Blog do Eliomar

Últimos posts

Reitor do IFCE pede segurança do Estado para campus de Fortaleza

777 1

Em ofício enviado ao governador do Estado, o reitor do Instituto Federal do Ceará (IFCE), Virgílio Araripe, pede providências para reforçar o policiamento ostensivo (preventivo e repressivo) no entorno do campus de Fortaleza devido aos relatos de abordagens feitas por supostos infratores a estudantes e servidores, principalmente aqueles que se utilizam do sistema de transporte público, para o cometimento de crimes como o de roubo.

O reitor destaca ser necessária e urgente tal providência em função do agravamento do clima na área depois da “Chacina do Benfica”, ocorrida na última sexta-feira (9), na Praça da Gentilândia, quando sete pessoas foram assassinadas. “Esse espaço público é localizado nas redondezas da unidade do IFCE, frequentado pela comunidade acadêmica e ponto de passagem para quem pretende adentrar o campus. Hoje, nesse campus, circulam mais de 10 mil pessoas entre alunos e servidores, além de pessoas da comunidade”, expõe o ofício.

Virgílio lembra, no expediente enviado ao governador, que é de conhecimento público a assistência que será dada à Universidade Federal do Ceará com a instalação de Unidade de Segurança Integrada no campus do Pici e ações de patrulhamento nos campi Porangabuçu e Benfica. “Nesse sentido, solicita-se que os benefícios sejam estendidos ao campus de Fortaleza e à Reitoria do IFCE, localizada no bairro Jardim América, a fim de sejam reduzidos os índices de ocorrências criminosas na região”, destaca o reitor.

Crea/CE lança Refis para devedores

Esta é para os associados que estão inadimplentes com o Crea do Ceará.

O presidente da entidade, Emanuel Maia Mota, acaba de assinar a portaria nº 90/2018, que dá direito a descontos de até 90% e parcelamento das divididas dos profissionais e empresas.

SERVIÇO

*Para saber mais detalhes, foi disponibilizado o site: www.creace.org.br>acesso a informação> legislação>portarias do Crea-CE>90

Operadoras de telecomunicações lideram número de reclamações em 2017

As operadoras de telecomunicações tiveram o maior número de reclamações feitas pelo portal consumidor.gov.br em 2017. De acordo com dados divulgados hoje (14) pelo Ministério da Justiça essas empresas concentraram 43,3% das reclamações. A maior parte, foi em relação a cobrança por serviços não contratados.

Atrás dessas empresas, estão os bancos, financeiras e administradoras de cartão, com 20,4% das reclamações; os bancos de dados e cadastros de consumidores, com 14,5%; o comércio eletrônico, com 8%; os fabricantes de eletroeletrônicos, com 3,2%; transporte aéreo, com 2,5%; e varejo, com 1,5%. Demais segmentos juntos concentraram 6,6% das reclamações.

No ano passado, o índice médio de solução das empresas foi 80,8% e o prazo médio de resposta, 6,3 dias. Com o maior número de reclamações, as operadoras de telecomunicações tiveram também o maior índice de resolutividade, 88,6%.

Entre essas empresas, a maior parte das reclamações foram em relação a cobranças por serviços ou produtos não contratados (17,25%); em relação a ofertas não cumpridas ou publicidade enganosa (12,23%) e cobranças indevidas ou abusivas para alterar ou cancelar um contrato (10,22%).

As reclamações foram principalmente sobre telefonia móvel pós-paga (19,15%); pacote de serviços, os chamados combo (17,89%); e, internet fixa (12,43%).

Em relação aos bancos, fiananceiras e administradoras de cartão, a maior parte das reclamações foi por cobrança de valores não previstos ou não informados (10,06%). Os cartões de crédito, débito ou de lojas foram os assuntos mais reclamados pelos usuários, concentrando 40,54% das reclamações feitas em relação a essas instituições.

A maior parte dos usuários que fizeram as reclamações são homens (60%), com idade entre 21 e 30 anos.

(Agência Brasil)

Patriota fará ato de filiações nesta quinta-feira na Assembleia Legislativa

O Patriota vai realizar às 18 horas desta quinta-feira, no auditório Murilo Aguiar, da Assembleia Legislativa, um ato de filiação de pré-candidatos a cargos proporcionais. À frente, o prefeito do Eusébio, Acilon Gonçalves, e seu filho, o deputado estadual Bruno Gonçalves.

A expectativa do partido é eleger entre três e quatro deputados estaduais e tentar emplacar um deputado federal. na lista dos nomes que deverão se filiar neste evento, estão os deputados estaduais Mário Hélio, Yuri Guerra e Nizo Costa, além de várias lideranças do interior do Estado e da Região Metropolitana de Fortaleza.

(Foto – Divulgação)

Givenchy, o mago dos ricos chiques

Com o título “Givenchy foi o mago dos ricos chiques”, eis artigo do jornalista Elio Gaspari. Para ele, o costureiro não vai fazer falta, mas será lembrado sempre quando uma mulher vestir um “pretinho”. Confira: 

Morreu o costureiro Hubert de Givenchy. Não fará falta, porque seu mundo acabou há décadas. Será eternamente lembrado, sempre que uma mulher vestir um “pretinho” parecido com o de Audrey Hepburn no filme “Bonequinha de luxo”.

Quando ela entrou no ateliê, Givenchy decepcionou-se com aquela moça de roupas banais. Ele achava que sua nova cliente Hepburn seria a já famosa Katherine. Daquele encontro resultou uma amizade de 40 anos marcada pela seu estilo, classe e elegância.

Em 1992, Audrey estava ligada a aparelhos, morrendo de câncer nos Estados Unidos, queria passar o Natal na sua casa da Suíça. Não podia viajar num voo comercial, pois seu estado exigia um controle especial da pressurização durante o pouso. Givenchy ligou para uma de suas clientes, Bunny Mellon, e pediu-lhe o jatinho. Audrey Hepburn viajou num avião decorado com flores brancas e morreu em casa semanas depois.

O mundo da alta-costura já tinha acabado em 1995, quando Givenchy se aposentou. Talvez tenha acabado em 1968, quando o genial Cristóbal Balenciaga fechou sua casa de Paris, horrorizado com o que acontecia na rua. Acabou-se o tempo de estrelas que tinham horror a holofotes (Audrey Hepburn) e bilionárias capazes de ensinar que “nada deve ser notado”, como Bunny Mellon. Num só ano, a senhora gastou na Maison Givenchy o equivalente a 700 mil dólares em dinheiro de hoje, mas passava despercebida.

Hoje não existem grandes costureiros. Balenciaga, ambidestro, costurava com as duas mãos. Givenchy comandou a confecção do casaco de luto da Duquesa de Windsor para o enterro do marido em um dia. Dizia que o cabelo de Ivana, a primeira mulher de Donald Trump, parecia um repolho e jamais vestiria a cantora Madonna, pois não desenhava “fantasias”.

No Met Gala de 2016, Madonna apareceu com uma fantasia da etiqueta Givenchy que lhe expunha o traseiro. Ele nada tinha a ver com isso. No mundo em que não há mais alta-costura, todas as marcas do passado foram compradas por conglomerados financeiros. A Maison Givenchy pertence ao grupo LVMH. As iniciais vêm de Louis Vuitton (famoso fabricante de malas), Moët (champanhe) e Hennessy (conhaque). Seu poderoso executivo é Bernard Arnault, um engenheiro que jamais desenhou uma saia ou apreciou um vinhedo. Ele é o imperador de um novo luxo, popular, comandado pelos grandes varejistas. Os vestidos que eram costurados em Paris hoje são feitos na China. O grupo LVMH tem dezenas de grifes, entre elas Dior, Kenzo e Pucci, ou as dos relógios Bulgari, Hublot ou TAG Heuer.

De certa maneira, o luxo popularizou-se. Aquilo que um dia foi a clientela dos grandes costureiros cabe hoje no cadastro de uma só rede de revendedores. No final de sua carreira, Givenchy acompanhou a ousadia de Madame Chanel e lançou uma linha de perfumes. Ele gostaria de ter sabido que um ex-retirante nordestino chamado Lula deu a Marisa, sua mulher, um frasco de Amarige. Isso numa época em que o presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, usava colônia Monsieur de Givenchy.

Hubert de Givenchy foi tudo isso, era marquês e também um homem bonito, com 1,96m e “nariz de rico”, expressão criada por Danuza Leão para a estampa de Christine Lagarde, a diretora do FMI. Quem duvida que haja relação entre nariz e riqueza, olhe para o bilionário Jorge Paulo Lemann.

*Elio Gaspari

opiniao@opovo.com.br

Jornalista.

Abono salarial começa a pagar mais um lote nesta quinta-feira

O abono salarial PIS do calendário 2017-2018, ano-base 2016, para os trabalhadores da iniciativa privada nascidos em janeiro e fevereiro, começa a ser depositado nesta quinta-feira (18). No caso do Pasep, que é pago para servidores públicos por meio da Banco do Brasil, o pagamento começa para quem tem final da inscrição 5. O PIS é pago na Caixa Econômica. A informação é do Portal G1.

De acordo com o calendário, os nascidos entre janeiro e junho receberão o PIS no 1º trimestre de 2018. Já quem nasceu nos meses de julho a dezembro receberam o benefício ainda no ano de 2017. Em qualquer situação, o recurso ficará à disposição do trabalhador até 29 de junho de 2018, prazo final para o recebimento.

Para o exercício 2017/2018 serão destinados R$ 16,9 bilhões para pagamento do abono salarial a 24,3 milhões de trabalhadores. Só dentro do PIS são R$ 15,7 bilhões para 22,1 milhões de beneficiários, segundo a Caixa Econômica Federal.

Neste 7º lote, só no PIS, 3,5 milhões de pessoas têm direito a R$ 2,5 bilhões, segundo a Caixa Econômica Federal.

Quem tem direito

Tem direito ao abono salarial quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias em 2016. É preciso ainda estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais), ano-base 2016.

Reitor da Uece ganha homenagem em Sobral

Jackson Sampaio (camisa azul) é festejado pela cúpula da instituição sobralense.

O reitor da Universidade Estadual do Ceará, Jackson Sampaio, foi homenageado, nesta manhã de quarta-feira, pelo Centro Universitário Inta (Uninta), em Sobral (Zona Norte). A nova Sala de Pesquisa do Curso de Odontologia da Instituição foi batizada com seu nome, informa a assessoria de imprensa da Uninta.

O ato foi coordenado pelo reitor do UNINTA, Oscar Rodrigues Junior, que não só agradeceu a presença do homenageado como destacou sua contribuição científica. “Esta homenagem é mais que merecida. Sabemos da importância da produção científica nacional e internacional desenvolvida pelo doutor Jackson Sampaio. Esta homenagem é apenas uma forma de reconhecimento ao serviço prestado a toda comunidade científica´´, destacou.

Segundo o coordenador do Curso de Odontologia, Arry Rocha Júnior, a visita também serve para celebrar a nova parceria entre o UNINTA e a UECE. “Além de líder do grupo de pesquisa Vida e Trabalho, da UECE, com o qual o Interface Lab desenvolverá vínculos de pesquisa, o professor Jackson Sampaio é natural de Sobral, o que nós aproxima ainda mais. Tenho certeza que esta parceria dará bons frutos”, ressaltou Rocha Júnior.

Durante a visita o reitor da Uece ainda prestigiou o lançamento do Laboratório de Fomento à Pesquisa e Estudos de Internacionalização (Interface Lab) e vai proferir palestra no período da tarde sobre “Desafios da Internacionalização e Fomento à Pesquisa para o Ensino Superior no Interior do Ceará”.

(Foto – Divulgação)

Porto do Pecém busca novos parceiros na Intermodal 2018

O presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém, Danilo Serpa, participa em São Paulo da Intermodal 2018.

Trata-se da maior feira de logística da América Latina, que conta com a presença de representantes dos 22 maiores portos do mundo.

Num vídeo enviado para o Blog, Danilo Serpa informa que seu objetivo nessa feira é consolidar parcerias e buscar novos nichos de negócios para o Porto do Pecém,.

Gilmar Mendes suspende depoimentos da Operação Ponto Final

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu depoimentos que ocorreriam nesta semana no âmbito da Operação Ponto Final, que investiga empresários de ônibus do Rio de Janeiro.

O pedido de habeas corpus foi impetrado pelos advogados de Jacob Barata Filho, liberto da prisão três vezes por decisão de Mendes.

Na prática, o ministro decidiu que a defesa do empresário precisa ter acesso aos vídeos das delações premiadas que fundamentam a acusação contra o réu antes de dar prosseguimento ao processo investigatório.

Eleições 2018 – PSOL e PCB vão reeditar no Ceará a Frente de Esquerda Socialista

315 1

O PSOL e o PCB vão promover, a partir das 9h30min de sábado, em Fortaleza, a primeira edição dos Encontros Programáticos da Frente de Esquerda Socialista. O evento, que ocorrerá na sede do PSOL, será aberto à participação de todos os segmentos, informa o pré-candidato a governador Aílton Lopes, também presidente estadual do PSOL.

Os encontros acontecerão em várias datas e cidades entre os meses de março e junho. A frente buscará fortalecer mecanismos de formulação programática e de mobilização social sob o mote do chamado feito pelo sociólogo Florestan Fernandes (1920-1995): “contra a intolerância dos ricos, a intransigência dos pobres”.

Neste ano, a Frente de Esquerda Socialista se afirma novamente na união entre PSOL, PCB e diversos movimentos do Ceará. “Queremos construir um novo Ceará e um novo mundo a partir do chão dessas lutas cotidianas e históricas. O que nos move é enfrentar a ordem desigual que tem promovido a exploração e a miséria para a maioria da população, enquanto concentra riqueza e poder político nas mãos de uma minoria”, diz a convocatória da Frente de Esquerda Socialista.

SERVIÇO

*PSOL – Avenida do Imperador, nº 1397, Centro.

Papa Francisco – Cinco anos do pontificado da tolerância

Com o título “Papa da tolerância”, eis o Editorial do O POVO desta quarta-feira. Destaca os cinco anos do pontificado do Papa Francisco. Confira:

Hoje, o papa Francisco (Jorge Bergoglio) completa cinco anos de pontificado. Tempo suficiente para ter surpreendido o mundo, por incontáveis vezes, nesse curto período. É providencial que num dos momentos mais enevoados e regressivos da história mundial – marcado por intolerâncias, violências, apartação social, desigualdades e injustiças excessivas – uma voz mansa, mas firme, lembre ao mundo os caminhos da tolerância, da compaixão e do respeito ao outro, como a única via possível de um convívio humano e pacífico.

Para ter credibilidade, Francisco procurou falar mais através de gestos concretos. Apresentou-se como bispo de Roma e, diante de seus diocesanos, pediu-lhes a bênção para sua missão. Enfatizou assim o sacerdócio real do povo cristão (falando para dentro de sua Igreja) e deixou expresso para a Igreja Universal (que vai além da Romana) a intenção de Roma se apresentar apenas como Igreja destinada a “presidir à caridade” em comunhão com as demais igrejas não-romanas, e se aproximar o quanto possível da estruturação hierárquica existente no Primeiro Milênio, quando o Papa de Roma não tinha jurisdição universal sobre as outras igrejas (antes da divisão entre Oriente e Ocidente cristãos).

Simultaneamente, fortaleceu a aproximação com as religiões não-cristãs (diálogo inter-religioso) para uma ação comum em favor dos valores espirituais, da paz e da justiça social no mundo. Não só: reconhecendo, tacitamente, a validade da experiência espiritual do outro, dentro da compreensão de que, por cima das fronteiras religiosas, dos dogmas e dos símbolos de cada religião (e no fundo da experiência espiritual autêntica) todos se deparam com a Realidade Única. Essa compreensão não significa sincretismo religioso, mas respeito à busca espiritual do outro, tomando como metáfora as trilhas palmilhadas por escaladores de um monte, a partir de encostas diferentes, mas que confluem para o mesmo pico. Esse entendimento resulta em tolerância e compreensão mútuas.

Para nós, brasileiros, essa mensagem tem um valor fundamental no presente contexto em que intolerância e exclusivismo, inclusive religioso, campeiam entre nós de forma espantosa e tentam invadir a dimensão institucional para moldar a sociedade segundo uma camisa de força “semiteocrática”, intolerante, preconceituosa e hipócrita. Misturar credo religioso e política partidária é receita certa para a tragédia, como revela a História. O Brasil deve estar atento para não se deixar manietar por esse tipo de regressismo obscurantista. Como filho da América Latina, Francisco sabe o quanto são enganosos esses caminhos.

(Foto – Reuters)

Servidores da Ematerce comemoram anúncio de concurso público

O presidente da Associação dos Servidores da Ematerce(Assema), Sabino Bizarria, e a diretoria da entidade comemoram o anúncio do governador Camilo Santana (PT) sobre a realização do concurso para o preenchimento de 263 vagas no órgão.

Para Sabino, o governador cumpre assim com a solicitação sugerida pela Assema e Sindicato MOVA-SE, por meio de termos reivindicatórios, audiências públicas, encontros e manifestações. Ele avalia que a decisão doe Camilo, também engenheiro agrônomo e ex-secretário de Desenvolvimento Agrário, deverá restabelecer e incrementar os trabalhos de assistência técnica e extensão rural no campo no Estado.

(Foto -Divulgação)

Lula admite em livro estar pronto para ser preso

No livro “A Verdade Vencerá”, de Lula, o ex-presidente admite, pela primeira vez, estar pronto para enfrentar a cadeia. A obra será lançada nesta sexta, 16, em São Paulo, e reúne entrevistas de Lula com o jornalista Juca Kfouri.

Numa das entrevistas, Lula responde, sobre se cogita a hipótese de ser preso: “Estou. O que não estou é preparado para a resistência armada. Como sou um democrata, nem aprender a atirar eu aprendi.”

Depois de criticar governo, Capitão Wagner se coloca à disposição para ajudar Camilo Santana

3946 5

Depois de gravar vídeo criticando o Palácio da Abolição e se solidarizando aos familiares de vítimas da Chacina do Benfica e torcidas organizadas, Capitão Wagner mudou a postura e gravou outro vídeo.

Agora o pré-candidato ao Governo pelas oposições, como ele se coloca, diz estar à disposição para colaborar com Camilo Santana (PT) no que diz respeito ao setor da segurança pública.

Páscoa deve promover a ressurreição das vendas no comércio

O comércio vive um mês de março em clima de poucas vendas, mas na expectativa de que reaja durante o período da Páscoa. É o que diz o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Ceará (FCDL), Freitas Cordeiro. Ele adianta que vários segmentos tradicionais desse período já estão preparados para vender seus produtos, numa expectativa de que haja um incremento na ordem de 4 a 5 por cento.

Setores como supermercados e padarias deverão apresentar bons resultados, mas Freitas prefere arriscar que esse tempo de ressurreição de vendas possa vir para todos do comércio. Ele reconhece que o consumo se recupera de forma lenta, em razão dos últimos meses da crise, mas se diz confiante na recuperação, porque a economia, no geral, apesar da influência negativa da política, sinaliza tempos menos agudos. Ovos de chocolate, cestas de café da manhã, vinhos, queijos, pães e outras guloseimas da época já apresentam reação.

Enfim, Freitas, católico fervoroso, até reza para que o comércio saia da postura de Lázaro.

(Foto – Tatiana Fortes)

Ângela Merkel é eleita para quarto mandato como chanceler da Alemanha

Angela Merkel foi eleita, nesta quarta-feira (14), chanceler da Alemanha pela quarta vez, com votos da maioria absoluta dos Bundestag (Câmara Baixa), após reeditar o acordo de grande coalizão entre conservadores e social-democratas. A informação é da Agência EFE.

Quase seis meses depois das eleições gerais, ela recebeu o apoio de 364 deputados dos 692 presentes no plenário, enquanto 315 votaram contra, nove se abstiveram e quatro anularam.

“Aceito a eleição”, disse Merkel, perante o presidente da Câmara, Wolfgang Schauble, que lhe desejou “força e sucesso” para enfrentar as “grandes tarefas” da legislatura.

Entre a União Democrata-Cristã (CDU) da chanceler, a União Social-Cristã na Baviera (CSU) e seus parceiros do Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD) somam 399 cadeiras.

Após o resultado da apuração, a chanceler recebeu cumprimentos dos parlamentares e dos convidados, entre eles ministros da antiga legislatura, futuros membros do gabinete, seu marido, Joachim Sauer, e sua mãe, Herlind Kasner.

(Agência Brasil)

Câmara aprova flexibilização da Voz do Brasil; proposta vai à sanção de Temer

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nessa terça-feira (13), o Projeto de Lei (PL) 595/03, que flexibiliza o horário de veiculação do programa de rádio A Voz do Brasil. Pelo texto aprovado, a transmissão integral do programa deverá ocorrer dentro do intervalo das 19 horas às 22 horas de segunda-feira a sexta-feira. Nos sábados, domingos e feriados, o horário continua a ser às 19 horas. A matéria segue para a sanção presidencial.

Em discussão no Congresso desde 2003, o PL aprovado mantém o atual horário de transmissão para todas as emissoras educativas. Pelo texto, ficam estabelecidos 60 minutos ininterruptos de programa, distribuídos da seguinte forma: 25 minutos para o Poder Executivo, 5 minutos para o Poder Judiciário, 10 minutos para o Senado Federal e 20 minutos para a Câmara dos Deputados.

O texto prevê ainda que Poder Executivo regulamente casos excepcionais de flexibilização e dispensa de retransmissão do programa.

Para o líder do PRB, deputado Celso Russomano (SP), a aprovação do PL vai assegurar que o programa seja transmitido em todo país, já que rádios têm buscado liminar na Justiça para alterar o horário de transmissão de A Voz do Brasil.

“Estamos aqui corrigindo uma deficiência que existe hoje. Há uma estimativa de que, no Brasil, nós tenhamos 3 mil liminares autorizando as rádios de todo o Brasil a transmitir [o programa] A Voz do Brasil em horário diverso das 19h às 20h. Há gente transmitindo das 23h à meia- noite, tem gente transmitindo depois da meia-noite e isso significa que [o programa] A Voz do Brasil não tem o eco que deveria ter, amparado na lei”, afirmou.

Sem sucesso, deputados da oposição tentaram adiar a votação e barrar a análise do projeto. Contrário à flexibilização, o líder do PSOL, deputado Ivan Valente (RJ), criticou a aprovação da medida. Para ele, a proposta só interessa às empresas de rádio e televisão privadas, já que as educativas continuam sendo obrigadas a transmitir o programa estatal às 19 horas. “Flexibilização é liquidar de vez com A Voz do Brasil”, afirmou.

O programa A Voz do Brasil foi criado há mais de 80 anos, em 1935. Em 1938, passou a ser transmitido obrigatoriamente entre as 19h e as 20h, exceto aos sábados, domingos e feriados, somente com a divulgação dos atos do Poder Executivo. Atualmente, A Voz do Brasil, além do Executivo, transmite informações do Poder Judiciário, do Senado e da Câmara dos Deputados. A produção do programa é da Empresa Brasil de Comunicação.

(Agência Brasil)