Blog do Eliomar

Últimos posts

Servidores em greve do Detran impedem realização de exames de habilitação

122 3

Cerca de 30 servidores em greve do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) estão bloqueando a entrada dos portões para a realização de exames e de vistoria de veículos desde 8h da manhã desta quarta-feira, 10, na sede da Maraponga. No total, cerca de 70 funcionários aderiram às manifestações.

Segundo a assessoria do Detran, os serviços de exame de habilitação estão parados, enquanto que o de vistoria de veículos está sendo realizado parcialmente, pois a entrada de automóveis está sendo regulada pelos servidores.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Servidores do Detran (Sindetran), Eliene Uchoa, desde o retorno da greve, no último dia 4, foi solicitado ao departamento que apenas 30% dos serviços realizados pelos servidores fossem marcados.

A presidente ainda afirmou que nos dias 4, 5 e 8 de agosto a solicitação foi atendida. Nesta terça-feira, 9, porém, os exames voltaram a ser marcados normalmente. Segundo Eliene, como o Detran não havia avisado sobre a mudança, os servidores decidiram bloquear os portões para que apenas 30% dos usuários fossem atendidos.

Nenhum funcionário da superintendência do órgão ou da administração da área de exames de prática de habilitação apareceu para coordenar a entrada de 30% dos veículos e motocicletas na fila, que se estende por quarteirões. Por esse motivo, nenhum exame foi realizado.

Já a assessoria do Detran afirma que 120 atendimentos foram marcados no expediente pela manhã, já que à tarde o órgão não está funcionando por conta da greve. De acordo com a assessoria, são efetuados diariamente cerca de 700 atendimentos, divididos nos dois turnos.

A assessoria reforçou que, segundo a lei, 30% do efetivo dos funcionários deveria estar trabalhando e que o atendimento não poderia ser afetado. “Isso é uma questão interpretativa”, comentou a presidente do Sindetran. “É necessário um diálogo com o sindicato”, acrescentou.

Os exames médicos e de legislação estão ocorrendo normalmente, já que são realizados por funcionários terceirizados.

(O POVO Online)

Ministério do Turismo suspende assinatura de convênios

“Um dia após ser alvo da Operação Voucher, da Polícia Federal (PF), o Ministério do Turismo suspendeu por 45 dias a assinatura de convênios com entidades privadas sem fins lucrativos. Também foram suspensos quaisquer empenho de recursos, ou seja, a liberação de verbas ministeriais para essas entidades.

Deflagrada ontem (9) pela Polícia Federal, a Operação Voucher teve origem em auditorias do Tribunal de Contas da União (TCU) que identificou indícios de um esquema de desvio de verbas públicas destinadas pelo ministério ao Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Infraestrutura Sustentável (Ibrasi), uma organização sem fins lucrativas com sede em São Paulo conveniada para promover cursos de qualificação profissional no Amapá.

No total, 35 suspeitos de envolvimento com o esquema foram presos em São Paulo, Brasília e Macapá, entre eles, o secretário executivo do ministério, Frederico Silva da Costa, e o ex-presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Mário Moyses.

Publicada no Diário Oficial da União de hoje (10), a Portaria Ministerial nº 136, além da suspensão de novos contratos, determina que a secretarias nacionais e a Diretoria de Gestão Interna do ministério examinem as prestação de contas referentes aos convênios em vigor até 31 de dezembro de 2010, priorizando aqueles de valores mais expressivos.

Além disso, as secretarias e a diretoria deverão apresentar um relatório quinzenal contendo a análise das prestações de contas já concluídas, bem como as pendentes.”

(Agência Brasil)

Reinaldo Gianecchini está internado

299 2

“O ator Reynaldo Gianecchini, de 38 anos, está internado no Sírio-Libanês, em São Paulo. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do hospital na manhã desta quarta-feira (10). Como não houve autorização da família, a assessoria não pôde passar detalhes sobre o estado de saúde do ator, nem desde quando ele está internado.

Na tarde da última terça-feira (9), a assessoria de imprensa de Gianecchini divulgou que ele sofreu uma reação alérgica depois de tomar um antibiótico. Por conta disso, o ator precisou se afastar do espetáculo “Cruel”, que está em cartaz às segundas e terças-feiras no Teatro FAAP, em São Paulo. A peça foi suspensa até segunda ordem.”

(Portal Uol)

Prefeita lança Centro de Assistência Social itinerante

155 1

Essa informação é do site da Prefeitura de Fortaleza:

Hoje (10), comunidades da Regional VI participam do lançamento da unidade móvel do Centro de Referência de Assistência Social, o Cras Itinerante, da Prefeitura de Fortaleza. O evento, que acontece a partir das 15 horas, será realizado na Praça Santa Luzia (Bairro Pedras), com a presença da prefeita Luizianne Lins.

Com apresentações artísticas da própria comunidade e de grupos artístico-culturais de diversas unidades dos Cras, o lançamento é um momento para que a população conheça o novo serviço que a Prefeitura vai oferecer, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas). Para o evento, estão programadas exposições de fotografias e de trabalhos de grupos do ProJovem Adolescente, do Pabi (Programa Municipal de Atendimento Básico à Pessoa Idosa) e do Peti (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil).

O Cras Itinerante vai atender comunidades dos bairros do Curió/José de Alencar, São Bento, Ancuri, Pedras e Coaçu. Com assistente social, psicólogo e educador social, o Cras Itinerante estará em uma comunidade a cada dia da semana. Pioneiro em Fortaleza, o Cras Itinerante facilitará o acesso de comunidades ainda distantes das unidades do Cras. Desde 2005, a Prefeitura vem ampliando este serviço, que hoje conta com 23 unidades fixas.

Ministro do Turismo deve comparecer à Câmara na próxima semana para falar sobre denúncias

“Da mesma forma como fez no caso do ministro da Agricultura, Wagner Rossi, o PMDB será o primeiro a chamar seus ministros para rebater denúncias de irregularidades. O partido apoiará a aprovação quarta-feira, nas comissões temáticas, de convite para que ministro do Turismo, Pedro Novais, compareça à Câmara na semana que vem e fale sobre as suspeitas de desvio de recursos destinados ao Ministério do Turismo por meio de emendas parlamentares. O convite deve ser aprovado na Comissão de Turismo da Câmara. Já a oposição apresentou pedidos de convocação, mas deverá concordar com sua transformação em convite.”

Em oglobo.com

Casa do Estudante comemora 77 anos com nova fachada e bolo gigante

A Casa do Estudante do Ceará vai comemorar seus 77 anos de existência nesta quinta-feira. A data coincide com o Dia do Estudante. Neste ano, uma novidade: a fachada do estabelecimento está sendo restaurada e ganhando nova pintura, resultado de projeto tocado por Tintas Coral.

Dentro da programação dos 77 anos, haverá umm bolo de sete meetros de comprimento que será servido aos moradores e convidados, a partir das 7h30min. Haverá também o hasteamento das bandeiras nos jardins da Casa.

Já na sexta-feira, a partir das 20 horas, a primeira apresentação do Coral da Casa do Estudante. Em seguida, o humorista Antonio Fernandes (Skolástica) fará show.

(Foto – Divulgação)

E o Fecop virou S.A?

164 3

Eis artigo da professora Sandra Helena de Souza, da Filosofia e Ética da Univesidae de Fortaleza. Com o título “Corruptos anônimos”, ela anaisa o comportamento dos políticos cearenses diante do “Escândalo dos banheiros”. Confira:

Todos que já passaram por minhas salas de aula, e mesmo os que me conhecem fora dela, sabem que sou intransigente com o esporte nacional de achincalhar políticos e gestores públicos através da cantilena da corrupção. Considero a atividade política em suas variadas formas edificante sob qualquer perspectiva. Sem ingenuidade alguma sei que a corrupção é uma prática humana que assola todas as profissões, em maior ou menor escala, e que corrói o exercício cotidiano da cidadania. Mas não é prerrogativa de nenhum tipo especial de seres humanos ou geografias.

No caso da corrupção política, numa sociedade democrática, insisto: ela existe com nossa conivência, omissão e locupletação. Ponto. Meu rádio sintoniza alternadamente as FMs Senado, Assembleia e Fortaleza. Enfim, gosto do troço, dos debates, das artimanhas, da dedicação, das disputas, dos apartes, dos elogios, dos barracos e, sobretudo, de aprender a difícil arte de separar o joio do trigo nessa seara.

Político que se preza não esconde que quer poder. Somos nós que temos que apurar razão e sensibilidade para impedi-lo ou apoiá-lo. Já me equivoquei e acertei, como todos. Entendo assim a cultura política.

Bom, dito isso, vamos lá. A desfaçatez de se apropriar de um Fundo de Combate à Pobreza, voltado para a mais civilizada das práticas humanas que é a higienização de nossos dejetos, tudo isso com a participação presumida do presidente da Corte que fiscaliza o uso desses recursos, seguido de desmentidos, de “não tenho nada a ver com isso”, “não conhecia a lei”, “vou me empenhar pessoalmente”, “assinei porque recomendaram”, “não há ilegalidades”, “é impossível controlar todos os convênios”, etc, etc, tudo contaminando não só pessoas, mas a própria cadeia da institucionalidade, já é um pouco demais. O melhor, ou pior, é a fala do chefe de gabinete do governador, citada nesse jornal: “se houver culpados haverá punição, doa a quem doer”. Como assim, “se houver”? Há possibilidades de não haver?

Penso que pessoas envolvidas nisso deveriam ser tratadas como os dependentes químicos. Primeiro levá-las a admitir suas faltas, pedir a rehab e ouvi-las para nos proteger da doença em nós. Trata-se de mentes doentias, criminosas mesmo. Cobras engravatadas desprovidas do mais primitivo dos afetos morais: a vergonha. Ninguém é culpado, nem se sente constrangido. Ninguém admite o erro mesmo que ele salte à vista e todos, todos, saibam do que se trata. Ninguém pede desculpas públicas.

E nós, o que fazemos? Por que não nos indignamos pra valer? Não creio que seja porque se trata de pobres. É mais que isso. É que faz parte da nossa cultura, não é? Estou seriamente pensando em fundar uma Associação para dar aulas de filosofia política aos pobres. Agora terei que esperar dois anos para pedir recursos. Ah, mas quem sabe daqui pra lá outro secretário desconheça a lei ou tenha uma assessoria jurídica incompetente. Francamente. Levo papel higiênico, por garantia.

* Sandra Helena de Souza

Professora de Filosofia e Ética da Universidade de Fortaleza

sandraelena@uol.com.br

Ex-presidente da OAB/CE, Paulo Quezado rompe com atual cúpula da entidade

626 29

A eleição para a cúpula da Ordem dos Advogados do Brasil, regional do Ceará, só ocorrerá em novembro de 2012 mas as peças do xadrez do tabuleiro político dessa disputa já começam a se posicionar.

A grande novidade do momento é o rompimento do ex-presidente da OAB e atual conselheiro federal Paulo Quezado com a atual gestão da entidade. Quezado rompeu por entender que o presidente Valdetário Monteiro não cumpriu promessas de campanha.

Entre essas promessas, o fim da eleição direta para desembargador, pois agora só o Conselho Estadual da Ordem é quem decide quem será o grande felizardo. Também o aumento abusivo da anuidade, na ordem de quase 40%, além da ausência da OAB nos grandes debates políticos e institucionais do Estado.

Bom lembrar que a presença da Ordem nas polêmicas do Estado foram marca registrada na era em que Quezado e Hélio Leitão presidiam a entidade. 

Aliás, o advogado Paulo Quezado informa ter firmado aliança com Hélio Leitão para que os dois marchem juntos na próxima jornada eleitoral da OAB do Ceará.

“Advocacia não é partido político. Só temos um ideal: o exercício da advocacia”, disse para o Blog Paulo Quezado.

Marta Suplicy se esconde para não responder sobre ex-assessor preso pela PF

“Responsável pela nomeação do ex-presidente da Embratur Mário Moyses, preso na Operação Voucher, a senadora Marta Suplicy (PT-SP) chegou a se esconder no banheiro do cafezinho do plenário do Senado para fugir de jornalistas. Impecável num tailler vermelho, a vice-presidente da Casa se encastelou na cadeira de presidente por quatro horas, de olhos grudados no computador, enquanto a oposição criticava o desvio de R$4 milhões no Ministério do Turismo, durante parte da gestão de Marta.

Moyses foi braço-direito de Marta em São Paulo, inclusive em campanhas. No período em que presidiu a sessão, ela manteve o semblante contrariado. Quando o senador Mário Couto (PSDB-PA) falou de “ladrões” no Turismo, citando a prisão de Moysés, ela virou o rosto para o lado, com expressão de impaciência.

– Malditos aqueles que roubam! Mas vão pagar, doa a quem doer, presidenta! – bradava Couto, enquanto Marta olhava fixamente para a tela de seu computador.

Por volta de 17h, quando o presidente José Sarney (PMDB-AP) chegou para presidir a ordem do dia, ela não se levantou. Ele ficou por minutos em pé no plenário enquanto Marta, atabalhoadamente, tentava presidir o início da sessão de votação. Começou a discutir uma matéria, sem anunciar a abertura da ordem do dia.

– Para começar a ordem do dia, vossa excelência tem que primeiro anunciar a abertura da ordem do dia – repreendeu Couto.

– Vou abrir – disse ela.

Quando Sarney subiu à Mesa e retomou seu lugar, ela ficou sentada ao seu lado. Jornalistas a aguardavam embaixo. Por fim, ela saiu, mas refugiou-se no banheiro do cafezinho. Os jornalistas a esperaram na porta do banheiro por cerca de 20 minutos, enquanto ela despachava dentro com assessores.

Quando saiu, caminhou a passos largos de volta ao plenário, com o celular no ouvido, ignorando as perguntas dos jornalistas sobre a prisão de Moysés:

– Não vou falar, tudo o que tinha a dizer, já falei – disse, voltando para a Mesa.

Após algum tempo, escoltada por seguranças, saiu por uma passagem atrás da Mesa.

Coordenador político do gabinete de Marta, Charles Capela de Abreu negou que ela tenha se trancado no banheiro para evitar os jornalistas. Segundo ele, Marta está muito triste com a prisão de Moysés:

– Fomos surpreendidos com a prisão do Mário, e estamos preocupados. Ele é uma pessoa honesta e sempre correta.”

(Globo)

Presidente da França interrompe férias para discutir a crise mundial

“O presidente da França, Nicolas Sarkozy, interrompeu as férias, no Sudeste do país,  para comandar hoje (10) uma reunião de emergência, em Paris, cujo tema único é a crise econômica global.

Sarkozy convocou o primeiro-ministro, François Fillon, o ministro das Finanças François Baroin, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Alain Juppé, e o governador do Banco de França, Christian Noyer,  para que participem da reunião.

A discussão ocorre no mesmo dia em que as bolsas asiáticas fecharam com leve alta. Para analistas, o comportamento na Ásia é  reflexo do desempenho positivo das bolsas norte-americanas.

Os mercados da Ásia abriram em alta nesta quarta-feira, depois que o Federal Reserve (o Banco Central dos Estados Unidos) anunciou ontem a decisão de manter os juros nos níveis atuais, próximos a zero, pelo menos por mais dois anos.

Ontem (9) a maioria dos mercados mundiais fechou em alta. O índice Dow Jones, da Bolsa de Nova York, subiu 3,1%, enquanto a Bovespa fechou em alta de 5,1%.”

(Agência Lusa)

Presidente do BNB toma café com bancada federal

O presidente do Banco do Nordeste do Brasil, Jurandir Santiago, está tomando café da manhã nesta quarta-feira, em Brasília, com a bancada federal cearense. Sob a coordenação do deputado federal José Arnon (PTB), o encontro é para uma maior aproximação do BNB com os parlamentares, mas também a apresentação de projetos do interesse do banco e que tramirtan no Congresso.

Jurandir confirmou Cláudio Ferreira Lima como o assessor parlamentar do BNB junto ao Congresso.  

Ainda na agenda do presidente do banco entra a assinatura de um convênio de cooperação técnica com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

PM acusado de pistolagem será ouvido nesta 4ª feira

“O policial militar Jean Charles da Silva Libório, réu no processo que investiga a morte do empresário Francisco Francélio Holanda Filho, em 8 de julho de 2010, será ouvido nesta quarta-feira, pela 2ª Vara do Júri da Comarca de Fortaleza. A tomada de depoimento do acusado, que está detido no presídio de segurança máxima de Campo Grande, ocorrerá a partir das 9 horas.

De acordo com a ação judicial (nº 429243-30.2010.8.06.0001/0), o homicídio, praticado no cruzamento das ruas Padre Valdevino e João Cordeiro, na Aldeota, teria sido praticado a mando do iraniano Farhad Marvizi, que já prestou depoimento. Além dele, já foram ouvidos Charles Herberth Martins Pereira, Francisca Elieuda Lima Uchôa, Maykson Gleyston de Castro Jacó e os policiais militares José Carlos Araújo de Sousa e Adriano Façanha de Sousa.

Com o depoimento dos acusados, a fase de instrução será encerrada. Defesa e Ministério Público (MP) estadual devem apresentar os memoriais finais para que o juiz Henrique Jorge de Holanda Silveira decida pela pronúncia ou não dos envolvidos no crime.

A denúncia do MP, assinada pelas promotoras de Justiça Alice Iracema Melo Aragão e Joseana França Pinto, afirma que, na noite de 8 de julho do ano passado, o carro dirigido pelo empresário foi interceptado por duas pessoas que estavam em uma moto. A dupla desferiu diversos tiros contra Francisco Francélio Holanda Filho.

Segundo os autos, a vítima que, assim como o iraniano, atuava no ramo de eletrônicos, estava auxiliando nas investigações sobre a forma como Farhad Marvizi importava produtos para o Ceará, vendendo-os a preços abaixo do praticado pelo mercado.

As informações obtidas por Francisco Francélio eram repassadas ao auditor fiscal José Jesus Ferreira, que em dezembro de 2008 sofreu tentativa de homicídio, supostamente cometida a mando do iraniano.

Ainda de acordo com o MP, Farhad Marvizi foi o autor intelectual da morte do empresário Francisco Francélio e contava com o apoio de Jean Charles Libório, que utilizava as funções oficiais para favorecer as práticas criminosas e contratava pistoleiros. A esposa, Francisca Elieuda, auxiliava no recrutamento de pessoas e no planejamento dos delitos, assim como José Carlos.

Ainda conforme o processo, Charles Herberth fazia a ligação entre o empresário e os demais denunciados. Maykson Gleyston estava à espera da vítima nas proximidades do estabelecimento comercial, no dia do crime, e Adriano Façanha foi responsável por apurar a rotina de Francisco Francélio.

Eles negaram as acusações. O iraniano alegou que as provas são frágeis e tendenciosas. Já o casal Jean Charles e Francisca Elieuda ressaltou que a denúncia do MP se baseia em especulações e em interceptações telefônicas que desobedecem as regras estabelecidas para isso.” (Com informações do site doTJ-CE)

No PT, a ordem é tratar Ciro com indiferença

“Alguns cardeais do PT reunidos informalmente tomaram uma decisão: não vão polemizar com o ex-governador Ciro Gomes, o coordenador eleitoral do PSB. Como Ciro defende candidatura própria à Prefeitura e não apoia o PT ressaltando que é uma posição pessoal – não é igual ao que pensa o seu irmão, o governador, terá a indiferença como resposta a partir de agora.

Sobre o processo eleitoral, o que se observa é que os petistas adotaram uma posição absolutamente pragmática: lançaram seus 13 pré-candidatos e, no momento devido, vão procurar o governador e os partidos aliados.

Agora, a ordem da cúpula petista, segundo um histórico sem barba, é continuar inaugurando obras. Mesmo que alguns aliados, até com barba, fiquem com raiva.”

(Coluna Vertical, do O POVO)

Indicações para o Dnit desagradam servidores

“A indicação dos sete nomes que devem ocupar a diretoria colegiada do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) pela presidente da República, Dilma Rousseff, gerou uma “grande inquietação entre os funcionários do órgão”.

A informação foi confirmada à Folha pela assessoria de imprensa do Dnit na tarde desta terça-feira. Dilma tem a prerrogativa para as indicações.

Segundo o Dnit, “várias manifestações e questionamentos” foram feitos “sobre o porquê de não haver nenhum indicado do próprio Dnit entre aqueles nomes”. Os indicados vieram de outros órgãos federais.

Em uma reunião realizada ontem no auditório do Dnit, os funcionários explicaram a importância de participarem das indicações dos nomes, ainda segundo a assessoria, “até mesmo pela experiência e qualificação de seu corpo técnico”.

Os servidores irão levar o posicionamento deles ao ministro, reivindicando que os cargos de coordenação técnica do Dnit sejam ocupados exclusivamente por servidores de carreira.

Os indicados do governo ainda precisam passar por sabatina na Comissão de Constituição de Justiça do Senado.”

(Folha.com)

PMDB ameça tirar cargos do PT na Agricultura

“Em meio à crise envolvendo ministérios do PMDB, integrantes do diretório paulista do partido abriram uma disputa para tentar tirar do PT o controle da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), entidade vinculada ao Ministério da Agricultura.

Pelo menos 13 indicados para cargos de chefia na Ceagesp, o maior entreposto de distribuição de alimentos da América Latina, são ligados ao PT, entre eles o diretor-presidente, Mário Maurici.

Maurici é ex-prefeito de Franco da Rocha (Grande SP) e ex-secretário do prefeito Celso Daniel (morto em 2002) em Santo André.

É ligado ao ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência), assim como o responsável pelo departamento financeiro, Delcimar Pires Martins, ex-assessor especial da Presidência no governo Lula.”

(Globo)

Em Jardim, haja banheiro mal feito

“Sem pia, sem chuveiro e sem caixa d’água, para quem está acostumado com o conforto das grandes cidades, fica difícil chamar a modesta construção de banheiro. A agricultora Ana Leica Rodrigues, 26, até teve montada a nova estrutura, no terreno de casa, mas o banho continua sendo “de cuia” e a descarga ativada pelo balde de água, entre as quatro paredes sem uma janela sequer. Isso faz parte da realidade na zona rural do extremo sul do Ceará, quase na divisa com Pernambuco. O município de Jardim abriga famílias que viram sua necessidade de ter um kit sanitário montado em casa se realizar pela metade – ou nem isso.

Muitos dos banheiros entregues nunca foram concluídos, alguns estão fora do modelo padrão e tem imóvel com mais de um deles. “Eu nem achei graça receber, porque não tá terminado. A pia, ó, tá atrepada na parede”, mostra Ana, quando, logo depois, a pia cai no chão. E o material não veio? “Disseram que veio, mas o Chico de Nera desviou. Agora, que vai ter eleição, eles devem aparecer”, apontou a moradora.

“Chico de Nera” é Francisco Rodrigues – filho de Nera. Ele é presidente de dois grupos da localidade: a Associação Comunitária Santa Ana e a Associação Cultural Violeta Arraes. Esta última responsável por dois convênios que construiriam um total de 133 kits em distritos afastados do município.

Foi a ele, que é seu primo, que o comerciante Pio Rodrigues, 49, pediu que se construísse em frente ao seu comércio um novo banheiro, mesmo que já tivesse um na sua casa, situada no mesmo local. “Porque aqui sempre aparece gente que precisa usar”, explicou. Banheiro que foi construído fora do modelo padrão estabelecido pela Secretaria das Cidades, com apenas um vaso sanitário dentro da casinha. “As caixas d’água não vieram. A maioria (dos moradores) comprou do seu próprio dinheiro”, diz.

Acabamento

A poucos metros dali, dona Lúcia de Sousa, 54, e seu Joaquim Inácio, 62, um casal de agricultores, já usufrui do kit desde o ano passado, mas fazem as contas de quando vão poder e quanto irão gastar para, como eles dizem, “terminar a obra”, com azulejos e outras melhorias. Além do gasto a mais, foi o próprio homem, já em idade avançada, quem abriu a fossa. Segundo eles, exigência do próprio convênio. Ainda assim, eles festejam a nova estrutura. “Só tinha um banheiro velho, sem nada. Agora, a gente não precisa mais tomar banho no açude”, compara.”

(O POVO)

Lobista preso em Brasília já foi condenado no Ceará

“O homem chamado Julio César Fróes Fialho, que se dizia jornalista e publicitário, caiu nas mãos da polícia cearense em 1992. Acusado de integrar quadrilha de tráfico de drogas, ele foi condenado, em Fortaleza, a três anos de prisão. Cumprida a pena, deixou de lado a antiga alcunha profissional e passou a ser apresentado apenas como Julio Fróes. O nome é o mesmo que hoje, 19 anos depois, é apontado como pivô da crise política no Ministério da Agricultura. Após o episódio com drogas, Fróes deverá ser novamente investigado – desta vez, por suposto tráfico de influência no Governo Federal.

Reportagem da revista Veja desta semana levanta suspeitas sobre possível atuação de Fróes como lobista da pasta da Agricultura. Ele manteria um escritório no prédio do Ministério, de onde supostamente influia em contratos e licitações mediante cobrança de propina, apesar de não ocupar cargo na pasta.

O ministro Wagner Rossi (PMDB) negou participação em irregularidades e foi poupado pela presidente Dilma Rousseff (PT). No entanto, as denúncias acabaram provocando, no último sábado, o pedido de demissão do secretário executivo da pasta, Milton Ortolan, identificado como suposto contato de Fróes no Governo.

Passagem pelo Ceará

Fróes foi preso em março de 1992, com meio quilo de cocaína. De acordo com notícias publicadas pelo O POVO à época, ele ajudou a Polícia a desmanchar um esquema de tráfico na rota Fortaleza-Brasília, com ramificações no Congresso Nacional.

Fróes e outros seis integrantes da quadrilha foram julgados pelo hoje desembargador Jucid Peixoto do Amaral, que diz não se recordar do caso. “Em 1992, foram presas mais de 90 pessoas por tráfico, não dá pra lembrar”, lamenta. Embora o registro profissional não tenha sido confirmado, Fróes chegou a atuar em veículos de imprensa de vários estados. Após a prisão, ocupou cargos no Senado (ver quadro ao lado).

O POVO não conseguiu contato com Júlio Fróes. O ex-advogado, Neuzemar Moraes, disse não saber de seu paradeiro. Já o Ministério da Agricultura nega ter qualquer contato com ele.

(O POVO)