Blog do Eliomar

Últimos posts

Em nome do amor, apoio aos professores grevistas

204 4

Com o título “Com amor se paga?”, eis artigo do poeta e publicitário Ricardo Alcântará, em tom de solidariedade à greve dos professores estaduais.

Há palavras vulgares e há palavras comuns. Coincidem, às vezes. “Porra”, por exemplo, não se diz na missa, mas é inevitável quando cai pela terceira vez aquela ligação 0800 após uma longa espera para ser atendido. Há outras que, embora de uso corrente, têm sentido sublime e, porque são sublimes, vulgarizam-se facilmente pelo uso comum. Preciosas, mereciam ser mais poupadas, como fazem com elas os mais sensatos.

A palavra “Amor” talvez seja a mais castigada de todas elas. Fácil de pronunciar, muita responsabilidade atribui a quem o sente. Tão distante está de ser compreendida, embora nos habite tão intimamente o seu mistério. Outro dia, ouvi o governador Cid Gomes falar de amor. Chamou minha atenção porque é raro observar esta palavra na fala de um político. Muito raramente mesmo encontram lugar para ela em seu discurso.

Por mais elástica sua capacidade de adulterar o sentido das coisas quando falam, os políticos parecem tomados de um inusitado pudor quando a evitam, o que é sensato: não parece mesmo verossímil na boca deles. A palavra “amor”, o governador usou da pior maneira: para humilhar as pessoas – educadores, no caso. Nada mais paradoxal do que o esforço de conciliar humilhação e amor na mesma oração.

Para justificar as compensações precárias que seu governo está podendo oferecer no momento aos professores em greve – eis o contexto – ele disse que quem entra no serviço público não o faz por dinheiro, mas por amor. Ora, homem, nos poupe do seu evangelho de ocasião! É evidente que nenhum professor desprovido de vocação, amor pela missão que abraçou, pode mesmo formar uma geração de bons cidadãos.

Mas é imprescindível à verdade mais rasa acrescentar ao que você falou um detalhe que muda de tal maneira a qualidade do que disse que melhor seria se tivesse evitado se expor assim, pilhado numa sandice. É que, para servir com a devoção que você cobra, os educadores, além de amor, precisam ir às salas de aula com a tranquilidade de ter deixado em casa os filhos alimentados e bem vestidos. Afinal, isso também é amor.

Os educadores não estão exigindo viajar em jatinhos particulares com a família para servir ao Estado como devem. Querem apenas ser remunerados de modo compatível com a relevância do serviço que prestam. Não se pode exigir, em nome do amor, que as pessoas abdiquem do necessário. A mais generosa impressão que se pode ter do que você disse é que a sua experiência pessoal com este sentimento é imatura e superficial.

Por que não te calas? Há quem colabore mais com outros recursos, que não a palavra. Pelo visto, seu ramo é outro. Faça o melhor que sabe nas condições que pode, mas evite expor em demasia a natureza confusa dos seus valores.

* Ricardo Alcântara,

Poeta e publicitário.

Dilma quer médicos recém-formados atuando no Interior

151 1

“A presidenta Dilma Rousseff destacou hoje (5) que os médicos brasileiros recém-formados precisam conhecer as reais necessidades do país. Ao explicar os incentivos anunciados pelo governo para melhorar a distribuição de profissionais de saúde, ela disse ainda que a meta é abrir 4,5 mil vagas, a mais, de medicina por ano no Brasil.

No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma lembrou que o médico recém-formado que optar por trabalhar em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) terá a dívida do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) reduzida.

Segundo ela, 5 mil dos 24 mil alunos de medicina que acessaram o crédito estudantil já estão formados ou se formando. A ideia é distribuir esses profissionais em cerca de 2 mil municípios, onde a carência de médicos é maior.

“Um dos maiores objetivos do meu governo é fazer com que a qualidade de atendimento do Sistema Único de Saúde seja igual àquela praticada, por exemplo, nos grandes hospitais privados do nosso país. Vamos garantir atendimento humano e de qualidade e isso é um compromisso a ser buscado todos os dias”, concluiu Dilma.”

(Agência Brasil)

Cineasta Sílvio Tendler lança em Fortaleza documento sobre agrotóxicos

O cineasta Sílvio Tendler lançará, às 19 horas desta terça-feira, no auditório do Centro de Humanidades da UFC, 0 documentário “O veneno está na mesa”. Nesse trabalho, ele traz à tona a discussão sobre o modelo de produção de alimentos no Brasil, mostrando os danos gerados pelo uso de agrotóxicos à saúde da população e ao meio ambiente.

Após a exibição, haverá um debate com a participação de Tendler, da integrante da Via Campesina, Loudes Vicente, e da professora do Departamento de Saúde Comunitária da UFC e coordenadora do Núcleo Tramas (Trabalho, Meio Ambiente e Saúde para a Sustentabilidade), Raquel Rigotto.

Lourdes Vicente apresentará a Campanha Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, que objetiva ampliar o debate sobre o uso de agrotóxicos no Brasil. Raquel Rigotto abordará a problemática dos agrotóxicos no Ceará, especialmente na Chapada do Apodi, onde grandes empresas de fruticultura usam intensamente esses químicos, inclusive através da pulverização aérea, contaminando o meio ambiente e até a água usada para consumo humano.

Danilo Forte diz que fortalezense ainda vive o tempo das obras de Juraci

204 5

O deputado federal Danilo Forte, que se define como pré-candidato do PMDB á Prefeitura de Fortaleza, bateu duro, nesta segunda-feira, na administração da prefeita Luizianne Lins (PT). Foi durante entrevista ao programa Paulo Oliveira, da Rádio Verdes Mares AM.

O parlamentar criticou a precariedade do serviço de saúde oferecido pelo município e a falta de projetos de infraestrutura, destacando que as grandes obras que o fortalezense contempla no momento ainda são herança das administração do PMDB, por meio dos prefeitos Juraci Magalhães, falecido, e Antônio Cambraia.

Danilo reiterou que o PMDB precisa disputar a Prefeitura, até porque tem tradição de gestão e é um dos grandes partidos no Ceará.

Bolsas europeias operam em baixa temendo recessão nos Estados Unidos

“As bolsas europeias operavam em baixas expressivas nesta segunda-feira (5) pelo temor de uma recessão nos Estados Unidos e afetadas pela crise da dívida, assim como por um forte retrocesso dos valores bancários. Na sexta-feira, o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos informou que não foram criados postos de trabalho no país em agosto. Pouco depois das 9h30 GMT (6H30 de Brasília), Paris perdia 3,28%, Madri 3,18%, Frankfurt 2,88% e Milão 2,79%. Londres retrocedia 2,02%.

“Os investidores começaram a semana na defensiva, com fortes perdas em todos os índices europeus, em consequência das inquietações a respeito do crescimento mundial”, afirmou Joshua Raymond, analista da City Index. Os valores bancários, especialmente britânicos, alemães e franceses, registravam fortes quedas após a ação iniciada na sexta-feira pelo governo americano contra 17 bancos e instituições financeiras de todo o mundo por fraude na concessão de créditos hipotecários de risco, as chamadas “subprimes”.

Em Londres, o Royal Bank of Scotland (RBS) perdia 8,33% e o Barclays 7,45%; em Frankfurt, o Deutsche Bank recuava mais de 5% e o Commerzbank mais de 4%. A cotação do Société Générale em Paris retrocedia mais de 4%. Nas quedas dos valores bancários, além da demanda americana, também influencia o medo dos investidores pela crise da dívida grega e, no caso do Reino Unido, a incerteza sobre as consequências da próxima reforma bancária no país. Wall Street permanecerá fechada nesta segunda-feira, feriado nos Estados Unidos.”

(iG)

Labomar e Instituto Butantan fecham parceria

O Instituto de Ciências do Mar (Labomar), da UFC, e o Instituto Butantan, de São Paulo, acabam de firmar uma parceria em torno de um projeto que estudará a multifuncionalidade biológica de toxinas provenientes de organismos marinhos e terrestres. A pesquisa é para fins biotecnológicos e farmacêuticos.

O estudo contará com apoio da Capes, organismo do Ministério da Educação, que vai liberar R$ 1,2 milhão. A informação é do professor Luiz parente, que foi eleito na última semana como novo diretor do Labomar.

Universitários vão conhecer polo moveleiro de Marco

O presidente do Sindicato das Indústrias do Mobiliário do Ceará (SindMóveis), Junior Osterno, recebe, nesta terça-feira, alunos do curso de Design de Interiores da Faculdade Integrada do Ceará (FIC), no Arranjo Produtivo Local (APL) do município de Marco (Zona Norte).

Ali, Júnior Osterno apresentará para um grupo formado por 30 alunos da disciplina de Design Mobiliário todos os processos de industrialização de diversos materiais com madeiras planas e naturais, entre eles armários, mesas, cadeiras, poltronas e camas.

Marco foi escolhido por constitui-se como o maior pólo moveleiro do Ceará, com 28 empresas, entre micro, pequenas e grandes, gerando aproximadamente 1.700 empregos diretos.

Licença-maternidade em caso de bebê prematuro pode ser ampliada

“A licença-maternidade em caso de bebês que nascem prematuros ou precisam ficar internados em unidade de terapia intensiva (UTI) pode ser ampliada. É o que prevê projeto aprovado pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara.

Em caso de bebê prematuro, o projeto aumenta a licença-maternidade pelo período que faltaria para a mãe completar 37 semanas de gravidez, prazo em que o bebê pode nascer normalmente. Entretanto, só terão direito ao benefício mulheres que trabalham em empresas que participam do Programa Empresa Cidadã, que aumentou a licença de 120 dias para 180 dias. Para ter direito, é preciso pedir a prorrogação da licença até o fim do primeiro mês após o parto.

No caso de recém-nascidos internados em UTI, a licença-maternidade fica ampliada pelo tempo em que o bebê ficar no hospital. A proposta também autoriza a mãe a visitar o bebê três vezes a cada 24 horas. Se a mãe não puder fazê-lo, o direito é assegurado ao pai. O projeto também estabelece as mesmas regras de ampliação da licença para os pais desses bebês.

“O que estamos fazendo é permitir que esse período importantíssimo de desenvolvimento afetivo e psíquico do bebê se confirme pela presença da mãe. Ajuda o recém-nascido nessa recuperação e ajudar a mãe a ficar psicologicamente estabilizada para observar que sua criança está recuperando bem e possa voltar ao trabalho”, disse o relator do projeto, deputado Dr. Ubiali (PSB-SP).

A matéria segue, agora para as comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Se aprovado, segue para o Senado.”

(Agência Brasil)

"Faxina" de Dilma mobiliza redes sociais

“A “faxina” nos ministérios colocada em prática pela presidente Dilma Rousseff está servindo de inspiração para as pessoas se mobilizarem nas redes sociais. Depois de uma brincadeira pela internet ter conseguido reunir centenas de pessoas para um “churrasco-protesto” contra a desistência do governo de São Paulo de construir um metrô em Higienópolis, o Facebook está sendo palco para organizar uma nova leva de manifestações, desta vez contra a corrupção. E os protestos já têm dia para acontecer: quarta-feira, 7 de setembro.

Há pelo menos dez diferentes grupos incentivando as pessoas a irem às ruas no dia em que foi declarada a Independência do Brasil. Mais de 75 mil pessoas já confirmaram presença em eventos espalhados por todo o País. Apesar de fazer algumas semanas que esse tipo de movimento começou a pipocar na rede social, foi somente nos últimos dias que os diversos grupos iniciaram um esforço para tentar unificar os eventos.

O blog Brasil+Ético tem reunido informações sobre os protestos. Para isso, publicou um Calendário Geral de Manifestações Anticorrupção, que tem sido atualizado periodicamente. Ronaldo da Cruz, brasileiro que mora na Espanha há dez anos, conta que criou o site para divulgar uma carta de apoio à presidente Dilma após ler notícias sobre a “faxina” que acontecia por aqui.

Para o professor José Álvaro Moisés, diretor do núcleo de Políticas Públicas da USP, essas iniciativas mostram que o País passa por um processo de mudança da cultura política. Segundo ele, o povo brasileiro sempre apresentou certa “tolerância social da corrupção”, mas hoje a tendência é, cada vez mais, de mobilização contra práticas ilícitas.

Movimentos

Só na cidade de São Paulo há mais de cinco manifestações agendadas. O ponto de encontro da maioria delas será o vão do prédio do Masp, na Avenida Paulista. No Rio também haverá pelo menos quatro movimentos diferentes pela cidade. Em Brasília há o registro de outras quatro passeatas.

Um dos organizadores dessas manifestações é o grupo de hackers Anonymous, que ficou famoso por invadir as redes da Visa e da Sony. O movimento criado por eles no Facebook foi batizado de “Manifesto contra a corrupção no Brasil” e lista ações em praticamente todos os Estados brasileiros. Aproximadamente 35 mil pessoas confirmaram presença na página do evento na rede social.”

* Leia mais em estadao.com.br

Justiça extingue mais uma ação contra Daniel Dantas

“A Justiça Federal encerrou na semana passada mais uma novela envolvendo o banqueiro Daniel Dantas. O juiz Flávio Oliveira Lucas, da 18ª Vara Federal do Rio de Janeiro extinguiu, sem julgamento do mérito, a ação subscrita pelos procuradores da República Luiz Francisco de Souza e Lauro Cardoso. As acusações eram basicamente as mesmas que seriam ressuscitadas na chamada operação satiagraha anos depois.

A ação extinta ficou famosa por ter sido produzida em um computador da Nexxy Capital, empresa pertencente a um adversário de Dantas, o empresário Luís Roberto Demarco — o mesmo investigado em inquérito por corrupção ativa no Supremo Tribunal Federal, em que os ex-delegados Protógenes Queiroz e Paulo Lacerda respondem por corrupção passiva. Outro réu no mesmo processo é o empresário e blogueiro Paulo Henrique Amorim, também implicado por ter trabalhado na produção dessa ópera.

Na sentença, o juiz Oliveira Lucas descreve a ação apresentada pelo Ministério Público como “confusa, truncada, pouco lógica e recheada de reprodução de reportagens, principalmente publicadas na revista ‘carta capital’.” O juiz desqualifica também o conteúdo da inicial que, diz ele, “parece ter sido fortemente influenciada por fatores outros, que não o mero exercício do direito de demandar em juízo.” A ação reproduzia também trechos não publicados de uma reportagem da Folha de S.Paulo.

O juiz estranha que o objetivo principal da ação, tenha sido “declaradamente” o de obter a lista de clientes do Opportunity, mas cujo ajuizamento serviu para a “obtenção de peças sigilosas perante juízos situados no Brasil e fora dele”. Para o juiz, que assumiu o caso recentemente, “o fato é que a petição inicial deveria ter sido indeferida” de plano por ser um processo “natimorto”, totalmente descabido e ter acarretado, inutilmente, “despesas suportadas pelo Erário e, ainda, perda de tempo de todos os funcionários públicos, incluindo aí o Magistrado e o membro do parquet, responsáveis pela prática de atos processuais”.

O desfecho desta ação guarda semelhanças com outras investidas que envolvem os mesmos personagens. A tese da defesa de Daniel Dantas é a de que a questão se resume a uma guerra empresarial como tantas outras. O diferencial é que, no caso, em vez de empreenderem suas batalhas com recursos próprios, empresários se fizeram substituir pela Polícia Federal, pelo Ministério Público e pelo Judiciário.

Assim como hackers servem para testar a segurança de sistemas, Demarco, ao longo de sua epopéia, testou a vulnerabilidade das instituições. Ele mostrou que é possível comandar comissões parlamentares sem ser deputado nem senador, dirigir o maior fundo de pensão estatal do Brasil sem ser da diretoria, comandar iniciativas do Ministério Público Federal, ações da Polícia Federal e de pelo menos uma Vara Criminal Federal de São Paulo, sempre na luta do bem contra o mal, claro. De quebra, colocou pra correr o Citibank do negócio das teles, deu um nó na Italia Telecom que até hoje eles não conseguiram desatar e passeou de trator em cima do outrora poderoso Daniel Dantas. Não é pouco. Demarco só não conseguiu passar para trás o presidente Luiz Inácio Lula da Silva que, mesmo ameaçado pelo empresário, não entregou a Brasil Telecom à Previ, que havia se tornado seu feudo.”

(Consultor Jurídico)

Governadores pedem mais verbas para saúde. Cid Gomes endossa bloco

“Governadores lançam nesta semana uma nota em que pedem “maior aporte de recursos” para a saúde e apoiam o pleito da presidente Dilma Rousseff para que o Congresso aponte novas fontes de recursos para a área.

Na prática, eles decidiram encampar o discurso do governo sobre a necessidade de um novo imposto, nos moldes da extinta CPMF, ou aumentar a taxação de produtos como cigarros e bebidas para custear a saúde.

Será sobre os cofres estatuais o maior golpe caso a emenda constitucional 29, que aumenta as verbas para a saúde, seja regulamentada conforme o texto atual, sem nova fonte de verbas.

A carta, à qual a Folha teve acesso, tinha até ontem 12 assinaturas -dos governadores de PB, MA, AL, BA, RN, CE, DF, PI, SE, PE, AC e RS. Outros sete já haviam se comprometido a assiná-la.”

(Folha)

DETALHE – A Assessoria de imprensa do Palácio da Abolição informou que o governador Cid Gomes deve estar nesta segunda-feira, em Brasília. Vai acompanhar lançamento de obras do PAC 2 por Dilma Rousseff.

Missa lembra general Tácito Theofilo Gaspar de Oliveira

Será celebrada às 19 horas desta segunda-feira, na Igreja do Cristo Rei, a Missa da Ressurreição em memória do general-de-exército Tácito Theófilo Gaspar de Oliveira.

O general Tácito Theophilo morreu aos 97 anos no último dia 30, depois de passar um mês internado no Hospital do Exército, no bairro Aldeota. landa Gadelha Theóphilo Gaspar.

O oficial foi comandante da 10ª Região Militar em Fortaleza e era membro titular do Instituto do Ceará, para o qual foi eleito no dia 23 de abril de 1980.

Carreta tomba na BR-116 e provoca uma morte

 Uma pessoa morreu em um tombamento de uma carreta no quilômetro 56 da BR-116, em Chorozinho, na manhã desta segunda-feira, 5. De acordo com informações preliminares da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima ficou presa às ferragens. Neste momento, parte da rodovia está interditada.
O acidente ocorreu no sentido Fortaleza-Interior e segundo a PRF, a via precisou ser interditada. No sentido oposto, a BR já foi liberada, mas o fluxo é lento. Segundo a PRF, ainda não há previsão de liberação do trecho bloqueado.

(POVO Online)

Ceará está preparado para receber águas do São Francisco graças a Tasso, diz deputado

294 1
Com o título “Transposição – Verdade histórica”, o deputado estadual João Jaime (PSDB) nos manda artigo afirmando que o “Ceará é o único estado preparado para receber águas do rio São Francisco”, como informou o secretário estadual dos Recursos Hídricos, César Pinheiro, graças à Era Tasso Jereissati. Confira:

Li no seu blog as declarações do secretário de Recursos Hídricos sobre o projeto “Cinturão das Águas”, o mesmo que Transposição das Águas do São Francisco, que, segundo o senhor César Augusto Pinheiro, entrará no Ceará pelo município de Jati, na região do Cariri, para se estender ao restante do Estado pelos rios Salgado e Cariús.
O secretário garantiu que “o Ceará é o único Estado, dos quatro que receberão água do São Francisco, com ritmo de preparação mais avançado”. Os outros são Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. E acrescenta que, além de ter proposto ao Ministério da Integração Nacional a inclusão do projeto no PAC 2, o Estado já dispõe de um órgão para gerenciamento de recursos hídricos, no caso a Corgeh. – Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos.
É bom que se saiba que o Ceará está com a infraestrutura mais consolidada para ser um dos primeiros a receber as águas do “Velho Chico”. Mas por uma questão de história mesmo, não posso deixar de acrescentar a essa informação do secretário que toda essa base de políticas das águas começa nos governos Tasso Jereissati, a partir da criação da Secretaria dos Recursos Hídricos, que teve como primeiro titular José Liberato Barroso.
Ao chegar ao governo, Tasso considerou o maior problema do Ceará o da água. E precisava encontrar meios de gerenciar, para a preservação e uso racional, as reservas existentes e ampliá-las. Por isso criou a Corgeh e a Sohidra , o Progerirh, estrutura a partir da qual desencadeou a construção de uma rede de médios e grandes açudes e o programa Integração de Bacias, para garantir inclusive o abastecimento à Região Metropolitana de Fortaleza e se estender até o Complexo Portuário do Pecém.
Aí é que surge o Castanhão como elemento central das políticas públicas de água, para redistribuição para as demais bacias. O modelo daqui incorporado pelo governo federal e por outros Estados ensejou a criação da ANA – Agência Nacional de Águas. E em torno dessa malha aqüífera no Ceará, incluindo adutoras, poços tubulares e cisternas, prosperaram outros programas de combate à pobreza rural e uma mentalidade de agricultura irrigada, que esperamos se ampliar com a Transposição.

Listas de ações dos Governo Tasso Jereissati:

1. Reforma Agrária Solidária. Experiência bem-sucedida desenvolvida em caráter pioneiro pelo governo do Ceará

2. Propjeto São José voltado para o combate à pobreza. Geração de emprego e renda.

3. Os Agropolos como ação inovadora para o desenvolvimento da agricultura irrigada. Geradores de emprego e renda.

4. Caminhos de Israel. Para aumentar a oferta de emprego no campo.

5. Pronaf – nasceu no Ceará com  e atua na capacitação e formação de técnicos.

6. Ceará produtor de flores.

Recursos Hídricos:

1. Construção do Castanhão, concebido como elemento central da políticaestadual de recursos hídricos. Garantia permanente de água.

2. Progerirh – Programa de Gerenciamento e Integração dos Recursos Hídricos.

3. Construção de médios e grandes reservatórios. Só 16 deles acumulavam em 2002 cerca de 1 bilhão de m3. de água, beneficiando 700 mil habitantes.

4. Eixo de Integração de Bacias ligando a Barragem do Castanhão à Região Metropolitana de Fortaleza e ao Complexo Industrial do Pecém.

5. Programa de Poços no Sertão beneficiando mais de 87 municípios. Aproveitamento de água subterrânea.

6. Sistemas de Abastecimento de Água – Programas de Adutoras e Cisternas.

* João Jaime,

Deputado estadual pelo PSDB.

Câmara Municipal puxa debate sobre Centro

148 1

“Com exposição da secretária regional do Centro, Luiza Perdigão, sobre as diversas propostas já executadas ou em execução na região central de Fortaleza, terá início a partir das 9 horas de hoje, no auditório do Centro Cultural do Banco do Nordeste, o Fórum do Projeto Viva Centro. Constituído em 22 de agosto passado com a participação de diversos atores sociais, o Viva Centro terá seu primeiro debate em torno dos projetos pensados para a área. O evento, que conta com o apoio do Grupo de Comunicação O POVO, será coordenado pelo presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Acrísio Sena (PT), que fará a abertura dos trabalhos.

Após a exposição de Luiza Perdigão, a programação terá a participação do presidente do Banco do Nordeste, Jurandir Santiago, que falará sobre a contribuição que a instituição pode oferecer ao Centro da Cidade, visando o melhoramento e restauração de fachadas de prédios. Criado por conta da preocupação com o esvaziamento crescente da região, uma vez que o Centro continua apresentando problemas como os diversos estabelecimentos comerciais que foram transformados em estacionamentos, comércio desordenado e insegurança, o Viva Centro tem entre suas propostas, a recuperação de edificações habitáveis existentes na área, a fim de trazer de volta famílias para morar no Centro.

Durante o encontro o presidente da Câmara Municipal, Acrisio Sena apresentará o escopo do projeto Viva Centro, e as ações previstas para o centro cultural e histórico. As ações, segundo Sena, estão apoiadas em cinco pilares, que são mobilidade urbana, reordenamento, reocupação habitacional, patrimônio cultural e segurança. Conforme o parlamentar, esses pilares que compoem o projeto serão debatidos com a sociedade, em sessões especiais da Câmara Municipal, “reunindo propostas para um documento formal e preciso sobre as intervenções que o Centro da cidade está a merecer”, disse ele.

A meta é requalificar a área central e ao mesmo tempo, reduzir o adensamento dos bairros periféricos. Sena explica que o calendário de atividades prevê cronograma de seis meses de execução, com o lançamento formal do Viva Centro previsto para 10 de outubro, em sessão pública da Câmara Municipal, na Praça do Ferreira.

Estão ainda programadas várias atividades envolvendo escolas, o comércio do Centro, grupos musicais, humoristas, exposições, de modo a promover completo envolvimento da população com o Viva Centro. “Queremos construir um projeto democrático para o Centro da cidade, tendo como pauta a execução de propostas técnicas que são prioritárias e transformadoras, com ações de curto e médio prazos”, enfatiza.”

(O POVO)

Datafolha – Marta Suplicy lidera para 2012

“A primeira pesquisa Datafolha para a eleição municipal de 2012 aponta que a senadora Marta Suplicy (PT) saiu na frente na disputa pela Prefeitura de São Paulo, informa reportagem deBernardo Mello Franco, publicada na Folhadesta segunda-feira.

Ela lidera a corrida em todos os cenários pesquisados (confira abaixo), com vantagem média de 14 pontos percentuais em relação aos adversários. Sem Marta no páreo, o ex-governador José Serra (PSDB) e o ex-deputado Celso Russomanno (PP) aparecem empatados na ponta.

Lançado pelo ex-presidente Lula, o ministro Fernando Haddad (Educação), que disputa com a senadora a indicação para concorrer pelo PT, oscila entre 1% e 2% das intenções de voto.

Marta obtém sua menor folga na simulação em que Serra é o candidato tucano. Ela chega a 29%, contra 18% do rival –uma vantagem de 11 pontos percentuais. Russomanno é o terceiro colocado, com 13%.”

(Folha.com)

FMI alerta sobre risco iminente de crise global

A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, alertou sobre o risco ‘imitente’ de a economia mundial entrar novamente em recessão em entrevista para a revista alemã “Der Spiegel”, publicada neste domingo pelo jornal “El País”.

Assim como os temores expressados recentemente pelo diretor do Banco Mundial, Robert Zoellick, Lagarde declarou que a projeção de um novo revés econômico em escala global existe, mas que ainda é possível evitá-lo, embora a capacidade de atuação seja agora menor do que dois anos atrás.

– Ainda podemos evitar esta situação. As opções e as medidas para os governos e bancos centrais são presentemente menores que em 2009, mas se os diferentes bancos centrais, governos e organizações internacionais trabalharem em cooperação podemos evitar uma recessão -, defendeu Christine Lagarde.

Por isso, a diretora-gerente do FMI, que assumiu o posto em julho passado, insta aos países mais afetados pela crise a implementar medidas que fomentem a economia estatal e o crescimento econômico, com o objetivo de “evitar uma iminente espiral descendente”.

(O Globo)

Compras Governamentais – Governo quer ampliar programa

“A Secretaria do Planejamento e Gestão realizará no próximo dia 14, em seu auditório, um workshop com a presença de dirigentes de empresas fornecedoras para o Estado. O principal objetivo é promover o aprimoramento do processo, dando maior agilidade e transparência às ações de compras do Governo.

A iniciativa visa, ainda, sensibilizar os fornecedores quanto a importância do atendimento ágil às demandas, além de orientá-los sobre o fluxo dos processos de compras governamentais.

O Governo, diz o secretário Eduardo Diogo, contrata diariamente produtos, materiais e serviços e uma das vantagens para quem fornece é a garantia de pagamentos dentro dos prazos contratados.”

(Coluna Vertical, do O POVO)

TRT-7 ganha homenagem por seus 70 anos

129 1

O Tribunal Regional do Trabalho – 7ª Região receberá, às 11 horas desta terça-feira, uma homenagem por seus 70 anos de atividades. Isso ocorrerá por meio de sessão solene conjunta da Assembleia Legislativa e Câmara dMunicipal. O ato ocorrerá no Plenário 13 de maio. Representará o TRT na cerimônia a desembargadora federal Dulcina Palhano.

Instalada em 1º de maio de 1941, a Justiça do Trabalho no Brasil possuía inicialmente oito unidades polos para atender todo o Brasil. Ceará, Maranhão e Piauí formavam a Sétima Região, cuja sede estava em Fortaleza. Neste período, o judiciário trabalhista ainda era subordinado ao Poder Executivo e dividido em três instâncias: Juntas de Conciliação e Julgamento, Conselhos Regionais e Conselho Nacional do Trabalho.

Em 1946, a Justiça do Trabalho desvinculou-se do Executivo e passou a fazer parte do Poder Judiciário. Os Conselhos Regionais do Trabalho foram transformados em Tribunais Regionais do Trabalho e o Conselho Nacional do Trabalho deu origem ao Tribunal Superior do Trabalho.