Blog do Eliomar

Últimos posts

Campanha "Amigos em Ação" será lançada nesta 4ª feira

Será lançada nesta quarta-feira, a partir das 11 horas, a vigésima edição da campanha “Amigos em Ação”. Durante encontro com a imprensa no auditório da Alessandro Belchior Imóveis, em Fortaleza. Na ocasião, os irmãos empresários Alessandro e Germano Belchior, tendo ao lado um grupo de apoiadores e represntantes de entidades beneficiadsas, darão detalhes da campanha.

O objetivo neste ano é arrecadar 30 toneladas de alimentos que serão distribuidas para seis entidades filantrópicas durante o Natal.

Antes do evento, virá um leilão de obras de arte doadas por vários artistas. Entre elas, a pintura “Bora Brincar”, do internacional Totonho Laprovítera. Aliás, essa obra virou o tema da campanha.

SERVIÇO

Alessandro Belchior Imóveis – Avenida Virgílio Távora, 1531 – Bairro Aldeota

Copa 2014 – Terminal de passageiros terá abertura de propostas em novembro

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Yj1xl1BpYJk[/youtube]

O secretário nacional dos Portos, ministro Leõnidas Cristino, confirmou, nesta terça-feira, que a abertura das propostas da licitação do terminal de passageiros do Porto do Mucuripe ocorrerá no dia 18 de novembro deste ano. A obra faz parte do PAC da Copa 2014.

UFC – Pesquisa ganha destaque em revista americana

“A revista americana “Pain”, periódico de grande impacto científico na área de dor, traz em sua edição de outubro artigo do neurocirurgião Paulo Roberto Lacerda Leal, doutorando em Cirurgia da Universidade Federal do Ceará. O trabalho foi escolhido como a melhor publicação do mês e será a página de rosto da revista. Trata das anomalias estruturais do nervo trigêmeo, reveladas por imagem de ressonância magnética de alta resolução (Diffusion Tensor Imaging) em pacientes portadores de neuralgia trigeminal primária provocada por compressão neurovascular. O artigo é assinado em co-autoria com os professores franceses Jean Amédée Roch, Marc Hermier e Marc Sindou e os cearenses Miguel Ângelo de Souza e Gerardo Cristino, ambos da UFC.

O estudo faz parte da tese de doutorado de Paulo Roberto, que está sendo orientada pelos professores Miguel Ângelo de Souza, do Departamento de Clínica Médica da UFC, e Gerardo Cristino, Diretor da Faculdade de Medicina do Campus da UFC em Sobral. A neuralgia primária do trigêmeo é uma doença neurológica crônica que atinge aproximadamente 500 pessoas por ano em nosso Estado, sendo geralmente provocada pela compressão do nervo trigêmeo no seu trajeto intracraniano, próximo ao tronco cerebral, por vasos sanguíneos. O principal tratamento é a microcirurgia de descompressão do nervo. 
Segundo o doutorando, a fisiopatologia da doença ainda é pouco conhecida, mas provavelmente a dor é provocada por uma lesão na estrutura do nervo, chamada de desmielinização focal, ocasionada pelo componente pulsátil do vaso contra o nervo. Paulo Roberto estudou as alterações nos nervos trigêmeos de pacientes ainda antes da cirurgia de descompressão. “Estamos contribuindo para o estudo da fisiopatologia desta doença, que condena os pacientes portadores desta enfermidade a grande sofrimento”, explica o neurocirurgião. “
(Site da UFC)

"Arbitragem" é tema de audiência pública na Câmara Federal

159 1

Por iniciativa do deputado federal André Figueirdo (PDT), a Câmara dos Deputados realiza nesta tarde de terça-feira, às 14h30min, no Plenário 14, audiência pública para discutir o sistema de arbitragem no futebol brasileiro. A proposta é em parceria com o deputado Afonso Hamm (PP/RS) e tem como objetivo debater a qualificação profissional, a formalização e a fiscalização da arbitragem no Brasil.

“Precisamos ter um sistema de arbitragem eficiente, especialmente em razão de o nosso país sediar eventos tão grandiosos como a Copa das Confederações, em 2013, e a Copa do Mundo, em 2014. Além disso, é preciso aprofundar o debate onde acontecimentos recentes mostram que conflitos envolvendo árbitros, técnicos e equipes acabam por influenciar o resultado das partidas e a incitar a violência nos estádios”, explicou André Figueiredo.

O debate contará com a participação do presidente da comissão de arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol, Sérgio Corrêa da Silva; o presidente da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf), Marco Antonio Martins; o árbitro da Federação Internacional de Futebol (Fifa) Sandro Meira Ricci; e o jornalista Carlos Eugênio Simon, ex-árbitro da Fifa.

IBEF prevê crescimento da economia brasileira menor que 3,5%

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Nh9SafIAO2c[/youtube]

O presidente do Instituto Brasileiro dos Executivas de Finanças (IBEF), Sérgio Melo, não tem dúvidas: o Brasil vai sentir os reflexos da crise que atinge a Europa. Ele disse que há expectativa de que a taxa de crescimento da economia do País, por exemplo fique menos de 3,5% em razão de queda nas exportações e outros fatores.

"Puxadinho" da Câmara custará R$ 270 milhões

“Os deputados federais decidiram ampliar o Anexo 4 da Câmara. Já abriram até concorrência para escolher a empresa que tocará a obra, orçada inicialmente em R$ 270 milhões. O puxadinho abrigará parlamentares que hoje despacham no Anexo 3. Geralmente, eles trabalham apenas três dias por semana em Brasília. Apesar disso, reclamam: os gabinetes do setor, de 33 metros quadrados, seriam pequenos para o volume das atividades que desempenham.

Com a construção, a nova estrutura do Congresso terá cinco pavimentos – dois serão garagens – e um terraço. Além dessa construção, eles decidiram reformar apartamentos funcionais da Casa. Somadas, as obras custarão R$ 314,7 milhões ao bolso dos brasileiros que suam a camisa cinco meses por mês só para pagar impostos.

De acordo com o primeiro-secretário da Casa, deputado Eduardo Gomes (PSDB-TO), o puxadinho receberá os parlamentares que atualmente despacham no Anexo 3 e reclamam que os gabinetes do setor são pequenos (33 metros quadrados enquanto o dos colegas do Anexo 4 apresentam mais de 40 metros quadrados) e não têm banheiros privativos.

“O Anexo 3 tem uma subcondição de funcionamento, pois os gabinetes não têm banheiro. A ampliação atende aos gabinetes que faltavam. Os recursos vêm da venda da folha de pagamento, o importante para fazer a obra é observar critérios de concorrência e a origem dos recursos. A mesa ainda não discutiu a construção do Anexo 5, projetado por Oscar Niemeyer”, explicou o primeiro-secretário.

O Anexo 3 abriga 76 deputados. Outros cinco parlamentares — que já ocuparam ou ocupam a presidência da Casa — utilizam salas no Anexo 2 e no prédio principal da Câmara.”

(Correio Braziliense Online)

Unimed Brasíl abre nesta 3ª feira convenção

Darival Bringel preside Unimed Ceará. 

A Unimed Brasil promoverá, a partir desta terça-feira, a sua 41ª Convenção Nacional, que terá como tema “Governança Cooperativa: transformando o modelo”. A convenção é o mais importante evento do Sistema Unimed, que é responsável por 38% dos planos de saúde no Brasil, equivalentes a quase 18 milhões de clientes e vai se estender até  sexta-feira no Centro de Convenções.

A organização espera a participação de dois mil convidados – entre médicos cooperados, dirigentes e autoridades da área, que debaterão questões ligadas à saúde do Brasil como coberturas obrigatórias no rol de procedimentos, operadoras versus prestadoras, prontuário eletrônico e investimentos no setor.

O encerramento da convenção Unimed ocorrerá com grande show, sexta-feira, da cantora Elba Ramalho, no La Maison Dunas.

Presidente da Assembleia adora Fagner, Gandhi, orquídeas e detesta traição

131 5

O site Nopatio, da irriquieta Lívia Gomes, bateu um papo bem descontraído com o presidente da Assembleia Legislativa, Roberto Cláudio (PSB). Nada de ouvir dele questões ligadas à política partidária, acordos ou gestão. O objetivo foi, segundo Lívia, apresentar o jovem presidente com seus gostos e impressões sobre pessoas, fatos e a vida.

Roberto Cláudio, por exemplo,  adora Chico Buarque, Caetano, Vinícius, Fagner e Al Pacino, assim como admira pessoas de caráter e família. Também detesta traições.     

* Confira um presidente da AL bem à vontade aqui.

Orçamento da União 2012 deve ser votado na 5ª feira

O relatório preliminar do Orçamento de 2012 deverá ser votado na próxima quinta-feira (27). O prazo para a apresentação de emendas à proposta encerra-se nesta terça-feira. O relatório estabelece o limite máximo de R$ 13 milhões para as emendas individuais (25 por parlamentar). As emendas do relator-geral somarão R$ 13,4 bilhões. Os dez relatores setoriais terão R$ 6 bilhões cada um para atender as suas demandas. O valor é três vezes superior ao do ano passado.
 
Neste ano, o relator-geral do orçamento, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) instituiu mecanismo por ele denominado Emenda de Participação Popular, que reserva verba extra a ser usada por municípios de 5 mil até 50 mil habitantes obrigatoriamente em um projeto a ser definido pela própria população.

Os municípios com até 5 mil habitantes receberão R$ 300 mil. Aqueles que ficarem entre 5.001 e 10 mil habitantes terão R$ 400 mil a mais. Para os municípios de 10.001 a 20 mil habitantes, serão destinados R$ 500 mil. Os municípios que tiverem entre 20.001 e 50 mil habitantes receberão R$ 600 mil.

Para receber o recurso, a prefeitura e a câmara municipal devem realizar uma audiência pública com a população para definir o projeto a ser contemplado com a emenda popular. A escolha precisa ser comunicada à Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO), que vai trabalhar na iniciativa em parceria com o Prodasen. O ideal é que a sugestão seja encaminhada à comissão até o dia 23 de novembro, como forma de efetivar a inclusão do projeto na proposta orçamentária.

Saúde, segurança e educação

Os recursos deverão ser alocados obrigatoriamente em uma destas oito áreas: Estruturação da rede de serviços de atenção básica de saúde; Implantação de melhorias sanitárias domiciliares para prevenção e controle de agravos; Apoio à recuperação da rede física e escolar pública; Implantação de escolas para educação infantil; Apoio ao pequeno e médio produtor agropecuário; Aquisição de maquinas e equipamentos para recuperação de estradas vicinais para municípios com até 50 mil habitantes; Apoio à Política Nacional de Desenvolvimento Urbano; e Apoio a obras preventivas de desastres.

Nas contas do relator-geral, o mecanismo deverá beneficiar 4.953 dos 5.565 municípios brasileiros, onde vivem 65 milhões de pessoas. O deputado explicou que a iniciativa foi amadurecida ao longo dos seminários regionais sobre o Orçamento e o Plano Plurianual 2012-2015, promovidos recentemente pela CMO em 11 cidades (João Pessoa, Salvador, Uberlândia, Curitiba, Campo Grande, Goiânia, São Paulo, Porto Velho, Rio Branco, Vitória e Porto Alegre).

Os recursos adicionais, explicou Chinaglia, também favorecerão o trabalho dos relatores setoriais que, muitas vezes, diante da falta de recursos para atender as demandas municipais, são obrigados a fazer cortes em investimentos previstos, o que acaba prejudicando a população local. Para as emendas populares, são reservados R$ 2,2 bilhões, que não fazem parte dos R$ 6 bilhões previstos para cada relator setorial.

Chinaglia disse acreditar que a proposta será mantida na votação do relatório preliminar apresentado nesta quinta-feira, que mantém as linhas gerais da proposta orçamentária encaminhada pelo Executivo. Ele também descartou o uso político das emendas de caráter popular, afirmando que esses recursos serão repassados a órgãos públicos, e que “não há margem para a iniciativa privada”.

– Se você discute com a população o projeto e para onde vai o recurso, o passo seguinte é a fiscalização – afirmou em entrevista coletiva à imprensa.”

 (Agência Senado)

Conselheiro do TCM se aposenta e abre vez para parlamentar

118 2

O conselheiro Luís Sérgio Gadelha vai se despedir do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) na próxima quinta-feira. Está entrando na aposentadoria.

Por conta disso, fervilham os bastidores da Assembleia Legislativa.

É que vaga aberta por Luís Sérgio deverá ser preenchida por um parlamentar, o que passará por indicação do governador Cid Gomes (PSB).

Um encontro para formação de parcerias

O VII Congresso Estadual de Jornalistas, Radialistas e Blogueiros, realizado no fim de semana em Icó (Vale do Salgado), onde estivemos, serviu para renovar parcerias e, principalmente, conhecer gente de quem gostamos.

Aqui estamos com o repórter Alex Santana (www.iguatu.net), que realiza um bom trabalho de cobertura na Região Centro-Sul do Estado.

Ainda estamos recebendo mensagens sobre o sucesso desse encontro onde o presidente da Associação Cearense de Jornalistas do Interior (Aceji), João Ferreira, fez pregação em favor da expansão dos cursos de nível suiperior de Jornalismo para o Interior do Estado. “Capacitar é a ordem”, disse Ferreira.

DETALHE – Agradecemos o post carinhoso do Nonato Albuquer que, em seu blog Gente de Mídia, falou sobre nossa participação nesse evento de Icó.

“O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso postou em seu Observador Político vídeo a propósito dos 90 dias de veiculação do site. FHC fala sobre a participação dos jovens na política e sobre a desconfiança desse segmento da população no debate nacional.

FHC aponta que o próximo passo – ou desafio – da política  é responder à questão:  ”Como eu vou juntar a democracia representativa com a espontaneidade da vida?”

Ao comentar as manifestações mundiais e a influência das redes sociais no processo democrático, FHC sentencia: “Os partidos não vão manipular as redes sociais”.

Ministério da Cultura distribuiu ingressos do Rock in Rio entre servidores

“O Ministério da Cultura, por meio da Sefic (Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura), repassou a 24 funcionários ingressos para o festival de música Rock in Rio, realizado no final de setembro. A realização do Rock in Rio, de acordo com os organizadores, custou R$ 95 milhões, dos quais R$ 7,4 milhões foram captados via renúncia fiscal, pela Lei Rouanet. A Sefic havia autorizado a captação de R$ 12 milhões.
Os ingressos foram dados ao MinC por força de um decreto, que determina que até 10% do que for produzido com incentivo público seja encaminhado ao ministério, que determina o seu destino.
De acordo com o secretário Henilton Parente de Menezes, desde o ano passado ele adota a política de distribuir os ingressos aos funcionários como forma de “qualificação dos servidores”. “Uma equipe que trabalha com mecanismos dessa complexidade não pode ficar ausente do mundo cultural”, afirmou.
De acordo com Menezes, cada servidor recebeu o ingresso de uma noite de shows –a distribuição foi feita para aqueles que teriam condições de pagar transporte e hospedagem no Rio, já que os ingressos chegaram ao ministério uma semana antes do início do festival.
“É uma atitude de gestão minha. Não faço distribuição de ingresso para políticos ou para amigos meus. É uma forma para que os técnicos conheçam a dinâmica de um evento”, disse. Ele afirmou ainda que os livros e CDs recebidos, por exemplo, são enviados à Biblioteca Pública Nacional.
Menezes também compareceu a uma noite do festival, com credencial cedida pela organização.
Sobre a crítica feita ao ministério por conceder incentivos fiscais a grandes eventos, como o Rock in Rio ou a apresentação do Cirque du Soleil (que foi autorizado a captar R$ 9,4 mi), Menezes afirmou que, como a Lei Rouanet admite que haja o patrocínio, ele não pode “proibir algo que a lei não proíbe.”
Ele defendeu mudanças na lei, por achar que ela “não cabe mais na sociedade brasileira”. “A polêmica do Cirque du Soleil, por exemplo: para a lei, é circo e pronto, e todo circo tem direito ao benefício. Assim, o Cirque du Soleil é enxergado da mesma forma que um circo tupiniquim.”
(Folha.com)

Prefeita: "Fortaleza atravessa um grande momento"

162 8

Luizianne e Cid – Agora é tratar sobre Copa. 

Em artigo publicado no O POVO desta terça-feira, a prefeita Luizianne Lins (PT) diz que estava confiante de que Fortaleza também seria subsede da Copa das Confederações. A Fifa reconheceu, diz ela, “os esforços da cidade no andamento das obras da Copa e de outras obras estruturantes”. Confira:

Fortaleza foi o grande destaque do anúncio da Federação Internacional de Futebol (Fifa) sobre as capitais que receberão jogos da Copa das Confederações em 2013. Apenas quatro cidades já estão confirmadas: Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Fortaleza. Já temos garantida a semifinal do campeonato e seis jogos – com certeza um do Brasil – na Copa do Mundo!

Confesso que estava confiante de que teríamos um importante papel nos dois eventos. A escolha da Fifa não é à toa. A entidade reconheceu os esforços da cidade no andamento das obras da Copa e de outras obras estruturantes. Entregamos o novo estádio Presidente Vargas (PV) totalmente recuperado, inclusive em tempo para que o Castelão pudesse iniciar sua reforma. Uma comissão da Fifa visitou o novo PV ainda durante as obras e encontrou um estádio moderno e disponível para receber treinamentos durante a Copa do Mundo.

Ou seja, Fortaleza atravessa um grande momento, fruto do esforço do nosso governo em melhorar a infraestrutura e os serviços públicos, bem como garantir recursos para viabilizar as grandes obras. O que estamos entregando prepara a cidade para o futuro. Jardim Japonês, Vila do Mar, requalificação da Praia de Iracema, reforma do Morro de Santa Terezinha, Praça do Futuro, Cucas, Transfor, Drenurb, Preurbis, Hospital da Mulher, além de mais de cinco mil casas populares entregues são apenas alguns exemplos.

Também somos a terceira capital que mais recebe turistas no Brasil e a primeira do Nordeste. Na mesma região, desde 2005 somos o maior gerador de empregos formais, e ainda tetracampeões em investimentos públicos. Resultados que devem orgulhar todos os fortalezenses, pois colocam a cidade em destaque no Brasil.

E no início do mês, começamos a licitação para as obras de mobilidade da Copa do Mundo sob responsabilidade da Prefeitura, com previsão de entrega até agosto de 2013. Nossa jornada rumo às duas Copas continua com muito trabalho, mas agora com a alegria e a confiança de quem colhe as primeiras conquistas de muitas que ainda virão!

 * Luizianne Lins –luiziannelins@bol.com.br

Jornalista e prefeita de Fortaleza.

Jereissati Centros Comerciais lança shopping em Belém

437 1

Joana com seu pai, Tasso Jereissati, e sua mãe, Renata.

A Jereissati Centros Comerciais lança, nesta terça-feira, em Belém, o Shopping Bosque Grão-Pará. Trata-se do mais novo empreendimento da Calila Participações, que investirá cerca de R$ 170 milhões num shopping que promete ser um dos mais modernos do País.

Vai contar com 225 lojas  e 2.300 vagas de estacionamneto, devendo ser inaugurado em novembro de 2013.

O ato de lançamento conta com a presença da empresária Joana Jereissati, presidente da Calila Participações. A jornalista Joyce Pascovitch entre convidados.

Deputado cearense confere o PAN

Francisco da Silveira, Antônio Balhamnn e Maia Júnior

O deputado federal Antônio Balhmann (PSB) deu palestra, nessa noite de segunda-feira, no La Maison Dunas, durante a festa do Pan-Amerincano de Representantes Comerciais. Na ocasião, ele deu palestra sobre novas oportunidades de negócios para esse profissional que ganha dimensão a cada dia no mercasdo.

Balhamann, que falou para cerca de 600 convidados, atendeu a um convite do presidente do Conselho Regional dos Representantes Comerciais (CORECE), Francisco Filgueiras, e do presidente do Sindvendas-Ce, Maia Júnior.

Hoje o Conselho Federal dos Representantes Comerciais é presidido pelo empresário Manoel Afonso de Farias Mello, irmão do ministro do STF, Marco Aurélio de Mello.

(Foto – Divulgação)

TRT-7ª Região faz mutirão para cadastrar empresas com dívidas reconhecidas judicialmente

O Tribunal Regional do Trabalho – 7ª Região está realizando um mutirão para cadastrar empresas ou pessoas físicas com débitos reconhecidos judicialmente no Banco Nacional de Devedores Trabalhistas. A base de dados será utilizada para emissão da Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas (CNDT), mais uma ferramenta para auxiliar quem venceu uma disputa na Justiça do Trabalho a receber os créditos a que tem direito.

Para realizar o cadastramento e também para inventariar todos os processos em tramitação na 1ª Instância, o TRT/CE agrupou as Varas do Trabalho do Ceará em quatro grupos. Nos dias em que for realizado o inventário, não haverá audiências, atendimento ao público e outros serviços cartorários. Todos os prazos ficam automaticamente prorrogados para o primeiro dia após o fim do inventário.

O primeiro grupo a realizar o inventário é formado pela Vara de Caucaia e 1ª, 2ª, 4ª, 6ª, 9ª, 10 ª, 13ª e 14ª Varas do Trabalho de Fortaleza. O trabalho será realizado entre os dias 24 de outubro e 8 de novembro.

Na sequência, o inventário ocorrerá no grupo composto pelas Varas de Maracanaú, Pacajus, 3ª, 5ª, 7ª, 11ª e 12ª Varas do Trabalho de Fortaleza e o Posto Avançado de Maranguape. As atividades ocorrem de 9 a 21 de novembro.
De 21 a 27 de novembro, o inventário será realizado nas Varas do Trabalho de Crateús, Sobral, Tianguá e Baturité. Por fim, as unidades judiciárias de Juazeiro, Crato, Iguatu, Quixadá, Limoeiro do Norte e Posto Avançado de Aracati vão inventariar os processos entre 1ª e 9 de dezembro.”

(TRT7)

Brasil corre risco de virar produtor de cocaína

Essa é do Blog do Josias de Souza:

O general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, comandante militar da Amazônia, fez uma revelação a um grupo de senadores. Contou que o Brasil convive com o risco de deixar a condição de rota internacional de cocaína para virar um produtor da droga. Segundo o general, as policiais do Brasil e do Peru detectaram coisa pior: uma grande área de produção de coca na fronteira entre os dois países.

A plantação foi feita numa reserva dos índios ticunas. Por ora, encontra-se do lado de lá, em áreas baixas e úmidas da Amazônia peruana. Porém, disse o general Villas Bôas aos senadores, há o risco de o cultivo da droga cruzar a fronteira, estabelecendo-se em território brasileiro.

Nessa hipótese, o Brasil deixaria de ostentar a posição que exibe hoje, de mero corredor de passagem da cocaína produzida em países vizinhos. Se o Brasil virar produtor, alertou o general, o combate ao tráfico se tornará ainda mais complexo. Sobretudo porque o Exército já farejou na Amazônia o vaivém de traficantes de um cartel novo na área: o mexicano.

“Se a coca for plantada no Brasil, o grau de complexidade será muito maior”, declarou o comandante da Amazônia.

“Temos indícios da presença na região de cartéis mexicanos, que têm um modus operandi mais violento. Temos de estar muito atentos.”

O general Villas Bôas falou numa audiência pública da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado. Foi convocada pelo presidente da comissão, Fernando Collor (PTB-LA), com o objetivo de discutir a vigilância das fronteiras brasileiras na Amazônia e no Sul do país.

Os senadores ouviram também, entre outros, Ricardo Vélez Rodrigues, coordenador de Centro de Pesquisas Estratégicas da Universidade Federal de Juiz de Fora. O professor disse que a presença de guerrilheiros colombianos das Farc na fronteira continua a oferecer riscos à segurança do Brasil.

Por quê? Além do envolvimento com o tráfico de drogas, o grupo guerrilheiro trafica armas. Mencionou outros dois problemas que reclamam solução. O primeiro é o incrrmento da produção de cocaína na Bolívia do companheiro Evo Morales. O segundo é a consolidação do que o professor chamou de “maior centro de contrabando da América do Sul.”

Enem – Gabarito pode sair nesta 3ª feira

“O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) pode divulgar ainda hoje (25) os gabaritos oficiais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011. Os candidatos que participaram das provas no fim de semana poderão ter uma noção de seu desempenho, mas a certeza sobre o resultado atingido só em janeiro, quando forem publicados os boletins individuais. Isso porque a a metodologia utilizada no Enem, a Teoria de Resposta ao Item (TRI), tem um esquema complexo para avaliar as habilidades de cada candidato e não depende apenas do número de acertos e erros do estudante, como nos vestibulares tradicionais, mas do nível de dificuldade de cada item.

Uma questão que teve baixo índice de acertos é considerada “difícil” e, portanto, tem mais peso na pontuação final. Aquelas que têm alto índice de acertos são classificadas como “fáceis” e contam menos pontos na nota final do candidato. Dessa forma, dois participantes que acertaram o mesmo número de itens poderão ter médias finais diferentes, dependendo do nível de dificuldade de cada uma dessas questões.

Para o pesquisador do tema e gerente da Avaliação Educacional, Renato Júdice, “tudo que é novo assusta”, mas ele acredita que dentro de algum tempo a população estará mais acostumada com esse modelo. Segundo ele, a vantagem da TRI em relação aos modelos clássicos é que ela vai além da análise de quem acertou mais e permite identificar o que o aluno sabe.

“A TRI procura estimar até que ponto o aluno consegue chegar e não simplesmente se ele acertou ou errou. Essa é a diferença crucial em relação à teoria clássica, que é muito apropriada para o concurso público em que o único objetivo é simplesmente selecionar. A TRI é um modelo mais refinado porque consegue ir além da seleção e me permite dizer o que o aluno sabe ou não”, compara.

Júdice usa uma comparação simples para facilitar a compreensão da teoria. Em uma prova de salto com vara, um competidor consegue sucesso em todas as tentativas com o obstáculo posicionado a 1,5 metro do chão. Já o outro atleta também acerta todos os pulos, mas atinge alturas superiores nos saltos, chegando até a 2 metros. Portanto, o segundo competidor tem uma proficiência melhor do que o primeiro.

“Quantas questões você acertou não me diz muito sobre a sua real dificuldade. Eu preciso ir aumentando o grau de dificuldade para ver até onde você consegue chegar”, explica o pesquisador.

Na TRI não existe uma pontuação máxima e mínima que o candidato pode atingir – com exceção da redação, que não é corrigida por esse modelo e cuja nota varia de 0 a 1000. A partir das notas obtidas pelos participantes, o Inep constrói uma escala de notas máximas e mínimas que permite ao aluno comparar seu desempenho com o dos demais estudantes. Essas informações também são divulgadas com os boletins individuais.

No ano passado, por exemplo, a nota mínima em matemática foi 313,4 e a máxima 973,2 pontos. Já em linguagens variou de 254 a 810, 1 pontos. Em ciências humanas, a maior nota foi 883,7 e a menor 265,1 pontos. Na prova de ciências da natureza os desempenhos variaram entre 297,3 e 844,7 pontos.”

(Agência Brasil)