Blog do Eliomar

Últimos posts

O eterno rebelde sem causa

111 2

Em artigo publicado neste sábado (18), no O POVO, o editor adjunto do Núcleo de Conjuntura do O POVO, Luis Henrique Campos, diz que o PT corre o risco de perder Fortaleza, porque não perdeu o jeitão de oposição dos anos de 1980, apesar de três mandatos presidenciais e diversos mandatos estaduais e municipais. No poder, a oposição ocorre internamente. Confira:

Com 32 anos completados no último fim de semana, o Partido dos Trabalhadores (PT) não conseguiu se desvencilhar do trauma que marcou a sua criação e o seu crescimento.

Surgido em meio às graves do ABC paulista, nos idos dos anos 1980, quando o País vivia à sombra do período ditatorial, a legenda da estrela vermelha foi marcada pela luta em benefício dos menos favorecidos, o que lhe conferiu a possibilidade da conquista de três mandatos presidenciais e de diversas gestões municipais e estaduais.

A experiência no poder foi fundamental para que o partido passasse a encarar outras visões de mundo, antes restritas às conquistas por meio de ações radicais e pouco abertas ao diálogo.

Nem isso, porém, foi capaz de fazer com que o PT perdesse da sua origem a condição de eterno grupamento político afeito a duras disputas internas, muitas vezes mais virulentas do que até mesmo com seus adversários externos. Essa trajetória complexa é responsável por se entender o porquê de atitudes que o fazem um partido pulsante, mas também autofágico em não raros momentos.

A eleição de 2012 em Fortaleza é um exemplo disso. Como explicar que o PT, com a prefeitura na mão, o apoio do governador do Estado, e sem oposição, se encontre hoje sob o risco de perder o comando da gestão da Capital? Situação típica de um grupo que não teve o discernimento para compreender que na democracia não se governa sozinho, sem ouvir os aliados, e se fechando para o diálogo. Em relação ao governador, quantas vezes teve que engolir em seco provocações em nome da manutenção dessa aliança? De divergências administrativas a ameaças veladas, não faltaram gestos ofensivos da prefeitura para com o governo.

O resultado é o que vemos agora. Como disse Cid, ele, ao defender praticamente sozinho dentro de seu partido a manutenção da aliança com o PT, ainda é alvo de ataques de membros da legenda. Parece ficar claro que o PT é incapaz de viver na calmaria, mesmo com o vento a seu favor. Cresceu, tornou-se adulto, mas não perdeu a rebeldia, muitas vezes sem causa, da juventude. Se isso é bom ou ruim, tirem suas conclusões.

Iguatemi comemora 30 anos

269 2

Em 2012, o Iguatemi Fortaleza celebra seus 30 anos convidando os clientes a participarem da Exposição Antes & Depois, que ficará montada durante todo o mês de abril na Praça Central do Shopping. Para participar, qualquer pessoa pode enviar uma foto antiga, tirada no Iguatemi.

As imagens escolhidas serão refeitas, reproduzindo a mesma cena nos dias atuais. As duas fotos farão parte da Exposição. Para participar, basta enviar a imagem com uma breve descrição para o e-mail antesedepois@iguatemifortaleza.com.br até o dia 5 de março.

Dilma a la bombeiro?

A presidente Dilma Rousseff mandou comunicar às assessorias do Governo do Estado e da Prefeitura de Fortaleza, nesta sexta-feira (17), que alterou a agenda a ser cumprida dia 27 próximo, ao Ceará.

Além de visitar as obras do Projeto Metrofor – Estação de Maracanaú, e o Trecho V, do Eixão das Águas, em Caucaia, incluiu escala no Projeto Vila do Mar, no Grande Pirambu, que é obra da Prefeitura.

Dilma resolveu mexer na programação, segundo fontes de Brasília, depois que se inteirou do clima pesado entre PT e PSB por conta de ânimos acirrados entre o governador Cid Gomes e o senador José Pimentel. Cid reagiu à crítica do petista de que o Estado teria devolvido recursos federais por falta de projetos. O que se informa é que Dilma não gostou do bate-boca.

(O POVO / Vertical)

É Carnaval…

Em artigo enviado ao Blog, o advogado Edson Guimarães, especialista em Direito Eleitoral, alerta para os excessos no Carnaval e torce que tudo acabe bem na Quarta-feira de Cinzas. Confira:

Apesar de ser uma festa mundial, é no Brasil que o Carnaval ganha destaque, cores, ritmos, ginga, glamour, beleza, esplendor, sensualidade, brilho, charme que só a gente brasileira sabe proporcionar ao grande evento.

Das tribos da Amazônia, passando pelos tambores de crioulo no Maranhão, os maracatus no Nordeste, o Axé da Bahia, até chegar ao samba das escolas cariocas o país inteiro se contagia numa só emoção numa alegria uniforme manifestada de formas diversas, mas que traduzem a unidade de um povo que paralisa a nação diante do espetáculo que ele mesmo proporciona.

Durante quatro dias aqueles que movem o país com sua força de trabalho se submetendo as agruras impostas aos trabalhadores, saem do anonimato e se transformam literalmente em destaques. Poderosos rendem homenagens e reverenciam reis e rainhas de mandatos efêmeros, passageiros, que se expiram numa quarta-feira que é de cinzas, paradoxalmente.

O mundo inteiro volta os olhos para os setecentos metros da Passarela Professor Darcy Ribeiro, por onde desfilam  mulatas, mestres salas, portas bandeira,  passistas,  instrumentistas, diretores de bateria, abre alas,  coreógrafos, cantores, denominados puxadores de samba, baianas, e uma infinidade de participantes que fazem o esplendor da maior festa do planeta no Sambódromo da Sapucaí.

Na quarta-feira, as cortes se desfazem e os poderosos que as aplaudiam retomam as rédeas do país, devolvendo às majestades de momo a condição de servos, trabalhadores que sofrem a partir do momento que abre até os que os fecham os olhos  em busca de um tenro repouso depois de labutas incansáveis, submetidos  ao transporte público de má qualidade, alimentação ruim, escassa ou inexistente, e a realidade lhes salta aos olhos depois de meia semana de poder e alegria.

E é na quarta-feira que nos deparamos com o que não gostaríamos nunca de encarar após o carnaval, o saldo dramático de mortes em acidentes, homicídios, provocados e decorrentes do excesso de álcool e até mesmo de drogas, uma vez que muitos foliões confundem alegria com a falsa euforia de tais consumos.

É preciso que entendamos o Carnaval como um momento de pausa e descontração sadia, de lazer, de alegria, até mesmo de confraternização, em que possamos extravasar as tristezas, angustias, dando lugar a descontração sem nos entregar aos excessos de qualquer natureza.

Afinal, Carnaval é alegria, animação momento de sorrir, cantar, abraçar, beijar, dizer dos nossos sentimentos, darmo-nos as mãos e expressarmos a alegria compartilhada com os que nos são caros e nos fazem bem a alma e tudo acabar bem na quarta-feira.

Carnaval deve ser debaixo de chuva, diz Funceme

O Carnaval vai ser de chuva em todo o Estado. Para alertar os motoristas que vão pegar a estrada até quarta-feira (22), começou à zero hora deste sábado (18) a Operação Carnaval nas rodovias federais cearenses. A operação, segundo Christian Carvalho, do Núcleo de Comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), vai contar com 350 policiais e terá foco especial na chuva, que promete não dar trégua.

A previsão da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) indica grandes precipitações durante o feriado, principalmente no litoral, nas serras de Ibiapaba e do Maciço de Baturité e no Cariri. Para evitar problemas com a chuva na estrada, é importante que o motorista verifique especialmente a condição dos freios e dos pneus.

“A aderência do carro cai muito com a pista molhada. Os pneus serão muito bem observados para fiscalizar se estão carecas”, pontua Christian. Durante a chuva, a visibilidade da estrada cai e é importante respeitar o limite de velocidade e manter distância do veículo da frente. “Mesmo a velocidade indicada pode não ser segura, o ideal é ficar abaixo do permitido”.

Manter os faróis sempre acesos também é uma estratégia de segurança. “O farol vai servir para destacar o carro para quem vem em sentido contrário e para o pedestre, que vai ter noção da velocidade do veículo”, explica Christian. Nos primeiros 20 quilômetros das BRs 116, 020 e 222, que têm tráfego intenso e grande número de pedestres, é preciso grande atenção.

“Quem dirige tem de saber o poder letal que um veículo tem”, afirma Christian. É esse o foco da campanha de Carnaval “Eu vou na paz”, da PRF, que pretende educar os motoristas contra a embriaguez no volante, o excesso de velocidade e as ultrapassagens perigosas. Cartões postais educativos serão distribuídos a quem for abordado pelas blitze.

(O POVO)

A Cagece e o “Bloco dos Sujos”

129 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=0DVO78vsuiA[/youtube]

Está faltando água em Fortaleza, Caucaia, Maracanaú e Eusébio. A Cagece realiza serviços de manutenção da rede de fornecimento até domingo. Ou seja, todo mundo tem que economizar água se não quiser sair, neste Carnaval, no “Bloco dos Sujos”. Nossa homenagem, com essa interpretação de Marlene, à Cagece pelo “presente”.

ESCLARECE – A Assessoria de Imprensa da Cagece esclarece que já encerrou o trabalho de manutenção na rede e que o fornecimento estará normalizando até domingo. Já há agua em vários bairros e em outros, por causa da pressão, demora a ter situação regularizada por causa da pressão no sistema.

Julgamento do caso Celso Daniel será no dia 10 de maio

58 1

Mais um julgamento pode desgastar a imagem do PT na eleição deste ano. O juiz Antonio Hristov, da 1.ª Vara da Comarca de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, marcou nesta sexta-feira (17) para o dia 10 de maio o júri popular de cinco réus acusados de envolvimento na morte de Celso Daniel em janeiro de 2002. Há previsão de que no mesmo mês o Supremo Tribunal Federal (STF) julgue o caso do mensalão. Apontado como mandante do crime, o empresário Sérgio Gomes da Silva, o Sombra, não será julgado agora. O processo contra ele foi desvinculado dos demais.

Em junho do ano passado, Sombra teve negado o recurso contra a sentença que o mandou a júri popular. Mas a sua defesa apresentou um novo recurso na própria Corte, que aguarda apreciação. Só depois dessa decisão será possível marcar o julgamento do empresário.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Estadual, Daniel, então prefeito petista de Santo André, no ABC paulista, foi morto porque estava decidido a acabar com as atividades de uma quadrilha que praticava crimes contra a administração pública da cidade. Em 2005, Bruno José Daniel Filho, irmão de Celso Daniel, disse à CPI dos Bingos do Senado que o suposto esquema de Santo André financiava campanhas eleitorais do PT.

A tese do Ministério Público foi colocada à prova no único julgamento do caso até agora, o de Marcos Roberto Bispo dos Santos, o Marquinhos, em novembro de 2010. Marquinhos, que é acusado de dirigir um dos carros usado no sequestro, foi condenado a 18 anos de prisão.

Serão levados a júri agora Ivan Rodrigues da Silva, o Monstro, Rodolfo Rodrigo dos Santos Oliveira, o Bozinho, Elcyd Oliveira Brito, o Jonh, Itamar Messias Silva dos Santos e José Edison da Silva. Eles teriam sido contratados por Sombra, segundo o Ministério Público, para sequestrar e matar Celso Daniel.

Os réus listaram 13 testemunhas para serem ouvidas durante o julgamento. A expectativa do juiz Antônio Hristov é que o julgamento dure, no máximo, dois dias.

(O Globo)

Cúpula petista já traça cenário com Serra em SP

Segmentos do PT que trabalhavam abertamente pela aliança do partido com o PSD do prefeito Gilberto Kassab na capital paulista – e apostavam nessa união para atingir um eleitorado mais conservador – já iniciaram uma revisão da estratégia eleitoral em que consideram a entrada do ex-governador José Serra (PSDB) na disputa.

A avaliação de dirigentes próximos ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deu o pontapé para o PT negociar com Kassab, é que o pré-candidato petista, Fernando Haddad, terá que montar, com urgência, uma agenda específica de aproximação com empresários e grupos religiosos. Essa estratégia seria necessária diante da boa interlocução de Serra com os dois segmentos no Estado, na avaliação dos petistas. E mais: temas como segurança pública devem ter destaque na campanha por serem um apelo direto desse eleitorado que o PT busca atingir.

Além disso, uma provável candidatura de Serra acendeu o sinal amarelo no PT porque o tucano contaria com o auxílio de duas máquinas: o governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo.

O prefeito Gilberto Kassab conversou com a presidente Dilma Rousseff, na última quarta-feira (15), sobre o cenário em São Paulo. Segundo relatos de interlocutores da presidente, teria dito que não terá como deixar de apoiar Serra, mas que mantém o compromisso de tornar o PSD um partido da base aliada. Kassab teria ido além: deixou claro que a união com Serra em São Paulo, “um beco sem saída”, não altera os seus planos de compor com o PT no Estado em 2014. Agora, porém, fica mais complexo a cúpula petista postar tantas fichas numa lealdade futura de Kassab.

Primeiro sinal

O prefeito, que mantém contatos diários com Serra, recebeu do padrinho político nos últimos dias um claro sinal de que ele está revendo a decisão de não entrar na disputa eleitoral paulistana. Diante da possibilidade e do aviso de Serra, Kassab brecou as negociações com o PT e deu a indefinição do tucano como razão para suspender o diálogo.

A tese de revisão da estratégia de campanha, porém, esbarra em resistências no entorno do candidato. “A escolha do Haddad já era uma forma de conquistar esse setor que tem dificuldade de votar no PT”, disse um aliado do ex-ministro. Haddad confidenciou a petistas mais próximos que prefere disputar com Serra porque, assim, ficaria mais clara a diferença de projetos do PT e do PSDB.

(Agência Estado)

Justiça proíbe greve de policiais civis no Paraná

O Tribunal de Justiça do Paraná proibiu, em decisão liminar na noite desta sexta-feira (17), que os policiais civis do Estado entrem em greve ou façam qualquer tipo de operação-padrão.

A decisão estabelece multa diária de R$ 100 mil aos sindicatos da categoria em caso de descumprimento.

Para o desembargador Miguel Kfouri Neto, presidente do TJ-PR e que assina o despacho desta noite, a greve dos policiais, às vésperas do Carnaval, é “paredista”, “legal” e colocaria em risco a ordem e segurança públicas.

Os policiais haviam aprovado na última quarta-feira (15), em assembleia no Sinclapol (Sindicato das Classes Policiais Civis do Paraná), um indicativo de greve. A paralisação deveria entrar em vigor, inicialmente, neste sábado (18), prazo que foi depois estendido para segunda-feira (20).

Desde a última quarta-feira, os policiais também realizam uma operação-padrão em que restringiram os trabalhos “ao extremo cumprimento da lei”.

A categoria reivindica um salário inicial de R$ 5.750 (hoje, o valor é de R$ 2.700). O governador Beto Richa (PSDB) oferece R$ 3.400 de piso, com previsão de aumento para R$ 4.500 em 2014.

Leia mais em http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1050591-justica-proibe-greve-de-policiais-civis-no-parana.shtml

(Folha)

Ex-ministro Carlos Lupi é o novo assessor do prefeito Eduardo Paes

O ex-ministro do Trabalho e presidente do PDT, Carlos Lupi, é o novo assessor do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB). A oficialização do cargo comissionado foi publicada no Diário Oficial do Município nesta sexta-feira (17). Lupi via receber R$ 9.400 por mês.

Procurada pela coluna, a assessoria de imprensa da Prefeitura não soube informar qual será a função exercida pelo ex-ministro pedetista.

Carlos Lupi foi um dos cinco ministros da presidente Dilma Rousseff demitidos por envolvimento em supostos casos de corrupção. Além dele, Antonio Palocci (Casa Civil), Alfredo Nascimento (Transportes), Pedro Novais (Turismo) e Orlando Silva (Esporte) também deixaram suas respectivas pastas.

(Jornal do Brasil)

Ficha Limpa: mensaleiros podem ficar fora das eleições até 2020

A Lei da Ficha Limpa, validada pelo Supremo Tribunal Federal na última quinta-feira (16), poderá ter forte impacto sobre a política nacional, a começar pelos réus do mensalão, o escândalo mais rumoroso do primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Se os políticos do grupo forem condenados este ano, ainda que com penas baixas, estarão proibidos de concorrer a cargos eletivos, no mínimo, até as eleições de 2020.

Pela lei, políticos condenados por órgãos colegiados, como o STF, não podem disputar eleições por pelo menos oito anos.Até a aprovação da Lei da Ficha Limpa em 2010, condenações em processos criminais resultavam na inelegibilidade por apenas três anos. O ministro Joaquim Barbosa, relator do mensalão, disse que o processo poderá ser julgado ainda no primeiro semestre deste ano. Entre os réus do processo que poderão ter as carreiras duramente atingidas estão alguns dos principais líderes do PT como o ex-ministro José Dirceu, o ex-deputado José Genoino e o deputado João Paulo Cunha. O ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares, que vinha se preparando para as eleições deste ano, corre o risco de se ver obrigado a mudar os planos políticos antes mesmo do próximo pleito.

O mesmo pode acontecer com o ex-deputado Roberto Jefferson, atual presidente do PTB, Bispo Rodrigues, ex-PR, o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP) e o prefeito de Uberaba, Anderson Adauto (PR), entre outros. José Dirceu e Roberto Jefferson tiveram os mandatos cassados em 2005 e, desde então, perderam o direito de concorrer a cargos eletivos até 2014. Com uma eventual condenação no processo criminal em curso no STF, a punição poderia ser ampliada por um prazo igual ou superior a oito anos.

O artigo 2º da Lei da Ficha Limpa torna inelegíveis “os que forem condenados, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado, desde a condenação até o transcurso do prazo de oito anos após o cumprimento da pena, pelos crimes: contra a economia popular, a fé pública, a administração pública e o patrimônio público”. Nessa relação constam ainda pelo menos mais dez diferentes tipos de crimes que também podem levar à perda do direito de candidatura a cargo eletivo.

Punições podem ser mais longas

Um detalhe do texto pode tornar a punição ainda mais longa: o prazo de proibição de candidaturas começa a ser contado depois da condenação. Exemplo: se um dos acusados for condenado a dez anos de prisão, a restrição à candidatura pode levar quase duas décadas.

– Essa lei vai tirar muita gente da política brasileira. Vai obrigar os partidos a escolher melhor os seus candidatos. No fundo, vai fortalecer a política – afirma o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante.

A Lei da Ficha Limpa também atingirá boa parte dos políticos supostamente envolvidos no mensalão do DEM, fisgados na Operação Caixa de Pandora. Entre eles, o ex-governador do DF José Roberto Arruda.

(O Globo)

Marisa Letícia representara Lula no Sambódromo em SP

68 1

A ex-primeira dama, Marisa Letícia, irá neste sábado (18) ao sambódromo do Anhembi representar seu marido, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que se recupera do tratamento de radioterapia ao qual foi submetido no combate a um câncer na laringe. A informação é do vereador José Américo (PT-SP), que esteve no camarote da Prefeitura de São Paulo, no sambódromo do Anhembi.

A ex-primeira dama assistirá aos desfiles das escolas de samba acompanhada do pré-candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu alta na tarde desta sexta-feira (170, do Hospital Sírio Libanês, onde realizou a última sessão de radioterapia no tratamento contra o câncer.

A equipe médica recomendou ao petista que não participe do desfile da Gaviões da Fiel, cujo enredo o homenageia. O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamoto, informou ontem à tarde que o ex-presidente deve assistir ao desfile da Gaviões em casa, onde se recupera dos efeitos colaterais do tratamento médico.

(Agência Estado)

Estudos sobre supervírus da gripe aviária permanecerão em segredo

Os dois estudos científicos que tratam de uma nova forma mutante e letal do vírus da gripe aviária, o H5N1, não serão publicados até que se saiba a extensão dos reais riscos à população mundial.

A decisão anunciada nesta sexta-feira (17) é da WHO (Organização Mundial da Saúde, da ONU), chamada para intermediar o encontro entre os representantes americanos do NSABB (Conselho Científico para a Biossegurança Nacional) e os cientistas autores das pesquisas.

O governo dos Estados Unidos pediu que os artigos fossem censurados e não publicados pelas duas das mais importantes revistas científicas, a “Nature” e a “Science”, por temer que as informações fossem usadas em ataques bioterroristas.

O vírus mutante torna a gripe aviária muito mais fácil de ser transmitida entre mamíferos e poderia provocar uma pandemia mundial muito maior que a da gripe espanhola (1918-1919), quando 40 milhões de pessoas morreram.

As duas pesquisas vieram de grupos distintos, mas as conclusões são similares. Um é holandês, do Centro Médico Erasmus, coordenador por Ron Fouchier; o outro é da Universidade de Wisconsin, liderado por Yoshihiro Kawaoka.

De acordo com elas, a transmissão do supervírus entre mamíferos seria como uma gripe comum, mas com a característica de ser letal. Fouchier, que participou da reunião de dois dias, disse que a pesquisa “deve ser publicada” em algum momento no futuro.

Leia mais em http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/1050386-estudos-sobre-supervirus-da-gripe-aviaria-permanecerao-em-segredo.shtml

(Reuters com a Folha)

Congresso Nacional deveria ter mais mulheres, avalia ONU

A baixa proporção de mulheres ocupando cadeiras no Congresso Nacional foi motivo de cobrança dos peritos que fazem parte do Comitê das Nações Unidas para Eliminação de toda as Formas de Discriminação contra a Mulher (Comitê Cedaw). Os questionamentos ocorreram durante a apresentação do relatório produzido por organizações da sociedade civil brasileiras, nesta sexta-feira (17), em Genebra.

Apesar de o Brasil ter mulheres em cargos importantes da administração federal, a começar pela presidenta da República, Dilma Rousseff, e das dez ministras que fazem parte de seu governo, a atual bancada feminina na Câmara Federal representa apenas 8,7% do total da Casa, com 45 deputadas. No Senado, há 12 senadoras, dentre os 81 lugares.

De acordo com a representante do Brasil nos organismos internacionais em Genebra, embaixadora Maria Nazaré Farani, que acompanhou a apresentação do relatório, é preciso reconhecer que, nesse tema, o Brasil não conseguiu avançar muito.

– Temos uma mulher como presidenta da República, temos duas mulheres ocupando as vice-presidências do Senado e da Câmara, mas o número de deputadas e senadoras é muito baixo, apesar das mulheres serem maioria da população. Pode-se avaliar que conseguimos um avanço em termos qualitativos, mas não termos quantitativos, que também é importante para aumentar a representação política das mulheres – considerou a embaixadora.

Maria Nazaré aponta que neste momento, as atenções devem se voltar para a implementação de políticas públicas para as mulheres. Um exemplo debatido na primeira parte da apresentação do relatório foi o funcionamento da Lei Maria da Penha, que depende de estrutura pública, como casas-abrigo, delegacias equipadas e profissionais capacitados para lidar com a questão da mulher.

– Há um sentimento de que o Brasil conseguiu formar políticas públicas durante todo esse tempo de diálogo com organismos internacionais. A preocupação maior agora é de que essas políticas realmente funcionem. Que cheguem até as mulheres mais pobres e as que precisam de ajuda – informou a embaixadora.

O relatório apontou a recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que trouxe ao debate público a decisão de abrir processo em caso de violência doméstica e de gênero, além de passar a permitir que o Ministério Público denuncie agressores mesmo quando as mulheres vítimas de violência tenham desistido de prestar queixa.

– Essa foi uma decisão histórica que fará com que a Lei Maria da Penha seja realmente colocada em prática – comentou a embaixadora.

O relatório foi entregue à ministra da Secretaria de Políticas para Mulheres, Eleonora Menicucci.

(O Globo)

Orós realiza 12º Carnaval das Águas

O tradicional Carnaval das Águas de Orós, que neste ano chega à sua 12ª edição, garantirá muita alegria e diversão para foliões oriundos de diferentes regiões do Estado.  A festa começa nesta sexta-feira (17), com um desfile realizado pelas escolas e secretarias municipais, que apresentarão trabalhos voltados para o tema geral do Carnaval das Águas deste ano: “Carnaval seguro depende de nós”.

Durante o desfile, cada escola irá trabalhar temas como: educação no trânsito, prevenção e combate às drogas, prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), combate ao abuso e exploração sexual infantil e combate à violência contra a mulher, dentre outros. “Nossa intenção é conscientizar a todos sobre o papel que cada um de nós deve exercer na construção de uma sociedade mais segura, saudável, tranquila e feliz”, destaca a prefeita Fátima Maciel Bezerra.

Neste sábado (18), a folia começa às 22 horas, no Dançódromo Beira Rio, com animação das bandas Pele Morena, Skema e Zunzueira. No domingo (19), a festa tem início mais cedo: às 13 horas, no balneário do Açude Orós, ao som das bandas Curtisamba, Pagodão 26 e Narauê. À noite, a festa continua, no Dançódromo, com as bandas Bota Pra Moer e Narauê. Na segunda feira de Carnaval (20), a animação ficará por conta das bandas Toca do Vale Elétrico e Sensasamba, que comandarão a festa a partir das 22 horas, no Dançódromo.

O último dia de folia, terça-feira (21), terá início às 13 horas, no balneário do Açude Orós, com animação das bandas Chica Boa e Pagodão 26. À noite, a partir das 22 horas, será a vez das bandas Kokitel e Voa Voa levarem muita alegria aos foliões, fechando o 12º Carnaval das Águas de Orós com muita música e diversão.

Carnaval das crianças

O Carnaval das Crianças, que também já é uma tradição em Orós, será realizado na segunda-feira (20), a partir das 17 horas, no Dançódromo Beira Rio. A animação ficará por conta da banda municipal Pedro Augusto Neto.

Além de muita música, o Carnaval das Crianças contará ainda com a realização de brincadeiras comandadas por palhaços, distribuição de doces e concurso de fantasias. “É uma grande alegria para nós realizar mais uma vez o Carnaval das Crianças, pois elas têm direito e merecem uma festa bonita, animada e com bastante segurança para que possam se divertir com suas famílias e aproveitar essa fase tão bonita da vida”, destaca a prefeita Fátima.

(da assessoria de imprensa)

Pimentel e a candidatura de oposição a Cid

83 6

É difícil saber quão calculado foi o gesto, mas José Pimentel (PT) incorporou o figurino ideal ser para candidato a prefeito na condição de opositor de Cid Gomes (PSB). Há poucos dias, quando foi colocado na lista de alternativas para a sucessão municipal, o senador disse que seu objetivo é ajudar na parceria entre PT e PSB. No entanto, pode ter sido o responsável pelo fim da aliança. Se já era totalmente improvável, hoje não há a mais remota condição política de ele ser candidato a prefeito com apoio do Executivo estadual.

Por outro lado, na cada vez mais factível hipótese de rompimento, é difícil o PT escolher um candidato que não ele. Pimentel questionou a capacidade gerencial do Estado, algo caríssimo ao governador e considerado artigo em falta na Prefeitura. Passou a incorporar, dessa forma, o contraponto petista em relação ao Governo do Estado. Conseguiu tirar o governador do sério como poucas vezes se viu. É bom lembrar que o discurso de campanha municipal tendo como foco a oposição à administração estadual não é novo. Foi repetitivamente usado na época em que a esquerda tinha como alvo favorito o “grupo do Cambeba”.

Desde a semana passada, a Prefeitura está sob fogo cerrado dos Ferreira Gomes pela suposta inoperância administrativa. Como disse um influente petista, fosse em outros tempos, no dia seguinte partiria do PT um fuzil “AR-15 na imprensa, atirando para todo lado”. Curiosamente, o “tiroteio” vem sendo disparado por personagens normalmente apaziguadores: Cid e Pimentel. A tarefa de jogar água na fervura tem cabido a Luizianne Lins, justamente quem costuma dar as declarações que provocam as crises.

O mundo político cearense parece mesmo de pernas para o ar. A Prefeitura tenta dar o tom de que nada teve com as críticas do senador. O Palácio da Abolição, contudo, entendeu como resposta às críticas feitas na semana passada. Depois que o Estado apontou o dedo para o Município, teve contra si apontado o dedo do Governo Federal.

Cid foi explícito: recebeu a manifestação como declaração de guerra. Se não houver competente, cuidadosa, intensa e cirúrgica ação para debelar a crise, a aliança PT-PSB irá irremediavelmente para o espaço. Com isso, os diversos fóruns da política estadual entrarão em pé de guerra. A eleição será um “salve-se quem puder”.

No começo de 2010, Pimentel elencou as obras estaduais para as quais assegurou recursos quando foi relator do Orçamento federal de 2008. Ressaltou sua lealdade em relação à administração Cid e cobrou reconhecimento e reciprocidade. A reação veio de Ivo Gomes e foi indignada. “Nós não devemos nada ao Pimentel. Nada ao Pimentel. Nada!”, enfatizou, E ainda acrescentou: “Reconhecimento de quê?! O quê?! Qual é o reconhecimento?”

(O POVO / Coluna Política / Érico Firmo)

Movimento faz carnaval com cuidadores, pacientes e comunidade

O carnaval de rua do CAPs Comunitário do Bom Jardim (CarnaCAPs) ocorreu na tarde desta sexta-feira (17), na Palhoça do Movimento do Bom Jardim. Já em sua sexta edição, o bloco carnavalesco Carnacaps reuniu profissionais da Saúde, beneficiários do Centro de Atenção Psicossocial Comunitário do Bom Jardim e comunidade.

Segundo a Coordenadora do CAPs Comunitário, Aurilene Oliveira, o “Carnacaps promove a integração do serviço à comunidade através do momento de alegria e descontração com a participação de todos, ajudando também a superar o preconceito que algumas pessoas têm em relação aos pacientes do CAPs.”

Dias antes do Carnacaps, os usuários participam de oficina para confeccionar suas máscaras e adereços. O CAPs Comunitário do Bom Jardim é gerido pelo MSMCBJ em parceira com a Secretaria Municipal de Saúde.

A sexta edição do Carnacaps tem o apoio da Guarda Municipal de Fortaleza e a parceria da Fundação Silvestre Gomes e do Grupo Sai na Marra.

Chico Anysio tem nova infecção pulmonar, diz boletim médico

O humorista Chico Anysio apresentou um novo quadro de infecção pulmonar nesta sexta-feira (17), segundo informações do boletim médico do hospital Samaritano no Rio de Janeiro, onde ele está internado desde o dia 22 de dezembro.

Segundo o médico Luiz Alfredo Lamy, o estado clínico de Chico é grave e inspira cuidados. Ele continua lúcido e respirando por aparelhos em apenas alguns momentos do dia.  Sua função renal está mantida e Chico Anysio faz diariamente fisioterapia respiratória e motora.

Mesmo com as notícias não sendo 100% positivas, Malga di Paula não perde as esperanças nem por um minuto. Agora, a esposa apaixonada fez uma campanha no Twitter para que o humorista chegasse aos 20 mil seguidores, pois ele gosta de saber das novidades quando ela chega ao hospital para visitá-lo.

“Oi amigos, faltam apenas 6 seguidores para que Chico chegue a 20 mil seguidores. Queria conseguir antes de dormir.Vocês me ajudam? Amanhã conto pra ele?”, escreveu em seu microblog.

Após atingir a meta tão esperada, Malga não se conteve e twittou novamente.

“Iupiiiiii 20.000 seguidores!! Isto é muito bom, são milhares de amigos torcendo por ele. Obrigada Amigos. Vou correndo contar pele amanhã. Vocês são especiais, me ajudaram a ter 1 coisa legal p contar ao chico la no CTI. Tadinho, ele sempre espera algo e essas coisas sao bonitinhas”, publicou Malga.

(das agências)