Blog do Eliomar

Últimos posts

Prefeitura treina 60 novos agentes de trânsito

73 2

Essa informação está no site da Prefeitura de Fortaleza: 

A Prefeitura de Fortaleza convocou 60 novos agentes de trânsito, aprovados em concurso público, que irão integrar a equipe da Divisão de Operação e Fiscalização da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC). O treinamento da nova turma teve início esta semana e deve durar 20 dias, com a realização de aulas práticas e teóricas baseadas na legislação vigente do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Com este reforço, a AMC passará a contar com um efetivo de 357 agentes para realizar fiscalização e operações que beneficiam o trânsito da cidade.

DETALHE – O pessoal da AMC integra grupo que, buscando reajuste salarial de 18%, entrou em estado de greve.

Empresários são acusados de adulterar documentos de jogadores em Juazeiro do Norte

40 1

“Em Juazeiro do Norte, empresários acusados de adulterar documentos de jogadores de futebol estiveram sob investigação, em perícia executada pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira, 3.

Idades e nomes de atletas maiores de idade estariam sendo falsificados, segundo informou o delegado Tarcísio Abreu. Foi cumprido mandato de busa e apreensão na casa dos atletas e no CT Cariri.

Ainda conforme Abreu, foram autuados três jovens: dois de 18 anos e um de 19. Os de 18 apresentavam em suas identidades as idades 15 e 16 anos. O de 19 dizia ter 14 anos.

Os atletas em questão jogaram pelo Fortaleza Esporte Clube, e tiveram passagem pela Espanha.

Todos foram indiciados por formação de quadrilha e falsificação de documentos.”

(O POVO Online)

Sarney diz que orçamento brasileiro é ficção. É mesmo?

65 1

 

“O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), chamou o processo orçamentário brasileiro de “ficção”. Segundo declarações feitas nesta manhã pelo senador, o fato de o Poder Executivo não ter obrigação de seguir o Orçamento aprovado pelo Congresso Nacional cria um “tumulto geral”.

“É uma ficção porque nós votamos aqui e o Poder Executivo pode executá-lo da maneira que ele quiser.” Para o parlamentar, a melhor forma de evitar o alto volume de restos a pagar (despesas orçamentárias programadas para um ano que são remanejadas para o ano seguinte e que totalizaram R$ 128,5 bilhões no final de 2010) é a adoção de um orçamento impositivo.

“[O Orçamento] é um plano estudado e votado e depois, quando ele não é executado, há um tumulto geral. Por meio de decreto publicado na última quinta-feira (28), a presidente Dilma Rousseff, prorrogou a validade dos restos a pagar referentes a 2007, 2008 e 2009, que seriam cancelados em 30 de abril.

Atualmente, o orçamento é uma lei autorizativa. O Executivo não está obrigado a aplicar a verba aprovada pelo Legislativo. Assim, o governo pode, por exemplo, selecionar, entre as obras previstas, aquelas que serão executadas. Com a adoção de um orçamento impositivo, o Executivo ficaria obrigado a cumprir a lei orçamentária aprovada pelo Congresso.”

(Folha.com)

Presidente da Assembleia vai virar "imortal"

134 3

Da Assessoria de Comunicação Social do Poder Legislativo, recebemos a seguinte nota:

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, Roberto Cláudio (PSB), recebe, nesta quarta-feira (04), o título de membro honorífico da Academia Cearense de Literatura e Jornalismo.

A homenagem será realizada durante a instalação da entidade, às 20 horas, na sede da Associação Cearense de Imprensa (ACI) – rua Floriano Peixoto, 735, Centro. Na ocasião, tomarão posse os 34 fundadores da Academia.

VAMOS NÓS – Desculpem-me a ignorância, mas, com todo respeito, nunca ouvi falar dessa academia.

CNI – Nível de atividade em obras de infra-estrutura registra queda

O nível de atividade do segmento de obras de infra-estrutura ficou, em março, abaixo do esperado pelas empresas para essa época do ano. É o que apresenta a pesquisa “Sondagem da Construção Civil”, que a Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou nesta terça-feira, em São Paulo. Em março, o indicador ficou em 45,9 pontos. Em fevereiro, havia sido de 49,3 pontos e, no mesmo mês do ano passado, foi de 53,6 pontos. O indicador varia de zero a 100 pontos e números abaixo de 50 denotam queda.

São duas as explicações para o menor nível de atividade em obras de infraestrutura neste início de ano: condições climáticas (chuvas) e desaceleração dos gastos do governo. “É fato que esta é a época do ano que chove mais. E o governo segurou os gastos no início do ano por conta do ajuste fiscal”, explicou o gerente-executivo da Unidade de Pesquisa da CNI, Renato da Fonseca. Há também influência regional, porque os novos governos estaduais diminuem os ritmos das obras, acrescentou.

O setor de construção de edifícios, ao contrário, apontou atividade acima do usual para o período. O indicador de março ficou em 51,2 pontos, ante 50,4 pontos em fevereiro e 54,8 pontos em março do ano passado. “A demanda por imóveis residenciais continua aquecida”, resumiu Fonseca.

Acomodação – No geral, a atividade na construção civil passou por uma acomodação no primeiro trimestre do ano. Depois de quedas na atividade em janeiro e fevereiro, em março houve, na prática, estabilidade, com o indicador em 49,9 pontos. “Em 2010 a atividade estava muito aquecida. Neste ano está havendo uma acomodação”, esclareceu o gerente-executivo da Unidade de Pesquisa da CNI. Lembrou que a pesquisa não pergunta aos empresários os motivos da redução no nível de atividade.

O emprego na construção civil continuou em alta em março, de acordo com a pesquisa. O indicador ficou em 50,4 pontos, o que mostra aumento das contratações, embora em ritmo menor do que em fevereiro (51,2 pontos). Por porte de empresas, as grandes foram as que mais contrataram em março, com 52,4 pontos, ante 50,4 pontos das pequenas. Entre as médias, houve demissões, segundo aponta o indicador de 48,6 pontos.

As empresas do setor perceberam, em março, queda na margem de lucro operacional, que ficou em 49 pontos, mas uma melhora na situação financeira, cujo indicador registrou 50,8 pontos. O acesso ao crédito continua difícil, de acordo com a Sondagem da Construção Civil, com 46,9 pontos em março.

Otimismo- Apesar da acomodação verificada no primeiro trimestre do ano, as empresas que responderam a pesquisa estão otimistas em relação aos próximos seis meses, ainda que em nível menor do que em meses passados. A expectativa em relação ao nível da atividade dos próximos seis meses ficou alta em abril (mês em que responderam o questionário), em 60,8 pontos. Em março, era de 61,1 pontos.

Em relação ao número de novos empreendimentos e serviços, a expectativa em abril ficou em 61,1 pontos, ante 61,4 pontos em março. Sobre a compra de insumos e matérias-primas, a expectativa foi de 59,6 pontos em abril, ante 60,2 pontos no mês anterior. O setor também espera aumentar as contratações nos próximos seis meses, mostra o indicador de expectativa de contratações, que ficou em 60,2 pontos em abril (61,5 pontos em março).

A Sondagem da Construção Civil, uma parceria da CNI com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), foi feita com 388 empresas, das quais 53 grandes, 146 médias e 189 de pequeno porte. Os empresários responderam o questionário entre os dias 31 de março e 14 de abril.”

(Com Site da CNI)

CIC apresenta megaprojeto de marketing

O presidente da HSM do Brasil, Marcos Braga, participará nesta quarta-feira, a partir das  8h30min, na cobertura da Fiec, de um café da manhã com a diretoria do Centro Industrial do Ceará (CIC). Ele vai apresentar o “Projeto Philip Kotler” no Ceará.

O projeto, que está sendo promovido pela primeira vez numa cidade fora de São Paulo, tem por objetivo ser um marco em todo o Nordeste na área de eventos de gestão. Philip Kotler, considerado mundialmente como o “Pai do Marketing”, pode visitar Fortaleza neste ano.

O Grupo HSM tem parceria no Ceará como Instituto Empresariar, dirigida pelo cearense Cícero Rocha, que atua no mercado há mais de doze anos.

SERVIÇO

Os profissionais de imprensa que vão acompanhar a apresentação devem se cadastrar por e-mail, através da assessoria de imprensa do CIC: Joselita Feitosa (joselitafeitosa@hotmail.com 85.9954.3141)

Entidade cearense engrossa movimento contra votação do Novo Código Florestal

71 1

O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-SP), está recebendo uma série de correspondências de todo o País pedindo o adiamento da votação do Novo Código Florestal Brasileiro. O apelo vem principalmente de entidades da área ambiental como a Associação Alternativa Terrazul, de Fortaleza, que nos mandou cópia de carta enviada para o parlamentar. Confira:

À Exmo. Senhor.
Deputado Marco Maia,
Presidente da Câmara dos Deputados.

A Associação Alternativa Terrazul, entidade da sociedade civil, sediada em Fortaleza e com atuação nacional e internacional, através da ação em redes, vem solicitar o adiamento da votação do Código Florestal prevista para esta semana.

Somos uma entidade com mais de 10 anos dedicados ao socioambientalismo. Integramos a Coordenação Nacional da Rede Brasileira de Integração dos Povos (REBRIP) e a Coordenação do GT de Juventude do Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais (FBOMS).  Participamos do Conselho Diretor da Alternatives Internacional, rede sediada em Montreal, Canadá e somos filiados a Rede Internacional Terra do Futuro, sediada em Estocolmo, Suécia.

Somos parte também da Rede de Juventude do Meio Ambiente (REJUMA) e da Rede de Juventude pelo Meio Ambiente do Ceará (RECEJUMA), entre outras redes e alianças locais, nacionais e mundiais. Participamos ativamente da luta por políticas públicas com justiça socioambiental, principalmente através das Conferências de Meio Ambiente e de Juventude e do Conselho Municipal e Nacional de Juventude.

Nosso apelo é em função de conhecermos a sua atuação sempre comprometida com os interesses do povo brasileiro e do país. Nesse momento vozes se levantam em do o Brasil pedindo que o novo relatório de mudanças no Código Florestal não seja votado agora. São milhares de pessoas nas redes sociais e são organizações da sociedade que representam variados seguimentos sociais. São cientistas, acadêmicos, políticos, agricultores familiares, formadores de opinião, ambientalistas, empresários e trabalhadores conscientes que não desejam a destruição de nossas florestas.

Segundo estudo de parlamentares e ambientalistas há motivos de sobra para adiarmos essa decisão, já que o novo relatório que foi dado a conhecimento somente nessa segunda, dia 02 de maio, tem as seguintes questões preocupantes:

1) Considera como consolidados desmatamentos ilegais ocorridos até julho de 2008 (Art. 3o III). Entre junho de 1996 a julho de 2006 foram mais de 35 milhões de hectares desmatados ilegalmente somente no Cerrado e na Amazônia (12,5 GtCO2).

2) Permite a consolidação de uso em Área de Preservação Permanente (APPs) de rios de até 10 m de largura (mais de 50% da rede de drenagem segundo SBPC), reduzindo APP de 30m para 15m irrestritamente (art. 36), para pequenas, médias e grandes propriedades.

3) Permite autorização de desmatamento dada por órgãos municipais (art. 27). Mais de 5 mil municípios autorizando desmatamentos!

4) Permite exploração de espécie florestal em extinção, por exemplo,   Araucárias, hoje vetada pela Lei da Mata Atlântica (art. 22).

5) Dispensa averbação da Reserva Legal no cartório de imóveis mediante Rural “Municipal” com  apenas “1” coordenada geográfica (art. 19).

6) Cria a figura do manejo “agrosilvopastoril” de Reserva Legal (RL). Agora manejo de boi será permitido em RL (par. 1o do art. 18)

7) Ignora a absoluta diferença entre agricultor familiar e pequeno proprietário estendendo a este flexibilidades no máximo cabíveis àquele.

8) Retira 4 Módulos Fiscais da base de cálculo de todas as propriedades (inclusive médias e grandes) para definição do percentual de RL. Isso significa milhões de hectares que deixam de ser RL.

9) Permite pecuária extensiva em topos de morros, montanhas, serras, bordas de tabuleiros, chapadas e acima de1800m (art. 10).

10) Ao retirar do CONAMA poder de regulamentar APPs retirou a proteção direta aos nossos manguezais. Casos de utilidade pública e interesse social deixam de ser debatidos com sociedade no CONAMA.

11) Abre para decreto (s/ debate) definir rol de atividades “de baixo impacto” para permitir ocupação em APP (art. 3o, XVII, h), portanto sem discussão aberta e transparente com a sociedade.

12) Define de interesse social qualquer produção de alimentos (ex. monocultor extensiva) para desmatamento em APP (art. 3o, IV, g). Isso permite desmatamento em qualquer tipo de APP em todo País.

13) Estabelece prazo indefinido para a suspensão de aplicação de multa e outras sanções por desmatamento ilegal até que poder público implante Plano de Recuperação Ambiental (PRA) cujo prazo deixou de ser exigido nessa versão do PL (Art. 30).

Por tudo isso, reivindicamos que o Senhor adie a votação desse Relatório e abra um calendário de debates que envolva especialistas, representantes de órgãos públicos, ambientalistas, agricultores (pequenos, médios e grandes). Enfim, os mais variados seguimentos, porque uma Lei dessa magnitude deve representar o interesse de todos e preservar as florestas e não somente de uma minoria gananciosa que quer destruir os recursos de todos pelo lucro fácil de alguns.

Atenciosamente,

Gabriela Barbosa Batista
Presidente da Associação Alternativa Terrazul, integrante do Conselho Diretor de Alternatives Internacional e do Conselho Regional Sul Americano da ICCO.

Ministra dos Direitos Humanos cumprirá agenda em Fortaleza na próxima 6ª feira

162 1

A secretária de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário, estará em Fortaleza na próxima sexta-feira. Aqui, ela vem para conhecer as ações da Coordenadoria Estadual de Direitos Humanos. Na data, às 14 horas, ela será recepcionada no auditório do Palácio da Abolição pelo chefe do gabinete do Governo, Ivo Gomes, e pelo coordenador de Políticas de Direitos Humanos do Estado, Marcelo Uchoa.
 
Ainda no mesmo dia, às 15h30min , Rosário dará palestra uma audiência pública na Assembleía Legislativa do Ceará (AL), onde apresentará um balanço das políticas de direitos humanos do Governo Federal. A iniciativa é da Coordenadora Estadual de Direitos Humanos e da Comissão de Direitos Humanos da Assembléia, que é presidida pela deputada Eliane Novais (PSB). 

EXPOSIÇÃO
 
Na ocasião, será aberta a exposição “Não tens epitáfio, pois és bandeira. Rubens Paiva, desaparecido desde 1971”, no hall principal da Assembléia Legislativa. A mostra apresenta cerca de 200 fotografias (cor/p&b) e documentos sobre a vida, prisão e o desaparecimento do ex-deputado federal Rubens Paiva (Santos, SP, 1929 – RJ, 1971), durante o período da Ditadura Militar (1964 – 1985).

Calouros da UFC fazem trote solidário em favor do Lar Torres de Melo

“Alunos dos cursos de Direito e Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Ceará fizeram entrega, ao Lar Torres de Melo, de donativos arrecadados durante o trote solidário do semestre 2011.1. Foram doados 207 quilos de alimentos não-perecíveis, 78 litros de leite e diversos produtos de higiene pessoal. A iniciativa partiu do Centro Acadêmico Clóvis Bevilácqua (CACB), do Curso de Direito, e do Centro Acadêmico de Arquitetura e Urbanismo (CACAU).

Na ocasião da visita, os alunos também puderam discutir experiências de vida com os idosos residentes no local e visitar as dependências do prédio que abriga a instituição filantrópica. Para os participantes, a experiência foi enriquecedora. “Valeu a pena, pois abriu nossos olhos para a realidade social e nos incutiu a importância de se fazer algo para mudá-la”, afirmou a estudante Isadora Linhares, do primeiro semestre do curso de Direito.

De acordo com o Diretor do CACB, o mais importante foi a troca proporcionada pelo contato mútuo com os moradores assistidos pelo Torres de Melo. Através de ações como essa, as entidades estudantis buscam aproximar a Universidade da sociedade e criar uma nova cultura de recepção de calouros na Universidade, sem violência ou constrangimento.”

(Site da UFC)

TST lança campanha nacional de prevenção contra acidentes do trabalho

“O Tribunal Superior do Trabalho (TST) lança nesta tarde de terça-feira, em Basília, um programa para prevenir acidentes de trabalho no país. Para o presidente do TST, João Oreste Dalazen, as estatísticas atuais são “inconsistentes e desatualizadas” e não há real engajamento do governo para neutralizar os acidentes, que vêm aumentando desde 2001.

Dalazen também considerou “escandaloso” o fato de o Brasil não enviar dados sobre acidentes de trabalho à Organização Internacional do Trabalho (OIT) desde 2000. A informação não foi confirmada pelo escritório da OIT no Brasil, que afirmou que o governo não tem obrigação de enviar as informações e que o site oficial da instituição pode estar desatualizado. 

Segundo o presidente do TST, o programa de prevenção de acidentes será divulgado amplamente na mídia. “O primeiro objetivo é conscientizar a população sobre a gravidade do problema”, afirmou. Dados mais recentes da Previdência Social mostram que em 2009 foram registrados 723,5 mil acidentes de trabalho no Brasil, sendo que quase 2,5 mil terminaram em mortes, uma média de quase sete mortes por dia. As estatísticas não incluem dados do funcionalismo público e de trabalhadores informais. Os gastos do governo com auxílio-doença, auxílio-acidente e aposentadorias por invalidez chegam a R$ 10,7 bilhões por ano.

Um das metas do programa lançado pelo TST é levantar quantas ações na Justiça são relativas a acidentes de trabalho. “Faremos a recomendação para que os juízes deem preferência a todos os processos envolvendo acidente de trabalho”, afirmou. O tribunal também convocará os juízes trabalhistas a dar palestras sobre prevenção para empresários e trabalhadores.

Para o presidente do TST, as condições de segurança em obras de infraestrutura do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), da Copa do Mundo e das Olimpíadas devem ser observadas com atenção, uma vez que elas aumentam a chance da ocorrência de acidentes. Ele lembrou a situação do canteiro de obras da Hidrelétrica Jirau, em Rondônia, onde recentemente ocorreram revoltas e paralisação devido às condições de trabalho ruins. ”

(Agência Brasil)

Deputado quer abrir a "caixa-preta" do ECAD

 

O deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB) ocupará a tribuna da Câmara nesta tarde de terça-feira para fazer um pronunciamento contra o Escritório Central de Arrecadação de Direitos Autorais (ECAD). Segundo o parlamentar, é um “absurdo” o que o órgão vem cobrando das emissoras de rádio do Ceará, especialmente as do Interior, em matéria de taxas.

Sem dar número, que serão revelados em seu pronunciamento, ele informou para o Blog que proporcionalmente as rádios cearenses estão pagando bem mais ao ECAD do que o ECAD cobra das emissoras do interior sulista.

“O ECAD precisa ser transparente e informar o que arrecada, como arrecada e o que faz do que arrecada. É uma verdadeira caixa-preta que precisa ser aberta. O País exige transparência em tudo e o ECAD tem que entrar nessa exigência”, disse o parlamentar do PSDB, antes de embarcar, nesta madrugada de terça-feira par Brasília.

E fomos homenageados no Blog que fala da mídia

47 2

A gente agradece ao pessoal do Blog “Mídia, Farofa & Jabá”, que, todas as segundas-feiras, é atualizado com textos sobre os bastidores da imprensa cearense, onde o destaque são as críticas aos profissionais de rádio, jornal e televisão de Fortaleza.

Na coluna desta semana, somos homenageados, o que nos deixa mais do que felizes e com a resposabildiade dobrada.

* O endereço do Blog é: www.midiafarofaejaba.blogspot.com

Servidores da Regional II e da Secretaria da Administraçaõ aderem ao estado de greve

72 4

Mais dois orgãos da Prefeitura de Fortaleza entraram em estado de greve nesta terça-feira. O pessoal da Secretaria da Administração, que fez assembleia nesta manhã e o pessoal da Secretaria Execituva Regional II. A reivindicação é o reajuste salarial de 18%.

Com isso, estão em estado de greve os seguintes órgãos e categorias: AMC, IJF, SAMU, servidores da Saúde (Gonzaguinhas e Frotinhas), Usina de Asfalto e Fábrica de Pré-Moldados e a SER I.

Greve

Os professores municipais estão em greve desde o último dia 26 reivindicando o piso nacional. Eles estarão às 16 horas desta terça-eira em auduiênica com o secretário da Administração, Vaumick Ribeiro.

Números do Sindifort

Juntando todas essas categorias em greve e estado de greve, chega-se a um total superior a 12 mil servidores.

Se Inacio disputar a Prefeitura, o bicho pega mesmo?

49 10

Eis artigo do publicitário e poeta Ricardo Alcântara. Com o título “Se Inácio for, o bicho pega!”, ele avalia que o senador comunista tem tudo para em 2012 deslanchar finalmente, já que disputou duas vezes e perdeu. Mas isso contando com o PMDB. Confira:

Há quem confunda atos de fé com análise política e, entre eles, quem o faça deliberadamente. A coisa seria simples assim: a prefeita inaugura as obras, o Lula sobe no palanque e pronto: o PT elege o próximo prefeito.
 
O movimento de uma simples peça no tabuleiro da sucessão deu à sucessão municipal um elevado grau de incerteza: o senador Inácio Arruda se lançou candidato a prefeito de Fortaleza nas eleições do próximo ano.
 
A força da candidatura de Inácio Arruda já seria expressiva se levada em conta tão somente a qualidade de sua trajetória como liderança política – uma biografia que nos dispensa de repertoriar seu retrospecto.
 
Não é só. A conjuntura lhe é favorável: seu nome se identifica com o sucesso da aliança que governa o Brasil, sem que sobre ele pese o ônus de ter que defender a gestão da atual prefeita, que não é bem uma unanimidade.

Ainda mais forte seria em provável aliança com o PMDB, outra sigla da base federal sem compromissos com a atual administração municipal, mas que não tem disponível um candidato de peso para oferecer à disputa.

O PMDB poderia fornecer a Inácio tempo de televisão para sua propaganda eleitoral em medida suficiente para enfrentar os meios que serão disponibilizados para o candidato indicado pelo partido da prefeita.

Como o PCdoB de Inácio e o PMDB são importantes aliados do governo estadual, tanto quanto o PT de Luizianne, seria uma construção eleitoral capaz de impor uma posição de neutralidade ao governador Cid Gomes.

O senador Eunício Oliveira, donatário da capitania peemedebista do Ceará, não está muito seguro dos apoios que teria no seu projeto de concorrer ao governo do estado. Uma vitória na capital seria uma medida providencial.
 
Não existe eleição fácil. A da presidente Dilma, mesmo com toda a popularidade do seu patrono, foi uma guerra. A de Cid Gomes foi tranquilíssima e, ainda assim, um em cada três eleitores não votaram nele.
 
Se Inácio for candidato como já quase se declara, será, desde já, jogo para segundo turno, o que, a custos os mais modestos, vai demandar a todos onerosas negociações e delicadas concessões para o futuro próximo. A ver.
 
* Ricardo Alcântara,

Poeta e publicitário. 

Moção do PT nacional teria desagradado Cid e Ciro?

39 6

Luizianne e Cid – quando virá o próximo encontro?

“O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), e seu irmão Ciro, também do PSB, não gostaram nem um pouco do texto da moção de solidariedade à prefeita petista Luizianne Lins divulgada pelo diretório Nacional do PT neste final de semana.

É que o texto não ficou só na solidariedade.

Também soou como o lançamento da candidatura de Luizianne ao governo do Estado em 2014, sem discutir o assunto com os aliados.

Segundo a nota, a administração Luizianne Lins sofre ”uma campanha ferrenha contra sua gestão combinada com ataques de natureza pessoal com o objetivo de desconstituir sua imagem pública. Campanha que alcançou uma dimensão nacional buscando constituir um senso comum de que a capital do Ceará vive um caos administrativo e urbano, bem como que o PT não sabe governar a cidade.”

E aí o texto o texto fala explicitamente em 2014:

“Para as forças conservadores – à esquerda e à direita – a prefeita Luizianne incomoda política e ideologicamente. Farão de tudo para impedir que ela eleja seu sucessor e, não toleram a hipótese de que ela possa vir a disputar o governo do estado em 2014; o que é uma opção competitiva e com forte apoio do PT.”

Tudo bem que Ciro não deve ser candidato ao governo, mas sim ao Senado, e Cid deve sair para deputado (ou vice-versa). Os dois até admitem apoiar Luizianne. Mas querem ter papel decisivo na definição da candidatura.

Bem, isso se a aliança com o PT for mantida…”

(Blog Poder Online)

VAMOS NÓS – Eis uma nota que muito bem pode ser detonada a partir de um gesto simples do governador e da prefeita. Basta os dois voltaram a se reunir. Para tratar de orbas da Coap 2014, por exemplo.

Vice-governador define data em que fará cirurgia de redução do estômago

61 4

O vice-governador Domingos Filho (PMDB) vai se submeter a uma operação de redução do estômago (bariátrica). A data foi marcada para o próximo dia 9, no Hospital Regional da Unimed.

A informação é do seu filho, o deputado federal Domingos Neto (PSB) que, também, já passou por esse tipo de cirurgia e se diz muito satisfeito com os resultados. Foi, aliás, o guloso em matéria de votos no pleito passado, pois o mais votado.

Na ausência de Domingos Filho, poderá ocupar o governo, caso Cid Gomes resolva se ausentar, o presidente da Asembleia Legislativa, Roberto Cláudio (PSB). Por sinal, ele está bem cevadinho.

Tasso: "O PSD é um balcão de negociação"

84 7

“O ex-senador Tasso Jereissati (PSDB) fez críticas pesadas ao novo partido político, o PSD, criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. “Isso não é um partido, é um balcão de negociação. É o que está virando a política no Brasil e a gente fica triste por causa disso”, disse o tucano no sábado, durante convenção do partido em Fortaleza (CE) que elegeu o empresário Pedro Fiúza como presidente do diretório municipal da legenda.

Tasso também comentou sobre a possibilidade de fusão entre os três partidos da oposição: PSDB, DEM e PPS. “Acho que é uma coisa que tem de ser analisada. Acho muito precipitado fazer isso nesse momento. Mas, provavelmente, é uma boa ideia que ela se realize.”

Logo após as eleições de 2010, nas quais não conseguiu a reeleição como senador, o tucano disse que se afastaria da política para “cuidar dos netos”. Apesar de reafirmar que não disputará nenhum cargo eletivo, ponderou que tem responsabilidade com o PSDB, com a juventude e com Fortaleza, que, segundo ele, vive um momento muito difícil.

Tanto que defendeu a criação de uma oposição “forte e de qualidade” e não poupou críticas ao PT, partido que governa a capital cearense. Tasso considera “um crime” o retorno de Delúbio Soares, ex-tesoureiro do partido, acusado de envolvimento no escândalo do mensalão. “Um ladrão confesso do dinheiro público, É um crime. Um absurdo e um desrespeito ao povo brasileiro”, afirmou. “A volta dele é uma consagração do roubo e da corrupção. Um tapa na cara da nossa dignidade.”

Padrinho. E continuou: “A Presidência da República deve dar exemplo. No momento em que o partido da Presidência e a Presidência dão um exemplo desses, estão liberando para que todo mundo seja esperto e que se locuplete da maneira que quiser, desde que tenha um padrinho. Um homem, que deu esse show de corrupção para o Brasil inteiro e que manchou a história política do Brasil, não volta assim para um partido político sem ter um padrinho muito, muito forte”.

O ex-senador aproveitou para criticar a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), e o governador Cid Gomes (PSB), seu ex-aliado. Condenou o fato de as obras da Copa de 2014 se arrastarem e citou como exemplo a demora na reforma do aeroporto da capital cearense, construído no governo Fernando Henrique.”

(Estadão)

Empresas devem entregar Declaração de Informações Econômico-Fiscais até 30 de junho

“Depois das pessoas físicas, chegou a vez de as empresas prestarem contas à Receita Federal. Vai até o dia 30 de junho próximo o prazo para entrega da Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ) 2011. O programa gerador da declaração foi liberado na internet na página da Receita Federal.

As declarações só podem ser enviadas pela internet, por meio do programa de transmissão Receitanet, e devem ser apresentadas até as 23h59min59s, horário de Brasília, do dia 30 de junho.

De acordo com a Instrução Normativa 1.149, a DIPJ 2011 deverá ser apresentada, também, pelas pessoas jurídicas equiparadas, extintas, cindidas (divididas) parcialmente, cindidas totalmente, fusionadas ou incorporadas. A Receita informou que, para o envio da DIPJ, é obrigatória a assinatura digital da declaração, mediante o uso de certificado digital válido.

As empresas que enviarem os documentos após o prazo ou com incorreções e omissões estarão sujeitas à multa mínima de R$ 500 e máxima de 20% do imposto devido.”

(Agência Brasil)