Blog do Eliomar

Últimos posts

Terremoto no Japão – Funcionários de reator nuclear são retirados

“Uma nuvem de fumaça cinza era observada nesta segunda-feira no reator 3 da central nuclear de Fukushima Daiichi, nordeste do Japão, o que provocou a retirada dos funcionários da usina, anunciou a empresa Tokyo Electric Power (Tepco), proprietária do complexo.

“Às 15h55 (3h55 de Brasília), recebemos a informação da central que indicava que fumaça cinza saía do reator número 3. Ordenamos a retirada dos funcionários que estavam próximos”, afirmou uma fonte da Tepco. O reator número 3 foi o mais afetado pelo terremoto seguido de tsunami que devastaram o Japão no último dia 11 de março.

O teto do edifício foi completamente destruído por uma forte explosão na semana passada em consequência do acúmulo de hidrogênio. O reator número 3 é o que mais preocupa as autoridades, já que o local contém combustível MOX, uma mistura de óxidos de plutônio e de urânio a partir de produtos reciclados, cujas partículas são consideradas mais nocivas que as do combustível com base de urânio.

Mais cedo, o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, afirmara que a situação em Fukushima melhorava aos poucos. Além disso, a Agência de Segurança Nuclear anunciou que a sala de controle do reator 2 da central de Fukushima pode ser parcialmente reativada nesta segunda-feira.

“É possível que certos equipamentos possam funcionar hoje, como por exemplo o sistema de climatização e de ventilação, que tem filtros de carvão, o que contribui para bloquear as partículas e o iodo radioativos na sala de controle”, afirmou uma fonte da agência.”

(Com Agência Internacional)

Três famílias de empresários deixam o Ceará com medo de sequestro

224 3

“Há três semanas, um alerta, que partiu do alto escalão da Polícia, gerou medo em três famílias de empresários cearenses. Segundo relatório de interceptações em telefones celulares de bandidos, elas seriam alvos de sequestros tramados de dentro dos presídios. Os crimes, segundo O POVO apurou, seriam deflagrados durante o último Carnaval.

A ameaça obrigou pelo menos duas famílias a tomarem um avião e deixar Fortaleza. Uma delas saiu às presas, pois já havia acontecido casos de reféns entre eles. Há seis anos, foram vítimas de sequestro em ações comandadas por Alex Gardenal (Alex Sousa Ribeiro) e Fabinho da Pavuna (Francisco Fabiano da Silva Aquino). Criminosos acostumados a fugirem dos presídios cerenses ou de escoltas policiais. Na última sexta-feira, os dois foram recapturados em Itapecuru Mirim, no Maranhão.

Em um outro clã tradicional de Fortaleza, a informação da Polícia provocou uma reunião entre parentes e ficou decidido que familiares considerados mais vulneráveis se mudariam para outro Estado por medida de segurança e por tempo indeterminado. Em vez de se divertirem no período de folia, preferiram não arriscar e a saída para outra cidade foi feita na discrição possível.

Alertas em 2008

Em 2008, durante a gestão do ex-secretário da Segurança Pública do Ceará, Roberto Monteiro, a Coordenadoria de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública (Coin) interceptou conversas telefônicas entre alguns presos que estavam no Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS) e criminosos foragidos. Foi descoberto que o filho de um empresário de Fortaleza seria alvo de um sequestro.

Por não confiar na atuação da delegacia Antissequestro da época, Monteiro optou por avisar a família da vítima, sem tomar medidas preventivas. Semanas depois da comunicação, o adolescente foi levado pelos bandidos de dentro da escola onde estudava. O empresário procurou o governador Cid Gomes e gerou uma crise na pasta.

Em janeiro deste ano, Roberto Monteiro, admitiu, em entrevista às Páginas Azuis do O POVO, que passou por momentos de aflição até o resgate da vítima com vida.

Por questão de segurança, O POVO não revela o nome das famílias que foram avisadas por policiais sobre os planos de sequestro, há três semanas. O jornal também procurou conversar com alguns que já foram vítimas de sequestro, mas ninguém quer falar sobre o assunto.”

(O P OVO)

Posto de Atendimento a Migrantes será reativado no aeroporto

“A secretária da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus), Mariana Lobo, lança às 9 hora da próxima quarta-feira, no Aeroporto Internacional Pinto Martins, uma campanha para coibir o tráfico de pessoas com o tema “Nesta luta, o inimigo pode estar mais perto do que você imagina”.

Na ocasião, ela reabre no aeroporto o Posto Avançado de Atendimento Humanizado aos Migrantes, que tem objetivo de acolher as vítimas que chegam em voos internacionais e nacionais.

Vinculado à Sejus, o Escritório de Escritório de Enfrentamento e Prevenção ao Tráfico de Seres Humanos e Proteção a Vitima do Ceará (EEPTSH-CE) informa que recebeu, de 2008 a 2010, só no Estado, 1.171 denúncias e realizou mais de 530 atendimentos às vítimas cearenses. ”

(Coluna Vertical, do O POVO)

TCM inicia nesta 2ª feira fiscalização de municípios

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) inicia, nesta segunda-feira, o ciclo de fiscalizações em prefeituras sob a gestão de Manoel Veras.

Segundo a assessoria de imprensa do tribunal, até sexta-feira serão fiscalizadas as prefeituras e as Câmaras Municipais dos seguintes municípios:

Caridade, Pentecoste, Quixeramobim e São Gonçalo do Amarante.

DETALHE – Em Fortaleza, a fiscalização será na Secretaria de Educação.

Ataques à Líbia devem levar petróleo a uma nova alta

127 1

“Os ataques das forças internacionais de coalização à Líbia devem pressionar ainda mais os preços de petróleo a curto prazo, na avaliação de especialistas.

Apesar de a produção no país – que tem a nona maior reserva de petróleo do mundo e é um dos principais fornecedores da Europa – já estar parcialmente paralisada, a perspectiva de que instalações da indústria petrolífera sejam danificadas deverá levar as cotações da commodity, que já subiram cerca de 20% este ano, a novas altas.

E, assim, trazer mais incertezas à economia mundial, já combalida pela crise nos países ricos e, mais recentemente, pela tragédia do terremoto, tsunami e acidente nuclear no Japão.

Nesta segunda-feira, os contratos futuros do petróleo do tipo leve americano já abriram em alta de mais de 2%, acompanhando o início das operações do mercado asiático.

– Esses bombardeios vão provocar volatilidade nos preços do petróleo no curto prazo. A produção na Líbia tende a quase zerar e pelo menos esta semana os preços devem subir – afirma o diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura, Adriano Pires.

Na sexta-feira passada, o barril do petróleo do tipo Brent, referência internacional negociado em Londres, fechou a US$ 113,93.

Diante do acirramento do conflito na Líbia, no entanto, analistas acreditam que o preço pode voltar a bater a máxima de US$ 119,79, alcançada durante as negociações de 23 de fevereiro, o maior nível em dois anos, ou seja, desde antes do agravamento da crise financeira internacional, em setembro de 2008.

Em março, os preços do petróleo subiram só 2%, limitados pela expectativa de menor demanda da economia japonesa.

Para Adriano Pires, o impacto dos ataques no preço do petróleo a longo prazo, no entanto, vai depender de sua duração. Quanto maior for a resistência do governo líbio, mais os preços tendem a subir.”

(O Globo)

Número de mortos na região japonesa de Miyagi pode chegar a 15 mil

“A polícia na região japonesa de Miyagi, a mais atingida pelo terremoto e o tsunami do último dia 11, estimou hoje que até 15 mil pessoas possam ter morrido só na sua jurisdição. Os números não incluem as mortes que também estão sendo contabilizadas nas áreas atingidas ao norte e ao sul da província. Por isso já se fala em 20 mil mortos, na maior tragédia a atingir o Japão desde a 2ª Guerra Mundial. 

As estatísticas oficiais não param de subir. O número confirmado de mortos se aproxima de 8,5 mil e o de desaparecidos, de 13 mil. Cerca de 360 mil pessoas abandonaram suas casas e 26 mil foram resgatadas.

As autoridades deram início à construção de casas temporárias para atender parte das centenas de milhares de pessoas – incluindo 100 mil crianças – atualmente abrigadas nos centros de emergência montados pelo governo.

Os sobreviventes estão enfrentando temperaturas abaixo de zero e sofrem ainda com a falta de água, eletricidade, combustível e até alimentos. Para fazer uma ligação gratuita de um minuto para parentes, eles têm de enfrentar horas na fila, porque a rede de telefonia móvel entrou em colapso.”

Agência Brasil

Barack Obama promete voltar ao Brasil em 2016 para as Olimpíadas

“Mais uma vez, a terceira em menos de 48 horas, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, mencionou a derrota de Chicago para o Rio de Janeiro na disputa para sediar as Olimpíadas de 2016. Ele voltou a falar sobre o assunto hoje (20), durante o discurso no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Em tom que misturou lamento e humor, Obama admitiu que não apoiou a candidatura do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos, até mesmo porque uma cidade de seu país estava na disputa. Mesmo assim prometeu retornar ao Brasil para os Jogos em 2016.

“Se os Jogos Olímpicos não podem ser em Chicago, não há outro lugar no mundo que eu quisesse mais que recebesse os jogos do que o Rio de Janeiro”. Em 2009, a capital fluminense venceu Madri (Espanha), Tóquio (Japão) e Chicago na disputa para sediar as Olimpíadas.

Ontem (19), em Brasília, Obama reconheceu que ainda é doloroso constatar que o Rio venceu Chicago na disputa para sediar os Jogos Olímpicos. Atleta e praticante de basquetebol, o norte-americano disse que foi derrotado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nessa disputa. Nas passagens pelo Palácio do Planalto e Itamaraty, Obama citou o episódio.

“O [ex-presidente Luiz Inácio] Lula [da Silva] me ganhou nessa. Digo isso com um certo pesar”, revelou Obama no encerramento do fórum de presidentes de empresas (denominados CEOs, na sigla em inglês) brasileiras e norte-americanas, no Palácio Itamaraty. A presidenta Dilma Rousseff, que estava sentada ao lado de Obama, riu ao ouvir a declaração.”

Agência Brasil

Polêmico atacante do Fortaleza estreia no Atlético/PR sob vaias

Sob vaias e gritos de “vergonha, vergonha”, de mais de 11 mil torcedores, o atacante Adaílton, ex-Fortaleza, estreou neste sábado (19) com a camisa do Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, na derrota de 2 a 0 para o modesto Operário, pela quarta rodada do Campeonato Estadual. Com o resultado, o treinador Geninho perdeu a invencibilidade à frente do Furacão.

Adaílton entrou o segundo da partida, no lugar de Robston, quando o placar já apontava 2 a 0 para o time do interior paranaense. De acordo com a imprensa local, nada acrescentou em campo.

O atleta foi emprestado ao Atlético pelo Vitória, até o fim do ano, depois que o treinador do time baiano, Antônio Lopes, confirmou o desinteresse por Adaílton. O ex-atacante tricolor terá que disputar a posição com os também atacantes Guerrón, Nieto e Lucas.

Adailton dos Santos da Silva, 20, foi o atacante que abandonou o Fortaleza, em 2009, após alegar atraso de salários. O caso foi parar na Justiça, que não reconheceu a dívida tricolor. O clube cearense chegou a acusar o Vitória da Bahia de aliciar o atleta. Depois, as diretorias das duas equipes chegaram a um acerto financeiro.

O atleta foi revelado na Copa São Paulo de Futebol Júnior, em 2009, quando o Fortaleza eliminou o Flamengo em jogo histórico na competição, na vitória por 5 a 4, com dois gols de Adaílton. Na fase semifinal, o Fortaleza foi desclassificado pelo Atlético Paranaense, em cobranças de pênaltis, quando Adaílton desperdiçou uma das cobranças do Tricolor.

Secretário quer "Ronda" mais proativo; especialistas são contra

157 5

“O novo modos operandi trazido ao sistema de segurança pública do Ceará pelo secretário coronel da Polícia Militar Francisco José Bezerra Rodrigues já chegou ao principal programa de segurança pública instituído pelo governador Cid Gomes: o Ronda do Quarteirão. Ao assumir chefia da Segurança Pública, uma das primeiras medidas de Bezerra foi reorientar a atuação do programa.

O secretário parte do diagnóstico de que o Ronda, mesmo sendo um batalhão de polícia comunitária, necessita ter mais “proatividade”. Na prática, explica Bezerra, haverá o fortalecimento da atuação operacional do Ronda. Já houve, inclusive, mudanças no treinamento dos soldados, que agora passam por uma requalificação constante. “A cada três dias de trabalho, os soldados do Ronda passam por um dia de treinamento”, explica.

O coronel Gomes Filho, comandante-geral do Ronda do Quarteirão, confirma que o programa passa por uma fortalecimento do caráter operacional. “Os soldados do Ronda são agentes da Polícia Militar, não agentes de combate à dengue”, justifica ele. Mas apesar do discurso de dureza em nome da construção da paz, Gomes Filho garante que o aspecto comunitário do Ronda também está sendo observado e também será fortalecido.

Má notícia

O fato de o Ronda adotar caráter de policiamento operacional é criticado no meio acadêmico. Há o diagnóstico de que isso representa uma desvirtuação do fundamento sobre o qual o Ronda foi criado: o policiamento comunitário. A designação de policiais militares para fazer a segurança em uma mesma área em dias continuados tem como objetivo, segundo explica o secretário Francisco Bezerra, a consolidação de um vínculo entre a população que necessita se sentir segura e os policiais escolhidos para contemplar essa necessidade social.

“Mas acontece que o Ronda acabou se distanciado disso e assumiu uma operacionalização mais ostensiva. Quer dizer, houve uma desarticulação com outras tropas e o programa desempenhou um papel que não era exatamente seu, ficou sozinho no front, e acabou deixando a desejar no contato com a população”, avalia o sociólogo Geovani Jacó Freitas, pesquisador do Laboratório Conflitualidade e Violência (Covio), da Universidade Estadual do Ceará (Uece). “Esse fato abalou a credibilidade alcançada a partir dos bons resultados no início do programa”.

O coronel Gomes Filho considerou natural que o programa ganha caráter mais comunitário e ostensivo ao mesmo tempo. Segundo ele, essa necessidade é fruto natural de um processo de amadurecimento do programa. Mas neste ponto há divergência entre o comandante do Ronda e o acadêmico que estuda a violência urbana. Para Jacó, a função comunitária deve ser prioridade para que os cidadãos comuns tenham mais confiança do poder de polícia oferecido pelo Estado.”

Tags | especialistas | proativo | ronda | secretário | ação |

Veja as notícias relacionadas. Novo discurso e o medo do retrocesso

(O POVO)

//

Datafolha – Dilma tem 47% de aprovação

122 2

“Pesquisa Datafolha mostra que a presidente Dilma Rousseff é aprovada por 47% dos brasileiros, segundo reportagem de Fernando Rodrigues, que será publicada na edição deste domingo da Folha. Com essa taxa de popularidade, Dilma iguala-se ao recorde registrado por Luiz Inácio Lula da Silva nesta mesma época no segundo mandato do antecessor da atual ocupante do Palácio do Planalto.

Ou seja, Dilma com seus 47% hoje se iguala tecnicamente com os 48% de Lula em 2007, já que a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Lula teve 43% de aprovação no terceiro mês de seu primeiro mandato, em março de 2003. Depois, bateu um recorde de aprovação presidencial em início de governo, em março de 2007, atingindo a marca de 48%. Segundo o Datafolha, Dilma supera em popularidade todos os antecessores de Lula, quando se considera esta fase inicial do mandato.

O instituto faz pesquisas nacionais desde 1990. Em junho daquele ano (a posse então era em março), Fernando Collor tinha 36% de aprovação. Itamar Franco, que assumiu depois do processo de impeachment de Collor, marcou 34% depois de três meses no cargo. Fernando Henrique Cardoso, eleito em 1994 e reeleito em 1998, teve aprovação no início de seus governos de 39% e 21%, respectivamente.

Na pesquisa divulgada hoje, o Datafolha registra 7% que consideram a gestão de Dilma “ruim” ou “péssima”. Outros 34% a classificam como “regular”. Há também 12% que não souberam opinar. O instituto entrevistou 3.767 pessoas em 179 municípios nos dias 15 e 16 deste mês.”

(Folha.com)

Por que Lula não foi ao jantar que Dilma ofereceu a Obama?

163 14

Com o título “Lula, o presidente em busca de um país”, eis análise que o jornalista Reinaldo Azevedo (Veja Online) faz sobre o não comparecimento de Lula a jantar que Dilma ofereceu a Obama com a presença de ex-presidentes como FHC. Confira:

Por que, afinal de contas, Lula não foi ao almoço com Barack Obama? A sua turma vazou para a imprensa que ele não queria ofuscar Dilma Rousseff. Huuummm… Naquele ambiente, ele ficasse tranqüilo: não havia a menor chance. E por várias razões: o oficialismo ama o poder e a caneta. Por mais “charmoso” e “atraente” que Lula seja, a estrela brasileira do encontro seria a presidente Dilma Rousseff, e o grande astro do evento, Barack Obama.

Estaria o Apedeuta bravo com Dilma a ponto de não comparecer? Seria contragimento por não falar inglês? Bobagem! Isso faria supor que Lula pode, em certos casos, duvidar de si mesmo, o que não é de sua natureza.

Ele não foi em razão de uma soma de motivações psicológicas e políticas.  Lula tem uma personalidade vingativa. Sempre foi assim. Ele resgatou alguns dinossauros da política e lhes deu vida nova; eram seus adversários no passado. Os casos mais notórios são José Sarney e Fernando Collor. Se fez amigos os inimigos, esmagou alguns aliados. Aqueles aceitaram se submeter à sua liderança; estes, em algum momento, ousaram resistir. Ele não engole até hoje a rejeição de Obama ao acordo nuclear com o Irã e não perdoa ao outro ser, afinal de contas, quem é: o líder mais poderoso do mundo (a despeito de sua ruindade). Se Lula pudesse, esmagaria o presidente americano. Como não pode, dá uma de malcriado.

Há mais. Ele foi convidado para uma festa na qual seria mero coadjuvante, tendo de dividir a cena com seus parceiros de nicho: os ex-presidentes. A história de que ele temia ofuscar Dilma tem de ser lida pelo avesso: porque sabia que esse risco, ali, não existia,  preferiu ficar em casa, roendo os cotovelos. E nem acho que tenha sido movido pela inveja. A exemplo do que se notou nos últimos dois meses de governo, quando passou a falar alucinadamente, está certo que lhe tomaram algo de seu.

O Lula real, como já disse aqui algumas vezes, deve mesmo acreditar que é o Lula do mito. No evento de ontem, ele seria só mais um. Tal papel não é compatível com a personagem que está na política há mais de 35 anos. FHC acabou sendo uma das figuras de destaque do dia porque sabe ser um ex-presidente. Ao chegar em casa, foi cuidar de outros assuntos. O Apedeuta não, coitado! Ele é hoje um presidente em busca de um país.

Kassab – Novo partido, o PSD, sai em três meses

“Um dia após anunciar sua saída do Democratas, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, afirmou ontem que seu novo partido, o PSD (Partido Social Democrático), será efetivamente criado dentro de dois ou três meses. Até lá, continuará filiado ao DEM, em uma condição “híbrida”.

“Teremos de dois a três meses de convivência com uma situação híbrida, de filiado ao partido anterior, mas caminhando para o partido futuro. Mas já estou me desligando dos cargos de direção no DEM”, disse ele.

O prefeito criticou seu atual partido por ter tido uma posição “errática” nos últimos anos. “O DEM teve uma postura de ser contra o governo qualquer que fosse a sua postura. E temos que entender que o Brasil é muito maior do que PT, PSDB, do que qualquer outro partido”.

(Portal Uol)

Obama no Brasil – Ponto alto deve ser discurso no Teatro Municipal

90 1

“Por volta das 20h20m de sábado o presidente Barack Obama e sua família pousaram no Rio de Janeiro. Da Base Aérea do Galeão, seguiram de helicóptero – o tradicional “Marine One” – para o campo do Flamengo, na Gávea, de onde foram de carro ao hotel Marriott, na Avenida Atlântica, em Copacabana, onde passariam a noite.

Ele foi recebido, cinco minutos depois do pouso, na pista da base área pelo governador Sérgio Cabral e a esposa e pelo prefeito Eduardo Paes, esposa e filhos. No caminho entre o avião presidencial americano e o helicóptero, o prefeito Eduardo Paes quebrou o protocolo para gravar um vídeo de Obama.

Bem humorado, Obama seguido da esposa, filhas, sogra e da madrinha de uma de suas filhas, conversou por alguns minutos com Cabral e Paes enquanto caminhava em direção ao helicóptero.

O bom humor também era visível em toda a família. Michelle estava usando a quarta roupa do dia. Suas filhas, que pela manhã pousaram em Brasília usando casacos, desceram no Rio com roupas de verão, como bermudas e blusas leves.”

(O Globo)

"Alex Gardenal " e "Fabinho da Pavuna" devem ser transferidos para presídio federal até 3ª feira

“Fabinho da Pavuna” quando chegava ao Ceará.

A Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que são remotas as possibilidade de que Alexandre de Souza Ribeiro, o “Alex Gardenal”, e o comparsa Francisco Fabiano da Silva Aquino, o “Fabinho da Pavuna”, presos na noite da ultima quinta-feira, no Maranhão, fiquem em algum presídio da Grande Fortaleza. Se não houver contratempo, conforme o Coin, os dois deverão ser transferidos na próxima terça-feira,22, de Fortaleza para o presídio federal. Lá já esteve recolhido Fabinho da Pavuna.

Dos 10 presos resgatados do IPPOO II no dia 5 de fevereiro último, quatro já foram recapturados: Além de Alex Gardenal e Fabinho da Pavuna foram presos em São Paulo, Francisco das Chagas Rodrigues, o ‘’Zico” (estuprador) e Edson Barboda Andrade da Silva, o “Bocão”´ (assaltante).

A Polícia cearense apurou que o resgate dos presos do IPPOO II foi comandado por um membro do Primeiro Comando da Capital (PCC), uma facção criminosa paulistas.

Dois outros homens acusados de participar do resgate foram presos em Pernambuco. Um outro Eduardo Riedel Batista é de Fortaleza e está foragido, segundo disse ao O POVO, o delegado de Itaitinga, Sidney Furtado, que já tomou o depoimento de mais de 30 pessoas sobre o resgate dos presos.

A Polícia informou que foi Fabinho da Pavuna quem organizou o resgate. Na época ele estava foragido do Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS). Pavuna foi resgatado de uma viatura da Polícia Militar, quando era transportado para depor no Fórum da Comarca de Maracanaú. O comparsa Alex Gardenal, segundo a Polícia, planejou o resgate. Ele foi baleado por policiais civis ao reagir à prisão na BR-116. Depois de receber alta médica do IJF, foi levado para o IPPOO II de onde acabou sendo resgatado.

(Com POVO Online – Foto- Rafael Cavalcante)

Sistema Nacional de Transportes na mira do STF e Polícia Federal

Com o título ‘Desvio de R$ 50 milhões”, eis um dos destaques da revista IstoÉ desta semana. Trata de denúncias envolvendo o senador mineiro Clésio Andrade, presidente do Sistema Nacional de Transportes (SNT).

Nos próximos dias, o Supremo Tribunal Federal (STF) começará a analisar denúncias recebidas do Ministério Público de Minas Gerais, da Procuradoria da República e da Polícia Federal que envolvem o senador Clésio de Andrade (PR-MG) no desvio de aproximadamente R$ 50 milhões do Sistema Nacional de Transporte (SNT). O Sistema é comandado pelo senador há mais de dez anos e engloba a Confederação Nacional dos Transportes (CNT), o Serviço Social do Transporte (Sest), o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) e o Instituto de Desenvolvimento, Assistência Técnica e Qualidade em Transportes (Idaq), que recebem contribuições sindicais de todo o País para a realização de cursos e outras ações em benefício dos trabalhadores do setor. Os promotores e procuradores que apuram o caso afirmam que o rastreamento do dinheiro do Sistema Nacional de Transporte indica que o senador cometeu os crimes de improbidade administrativa, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro. Na última semana, ISTOÉ teve acesso a mais de 800 páginas dos processos que correm em segredo de Justiça. Os documentos revelam, de acordo com os promotores, uma intrincada engenharia contábil que teria sido montada pelo senador. A maior parte do dinheiro desviado, segundo parecer do Ministério Público de Minas, foi enviada do Idaq, do Sest e do Senat para o Instituto João Alfredo Andrade (Ijaa), uma entidade privada que tem entre seus sócios, o próprio Clésio de Andrade, seu pai e a irmã, Cléia.

Uma das ações avaliadas pelo STF tem origem na 33a Vara Cível de Belo Horizonte. Seu relatório final tem 18 páginas e é assinado por sete promotores do núcleo de Defesa do Patrimônio Público. Depois de fazer um rastreamento bancário envolvendo uma dezena de pessoas físicas e jurídicas, os promotores constataram que entre janeiro de 2003 e agosto de 2004, o Idaq recebeu R$ 46 milhões provenientes de arrecadação feita junto aos sindicatos do setor. “Desse dinheiro, R$ 31 milhões foram sacados na boca do caixa, sem que houvesse descrição da destinação dada ao dinheiro”, diz o promotor Eduardo Nepomuceno de Souza. “Não se tem notícia de cursos, campanhas ou outras ações promovidas pelo Idaq naquele período”, completa Souza. Um relatório sigiloso do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), do Ministério da Fazenda, datado de 3 de junho de 2004, ao qual ISTOÉ teve acesso, registra que uma empresa chamada Veículos Industriais do Brasil S.A., recebeu R$ 3,7 milhões do Idaq em uma conta do Unibanco em São Paulo. A investigação feita sobre essa empresa revela como o senador usa pessoas físicas e jurídicas para que o dinheiro do Sistema Nacional de Transporte acabe em suas mãos.

Registro realizado na Junta Comercial de Minas Gerais, já em poder da Polícia Federal, mostra que a Veículos Industriais do Brasil foi fundada em 1994 e tinha como sócios o senador Clésio de Andrade e Ronaldo Antônio Costa. Os promotores confirmaram a existência da sociedade com a declaração de renda prestada à Receita Federal pelo próprio Costa. Segundo os procuradores da República, os documentos também mostraram que a movimentação bancária do sócio do senador seria incompatível com sua declaração de renda. “Informamos que há movimentação de recursos incompatíveis com o patrimônio, a atividade econômica ou a ocupação profissional e a capacidade financeira presumida do cliente”, registra o relatório do Coaf. “São contas que não demonstram ser resultado de atividades ou negócios normais.” No mesmo documento, os auditores informam que os R$ 3,7 milhões repassados à Veículos Industriais do Brasil seriam usados para a compra de um avião.

Camilo Santana – O "Plano B" de Cid Gomes?

80 1

Já é mais do que perceptível a ação de marketing que está sendo feita em torno do nome de Camilo Santana, secretário estadual da Cidades. Tanto que ele é cogitado para disputar a Prefeitura em 2012 ou, em segunda opção, o Governo do Estado em 2014.

Conversando recentemente com Camilo Santana, este Blog ouviu dele uma frase que pode ser bem surrada na política, mas dá a sinalização do que pensa o secretário sobre esse quadro:

“Olha, eu sou um soldado do partido e vou seguir o que o meu partido decidir”. Mas o petista deixa claro que é amigo do governador Cid Gomes, que preside o PSB estadual.

Câmara Municipal faz pesquisa na Praia do Futuro sobre destino das barracas

O presidente da Câmara Municipal , Acrísio Sena (PT), e o presidente da Comissão de Deenvolvimento Econõmico, Turismo, Emprego e Renda, Gelson Ferraz (PRB), estarão neste domingo, a partir das 9 horas, acompanhando pesquisa a ser feita pelo Instituto Américo Barreira na Praia do Futuro. A pesquisa terá por objetivo ouvir a opinião dos turistas e fortalezenses sobre o que pensam com relação às barracas do local.

Segundo Acrísio Sena, a ação será feita por 20 pesquisadores treinados e que terão a meta de entrevistar 1.900 pessoas . “Hora de ouvir o que tem de bom e de ruim no seviço prestado pelas barracas e o que deveria ser feito com aquela área”, explica o president3 da Cãmara Municipal.

E aí, CUT e entidades populares, cadê os protestos contra o Imperialismo Americano?

135 3

Eis artigo do publicitário e poeta Ricardo Alcântara, que aproveita a primeira visita de Obama ao Brasil para dar boas bordoadas em entidades como a CUT que, no passado, já estaria nas ruas protestando contra o Imperialismo Americano. Confira:

No, they can´t.

Houve tempo em que a presença de um presidente dos Estados Unidos atraía por toda parte centenas de pessoas para manifestações de protesto contra a ação deletéria daquele país sobre a autonomia dos povos.
 
No Brasil, o centro de operação dos protestos estava no movimento estudantil, cujos destacados militantes são agora pessoas de Estado – e não precisa citar outro exemplo: a presidente da república é uma delas.
 
Apesar dos agravantes hoje inexistentes, como o clima radical da Guerra Fria e a ditadura militar, no fundamental, quase nada mudou no modo como a América pensa o seu papel e trata o resto do mundo.
 
Sob o pretexto de combater regimes autoritários, impõe ocupações militares em países que contrariam seus interesses. No Iraque, por exemplo, com alegadas motivações de eliminar armas químicas sabidamente inexistentes.
 
Por outro lado, revela quão retórica é sua defesa dos ideais democráticos ao dar sustentação a ditaduras de longa duração em outros países – pretorados instalados próximos a regiões refratárias à causa imperialista.
 
Comunismo ao chão, o argumento fantasmagórico de combatê-lo perdeu força como motivação para intervenções arbitrárias, enquanto se expandia o circuito das economias liberais, com oportunidades para novos atores.
 
Logo, a América, grande vencedor da Guerra Fria, também perdeu alguns anéis quando o inimigo assinou sua rendição. Passa hoje um processo de adaptação, mas longe de recuar na medida da expectativa internacional.
 
É, contudo, e o será por muito tempo, por sua expressão econômica e afinidades culturais, um parceiro necessário, embora ainda fiel à sua prática de usurpação – o termo é forte apenas para quem desconhece os números.
 
Decepciona que a CUT, antes tão independente, tenha recuado em seu propósito de mobilizar militantes para uma manifestação pública de desagravo à política externa dos EUA durante a visita de Barack Obama.
 
Grave é que o recuo tenha se decidido sob pressão daquela mesma geração que, agora aboletada no poder, quer recepcionar Obama com uma aparência de uniformidade estranha à paisagem pública dos países democráticos.
 
Nem precisaria evidenciar que ao governo brasileiro cabe receber chefes de Estado com cordial dignidade, ainda mais a um parceiro tradicional e num momento de aproximação necessária aos interesses comuns. Ponto.
 
Mas é perverso, danoso à democracia, o peleguismo explícito de uma central sindical que se atrela às razões do Estado, silenciando um sentimento cuja expressão é necessária e, mesmo que não o fosse, ainda assim legítimo.
 
Quem diria que o governo de Lula, um sindicalista que entrou para a história como líder de uma vigorosa reação ao peleguismo, tenha deixado como legado ao país um sindicalismo não muito diferente do que encontrou.  
 
A crença de que possa haver um “peleguismo do bem” é prima legítima daquela outra, de que “o fim justifica os meios” – ambas sacramentadas na pia batismal da tirania, de cuja água, turva, um democrata vacinado não bebe.
 
* Ricardo Alcântara,
 
Publicitário e poeta.
 
(Foto Portal Uol)

"Lei do Paredão" em vigor a partir da próxima semana. Vai ajudar a fiscalizar?

269 1

“A chamada “Lei dos Paredões”, que proíbe o uso de aparelhos de som automotivo de alta capacidade em Fortaleza, foi incluída na edição do Diário Oficial do Município do dia 17 de março. No entanto, a circulação da edição datada da última quinta-feira deve ocorrer só na próxima terça-feira, 22. Assim, a lei, aprovada pela Câmara Municipal no fim de fevereiro, finalmente entrará em vigor. As informações são do vereador Guilherme Sampaio (PT), autor da lei.

Na quarta-feira, o parlamentar tem reunião marcada com o secretário do Meio Ambiente do Município, Deodato Ramalho, que ficará responsável por coordenar a fiscalização da lei no âmbito da Prefeitura. Eles discutirão a regulamentação da lei. Além disso, haverá novas reuniões com os órgãos de fiscalização e também com a Polícia, para afinar os procedimentos relativos, por exemplo, à apreensão de equipamentos usados irregularmente.

Ontem, Guilherme participou de encontro com vereadores de todo o Estado, promovido pela União dos Vereadores do Ceará (UVC), para fazer exposição sobre seu projeto. Em Palmácia, já foi aprovada lei de teor semelhante. Vários outros parlamentares demonstraram intenção de levar a lei para seus municípios. Já há propostas de leis similares no âmbito estadual e federal.”

(O POVO)