Blog do Eliomar

Últimos posts

Centro – Vias com acesso liberado em dezembro

67 1

Eis comunicado da assessoria de imprensa do Metrofor:

A Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor) irá liberar o acesso da rua Castro e Silva e avenida Tristão Gonçalves, no Centro de Fortaleza, até o dia 15 de dezembro próximo. As obras de implantação do metrô na área já foram concluídas. No momento, está sendo finalizada uma obra de esgotamento sanitário cujo prazo é até o dia 15.

O trecho no cruzamento das ruas está interditado desde junho de 2009 para as obras de implantação do metrô de Fortaleza. No local, havia uma passagem para o material utilizado na obra do túnel. Com a implantação do metrô, a rede de esgotamento sanitário precisou ser adaptada.

Até o momento, já foram concluídas 95% das obras civis da linha Sul, que ligará o Centro de Fortaleza à Pacatuba. São 24,1 km de extensão em via dupla, sendo 18 km de superfície, 3,9 km subterrâneo e 2,2 km em elevado.

A obra está recebendo um investimento total de R$ 1,705 bilhão. A previsão é que as obras civis sejam finalizadas até o fim deste ano. Até o fim de 2012, devem ter início os testes com passageiros e a operação comercial. Em 2013, serão feitos os ajustes finais.

Os dois primeiros trens italianos que vão operar na Linha Sul já estão no Ceará. Os trens foram testados no primeiro semestre de 2011 e foram interrompidos em agosto para que fossem feitas correções detectadas na primeira fase de testes. Estas correções estão sendo incorporadas pela fabrica, na Itália, aos demais trens. Com os ajustes efetuados, os testes retornam em janeiro de 2012.

Além dos dois primeiros trens, outros seis devem chegar a Fortaleza até fevereiro do ano que vem. Os trens fazem parte de um total de 20 que formarão dez composições de 80 metros, cada. Estão sendo executadas 18 novas estações: Carlito Benevides (antiga Vila das Flores); Jereissati; Maracanaú; Virgílio Távora (antiga Novo Maracanaú); Rachel de Queiroz (antiga Pajuçara); Alto Alegre; Aracapé; Esperança (antiga Conjunto Esperança); Mondubim; Manoel Sátiro; Vila Pery; Parangaba; Couto Fernandes, Porangabussu; Benfica; São Benedito; José de Alencar (antiga Lagoinha); Central – Xico da Silva (antiga João Felipe).

O Governo do Estado conseguiu a inclusão de mais duas estações no cronograma de obras: Juscelino Kubitschek e Padre Cícero. As duas estações já estavam previstas desde a concepção original da Linha Sul, mas com o Plano de Mobilidade Urbana gerado pela Copa do Mundo da Fifa em 2014, suas implantações foram antecipadas. Com isso, a Linha Sul do Metrô de Fortaleza, que liga Pacatuba ao Centro de Fortaleza, terá ao todo 20 estações.

A implantação do metrô de Fortaleza é considerada a maior obra estruturante da capital. A expectativa é que o metrô solucione um dos grandes problemas da cidade, que é o ordenamento de seu trânsito. A necessidade de se aumentar a oferta de transporte público de qualidade em substituição aos carros de passeio tem sido um dos objetivos de governos para desafogar as vias e melhorar a mobilidade urbana.

A Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos – Metrofor assumiu esse desafio ao desenvolver obras metroferroviárias que visam à modernização desse sistema de transporte. Ao dotar Fortaleza e cidades do Interior do Ceará desses modais, o Governo do Estado está investindo também na melhoria da qualidade de vida de todos os cearenses.

Operador do Mensalão, Valério ainda está na ativa

“O escândalo do mensalão e as dezenas de processos em que figura como réu na Justiça não foram suficientes para tirar de cena Marcos Valério Fernandes de Souza, o lobista acusado de operar o maior esquema de ocultação e desvio de recursos por políticos brasileiros. Às vésperas da definição da data do julgamento do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Valério está mais atuante do que nunca e despacha em escritório localizado no sexto andar do número 925 da Rua Sergipe, em Belo Horizonte. É a sede da T&M Consultoria Ltda, antiga Tolentino & Melo Assessoria Empresarial, que teve oficialmente Valério como sócio até 2005, ano em que o escândalo da base petista veio à tona.

No papel, Valério deixou a sociedade com Rogério Tolentino e José Roberto de Melo, mas, na prática, ele continua atuante na empresa de consultoria e ainda a cita, em ações na Justiça, como seu endereço comercial. Contratar a empresa virou sinônimo de sucesso profissional em negócios com o poder público. Caso da então modesta ID2 Tecnologia e Consultoria, empresa de Brasília fundada em 2004, que desenvolve softwares e que pagou pouco mais de R$200 mil pelos serviços da T&M em 2007.

O contato com a consultoria ligada a Valério foi a senha para a empresa abocanhar serviços milionários do governo federal. Pouco mais de um ano depois, foi contratada pelo Ministério do Turismo por R$14,9 milhões para fornecer software de apoio à administração. Em 2010, novos contratos com os ministérios do Esporte, Minas e Energia, Saúde e Valec somaram R$37,1 milhões.

O valor total dos cinco contratos ultrapassa R$52 milhões. Quatro deles têm objeto idêntico, com previsão de “aquisição de tecnologia com painéis e gerenciadores gráficos, softwares e serviços vinculados”. Antes disso, o único contrato com o poder público da ID2 Tecnologia era com o STF, de quem recebia R$19,8 mil mensais para dar suporte técnico ao software usado como ferramenta de gestão na área de serviços gerais do órgão.”

(Globo)

Peru e chester mais caros neste Natal

“Símbolos da ceia de Natal dos brasileiros, as carnes natalinas começaram a chegar nesta semana às gôndolas dos supermercados com preços mais salgados.

Os fabricantes dos tradicionais peru, chester e tender estimam aumentos de preço entre 8% e 15%. A alta é justificada por maiores custos de produção, por conta do aumento no preço do milho.

“Estamos repassando, em média, 10% do nosso aumento de custos”, afirma Antonio Zambelli, diretor de marketing da Seara. “Nossos preços ficarão entre 8% e 9% maiores”, diz, na mesma linha, Leomar Somensi, diretor comercial da Aurora Alimentos.

A Brasil Foods, dona das marcas Sadia e Perdigão, vê preços entre 10% e 15% maiores, segundo o diretor de marketing, Eduardo Bernstein.

Preços mais altos

Para o consumidor, no entanto, os preços podem subir ainda mais, pois as redes varejistas também pretendem repassar aumentos de custo que tiveram neste ano.

Em janeiro, houve mudança no recolhimento do PIS e da Cofins na cadeia de aves e suínos. Os tributos, que antes eram recolhidos pela indústria, passaram a ser pagos pelos varejistas.

“Só por conta da maior carga tributária no varejo, os preços aumentarão pelo menos 8% neste fim de ano. Sem contar o aumento de custos da indústria”, afirma o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), Sussumu Honda.

O preço maior, no entanto, não deve assustar o consumidor. “A situação de pleno emprego, a melhora na renda e os bons reajustes salariais em categorias importantes vão proporcionar um bom Natal para o varejo de alimentos”, diz Bernstein.

Apostas de produtos

A BRF, assim como a Seara, projeta aumento de dois dígitos para o volume de vendas neste ano.

A aposta são produtos com maior valor agregado, mais sofisticados, com molhos e recheios, e de fácil preparo.

Também considerado um produto de alto valor agregado, o panetone deve ser mais consumido neste ano. A Pandurata, detentora das marcas Bauducco e Visconti, espera aumentar o faturamento em 18%, com preços 8% maiores do que os praticados no Natal de 2010. Esperando demanda aquecida, aumentou a produção em 10%.

(Das Agências)

Nova sede do TRE tem emenda assegurada

Uma emenda ao Orçamento Geral da União 2012  no valor de R$ 50 milhões foi garantida para a construção da nova sede do Tribunal Regional Eleitoral.

O novo prédio do TRE será erguido na avenida Washington Soares, no bairro Água Fria, segundo o presidente do órgão, desembargador Ademar Mendes Bezerra.

O presidente do TRE garantiu também que esse aporte financeiro já conta com o aval do presidente do Supremo Tribunal Federal. Ou seja, não deverá ser cortado.

Com apoio oficial, PSD enfraquece oposição no Nordeste

46 1

“O recém-criado PSD virou linha auxiliar da presidente Dilma Rousseff no Nordeste, atraindo ex-oposicionistas e fortalecendo o governo para as eleições de 2012.

Com apoio de governadores aliados, a cooptação de deputados, prefeitos e vereadores para a nova sigla do prefeito Gilberto Kassab está redesenhando o mapa político da região, onde Dilma bateu o tucano José Serra no ano passado com 70% dos votos.

Nos nove Estados nordestinos, o PSD já tem sob seu comando 234 prefeituras.

Siglas de oposição como PSDB e DEM (que no passado teve nos grotões nordestinos a sua fortaleza política) foram as que mais perderam nos três maiores colégios eleitorais da região: Bahia, Pernambuco e Ceará.”

(Folha.com)

NO CEARÁ, bom lembrar, o PSD é sigla alternativa do Palácio da Abolição. O presidente regional da legenda é Almicyr Pinto, adjunto da Chefia de Gabinet do governador Cid Gomes. O PSD, inclusive, atraiu grande maioria de tucanos como filiados.

Obama tratará de crise econômica com europeus

“O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, reúnem-se hoje (28) com o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, e a chefe da Diplomacia da União Europeia, Catherine Ashton. Em pauta, os impactos da crise econômica internacional e as medidas para enfrentá-los.

Também deverão ser incluídas nas conversas, em Washington, temas como as mudanças climáticas e a energia renovável, além das tensões envolvendo o Irã, a Síria, o Afeganistão, Paquistão e Egito. A Primavera Árabe – referente ao movimento popular que derrubou líderes políticos na região – também colocou o mundo muçulmano no centro dos debates da comunidade internacional.

Os negociadores europeus, que participaram das reuniões preliminares, informaram que o encontro, em Washington, tem o objetivo de propor alternativas que estimulem o crescimento econômico associado à gereação de emprego e renda. As discussões ocorrem no momento de acirramento dos debates sobre a crise na zona do euro.

No dia 25, houve informações, não confirmadas oficialmente, que o novo primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy (PP), estuda a possibilidade de recorrer à ajuda financeira externa como uma das opções para fazer frente à pressão dos mercados.

Na Alemanha, no fim de semana, surgiu a informação que falharam os esforços para levantar 6 bilhões de euros em um leilão de dívida. “Com a economia mundial passando por momentos de incerteza, grandes mudanças devem ocorrer no sistema internacional, a relação transatlântica é agora mais relevante do que nunca”, disse Durão Barroso.”

(Agência Brasil/Agência Lusa)

Orçamento da União 2012 – Dois deputados federais destinam emendas para Educação

63 1

Os deputados federais Ariosto Holanda (PSB) e Artur Bruno (PT) destinaram R$ 200 milhões de suas emendas ao Orçamento da União 2012 para a UFC, Rede IFCE e Unilab. Foram os únicos da bancada a adotar esse gesto, lamentava Ariosto.

Com os recursos, haverá condições de expansão das atividades da UFC e da Rede IFCE, que poderá também instalar algumas unidades que faltam no Interior. 

 Já a Unilab, situada no município de Redenção, segundo Ariosto Holanda, terá condições de investir em um campus. Hoje a Unilab está dependendo orçamentariamente da Universidade Federal do Ceará.

Eleições 2012 – PHS torce por Waldemir Catanho

45 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=cpBjNxPum8o[/youtube]

Se depender do presidente estadual do PHS, ex-deputado estadual Francisco Caminha, o melhor nome do PT para disputar a prefeitura de Fortaleza em 2012 é o do secretário de articulação governamental Waldemir Catanho.

Caminha reconhece que Catanho disputa com o deputado federal Artur Bruno, bem mais conhecido do que ele, mas avalia que havendo a manutenção da aliança do PT com o PSB, o quadro lhe pode ser favorável.

STF julga permanência do menino Sean no Brasil

“O Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar na terça-feira o mérito da liminar concedida em 2009 pelo ministro Marco Aurélio Mello determinando que o menino Sean ficasse no Brasil até a decisão final sobre seu caso, informou no sábado a coluna de Ancelmo Góis.

Hoje com 11 anos, a criança é alvo de uma briga judicial que parece longe de terminar. O caso se acirrou em 2008, após a morte de sua mãe, a estilista Bruna Bianchi, quando Sean passou a ser criado pelo pai adotivo e pelos avós.

Seu pai biológico, o americano David Goldman, que já tentava reaver sua guarda desde 2004, quando Bruna deixou os EUA e pediu o divórcio, entrou com um processo na Justiça americana. Bruna se casou novamente, com o advogado João Paulo Lins e Silva, e teve outra filha, Chiara. A estilista morreu em decorrência de complicações no parto.

Na teoria, é possível que o STF decida pela volta de Sean ao Brasil.”

(O Globo)

Governo fará concurso para a Perícia Forense

57 1

Até o fim de dezembro, o governo estadual lançará mais um edital de concurso público. Dessa vez,  o da Perícia Forense do Estado (Pefoce).

De acordo com a assessoria de imprensa do Palácio da Abolição, o edital oferecerá 340 vagas para médicos peritos e servidores do órgão.

Espera-se que a reforma do antigo IML, a passos de tartaruga, fique concluída antes das convocações.

Aécio inicia dia 8 visitas pelo Nordeste

60 1

O senador Aécio Neves (MG-PSDB) vai iniciar, a partir do próximo dia 8, visitas aos Estados do Nordeste. A informação é do senador Eduardo Azeredo, que deverá integrar a caravana do mineiro que admite disputar em 2014 a presidência da República.

A primeira de Aécio Neves no Nordeste será na Capital pernambucana, Recife. No dia 9, ele estará em Salvador (BA) e no dia 10, em Natal (RN).

Fortaleza, segundo EduardoAzeredo, ficou para quando o ex-senador Tasso Jereissati retornar dos EUA, onde está num misto de check-up e negócios.

Gastos do Governo com saúde estão em queda

“A grave crise no setor da Saúde reflete, entre outros problemas, escolhas do governo no rateio dos recursos federais. Desde 2000 — quando entrou em vigor a Emenda Constitucional 29, que estabelece um piso de gastos para o setor — até o ano passado, o montante de recursos efetivamente aplicados caiu de 1,76% do Produto Interno Bruto (PIB) para 1,66%, na contramão do espírito da lei.

Levantamento realizado pelo GLOBO mostra que, na área social, o setor foi o que mais perdeu na comparação com os demais. Na Educação, os gastos subiram de 0,97% para 1,29% do PIB nesse período. Na Previdência, pularam de 6,3% para 6,9%, e na Assistência, de 0,45% para 1,06% do produto.

Os números da execução orçamentária mostram enorme diferença entre o que o governo se comprometeu a gastar e o que, na prática, foi destinado à Saúde. De 2000 a 2010, a diferença entre os valores empenhados (prometidos) no orçamento da Saúde e o que foi efetivamente gasto no setor chega a R$ 45,9 bilhões, sem considerar a inflação do período. Só em 2010, essa diferença foi de R$ 6,4 bilhões.

Em 2010, se os valores empenhados no Ministério da Saúde tivessem sido efetivamente gastos no custeio do setor, a parcela do governo federal aplicada pularia de 1,66% para 1,83% do PIB. No ano passado, foram empenhados R$ 67,328 bilhões e, gastos, efetivamente, R$ 60,924 bilhões.”

(O Globo)

Isenção de IPVA para motoristas portadores de deficiência física emperra na PGE

Uma mensagem vai garantir isenção do pagamento do IPVA para proprietários de veículos com deficiência física. A decisão vale para 2012 e atende a um pleito de entidades que atuam em defesa desse segmento.

O espírito natalino já chegou assim ao prédio da Secretaria da Fazenda, que não divulgou ainda o número de beneficiados pela medida. Há um detalhe que emperra o envio dessa proposta para a Assembleia Legislativa: a Procuradoria Geral do Estado ainda não concluiu detalhes legais do texto, que precisa ser remetido para votação dos deputados estaduais.

Sobre o IPVA, outro dado: os boletos baterão à porta do contribuinte a partir de meados de janeiro.

(Coluna Vertical, do O POVO)

Aumento do mínimo põe R$ 54 bi na economia e dá fôlego ao PIB em 2012

60 1

“O reajuste de 14,3% no valor do salário mínimo, que passa dos atuais R$ 545 para R$ 622,73 em janeiro, deverá injetar cerca de R$ 64 bilhões na economia brasileira em 2012.

A destinação desses recursos para consumo ou pagamento de dívidas tende a acelerar os negócios e permitir que o Produto Interno Bruto (PIB) volte a crescer no primeiro trimestre do ano que vem, depois de ficar praticamente estagnado ao longo do segundo semestre de 2011.

“Nossa estimativa é de que o PIB brasileiro volte a crescer em um ritmo de 0,8% no primeiro trimestre de 2012, principalmente por causa do impulso dado pelo salário mínimo em um período que tradicionalmente é fraco”, diz o economista-chefe da LCA Consultores, Bráulio Borges, autor do estudo sobre o impacto do aumento do mínimo no crescimento econômico do País.”

(Estadão)

Ex-prefeita comemora aniversário após participar de protestos em Wall Street

222 6

“Em clima de celebração política, a ex-prefeita de Fortaleza e membro do grupo Crítica Radical Maria Luíza Fontenele, comemorou ontem seu aniversário de 69 anos após retorno de Nova Iorque, no último dia 25, quando participou do movimento “Ocupe Wall Street”, “pela emancipação humana e fim do sistema capitalista”.

De acordo com ela, a experiência de nove dias no movimento aumentou a compreensão de que há a necessidade da teoria ser apropriada cada vez mais por número maior de pessoas. “O conteúdo do movimento é muito interessante, agrega diferentes setores. O fato de ser um movimento horizontal, as decisões são sempre tomadas cotidianamente pelo coletivo em assembleias. Não tem um caráter imediato de uma reivindicação, é contínuo”, diz Maria.

Ela destaca que dentro do grupo aumentou a responsabilidade no sentido de apontar cada vez mais a perspectiva de transformação. E ainda, que não sejam soluções pontuais e sim radicais. Célia Zanetti, também membro do grupo, chama atenção para dois grandes problemas que perpassam pelas reivindicações dos manifestantes: desemprego e saúde. Outro detalhe é a grande participação de idosos e estudantes, conta. A questão do policiamento também chocou. “Era um sistema repressivo, cinco helicópteros sobrevoando a manifestação o tempo todo, a cada quarteirão os policiais tentavam barrar e demorava muito tempo par a negociação”.”

(O POVO)

"A imprensa ajudou a matar Amy Winehouse", diz vocalista do Pulp

O músico Jarvis Cocker, vocalista da banda inglesa Pulp, disse em entrevista ao jornal britânico “The Guardian” que acredita que a imprensa teve sua parte na culpa da morte de Amy Winehouse.

Cocker acredita que a constante presença dos tabloides na vida de Amy a fazia beber e tomar drogas para aguentar a pressão e que ele mesmo agiu de forma similar durante a era de ouro do britpop, nos anos 1990.

“Amy Winehouse morreu neste ano e todo mundo só falava que as drogas tinham matado a Amy Winehouse. Eu acho que a imprensa matou Amy Winehouse tanto quanto as drogas, porque a imprensa coloca as pessoas em um lugar em que elas não têm paz, então, elas só tentam escapar. Às vezes, você usa drogas e bebe para fazer isso”, disse Cocker.

“Essa atmosfera de medo que os tabloides causam, eu experimentei um pouco disse nos velhos tempos, faz com que você não queira sair, e você passa a agir de forma mais estranha, porque fica mais consciente, então, você quer perder o controle de algum jeito”, explicou.

(agências)

Tecnologia que levou o Brasil ao pré-sal não avançou em segurança

O passo a passo do acidente da Chevron na Bacia de Campos acende, para o Brasil, a luz amarela para o que ocorre com a rápida expansão da exploração do petróleo em alto mar. Às vésperas do início das atividades em larga escala na camada do pré-sal, quem evitou uma tragédia de grandes proporções na costa do Sudeste foi, em grande parte, a sorte: o vazamento foi descoberto pela Petrobras, não pela Chevron, e foi a estatal brasileira quem cedeu equipamentos para os primeiros trabalhos de contenção da mancha na lâmina d’água. Os ventos que sopraram para o mar também têm reduzido as chances de a lambança atingir o litoral na forma de bolas de piche.

Com a segurança da indústria não é movida a vento, é prudente, antes de o valioso petróleo do pré-sal começar a ser bombeado para a superfície, corrigir um descompasso: a tecnologia que levou a Petrobras e a engenharia brasileira aos confins da terra em busca de energia e dólares não avançou proporcionalmente em segurança, estratégias e políticas de prevenção.

A prevenção de acidentes é atualmente o elo fraco da cadeia, como explica o diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Adriano Pires. Houve nas últimas décadas um investimento em tecnologia e políticas de prevenção perigosamente desproporcional aos pesados recursos aplicados para alavancar a exploração. “Isso fica claro quando há um acidente. As empresas que investiram pesado para se instalar na exploração têm extrema dificuldade para fazer parar o vazamento e recolher o óleo. O mercado penaliza muito esses erros, mas nem assim as companhias têm conseguido evitar e solucionar satisfatoriamente os desastres”, alerta.

Pires lembra que, por mais que pareçam duras as multas e pesadas as sanções à petroleira Chevron, a verdadeira punição pelo vazamento de óleo na Bacia de Campos não vem do governo e das entidades brasileiras, mas do mercado. O castigo imposto pelas autoridades até o momento, que beira os 250 milhões de reais, é pequeno se comparado às perdas de mais 14 bilhões de dólares no valor da companhia.

O Brasil, que se destaca no pioneirismo de algumas das tecnologias de exploração em grandes profundidades, deveria liderar também em tecnologia. Mas as falhas no quesito segurança da indústria do petróleo não são exclusividade dos órgãos e empresas daqui. “No vazamento da BP, nos Estados Unidos, também ficou claro que os órgãos de fiscalização não estão preparados para lidar com grandes acidentes”, diz. A pressão da sociedade e dos países, em defesa de seu patrimônio ambienta, pode ser a chave para mudar as regras do jogo. “Se o mercado continuar a impor grandes perdas a cada falha grave das companhias, tirar petróleo vai se revelar algo bem menos barato para as empresas. E se não prestarem atenção, isso pode ficar muito caro. O momento não é de falar em expulsar empresas, mas de uma reflexão serena e profunda sobre como vamos explorar nosso litoral”, afirma.

(Veja)

Ceará aposta na rivalidade mineira para seguir na Série A

O Ceará desperdiçou uma grande chance de respirar na Série A do Brasileirão, ao empatar com o Cruzeiro, na noite deste domingo (27), no estádio Presidente Vargas, em 2 a 2.

Com o resultado, o Vozão segue na zona de rebaixamento. Mas agora aposta na rivalidade entre Atlético Mineiro e Cruzeiro, que se enfrentam na última rodada da competição, no próximo domingo (4), para seguir na elite do futebol brasileiro. Além de torcer por uma vitória do Atlético, ou empate, o Ceará terá que vencer o Bahia, em Salvador, no mesmo dia.

Sem possibilidade de cair para a Série B, após o empate deste domingo com o Santos, na Vila Belmiro, em 1 a 1, o Bahia no entanto poderá disputar a Copa Sul-Americana se derrotar o Ceará.

Outra boa disputa é pelo título. Corinthians e Vasco são os únicos que ainda podem colocar a mão na taça. O Timão enfrenta o Palmeiras e o Vasco joga contra o Flamango, na última rodada. Vitória corintiana ou empate em qualquer um dos jogos assegura o título para São Paulo.