Blog do Eliomar

Últimos posts

Dilma e um governo pra chamar de seu

A revista Carta Capital traz entre seus destaques nesta semana matéria com o título “E Dilma toma posse”. Aborda a queda de Palocci, entrada de Gleisi Hoffmann, amulher do ministro Paulo Bernado no Governo. Confira:
Não foi do jeito sonhado e custou a queima de considerável capital político, mas a demissão de Antonio Palocci da Casa Civil na terça 7 parece marcar o início, de fato, do governo de Dilma Rousseff. Após ficar na defensiva no início da crise provocada pela revelação do extraordinário enriquecimento do ministro, a presidenta retomou a iniciativa política nos últimos dias: rendeu-se à necessidade de estreitar o contato com as lideranças da base aliada e fez uma escolha pessoal e instraferível para o lugar de Palocci.
A senadora paranaense Glesi Hoffman, estreante na vida parlamentar em Brasília, não carrega “passivos” e tornara-se o grande destaque da bancada  petista no Congresso nestes primeiros meses de mandato. Mulher do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, foi escalada para ser a “Dilma da Dilma”, gestora dos principais projetos do Executivo e mediadora dos conflitos entre os colegas de Esplanada.
A presidenta parece também ter entedido outro ponto. Ela precisa se tornar o Lula de si própria.

Carteiros sofrem ameaças da população por causa de entrega atrasada de encomendas

Carteiros cearenses já figuram hoje entre as categorias que mais sofrem assédio moral, segundo o sindicato da categoria. Isso se deve ao número insuficiente de empregados para dar conta de volumes cada vez maiores de encomendas. O caso, no entanto, tomou outas proporções e muitos desses profissionais passaram a sofrer ameaças de agressão por pessoas que não recebem suas encomendas no prazo estipulado pela empresa.
Com o crescimento das vendas pela internet, o montante de encomendas já é três vezes o suportável por cada carteiro, de acordo com o sindicato, o que faz com que os pacotes e cartas cheguem às residências cada vez mais atrasados. Nesta semana, de acordo com lideranças sindicais, um carteiro foi ameaçado com revólver por um cliente. Essa história foi veiculada na sexta-feira à tarde pela rádio O POVO/CBN.
De concreto mesmo é que muitos estão indo diretamente ao CDD (Central de Distribuição Domiciliar) para receber suas encomendas, as ameaças prosseguem e o governo federal não resolve o problema. Falta pessoal.

Associação Peter Pan lança campanha "Tijolinho do Bem"

A Associação Peter Pan, que apoia crianças portadores de câncer,  lança dia 15 próximo, a partir das 17 horas, em sua sede, a campanha “Tijolinho do Bem”. O objetivo é a venda simbólica da réplica de um tijolo no qual será gravado o nome da empresa ou da pessoa física engajada com os ideais da entidade. A aquisição da peça formaliza a participação na história de amor iniciada pela Associação há 15 anos.
Os nomes de tantos quantos adquirirem o produto constarão de um grande painel composto de pequenos tijolos, a serem fixados na parede externa lateral do Centro Pediátrico do Câncer (CPC). Qualquer pessoa ou empresa pode adquirir um espaço no painel da APP.
O valor simbólico do tijolinho do bem é R$ 1.000,00 m (um mil reais). Com ele, a construção de milhões de sorrisos de crianças, mães e familiares que lutam diariamente por mais dignidade e conforto no enfrentamento ao câncer infanto-juvenil, destaca a direção da associação. Concluída a sede da APP, fica o desafio de manter o funcionamento em padrão elevado de humanização, no que houve a necessidade dessa campanha.
SERVIÇO
Associação Peter Pan
Rua Alberto Montezuma, 350 – Vila União
Fortaleza – CE / CEP 60410-770
(85) 4008-4109
www.app.org.br

Marina Silva pode deixar pV e criar o Partido da Causa Ecológica

119 1
A ex-ministra Marina Silva tem discutido abertamente com interlocutores a possibilidade de sair do PV (Partido Verde) em breve, informa a coluna de Mônica Bergamo, publicada na edição deste sábado na Folha de São Paulo. A ex-presidenciável estuda deixar a legenda para ter liberdade de apoiar candidatos de agremiações diversas em 2012.
E, mais para a frente, montar um novo partido -batizado temporariamente de Partido da Causa Ecológica. O ex-deputado Fábio Feldman, ligado a Marina e candidato ao governo de SP em 2010 pelo PV, será um dos primeiros a deixar a legenda, antes mesmo da ex-ministra.

(Folha.com)

Enem bate recorde de inscritos e Nordeste vem em segundo no País

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2011 recebeu 6.221.697. As inscrições foram encerradas às 23h59 de sexta-feira (10). A quantidade de interessados na prova é o maior desde sua criação, em 1998, quando o Enem teve 157.221 inscritos. No ano passado, houve 4.611. 505 inscritos.
A região com maior número de candidatos é a Sudeste, seguindo a distribuição populacional, com 2.312.312 inscritos. Na sequência, vem o Nordeste com 1.903.135 participantes. Já a Região Sul apresentou 780.802 inscritos, seguido do Norte do país com 651.995 e o Centro-Oeste com 573.453 registros.
O pagamento das inscrições pode ser efetuado até dia 13 de junho, somente em agências do Banco do Brasil.”
(Portal Uol)

Parque Adahil Barreto terá domingo cultural contra o trabalho infantil

112 1
Neste domingo, o dia mundial, nacional e estadual de combate ao trabalho infantil, haverá uma manhã cultural, a partir dsa 9 horas, no Parque Adahil Barreto, em Fortaleza. No programa “Domingo no Parque”, do Ministério Público do Trabalho, haverá diversão e conscientização a todos os visitantes, com apresentações artísticas promovidas pelos participantes do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) e do Programa de Educação contra a Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Peteca). Em todo o País, segundo dados do IBGE, existem 4,25 milhões de meninos e meninas (de 5 a 17 anos) em situação de trabalho, dos quais 293.668 no Ceará.
“A utilização da arte como recurso educativo e de sensibilização é fundamental para ajudar a vencer a barreira cultural que ainda dificulta a erradicação do trabalho infantil. Indiscutivelmente, o quadro de tolerância social hoje predominante ainda é um dos principais obstáculos com que nos deparamos na tentativa de transformar a realidade e eliminar esta terrível chaga social”, afirma o procurador do Trabalho Antonio de Oliveira Lima, coordenador estadual do Peteca.
O Peteca é um programa de educação continuada, lançado no final de 2008 pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), que desde o ano letivo de 2009 tem levado a abordagem do tema trabalho infantil às salas de aula de escolas públicas do Ceará. Iniciou suas atividades a partir de parcerias com 51 municípios, entre eles Fortaleza, e hoje está presente em pouco mais de 120 cidades. Após a capacitação de professores e a discussão de assuntos relativos aos direitos de crianças e adolescentes, os estudantes são estimulados a produzir tarefas escolares (teatro, música, pintura, cordel etc) em que retratem os conhecimentos adquiridos sobre os prejuízos do trabalho infantil à saúde, à educação e ao desenv olvimento da criança. Algumas destas tarefas serão apresentadas na manhã cultural.
Já o Peti é um programa coordenado pelo governo federal e desenvolvido em vários estados e municípios, visando oferecer atividades educativas, esportivas e culturais no contraturno escolar como forma de ocupar a criança e o adolescente e retirá-las da exploração do trabalho precoce. Em Fortaleza, o Programa é conduzido pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), que organiza a manhã cultural, com apoio do MPT. Além de contação de histórias, dança, leitura, artistas em pernas-de-pau, palhaços e bonecos, haverá show da banda Dona Zefinha, brinquedos, lanches e distribuição de folhetos educativos sobre trabalho infantil.
SERVIÇO
* Parque Adahil Barreto – Rua Major Virgílio Borba, 50 – Dionísio Torres.

Conselheira da Embaixada de Cuba no Brasil dará palestra em Fortaleza

A conselheira da Embaixada de Cuba no Brasil, Maria Emília Vieira, dará palestra em Fortaleza no próximo dia 16, a partir das 19 horas, no auditório da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará. Ela abordará o tema  “Cuba, o 6.º Congresso  e a Consolidação do Socialismo”.
A realização é do Cebrapaz/CE, com apoio da Fundação Mauricio Grabois e Casa da Amizade Brasil/Cuba.
SERVIÇO
Faculdade de Educação da UFC – Rua Waldery Uchôa, 01 – Benfica.

FHC – Dilma não foi responsável pela crise

101 1

“O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse [ontem], 10, que a presidente Dilma Rousseff não foi responsável pela recente crise que resultou na queda de Antonio Palocci, da Casa Civil, e o remanejamento de ministérios com a ida de Ideli Salvatti para as Relações Institucionais e de Luiz Sérgio para a Pesca.

“Era melhor não ter perdido (um ministro-chefe), mas a presidente não é responsável por isso. Acontece”, afirmou durante um jantar de comemoração de seus 80 anos, na Sala São Paulo, na capital paulista.

Fernando Henrique disse ainda que é cedo para julgar como será o trabalho da ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, que assumirá o cargo na segunda-feira, 13.

“Não conheço a Ideli e é cedo para julgar. Como eu fui presidente, eu sei como é isso. A gente tem que esperar que as coisas aconteçam. Eu ficava muito irritado quando julgavam minhas intenções, o que eu iria fazer, vamos esperar um pouquinho”, disse.

Sobre a permanência do ex-ativista italiano Cesare Battisti no Brasil, FHC disse que se fosse presidente não teria tomado a mesma decisão que o também ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tomou.

“Eu não discuto decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), mas se eu, se fosse presidente, não teria concordado. Mas, enfim, o Supremo declarou que o presidente é quem resolve e então está resolvido”, comentou.”

(Agência Estado)

Ivo Gomes simpatiza com Smith para a Adece

174 1

Se depender de apoio político forte no Palácio da Abolição, o economista Roberto Smith, que deu adeus à presidência do Banco do Nordeste do Brasil depois de mais de oito anos como gestor, continuará ocupando cargo público e de importância política.

Em conversa com setores políticos ontem, chegou aos ouvidos de Ivo Gomes, chefe de gabinete do Palácio da Abolição, o nome de Smith como uma boa alternativa para a presidência da Agência de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Adece), hoje sob o comando do interino Zuza de Oliveira.

Ivo gostou do nome, ressalvando que a decisão é do governador, mas, não deixou de reconhecer: ter um Roberto Smith na equipe seria ponto dos mais positivos em todos os sentidos.

Ainda sobre Ivo Gomes (PSB), chefe de gabinete do governador Cid Gomes, ao ser indagado sobre fala do ministro Alfredo Nascimento (Transportes) pedindo desculpas ao cearense por causa da buraqueira nas rodovias federais: “Foi um sinal de humildade.”.

Passageiros armados assaltam van em viagem de Pernambuco ao Ceará

“Dois passageiros armados assaltaram uma van na noite desta sexta-feira, 10, em trecho da CE-293, no município de Missão Velha, no Cariri cearense. A dupla entrou no coletivo no município de Jati e viajava a caminho de Juazeiro do Norte.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), os criminosos anunciaram o assalto por volta das 19h, quando começaram a tomar todos os pertences dos passageiros que estavam no veículo. Durante a ação, a dupla chegou a efetuar pelo menos um disparo, mas ninguém foi atingido

Após evacuarem o veículo, os acusados incendiaram a van e fugiram do local. Até agora, ninguém foi preso. O coletivo havia partido de Salgueiro (PE).”

(O POVO Online)

Dilma desmonta "paulistério" e aumenta número de políticos sulistas em seu governo

A reformulação ministerial feita pela presidente Dilma Rousseff nesta semana ampliou não apenas o espaço das mulheres no governo federal, mas serviu também para aplacar as críticas antigas de que grande parte do ministério era composta de paulistas, como nas gestões de Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. Mineira que fez carreira no Rio Grande do Sul, Dilma reforçou a presença dos Estados do Sul com suas novas indicações.

No lugar de seu principal assessor no governo –o paulista Antonio Palocci deixou a Casa Civil após denúncias de enriquecimento vertiginoso nos últimos anos–, a presidente colocou em seu lugar a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), ex-diretora de Itaipu. A curitibana, que acompanhará os principais programas do Brasil, é casada com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, que fez carreira política no Paraná. Os dois foram secretários municipais em Londrina, no norte do Estado.

Na coordenação política, Dilma trocou o fluminense Luiz Sérgio, que tem sua base de apoio partidário em São Paulo, por uma paulista que fez carreira política em Santa Catarina. Após semanas de críticas públicas de petistas e peemedebistas, Sérgio perdeu o cargo de ministro das Relações Institucionais para Ideli Salvatti, que ocupava a pouco prestigiosa pasta da Pesca. A ex-senadora desbancou o paulista líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza.

Nas presidências da Câmara dos Deputados e do Banco Central há dois gaúchos: Marco Maia e Alexandre Tombini, respectivamente. Outro nascido no Rio Grande do Sul é o ministro da Defesa, Nelson Jobim, que chegou a balançar no cargo, mas foi mantido.

O principal programa do governo Dilma é conduzido pela ministra Tereza Campello, do Desenvolvimento Social. O “Brasil sem Miséria” foi confeccionado por essa paulista de Descalvado que fez carreira no Rio Grande do Sul, tanto nas prefeituras de Raul Pont e Tarso Genro como nas gestões municipal e estadual lideradas por Olívio Dutra.

Outra gaúcha no governo é a ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, eleita para o terceiro mandato consecutivo de deputada federal pelo Estado e primeira mulher a ocupar a pasta.

(UOL)

Policiais trabalham doentes para não perder gratificação

72 4

Nem todo policial doente tira Licença para Tratamento de Saúde (LTS), lembra o capitão Wagner Sousa, presidente da Associação dos Profissionais de Segurança Pública do Ceará (Aprospec). “Tem gente que não quer tirar a licença porque perde a gratificação”, afirma.

 O capitão se refere à Gratificação de Policiamento Ostensivo (GPO), direcionada ao policial que trabalha na rua. O valor é de R$ 819,03 para o PM que atua à noite; R$391,18 para quem trabalha de manhã ou à tarde; e R$ 533,80 para quem desempenha a função como folguista. Sem a gratificação, o salário é de cerca de R$ 1.500.

“O médico disse que estou com problemas psicológicos. Ele passou remédio e tudo. Mas eu não tiro licença porque preciso do dinheiro. Trabalho à noite e a gratificação é boa”, conta um policial do Ronda do Quarteirão, que se diz estressado e cansado. Ele sabe que é um risco trabalhar nessas condições.

(O POVO)

Cid "não pode comandar processo sozinho", diz Novais

117 2

O presidente municipal do PSB em Fortaleza, Sérgio Novais, afirmou que o governador Cid Gomes (PSB), que também acumula o cargo de presidente estadual da sigla, não poderá resolver a disputa nas eleições de 2012 de forma isolada. “Ele não pode comandar sozinho esse processo”, disse Sérgio Novais.

 Contradizendo o que o governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, afirmou sobre a intervenção da executiva nacional nas eleições municipais, Sérgio destacou que existe uma resolução do partido de que, em cidades que possuem mais de 500 mil habitantes, a executiva nacional deve opinar, “obrigatoriamente”, na decisão das eleições. “Esse é um documento oficial”, explicou.

 É tanto que, segundo ele, no processo eleitoral de 2004, houve debate intenso em todas as instâncias da sigla para decidir se o partido apoiaria a candidatura de Luizianne Lins (PT), que havia rachado o Partido dos Trabalhadores na Capital, ou de Inácio Arruda (PC do B).

 A decisão de apoio à petista foi levada à direção nacional e “respaldada pelo pessoal de lá”. O mesmo também ocorreu em 2010, conforme Novais. “Nas eleições para presidente da República, todos os diretórios estaduais foram ouvidos e a executiva nacional votou por não termos candidato próprio e apoiarmos a Dilma”, disse.

 “É por isso que em 2012 o caminho tem que ser o mesmo”, aponta o presidente municipal.

(O POVO)

Eduardo Campos diz que Cid comandará sucessão em Fortaleza

101 7

Presidente nacional do PSB, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, colocou nas mãos do governador Cid Gomes (PSB) o destino do partido quando o assunto são as eleições municipais em Fortaleza. Durante entrevista, Campos retirou a possibilidade de a decisão sobre a indicação de candidatos partir da direção nacional da legenda e evitou manifestar apoio à deputada estadual Eliane Novais (PSB), que, juntamente com ele, compõe a ala histórica do partido. Ele participou ontem do II Fórum de Governadores do Nordeste, realizado no Palácio da Abolição, que discutiu uma proposição para a Agenda Tributária da Região.

 “O governador Cid é que vai coordenar o processo pelo PSB, como presidente estadual, junto da direção municipal”, disse Campos. Segundo ele, a Executiva Nacional prepara para até setembro deste ano a renovação dos diretórios municipais. “Até novembro, nós deveremos ter a eleição da direção dos diretórios estaduais e, em dezembro, a renovação da direção nacional”, complementou.

 Questionado, o governador de Pernambuco esquivou-se de avaliar o racha entre a ala histórica, comandada no município por Sérgio Novais (PSB), e os Ferreira Gomes para tentar emplacar o candidato que poderá suceder a prefeita Luizianne Lins (PT) no comando da cidade. Sérgio defende uma candidatura de Eliane, enquanto Cid e o irmão Ciro Gomes apostam em outros nomes. “É claro que a direção do partido deseja ter candidatura própria na maioria dos municípios, sobretudo nas capitais, cidades importantes, como Fortaleza. (…) Só que a direção nacional só começa a interferir quando há necessidade, quando é chamada”, disse.

 Recentemente, o ex-deputado Ciro Gomes sugeriu incluir o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, Roberto Cláudio (PSB), na lista de possíveis candidatos a prefeito em 2012. A ideia foi recebida com reservas por Eliane. Segundo a deputada, até o próximo dia 15 de junho, Campos deverá realizar encontro com todos os pré-candidatos da legenda no País, inclusive ela, para debater coligações e temas de campanha. Hoje, Cid sinaliza intenção de manter a aliança com o PT. O governador do Ceará já chegou, inclusive, a expressar simpatia por uma possível candidatura de Camilo Santana (PT), seu secretário das Cidades. Já Ciro mantém críticas à administração municipal e defende que o partido deve lançar candidato próprio.

(O POVO)

Ipea debate em seminário as questões mais relevantes das políticas públicas no Brasil

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em parceria com a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), a Representação do BNDES no Nordeste e a Secretaria da Mulher do Estado de Pernambuco, promove na segunda-feira (13), no Recife, o seminário Brasil em Desenvolvimento: Estado, Planejamento e Políticas Públicas.

O objetivo do seminário é apresentar ao País as investigações e estudos do Ipea sobre as questões mais relevantes das políticas públicas no período recente, com foco nos acontecimentos que marcaram a vida nacional em 2009 e 2010. Na oportunidade, será lançada o documento Brasil em Desenvolvimento: Estado, Planejamento e Políticas Públicas.

(Ipea)

Plácido diz que ação contra a greve dos professores é quebra de acordo

119 8

O líder da oposição na Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Plácido Filho (PDT), disse na noite desta sexta-feira (10), durante a manifestação de servidores do PSF na Beira-Mar, que a ação da Procuradoria Geral do Município (PGM), que pede a ilegalidade da greve dos professores municipais, é uma quebra de acordo.

Segundo o vereador, o líder da prefeita na Casa, vereador Ronivaldo Maia (PT), havia solicitado um acordo com a liderança da oposição, na última quinta-feira (9), para que não fosse ingressado na Justiça, nos próximos cinco dias, nenhum pedido de anulação da sessão extraordinária de quarta-feira à tarde, que aprovou o reajuste salarial da categoria em greve há mais de 40 dias.

De acordo ainda com Plácido Filho, o líder da prefeita estabeleceu uma “trégua”, até a tarde da segunda-feira (13), quando o presidente da Câmara Municipal, vereador Acrísio Sena (PT), irá se reunir com todos os vereadores, em seu gabinete, para se pronunciar sobre as ações da Casa, em relação à greve dos professores.

Plácido diz que a PGM fundamentou o seu pedido de ilegalidade, justamente na aprovação do reajuste salarial. Apesar de afirmar que houve uma quebra no acordo, por parte da Prefeitura, o líder da oposição assegurou que irá manter a sua palavra e somente irá avaliar qualquer ação na Justiça após ouvir as argumentações do presidente Acrísio Sena.

PSB discute eleições 2012, dia 20

163 4

CONVOCAÇÃO DO DIRETÓRIO MUNICIPAL DO PSB DE FORTALEZA

Nós, que formamos a ampla maioria dos integrantes do Diretório Municipal de Fortaleza do Partido Socialista Brasileiro – PSB, cônscios dos nossos deveres partidários e
CONSIDERANDO:
Que o compromisso do PSB com o projeto político em curso em Fortaleza, no Ceará e no País exige um amplo debate com as forças partidárias democráticas, populares e progressistas;
Que o lançamento de nomes de candidatos, sem um amplo debate, é confiscar do munícipe o direito de refletir sobre os rumos de nossa cidade, é negar-lhe o pleno exercício de sua cidadania, é querer torná-lo mero torcedor esportivo; subestimando sua capacidade de construir uma sociedade mais justa.
Que não correspondem à realidade as diversas declarações, divulgadas através da imprensa, de que o PSB de Fortaleza deliberou pelo lançamento de nome para disputar a Prefeitura de Fortaleza, pois não houve qualquer decisão partidária da Executiva Municipal ou do Diretório Municipal do PSB de Fortaleza neste sentido;

CONVOCAMOS,
Todos os membros do Diretório Municipal de Fortaleza, para reunião do Diretório, às 19h do dia 20 de junho de 2011, na Sede Estadual do PSB/CE, na Rua Juvenal de Carvalho, nº 540, Bairro de Fátima, Fortaleza/CE, com esteio nos arts. 7º, alínea “a”; art.12, inciso II; art. 20; art. 27, alínea “f” do Estatuto do Partido Socialista Brasileiro c/c art. 7º do Regimento Interno do PSB, para tratar da seguinte pauta:

• O PSB de Fortaleza e as eleições municipais de 2012.
• A relação do PSB de Fortaleza com as demais instâncias partidárias.
• Contribuição política do PSB com os governos aliados.
• Organização do Congresso Municipal do PSB em 2011.
• Outros temas propostos e acatados pela plenária.
FORTALEZA(CE), 10 DE JUNHO DE 2011.

Do total de 30 membros efetivos do Diretório Municipal do PSB de Fortaleza, 19 assinam a presente Convocação, bem como o 1º suplente do Diretório, José Elivalton Chaves e o vereador de Fortaleza Elpídio Nogueira.
Obs 2: Do Total de 13(treze) membros titulares da Executiva Municipal do PSB de Fortaleza, 7 (sete) assinam a presente nota de convocação.

ASSINAM A CONVOCAÇÃO:

EXECUTIVA MUNICIPAL DE FORTALEZA

1. KARLO MEIRELES KARDOZO – 1º Vice-Presidente Municipal do PSB de Fortaleza,
2. PAULO BARRETO RIBEIRO MINDELLO – 2º Vice-Presidente da Executiva Municipal do PSB,
3. ROGERIO DE ALENCAR ARARIPE PINHEIRO – Secretário de Finanças da Executiva Municipal do PSB,
4. DAVID GABRIEL FERREIRA DUARTE – Secretário Geral do PSB de Fortaleza,
5. MONICA MARIA DE PAULA BARROSO – Secretária Municipal de Mulheres,
6. FRANCISCO CRISTIANO FERRER – Secretário de Organização e Formação Política do PSB de Fortaleza,
7. JOSÉ MARIA DA SILVA – Secretário Municipal do Movimento Negro.

DIRETORIO MUNICIPAL DE FORTALEZA

8. ALESSANDRO RUDDI SIEBRA DE ALENCAR ARRAIS DA SILVA,
9. ANTONIO JORGE FERREIRA SEVERINO,
10. DANTON CORREIA NOBRE JUNIOR,
11. JOSE ADAUTO ELOI DE ALMEIDA,
12. JOSE SARTO NOGUEIRA MOREIRA,
13. JOSE TENORIO DE ALMEIDA,
14. JOSE IRAN RIBEIRO SOBRINHO,
15. LAURENILZA DE SOUSA ASSUNÇÃO,
16. LUIZA MARIA SILVA TORRES,
17. MARIA ANDRADE LEITE,
18. MANUEL CARLOS DA COSTA,
19. PAOLA BRAGA DE MEDEIROS,
20. ELPIDIO NOGUEIRA – VEREADOR DE FORTALEZA,
21. JOSE ELIVALTON CHAVES DE FREITAS – 1º Suplente do Diretório Municipal do PSB.

Preço do etanol recua 1,34% na semana e acumula queda de 17%

Os preços do etanol e da gasolina voltaram a cair nos postos de combustíveis do país, segundo levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo).

Conforme balanço, o preço médio do litro da gasolina C comum –que contém 25% de etanol anidro– recuou 0,79% na semana, para R$ 2,770. No mesmo período, houve queda de 1,34% no preço do álcool, que cedeu para R$ 1,913 o litro.

Desde a primeira semana de maio –portanto há pouco mais de um mês–, o preço do etanol acumula baixa de 17%, enquanto o da gasolina mostra recuo de 5%.

(Folha)

Luiz Sérgio jura que Secretaria Especial da Pesca não é prêmio de consolação

94 1
“O atual ministro de Relações Institucionais, Luiz Sérgio, disse que assumir o Ministério da Pesca “não é um prêmio de consolação”. “O Ministério da Pesca é muito importante, tem um peso econômico muito significativo”, disse o ministro que, na próxima segunda-feira, passa a ocupar a pasta. “Para quem é de Angra dos Reis, que nem eu, pescar é mais que uma obrigação. É uma atividade que dá prazer”, disse ele. A troca foi decidida hoje (10) pela presidenta Dilma Rousseff. O ministro Luiz Sérgio (PT-RJ) deixará a articulação política do governo e passará a comandar a Secretaria Especial da Pesca e Aquicultura. Em seu lugar assume a atual ministra da Pesca, Ideli Salvatti (PT-SC).
Luiz Sérgio avaliou que os rumores de desarticulação da base governista no Congresso, durante o tempo em que cuidou da relação do governo com o Parlamento, não são verdadeiros. “Não há desarticulação da base. Praticamente todas as medidas provisórias foram aprovadas. Leis como a do salário mínimo foram também aprovadas. Essa é uma versão que não corresponde a verdade dos fatos”, destacou.
O ministro elogiou a capacidade de articulação de Ideli Salvatti, segundo ele, provada durante o tempo que ele ela atuou como líder da bancada petista e líder do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Senado. “Ideli tem experiência, foi líder da bancada, foi líder do governo e tem todas as condições de desempenhar essa função”, destacou o ministro.
A troca foi a segunda mudança no ministério de Dilma Rousseff. Na terça-feira, Antonio Palocci foi substituído na Casa Civil por Gleisi Hoffmann.
A atuação de Luiz Sérgio vinha sendo alvo de crítica de congressistas. Parte do diálogo do governo com o Congresso estava sendo conduzido pelo ministro Palocci, que deixou o governo em meio a suspeitas envolvendo seu patrimônio. Já a nova ministra da Casa Civil tem um perfil mais técnico.
No Senado, como líder do governo de Lula, Ideli foi uma ferrenha defensora, principalmente durtante as crises provocadas pelas denúncias de mensalão.”

(Agência Brasil)