Blog do Eliomar

Últimos posts

CNJ: número de juízes ameaçados sobe 50%

O número de juízes ameaçados no país subiu 50% de 12 de agosto deste ano até hoje. Um levantamento feito pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) revelou que a quantidade de magistrados na mira de criminosos saltou de cem para 150 em apenas três meses. Os dados são baseados nas informações prestadas pelos tribunais locais à corregedoria do CNJ.Logo após a morte da juíza Patrícia Acioli, assassinada na porta de casa em 12 de agosto, houve aumento nas denúncias. Em apenas 13 dias depois do crime, 34 magistrados foram acrescentados à lista, somando 134 casos. De lá para cá, mais 16 foram incorporados à estatística.

O perigo para alguns magistrados não passa somente pela ameaça. O juiz federal da 3ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, Lafredo Lisboa, descobriu que foram oferecidos R$ 500 mil para quem o matasse, e que havia um plano para sua execução.

— Em 2004, tomei conhecimento pela presidência do Tribunal (de Justiça) que um réu, condenado, prestando depoimento na Vara de Execuções Penais, teria dito que havia uma operação em que eu seria assassinado. A minha morte só não ocorreu porque, em um determinado dia, não passei no local por onde passava sempre — disse.

(O Globo)

Duda Mendonça financia vaquejada no Pará

O marqueteiro Duda Mendonça, responsável pela campanha a favor da divisão do Pará, está bancando a construção de uma pista de vaquejada em Xinguara (no sudeste, a 850 km de Belém).

A vaquejada é uma atividade recreativa –criticada por entidades protetoras dos animais– na qual pessoas montadas a cavalo precisam prender um boi pelo seu rabo e puxá-lo até derrubar.

Duda não é praticante das vaquejadas, mas, de acordo com pessoas próximas, gosta de assistir a elas. Um de seus filhos é adepto da prática e disputa vaquejadas.

Por isso, o marqueteiro resolveu ajudar o Sindicato dos Produtores Rurais de Xinguara, município no qual tem terras, a construir a pista.

Ela começou a ser feita no início do ano, no parque de exposições da cidade e tem 140 metros de comprimento. O custo total será de R$ 500 mil, segundo o sindicato.

Em 2004, o marqueteiro foi detido pela Polícia Federal no Rio de Janeiro durante uma operação de repressão a rinhas de galo.

“Ele está ajudando a conseguir doações e também doando do bolso dele. Graças à sua influência, outras pessoas estão ajudando”, afirmou Osvaldo de Oliveira, presidente do sindicato.

A previsão é que a pista seja inaugurada em maio, com uma grande festa. De acordo com o sindicato de Xinguara, Duda vai aproveitar as vaquejadas para leiloar animais que possui em sua fazenda.

(Folha)

UPPs reduziram homicídios em 38 bairros

135 1

Quase três anos após o início da implantação do projeto das Unidades de Polícia Pacificadora, os resultados da política que tem mudado o Rio são números impressionantes. Pela primeira vez, um levantamento feito pelo GLOBO revela o impacto de 17 UPPs nos indicadores de criminalidade de 38 bairros da cidade. Com base na análise das estatísticas do Instituto de Segurança Pública (ISP), é possível dizer que o fim dos tiroteios e do controle do tráfico nas favelas beneficiadas, das zonas Sul, Norte e Oeste, representaram uma queda média de 50% no total de homicídios. Ao se reduzir o número de mortes, cerca de 270 vidas foram salvas nesse período: se fosse uma, já valeria a pena, mas esse total representa mais do que se mata em dois meses na cidade. Roubos, foram menos 11 mil.

Para chegar aos valores médios, os dados foram examinados em blocos, já que as unidades foram inauguradas em anos diferentes. Nas delegacias que ficam nas áreas de influência das quatro primeiras UPPs (Dona Marta, Pavão-Pavãozinho/Cantagalo, Cidade de Deus e Batam), os assassinatos caíram pela metade: de 216 em 2008 para 114 em 2010, uma redução de 47%. Os latrocínios caíram 40%; os roubos de veículos, 46%; assaltos a lojas, 21%; a residências, 38%; a bancos, 86%; a coletivos, 27%; e a transeuntes, 21%.

Moradores ainda relatam abusos

Num beco e outro, ouvem-se histórias de abusos. Uma das guarnições que atuam no morro usaria até pedaços de pau para espancar aqueles que não seguem à risca as novas regras. A relação entre morador e policial é delicada. Depois de voltar de um show, X., que tinha bebido, esbarrou num PM da UPP: — Só por isso, ele colocou a pistola na minha cabeça.

Apesar disso, algumas pesquisas mostram avanços. O Instituto de Opinião da Fundação Getúlio Vargas (FGV) criou o Índice de Percepção da Presença do Estado, que mediu a forma como os moradores do Complexo do Alemão estão vendo as ações de órgãos públicos na comunidade. Foram feitas 400 entrevistas. De zero a 100, os entrevistados deram nota 32 para a atuação da polícia em 2009, antes da ocupação, e 57 em 2011.

Quando perguntados se a polícia tratava bem os moradores, os entrevistados deram nota 26 em 2009 e 49 este ano. Sobre os equipamentos culturais, deram 45 em 2009 e 58 este ano. A única novidade que chegou ao local foi um cinema 3D. Além disso, 60% disseram acreditar que a vida vai melhorar muito e 16%, um pouco.

(O Globo)

Ministro leva tapa na orelha em 'protesto contra corrupção'. Confira o vídeo

111 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=CWH8daWeA8A&NR=1[/youtube]

O ministro da Agricultura da Índia, Sharad Pawer, estava dando uma entrevista quando foi surpreendido ao ser agredido com um tapa na orelha.

O agressor, Harvinder Singh, acabou sendo contido pela polícia, mas ele disse que seu ato foi motivado pelos altos preços de alimentos no país e pela corrupção.

Aos gritos, ele falou: ”Vocês não sabem por que eu bati nele? O cidadão comum está apreensivo. Eu estou errado?”.

(BBC Brasil / Youtube)

A cidade de Oz

714 9

Eis a paródia que recebemos do vereador Plácido Filho (PDT) sobre a obra “O Mágico de Oz”, do escritor norte-americano L. Frank Baum. Segundo o vereador, a paródia “A cidade de Oz” é uma oportunidade de um olhar diferente sobre como as coisas ocorrem. Confira:

Dorothy ainda vive o sonho de heroína, quando sequer percebe que seu grande feito foi um acaso, um “azarão”, como diria um certo crítico mais envolvido com a trama.

A morte da Bruxa Malvada do Oeste se deu por um simples golpe de sorte, depois que a casa da menina loira caiu em cima da casa da bruxa má, após um furacão levantar a moradia de Dorothy pelos ares. Furacão hoje rebatizado de circunstância. Mera circunstância.

Na verdade, Dorothy teve tudo para mudar a história da cidade de Oz, para onde o destino a arrastou, se realmente tivesse tirado bom proveito da imagem de heroína e proporcionado as mudanças tão necessárias para o mundo fantástico.

Em sua jornada, a menina esteve ao lado do Homem de Lata, do Espantalho e do Leão Covarde.

Mas, ao invés de ajudar o Homem de Lata a ganhar um coração, Dorothy aprisionou-lhe a razão com um falso sentimento de luta em defesa das mais fracas criaturas. E o Homem de Lata se diz orgulhoso, feliz e esperançoso. Sentimentos de quem acredita possuir um coração.

Ao invés da busca de um cérebro para o companheiro Espantalho, a menina roubou-lhe o sentimento com propagandas que enganam os incautos. E ele passou a enxergar como concreto os feitos que só existem na imaginação e nas palavras.

Ao incentivar o Leão Covarde a buscar Fortaleza… digo, fortaleza, Dorothy fez de sua covardia armas mais mortais que garras afiadas e grandes presas.

E assim Dorothy conseguiu sustentar por mais tempo a sua imagem de heroína e até arrancar a vassoura da Bruxa Malvada do Leste, a pedido do mágico de Oz.

Somente depois, após concentrar tamanho poder, a menina descobriu que o mágico era apenas um simples homem. Um homem passivo a erros e defeitos bem parecidos aos seus. Talvez por isso tenha pulado do balão do mágico, quando ele mais precisava dela para seguir a sua jornada.

Agora é Dorothy quem precisa de apoio em sua jornada. O mágico de Oz já está um pouco distante. Mesmo sem a menina loira, o homem seguiu o seu destino. Dorothy agora entende que não deveria ter pulado de seu balão. Deveria ter seguido o homem, mesmo que apenas adiante. Quem sabe, até o momento atual.

Mas eis que aparece a Bruxa Boa do Norte e assinala para Dorothy uma jornada promissora, ao entregar-lhe sapatos vermelhos, de rubi. A Bruxa Boa do Norte, que antes era aliada do mágico de Oz, hoje lhe faz críticas. Ao se desgastar com o mágico de Oz, a Bruxa Boa do Norte não teve poderes suficientes para que Dorothy sustentasse os sapatos por um período mais longo. E eles se perderam no tempo e no espaço.

Talvez a Boa Bruxa do Norte não fosse tão poderosa quando ela própria imaginava. Talvez nem bruxa boa fosse. Quem sabe, ainda, as bruxas malvadas, derrotadas por Dorothy, eram as verdadeiras heroínas da história. E a menina loira, assim como envolveu seus companheiros Homem de Lata, Espantalho e Leão Covarde, também teria iludido a todos. Isso, pelo menos, é o que as criaturas de Oz acreditam atualmente.

Evento relembra 23º BC como "espaço de tortura"

548 2

Paralelo ao evento de confraternização dos reservistas do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de Fortaleza (CPOR), neste sábado (26), no 23º Batalhão de Caçadores, membros do grupo Aparecidos Políticos se mobilizaram junto com antigos presos políticos do lado de fora da unidade militar, na praça General Sampaio, que, segundo eles, está abandonada há mais de dois anos. “Nós pensamos em relembrar e viver com esse local (o 23º BC) como espaço de tortura”, explicou o membro do grupo, o psicólogo Alexandre Mourão, 27.

A ação dos manifestantes rebatizou o espaço como Praça do Preso Político Desaparecido, colocando um manequim com o rosto coberto simbolizando os torturados e uma placa, fazendo alusão ao novo nome dado após o “rebatismo popular”, explicou Mourão. Ele acrescentou que a ação tem o intuito de “relembrar e viver esse passado”.

Junto com o grupo estava o presidente da Associação 64/68, Mário Albuquerque, que adjetivou a ação como “extraordinária”, explicando que o “esquecimento é extremamente prejudicial na construção da democracia no Brasil”. Ao ser questionado pelo O POVO sobre a mobilização, o general Torres de Melo disse se tratar de uma “palhaçada”.

(O POVO)

Formadores de opinião conhecem "New York", o restaurante e parque temático de Aquiraz

455 4

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=ahGjumsy3CI[/youtube]

Tendo à frente o jornalista e colunista de gastronomia do O POVO, Ivonilo Praciano, o Restaurante New York recebeu, nesse sábado, a imprensa e artistas para divulgar seu cardápio. A iniciativa serviu também para John Mendez, o proprietário, divulgar um parque temático em construção na área do restaurante situado no caminho do Beach Park, em Aquiraz (Região Metropolitana de Fortaleza). A reportagem do Blog foi convidada para a degustação, que contou ainda com prato dos mais apreciados: a moqueca afrodisíaca idealizada por Ivonilo Praciano.

Acertos, erros e contradições do PT

174 6

O petista José Nobre Guimarães já não mais esconde sua pretensão de vir a ser o líder do partido na Câmara dos Deputados, a partir do início do próximo ano. Atualmente vice-líder do PT, e bastante prestigiado no Palácio do Planalto, não será surpresa se vier a ocupar a função, mesmo tendo como possível adversário o deputado federal paulista, Gilmar Tatto. Caso atinja o intento, o parlamentar cearense estará superando mais um obstáculo na carreira, apesar de todos os solavancos que marcam a sua trajetória política recente, e mostrando que, de fato, nasceu para fazer política.

Filho de agricultores da zona rural de Quixeramobim, o advogado José Guimarães veio morar em Fortaleza no ano de 1977. Residiu na Casa do Estudante, estudou no Liceu, e entrou no PT em 1985, através do movimento estudantil, onde presidiu o Centro Acadêmico Clóvis Beviláqua, do curso de Direito da UFC. No partido, era espécie de faz tudo. Em vista disso, coordenou a campanha vitoriosa de Maria Luiza Fontenele em 1985, que a levou a ser a primeira prefeita petista de capital brasileira. Na gestão tumultuada de Maria, ocupou a chefia de gabinete da prefeita e a presidência do Instituto de Previdência do Município (IPM).

O trauma da gestão petista não impediu que Guimarães continuasse com carreira em ascensão. Presidente do PT de 1992 a 2001, dobrou de 40 para 80 o número de diretórios municipais no Estado. Pau para toda obra, coordenou as campanhas de Lula à presidência em 1989 e 2002. Apesar disso, só iria assumir mandato legislativo, depois de algumas tentativas frustradas, no ano de 2002, como deputado estadual. O mandato, no mesmo ano em que Lula chegou ao governo, seria o ápice da carreira construída ao lado do crescimento do PT como partido.

A história, porém, colocaria Guimarães no centro de um dos episódios mais folclóricos da política nacional, que foi o caso dos dólares na cueca. Houve quem apostasse que estaria enterrada a sua carreira. Não se deu assim. Se até hoje, Adalberto Vieira decidiu calar-se para sempre, o parlamentar segue firme e mais vivo do que nunca. Mas se o caso Adalberto é o que sobressai em qualquer perfil que se faça de Guimarães, é impossível desligar o PT cearense do deputado federal. Para o bem, ou para o mal. Assim foi com a cassação do ex-prefeito de Beberibe, a prisão do prefeito de Senador Pompeu, e as dificuldades enfrentadas pelo prefeito de Juazeiro do Norte. Todos, ligados a Guimarães.

O futuro é impossível prever. Mas talvez ninguém no Ceará encarne tão bem as contradições, erros e acertos do PT nos últimos 26 anos, quanto José Guimarães. De irmão de José Genuíno, antes ícone das esquerdas, Guimarães soube construir seu próprio caminho, mesmo que por meio de situações controversas. E aí, não se pode negar seus méritos para a política.

(Menu Político / O POVO)

Exército colombiano encontra refém vivo das Farc

O exército colombiano encontrou neste sábado (26) o suboficial da polícia Luis Alberto Erazo Maya na mesma zona de combates do sul do país onde horas antes foram mortos outros quatro cativos das Farc.

Segundo as fontes militares citadas pela emissora Caracol Rádio, Erazo estava escondido perto da região onde foram encontrados os corpos sem vida de seus companheiros de cativeiro, em um ponto indeterminado do município de Solano, no departamento de Caquetá.

As tropas do exército colombiano, que vigiavam a estrutura das Farc na região há 45 dias, encontraram Erazo durante tarefas militares de reconhecimento. Tiveram pior sorte o sargento José Libio Martínez Estrada e os integrantes da Polícia Nacional: o coronel Edgar Yesid Duarte, o major Elkin Hernández Rivas, o intendente-chefe Álvaro Moreno.

Segundo explicou em conferência com jornalistas o ministro da Defesa, Juan Carlos Pinzón, três deles receberam balaços na cabeça, e um quarto, nas costas. Erazo foi sequestrado junto com Moreno durante um ataque a uma delegacia de polícia no município de Curillo, em dezembro de 1999.

(EFE)

Fábrica na Índia pretende exportar tablet mais barato do mundo

O indo-canadense Suneet Singh Tuli, presidente da companhia britânica Datawind, que fabrica na Índia os tablets mais baratos do mundo, disse já possuir 340 mil reservas do produto, mas ambiciona chegar a 3,5 milhões de unidades.

O Aakash –que significa “céu” em sânscrito–, é destinado a estudantes universitários pelo preço de US$ 22. Mas o que Tuli tem em mente é uma revolução nas comunicações na Índia, com o produto ao preço de 2.276 rúpias (US$ 43) e a generalização do acesso à internet.

(EFE)

Surto de gripe suína é identificado em Pedra Branca

Onze adolescentes, alunos do Colégio Agrícola de Pedra Branca (Sertão Cearense), foram diagnosticados com a gripe H1N1 (gripe suína). De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), o surto da doença estaria concentrado na escola agrícola. No local, foi coletado material para exame em 91 pessoas que foram notificadas com suspeita da enfermidade.

No entanto, exames realizados no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), confirmou somente os 11 casos. Os pacientes confirmados com a enfermidade estão sendo acompanhados e monitorados pelas vigilâncias epidemiológicas da Saúde estadual e da Secretaria de Saúde Municipal de Pedra Branca.

Autoridades de saúde do município comunicaram que a suspeita é de que a transmissão tenha ocorrido por meio de uma pessoa da cidade que teve contato com um paciente infectado pelo vírus em São Paulo. A Secretaria da Saúde do Estado informa que já liberou a medicação indicada para o tratamento dos pacientes de Pedra Branca. Profissionais de saúde da cidade e a população foram orientados para que fiquem alertas para os sintomas da gripe H1N1. Os sintomas da gripe suína são febre, confusão ou falta de atenção, tonturas, secreção nasal, dor no peito ou estômago e dificuldade respiratória.

De acordo com a Sesa, este ano, de 43 mil habitantes de Pedra Branca, 17 mil foram vacinados contra gripe. Nesse universo, estão cerca de 94% das crianças com menos de 1 ano e 95% dos idosos. Os adolescentes atingidos pela H1N1 não receberam a imunização, uma vez que não faziam parte da faixa etária priorizada na campanha.

(O POVO)

Diga adeus ao seu controle remoto

Um protótipo desenvolvido na Escola Politécnica (Poli) da Universidade de São Paulo (USP) possibilita controlar comandos de uma TV apenas com gestos. Trata-se do controle remoto sensorial que foi desenvolvido por alunos dos cursos de engenharia de computação e engenharia elétrica da Poli.

O novo sistema nasceu de um projeto de final de ano que uniu os estudantes Maurício Carneiro, Eduardo Almeida, Danilo Shibata e Luís Felipe Ferreira.

O “controle sensorial” foi desenvolvido a partir da utilização do Kinect, dispositivo da Microsoft para o seu video game XBox 360, que permite ao jogador interagir com o aparelho sem usar um controle manual.

Ações como ligar e desligar a TV e mudar o volume foram feitos por meio de gestos. “Nosso protótipo funciona com um computador, que contém o software da Microsoft e uma placa Arduino que capta e identifica os sinais da TV. Os gestos são gravados e armazenados num software”, descreve Maurício Carneiro.

Os sinais gravados funcionarão então a partir de gestos que permitirão que o controle emita o sinal de comando para a televisão. Carneiro explica que o controle pode ser posicionado em frente, acima ou ao lado do aparelho de TV.

Comandos

Até o momento, os estudantes conseguem operar o protótipo com comandos como avançar e retornar canais, controle de volume e ligar e desligar a TV, todos apenas com gestos. “A ideia é prosseguir com as pesquisas e aperfeiçoarmos ainda mais o projeto”, diz Carneiro.

Segundo ele, é perfeitamente possível aumentar a quantidade de gestos para melhor controlar o sistema, bem como adaptar futuramente até mesmo comandos de voz.

O professor informa que a tecnologia não é inédita, mas destaca a inovação na proposta. “A novidade está na integração entre os componentes do sistema de controle remoto e o Kinect. Sei que existem projetos similares para controles de outros dispositivos e acho possível que existam projetos bastante próximos desse”, avalia.

(da Agência USP)

Arte: Gil Dicelli (O POVO)

Uruguai quer liberar plantio de maconha

185 1

País mais liberal das Américas em relação às drogas, o Uruguai estuda liberar o plantio da maconha para consumo pessoal. O assunto é debatido no Congresso, onde tramitam projetos do governo e da oposição.

O objetivo é pôr fim a uma contradição no país de três milhões de habitantes: não é crime consumir, mas sim comprar e vender drogas (no Brasil, consumo, comercialização e cultivo são crimes).

“A questão é proporcionar ao usuário acesso legal à maconha, permitindo também sufocar o narcotráfico. Nossa legislação é cheia de falhas”, disse à Folha o deputado Sebastián Sabini, coautor do projeto da Frente Amplia, a coalizão de esquerda do governo de José Pepe Muijica.

O texto prevê a legalização do plantio de até oito plantas por casa (que podem gerar até dois quilos da droga), limita em 25 gramas a quantidade de maconha que um cidadão pode portar nas ruas e ainda cria associações de cultivo, controladas pelo Estado.

O segundo projeto não estipula limites para o cultivo, mas endurece as penas para o tráfico de drogas.

(Folha)

Por que eles caem tanto?

Uma denúncia é feita à imprensa e ganha corpo com a exposição midiática. O Governo, imediatamente, dá demonstrações de apoio ao acusado, mas acaba deixando-o defender-se sozinho, com ou sem uma conivência do partido. Até que o quadro chega a um nível tal de estresse e insegurança que a remoção do ministro se torna a única maneira de retirar a crise do foco.

Mesmo com peculiaridades em cada caso, é esse o caminho geral que as últimas denúncias construíram até que conseguissem derrubar, um a um, seis titulares de ministérios da equipe recém-formada da presidente Dilma Rousseff (PT) em menos de um ano de gestão e colocou outro deles na zona de perigo, prestes a sofrer substituição. Reunidas, as derrocadas se concentraram em apenas cinco meses, recorde de mudanças na equipe ministerial.

Nas duas gestões do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) (2003-2010), por exemplo, foram nove quedas num extenso período de oito anos. Antes, ainda, no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) (1995-2002), pelo mesmo período de Lula, caíram quatro titulares na Esplanada dos Ministérios. Que contextos político-administrativos cercam cada um desses períodos? Por que o número de ministros que se afogam em crises aumenta?

A troca de ministros tem efeitos na exequibilidade das ações das pastas e até na manutenção da estabilidade da base de apoio ao Governo. Passa pelo estímulo à consonância da opinião pública, até o jogo de informações com a imprensa.

Período de acomodações de primeiro ano de administração? Embora isso possa contar, as principais causas tocam outros pontos. É o que discutiremos nas próximas páginas.

(O POVO)

Rivalidade na área sindical acirra disputa por ministério de Lupi

A rivalidade das duas maiores centrais sindicais do país acirrou a disputa que o PT e o PDT travam pelo comando do Ministério do Trabalho desde que o ministro Carlos Lupi entrou na lista dos que devem ficar sem emprego com a reforma ministerial prevista para janeiro.

O PT perdeu o controle do ministério em 2007 para que o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva acomodasse o PDT no governo. Agora, os petistas se queixam abertamente da maneira como a sigla de Lupi controla recursos e postos-chave da pasta.

Ligada ao PT, a CUT (Central Única dos Trabalhadores) acusa a Força Sindical de usar aliados no PDT e no ministério para ampliar sua influência sobre os sindicatos.

A Força Sindical é presidida pelo deputado Paulinho da Força (SP), que é do PDT. Há pouco mais de um ano, ele tentou emplacar na Secretaria de Relações do Trabalho um aliado, o delegado Eudes Carneiro, mas Lupi rejeitou a indicação e nomeou Zilmara de Alencar.

Com as mudanças que a presidente planeja fazer no primeiro escalão, acreditam, o PDT poderia ser alocado em outra pasta e o PT voltaria a dar as cartas no Trabalho. A Força Sindical e o PDT têm pressionado a Lupi a sair antes da reforma. Eles acreditam que assim poderiam forçar Dilma a substituí-lo por outra pessoa ligada ao PDT.

(Folha)

Julgamento do mensalão será 'maior espetáculo midiático', diz Delúbio

O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares afirmou que o julgamento do processo do mensalão será “o maior espetáculo midiático do Brasil”. Em evento em Goiânia durante a semana, ele apresentou os argumentos de sua defesa no STF (Supremo Tribunal Federal).

Delúbio é apontado pelo Ministério Público como o operador do esquema. Se for condenado, pode pegar até 111 anos de prisão pelos supostos crimes de formação de quadrilha, corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

“Houve um problema de deficit de campanha. As pessoas do PT e dos partidos aliados recorreram aos partidos e coube ao tesoureiro do PT na época –pessoa jurídica de tesoureiro do PT, que era eu–, e resolvemos pegar dinheiro emprestado com os bancos e demos o dinheiro para as pessoas pagarem as dívidas. Se as pessoas não contabilizaram o dinheiro na Justiça Eleitoral, o problema é de quem pegou e de quem prestou serviço a eles. O dinheiro tem origem, por isso que nós saímos do termo caixa dois para os recursos não contabilizados. Foi isso que aconteceu”, disse.

O ex-tesoureiro ainda alegou inocência e afirmou não ter comprado deputado. “Não comprei parlamentar para votar com o governo. Tenho a consciência limpa, tranquila. Ando para todo lado, não tenho medo de ofensa. Mas me preservo. Quero e acredito na Justiça.”

Como o ministro Joaquim Barbosa, do STF, só deve apresentar seu relatório sobre o mensalão em maio de 2012, os réus do processo concluíram que o julgamento só ocorrerá em 2013. Ricardo Lewandowski deve apreciar o caso como ministro revisor.

O caso veio à tona com a entrevista do deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) à Folha em junho de 2005, quando contou pela primeira vez sobre um suposto esquema de pagamentos mensais a deputados do PP e do PL, no valor de R$ 30 mil.

No parecer entregue em julho, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pediu a condenação de 36 réus por envolvimento no esquema do mensalão. Somadas, as penas máximas chegariam a 4,7 mil anos de prisão.

“O Ministério Público Federal está plenamente convencido de que as provas produzidas no curso da instrução, aliadas aos elementos obtidos no inquérito, comprovaram a existência do esquema de cooptação de apoio político descrito na denúncia”, escreveu Gurgel.

(Folha)

Icasa é rebaixado para a Série C

283 1

Em uma semana conturbada, em que o treinador Arnaldo Lira acabou dispensado do comando da equipe juazeirense, o Icasa foi rebaixado para a Série C do Brasileiro de 2012, após perder para a Portuguesa, em pleno Romeirão, por 2 a 0, na tarde deste sábado (26). Se tivesse vencido a partida, o alviverde do Cariri teria escapado do rebaixamento. Além do Icasa, já estavam rebaixados o Vila Nova/GO, o Salgueiro/PE e o Duque de Caxias/RJ.

Com uma vitória sobre o Vila Nova/GO, por 1 a 0, em pleno Serra Dourada, o Sport de Recife garantiu a última vaga para a Série A de 2012. Também estarão na elite do futebol brasileiro no próximo ano a Portuguesa/SP, o Náutico/PE e a Ponte Preta/SP.