Blog do Eliomar

Últimos posts

Empresa chinesa paga viagem a dirigente do Ministério do Trabalho

66 1

Com histórico de problemas envolvendo funcionários estrangeiros no Brasil, a empresa de telecomunicações Huawei pagou uma viagem à China a um integrante do alto escalão do Ministério do Trabalho. Aldo Cândido Costa Filho, número dois da Coordenadoria-Geral de Imigração da pasta, viajou durante dez dias à China no mês passado. Entre suas atribuições, está a outorga de vistos de trabalho.

O vice-presidente da Huawei Brasil, João Pedro Flecha de Lima, disse que o funcionário do Ministério do Trabalho não tinha conhecimento de que a viagem era bancada pela empresa. Segundo o executivo, o convite foi feito pelo CEBC (Conselho Empresarial Brasil-China).

Costa Filho diz que sabia que a Huawei havia patrocinado a viagem. Ele disse, porém, que as despesas de sua mulher, que o acompanhou na viagem, foram pagas pelo casal.

(Folha)

Convênio suspeito beneficiou empresas de filiados do PDT

Uma ONG de Santa Catarina, presidida por um pedetista, usou verbas do Ministério do Trabalho para beneficiar empresas de filiados ao PDT. Muitos dos serviços não foram prestados ou foram pagos em duplicidade, segundo um relatório inédito da CGU (Controladoria-Geral da União).

O convênio, firmado entre o ministério e a Adrvale (Agência de Desenvolvimento do Vale do Rio Tijucas e Rio Itajaí Mirim), é o mesmo que tornou-se alvo de um inquérito da Polícia Federal por irregularidades em licitações.

A Adrvale diz que o atual presidente é filiado ao PDT, mas isso não influencia nas escolhas da entidade ou na contratação de empresas.

O Trabalho diz que o convênio foi assinado após seleção com chamada pública, com a escolha da entidade com maior capacidade técnica, “não sendo avaliadas por este ministério questões partidárias”. Segundo a pasta, foram feitos dois “monitoramentos” que não encontraram irregularidades.

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, ajudou pessoalmente a ONG , mesmo depois de a Polícia Federal abrir um inquérito criminal para investigar suspeitas de irregularidades em convênio da entidade com a pasta, no valor de R$ 6,9 milhões.

(Folha)

Deodato aciona TRE e pede mandato de Salmito

61 3

Depois de trocar o PT pelo PSB, o vereador Salmito Filho (PSB) terá que brigar na Justiça para continuar em seu mandato de vereador de Fortaleza. Isso porque, na última segunda-feira (7), o primeiro suplente pela coligação PMDB/PT, Deodato Ramalho (PT), ingressou no Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) com ação de infidelidade partidária contra o vereador – o que pode lhe render o direito de exercer o mandato hoje ocupado por Salmito.

Um dos documentos que Deodato apresentou ao TRE-CE é uma “carta de compromissos” assinada pelos candidatos do PT em 2008 – entre eles, Salmito – em que reconhecem que o mandato aos quais estão concorrendo pertencem ao partido.

Segundo Deodato – que é também secretário municipal de Meio Ambiente -, antes mesmo de o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reconhecerem que os mandatos pertencem aos partidos – e não aos políticos eleitos – o PT já trabalhava com esse entendimento em suas discussões internas e, por isso, os candidatos assinam documento em que reconhecem essa postura.

O secretário de Meio Ambiente destaca, entretanto, que a base principal de sua argumentação no TRE é a resolução nº 22610/2007 do TSE que, entre outras coisas, define quais as “justas causas” que justificam a desfiliação partidária.

Uma delas é a “grave discriminação pessoal”. Foi exatamente isso que Salmito argumentou ao deixar o PT. Segundo o vereador, “toda a cidade” sabe que ele sofreu “perseguição” política patrocinada pela presidente do PT no Ceará e prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT). Em sua ação contra o vereador, entretanto, Deodato argumenta que Salmito deixou o PT por “uma visão individualista da militância política”, apontando como justificativa “alegativa vazia e insustentável”.

Sem recordação

Salmito, por enquanto, demonstra cautela ao tratar do assunto. Ontem, ele voltou a afirmar que sofreu perseguição de Luizianne, mas não quis aprofundar os comentários. O vereador disse que prefere esperar ser notificado e se deparar com os argumentos apresentados por Deodato antes de se manifestar. Sobre a “carta compromisso” com o PT que teria assinado, Salmito comentou apenas que “não lembra” de tal documento e disse que “sempre” honrou seus compromissos com o PT.

(O POVO)

CDL premia profissionais da comunicação

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza premiou na noite desta sexta-feira (11) as melhores matérias de 2011, diante do tema “Consciência ambiental no varejo: da ação social ao diferencial competitivo”.

Na categoria fotojornalismo venceu Igor de Melo, do O POVO. Na categoria cinegrafista, o prêmio ficou com a equipe da TV Verdes Mares, por meio da equipe Carlos Marlon, Adauto Alves e Nilton Alves. No radiojornalismo, venceu O POVO / CBN, com Gustavo Vieira. Na mídia impressa, o prêmio foi para o Diário do Nordeste, com Ângela Cavalcante e Diego Borges. O telejornalismo ficou com a TV Verdes Mares, com Alexandre Torres, Ana Quezado e Eulária Camurça.

A jornalista Adísia Sá foi homenageada com o Troféu Imprensa José de Alencar.

Divisão do Pará é rejeitada por 58% dos eleitores, diz Datafolha

29 1

A divisão do Pará é rejeitada por 58% dos eleitores do Estado, de acordo com pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta sexta-feira (11).

A pesquisa, encomendada em uma parceria entre Folha, TV Liberal e TV Tapajós (afiliadas da Rede Globo no Pará) ouviu 880 eleitores paraenses de 7 a 10 de novembro. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número 46041/2011. O plebiscito ocorrerá no dia 11 de dezembro.

O percentual de rejeição é o mesmo tanto para a criação do Carajás (sudeste do Pará) como para a criação do Tapajós (oeste). Os favoráveis aos novos Estados são 33%, para ambos os casos.

A diferença está nos que afirmam ainda não saber seu voto. Questionados se são a favor da criação do Carajás, 8% responderam que não sabem. No caso do Tapajós, 10% disseram não saber.

A soma dos percentuais dá 99% no caso do Carajás e 101% para Tapajós. Isso ocorre devido aos arredondamentos numéricos, porque o Datafolha não trabalha com números decimais. A pesquisa ainda não identifica o reflexo do horário eleitoral gratuito sobre a opinião dos paraenses, já que a propaganda começou somente nesta sexta-feira.

(Folha)

Impugnação de Lacerdinha gera mudança de chapa

Após o Pleno do Tribunal Eleitoral Regional (TRE) confirmar nesta sexta-feira (11) a impugnação da candidatura de Lacerda Filho, o Lacerdinha (PMDB), à Prefeitura de Icapuí, na votação que ocorre neste domingo (13), o então vice na chapa passou a encabeçar a disputa. A nova chapa passou a ser tucana pura, como Irmão Betinho e Almir Alcântara.

Lacerdinha ficou impossibilitado de disputar a eleição por causa do não cumprimento do prazo mínimo de filiação aos partidos.

Vereador do PV minimiza vaias contra petistas na festa dos professores

66 11

“Não foram vaias como as que o governador Cid Gomes recebeu de professores em Sobral. Foram apenas algumas manifestações, compreensivas após uma negociação tensa entre professores e Prefeitura”.

A avaliação é do vereador Eron Moreira (PV), que minimizou as vaias direcionadas aos vereadores petistas Guilherme Sampaio e Ronivaldo Maia, durante a festa que homenageou professores do município, na última quarta-feira (9).

Em seus discursos, os dois petistas também negaram as vaias e destacaram a festa como uma antecipação de confraternização natalina.

Sobre o governador, o vereador do PV disse que “sente pena de Cid Gomes” e que a hegemonia dos Ferreira Gomes irá acabar em Sobral, diante da candidatura do procurador da Fazenda, Francisco Guimarães, o Doutor Guimarães, à Prefeitura do maior município da Região Norte do Estado.

Empresas poderão captar recursos para projetos de infraestrutura com desconto no IR

Projetos de infraestrutura de sete setores poderão, em breve, contar com incentivos no mercado de capitais. Decreto da presidenta Dilma Rousseff e do ministro da Fazenda, Guido Mantega, regulamenta o procedimento para as empresas captarem recursos destinados a empreendimentos considerados prioritários, com desconto no Imposto de Renda (IR).

O decreto definiu como áreas contempladas logística e transporte, mobilidade urbana, energia, telecomunicações, radiodifusão, saneamento básico e irrigação. Os projetos deverão ser apresentados aos ministérios de cada setor, que emitirão portarias com a relação das obras que poderão receber o ben

Por meio do benefício, as empresas responsáveis pelos projetos poderão emitir debêntures (títulos privados) para captar recursos. Os compradores pagarão menos IR. Pessoas físicas e não residentes no país terão o imposto zerado. As empresas nacionais pagarão 15% sobre o rendimento desses papéis, em vez de 34% sobre o lucro líquido.

O desconto no IR vale apenas se as debêntures tiverem prazo mínimo de quatro anos, forem corrigidas pela inflação ou por taxas prefixadas (definidas com antecedência) e se a própria empresa que emitir não puder comprar o papel de volta. Como em qualquer título, o emissor pega dinheiro emprestado de investidores, usa os recursos para um fim específico e se compromete a devolver o dinheiro com correção.

Instituído por medida provisória (MP) editada em dezembro do ano passado, o incentivo fiscal levou quase um ano para ser regulamentado. Segundo o secretário executivo adjunto do Ministério da Fazenda, Dyogo Oliveira, a demora ocorreu porque o Congresso Nacional só aprovou a MP em agosto.

O secretário informou ainda que os próprios empresários pediram que os ministérios de cada área ficassem encarregados de aprovar os projetos. “As empresas querem ter mais segurança nas emissões [de debêntures] e evitar que o próprio mercado decidisse que projetos são prioritários”, explicou.

(Agência Brasil)

Pelé não tem porra de consciência do que acontece, diz Romário

220 2

Pepe, Neymar e Romário: Três grandes camisas 11

Cada vez mais incisivo nas suas críticas sobre a preparação do Brasil para a Copa-2014, o ex-atacante e hoje deputado federal Romário (PSB-RJ) se voltou nesta sexta-feira (11) contra o ex-jogador Pelé, garoto-propaganda do Mundial 2014, em evento de um dos patrocinadores da seleção em São Paulo.

“Tinha prometido não falar mais do Pelé. Pelé fala tanta merda… Pelé não tem porra de consciência do que está acontecendo no país”, disparou Romário para rebater acusação de que sua postura crítica se deveria ao rancor de ter sido cortado da Copa-1998.

“Uma vez eu disse que ele calado era um poeta. Agora, isso também vale. Ele tem de calar a boca. E tem mais. Eu não levo nenhum da CBF. Talvez ele leve”, completou ao lado dos santistas Neymar e Pepe.

A entrevista coletiva foi promovida pela marca de antissépticos TenysPé Baruel, com objetivo de reunir três grandes camisas 11 aproveitando o dia 11 do mês 11 de 2011.

Por meio de sua assessoria, Pelé informou que “não tem nada a declarar a respeito do que o Romário falou”.

Roubando as atenções, Romário ainda atacou o presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Indagado sobre o futuro do cartola, afirmou: “Tem que perguntar à Polícia Federal”.

O deputado também disse que a CBF sabotou os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no mês passado, porque os direitos de transmissão pertenciam à Record, em vez daquela que seria a aliada da entidade, a Globo. Romário foi comentarista da emissora no México, onde o Brasil terminou eliminado logo na primeira fase.

“Meu pé não é mais afiado, mas a minha língua é cada vez mais afiada”, finalizou.

(Folha)

Robocop volta a ser preso

O ex-tenente da PM, Jairo da Silva, o Robocop, voltou a ser preso na tarde desta sexta-feira (11), em Pindoretama (Região Metropolitana), por porte ilegal de arma.

Segundo a Polícia, o ex-oficial, acusado de comandar uma milícia no Centro de Fortaleza para a venda de CDs e DVDs piratas, estava com uma pistola e ainda se identificava como integrante dos quadros da PM.

Aeroportos brasileiros terão máquinas para venda de bebidas e alimentos

33 1

Os aeroportos das 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 terão máquinas de venda de bebidas e alimentos a partir do final do ano. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) assinou nesta sexta-feira (11) contrato com três empresas para a instalação de 143 pontos de vendas, que serão distribuídos pelos saguões e salas de embarque e desembarque domésticos e internacionais.

A estimativa é que os equipamentos entrem em funcionamento para atender a demanda da alta temporada de fim de ano. As máquinas oferecerão bebidas não alcoólicas – refrigerantes, sucos e água – lanches – salgadinhos e sanduíches – e cafés e chás. Com vigência de cinco anos a partir de hoje, o contrato prevê que todas as máquinas deverão ter duas opções para pagamento.

As cidades onde a novidade será implantada são Manaus, Fortaleza, Natal, Recife, Salvador, Brasília, Cuiabá, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre, além dos terminais de Congonhas (SP), Santos Dumont (RJ) e da Pampulha (MG), que têm maior concentração de voos domésticos.

Além dos espaços para instalação das máquinas, o contrato prevê a concessão de 15 locais – um para cada aeroporto – destinados ao depósito de alimentos e bebidas, o que deverá ajudar na reposição rápida das mercadorias.

(Agência Brasil)

Cearense de Morada Nova é preso com dinamites do Paraguai

O cearense Alex dos Santos Félix, 30, foi preso nesta quinta-feira (10), em Campo Grande (MS), durante uma revista de rotina da Polícia Militar a ônibus com procedência do Paraguai. Na bagagem do cearense, natural de Morada Nova (Baixo Jaguaribe, a 168 quilômetros de Fortaleza), a Polícia encontrou cinco bananas de dinamite, além de 41 quilos de maconha.

Em depoimento, Alex dos Santos, que responde processo por assalto e formação de quadrilha, na cidade de Morada Nova, disse que pagou a quantia de R$ 1,7 mil pelas “mercadorias” na cidade de Ponta Porã (MS), na fronteira com o Paraguai, a 328 quilômetros de Campo Grande. Ele disse ainda que levaria todo o material para a sua cidade natal, mas não esclareceu a finalidade.

A Polícia acredita que a droga e as dinamites são de origem paraguaia. Os explosivos foram detonados nesta sexta-feira (11) em uma área deserta.

(Com informações da PM de Mato Grosso do Sul)

Incra será reestruturado para cumprir sua missão original

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) passará, em breve, por uma reestruturação para reduzir suas atribuições e buscar mais eficiência em sua missão original de controlar a estrutura fundiária do país. Segundo o presidente do Incra, Celso Lacerda, um diagnóstico sobre a atuação do instituto e seus principais problemas foi concluído há pouco mais de um mês e está em discussão na Presidência da República.

“Até o final do ano, queremos estar com decisões tomadas para que possamos concluir nosso planejamento para este governo”, diz Lacerda, informando que, após as discussões coordenadas pelo ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, aguarda, agora, a decisão da presidenta Dilma Rousseff.

Lacerda ressalta que, da forma como a reforma agrária foi conduzida nas últimas décadas, “ideologizada ao extremo”, o Incra se constituiu em um “Estado dentro do Estado”, com uma demanda muito grande e diversificada, que foge, muitas vezes, às suas responsabilidades. “O Incra tem uma gama de atribuições que a estrutura não comporta”.

A proposta discutida pretende transferir algumas políticas atualmente operadas pelo Incra, como a construção de casas e distribuição de água para as famílias assentadas, para programas já existentes no governo, como o Minha Casa, Minha Vida. De acordo com Lacerda, umas das políticas que mais requerem trabalho de campo do instituto atualmente é a de habitação rural. “Existem órgãos, hoje, dentro do estado brasileiro, que podem fazer isso e, inclusive, têm know-how e competência pra fazer isso com mais qualidade do que o Incra faz”.

Para o presidente do Incra, a reestruturação não enfraquece o órgão e, sim, fortalece as atribuições estratégicas, possibilitando que o controle fundiário, “precário” pela falta de estrutura, seja feito com qualidade. “Isso vai fortalecer o Incra para que seja um órgão eficiente”, completa Lacerda.

Uma pesquisa sobre a qualidade dos assentamentos de reforma agrária, divulgada pelo Incra no final do ano passado, indicou que, do total de 921 mil famílias assentadas no país, pelo menos 36,4% não têm casa ou moram de forma precária e 50,4% têm acesso ruim ou péssimo a seus lotes. A escassez de água atinge 18,4% dos assentamentos e ao menos 16,2% não têm energia elétrica.

(Agência Brasil)

PT evita prévias em São Paulo e quer exemplo seguido em todo o país

80 4

O PT enterrou nesta sexta-feira (11) as prévias e lançou o ministro da Educação, Fernando Haddad, como o candidato do partido à Prefeitura de São Paulo em 2012. “Nós já temos um candidato a prefeito, o companheiro e ministro Fernando Haddad”, disse o presidente da legenda, Rui Falcão.

A decisão é uma vitória pessoal do ex-presidente Lula. Ele derrotou políticos tradicionais para impor o aliado, inexperiente em eleições, sem uma consulta aos filiados.

Na noite desta quinta-feira (10), os deputados Jilmar Tatto e Carlos Zarattini, que ainda mantinham suas pré-candidaturas, aceitaram desistir em favor de Haddad. Segundo petistas, eles serão recompensados: Tatto deve ser o líder do PT na Câmara em 2013, e Zarattini deve ser indicado relator do Orçamento no ano que vem.

Em encontro fechado com aliados de Tatto, Haddad agradeceu a escolha e pediu ajuda à militância. “Conto com vocês e sei que dependo de vocês para ganhar a eleição e governar”.

Ele atribuiu sua indicação ao padrinho, a quem jurou fidelidade. “Tenho de política um professor só. Minha escola de política foi Lula”.

O ministro repetiu o discurso do ex-presidente pela renovação no PT. “Se não renova, daqui a pouco a gente está de cabelo branco e não tem ninguém para pôr no lugar”.

Na semana passada, desistiram os senadores Eduardo e Marta Suplicy. Ela liderava as pesquisas com até 31% das intenções de voto, de acordo com o Datafolha.

Sobre a saída da ex-prefeita, sob forte pressão de Lula e da presidente Dilma Rousseff, Haddad disse: “Doeu em mim quando a Marta desistiu. Não porque eu não desejasse vencer, mas porque é uma perda para todos nós”.

Efeito dominó

O comando do PT divulgou nota em que conclama um esforço pela unidade partidária nas eleições. Participante da reunião da executiva nacional do partido, o vice-líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), afirma que a intenção é reproduzir no país o exemplo de São Paulo, onde uma operação foi deflagrada para evitar prévias para a escolha do candidato à prefeitura.

(Folha)

Gilberto Carvalho diz que Ministério do Trabalho caminha como qualquer outro ministério

62 1

“O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse hoje (11) que o Ministério do Trabalho está “caminhando como qualquer outro ministério”. A pasta enfrenta denúncias de irregularidades em convênios firmados com organizações não governamentais (ONGs).

Após participar de seminário sobre o novo marco regulatório para ONGs, no Palácio do Planalto, Carvalho também comentou que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, está respondendo às denúncias, que ele “está bem e é importante que siga trabalhando”.

Perguntado por jornalistas se denúncia publicada hoje, pelo jornal Folha de S.Paulo, poderia mudar a situação de Lupi, Carvalho respondeu que cada denúncia precisa ser verificada e que, para isso, é preciso ter bom-senso. “Não muda porque cada denúncia dessa merece ser verificada, analisada. Temos que, nessas horas, ter muito bom-senso e ter o sentido democrático da defesa, da explicação”, observou.

A matéria da Folha de S.Paulo diz que o ministro Carlos Lupi ajudou a ONG de um colega de seu partido, o PDT, em Brusque (SC), mesmo após a Polícia Federal ter aberto inquérito para investigar suspeitas de irregularidades em convênio de R$ 6,9 milhões, que previa a qualificação de jovens.”

(Agência Brasil)

Inflação oficial em 12 meses recua para 6,07%, mas continua acima da meta

“A diminuição no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que passou de 0,53%, em setembro, para 0,43%, em outubro, foi influenciada pelo ritmo menos intenso de alta nos preços dos alimentos (de 0,64% para 0,56%).

O IPCA mede a inflação oficial do país. A taxa acumulada em 12 meses ficou em 6,97%, inferior aos 7,31% observados nos 12 meses anteriores, mas ainda maior do que o teto da meta definida pelo governo para este ano (6,5%). O centro da meta é 4,5%, com um intervalo de tolerância de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo. Em outubro de 2010, a taxa havia ficado em 0,75%. De janeiro a outubro, o indicador acumula alta de 5,43%

O resultado do IPCA de outubro foi divulgado na noite de ontem (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), devido a uma falha em seu sistema de publicação de informações no site, que permitiu a alguns usuários o acesso aos resultados dos indicadores econômicos que seriam divulgados apenas hoje (11).

De acordo com o resultado completo do indicador, apresentado nesta sexta-feira, apresentaram decréscimos os índices do leite (de 2,47% para 0,05%), do frango inteiro (de 2,94% para -0,05%) e do feijão-carioca (de 6,14% para -1,88%).

Os produtos não alimentícios também tiveram variação menor do que no mês anterior, tendo passado de 0,50% para 0,39%.

No grupo transportes, cuja taxa caiu de 0,78% para 0,48%, contribuíram para o decréscimo as passagens aéreas, que, embora tenham continuado a exercer o principal impacto no mês, reduziram o ritmo de alta. De acordo com o levantamento, para viagens em outubro, os voos disponíveis subiram, em média, 14,26% em relação ao registrado em setembro, quando a alta chegou a 23,40%. No mesmo grupo, também subiram com menos força os preços de combustíveis (de 0,69% para 0,10%) e conserto de automóvel (de 1,23% para 0,60%). Já as tarifas de ônibus interestaduais (de 0,01% para -0,20%) e os automóveis, tanto novos (de 0,18% para -0,09%) quanto usados (de 0,51% para -0,15%), ficaram mais baratos no período.

O grupo habitação (de 0,71% em setembro para 0,62% em outubro) também registrou decréscimo, influenciado pelos aumentos menos intensos em taxa de água e esgoto (de 1,19% para 0,86%), aluguel (de 0,92% para 0,80%), energia elétrica (de 0,55% para 0,40%) e gás de botijão (de 1,36% para 0,10%).

A taxa de despesas pessoais também caiu, de 0,53% para 0,22%, influenciada por empregados domésticos (de 1% para 0,10%), cabeleireiro (de 1,03% para 0,54%) e costureira (de 0,75% para 0,41%).

A região metropolitana de Porto Alegre (0,98%) foi a que registrou o índice mais elevado, e a de Salvador, o menor (0,00%).”

(Agência Brasil)

Familias do Conjunto Rosalina ganharão geladeiras novinhas

73 3

A Coelce e a Fundação Habitafor trocarão 100 geladeiras usadas de moradores do Conjunto Rosalina por 100 geladeiras novinhas. O evento ocorrerá no próprio conjunto,  a partir das 8 hras deste sábado.

Nesta sexta-feira, às 18 horas, haverá sorteio para selecionar as 100 famílias a serem beneficiadas por essa ação. 

A Prefeitura e a Coelce adiantam que essa iniciativa será levadas a outros conjuntos habitacionais e também a mais famílias dos conjuntos já atendidos.

Tasso e Cid em um encontro inesperado

338 6

Tasso , cantor Fagner, Cid Gomes, ministro Aldo Rebelo e secretário Gony Arruda.

Um encontro inesperado ocorreu, na manhã desta sexta-feira, durante a entrega da primeira etapa das obras de reforma do Estádio Castelão, em Fortaleza. O ex-governador Tasso Jereissati (PSDB) ali apareceu, tendo ao lado o cantor Raimundo Fagner.

Tasso Jereissati e Cid Gomes trocaram cumprimentos formais. Nada mais do que isso, embora num clima de troca de sorrisos.

Ambos estão politicamente afastados desde a última campanha eleitoral em que o tucano acabou derrotado em seu propósito de se reeleger para o Senado. 

Esse momento acabou sendo o fato político mais comentado na ocasião, que reuniu o ministro Aldo Rebelo (Esporte), e a cúpula da Galvão Engenharia – responsável pelas obras, além dos senadores Eunício Oliveira (PMDB) e Inácio Arruda (PCdoB), o presidente da Assembleia, Roberto Cláudio (PSB), os presidentes do TCE, Valdomiro Távora, e Manuel Veras, do TCM, Valmir Campelo, do TCU, VirgilioElísio, representante da CBF, e o presidente da FCF, Mauro Carmélio, além de dirigentes de clubes de futebol.

DETALHE – Tasso e Fagner não permaneceram até o final da solenidade, mas ficaram no descerramento de placas. Tasso foi quem iniciou a reforma do Castelão e Fagner descerrou placa em homenagm ao seu irmão, o presidente falecido da FCF, Fares Lopes.

(Foto – Edimar Soares)