Blog do Eliomar

Últimos posts

Artigo lembra os 39 anos da Guerrilha do Araguaia

92 4

Com o título “Salve a Guerrilha do Araguaia”, o jornalista Messias Pontes manda artigo para o Blog lembrando os 39 anos desse conflito registrado no Sul do Pará. Confira:

Há exatos 39 anos – 12 de abril de 1972 – tinha início no Sul do Pará a maior resistência armada à ditadura militar, que ficou conhecida como Guerrilha do Araguaia. Sem ter como continuar se opondo pacificamente à ditadura militar instalada em 1º de abril de 1964, já que em 13 de dezembro de 1968 os militares da chamada linha dura deram outro golpe e instalaram o terrorismo de Estado, pouco mais de seis dezenas de jovens militantes do Partido Comunista do Brasil se deslocaram ao Sul do Pará e lá, no município do Araguaia, começaram a preparar a resistência armada contra o terror.

As Forças Armadas, no primeiro cerco aos guerrilheiros, mobilizaram cinco mil homens, mas saíram de lá corridos; o segundo cerco foi preparado um ano depois, também com cinco mil homens que igualmente não obtiveram sucesso, saindo desmoralizados. Isto porque a população local amava e apoiava os guerrilheiros do PCdoB. Somente em 1975, com o maior aparato de guerra jamais visto no País, é que a Guerrilha foi derrotada.

Os militares golpistas mudaram de tática e também passaram a pressionar mateiros e índios da região, obrigando-os a matar e cortar a cabeça dos guerrilheiros. A maioria dos guerrilheiros foi assassinada fria e covardemente pelos militares, tendo à frente o então capitão Sebastião Curió, dado que estavam presos e algemados, não oferecendo perigo algum aos repressores.

Antes de assassinarem os guerrilheiros, os militares os torturavam e depois atiravam. Muitos tiveram as mãos e a cabeça decepadas e mostradas aos moradores do lugar para intimidá-los. Isto é crime de guerra e crime contra a humanidade, portanto crimes imprescritíveis e inafiançáveis. E o pior (?) é que os corpos foram enterrados em locais até hoje não sabidos.
Pouquíssimos corpos foram localizados e identificados, entre eles o do cearense Bérgson Gurjão Farias, enterrado com honras de Estado em Fortaleza há dois anos, com a presença do ministro Paulo Vanucci, dos Direitos Humanos; do presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo ; do deputado federal e ex-guerrilheiro do Araguaia, José Genoíno; do senador Inácio Arruda (PCdoB) e muitos outros parlamentares.

Por não ter punido os criminosos fardados que cometeram as atrocidades no Araguaia, o Brasil foi condenado pela Corte Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos. Aquela Corte exige também o paradeiro dos corpos dos guerrilheiros assassinados covardemente. Daí a importância da Comissão Nacional da Verdade para que a Nação saiba o que aconteceu e qua atitude tomar.

Nossos vizinhos que passaram por ditaduras militares no mesmo período já cumpriram as determinações da Corte de Direitos Humanos e colocaram na cadeia os que praticaram crime contra a humanidade, inclusive ex-presidentes como o general Jorge Videla, na Argentina. No Chile os militares pediram publicamente perdão pelo golpe de Estado de 11 de setembro de 1973 e pelo assassinato de milhares de chilenos, inclusive o presidente democraticamente eleito, Salvador Allende.

Os militares brasileiros bem que deveriam fazer o mesmo. Afinal, milhares de militares se opuseram ao golpe de Estado – muitos foram perseguidos, presos, torturados e até mortos – e os atuais nada têm a ver com a quartelada de 1º de abril de 1964. Hoje, a grande maioria dos militares das três Armas -Exército, Marinha e Aeronáutica – é democrata, defensora do Estado Democrático de Direito. Tem até um movimento, chamado “capitanismo”, formado em sua maioria por capitães da ativa do Exército que defende a abertura dos arquivos da ditadura militar e a instalação da Comissão da Verdade.

Porém existem as viúvas da ditadura militar que continuam tentando impedir que a verdade venha à tona. Estão agora querendo retirar do ar a novela “Amor e Revolução”, que estreou no último dia 5, no SBT, às 22hs15min, mostrando um pouco da barbárie praticada pelos militares golpistas no período da ditadura militar (1964/1985).

Essas viúvas criaram um portal na internet no qual apresentam um abaixo-assinado para pedir a retirada do ar da novela, e acusam o Governo Federal de participar de um acordo com o dono do SBT, Silvio Santos, para exibir a novela. Em troca, o empresário teria a quitação das dívidas do Banco Panamericano, de sua propriedade. Mais uma mentira, pois o Panamericano não mais pertence a Silvio Santos.

O abaixo-assinado foi proposto por um integrante da diretoria da Associação Beneficente dos Militares Inativos da Aeronáutica e se destina a procuradores da República do Distrito Federal, solicitando deferimento em caráter urgentíssimo. Porém o autor na novela, Tiago Santiago, considerou a iniciativa dos militares de pijama despropositada e afirmou categoricamente que se recusa a mudar a história do programa em favor de “criminosos, torturadores e assassinos”.
Mais que nunca se torna imperiosa a instalação da Comissão Nacional da Verdade para que a Nação se encontre consigo mesma e cicatrize as feridas abertas pelos militares golpistas a soldo do imperialismo norte-americano e das oligarquias brasileiras que nunca aceitaram ceder um milímetro sequer dos seus seculares privilégios.

Como enfatizou o professor e conceituado jurista Fábio Konder Comparato, “temos que agir como nossos vizinhos e obedecer à resolução da Corte Interamericano de Direitos Humanos”.
Não se trata de vingança, mas tão somente de justiça.

* Messias Pontes,

Jornalista e membro do PCdoB do Ceará. 

Reforma Política – Maioria das propostas não sai do papel sem pressão popular

“A maioria das propostas de reforma política que serão entregues nesta quarta-feira (13) ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), não deverá sair do papel. A exceção deverá ser a aprovação do fim das coligações nas eleições proporcionais. Líderes de partidos aliados e de oposição consultados pela reportagem apostam que Senado e Câmara deverão restringir a reforma política à chamada “perfumaria”, como a mudança da data da posse do presidente da República, governadores e prefeitos, sem mexer profundamente no sistema eleitoral brasileiro.

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), diz que “essas propostas da comissão serão um ponto de partida, um pano de fundo para discutir a reforma política”. Na semana que vem, o PT vai convidar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para se engajar numa campanha a favor da reforma política. A avaliação é que a reforma só tem chances de sair do papel com a participação da sociedade, a exemplo do que ocorreu com o movimento em prol da aprovação da Lei da Ficha Limpa, que proibiu os políticos que respondem a ações na Justiça de se candidatarem.

Propostas

Um dos pontos mais polêmicos da reforma é a mudança no sistema eleitoral. Os partidos não conseguem chegar a um consenso sobre o tema. Enquanto o PT é favorável ao voto em lista fechada para escolha de deputados federais e estaduais, além dos vereadores, o PMDB quer o chamado “distritão”, onde serão eleitos os políticos que conquistarem mais votos nas eleições.

Já o PSDB defende o voto distrital misto, com a divisão dos Estados em distritos. Os tucanos pretendem reapresentar essa proposta na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). Álvaro Dias falou sobre as expectativas: “Vamos reapresentar propostas e queremos que sejam novamente votadas, como o voto facultativo e o voto distrital misto”.”

(R7.com)

Seminário debate Economia Solidária e Meio Ambiente

“Economia Solidária e Ecossocialismo: mera utopia?” é o tema da mesa redonda que abre o Seminário Políticas Públicas em Economia Solidária e Meio Ambiente: Experiências e Debates, quinta-feira, às 18 horas, no auditório Raquel de Queiroz, do Centro de Humanidades da Universidade Federal do Ceará. O tema será debatido por Roberto Marinho Alves, Diretor de Política e Fomento da Secretaria Nacional de Economia Solidária, do Ministério do Trabalho e Emprego, e João Alfredoo, vereador (PSOL) de Fortaleza. O encontro prossegue até sexta-feira.

“O encontro é a publicização do projeto de extensão Crédito do Saber, desenvolvido ano passado pela UFC com financiamento e apoio do Banco do Nordeste”, diz a professora Neyara Araújo, do Departamento de Ciências Sociais da UFC. O projeto envolveu pesquisa, formação e mobilização, visando incentivar a cultura ambientalista e a economia solidária, como políticas públicas. Participaram agricultores, professores da rede pública, servidores públicos, além de representantes de órgãos governamentais e não-governamentais, dos municípios de Baturité, Quixadá, Caucaia, Sobral e Crato, abrangendo cinco regiões do Estado, e mais a Capital.

A programação de sexta-feira começa às 8 horas, no auditório Rachel de Queiroz (Av. da Universidade 2762 – Benfica), com a realização na mesa-redonda “Crédito ao Saber: UFC/BNB no Campo da Economia Solidária: Pesquisa, Formação, Mobilização”. Participam os professores Eduardo Girão, Elza Braga e Neyara Araujo, do Departamento de Ciências Sociais da UFC, e os alunos Daniel de Castro, Fernanda Rodrigues e Tiago de Lima, que atuaram na coordenação do projeto. A mesa será coordenada pela professora Gema Galgani (PMAPP).

A partir das 14 horas, o Seminário prossegue no auditório do Núcleo de Pesquisas e Estudos Regionais (Nuper), da Faculdade de Educação da UFC, na Rua Waldery Uchoa, 01 – Benfica. Sob a coordenação do Prof. Alcides Gussi, Coordenador do Mestrado Profissional em Avaliação de Políticas Públicas, e Clarício dos Santos, do Banco do Nordeste, serão debatidas as “Políticas Públicas, Meio Ambiente e Economia Solidária”. Haverá também comunicações relacionadas a projetos de pesquisa e de extensão. O Seminário é promovido pelo Departamento de Ciências Sociais, Mestrado em Avaliação e Políticas Públicas, Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFC e Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), do Banco do Nordeste.

SERVIÇO

Os interessados podem inscrever-se no site www.mapp.ufc.br.

(Site da UFC)

Marina Silva vem conferir seminário que pede transição democrática no PV do Ceará

90 1

Ex-candidata a presidente da República, Marina Silva estará em Fortaleza no próximo sábado. Aqui, desembarcará procedente dos EUA para assistir, às 15 horas, no auditório da Câmara Municipal, ao lançamento oficial do movimento “Transição Democrática do Partido Verde no Ceará”. Paulo Eduardo, o Polô, que disputou o Senado no pleito passado, nos mandou uma nota, onde explica o porquê do movimeno. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

De acordo manifesto divulgado em seu Blog e depois nos outros meios de comunicação, estamos realizando um processo de debates em prol da democratização interna do partido. O objetivo é assegurar a construção coletiva do PV, além de viabilizar espaços de participação dos militantes verdes e consolidar nossa sigla como real alternativa de política diferenciada no cenário estadual e nacional.

Neste sentido, vamos lançar oficialmente a Transição Democrática no Ceará e iniciar as discussões com o Seminário “Que nova forma de fazer Política é essa?”, a ser realizado dia 16 de abril de 2011, sábado, das 15 às 18 horas, no auditório da Câmara Municipal de Fortaleza, com as presenças de Marina Silva, Maurício Brusadin, Pedro Ivo Batista e muitos outros.

É importante o comparecimento de todas as comissões municipais, parlamentares, dirigentes e militância em geral, simpatizantes, pois quanto maior a representatividade, maior será a legitimidade das decisões tomadas no coletivo.

Como pontos iniciais de pauta, propomos:

1. Como pretendemos configurar o Novo Colégio Eleitoral do PV para escolha da Nova Executiva Estadual? Como será a divisão regional?

2. Como aproximar o resultado eleitoral de milhões de votos conquistados nas urnas com a realidade atual de nosso Estatuto?

3. Como preparar as candidaturas municipais para a construção das Cidades Sustentáveis?

Vamos construir juntos o PV que queremos, com direito a voz e voto nas questões programáticas, partidárias e organizacionais. O exemplo da democracia que queremos deve partir de nossa própria casa.

Polô.

Juiz condena posto de combustivel a pagar R$ 20,1 mil para cliente

“O juiz Antônio Alves de Araújo, titular da 24ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza, condenou a empresa CE 01 Comercial de Combustíveis Ltda. a pagar R$ 20.139,00 para o cliente A.J.F.C., que teve o carro danificado em virtude de abastecimento indevido. Desse valor, R$ 6.713,00 são referentes aos danos materiais e R$ 13.426,00 como reparação moral.

De acordo com o processo (nº 40762-04.2009.8.06.0001/0), em janeiro de 2009, A.J.F.C. foi ao referido posto abastecer o veículo com óleo diesel. Após sair do estabelecimento e dirigir por oito quilômetros, o automóvel começou a apresentar problemas e foi necessário solicitar reboque. O cliente foi a uma oficina especializada e constatou que a camioneta havia sido erroneamente abastecida com gasolina, o que causou danos ao sistema automotor. O prejuízo foi de R$ 6.663,00.

Ele foi ao posto, onde o gerente informou que a empresa tinha interesse em solucionar o erro, mas, ao saber o valor dos reparos, afirmou que só podia efetuar o pagamento de R$ 1 mil, o que não foi aceito. Inconformado, tentou por várias vezes entrar em contato com os responsáveis pelo estabelecimento, mas não obteve sucesso e resolveu entrar na Justiça, requerendo a quantia de R$ 20 mil por danos morais e de R$ 6.713,00 por danos materiais (referentes ao conserto do veículo e ao valor pago pelo combustível).

A CE 01 Comercial de Combustíveis alegou que a nota fiscal apresentada pela vítima prova que o veículo foi abastecido com diesel e não com gasolina. Defendeu também que, se houve erro, ocorreu em outro local.

Ao julgar a ação, o juiz considerou que, apesar do que mostra o cupom fiscal, “não foi o que ocorreu de fato, ficando demonstrado através do laudo elaborado por empresa especializada. Assim, entendo que a indenização é devida, porém deve ser reduzido o valor pleiteado”.”

(TJ-CE)

Kassab formaliza o PSD nesta 4º feira

245 2

“O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, realiza nesta quarta-feira em Brasília a formalização jurídica do PSD (Partido Social Democrático), a nova legenda de seu grupo político. Ainda não será o momento do registro definitivo, que só será concedido pela Justiça eleitoral após a obtenção de quase 500 mil assinaturas de eleitores, previsto para agosto, informou à Reuters uma fonte da nova sigla.

O ato desta quarta-eira, marcado para as 12 horas na Câmara dos Deputados, deve ter a presença de cerca de cem políticos de nove unidades da federação. Em seguida, haverá o registro em um cartório marcando a instalação do partido. Entre os políticos que devem migrar para o PSD estão, além de Kassab, o vice-govervador Guilherme Afif, a senadora Kátia Abreu, e Índio da Costa, que foi candidato a vice-presidente na chapa de José Serra (PSDB) –todos dissidentes do DEM.

O DEM, que deve ser o mais esvaziado com a criação do novo partido, abriu processo disciplinar na semana passada contra Kassab por ele ter usado o CNPJ do partido para criar domínios na Internet, um do PSD e outro com a sigla JK, em referência ao ex-presidente Juscelino Kubitschek, que foi filiado a um partido de mesmo nome.”

(Folha.com)

Luizianne repete desafio de que sua gestão foi a que mais fez por Fortaleza

191 14

A prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), reafirmou, nesta manhã de quinta-feira, que sua administração se constituirá como a que mais obras fez para a cidade. Ela voltou a desafiar os ex-gestores sobre esse assunto.

O desafio foi reiterado por Luizianne durante entrevista ao programa Paulo Oliveira, da rádio Verdes Mares AM. Na ocasião, ela aproveitou para fazer um balanço de suas obras e destaca “avanços” na área social.

Luizianne não foi questionada sobre assuntos políticos. A prefeita percorre nesta quarta-feira os meios de comunicação de massa destacandoos 285 anos de Fortaleza.

Premiação e show marcam o encerramento do "Fortaleza Liquida" nesta quinta-feira

Os presidentes da CDL Fortaleza, Freitas Cordeiro, e da FCDL, Honório Pinheiro, comandarão nesta quinta-feira, a partir das 20h30min, no Siará Hall, a festa de encerramento da campanha “Fortaleza Liquida”.

Na ocasião, haverá o sorteio de prêmios para os consumidores, que ainda terão direito a assistir ao show do grupo “Titãs”.

Freitas Cordeiro adiantou que a campanha foi um sucesso e que o incremento nas vendas foi na ordem de 30%. Ele informou para o Blog que em março de 2012 haverá nova campanha.

Vale é condenada a pagar R$ 340 milhões a fundo de pensão

127 1

“A mineradora Vale terá que pagar R$ 340 milhões para a Petros, fundo de pensão dos funcionários da Petrobras. O valor é referente a correções inflacionárias resultantes da compra de títulos de ouro da Vale feita pela Petros, em 1988.

Na ocasião, a Vale havia feito uma oferta pública de 15 t, das quais 4,8 t foram compradas pela Petros. Por questões de rentabilidade, a Petros preferiu pedir a restituição dos valores investidos em espécie, o que era permitido por contrato. Entretanto, a Petros entendeu que, na restituição, a Vale pagou um valor menor que o correto referente aos expurgos monetários da operação, decidindo, assim, entrar na Justiça para cobrar a diferença.

A Vale alegava que não devia o valor dos expurgos porque fez a operação por meio da Cetip, um balcão de negócios que ficou responsável por realizar a operação comercial. A empresa perdeu a causa na primeira e na segunda instâncias e, por isso, decidiu levar o caso ao STJ. No julgamento de hoje, os ministros acompanharam o voto da relatora, ministra Nancy Andrighi.

Segundo o advogado da Vale, Alberto Pavie, a empresa ainda não sabe se entrará com recurso para contestar a decisão. “A decisão ainda precisa ser publicada para, apenas depois disso, a empresa avaliar internamente se o recurso é uma opção”, afirmou Pavie.

Segundo o advogado, os únicos recursos cabíveis são embargos de declaração ou embargos de divergência, para esclarecer pontos obscuros da decisão. Esse tipo de recurso dificilmente resulta na mudança do entendimento do tribunal. Não cabe recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF) porque o assunto não trata de tema constitucional.

O advogado da Vale também afirma que esta foi a primeira vez que o caso foi analisado em sua integralidade. “As decisões anteriores eram muito frágeis. Agora, a decisão da ministra Andrighi foi longa, fundamentada, pois apreciou todos os fundamentos da defesa. Ela afirmou que esse deve ser o leading case do tribunal sobre o assunto”, disse.”

(Agência Brasil)

Polícia comemora 80 horas sem registro de homicídios na Grande Fortaleza

87 1

O superintendente da Polícai Civil do Ceará, Luís Carlos Dantas, comemorou, nesta quarta-feria, a marca de 80 horas sem registro de homicídios em Fortaleza e Região Metropolitana. Ele disse que esse fato é resultado de ações preventivas que a Polícia empreende, de forma conjunta e que tem entre focos prioritários o desarmamento e o combate às drogas.

“É uma marca histórica para a nossa Polícia”, exaltou o superintendente, que viajou nesta quarta-feira para o Rio de Janeiro. Ali, ele vai participar de encontro nacional dos chefes de Polícia, onde a conjuntura da Segurança Pública será debatida.

O encontro ocorre paralelamente à reunião do Fórum Nacional dos Secretários Estaduais da Segurança Pública. O coronel Francisco Bezerra, titular da SSPDS, é um dos participantes. 

VAMOS NÓS – Ah, se os registros fossem mesmo sempre reduzidos…

Prefeita vai prestar contas e falar sobre os 285 anos de Fortaleza no "Debates do POVO"

156 8

A prefeita Luizianne Lins (PT) é a convidada desta quarta-feira do programa “Debates do POVO”, da rádio O POVO/CBN. Ela falará sobre os 285 anos de Fortaleza, prestarão contas de obras e, claro, será questionada sobre projetos e seu futuro político e as perspectivas políticas do PT.

O programa começa às 11 horas, tendo a mediação do jornalista Erivaldo Carvalho e participação dos também jornalistas Érico Firmo e Roberto Leite.

Secretaria da Justiça anuncia concurso para 800 vagas

“A Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus) anunciou ontem a realização de concurso público para agentes penitenciários. O edital será lançado ainda este semestre. Ao todo, serão 800 vagas. “Nossa carência é de 2 mil agentes. O concurso não vai resolver todos os problemas, mas vai dar uma amenizada”, comenta Socorro Marques, presidente do Sindicato dos Agentes e Servidores Públicos no Sistema Penitenciário do Ceará (Sindasp).

A presidente do sindicato lembra que a categoria têm sofrido com a sobrecarga de trabalho. O efetivo atual é de 700 agentes para dar conta de mais de 13 mil presos. Superlotadas, as unidades penitenciárias acabam sendo palcos constantes de fugas. “Falta estrutura adequada”, comenta Socorro Marques.

O Estado conta com 132 cadeias públicas e 15 unidades de grande porte, como o Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS), em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza. A carência maior de agentes é no Interior. “Tem locais que nem policiais militares tem”, denuncia a presidente do sindicato.

Das 800 vagas do concurso, 640 são para candidatos do sexo masculino e o restante para candidatas do sexo feminino. O efetivo será distribuído pelas macrorregiões do Estado. Ainda não há data para a realização das provas.

Concurso

Os candidatos precisam ter nível médio completo ou curso profissionalizante de ensino médio em instituições reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Eles passarão por fases seletivas, como provas de conhecimentos gerais, exame médico, avaliação física e psicológica, curso de formação profissional, entre outros.

Os agentes penitenciários são responsáveis pela segurança das unidades prisionais, por meio da vigilância e custódia dos internos. O vencimento básico inicial é de R$ 1.274,75. Com a Gratificação de Atividades Especiais e de Risco (Gaer) e o adicional noturno, o salário pode chegar até R$ 1.933,37. O último concurso da categoria, no Ceará, foi realizado em 2006.”

(O POVO)

China acena com apoio ao Brasil em vaga na ONU

98 1

“A China se comprometeu a incentivar o aumento das importações de produtos de maior valor agregado do Brasil, segundo comunicado conjunto dos dois países divulgado [ontem], durante visita da presidente Dilma Rousseff a Pequim.

E, pela primeira vez, o governo chinês concordou em mencionar, no comunicado conjunto divulgado pelos presidentes Hu Jintao e Dilma Rousseff, a aspiração brasileira a uma vaga permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

O Brasil, por sua vez, reiterou o compromisso de acelerar o processo de reconhecimento da China como economia de mercado, decisão que ainda depende de regulamentação no Ministério do Desenvolvimento e aval do Congresso Nacional.

Junto com americanos, russos, franceses e britânicos, os chineses fazem parte do seleto grupo de membros que têm direito a veto nas decisões do Conselho de Segurança da ONU e, ainda, gozam de mandato duradouro, e não rotativo, como os demais associados das Nações Unidas.

No comunicado, a China defende a maior participação dos países em desenvolvimento no Conselho de Segurança. De acordo com um dos negociadores do documento, o Estado chinês evitou, com isso, uma saia justa em relação ao Japão: que também pleiteia uma vaga permanente, mas é tido como inimigo moral dos chineses.”

(Globo)

Tasso dá tempo no cuidar dos netos para reaparecer em propaganda política do PSDB

169 6

Mesmo afirmando que cuidaria de seus netos depois da derrota histórica nas últimas eleições, o ex-senador Tasso Jereissati (PSDB) começa a voltar ao cenário político cearense. A partir de hoje à noite, ele será a grande estrela das primeiras inserções do PSDB estadual, no rádio e na televisão.

Em tom claro de oposição ao governador Cid Gomes (PSB), Tasso fará discurso enfocando o seu compromisso e a sua disposição em continuar a defender os interesses do Estado. “Jamais trairei os meus princípios e com toda tranquilidade, garanto: faremos oposição sim, vamos fiscalizar, cobrar e apresentar alternativa”, dirá Tasso, segundo trecho da fala dele ao qual O POVO teve acesso.

Essa é a primeira etapa de estratégia dos comerciais do PSDB com vistas às eleições municipais de 2012. A disposição política do ex-senador e de outros líderes tucanos, como Marcos Cals, Pedro Fiúza, Maia Júnior e Fernando Hugo, que ganharão destaque nas próximas propagandas do partido, vem, segundo o deputado federal Raimundo Gomes de Matos, fortalecendo a reestruturação de 120 diretórios municipais no Ceará.

“O partido possui 54 prefeitos e mais de 350 vereadores. Nesse aspecto, as mensagens veiculadas nos programas serão no sentido de mostrar alternativas para ampliarmos o número de candidaturas majoritárias e proporcionais em 2012”, destacou Gomes de Matos.

Para tanto, o partido se organiza para realizar duas grandes convenções. No próximo dia 30 de abril, o PSDB promoverá a convenção municipal de Fortaleza, no Hotel Praia Centro, com indicação de Pedro Fiúza para presidência. Já no dia 14 de maio será a vez da convenção estadual, em que Marcos Cals deverá assumir a presidência.

Antes disso, no entanto, no dia 17 de abril, todos os diretórios municipais do partido no Ceará serão oficializados e revitalizados pela Executiva Estadual.”

(O POVO)

Os 285 anos de Fortaleza

 

Eis o editorial do O POVO nesta quarta-feira em que Fortaleza comemora 285 anos de emancipação política. Intitula-se “Por uma cidade mais humana para moradores e visitantes”. Confira: 

Fortaleza completa, hoje, 285 anos de sua emancipação política como vila. A data, além de celebrações, enseja também um momento de reflexão sobre as condições de vida da Cidade, sua trajetória e seus traços culturais.

É fora de dúvida que a menção ao nome de Fortaleza, em qualquer parte do território nacional, evoca a imagem de uma cidade ensolarada, onde se pode desfrutar da alegria de viver, na companhia de um povo acolhedor e celebrativo. O outro lado da medalha – crescimento distorcido, desigualdade e violência – também vem à tona, mas de certa forma é relativizado pela impressão primeira.

E, de fato, Fortaleza é cada vez mais escolhida como opção de férias e de lazer por um número cada vez maior de visitantes. É essa vocação turística que é preciso desenvolver para atender às expectativas dos que nos visitam. Desde que se entenda que esse objetivo está subordinado à meta maior: angariar, com esse serviço, recursos para dar mais qualidade à vida dos habitantes da Cidade, pois a estes é que devem ser destinados, em primeiro lugar, os benefícios recebidos pela urbe. Ou seja, os visitantes devem encontrar na própria maneira e nas condições de vida dos habitantes uma das motivações para optar por Fortaleza e não por outro destino turístico.

Daí porque a luta pela erradicação das desigualdades sociais, em favor da construção de moradias dignas, da oferta de serviços básicos de saúde e de segurança pública constitui alicerces sobre os quais se deve erguer uma cidade capaz de competir com outras, na atração de visitantes. Estes irrigam a economia local, gerando emprego e renda e tributos que serão revertidos na melhoria da qualidade de vida da Capital.

Isso implica empenho, dentre outros esforços, em preservar o que resta do patrimônio natural, açambarcado pela especulação imobiliária, mas também traçar uma estratégia para trazer o verde para as ruas, avenidas e espaços públicos de Fortaleza. A desumanização provocada pela ditadura do concreto e do asfalto tem de ser revertida, de alguma forma. Fortaleza precisa abrir espaços para que as brisas – que antes a percorriam desimpedidamente – voltem a encontrar corredores em que possam circular, refrescando a temperatura e tornando mais aprazível a vida de moradores e visitantes.

Dilma visitará os EUA em setembro

“A presidente Dilma Rousseff deverá ir aos Estados Unidos em setembro, seis meses depois de o presidente norte-americano, Barack Obama, ter visitado Brasília e o Rio de Janeiro. Dilma se prepara para participar da abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York. Mas não está afastada a hipótese de ela manter reuniões bilaterais com Obama.

No mês passado, ao visitar o Brasil, Obama convidou Dilma para ir ainda este ano a Washington. Mas os detalhes de uma eventual visita bilateral ainda não foram acertados. A única definição é que a presidente deve participar da sessão de abertura da Assembleia Geral da ONU. Pela ordem de discursos na assembleia, Dilma será uma das primeiras a falar, depois de Obama.

O cenário internacional mobiliza os líderes políticos em torno dos mais diversos assuntos, como os conflitos no Oriente Médio e Norte da África, as renúncias de presidentes apontados como autoritários – como Ben Ali, na Tunísia, e Hosni Mubarak, no Egito – e a intensificação de guerras urbanas, como a que ocorre na Costa do Marfim.

A ONU se manifestou em relação a todos os assuntos. No Conselho de Segurança da organização, foram aprovadas sanções à Líbia e ao Egito, assim como autorização para a intervenção militar em território líbio em nome da defesa dos civis. No caso da ação aérea na Líbia, o Brasil se absteve sob a alegação de que a medida pode agravar a violência na região.

Em março, o Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas aprovou resolução que determina a investigação de denúncias sobre violação de direitos humanos no Irã. A decisão foi apoiada pelo governo brasileiro. Para a presidente Dilma Rousseff, a preservação dos direitos humanos é considerada tema  prioritário.”

(Com Agências)