Blog do Eliomar

Últimos posts

Padre Quevedo morre aos 88 anos por ataque cardíaco

Morreu nesta quarta-feira (9), por ataque cardíaco, o padre Oscar Gonzalez Quevedo Bruzan, 88. Ele será sepultado nesta quinta-feira (10), em cerimônia reservada a familiares, amigos e religiosos.

Padre Quevedo era especialista em parapsicologia e autor de livros. Ele ficou conhecido como “caçador de enigmas”, após apresentar nos anos 1990 o quadro com o bordão “Isso non Ecziste”, no programa Fantástico, da Rede Globo, quando apontava supostos charlatões no ocultismo.

(Foto: Arquivo)

Base norte-americana no Brasil é assunto político, diz almirante

O almirante de esquadra Ilques Barbosa Junior, novo comandante da Marinha, disse nesta quarta-feira (9), no Clube Naval de Brasília, que a instalação de uma base militar norte-americana no país é um assunto é político.

“O presidente já falou que não está na pauta. Meu âmbito é preparo e emprego da Força”, comentou, durante a solenidade de posse.

Ilques Barbosa Junior disse que a parceria com os Estados Unidos, do ponto de vista da Marinha, já existe, assim como com outros países ocidentais. Ele aproveitou para ressaltar que o Brasil é um país ocidental e deve buscar o fortalecimento de alianças na região.

Nessa terça-feira (8), em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que recuou da decisão de instalar uma base norte-americana no Brasil. O ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, afirmou que não existe nada sobre a tal base norte-americana. “Nem estudo, nem pedido”.

Durante a Segunda Guerra Mundial, o Brasil cedeu em Natal, no Rio Grande do Norte, áreas para os Estados Unidos para operações de guerra no Oceano Atlântico.

Os Estados Unidos possuem mais de 700 bases militares terrestres fora de seu território.

(Com a Agências)

Justiça aceita denúncia contra João de Deus por crimes sexuais

A juíza Rosângela Rodrigues dos Santos, da Justiça de Abadiânia (GO), aceitou hoje (9) denúncia apresentada pelo Ministério Público contra o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, pelos crimes de estupro de vulnerável e violação sexual. Com a decisão, João de Deus vira réu no processo, que trata de quatro supostas vítimas do médium. A decisão está em segredo de Justiça e os detalhes não foram divulgados.

O médium está preso desde 16 de dezembro sob a acusação de violação sexual mediante fraude e de estupro de vulnerável, crime que teria sido praticado contra centenas de mulheres. O Ministério Público de Goiás, que formou uma força-tarefa para cuidar do caso, recebeu mais de 330 denúncias de abuso sexual contra João de Deus de diversos estados brasileiros e do Distrito Federal.

João de Deus se instalou em Abadiânia há 42 anos e mantém a Casa Dom Inácio de Loyola, centro de atendimento espiritual onde o médium costumava atender a pessoas doentes. No local, segundo as denúncias, ele teria abusado sexualmente de mulheres durante atendimentos individuais.

Após o recebimento da denúncia, o advogado Alberto Toron, representante de João de Deus, disse que ainda não foi notificado da decisão, mas que confia na Justiça.

(Agência Brasil)

Três veículos são queimados na região do Passaré nesta quarta-feira

No oitavo dia de ataques no Ceará, três veículos foram queimados por criminosos no fim da manhã desta quarta-feira, 9. A ocorrência foi confirmada pelo tenente Romário Fernandes do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE).

Um caminhão de lixo foi queimado próximo à comunidade da Babilônia e outros dois caminhões de pequeno porte foram incendiados perto da praça do Barroso, no bairro Passaré. Viaturas do CBMCE se encontram nos locais.

As ocorrências são em localidades próximas e viaturas circulam nas proximidades realizando diligências.

(O POVO Online / Repórter Matheus Facundo / Foto: WhatsApp)

Ministro-general sugere regras diferenciadas para militares na Previdência

Na cerimônia de transmissão de cargo do Comando da Marinha hoje (9), o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, ressaltou que a reforma da Previdência deve avaliar regras diferenciadas para militares. A solenidade, no Clube Naval de Brasília, contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro, que chegou ao local a bordo da lancha Amazônia. Seguindo o protocolo, o presidente não discursou.

Azevedo mencionou a reforma da Previdência ao se despedir do ex-comandante, o almirante de esquadra Eduardo Bacellar Ferreira, que passou o comando para o também almirante de esquadra Ilques Barbosa Junior.

“[Ferreira] foi incansável no esforço de comunicar as peculiaridades da nossa função”, disse Azevedo e Silva. Segundo o ministro, o esforço garantiu avançar para um adequado amparo social aos militares das Forças Armadas e seus dependentes.

O ministro da Defesa destacou também a trajetória do militar, lembrando os 48 anos “de extrema dedicação e serviços prestados”.

Desde a posse, Bolsonaro cumpriu pelo menos quatro agendas militares, entre almoços e solenidades. Na sexta-feira (11), ele participa da transmissão de comando do Exército. Ao longo de sua campanha, Bolsonaro se comprometeu, em diversas declarações, a prestigiar e dar visibilidade às atividades das Forças Armadas.

(Agência Brasil)

Os atentados que não se contabilizam

168 2

Em artigo no O POVO desta quarta-feira (9), a jornalista Lucinthya Gomes observa que a semana atípica da violência em Fortaleza e Regi]ao Metropolitana, em alguma medida, é realidade o ano inteiro em algumas comunidades da periferia. Confira:

Existe um atentado que irrompe nos nossos dias de uma forma ainda mais cruel e dolorosa do que expressam os números mais atualizados de tentativas de incêndio, de explosões, disparos com armas de fogo e detidos por suspeita de participação nos crimes. Os números, que logo ficam defasados, já têm força o suficiente para nos golpear. Mas há algo que não se contabiliza e silenciosamente nos assusta.

Como o primeiro fim de semana do ano quase sem ônibus circulando nas ruas. Como criar coragem para sair e ter que explicar mais uma vez ao chefe que vai se atrasar ao trabalho. Como decidir nem abrir as portas do comércio. Sentir medo de deixar o carro estacionado na rua e ser forçado a abrir mão do que se entende por cotidiano. Como não saber se é verdade a última mensagem de Whatsapp com mais um caso da onda de violência e simplesmente ter o impulso de acreditar e repassar, porque, afinal, já estamos há uma semana vivendo o improvável.

Pior é que, no meio disso tudo, vem um pensamento desgarrado sobre algo que ainda temos muita dificuldade de encarar: a semana atípica, em alguma medida, é realidade o ano inteiro em algumas comunidades da periferia.

2019 começou amargo no Ceará. Antes que se curassem as mágoas e desavenças de um ano polarizado pelas eleições, o momento propício a recomeços trouxe, na verdade, ânimos ainda mais inflamados. Os embates misturam medo e política, num tom ainda de disputa. O medo se justifica pela gravidade dos fatos. Mas a resposta aos atentados, que precisa ser pronta e severa, exige decisão tomada com serenidade, união de forças. Não é hora para discurso oportunista e desagregador.

É duro constatar que, de dentro dos presídios, criminosos consigam passar um recado tão afrontoso ao Estado e intimidador à população. O esforço de cortar a comunicação diária dos presos com o mundo exterior não deve afrouxar daqui a um tempo. Como O POVO noticiou no último dia 4, desde 2014 o Ceará já teve 14 ciclos de atentados, que foram se agravando até a série atual de ataques eclodir. Esperamos por dias melhores, com a retomada de uma rotina possível, de forma otimista. Mais do que medidas de momento, esperamos não ter que vivenciar um novo ciclo.

Lucinthya Gomes

Jornalista do O POVO

Mega-Sena e Quina têm prêmios milionários nesta quarta-feira

A Mega-Sena possui um prêmio de R$ 8 milhões, nesta quarta-feira (9), segundo estimativa da Caixa Econômica Federal. As apostas podem ser feitas até as 18 horas (horário de Brasília), ao preço mínimo de R$ 3,50.

Já o prêmio da Quina acumulou nessa terça-feira (8) e o sorteio desta quarta-feira deverá pagar a quantia de R$ 3 milhões, de acordo ainda com a estimativa da Caixa. O preço mínimo da aposta é de R$ 1,50.

Os números da Quina, sorteados nessa terça-feira foram: 07 – 16 – 31 – 49 e 55.

Qual a cor do amor?

Em artigo sobre o governo Bolsonaro, o professor Djacyr de Souza avalia as declarações de assessores do atual presidente. Confira:

Nem bem começou e o governo do atual presidente – talvez por uma espécie de estratégia ou falta de conhecimento mesmo – vem se notabilizando por declarações polêmicas de seus auxiliares mais diretos. Muitas destas declarações têm perfil de descaracterização e desrespeito a pensadores, professores, filósofos ou líderes religiosos.

A lógica dessa perversa proposta talvez seja desviar a atenção do público em relação às estratégias de poder que buscam mexer nos direitos do povo, utilizando como cortina de fumaça declarações polêmicas em que as pessoas partem para o bate–boca e se esqueçam de se organizar e de se tornarem coesos ante os ataques sociais que possam acontecer.

Precisamos plantar o amor, precisamos que os religiosos menos radicais ensinem seus rebanhos a caminharem no sentido de amar ao próximo e valorizar as diferenças, mesmo não aceitando posturas ou modos de vida. As absurdas declarações dos que estão no poder com certeza se diluem no ar sabendo-se que a maioria delas não tem sustentação teórica e baseia-se em ideias de religiões ou grupos ideológicos radicais e conservadores, sem reflexão que permita tirar a tal viseira que muitas vezes provoca uma lavagem cerebral terrível.

As afirmações são cruéis, provam um ódio dos opositores e não aceitação do contraditório comuns em regimes totalitários, coisa que não é tradição de nosso povo. Pior que as afirmações é a concordância de muitos que se dizem alinhados com Deus e ainda aplaudem as palavras fuzilar, matar ou destruir.

Em que mundo estamos?

Francisco Djacyr Silva de Souza

Professor

Taxa de endividados e inadimplentes cai de 62,2% para 59,8%

Os percentuais de famílias endividadas e inadimplentes fecharam 2018 em queda, segundo dados divulgados hoje (9) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

As famílias com dívidas (não necessariamente em atraso) eram 59,8% em dezembro de 2018, abaixo dos 60,3% de novembro e dos 62,2% de dezembro de 2017.

Já os inadimplentes, ou seja, aqueles com dívidas ou contas em atraso, somaram 22,8% em dezembro do ano passado, abaixo dos 22,9% do mês anterior e dos 25,7% de dezembro de 2017.

Outro indicador em queda foi o percentual de famílias que não terão condições de pagar suas dívidas ou contas: de 9,7% em dezembro de 2017 e 9,5% em novembro de 2018 para 9,2% em dezembro de 2018.

A proporção das famílias que disseram estar muito endividadas recuou de 12,8% em novembro para 12,4% em dezembro.

Entre as famílias com contas ou dívidas em atraso, o tempo médio de atraso foi de 63,5 dias em dezembro de 2018, abaixo dos 64,3 dias de dezembro de 2017. O tempo médio de comprometimento com dívidas entre as famílias endividadas foi de 6,9 meses.

O cartão de crédito continua sendo o principal responsável pelas dívidas porque 78,1% das famílias com contas atrasadas se endividam com ele. Depois do cartão, aparecem os carnês (14,7%) e financiamentos de carro (10,2%).

(Agência Brasil)

Sobe para 215 o número de pessoas detidas por ataques no Ceará, anuncia Camilo

O governador Camilo Santana (PT) anunciou, por meio do Facebook, que subiu para 215 o número de presos e apreendidos por envolvimento nos ataques realizados na Grande Fortaleza e no Interior do Estado. Há oito dias, série de atentados vem sendo registrada no Estado. Camilo ressaltou ainda a redução no número de ações criminosas.

De acordo com o Governador, apesar da redução das ocorrências, o trabalho das forças de segurança que atuam no Estado neste momento deve seguir na mesma intensidade. Agentes da Força Nacional, policiais da Bahia e do Piaui, além das forças de segurança do Ceará têm trabalhado em conjunto para tentar garantir a volta da normalidade na segurança pública.

Toda a frota de ônibus na Capital está circulando nesta segunda-feira, 9. No Terminal do Papicu, segundo a administração do equipamento, 120 agentes policiais fazem a segurança interna e externa.

(O POVO Online)

Polícia Federal vai ampliar segurança do ministro Sergio Moro

O presidente Jair Bolsonaro determinou que a Polícia Federal reforce a segurança do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e de seus familiares. A decisão foi publicada nessa terça-feira (8), em edição extra do Diário Oficial da União.

O despacho presidencial diz: “Diante de informações sobre situações de risco decorrentes do exercício do cargo de titular do Ministério da Justiça e Segurança Pública, determino à Polícia Federal providências no sentido de garantir, diretamente ou por meio de articulação com os órgãos de segurança pública dos entes federativos, a segurança pessoal do ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública e de seus familiares”.

Quando era juiz federal em Curitiba e comandava as ações da Operação Lava Jato, Moro passou a contar com segurança da Polícia Federal depois de sofrer ameaças pelas mídias sociais.

(Agência Brasil)

Ironman Fortaleza 2019 abre inscrições na segunda-feira

Sexto ano consecutivo de competição, mas com nova data para junho deste ano, o Ironman Fortaleza, maior evento turístico esportivo da cidade, abre inscrições a partir da segunda-feira (14).

“A alteração no calendário também traz outra novidade. Os atletas que se inscreverem até o dia 9 de fevereiro terão direito, em caso de desistência, à transferência para outra prova do circuito”, explica Erick Vasconcelos, secretário executivo do Turismo de Fortaleza e atleta de Ironman, que acrescenta que a competição é considerada o maior evento turístico esportivo regular da cidade e injeta, em quatro dias de evento, cerca de R$ 10 milhões na economia local.

Na última edição, em 2018, a Secretaria Municipal do Turismo de Fortaleza (Setfor), realizou uma pesquisa, através dos totens do projeto “Diga lá turista”, que apontou que 66% dos participantes são oriundos de outras cidades e países. Sendo 15% estrangeiros de 19 nacionalidades, países como Alemanha, Argentina, Bolívia, Suíça, Chile, Espanha, França, Itália, Holanda, Panamá, Filipinas, Portugal e Estados Unidos.

O questionário mostrou ainda que a média de permanência na cidade é de 6 a 7 dias, sendo cada atleta acompanhado de 3 a 4 pessoas. 49,8 % deles ficando hospedados em hotéis da cidade e o gasto per capita varia de R$300 a R$ 500.

“A mudança do local da prova trouxe um grande impacto para outros pontos da cidade. Antes mesmo do iniciarem as inscrições, recebemos informações de que alguns hotéis da orla já estão com a capacidade máxima em reservas. Muito importante lembrar que a competição vai acontecer em junho, no período de baixa ainda. O que representa um acréscimo para todo o setor e diminui a sazonalidade turística”, reforça Vasconcelos.

Assim como em 2018, este ano a competição acontece no Aterro da Praia de Iracema, proporcionando uma maior integração à capital e ao público. A prova recebe o apoio da Prefeitura Municipal de Fortaleza e do Governo do Estado do Ceará.

(Foto Divulgação)

Aberta inscrição para prêmio de literatura que busca novos escritores

A partir desta quarta-feira (9), o Prêmio Sesc de Literatura abre inscrições para a sua edição de 2019. A iniciativa é voltada para autores estreantes de romances ou contos inéditos. Os vencedores terão suas obras publicadas e distribuídas pela editora Record, com tiragem inicial de 2 mil exemplares.

Organizado pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), o prêmio foi criado em 2003 e se tornou conhecido no circuito literário por ser destinado exclusivamente a novos escritores, abrindo a eles as portas do mercado editorial.

As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas pela internet até o dia 14 de fevereiro. As obras são avaliadas pela sua qualidade para edição e circulação nacional.

A escolha dos vencedores se dá por meio de um processo em que os avaliadores não têm condições de saber quem são os autores. Os livros inscritos são protegidos por pseudônimos.

Na última edição, realizada em 2018, o vencedor na categoria Romance foi Entre as mãos, da carioca Juliana Leite, e na categoria Conto levou As Coisas, do gaúcho Tobias Carvalho.

(Agência Brasil)

O conflito do Ceará será um laboratório para o país

183 1

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO desta quarta-feira (9), pelo jornalista Demitri Túlio:

O clima de instabilidade em Fortaleza ainda vai durar algum tempo. O termômetro são os ataques que não cessam e intranquilizam, principalmente, o cotidiano da Capital e parte do interior do Ceará.

A estratégia difusa de atentados e a capilaridade usada com o arrebanhamento de pessoas no meio das comunidades, onde o Estado é menos, desafiam a inteligência policial e o emprego ostensivo das forças de segurança.

No ponto que chegou, não se pode pensar em um recuo do governo. Fortaleceria ainda mais o crime dentro e fora das penitenciárias. Mas os riscos daqui para frente tendem a aumentar para sufocar o levante das facções.

Até aqui, a letalidade divulgada para oito dias de conflitos é considerada baixa. São três criminosos mortos em confrontos e um policial baleado.

Como os atentados não cessaram com o endurecimento contra líderes nos presídios e a ostensividade nas ruas, a linha de enfrentamento, naturalmente, tende a se asseverar. O conflito do Ceará poderá ser um laboratório, para o bem ou para o mal, ao resto do Brasil.

Decreto que flexibiliza armas pode sair nos próximos dias

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou nessa terça-feira (8) que na próxima semana o decreto que flexibiliza a posse de armas de fogo deve estar pronto. O assunto foi tratado pelo presidente Jair Bolsonaro durante reunião ministerial no Palácio do Planalto.

“Na reunião, o presidente chamou a atenção para algo muito importante, que era de que todos aqueles compromissos de campanha que ele assumiu as ruas do Brasil, que nós, os ministros, tínhamos a tarefa de materializar. Então, o primeiro que está sendo materializado é a questão da posse de arma, que é algo muito importante, na avaliação do presidente”, destacou.

Segundo Onyx, o assunto está sendo tratado com o ministro da Justiça e Segurança, Sergio Moro. O decreto diz respeito à posse de arma de fogo. No texto será esclarecido que se trata de “posse”, que permite ao cidadão ter a arma em casa ou no local de trabalho. Já o porte diz respeito à circulação com arma de fogo fora de casa ou do trabalho.

Na semana passada, em entrevista ao SBT, Jair Bolsonaro disse que o decreto vai tirar a “subjetividade” do Estatuto do Desarmamento. De acordo com o presidente, uma das ideias é comprovar a efetiva necessidade com base em estatísticas de mortes por arma de fogo. Assim, moradores de locais com altos índices de mortalidade teriam mais facilidade em adquirir armas.

Apoio ao Nordeste

Onyx Lorenzoni também anunciou a criação de grupo interministerial para tratar de questões relacionadas à região Nordeste do país, como estratégias de desenvolvimento e atendimento de demandas em diversas áreas.

“Serão de seis a oito ministérios que vão trabalhar, em parceria, para apresentar alternativas de desenvolvimento e atendimento aos estados do Nordeste do Brasil”, informou. A primeira reunião do grupo está agendada para a sexta-feira (11).

(Agência Brasil)

Horizonte é eliminado da Copinha; Ceará e Fortaleza jogam hoje

224 1

O Horizonte foi eliminado da Copa São Paulo de Futebol Junior, nessa terça-feira (8), após empatar em 1 a 1 com o Cuiabá, na última rodada da fase de classificação. A equipe cearense precisava da vitória para seguir na competição.

Já as equipes do Ceará e Fortaleza entram em campo nesta quarta-feira (9), a partir das 16 horas (horário de Brasília). O Ceará enfrenta o Andradina, enquanto o Fortaleza, já classificado, joga contra o Primavera.

(Foto: Reprodução)

Sítio de Atibaia – Gabriela Hardt pronta para expedir sentença de Lula

A juíza substituta Gabriela Hardt já pode expedir a sentença da ação penal que investiga o sítio de Atibaia. O processo foi concluído nessa terça (8). Além do ex-presidente Lula, também esse processo investiga mais 12 réus, informa a Veja Online.

São eles: o empreiteiro Emílio Odebrecht e o filho Marcelo, os ex-diretores da Odebrecht Emyr Junior, Carlos Paschoal, Alexandrino Alencar, os ex-executivos da OAS Léo Pinheiro, Paulo Gordilho e Agenor Medeiros, o empresário Fernando Bittar, apontado como laranja na posse do sítio, o pecuarista José Bumlai, o advogado Roberto Teixeira e o ex-assessor da Presidência Rogério Pimentel.

Segundo a força-tarefa da Lava-Jato, a reforma no sítio foi feita pela empreiteira OAS a pedido da família Lula. O MPF afirma que as intervenções foram pagas com recursos de propina. O MPF diz que o ex-presidente se beneficiou, através dessas obras, com pagamento de propina. O montante, diz o órgão, chegaria a R$ 128 milhões.

(Foto Reprodução do Youtube)

Reforma da Previdência – Bolsonaro analisará proposta na próxima semana

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse, nessa terça-feira, que o presidente Jair Bolsonaro deve definir na semana que vem os principais itens da reforma da Previdência. Ele deve analisar o assunto antes da primeira viagem internacional como chefe de Estado, para o Fórum Econômico Mundial, que ocorre em Davos, na Suíça, a partir do dia 22.

O ministro evitou sinalizar qualquer indicação sobre temas como idade mínima para aposentadoria e regras de transição, nem comentou sobre a possibilidade de aproveitar o texto da reforma que tramita no Congresso Nacional.

“Nós vamos dar continuidade às discussões que a equipe vem fazendo, desde o início do processo de transição. Concluídas as nossas análises de hoje, muito provavelmente, no início da próxima semana, vai ser apresentado ao presidente da República, para que ele, então, ainda antes da viagem a Davos, possa fazer a escolha dos caminhos, e depois nós vamos fazer a finalização dela, e discutir, entre nós, a estratégia para a apresentação”, afirmou a jornalistas no momento em que chegava ao Ministério da Economia para uma reunião com o ministro Paulo Guedes, justamente para tratar desse assunto.

Na semana passada, em entrevista ao SBT, Bolsonaro defendeu uma proposta de reforma que prevê idade mínima de 62 anos para os homens e 57 anos para as mulheres, com aumento gradativo.

“Sempre uma fala do presidente tem muita força. E o presidente Bolsonaro é uma pessoa que tem um capacidade muito grande de sinalizar caminhos. Quando ele falou, a gente comentou isso na última sexta-feira, ele queria, na verdade, era mostrar o que a gente vem dizendo a ele, que nós vamos construir uma proposta muito humana, respeitando o direito das pessoas, mas dando condição de o Brasil buscar o equilíbrio fiscal”, acrescentou Onyx.

(Agência Brasil)