita, deixando o campo aberto ao ungido do Palácio do Bispo. Triste quebra de palavra…

Fico a lamentar quão fugazes são as palavras e passageiros os propósitos. Louvadas são as virtudes do ungido da prefeita pelos arautos de sua candidatura. Virtudes não nos devem interessar, mas realidade concreta, palpável. “O homem é secretário de Educação de Fortaleza.” Ah é e daí? É aquele que ia entregar mil notebooks aos professores…

Pelo que tenho lido, o secretário esteve presente a toda e qualquer recepção e sob o peso sedutor das palmas. Francamente. Não é por aí que se apresenta um candidato. Eu sei que o peso eleitoral de Luizianne é indiscutível, que ela tem condições – ela mesma teria dito isto – de eleger até um poste prefeito de Fortaleza. Mas não deveria chegar a esse ponto, pondo de escanteio companheiros também aspirantes ao cargo. E tem mais: sem ironia: Elmano é o poste apregoado por Luizianne?

Escreve Érico Firmo na sua coluna deste jornal (12 do corrente): Numa interpretação estrita da lei, tudo pode até estar correndo. Mas é muito feita a superexposição dada pela administração municipal a Elmano de Freitas. Por subterfúgios que buscam esticar ao máximo o limite que separa a legalidade do crime eleitoral, a Prefeitura de Fortaleza dá a maior visibilidade possível ao seu pouco conhecido pré-candidato.” Ponto alto do comentário: “Parece homem sério (Elmano), de boa formação. Não precisava do constrangimento de ser favorecido por esperteza dessa natureza.”

Última hora: Elmano mandou, em seu lugar, um exemplar do notebook a ser mostrado aos professores, por emissário de sua confiança: “assim será o de vocês, um dia” E nada mais foi dito. Nem precisava.

* Adísia Sá

adisiasa@gmail.com

Jornalista

Maioria dos argentinos aprova expropriação da YPF

“Seis de cada dez argentinos apoiam a decisão de expropriar 51% das ações da empresa petrolífera YPF, administrada pela Repsol, anunciada há uma semana pela presidenta Cristina Kirchner. Segundo pesquisa de opinião da consultoria Poliarquia, 44% dos entrevistados, no entanto, culpam os Kirchner (no poder desde 2003) pela crise energética do país. Apenas 36% atribuem a queda da produção de combustível, que transformou a Argentina em país importador de energia, à iniciativa privada.

Uma semana depois do anúncio do projeto de lei de expropriação, o governo garante que ele passará no Congresso, onde conta com a maioria. A primeira votação, no Senado, será nesta quarta-feira (25). Até o ex-presidente Carlos Menem, responsável pela privatização da estatal YPF nos anos 1990, diz que votará a favor da medida, devolvendo as ações da empresa espanhola Repsol ao Estado argentino. “Os tempos mudaram”, justificou Menem, senador do Bloco Federalismo e Liberação (uma dissidência do Partido Justicialista ou Peronista).

Apesar de contar com apoio popular e político, a expropriação anunciada por Cristina Kirchner está sendo questionada por especialistas. Todos concordam que a Repsol repatriava os lucros da empresa, sem investir na exploração de novas reservas de petróleo e gás e na produção de combustível. Resultado: em 2011, importou o equivalente a US$ 9 bilhões em energia, que podia ter produzido. A soma equivale a quase todo o saldo da balança comercial do país, que no ano passado foi US$ 10 bilhões. Este ano, estima-se que as importações de energia ficarão entre US$ 12 e US$ 14 bilhões.”

(Agência Brasil)

Novo Código Florestal – Empresários do setor agrícola fazem lobby em Brasília

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=jR1mFjVS_JU&feature=plcp&context=C400c1fcVDvjVQa1PpcFOowEIgYChP68vPGs8dgq4Fndg_ZJDh0Fg%3D[/youtube]

Todas as entidades representativas do empresariado do setor rual do País estão em Brasília com suas lideranças. Hora de fazer lobby para aprovar o Novo Código Florestal, no Senado, sem maiores surpresas para o segmento.

O presidente da Federação da Agricultura do Ceará, Flávio Saboya, que integra o lobby, explicou, antes de embarcar nesta madrugada de terça-eira para Brasília, o que empresários do setor agrícola querem.

CPMI do Cachoeira pode pedir bloqueio dos bens dos investigados

Um grupo de parlamentares, chamados de “independentes”, tentará dar rumo técnico às investigações da CPMI do Cachoeira. É o caso do deputado Miro Teixeira (RJ), que defende como ponto de partida pedido de bloqueio dos bens dos investigados. O detalhamento dos negócios da Delta com políticos é outro alvo do grupo.

Segundo reportagem do O Globo desta terça-feira, Miro disse ser fundamental aprofundar as investigações e evitar o risco da superfialidade: “O objetivo é recuperar o dinheiro (público) desviado por atividades ilícitas, em caso de condenação — explicou Miro: — Com o surgimento da Delta, a CPI tornou-se inevitável. Aparentemente, ela aparece de forma superficial nos autos”.

Miro também pedirá dados sobre as atividades do laboratório farmacêutico Vitapan, da família do bicheiro Carlinhos Cachoeira, para saber se ele foi beneficiado pela Anvisa na liberação de registros para fabricação de remédios. Ex-diretor da Anvisa, o governador Agnelo Queiroz (DF) admitiu ter se encontrado com Cachoeira entre 2009 e 2010, quando ocupava o cargo na agência.

Defensoria Pública comemora 15 anos com sessão solene na Assembleia Legislativa

Os 15 anos de criação da Defensoria Pública no Ceará vão ser comemorados numa sessão solene marcada para a Assembleia Legislativa. O ato ocorrerá nesta quarta-feira.

Já na próxima sexta-feira, às 16 hroas, no Centro de Convenções do Complexo São Mateus (Papicu), a Associação dos Defensores Públicos do Estado (Adepec) fará a entrega do “Colar de Mérito” ao senador José Pimentel (PT). Ele é autor do projeto de lei 225/2011, que fortalece a autonomia financeira, administrativa e orçamentária das defensorias.

Também nesse ato da Adpec, será entregue a “Medalha de Mérito Profissional” à defensora Nívea de Matos Nunes Rolim.

Lúcio Alcântara fará cirurgia para, depois, abrir o verbo na sucessão

59 2

O ex-governador Lúcio Alcântara (PR) vai se submeter a cirurgia de implante dentário nesta terça-feira. Consequência de queda de bicicleta que ele sofreu no último dia 15, na avenida Virgilio Távora.

Depois disso, Lúcio deverá passar alguns de molho para, depois, cair na política e tratar da sucessão principalmente de Fortaleza.

O PT da prefeita Luizianne Lins não dispensaria boa conversa com o PR de Lúcio Alcântara, principalmente se houver rompimento dos petistas com o PSB do governador Cid Gomes.

Metrofor inicia testes com passageiros a partir de 15 de junho próximo

53 1

“O Metrofor, o metrô de superfície de Fortaleza, vai entrar em operação a partir de 15 de junho próximo, em fase de testes e, dessa vez, transportando passageiros gratuitamente, numa operação assistida de Pacatuba até Fortaleza. Confirma o governador Cid Gomes.

Já o presidente da Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos, Rômulo Fortes, está em Brasília fechando repasse de R$ 3,5 bilhões da Linha Leste do empreendimento, que ligará o Centro até a Unifor, em 12 quilômetros de linha subterrânea.

Sobre testes com passageiros, explica: “São operações que chamamos de testes dinâmicos e consistem em colocar os equipamentos em funcionamento para ajuste. É uma fase necessária para oferecer segurança quando formos iniciar a operação comercial ainda neste ano”.

(Da Coluna Vertical, do O POVO)

Governo assina ordem de serviço para duplicação da CE 085

73 1

A principal via de acesso ao Litoral Oeste, a CE-085, vai ser duplicada. A ordem de serviço da primeira etapa do projeto será assinada nesta terça-feira, às 15h30min, pelo secretário do Turismo, Bismarck Maia, durante ato no auditório da Secretaria do Turismo do Estado.

Para liberar a área onde será instalada a Refinaria Premium II, da Petrobras, a duplicação vai começar pelo segundo trecho do total projetado. Este, com extensão de 12,56 quilômetros, vai contornar o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP).

As empreiteiras Luís Costa Ltda e Ecocil ganharam a licitação nessa etapa da obra, que será executada por R$ 21.845.305,63. Essas empreiteiras terão 300 dias para conclusão do projeto, contados a partir da assinatura da ordem de serviços.

Sebrae abre seleção nacional para técnico de nível superior

“O Sebrae Nacional vai selecionar profissionais de nível superior para o cargo de Analista Técnico. Serão oferecidas três vagas para profissionais de várias áreas de conhecimento. As inscrições custam R$ 100 e podem ser realizadas no endereço http://www.fapetec.org/sebrae/br/sebrae_nacional/, no período de 24 de abril a 9 de maio.

Podem se candidatar profissionais das áreas de Tecnologia da Informação, Relações Públicas, Administração de Empresas, Economia, Ciências Políticas, Ciências Sociais e Relações Internacionais com pós-graduação completa. Os salários são de R$ 7.088,39.

É exigida experiência comprovada de, no mínimo, seis meses de trabalho como profissional de nível superior atuando com definição e especificação de fluxos de negócios, elaboração de documentos de especificação de software, revisão de testes de software e gestão de projetos de software. Em alguns casos, também é exigida atuação em gestão de projetos de cooperação internacional, negociações internacionais, articulação institucional e conhecimentos avançados em espanhol ou inglês.

Realizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa, Ensino, Tecnologia e Cultura (Fapetec), o processo seletivo será composto por três etapas, sendo a primeira análise curricular, de caráter eliminatório. A segunda fase, eliminatória e classificatória, avaliará conhecimentos específicos dos candidatos por meio de aplicação de provas objetiva e discursiva. Por último, os dez primeiros candidatos classificados farão a prova técnica-situacional para avaliar competências específicas do cargo.

Os selecionados vão trabalhar na sede do Sebrae Nacional, em Brasília (DF). A jornada de trabalho é de 40 horas semanais. Entre os benefícios oferecidos estão assistência médica e odontológica, plano de previdência privada, vale-transporte, auxílio alimentação, auxílio refeição, seguro de vida e educação para filhos.”

(Agência Sebrae)