Blog do Eliomar

Últimos posts

Carreta arrasta poste e fios de iluminação

104 3

Esta carreta arrastou poste e fios de energia da rua Padre Valdevino, entre Ildefonso Albano e Antonio Augusto (Bairro Dionísio Torres), por volta das 10h40min desta segunda-feira. O fato provocou queda de energia e engarrafamento.

Ué, e não é proibido caminhão de grande porte circular pela área da Aldeota?

(Foto – Valdir Soares, O POVO)

Copa 2014- Dilma não abre mão da meia-entrada durante a competição

A presidente Dilma Rousseff já deixou claro que pretende resistir à pressão da Fifa e não recuará da decisão de permitir a meia-entrada nos jogos da Copa do Mundo 2014. A informação está na coluna de Mônica Bergamo, publicada na edição desta segunda-feira da Folha.

“Minha querida, isso é uma lei brasileira”, disse Dilma à coluna. “E não pode mudar. Não é uma questão de querer ou não querer”, acrescentou.

A meia-entrada para os que têm mais de 60 anos está prevista no Estatuto do Idoso. Ingressos de estudantes são regulados por leis estaduais.

Dilma tem encontro com representanteda Fifa, nesta segunda-feira, em Bruxelas.

Professores em greve vão à Assembleia Legislativa

Os professores estaduais em greve estarão, mais uma vez, na Assembleia Legislativa. Segundo o presidente do Sindicato Apeoc, Anízio Melo, a partir das 14 horas desta segunda-feira. A categoria vai em busca de mediação para tentar conversar com o governador Cid Gomes (PSB).

Na última semana, os docentes estiveram no Poder Legislativo, ocasião em que houve confronto com o Batalhão de Choque da Polícia Militar.

Da Assembleia Legislativa, os professores farão caminhada rumo ao Palácio da Abolição, adiantou Anízio. Ele diz saber que há lei definindo o entorno do Palácio como área de segurança,  mas disse que o ato ocorrerá como forma de divulgar para a população essa luta.

Já nesta terça-feira, às 14 horas,  no Ginásio Paulo Sarasate, haverá nova assembleia geral dos professores estaduais.

Aécio Neves defende oposição qualificada

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), em entrevista ao programa “É Notícia”, da Redetv, nesta madrugada de segunda-feira, afirmou não achar que o mais vigoroso e duro crítico do governo, seja eventualmente o melhor candidato para sucessão. Reagiu assim ao ser questionado sobre sua postura política no Senado.

“Nós temos que fazer uma oposição qualificada”, disse Aécio dando uma alfinetada na postura crítica do seu companheiro de PSDB, o ex-governador José Serra.

Aécio também falou sobre a possibilidade de Minas Gerais sediar a abertura da Copa e criticou a postura do partido em tomar posição sobre o tema do aborto de forma conservadora na última eleição.

(Com Agências)

Eliane Novais apregoa negociação já

73 5

Eis artigo da deputada estadual Eliane Novais (PSB).Ela aborda a greve dos professores e a falta de acordo para resolver o problema. Confira: 

Quem tem acompanhado de perto a greve dos professores, possivelmente já deve ter ouvido uma das principais palavras de ordem que entoam durante as passeatas da categoria: “Aluno na rua, Cid a culpa é sua!”. De fato, a frase gritada a todo pulmão pelos professores e alunos durante as manifestações nas ruas merece uma reflexão profunda, especialmente depois dos fatos lastimáveis ocorridos na Assembléia Legislativa nesta última quinta-feira.

Não foram poucos os erros do governador na condução das discussões em torno da implantação da lei do piso salarial dos professores. A começar pelo pedido de inconstitucionalidade da lei por meio de uma ADIN junto ao STF. O Supremo, sabiamente, negou o questionamento e confirmou a validade do piso. Posteriormente, o governador pediu a ilegalidade da greve, quando iniciadas as negociações com o Comando de Greve. Para aumentar ainda mais o sentimento de revolta, fez uma declaração, no mínimo infeliz (para usar um adjetivo generoso), quando diz que o professor precisa trabalhar por amor. Basta direcionar o olhar para as graves adversidades enfrentadas cotidianamente pelo professor – que vão de uma longa e cansativa jornada de trabalho a um dos piores salários do País – para ver o quão comprometidos são com a nobre profissão que exercem (mas isso não paga as contas no final do mês).

Não bastasse isso, os erros se sucedem. Na última negociação, o governador ameaçou punir aos grevistas, inclusive com demissão por abandono de cargo. Por fim, mandou para a Assembleia Legislativa uma mensagem que aparta a carreira da categoria e faz os deputados votarem e aprovarem em regime de urgência uma matéria em desacordo com o comando de greve, mesmo diante de uma forte manifestação do lado de fora do plenário.

O que se viu em sequência – os atos de violência contra professores e estudantes – é resultado de uma série de erros que mostra como o governador tem dificuldades em negociar com os servidores e lidar com quem discorda de sua postura. Revela um lado autoritário de uma administração que não sabe conduzir o diálogo com o movimento sindical. Após os episódios tristes registrados pela imprensa, lideranças políticas defensoras do governo vão além e tentam colocar o peso negativo do confronto ocorrido na Assembléia no colo do professor, criminalizando o movimento sindical e popular, estratégia grosseira e ultrapassada, mas que infelizmente ainda tem coro nos dias de hoje.

A violência deve ser repudiada em todas as situações, ainda mais sendo praticada contra trabalhadores em greve. A Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembléia Legislativa foi colocada à disposição dos professores que foram violentados.

Espera-se que tudo se resolva como deve ser: com uma negociação justa, respeitando a greve que é legítima, e com a principal reivindicação da categoria atendida. Somos solidários aos professores.

*Eliane Novais,

Deputada Estadual (PSB)

Bancários fazem encontro em São Paulo para avaliar o movimento grevista

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=AHfBg6S8VOU[/youtube]

A Comissão Nacional da Greve dos Bancários faz reunião, nesta segunda-feira, em São Paulo. Segundo o presidente do sindicato da categoria no Ceará, Carlos Eduardo Bezerra, que viajou para esse encontro, a hora é de avaliar a paralisação e discutir novos passos do movimento.

Anvisa decide nesta 2ª feira sobre retirada de emagrecedores do mercado

“A decisão sobre a proibição da venda de medicamentos emagrecedores no país deve sair hoje (4), durante reunião da diretoria colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O encontro começa às 8h30 na sede do órgão.

A retirada do mercado dos emagrecedores à base de anfetaminas é praticamente certa, uma vez que a equipe técnica da Anvisa e a câmara técnica, formada por especialistas que assessoram o órgão, concordam que os riscos superam os benefícios. Já o embate acerca da sibutramina permanece.

Técnicos da Anvisa defendem o uso da substância com restrições. Isso significa que o medicamento seria recomendado apenas para o tratamento de obesidade em pacientes com Índice de Massa Corporal (IMC) acima de 30% e que não tenham doenças cardiovasculares.

Já a câmara técnica que assessora o órgão mantém a proposta de também banir do mercado a sibutramina, emagrecedor mais usado no país, por apresentar riscos à saúde superiores aos benefícios, como problemas cardíacos e alterações no sistema nervoso central.”

(Agência Brasil)

Greve dos Correios vai a dissídio no TST

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=nfobSUdI6Kg[/youtube]

A greve dos carteiros chegaaoseu 20º dia nesta segunda-feira sem solução. Por conta disso, a direção da ECT levou o caso para o Tribunal Superior do Trabalho, que marcou para estaterça-feira reunião com as partes em busca de acordo, segundo informa o gerente nacional de negociação da empresa, o cearense Eduardo Rodrigues.

Agenda de Dilma na Bélgica inclui futebol e crise econômica mundial

“A agenda da presidenta Dilma Rousseff em Bruxelas, na Bélgica, reúne uma variedade de temas. Amanhã (4), ela abre a 23ª edição do maior festival de artes da Europa, o Europalia, que este ano homenageará o Brasil. Ao longo de três meses e meio, serão apresentados 130 shows, 60 apresentações de dança e 40 de teatro, 20 exposições de artes visuais e 80 conferências literárias, distribuídos por cinco países: Bélgica, Luxemburgo, França, Alemanha e Holanda.

Hoje (3), ao longo do dia, ela conversa sobre a organização para a Copa do Mundo de 2014, os impactos da crise econômica internacional e as parcerias entre Brasil e Bélgica. O objetivo é ampliar os acordos nas áreas de serviços aéreos, desenvolvimento tecnológico, políticas espaciais, cooperação cultural e turismo.

A presidenta incluiu na agenda, na última hora, uma conversa com o secretário-geral da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Jerome Valcke, e dirigentes da entidade sobre os preparativos para a Copa do Mundo de 2014.  A Lei Geral da Copa, encaminhada pelo governo há cerca de duas semanas ao Congresso, também está na pauta.

Dilma tem ainda reuniões com o primeiro-ministro da Bélgica, Yves Leterme, com quem assina os acordos de cooperação, e depois um jantar oferecido pelo presidente da União Europeia, o português José Manuel Durão Barroso, e o presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy.

Em discussão os impactos da crise econômica internacional e o Plano de Ação Conjunta 2012-2014 para a Parceria Estratégica Brasil–União Europeia. A União Europeia é o principal parceiro comercial do Brasil, enquanto os brasileiros ocupam a nona posição no bloco – como parceiros comerciais. Em 2010, o comércio do Brasil com a União Europeia superou US$ 82 bilhões.

As exportações do Brasil para os países do bloco somaram US$ 43 billhões em 2010, o que representa aumento de 26,7% em relação a 2009. As importações atingiram US$ 39 bilhões, o que significa crescimento de 33,8% em relação a 2009.

O Brasil é o sexto principal investidor na União Europeia, tendo aportado US$ 5 bilhões em 2010. O estoque de investimentos brasileiros no bloco cresceu cerca de 280% entre 2006 e 2009, atingindo US$ 75 bilhões – foi o maior incremento observado entre os dez principais investidores no bloco.

Em 2010, os investimentos europeus no Brasil foram de US$ 8 bilhões. O estoque de investimentos diretos europeus no Brasil atingiu, em 2009, US$ 177 bilhões, mantendo o Brasil como quarto principal destino dos investimentos europeus.”

(Agência Brasil)

Conselheiros defendem que CNJ investigue juízes

Conselheiro Jorge Hélio é cearense.

“Seis dos 15 integrantes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) defenderam no domingo as atribuições da instituição de investigar irregularidades cometidas por juízes em qualquer instância da magistratura, mesmo antes da conclusão dos processos nas corregedorias de cada tribunal. Para eles, o conselho surgiu para corrigir deficiências das corregedorias e não apenas para chancelar investigações locais. As declarações dos conselheiros reforçam a posição da corregedora-geral, Eliana Calmon, no embate com o presidente da instituição, Cezar Peluso.

“É notório que uma das principais razões para a criação do CNJ foi o histórico déficit da atuação das corregedorias dos tribunais. Elas, porém, não devem ser extintas, mas fortalecidas. Não se iniciariam as mudanças desejadas no poder Judiciário sem as firmes e necessárias decisões tomadas no CNJ. O único ‘dono’ do CNJ é a sociedade brasileira. As pessoas passam”, escreveram os conselheiros em artigo publicado na edição de ontem da “Folha de S. Paulo”. O texto foi assinado por Marcelo Nobre, Bruno Dantas, Wellington Saraiva, Gilberto Valente Martins, Jorge Hélio Chaves e Jefferson Kravchychyn.

Os conselheiros são os representantes da Câmara, do Senado, dos Ministérios Públicos estaduais e federal e também da Ordem dos Advogados do Brasil. O grupo preparou o texto para desfazer o mal-entendido provocado pela nota do conselho contra as declarações da ministra Eliana Calmon para quem o Judiciário estaria sofrendo com a infiltração de “bandidos de toga”.

(O Globo)

Depois do nepotismo, agora o "Mãepotismo"

71 2

Com o título “O Mãepotismo”, eis artigo do jornalista Themístocles de Castro e Silva abordando o caso do governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, que fez de tudo para ver sua mãe, Ana Arraes, virar ministra do Tribunal de Contas da União (TCU). Confira:

Um desembargador, com o filho formado em Direito, não pode admiti-lo em seu gabinete para completar sua formação jurídica, porque é proibido pela chamada lei do nepotismo.

Um deputado querendo levar um filho para ajudá-lo no gabinete não pode, pois também é nepotismo. E assim por diante, numa norma um tanto estranha que favorece terceiros em detrimento da família.

Como toda lei, porém, essa do nepotismo tem os seus arranjos. Se o parente vai para uma Secretaria de Estado, tudo bem. É uma das exceções.

Acontece que a Nação viu agora um novo modelo de nomeação de parentes. Durante mais de um mês, o governador de Pernambuco mobilizou céus e terra para nomear sua mãe na vaga do ministro Ubiratan Aguiar no Tribunal de Contas da União (TCU). Segundo o noticiário dos jornais, o governador deixou suas funções no Recife para cabalar votos no Congresso e fora dele em favor de sua mãe. Como seu partido dispõe, no governo, de dois ministérios, o governador garantiu aos deputados liberação de suas emendas em troca dos respectivos votos.

Aliás, diz a Folha de S. Paulo que o governador assumiu compromissos demais – alguns deles incompatíveis – para eleger a mãe. E que pode se complicar na hora de pagar as faturas.

Qual o crime de um pai em dar um emprego a um filho para encaminhá-lo na vida? A escolha da nova ministra do Tribunal de Contas cria outro neologismo, o “mãepotismo”, que foi o primeiro caso no Brasil.

A nova ministra, logo no dia da escolha, defendeu tese estranha. Disse ela: “É preciso rever essa questão da paralisação. Deve haver muito zelo com o dinheiro público e esse zelo eu vou ter. Mas a paralisação, às vezes, sai mais caro do que uma retificação”.

As empreiteiras das falcatruas, penhoradas, agradecem. A sorte, porém, é que pelo menos até agora ela não tem companheiro em voto de tal natureza. Se o Tribunal adotar a tese da nova ministra, estará fechando as portas na sua missão de preservar o dinheiro público. Não haverá mais contrato de obra honesto neste País. As empreiteiras estão com tudo, inclusive com maioria na Câmara (53%).

Acima de tudo, em qualquer circunstância, a moral administrativa. Não pode haver zelo com o dinheiro público através de fraudes ou processo semelhante.

Themístocles de Castro e Silva

Jornalista e advogado

Greve dos bancários – Cooperativas de crédito podem aliviar situação do cliente

Em meio à greve dos bancários, uma alternativa para pagar contas e realizar outros serviços na área são as cooperativas de crédito. O leitor Flávio Mesquita Torres dá essa dica. Confira:
Prezados Eliomar deLima,
Os bancos estão em greve. Pessoas são prejudicadas com títulos vencidos, pagamentos que atrasam e outros serviços que não funcionam. Como alternativa aos serviços bancários, que estão hora ou outra em greve no Brasil, prejudicando com isso muitas pessoas e empresas, as Cooperativas de Crédito estão sempre abertas oferecendo todos os serviços bancários que a sociedade precisa.
Exemplo disso: a Cooperativa dos Profissionais de Saúde (Unicred – Av. Dom Luiz, 300 – Lj. 166), que está sendo uma saída para quem não quer deixar as contas bancárias atrasarem.
Eliomar, a sugestão é para chamarmos atenção da sociedade para o Cooperativismo Econômico, a economia democrática que as cooperativas oferecem. Muitas pessoas perdem tempo e dinheiro por não conhecer as cooperativas de economia e crédito e, com isso, ficam a mercê dos bancos.
Sem mais,
* Flávio Mesquita Torres, seu leitor.
DETALHE – O presidente da Cooperativa dos Profissionais de Saúde é Nazareno sampaio.

Royalties do petróleo – Planalto costura acordo

“Apesar de ter dito que estava fora das negociações sobre a divisão dos royalties do petróleo, após duas propostas em que abria mão de parte de seus ganhos, o governo Dilma tenta convencer Estados não produtores a reduzir suas reivindicações.

Os governos destas regiões pretendem ganhar, com a negociação, ao menos R$ 8 bilhões de receita extra advinda do pagamento de royalties e participações especiais (tributo pago sobre campos com grande lucratividade).
Os ganhos seriam obtidos já a partir do ano que vem.

Segundo a Folha apurou, o Planalto espera que eles fiquem satisfeitos com menos, cerca de R$ 6 bilhões. O ideal, de acordo com os técnicos da Fazenda, é que os governadores de Estados não produtores se contentassem com menos ainda, cerca de R$ 4 bilhões. Mas esse valor tem sido recusado.

Para destinar os R$ 6 bilhões a Estados não produtores, a União abriria mão de R$ 1,8 bilhão entre royalties e participação especial.

Os municípios produtores e as cidades afetadas pela exploração de petróleo abririam mão de outro R$ 1 bilhão. O restante dos recursos viria dos Estados produtores.”

(Folha)

Walcyr Carrasco – Cheio de graça

“Ao primeiro contato, o olhar desconfiado de Walcyr Carrasco, 59, indica sua vontade de ficar na defensiva, no início de uma entrevista de profundidade sobre sua vida e obra. Respostas curtas e objetivas levam a crer que ele é uma personalidade cheia de reservas, que não gosta de se expor à toa para a mídia, receoso de que seja mal interpretado. Quando perguntado sobre o ato da escrita, Walcyr começa a se soltar. Ele fala do que o comove e, aos poucos, revela uma faceta que é marca registrada de seu ofício como autor de telenovelas: o humor.

Nestas Páginas Azuis, Walcyr demonstra afeto pelas novelas que escreveu, sem a intenção de dizer se gosta mais de uma ou de outra. Do seu primeiro reconhecimento – Xica da Silva (1996), na TV Manchete – às tramas que consolidaram seu sucesso na Rede Globo, como O Cravo e a Rosa (2000), Alma Gêmea (2005), Sete Pecados (2007) e a mais recente Morde & Assopra (2011), todas foram fundamentais para o crescimento de Walcyr como criador de teledramaturgias. De passagem por Fortaleza, Walcyr Carrasco falou sobre a carreira e revelou gafes e manias.

O POVO – Como foi sua infância em Bernardino do Campo (SP)?

Walcyr Carrasco – Eu nasci em Bernardino do Campo, mas em seguida minha família foi para Marília, onde fui criado dos três aos 15 anos. Tive uma infância simples. Meu pai era ferroviário e minha mãe era comerciante, tinha um bazar pequeno. Por conta disso, foi uma infância simples, mas na época o colégio público era muito bom. Acabei que tive uma formação muito boa realmente.

OP – Aos 12 anos, o senhor ganhou sua primeira máquina de escrever?

Walcyr – Foi aos 12 ou 13 anos… Queria muito uma máquina de escrever e meu pai comprou à prestação, coitado! (risos)

OP – Mas, antes de começar a escrever de fato, o senhor trabalhou como garçom…

Walcyr – É, nos Estados Unidos. Quando tinha 20 anos, fui aos Estados Unidos, porque queria conhecer, aprender inglês. Mas não fui como turista, porque não tinha dinheiro. Então, fui lá e sobrevivi de subemprego, fiz faxina, fui garçom, aquilo que todo brasileiro faz. Só que não fui para lá para ganhar dinheiro, como outras pessoas fazem, né? Minha preocupação era sobreviver e aprender inglês. Tudo o que eu não teria acesso pela condição da minha família. Passei um ano e meio fora do Brasil, uma parte no México e outra parte nos Estados Unidos.”

* Leia a integra aqui.

Altaneira – Candidado do PSB vence eleições

“O candidato do governador Cid Gomes (PSB), Joaquim Soares Neto (PSB), conhecido como Devamberto, é o novo prefeito de Altaneira, município localizado a 556 km de Fortaleza, ao sul do Ceará. Ele venceu ontem as eleições suplementares com 2.693 votos, o que corresponde a 69% dos votos válidos. Seu vice é Dedé Pio, também do PSB.

Após campanha marcada por momentos tensos, o dia de ontem foi de tranquilidade e sem ocorrências na cidade. Devamberto, candidato da Coligação PSB, PT, PCdoB, PMDB e PP, disputou a chefia do Executivo com Andréia Carla Figueiredo Davi (DEM), da coligação PSDB-DEM, que obteve 1.790 votos e tinha como vice Jackson Feitosa (PSDB). Segundo dados do Cartório Eleitoral de Nova Olinda, que atende às demandas eleitorais de Altaneira, dos 5.683 eleitores aptos, 997 se abstiveram de votar, 175 deram votos nulos e 30 votaram em branco.

A eleição suplementar ocorreu por conta da cassação, em fevereiro deste ano, do prefeito e vice-prefeito eleitos em 2008. Antônio Dorival de Oliveira e Francisco Fenelon Pereira, ambos do PSDB, que perderam os cargos ao serem acusados de uso ilegal da máquina administrativa, durante o período eleitoral, segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE). Desde março, o município estava sendo administrado pelo presidente da Câmara Municipal de Altaneira, vereador Raimundo Rodrigues Mota (PRB). Ele voltará a assumir a função de presidente da Câmara após a posse de Devamberto.

Segundo o juiz eleitoral do município, Rômulo Veras Holanda, o clima de tensão e acirramento fora controlado à medida que se aproximou a eleição. “O processo em si começou nem tumultuado. A cidade ficou bem dividida. Tanto é que precisou do reforço de Polícia. Houve denúncia de perseguição, de compra de votos, ameaça de morte, mas fatos concretos foram poucos”, relatou Rômulo.

No momento mais tenso da campanha eleitoral, a Justiça decretou a busca e apreensão de 30 cestas básicas a partir de uma representação apresentada pela candidata do DEM, que estariam sendo utilizadas para compra de votos. Até agora, as cestas estão em poder da Justiça, na comarca de Nova Olinda.

Além da Lei Seca, que proíbe a venda de bebidas alcoólicas a partir da meia-noite do dia da eleição, o juiz eleitoral decretou toque de recolher às 22 horas e pediu reforço das Polícias Militar, Civil e Federal.

Posse

O resultado das eleições foi comemorado pelos militantes do PSB. O grupo vencedor saiu do comitê central de campanha, no Centro de Altaneiras, percorreu ruas e avenidas e se concentrou no calçadão da cidade, onde fez discurso de agradecimento à população.

Devamberto Soares Neto e Dedé Pio serão diplomados no próximo dia 16 de outubro, no Cartório Eleitoral de Nova Olinda. A posse está marcada para o dia 17 de outubro, na Câmara Municipal de Altaneira. Eles cumprirão mandato até o final de 2012, quando assumirão os novos gestores eleitos através do pleito municipal realizado em todo o País.

(O POVO)

DNIT Diretor na mira do PPS

58 1

“O PPS deve acionar hoje a Procuradoria da República no Distrito Federal para investigar a suposta ligação do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), general do Exército Jorge Fraxe, com uma ONG ambiental montada com o objetivo de desviar dinheiro público de obras do governo federal.

Segundo reportagem da revista Veja, o general é o verdadeiro dono da ONG Inda (Instituto Nacional de Desenvolvimento Ambiental), envolvida na denúncia de pagamento de propina de R$ 300 mil para o fechamento de um contrato com o Dnit.

O esquema, conforme a revista, foi revelado pelo diretor administrativo da entidade, engenheiro Mardel Morais, que garante que o militar é o verdadeiro dono da entidade.

Ainda de acordo a revista, a negociação não foi para frente por causa do escândalo de corrupção no Ministério dos Transportes.

“A farda não está acima da lei e não autoriza ninguém a desviar dinheiro público. É de se estranhar que a presidente Dilma, que anunciou uma faxina no Ministério dos Transportes, tenha nomeado para a direção do Dnit justamente um militar suspeito de envolvimento em corrupção. Cabe ao Ministério Público investigar esse caso para garantir que o propinoduto seja extirpado de vez do órgão”, afirmou o líder do PPS na Câmara, deputado federal Rubens Bueno (PR). (das agências de notícias).

MPT-CE reúne Sintro e Empresa Monópoles em audiência

Está marcada para o próximo dia 14, às 17 horas, no Ministério Público do Trabalho (MPT), audiência solicitada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Ceará (Sintro) com objetivo de resolver o caso do pagamento de salário dos trabalhadores da empresa Monóples, que presta serviços terceirizados para Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS). O contrato entre a empresa e Secretaria terminou no último dia 30 e o sindicato alega irregularidades no desembolso.
Os pontos que serão discutidos na audiência são: Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e o recolhimento do O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), pois segundo a direção do Sintro, vários trabalhadores não têm FGTS e não constam na relação anual de informações sociais (RAIS) da empresa.
A empresa Monópoles tem 48 funcionários que prestam serviços para a SEMAS. Este ano os trabalhadores pararam suas atividades quatro vezes em protesto, pois a empresa não pagava os salários de seus funcionários em dia. O Ministério Público do Trabalho (MPT) reteve os repasses dos salários dos terceirizados da SEMAS para a Monópoles. Segundo a assessoria jurídica do sindicato, não consta o nome do dono da empresa no contrato com a SEMAS. O empresário entrou com pedido ao MPT para que a Secretaria repassasse 120 mil reais, alegando que pagaria com essa quantia os atrasados dos funcionários, que atualmente tem pago diretamente os trabalhadores.

"Padaria Espiritual" é tema de livro de Sânzio de Azevedo

Será lançado nesta segunda-feia, às 19 horas, o livro “Breve História da Padaria Espiritual”. O lançamento desse trabalho do poeta e pesquisador Sânzio de Azevedo, ocorrerá na Livraria Cultura. Na ocasião, Sânzio baterá um papo com a também escritora Socorro Acioli, mais uma publicação de Edições UFC.
A OBRA
Agora, Sânzio de Azevedo resgata uma dívida e entrega ao editor esta Breve História da Padaria Espiritual, que vem a ser uma versão concisa daquela tese de 1983. Resumida, mas ao mesmo tempo enriquecida com novas informações que o ensaísta coletou nos últimos anos, a Breve História enfeixa o essencial sobre os padeiros, suas fornadas literárias, sua estética e ousadias. O livro responde a uma demanda que se tornara premente. Era o pão que faltava no balaio da fortuna crítica que consagra o sodalício de Antônio Sales, Adolfo Caminha, Lívio Barreto, Rodolfo Teófilo, José Carlos Júnior…”
Ítalo Gurgel
SOBRE O AUTOR
Sânzio de Azevedo nasceu em Fortaleza em 1938. Iniciou-se em jornais cearenses, mas publicou seus primeiros livros em São Paulo, onde residiu por seis anos e foi revisor d’O Estado de S. Paulo. Licenciado em Letras pela UFC, nela exerceu magistério durante 30 anos. Em 1973, ingressou na Academia Cearense de Letras, em sua cadeira nº 1, cujo Patrono é Adolfo Caminha. Doutor em Letras pela UFRJ, teve como orientador Afrânio Coutinho. Seguramente, o maior pesquisador da Literatura Cearense, Sânzio de Azevedo publicou em diversas antologias, escreveu artigos e estudos para destacadas revistas e edições locais, nacionais e no exterior, além de apresentar vasta e diversa bibliografia, referência obrigatória para quem pesquisa na área. Citamos: Cantos da Longa Ausência (1966), A Padaria Espiritual (1970), A Academia Francesa do Ceará (1971), O Centro Literário (1973), Literatura Cearense (1976), Aspectos da Literatura Cearense (1982), O Modernismo na Poesia Cearense (1995), Para uma Teoria do Verso (1997), Cantos da Antevéspera (1999), O Parnasianismo na Poesia Brasileira (2004), Lanternas Cor de Aurora (2006), dentre outros.

SERVIÇO

Livraria Cultura – Avenida Dom Luís, 1010, shopping Varanda Mall.