Blog do Eliomar

Últimos posts

Produção industrial cai em 7 dos 14 locais pesquisados. Ceará em alta

“A produção industrial caiu em sete dos 14 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na passagem de agosto para setembro. De acordo com dados da Pesquisa Industrial Mensal Produção Física – Regional, divulgados hoje (8), a queda mais acentuada foi registrada no Paraná (-13,5%), após acumular expansão de 20,4% nos últimos quatro meses.

Também foram observadas reduções mais intensas do que a média nacional (-2,0%) em São Paulo (-4,2%), que é responsável pelo parque industrial mais diversificado do país e com maior peso na estrutura da indústria nacional, no Rio de Janeiro (-3,0%) e em Minas Gerais (-2,7%).

Rio Grande do Sul (-1,4%), Santa Catarina (-0,8%) e Pará (-0,2%) também reduziram a produção entre os dois meses, porém num ritmo menos forte do que a média do país.

Em movimento oposto, Goiás (8,8%), Amazonas (4,3%), Ceará (2,5%), Espírito Santo (2,5%), Pernambuco (1,6%), a Região Nordeste (1,1%) e a Bahia (1,0%) apresentaram expansão na produção de suas indústrias.

Segundo o levantamento, em relação ao mesmo mês do ano anterior, a redução na atividade fabril atingiu oito dos 14 locais. As indústrias do Ceará (-8,6%), de Minas Gerais (-5,8%), Santa Catarina (-4,5%), São Paulo (-3,9%) e da Região Nordeste (-2,3%) foram as que tiveram as quedas mais fortes, superiores à média nacional para o período (-1,6%). Os demais resultados negativos foram observados na Bahia (-0,7%), no Espírito Santo (-0,1%) e no Rio de Janeiro (-0,1%).

Por outro lado, Amazonas (11,3%), Goiás (10,7%), Pernambuco (6,4%), Pará (4,8%), Rio Grande do Sul (2,8%) e Paraná (1,5%) tiveram aumento na produção.”

(Agência Brasil)

Aneel define regras de revisão da conta de luz

“A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vota hoje (8) regras para o terceiro ciclo de revisão tarifária, que será implementado de 2012 a 2014. A revisão das tarifas tem como objetivo manter o equilíbrio econômico e financeiro das distribuidoras de energia e, assim como o reajuste anual, está prevista nos contratos de concessão assinados entre o governo federal e as distribuidoras.

No ano em que a tarifa da distribuidora passa por revisão, não se aplica o reajuste nas tarifas. No ano da revisão periódica, é feito o reposicionamento das tarifas, que se baseia em regras diferentes daquelas aplicadas ao reajuste tarifário.

Todas as distribuidoras devem passar pela revisão das tarifas. No primeiro ciclo, feito entre 2003 e 2006, 61 concessionárias passaram pelo processo. Além disso, sete tiveram as tarifas revisadas no segundo ciclo, que foi de 2007 a 2010.

Na revisão tarifária, o valor das tarifas cobradas aos consumidores pelas empresas concessionárias de distribuição de energia elétrica pode ser alterado pela Aneel para mais ou para menos. Isso dependerá das mudanças ocorridas nos custos e no mercado das empresas, da comparação dessas tarifas com as de outras empresas semelhantes no exterior, da eficiência da empresa, da necessidade de obter tarifas mais justas e do retorno adequado aos empresários.

A revisão também prevê mecanismos que incentivam as concessionárias a reduzir custos e a ser mais eficientes na prestação dos serviços. A metodologia da revisão tarifária foi submetida à audiência pública e recebeu 155 contribuições.”

(Agência Brasil)

Ensino de Jornalismo no Ceará – Volume II já à venda

“Já está à venda o livro “Ensino do Jornalismo no Ceará – Volume II” (Edições UFC, 196p. R$ 25,00), organizado pela professora e jornalista Adísia Sá. A obra marca os 45 anos do Curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Ceará, o primeiro a oferecer graduação superior em Jornalismo no estado. Atualizado, o livro ajuda a refletir sobre a formação do jornalista no Ceará, num contexto em que não é mais obrigatório o diploma para o exercício profissional. Existem hoje sete cursos de Jornalismo na capital e um em Juazeiro do Norte. A publicação amplia e atualiza o “Ensino de Jornalismo no Ceará”, livro de sua autoria lançado em 1979 e esgotado. Mestra de gerações, ela convidou profissionais, alguns ex-alunos seus, para colaborar na publicação. Um deles é o jornalista e professor Francisco Souto Paulino, Presidente da Agência da Boa Notícia.
 
A professora Adísia Sá lembra que o volume I, hoje uma raridade, trazia o histórico da boa luta que resultou na criação do curso de Comunicação Social da UFC, em 1965. Apresentava também a estrutura do curso, disciplinas, corpo docente e a relação dos concludentes até aquele ano. Foi um trabalho feito por ela, a partir de documentos da Associação Cearense de Imprensa, onde surgiu a ideia do curso, da Universidade e notícias e reportagens. Nesta segunda edição, ela convidou ex-alunos seus e outros profissionais formados por diferentes instituições. Coube à professora, recontar a história da criação do primeiro curso de Jornalismo no capítulo que abre o “Ensino do Jornalismo no Ceará – Volume II”. Ela atualiza o relato até 2009, mostrando que o Curso de Comunicação Social da UFC, que até 2002 só contava com habilitação em Jornalismo passou a também a habilitação em Publicidade e Propaganda.  O curso na UFC amadureceu, entregou centenas de profissionais à sociedade e oferece também pós-graduação em nível de especialização e mestrado.

A eclosão das faculdades particulares e com elas novos cursos de Jornalismo são tratados no livro. O segundo capítulo, “Fanor: O Ensino do Jornalismo com Foco no Mercado e no Desenvolvimento de Competências”, de autoria de Anchieta Dantas Jr. fala sobre a questão.  O terceiro capítulo “De Publicidade a UFC só tinha Propaganda” é um relato pessoal e histórico feito por André Nogueira, sobre a jornada de um estudante. Ela conta sobre a formação, entrada no mercado de trabalho e premiações, como profissional.

A professora Erotilde Honório, ex-aluna e ex-professora do curso de Comunicação Social da UFC, levou sua experiência para a Universidade de Fortaleza. Ela escreveu o capítulo ‘Histórico dos cursos de Publicidade e Propaganda e Jornalismo da Unifor (1997 – 2010). O capítulo documenta o contexto do nascimento dos dois cursos, estrutura acadêmica, corpo docente, formação dos alunos e premiações.  A UFC volta a aparecer no capítulo “História do Centro Acadêmico Tristão de Athayde em Três Tempos”, assinado pelo Prof. Souto Paulino. O nascimento do C.A., os duros tempos da ditadura militar e a abertura política foram fases que o CATA, depois transformado em Diretório Acadêmico Tristão de Athayde (DATA) atravessou até chegar ao que é hoje. Para resgatar essa história, diante da falta de registros escritos, Prof. Souto recorreu a depoimentos de ex e atuais dirigentes estudantis.

As professoras Márcia Vidal e Inês Vitorino assinam o capítulo sobre “Perspectivas do Programa de Pós-Graduação da UFC. Egressa da primeira turma do curso de Jornalismo e conhecedora das lutas pela sua implantação e consolidação na UFC, a Profª Ivonete Maia, Presidente da Associação Cearense de Imprensa, dá seu depoimento no capítulo “Tudo valeu a pena”. A jornalista e escritora Luiza Helena Amorim é a autora do capítulo “Para democratizar o acesso ao curso de jornalismo”, no qual traça um painel do surgimento e desempenho de cursos de jornalismo em instituições particulares como a Faculdade Integrada do Ceará (FIC),  Faculdades Cearenses (FaC), Faculdade 7 de Setembro (FA7), Faculdade Gama Filho, que se transformou na Faculdade Integrada da Grande Fortaleza (FGF)”.

Por fim, o jornalista e professor Nilton Almeida enfoca a relação que as entidades representativas dos profissionais de Jornalismo, em particular o Sindicato da categoria, mantêm com os cursos de Comunicação. É dele o artigo “Embrião de lutas a intermitência dos diálogos”. Para o professor Gilmar de Carvalho, que faz a apresentação do livro, “a oportunidade e importância deste levantamento são grandes e aumentam como bandeira por uma mobilização permanente, até que a sociedade civil veja o diploma como uma conquista dela, como balizamento de um Jornalismo de qualidade”.

(Agência da Boa Notícia)

DETALHE – Adísia Sá comemorou, nessa segunda-feira, 82 aninhos de vida. Com aquele espírito aguerrido de sempre. Mas sem perder o espírito e a rebeldia da juventude.

Cid Gomes é convidado de Dilma para atos em Brasília

 

O governador Cid Gomes (PSB) participa, nesta terça-feira, em Brasília, da solenidade em que a presidente Dilma Rousseff lançará, a partir das 11 horas, o programa Melhor em Casa, de apoio à saúde, com anúncio também do SOS Emergências, que reforçará a ação de 10 hospitais de alta complexidade do País, entre os quais o IJF-Centro.

Com ele, o secretário estadual da Saúde, Arruda Bastos, que aproveitará o dia para fechar no Ministério da Saúde reforço nos recursos do SUS do Estado, em razão da entrada em operação de novos equipamentos da área como o Hospital Regional do Cariri e algumas Unidades de Pronto-Atendimento (UPA) e Centros Especializados em Odontologia (CEO).

Em Brasília, nesse mesmo evento, estão também o prefeito em exercício Acrísio Sena (PT) e a secretária municipal da Saúde, Ana Maria Fontenele.

Servidores municipais lutam por campanha salarial unificada

131 2

A Frente Parlamentar em Defesa do Serviço Público terá audiência nesta tarde de terça-feira, em Brasília, sob o comando do deputado federal Artur Bruno (PT).

A pauta conta com um só tema: a campanha salarial unificada dos servidores públicos municipais. As entidades representativas desse segmento quer pressionar as prefeitura pela implantação de planos de cargos, carreiras e salários.

Artur Bruno, presidente dessa Frente, considera justa a causa dos servidores municipais. Dá todo apoio a essa articulação.

Pedro Ivo é o "Lojista do Ano"

O empresário Pedro Ivo, diretor da Ibyte, é o “Lojista do Ano”. A escolha ocorreu nessa noite de segunda-feira, durante reunião de diretoria da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza.

Pedro Ivo será agraciado com o “Troféu Iracema”, a maior comenda do comércio local. Receberá a homenagem durante a festa do lojista, com data a ser marcada.

TCU – Filantropia vira farra

“O Tribunal de Contas da União (TCU) classificou como “inexistente” a fiscalização feita pelos ministérios da Saúde e de Desenvolvimento Social e Combate à Fome na emissão dos certificados de concessão e renovação das entidades beneficentes de assistência social, também conhecidas como filantrópicas. De acordo com o TCU, mais de 7 mil organizações do tipo tiveram os certificados renovados sem qualquer verificação do preenchimento dos requisitos legais, sendo que alguns dos requerimentos já haviam sido rejeitados e se encontravam em grau de recurso.

O estudo, feito pelos técnicos da Corte entre março a abril, ocorreu seis meses depois de entrar em vigor o decreto que estabeleceu novos critérios para a concessão dos certificados. Até a publicação da norma, cabia ao Conselho Nacional de Assistência Social (Cnas) a emissão dos documentos. Uma vez considerada beneficente, as entidades ficam isentas das contribuições previdenciárias e para a seguridade social.

De acordo com o Orçamento do próximo ano, a estimativa de renúncia de fiscal em 2012 concedida às entidades beneficentes é de R$ 7,9 bilhões. Entre os problemas encontrados pelos técnicos do TCU está a “inexistência de supervisão dos dois ministérios sobre as entidades”. Também foi constatada a deficiência na estrutura de pessoal nos departamentos das pastas envolvidas na certificação das entidades.”

(Correio Braziliense)

Banco Panamericano – Mutirão de ações termina nesta 4ª feira

158 1

A Central de Conciliação do Fórum Clóvis Beviláqua prossegue, até quarta-feira, com o mutirão de ações envolvendo o Banco Panamericano. Ao todo, estão previstas 230 audiências, das 9 às 18 horas, no 1º Salão do Júri.

O faturista A.R. foi uma das partes que compareceram ao primeiro dia do evento e firmaram acordo. Há dois anos, ele ajuizou ação revisional, buscando reduzir o valor das prestações do financiamento de veículo. “Como as parcelas estavam muito altas, não conseguia pagar e meu nome foi cadastrado no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC)”, conta.

Com a conciliação, ele regularizou a situação. “Consegui meu maior objetivo, que era sair da lista de inadimplentes, porque eu prezo muito pelo meu nome limpo, sem nenhuma pendência”, afirmou.

Foram contempladas ações revisionais, indenizações, consignação em pagamento, busca e apreensão, reintegração de posse, cobrança, entre outras, provenientes das 30 Varas Cíveis da Capital.

Na primeira fase do mutirão, realizada de 24 a 27 de outubro deste ano, com processos do Itaú/Unibanco, 96% das partes que compareceram às audiências chegaram ao acordo.”

(Com TJ-CE)

Tropa de choque faz desocupação de Campus da USP

127 2

“A Tropa de Choque da Polícia Militar encaminhou 70 estudantes da Universidade de São Paulo para o 91.º Distrito Policial, no Jaguaré, depois de desocupar nesta manhã o prédio da reitoria da USP. Não há registro de feridos. O local tinha sido invadido no dia 2 por alunos que exigem o fim da presença da PM no câmpus.

Os invasores foram revistados dentro do prédio e serão fichados na delegacia pela Polícia Civil, podendo responder por depredação do patrimônio público e resistência. A PM informou que houve depredação do prédio durante a ocupação, mas a avaliação dos danos caberá à perícia.

A ação de reintegração de posse começou às 5h10 desta manhã de terça-feira, 8. Dois helicópteros Águia sobrevoaram o campus e 400 policiais da Tropa de Choque e da Cavalaria realizaram o cerco por terra. A polícia informou que 2 dos cerca de 50 veículos usados na operação foram danificados por manifestantes.

Munidos de cassetetes, escudos e armas com balas de borracha, arrombaram um portão que dá acesso ao prédio e foram de encontro aos estudantes. Segundo a polícia, os invasores foram surpreendidos quando dormiam e não houve confronto.

Bombeiros também foram acionados para intervir caso houvesse necessidade de socorro a feridos. “Esse efetivo foi deslocado para a universidade justamente para que tudo ocorresse pacificamente”, afirmou a coronel Maria Aparecida de Carvalho, do comando da operação.

O prédio, de seis andares, foi cercado por completo. Às 5h25, boa parte do estudantes já havia sido retirada pacificamente. Os estudantes “contidos” (segundo a polícia, o termo detido não se aplica ao caso) foram saindo um a um em direção a ônibus da PM. Eles não foram algemados e caminhavam com as mãos na cabeça.”

(Estadao.com.br)

CNBB quer regras ambientais especiais para a Amazônia

“Na linha de defesa do pequeno agricultor no projeto do novo Código Florestal, a CNBB levará ao Senado na terça-feira 8 uma proposta para que a proteção às matas ciliares seja de 5 metros nos rios de até 10 metros de largura, e 100 metros para mananciais acima de 200 metros.

São limites que vigoravam em 1965 – hoje os parâmetros são seis vezes superiores.

A entidade, presidida por Dom Raymundo Damasceno, entende ainda que a Amazônia tem de ter regras ambientais especiais.”(Ricardo Boechat – IstoÉ Independente)

Debates Especiais Grandes Nomes – Astrônomo é o convidado

O professor Ronaldo Mourão, um dos mais importantes astrônomos brasileiros, é o convidado desta terça-feira do projeto “Debates Especiais Grandes Nomes”, do Grupo de Comunicação O POVO.

Ele será sabatinado, a partir das 11 horas, na rádio O POVO/CBN, quando falará sobre sua trajetória como cientista e seu trabalho.

Mourão é autor de dezenas de livros como “Explicando a Teoria da Relatividade”, “Da Terra às Galáxias” e “Einsten, de Sobral para o Mundo”.

"Com ou sem PSB, o PT terá candidato em Fortaleza", afirma Acrísio Sena

120 3

“Com ou sem o apoio do PSB do governador Cid Gomes, nós teremos candidato em Fortaleza”, disse, nesta terça-feira, o prefeito em exercício Acrísio Sena, que também assegurou estar como pré-candidato petista à sucessão da prefeita Luizianne Lins (PT). Acrísio reagiu dessa forma, ao ser indagado sobre declaração de Cid dando conta de que “se Deus quiser” o senador Inácio Arruda (PCdoB) conseguiria vencer a eleição à Prefeitura em 2012. “O PT está há quase sete anos no poder aqui e tem a primazia de lançar o nome”, disse.

Para Acrísio, esse tipo de declaração faz parte do processo de discussões em torno da sucessão municipal, o que exige tembém maturidade de todos nos debates. Ele disse que, apesar da repercussão ter gerado certo clima de críticas ou incômodos entre aliados do PSB do governador, nada afetará a aliança política que foi construida a partir de 2006 com a eleição de Cid Gomes e consolidada em 2008 com a reeleição da prefeita Luizianne Lins. 

“O PT trabalha pela aliança. Nós acreditamos em sua manutenção. Agora, o PT terá candidato com ou sem o PSB. É uma decisão da direção nacional e entendemos que é direito do nosso partido, hoje detentor do poder com a prefeita Luizianne Lins”, ressaltou Acrísio Sena, que esteve ontem em Brasília, na condição de prefeito, conferindo o anúncio pela presidente Dilma do programa SOS Emergências. A iniciativa reforçará com verbas 10 hospitais de alta complexidade, no que entra o Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro).

Acrísio reiterou que continua pré-candidato, mas que considera “bem mais importante do que nome, a elaboração de um programa para a cidade”. Atualmente, a Câmara Municipal vem realizando o Fórum Viva Centro que discute, com especialistas, vários problemas da Capital. Ele disse não estar incomodado com informações apontando o secretário de articulação governamental, Waldemir Catanho, como o preferido de Luizianne para a sucessão.

Na avaliação de Acrísio, depois do projeto definido, o nome do candidato “da aliança” vai sair. Para ele, a perspectiva é que isso ocorra em junho próximo. Lembrou o prefeito em exercício que Cid Gomes e Luizianne Lins estão conscientes de que precisam trabalhar juntos, pois Fortaleza será vitrine internacional  em razão da Copa de 2014, o que exigirá mais do que nunca parceria.

BRUNO

Para o deputado federal e pré-candidato a prefeito de Fortaleza, deputado federal Artur Bruno, a declaração de Cid Gomes pró-Inácio Arruda deve ser interpretada como “um gesto de delicadeza” da parte do governador. 

“O governador Cid Gomes falou na casa do PCdoB. Ele estava na conferência estadual do partido e fez essa delicadeza. Não creio que isso vá atrapalhar o processo de discussões nem as alianças que o PT mantém aqui no Ceará”, explicou Bruno.

Ele disse que está como pré-candidato a prefeito, apostando na tese de que o nome a ser escolhido precisará ter densidade eleitoral em Fortaleza e trânsito livre entre s correntes petistas e entre os partidos aliados. Bruno afirma ter esses ingredientes e afirma confiança de sair candidato.

Carlos Lupi em clima de aviso prévio

137 2

“A permanência do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, à frente da pasta que comanda desde 2007 perde força não apenas pela gravidade das denúncias de irregularidades, já apontadas por órgãos do governo e pelo Tribunal de Contas da União (TCU), mas também pela falta de apoio irrestrito do seu partido, o PDT.

Para acentuar ainda mais sua delicada situação, a Comissão de Ética da Presidência, reunida na se, anunciou que vai pedir explicações ao ministro sobre o descontrole e a falta de fiscalização nos convênios realizados pelo ministério, cobrados pelo TCU e mostrados segunda-feira na edição do O Globo, e também sobre as denúncias de cobranças de propina na pasta, reveladas pela revista Veja.

Diferentemente de outros ministros que já estiveram em sua posição — como os ex-titulares da Casa Civil, Transportes, Agricultura e Esporte —, Lupi não obteve de imediato o apoio explícito de seu partido. Nem o Palácio do Planalto demonstrou solidariedade.

No final da tarde de segunda-feira, enquanto Lupi tentava se explicar à presidente Dilma Rousseff, numa audiência conseguida à última hora e que durou cerca de meia hora, a Comissão de Ética Pública da Presidência informou que vai abrir processo ético contra Lupi para apurar as denúncias de irregularidades nos convênios da pasta com as ONGs. A conselheira Marília Muricy será a relatora do processo.

— A relatora agora vai ouvir o ministro. Instauramos o procedimento preliminar, em que se pedem informações à autoridade, sem entrar em nenhum juízo preliminar. É preciso colher as informações da autoridade e (ver) se caberá apurar as acusações feitas — afirmou o presidente da comissão, Sepúlveda Pertence.

Em 2007, a comissão abriu processo contra Lupi porque ele acumulava a presidência do PDT com o cargo de ministro e insistia em se manter nas duas funções. A comissão entendeu que, segundo o Código de Conduta da Alta Administração Federal, isso causava conflito de interesses.

Na época, Lupi se recusou a escolher uma das duas funções, e a comissão recomendou a sua demissão ao então presidente Lula. Lupi acabou se licenciando da presidência do partido, para não perder o cargo de ministro. Mas continua controlando, de fato, os rumos do PDT.”

(Globo)

Padre da Catedral suspende missas até que feirinha seja retirada

“As tradicionais missas de quarta-feira da Catedral Metropolitana de Fortaleza não serão celebradas amanhã. O padre Clairton Alexandrino decidiu suspender as duas celebrações das quartas e as quatro dos domingos até que seja organizado o comércio ambulante que se estabelece ao redor da igreja nesses dias.

“Nos dois dias da feira não tem como ter acesso. Os fiéis não podem ter acesso, o padre não tem acesso, é complicado a gente entrar porque na frente da igreja não é possível ninguém passar. Eles (os feirantes) estão usando metade da entrada do estacionamento. É uma coisa triste”, define o padre. O religioso comenta que o portão da igreja foi quebrado por pessoas que, segundo ele, quiseram estacionar antes dos horários de missa para ir à feira. “Não sei mais o que fazer. Não posso pagar um vigia para a noite. Essa é uma medida extrema que tomo contra a vontade”.

Segundo Alexandrino, a medida não é contra os feirantes, mas eles precisariam trabalhar em um local adequado. “Eu apelei pra todas as possibilidades. Agora não vou botar ninguém pra fora porque são pessoas que estão ganhando o pão de cada dia”, diz. O padre reclama ainda da sujeira e dejetos humanos deixados por frequentadores da feira no pátio da Catedral.

A suspensão das celebrações, afirma o pároco, foi apoiada pela Arquidiocese de Fortaleza. “O arcebispo aprovou em gênero, número e grau. Ele ficou de boca aberta (com a feira) e não entrou pela frente (da Catedral) porque estava tomada de roupas íntimas”, comenta padre Clairton.

Fiéis

Foi na missa do último domingo que padre Clairton anunciou a suspensão das missas. A notícia entristeceu a comerciante Cecília Pontes, 52, que acompanhou a celebração. “Não pode fechar. Tem é que tirar esse pessoal daqui. Eles estão invadindo a igreja, sem respeito com a casa de Deus”, opinou, ao final da Oração da Misericórdia, rezada na tarde de ontem.”

(O POVO Online)

Por ato em defesa dos royalties, Cabral dá ponto facultativo e até ônibus

104 1

Fome financeira.

“O governo do Rio não está medindo esforços na tentativa de transformar o ato “contra a injustiça” da mudança na distribuição das receitas do petróleo, marcado para a próxima quinta-feira, num sucesso de público.

O governador Sérgio Cabral (PMDB) decretou ponto facultativo para os 240 mil servidores públicos ativos do Estado, iniciativa seguida pelo prefeito do Rio e colega de partido, Eduardo Paes.

Cabral também financiará 200 ônibus para trazer 10 mil manifestantes de municípios produtores de petróleo, como Campos e Macaé.

O governador negociou ainda com as concessionárias de transporte público para que não cobrem as passagens daqueles que usarem metrô, trens, barcas e ônibus para ir à Candelária (centro do Rio), ponto de partida da passeata.

O governo espalhou cartazes convocando para a manifestação em 20 pontos turísticos e de grande fluxo do Rio e de Niterói, como a base da estátua do Cristo Redentor.”

(Folha)

Polícia Militar faz desocupação de Campus da USP

“Pelo menos dez estudantes que haviam invadido a retoria da USP (Universidade de São Paulo) já foram detidos nos dez primeiros minutos da operação de reintegração de posse do prédio na manhã desta terça (8). A operação teve início por volta das 5h da manhã.

Há cerca de 400 policiais militares e 50 viaturas na Cidade Universitária, além de dois helicópteros. O efetivo, que inclui tropa de choque e cavalaria, chegou ao campus por volta de 5h (4h em Fortaleza).

Por volta de 5h50min, cerca de 50 manifestantes gritavam ao redor do pelotão: “fora repressão” e “libertem nossos presos”, porque ainda há estudantes dentro do prédio. Alguns dos estudantes que estão fora da reitoria comentavam que “isso não era hora” para a reintegração de posse. Os helicópteros começaram a sobrevoar mais próximos à sede da administração da USP.

A reitoria está ocupada desde o dia 2 de novembro e o prazo para os estudantes deixarem o edifício vence na noite de segunda (7), às 23h. Em assembleia realizada ontem, os estudantes optaram por permanecer no prédio. Havia cerca de 600 estudantes na reunião.

Os alunos ocupam o local desde a madrugada da última quarta-feira (2), em manifestação contra a presença da Polícia Militar no campus da USP no Butantã e contra processos administrativos envolvendo funcionários da USP.”

(Portal Uol)

Lula adia volta ao trabalho devido tratamento do câncer

137 1

“O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que passa por tratamento para se recuperar de um câncer na laringe , adiou a volta ao trabalho e não apareceu, na segunda-feira, no instituto que leva o seu nome, na Zona Sul de São Paulo.

Na sexta-feira passada, depois de visitar Lula em sua casa em São Bernardo do Campo, na Região Metropolitana de São Paulo, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, disse que o ex-presidente voltaria a trabalhar nesta semana.

A senadora Marta Suplicy, ao anunciar que deixaria de concorrer à prefeitura , também comentou sobre o fato de Lula voltar a despachar.”

(Globo)