Blog do Eliomar

Últimos posts

Deu na "Veja", desconfie?

187 9

Com o título “Deu na Veja, desconfie (III)”, o jornalista Messias Pontes prossegue sua saga contra a revista Veja que, nos últimos meses, vem detonando ministros do Governo Dilma Rousseff. Para Messias, a presidente não pode se pautar por essa revista que representa a mídia conservadora, venal  e golpista no País.Confira:

Poucas vezes na história brasileira o denuncismo midiático foi tão contundente como agora, e isto é o reflexo do avanço das forças democráticas e populares. A velha mídia conservadora, venal e golpista que representa os interesses das carcomidas oligarquias nacionais e interesses alienígenas, notadamente do imperialismo norte-americano, não dá trégua e parte para o ataque covarde, vil, utilizando a mentira, a calúnia e a difamação para desqualificar pessoas, partidos e governos.

Os políticos mais populares que este País conheceu foram satanizados pelos donos da mídia. Foi assim com Getúlio Vargas, em 1954; com Juscelino Kubitscheck em 1955; com João Goulart, em 1961 e 1964 e com o Luiz Inácio Lula da Silva antes e durante os seus oito anos de governo – 2003 a 2010. Agora tentam atingir a presidenta Dilma Rousseff e seu governo fuzilando os seus ministros com as mentiras mais torpes. É o espírito da canalha da UDN incorporado nos colonistas e amestrados de todos os matizes a serviço de interesses inconfessáveis.

 No comando da operação golpista está o GAFE – Globo, Abril, Folha e Estadão – que já conseguiu derrubar cinco ministros com acusações sempre sem provas, principalmente com relação ao ex-ministro do Esporte Orlando Silva (PCdoB). Até o momento nenhuma prova contra ele foi apresentada, e o marginal que o acusou, tentando se vingar por ter Orlando Silva exigido que ele, o soldado PM milionário João Dias Ferreira devolvesse aos cofres públicos os R$ 4 milhões não aplicados no Programa Segundo Tempo.

O lixo do jornalismo que deu guarida a um marginal que já foi preso por corrupção e responde a nada menos de 11 processos, afirmou em suas sujas páginas que mostraria as provas contra o ministro Orlando Silva, mas até o momento não o fez e não o fará porque não existe nada que prove um desvio de conduta do ex-ministro. Quinze milhões de pessoas manifestaram, através das redes sociais, solidariedade a Orlando Silva e ao seu partido, o PCdoB; mais de uma centena de intelectuais, professores universitários eartistas assinaram manifesto de solidariedade ao ex-ministro e ao Partido Comunista do Brasil, contudo a velha mídia simplesmente ignora.

Esse panfleto chantagista da famiglia Civita, no governo Lula, derrubou, com a conivência do quinta-coluna Nelson Jobim, os delegados federais Protógenes Queiroz e Paulo Lacerda. Os dois foram acusados por um anônimo de ter grampeado uma conversa do então presidente do STF, Gilmar Mendes (ou Gilmar Dantas, conforme o colonista Ricardo Noblat) com o senador Demóstenes Torres, do Demo de Goiás. Até hoje a prova do “crime”, ou seja o áudio da conversa, não apareceu. E não vai aparecer porque foi uma armação tramada pelo megaguabiru Daniel Dantas para se vingar dos dois policiais federais. Daniel Dantas foi preso duas vezes pelo delegado Protógenes e foi solto graças a dois habeas corpos concedidos com a celeridade nunca vista no Judiciário brasileiro por Gilmar Mendes.

A bola da vez é o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi (PDT), acusado, também sem provas, pela revista Veja. A exemplo de Orlando Silva, Carlos Lupi exigiu da Polícia Federal, do Ministério Público, da Controladoria Geral da União e do Tribunal de Contas da União uma profunda investigação das denúncias feitas pela panfletária revista de chantagem e repercutida à exaustão em especial pela Rede Globo.

O ministro Carlos Lupi é odiado pela direita e por todos os neoliberais porque logo que assumiu a pasta do Trabalho bateu de frente com os inimigos dos trabalhadores. Quando uma intensa campanha midiática para forçar o governo a flexibilizar a legislação trabalhista, Lupi declarou que enquanto fosse ministro nenhum direito trabalhista seria tungado. “Se houver flexibilização trabalhista é para ampliar direitos, jamais para subtraí-los”, enfatizou o ministro.

Com a grave crise do capitalismo em 2007 e 2008 nos Estados Unidos, e agora também na União Europeia, com epicentro na Grécia e atingindo em cheio a Itália, Espanha e Portugal, O Capital, de Karl Marx, tem sido o livro mais vendido, e o mais lido pelos jornalistas econômicos e por aqueles que buscam uma explicação para que está acontecendo no âmago do capitalismo.

Já nas redações da velha mídia brasileira e na cabeceira da cama dos colonistas e demais jornalistas amestrados, o livro Diário – as últimas anotações, de Joseph Goebbels (ministro da propaganda nazista), é o mais consultado. Goebbels ensinava que uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade.

É imperioso desmascarar essa mídia golpista antes que seja tarde demais. A tática é fragilizar o governo da presidenta Dilma desmoralizando os seus ministros e os partidos aliados para deixá-la sem condições de governabilidade e apeá-la do poder. As centrais sindicais já se manifestaram publicamente em favor do ministro do Trabalho e denunciaram o caráter golpista da velha mídia, em especial da revista Veja e da Rede Globo. Quem será o próximo ministro a ser caluniado? Há quem aposte que o próximo será o da Previdência Social, Garibaldi Alves, e logo em seguida o da Educação, Fernando Haddad, forte candidato petista à Prefeitura paulistana.

A presidenta Dilma Rousseff não pode e não deve ser pautada pela mídia conservadora, venal e golpista. Ela deve saber que tudo o que é publicado na Veja não merece credibilidade. Deu na Veja, desconfie presidenta!

* Messias Pontes,

Jornalista, radialista e membro do PCdoB do Ceará.

Pós-Graduação em Engenharia de Pesca abre inscrições

Estão abertas, até o dia 3 de dezembro, as inscrições para preenchimento de até 15 vagas no Mestrado e até 10 vagas no Doutorado em Engenharia de Pesca na Universidade Federal do Ceará. O Programa possui linhas de pesquisa em “Aquicultura”, “Biotecnologia e genética de organismos aquáticos”, “Recursos pesqueiros e meio ambiente”  ”Tecnologia e microbiologia do pescado”.

Os editais de seleção e as fichas de inscrição estão disponíveis no site do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Pesca.

SERVIÇO

Mais informações – 3366.9727 ou pelo e-mail engpesca@ufc.br.

(Do site da UFC)

"Papai Noel dos Correios" será lançado na 6ª feira

A ECT do Ceará vai lançar na próxima sexta-feira, às 14 horas, em sua sede central em Fortaleza, a campanha “Papai Noel dos Correios”. A iniciativa estimula alunos de escolas públicas a expressarem seus pedidos de Natal por meio de cartas endereçadas ao “Bom velhinho”.

Essas cartas serão apadrinhadas pela população e estarão disponíveis em 17 agências dos Correios em toda Fortaleza, já a partir desta sexta-feira.

Neste ano, os Correios disponiblizarão cerca de seis mil cartinhas pedindo presentes dos mais variados gostos e preços.

Comissão da Câmara aprova criação da Universidade Federal do Cariri

A Comissão do Trabalho e Seguridade Social da Câmara dos Deputadso aprovou, nesta manhã de quarta-feira, o parecer de autoria do deputado federal Eudes xxavier (PT) assegurando a criação da Universidade Federal do Cariri (UFCA). O petista foi o relator.

A aprovação foi por unanimidade e, conforme o parlamentar, o projeto seguirá agora para outras comissões técnicas da Câmara. Eudes Xavier avalia que não haverá problemas na tramitação da matéria.

“A UFCA, quando for implantada em Juazeiro do Norte, terá campus em outras cidades, dentro do objetivo de ampliar o ensino superior no Interior. Haverá campus no Crato, Barbalha, Icó e Brejo Santo”, informou Eudes Xavier.

Ator Emiliano Queiroz quer comemorar 60 anos de carreira em Fortaleza

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=wa3q8AA9md8[/youtube]

O ator Emiliano Queiroz foi convidado desta quarta-feira do Debates Especiais Grandes Nomes, que o Grupo de Comunicação O POVO promove na rádio O POVO/CBN. Em conversa com o Blog, ele disse que, mesmo com 75 anos, está cheio de projetos. Um deles: vir comemorar em Fortaleza, ano que vem, seus 60 anos de carreira.

DRU deve ter votação concluída nesta 4ª feira

“O governo decidiu deixar a conclusão do primeiro turno da votação da DRU (Desvinculação das Receitas da União) na Câmara para a tarde desta quarta-feira. Minutos antes, o texto principal que prorroga por mais quatro anos o mecanismo que dá mais flexibilidade aos gastos do governo foi aprovado por 369 votos a favor e 44 contra. Até agora, dois destaques que modificariam o texto foram rejeitados. Outros destaques ainda precisam ser analisados. Um deles, propõe a prorrogação da DRU por apenas dois anos.

A intenção do governo era concluir o primeiro turno da proposta ainda hoje. Depois de quase nove horas de discussão, no entanto, foi obrigada a adiar o restante da votação com o temor de ser derrotado em algum destaque importante. A DRU é um mecanismo que permite ao governo gastar livremente 20% de suas receitas e perderia a vigência em 31 de dezembro de 2011.

Para a prorrogação entrar em vigor, o texto ainda precisa passar pela votação em mais um turno na Câmara dos Deputados – o que pode acontecer ainda nesta quarta-feira. Além de seguir para duas votações no Senado. Tudo isso deve acontecer antes do recesso parlamentar (dia 23 de dezembro).

A desvinculação das receitas é um dos assuntos mais importantes para a presidente Dilma Rousseff no Congresso Nacional. Tanto que a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) acompanhou a votação direto do gabinete do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS). Preocupados com a falta de tempo hábil para a conclusão da votação na Câmara e no Senado, deputados tentaram viabilizar um acordo durante todo o dia de hoje.”

(Folha.com)

Copa 2014 – Duas empresas disputam obras de ampliação de avenidas de Fortaleza

95 1

Apenas duas empresas se apresentaram, nesta manhã de quarta-feira, para concorrer à costrução das obras de mobilidade urbana da Copa 2014 em Fortaleza. São elas: Galvão Engenharia e Delta Engenharia.

Ambas, a partir de agora, terão sua documentação analisada e, caso as duas sejam habilitadas, virá a abertura dos envelopes para saber quem apresentou a proposta mais vantajosa para o município, segundo membros da Comissão de Licitações.

O edital estipula em R$ 206 milhões o valor das obras de mobilidade urbana que consistem na ampliação das avenidas Via Expressa, Raul Barbosa, Dedé Brasil, Paulino Rocha e Alberto Craveiro.

O clima na comissão foi de paz. Não houve recurso administrativo nem judicial. Espera-se que, dentro de 48 horas, o fortalezense saiba quem vai fazer essas obras de mobilidade urbana.

E aí, dá pé uma candidatura do PMDB na Capital?

Pois é, enquanto setores do PMDB reclamam que o partido ainda não se reuniu para começar a discutir pelo menos a realização de ciclo de debates sobre Fortaleza, o deputado federal Danilo Forte avança no seu marketing pessoal.

Ele diz que não está como pré-candidato, mas afirma que o partido precisa começar a discutir a cidade e a mobilizar as bases como estão fazendo os partidos aliados do governador Cid Gomes.

Para Danilo, um partido que já administrou a cidade e teve, por meio de Antõnio Cambraia e Juraci Magalhães, momentos de aprovação e reconhecimento, não pode ficar à margem da discussão sucessória.

Assunto está superado, diz Lupi sobre denúncias na pasta do Trabalho

“Ao comentar as denúncias de pagamento de propina no Ministério do Trabalho, o ministro Carlos Lupi disse hoje (9) que o assunto está superado e que todos os esclarecimentos já foram prestados ao seu partido, o PDT, e à imprensa.

“A gente já deu as respostas que tinha que dar, apresentou os documentos, o procurador-geral da República já se pronunciou. Agora, estou aqui para trabalhar”, explicou, na abertura do encontro sobre estratégia de inclusão produtiva urbana do Programa Brasil sem Miséria.

Lupi reafirmou que a equipe que trabalha com ele não cobra propina em nome do partido, mas lembrou que o ministério conta com cerca de 10 mil funcionários. “Não posso impedir que alguém do vigésimo escalão, na ponta, tenha feito alguma coisa errada. Se tiver feito, cadeia para o corrupto e para o corruptor”, disse.

O ministro voltou a classificar a denúncia como vazia e irresponsável e pediu que sejam apresentadas provas relacionadas a supostos pagamentos de propina que envolvam o seu nome. “É um instrumento dos covardes, que se escondem atrás do anonimato. Gostaria de desafiá-los a apresentar.”

Sobre o relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) que apontou a existência de contratos sem fiscalização no ministério, Lupi argumentou que 186 deles, na realidade, não foram disponibilizados no Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi).

“O Brasil está dando certo. Muita gente não se conforma com isso e quer inventar muita coisa. Mas estamos com a consciência tranquila”, disse. Perguntado se poderia ser a bola da vez, diante da sucessão de demissões de ministros nos últimos meses, Lupi respondeu: “Só se for a bola sete, que é a bola que dá a vitória”.”

(Agência Brasil)

Terceirizados da Seman reclamam do atraso salarial

270 21

Cerca de 50 terceirizados da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Controle Urbano ameaçam paralisar as atividades a partir desta quinta-feira. A categoria reclama que não recebeu o mês de setembro e que ainda não entrou o desembolso de outubro

O grupo, que atua em vários setores da Seman, promete realizar um ato público em frente a sede do órgão.

OUTRO LADO

O secretário Deodato Ramalho esclarece que o problema do atraso salarial não é da Prefeitura, mas da empresa terceirizada, no caso a ITS. “Depositamos setembro e não depsitamos ainda o mês de outubro porque depende de uma certidão da empresa”, explica.

Ele considera legítima a manifestação dos terceirizados, mas acha que eles deveriam protestar em frente a sede da terceirizada.

IBGE – Safra de outubro será 6,8% maior do que a de 2010

“A safra brasileira de grãos em outubro deve chegar a 159,7 milhões de toneladas, 6,8% superior à safra recorde de 2010 (149,6 milhões de toneladas) e 0,2% maior que a estimativa de setembro. É o que prevê a décima estimativa da safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas divulgada hoje (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (IBGE).

A área a ser colhida em 2011, de 48,6 milhões de hectares, apresenta acréscimo de 4,6% comparado a 2010. O arroz, o milho e a soja, que são as três principais culturas (representam 90,6% da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas) respondem por 82,4% da área a ser colhida com variações de 1,7%, 3,5% e 3,2%, respectivamente. No que se refere à produção, mostram, nessa ordem, acréscimos de 19%, 0,6% e 9,2%.

O IBGE também realizou, em outubro, o primeiro prognóstico de área e produção para a safra de 2012, estimada em 157,5 milhões de toneladas, 1,4% inferior à de 2011. Porém, a área ser colhida (49,5 milhões de hectares) cresce 1,7%.

O Sul do país permanece em primeiro lugar entre as regiões que mais produzem (67,1 milhões de toneladas), seguido pelo Centro-Oeste (56,0 milhões de toneladas), Sudeste (17,4 milhões de toneladas), Nordeste (14,9 milhões de toneladas) e o Norte (4,3 milhões de toneladas). Na comparação com 2010, houve incremento em todas as regiões: Norte, 7,8%; Nordeste, 26,2%; Sudeste, 1,9%; Sul, 4,6%; e Centro-Oeste, 6,7%.

O Paraná lidera a produção nacional de grãos, com participação de 19,7%, seguido pelo Mato Grosso, com 19,5%, e o Rio Grande do Sul, com 18,3%.

Dentre os 25 produtos selecionados, 16 apresentam variação positiva na estimativa de produção em relação ao ano anterior, com destaque para o algodão herbáceo em caroço com variação de 72,6%.”

 (Agência Brasil)

Por uma "Lei da Ficha Limpa" já em 2012

Com o título “Ficha Limpa!”, o advogado Edson Guimarães, especialista em Direito Eleitoral, escreve artigo para o Blog torcendo para que o STF não frustre a cidadania e faça a Lei da Ficha Limpa valer já para o pleito que vem. Confira:

Por iniciativa popular, foi aprovado, em meados do ano passado, pelo Congresso Nacional, o projeto que se transformou na Lei Complementar 135/2010, sancionada pelo então Presidente Lula em 04 de Junho do ano passado. A matéria, que contava com um milhão e trezentas mil assinaturas, não permitiu aos senhores congressistas tomarem outro rumo que não fosse a aprovação do projeto levado a apreciação das casas legislativas – Câmara e Senado. Mesmo sabendo que estariam criando dispositivo legal que mais a frente poderia lhes cortar a própria carne, os senhores deputados e senadores se viram compelidos a aprovar o projeto que refletia o pensamento da sociedade brasileira.

Em verdade, a Lei da Ficha Limpa é um dispositivo legal que alterou a Lei Complementar 64/90,  que trata das inelegibilidades no Processo Eleitoral Brasileiro,  que teve acrescidas em seu artigo 1º. hipóteses de inelegibilidade antes omitidas, de conformidade com o que estabelece o parágrafo nono do artigo 14 da Constituição Federal.

Sancionada, a Lei da Ficha Limpa ensejou discussões  doutrinárias a respeito de sua aplicabilidade ainda no pleito de 2010, onde se ia escolher os Chefes dos Poderes  Executivos Federal e dos Estados, a composição da Câmara Federal e  a renovação de dois terços do Senado Federal.

As impugnações embasadas no novo dispositivo legal congestionaram os Tribunais  Regionais Eleitorais e, por conseqüência, o Tribunal Superior Eleitoral. No entanto, não se poderia defender sua aplicabilidade em 2010, uma vez que se assim ocorresse se estaria ferindo de morte a Carta Magna da República que estabelece em seu artigo 16 “ A Lei que alterar o processo eleitoral entrará em vigor na data de sua publicação, não se aplicando à eleição que ocorra até um ano da data de sua vigência”.

Decidiu-se que a lei deveria ser aplicada na eleição do ano próximo findo fazendo com que muitos maus políticos tivessem suas candidaturas indeferidas através das impugnações de seus registros. No entanto, aí se cometeu grave agressão à Carta Magna da República, uma vez que o artigo 16 encimado não deixa margem a dúvidas no que tange a aplicabilidade das leis que alterem o processo eleitoral.

Passadas as eleições de 2010, a Lei da Ficha Limpa há de ser aplicada ao pleito que ocorrer decorrido um ano de sua promulgação. É assim que estabelece nossa Lei Maior. Entretanto, há quem defenda sua inaplicabilidade ainda nas eleições municipais que se avizinham, o que seria uma agressão abominável ao ordenamento jurídico pátrio pondo em risco a segurança jurídica que há de ser tutelada pelo estado através do Poder Judiciário.

 A sociedade, autora da iniciativa que ensejou a aprovação e promulgação da Lei, não poderá se ver frustrada em não se reconhecendo a aplicabilidade do dispositivo legal fruto do desejo de moralidade na administração publica brasileira,  consagrada no regramento constitucional em seu artigo 37,  pela ética no processo eleitoral.

* Edson Guimarães,

Advogado e especialista em Direito Eleitoral.             

Grupo Jereissati apresenta novo shopping

641 1

Joana, seu pai, Tasso, e sua mãe, Renata Jereissati.

Sob comando de Joana Jereissati, a Calila Participações, por meio da Jereissati Centros Comerciais, vai apresentar, nesta quarta-feira, durante almoço no “Lô Restaurante”, o projeto do Shopping Grão-Pará.

O empreendimento será construido em Belém e a apresentação ocorrerá para a imprensa e alguns convidados. Serão investidos R$ 170 milhões no shopping que terá 225 lojas. A previsão de inauguração é para o último trimestre de 2013.

DETALHE – Em maio deste ano, a Calila Participações deu início às obras do Shopping Bosque dos Ipês, em Campo Grande (MTS) e que será inaugurado em novembro de 2012.

Cid Gomes cumpre agenda em Brasília

O governador Cid Gomes (PSB) terá audiências, nesta quarta-feira, em Brasília, com dois ministros: José Eduardo Cardozo (Justiça), com que pede maior apoio, em matéria de recursos, para a ampliação do setor de segurança do Estado.

Ele ainda vai à Secretaria Nacional da Aviação Civil, onde trata de questões burocrátias envolvendo os futuros aeroportos de Aracati e Jericoacoara.

Cid também vai ao Ministério do Desenvolvimento para tratar sobre projetos como ZPE com o titular da pasta, Fernando Pimentel.

Presidente do TJ suspende decisão de juiz que permitia construção em área do Cocó

106 1

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador José Arizio Lopes, acaba de suspender a decisão do juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública, Francisco das Chagas Barreto Alves, que permitira construção em terreno situado no Parque do Cocó, mais precisamente em Área de Relevante Inrtresse Ecológico (ARIE).

Ele atendeu a um recurso da Procuradoria Geral do Município (PGM). Com isso, fica suspensa a medida tomada pelo juiz até o trânsito em julgado da decisão.

Segundo a PGM,em um primeiro momento, a decisão de liberar a área para construções contraria a lei municipal 9.502/2009, de autoria do vereador João Alfredo (PSOL), que há pouco mais de dois anos criou a Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) nas Dunas do Cocó. A lei proíbe construções, interferências e intervenções que modifiquem o meio ambiente.

O despacho do juiz atendeu a uma ação civil pública da Associação Cearense dos Empresários da Construção e Loteadores (Acecol), solicitando que a prefeitura acatasse o traçado urbanístico relativo ao loteamento Jardim Fortaleza. Para o juiz, a lei municipal “é inconstitucional”

Ambulantes somem e padre Clairton celebrará missa na Catedral

O vigário da Catedral Metropolitana de Fortaleza, padre Clairton Alexandrino, anunciou, nesta quarta-feira, que, ao meio-dia, vai celebrar missa normalmente. Ele ameaçou não cumprir tal missão em razão do clima de balbúrdia que predominava no entorno do templo por conta do comércio ambulante.

Nesta manhã, padre Calirton conversou com a associação que congrega os ambulantes e ninguém apareceu na área. “O impasse está sendo resolvido!”, disse o pároco da Catedral.

Ele disse que foi informado pela procuradora-geral de Justiça, Socorro França, de que há uma ação do MPE pedindo a proibição do comércio ambulante no entorno da Catedral.

“A doutora Socorro prometeu cobrar do Poder Judicário uma solução do caso que perdura desde 2008”, disse padre Calirton Alexandrino.

PGJ e Sefaz vão divulgar resultados de operação de combate à sonegação

A procuradora-geral de Justiça, Socorro França, e o secretário da Fazenda, Mauro Filho, vão apresentar, durante coletiva às 11 horas desta quarta-feira, na sede da PGJ, o resultado da Operação Nacional Contra a Sonegação Fiscal em termos de Ceará.

Essa operação, coordenada pelo Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC), foi deflagrada dia 20 de outubro e envolveu ações simultâneas dos Ministérios Públicos Estaduais e das Secretarias das Fazendas em 21 Estados e no Distrito Federal.

Durante a opração, foram identificadas fraudes fiscais em empresas de vários ramos de atividade. Esta foi a primeira vez que o Estado do Ceará participou de tal investigação.