Blog do Eliomar

Últimos posts

Tucanos inauguram obra e fazem festa ao PMDB em SP

“De olho numa possível aproximação com o PMDB nas eleições municipais de 2012, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), inaugurou nesta quarta-feira, 27, a ponte estaiada Governador Orestes Quércia, uma homenagem ao ex-presidente do diretório estadual peemedebista morto em dezembro de 2010.

O evento na capital paulista reuniu caciques do PMDB paulista, prefeitos, deputados, vereadores e desafetos históricos no mesmo palco, entre eles o pré-candidato do PMDB à sucessão do prefeito Gilberto Kassab, deputado federal Gabriel Chalita (SP), e o ex-governador José Serra.

Além da mulher Alaíde e de três dos quatro filhos de Quércia, compareceram ao tributo a ele o vice-presidente da República, Michel Temer, que veio representando o PMDB nacional, o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, o deputado estadual Baleia Rossi (presidente do PMDB em São Paulo), o vereador paulistano Antonio Goulart (quem sugeriu a homenagem a Quércia), a vice-prefeita Alda Marco Antônio, o presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, e líderes regionais do partido.

Entre os tucanos marcaram presença, além de Serra, o ex-governador Alberto Goldman, o senador Aloysio Nunes Ferreira (SP) e secretários de Alckmin. Numa festa que teve como anfitriões tucanos e peemedebistas, compareceram também o prefeito Gilberto Kassab (ex-DEM), o vice-governador Guilherme Afif Domingos (ex-DEM), o deputado federal Paulo Maluf (PP) e o senador petista Eduardo Suplicy.

‘Justíssima’

Durante a inauguração da ponte, Alckmin celebrou a “justíssima” homenagem a Quércia. “Nós relacionamos esta homenagem ao seu papel importante na redemocratização do País”, disse. Segundo Alckmin, a obra de R$ 85 milhões que ligará a Avenida do Estado e a Marginal do Tietê está à altura da importância de Quércia para o Estado: “Ele dedicou uma vida inteira a São Paulo e ao Brasil e foi o governador das grandes realizações.”

Em nome do PMDB, Temer elogiou a “sabedoria” de Alckmin em dar o nome de Quércia a uma obra de grande porte. “Vossa Excelência teve a sabedoria de não nomear uma rua, uma pequena ponte”, agradeceu. Embora Quércia tenha liderado o PMDB paulista na campanha do então candidato José Serra à Presidência da República, Temer fez questão de anunciar que trazia de Brasília os cumprimentos de diversos ministros, incluindo os que não são do PMDB.

“Trago também o abraço fraternal da presidente Dilma Rousseff à dona Alaíde (viúva de Quércia)”, acrescentou.

Em seu breve discurso, Temer afirmou que Quércia foi uma “ponte entre o povo mais humilde e o poder”. Diante de Serra, o líder do PMDB rasgou elogios a Alckmin e Kassab pela capacidade de demonstrar “que podem unir as mais variadas correntes”. “Vocês são aqueles que unem as pessoas e a democracia precisa disso.” Perguntado por jornalistas se a homenagem era um sinal de aproximação entre PSDB e PMDB visando a 2012, Temer disse que em política “tudo é possível”. “O que vai acontecer só o futuro vai dizer”, desconversou.

Amigos e inimigos

Em uma de suas primeiras inaugurações como pré-candidato do PMDB à Prefeitura de São Paulo, o deputado federal Gabriel Chalita teve de dividir o palco com amigos e inimigos políticos. Discreto na chegada, o deputado foi anunciado pelo mestre de cerimônias, subiu ao palco e evitou cumprimentar o prefeito Gilberto Kassab e o ex-governador José Serra.

Chalita preferiu ficar no fundo, o mais distante possível de Serra e Kassab.

Cumprimentou ex-colegas tucanos, como o ex-governador Alberto Goldman, mas, quando percebia a aproximação de Serra, mudava imediatamente de lado.

O deputado chegou a passar ao lado de Kassab, mas fingiu que não viu. Em nome da diplomacia, Kassab também se fez de desentendido, mas no discurso não relacionou o deputado na lista das autoridades presentes. Se Serra e Kassab ignoraram o deputado, Temer e Alckmin (tradicional aliado de Chalita) chamaram a atenção para sua presença em seus discursos.

Desde que trocou o PSB pelo PMDB, Chalita tem procurado circular com o vice-presidente da República. Recentemente, o deputado acompanhou Temer na cerimônia de premiação dos destaques AE Empresas e Setores, evento promovido pelo Grupo Estado e que reuniu empresários de todo o País em São Paulo.

Chalita participou do evento como presidente do diretório municipal do partido. Ao final da inauguração, Chalita saiu pelos fundos, sem falar com a imprensa, acompanhado do vice-presidente da República.

Integrante da Fifa escorrega, mas aprova Brasil

O secretário-geral da Fifa, Jerôme Valcke, teve um pequeno lapso, mas garantiu que todos os estádios brasileiros estarão prontos para a Copa-2014. Ele ressaltou, no entanto, que ainda há muito que fazer na preparação para o evento.

“A maioria dos estádios estará pronto para Copa”, disse o dirigente, inicialmente. Ao perceber a escorregada, ele deu uma parada rápida e depois retificou. “Todos os estádios estarão prontos. Há muita coisa a fazer. Mas temos um relacionamento forte com o Comitê Organizador. Na preparação houve a mesma preocupação na África do Sul e vocês viram como foi a Copa.”

Ao receber a pergunta sobre os preparativos, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, ironizou ao dizer que a mídia internacional estava bastante interessada na preparação da Copa no Brasil. E explicou porque mudou de opinião em relação ao primeiro semestre, quando chegou a criticar a organização do Mundial.

“É uma tarefa da Fifa pedir tempo a tempo atenção para o Comitê Local. Aquele tempo, fiz aqueles comentários. A preparação aqui no Brasil, em comparação África do Sul, estava um pouco atrás. Hoje em dia, tivemos um encontro com o Comitê onde teve um relatório estádio e aeroportos”, disse o presidente.

Valcke disse ter recebido “boas notícias” em relação ao estádio do Corinthians em Itaquera. Mas ressaltou que a abertura do Mundial só será divulgada em outubro, em reunião do Comitê Executivo da Fifa.

(Folha)

Correção de tabela do IR abrirá pauta do Senado

175 1

O Senado deve analisar, na primeira sessão plenária deste segundo semestre, prevista para a próxima terça-feira, a medida provisória que corrige a tabela do Imposto de Renda em 4,5% ao ano, de 2011 a 2014 (MP 528/11). Foi o que informou o senador José Pimentel (PT) nesta quarta-feira. Ele explicou que o reajuste na tabela do IR acompanha a meta inflacionária estabelecida pelo governo, também de 4,5%.

“A estimativa para 2011 é de uma inflação maior, resultado do forte crescimento econômico de 2010. Mas o Banco Central tem tomado uma série de medidas para fazer com que a inflação volte para a meta e os analistas já prevêem um retorno para os 4,5%, coincidindo com o índice de atualização da tabela do Imposto de Renda”, afirmou Pimentel.

O senador também destacou outro importante item da pauta do Senado neste mês de agosto: a medida provisória que reduz a contribuição do empreendedor individual para a Previdência Social de 11 para 5% do salário mínimo (MP 529/11). E, depois de uma série de articulações políticas envolvendo os parlamentares, o Palácio do Planalto e os ministérios da Previdência Social, do Planejamento e da Fazenda, foi possível estender o mesmo benefício para as donas de casa com renda familiar de até dois salários mínimos mensais, disse Pimentel.

“Pelas regras atuais, elas teriam de pagar à Previdência 20% do salário mínimo. Estamos reduzindo essa contribuição para 5%. Com isso, cerca de 10 milhões de donas de casa poderão ser incluídas no sistema previdenciário, tendo direito ao salário maternidade, à aposentadoria por idade, ao auxílio-doença e a pensão por morte para os dependentes”, destacou o senador cearense.    

A MP 529/11 foi aprovada por unanimidade pela Câmara dos Deputados no final do primeiro semestre de 2011. E, segundo Pimentel, deve ser votada pelo Senado até o dia 18 de agosto.

Só 5% dos deputados compareceram às sessões

“Três dias por semana. Eis o número de compromissos semanais obrigatórios para os parlamentares em plenário – em algumas ocasiões, motivos como falta de acordo entre base e oposição e eventual morte de alguma autoridade tornam a semana legislativa improdutiva. Caso não haja justificativa para a ausência (saúde, missão oficial, compromisso partidário) em sessões deliberativas, quando há votação de projetos variados, a falta é computada e há o desconto no salário. Quando a maior parte dos trabalhadores brasileiros é obrigada a trabalhar cinco, até seis dias por semana, a grande maioria dos deputados federais não é capaz de ir ao Congresso nas terças, quartas e quintas-feiras.

Dos 572 deputados que exerceram mandato em algum momento nos últimos seis meses, apenas 28 compareceram a todas as sessões plenárias destinadas a votação. O número corresponde a pouco mais que 5% do total de congressistas que passaram pela Câmara neste ano. Desses, 15 são novatos. Entre os parlamentares desse grupo estão celebridades como o palhaço Tiririca (PR-SP) e o ex-jogador de futebol Romário (PSB-RJ).

A lista de mais assíduos, levantada pelo Congresso em Foco, é formada por parlamentares que compareceram a todas as sessões deliberativas do plenário da Casa. Nessas sessões, são votados os principais projetos de lei, propostas de emenda à Constituição, medidas provisórias e outras proposições legislativas que dão origem às regras legais que regem a sociedade brasileira. No primeiro semestre deste ano, ao todo, foram realizadas 55 sessões para apreciação de matérias.

Na bancada dos mais presentes em plenário, São Paulo é o estado com o maior número de representantes, com nove deputados entre os mais assíduos. Rio de Janeiro fica em segundo com  três representantes. Seguem Maranhão, Minas Gerais e Paraná, com dois deputados. Outros dez estados – Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins – tiveram um deputado cada na lista dos mais assíduos nas votações plenárias.

A maior bancada partidária da Casa – o PT, com 86 deputados – teve apenas um representante entre os mais assíduos: o deputado novato Jesus Rodrigues (PI). O partido com maior número de assíduos é o PDT, com seis deputados. O PMDB vem em segundo, com cinco, seguido do PR e PSB, com três deputados; DEM e PSDB, com dois, e PCdoB, PRB, PTB, PTC, PTdoB e PV, com um cada.

“Corro, corro muito”

Uma das justificativas para as ausências em plenário são as responsabilidades inerentes à função de líder de bancada. O cargo de líder demanda mais responsabilidade e habilidade de articulação acentuada – até porque a atenção às bases partidárias se impõe às lideranças. Mas para o líder do PR, deputado Lincoln Portela (MG), é possível conciliar as atividades da liderança com o comparecimento às votações em plenário. A receita é simples, apesar de árdua.

“Como é possível? A resposta é ‘corro, corro muito’”, responde Portela com humor. “A atividade em plenário é muito importante. Nestes 12 anos e meio de mandato, devo ter em torno de 96% de presença no plenário da Câmara. Isso é uma obrigação minha, não estou fazendo mais do que minha obrigação. Sou pago para trabalhar”, diz.

Portela considera baixa a marca de 28 deputados presentes em todas as sessões deliberativas no último semestre. O líder do PR, no entanto, ressalta que muitos deputados estão em trabalho mesmo não estando presentes no plenário. Para o parlamentar, casos como missão oficial “notadamente comprovada” devem ser computados como presença, e não como ausência justificada, como é feito hoje.

“Um parlamentar que vai para uma missão oficial, notadamente comprovada como missão oficial, deveria ser computado como presente. Ele está trabalhando para a Câmara. Ele não perde no salário, mas perde no sentido de ficar carimbado como ausente. Esse é um problema que tem que ser avaliado”, considera.

Sobreposição de atividades

Outro deputado assíduo que “corre muito” entre plenário e comissões é Reguffe (PDT-DF). Parlamentar de primeiro mandato, Reguffe diz que comparecer às sessões plenárias é o “mínimo” que um congressista deve fazer no exercício do mandato.

“Na minha opinião, deveria ter sessão todos os dias. Só tem votação terça, quarta e quinta, e o mínimo que os parlamentares devem fazer é estar presentes nesses três dias. Não é um favor, é obrigação estar presente às sessões”, disse o deputado ao Congresso em Foco, ressalvando que apenas problemas de saúde ou morte de familiares são motivos que justificam as ausências.

Mas Reguffe, que abdicou do direito ao 14º e 15º salários, critica o atual modelo de compromissos legislativos. “Uma coisa que precisa ser ajustada é o fato de existir múltiplas atividades acontecendo ao mesmo tempo. O tempo deve ser otimizado, não deveria haver sessões simultâneas. As audiências públicas, por exemplo, não deveriam funcionar ao mesmo tempo que as sessões em plenário”, ponderou o deputado, lembrando que o regimento impede que deliberações em comissão temática continuem depois de iniciada a ordem do dia (votação de proposições na pauta do plenário).”

(Congresso em Foco)

Usuário poderá mudar plano de saúde a partir desta 5ª feira

198 2

“A partir de amanhã (28), mais de 13 milhões de usuários de planos de saúde terão direito de mudar de operadora sem precisar cumprir novos prazos de carência. As operadoras tiveram 90 dias para se adaptar à nova regra estabelecida pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Esse prazo termina hoje (27).
Com a norma, quem se beneficia são os clientes de planos de saúde individual, familiar e coletivo por adesão (contratado por conselhos profissionais, entidades de classe, sindicatos e federações). Esse último grupo representa mais de 5 milhões de usuários. A ANS espera aumentar a concorrência no mercado e melhorar o atendimento ao consumidor.

Para fazer a portabilidade, o cliente precisa estar com o pagamento das mensalidades em dia. A nova regra permite que ele mude de um plano de abrangência municipal, por exemplo, para outro com cobertura em todo o estado ou nacional. O usuário terá quatro meses a partir do mês de aniversário do contrato para fazer a mudança, e não mais dois meses como era anteriormente.

A ANS criou também uma portabilidade especial para usuário de plano de saúde que está sob intervenção da agência ou em processo de falência e para quem perdeu direito ao plano por causa da morte do titular. Nesses casos, a portabilidade não está limitada ao mês de aniversário do contrato nem é exigida uma permanência mínima no plano para pedir a mudança.

A nova norma não vale para planos coletivos contratados por empresas para seus funcionários, os chamados planos empresariais.”

(Agência Brasil)

Prefeita visita nesta 4ª feira obras de reforma de praça no Mucuripe

727 4

Essa informação está no site da Prefeitura de Fortaleza:

A prefeita Luizianne Lins visita nesta quarta-feira, a partir das 16 horas, as obras da Praça do Mirante, que fica no Morro Santa Terezinha (Bairro Mucuripe). Ao todo, a Prefeitura investe R$ 264.410,18 no local, que é um dos cartões-postais da cidade.

Os trabalhos tiveram início em junho e contemplam a construção anfiteatro, caramanchão, playground, equipamento de ginástica e espaço para a exibição de artesanato.

A praça  ganhará novos bancos e terá o piso substituído por outro mais indicado para o acesso de pessoas com deficiência. Além disso, serão colocados rampas e piso podotátil em toda a extensão da praça.

Prefeita interina decreta estado de emergência em Ibaretama

“A Prefeita interina de Ibaretama, Antonia Núbia de Lima Cavalcante, declarou na tarde desta terça-feira, 26, estado de emergência em todo o território municipal. A decisão ocorreu após bloqueio das cotas do Fundo de Participação do Município (FPM), feita pela Justiça cearense. A decisão pediu ainda o afastamento do prefeito Francisco Edson Morais.

A nova prefeita ainda anunciou a exoneração dos correligionários de Edson Morais e decretou a exoneração de todos os cargos de agentes políticos, tais como secretariados e chefe de gabinete, procuradores nomeados, cargos de confiança e cargos em comissão no âmbito do município.

O decreto da prefeita terá vigência temporária de 60 dias, podendo ser prorrogado por uma única vez por igual período a depender da necessidade da administração.”

(O POVO Online)

Beach Park e seguradora são condenados a indenizar família por morte em brinquedo

“O Beach Park Hotéis e Turismo deve pagar 300 salários mínimos aos pais de um menino que faleceu, aos sete anos de idade, nas dependências do parque aquático, em 2002. A Companhia de Seguros Aliança da Bahia, seguradora do complexo, foi condenada a pagar pensão mensal. A determinação foi da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE).

Consta no processo que, no dia 23 de janeiro de 2002, o garoto se divertia no brinquedo “correnteza encantada”, acompanhado do irmão, quando foi puxado pela força da água. O irmão, ao perceber, tentou segurá-lo, mas não conseguiu.

A família afirmou que ele gritou pedindo socorro aos instrutores do Beack Park, porém não foi atendido. Ao perceber o desespero, dois turistas ajudaram a levar a criança para a enfermaria do parque.

Ainda de acordo com os pais, a ambulância demorou quase uma hora para chegar ao local e encontrou o menino já falecido. Segundo eles, o acidente trouxe muitos danos à família, que necessitou de cuidados médicos e psicológicos na tentativa de superar a perda do filho.

Em fevereiro de 2008, o Juízo de 1º Grau condenou o Beach Park a pagar 300 salários mínimos e a Companhia de Seguros Aliança da Bahia a pagar pensão mensal no valor de 2/3 do salário mínimo na idade em que o menor estaria entre 14 e 25 anos, bem como 1/3 do salário mínimo dos 25 aos 65 anos.

Inconformado, o parque aquático interpôs apelação (nº 284-64.2000.8.06.0034) no TJCE. Assegurou que o socorro foi prestado pelo profissional que trabalha no local. Defendeu que a sentença proferida está dissociada do laudo pericial, pois o brinquedo não apresenta risco aos usuários. Ainda segundo o Beach Park, a Companhia de Seguros Aliança da Bahia também deveria ser condenada a pagar danos morais.

A família também recorreu pedindo a majoração do valor. Ao analisar o processo, nessa segunda-feira (25/07), a 3ª Câmara Cível negou provimento aos recursos, mantendo a decisão de 1ª Instância. No voto, o desembargador Rômulo Moreira de Deus destacou que a empresa responsável pelo parque aquático não pode se eximir da obrigação de zelar pela integridade dos clientes.

O relator destacou que a profundidade do brinquedo “correnteza encantada” é de 90 cm, mas, no dia da perícia, era de um metro de altura, podendo haver ainda variações na altura em decorrência das ondas formadas pela movimentação da correnteza.”

(Site do TJ-CE)

Casa de Frei Tito ameaçada de demolição

173 1

Com o título “Patrimônio ameaçado – demolição da casa de Frei tito”, eis o editorial do O POVO desta quarta-feira.

Fortaleza encontra-se na iminência de perder um dos referenciais importantes da história nacional contemporânea: a casa em que morou Frei Tito de Alencar Lima. Seu valor não é arquitetônico, mas simbólico, pois abrigou um dos mártires da luta pela reconquista da democracia brasileira,demolida pelo golpe de Estado de 1964.

A edificação, na rua Rodrigues Junior, 364, está prestes a ser vendida para uso comercial. A mídia já havia chamado a atenção das autoridades responsáveis pelo patrimônio histórico para o risco de mais um “apagão” lamentável na memória de Fortaleza. O que seria inadmissível tendo em vista as advertências realizadas e a conscientização crescente da comunidade cearense em relação à preservação do seu patrimônio histórico e cultural.

Neste caso, a amplitude da perda não seria apenas local: Frei Tito é uma figura nacional – e até internacional (já que sua história faz parte dos anais que registram a luta dos que se imolaram pelo bem da causa comum da humanidade: os direitos humanos, as liberdades democráticas, a justiça social).

Infelizmente, Fortaleza é conhecida como uma cidade de memória violentada, ao longo de uma história marcada pela indiferença de seus políticos e de suas próprias elites em relação àquilo que simboliza a sua identidade, isto é, aquilo que engrandece e fortalece suas raízes.

Essa cultura de indiferença, descuido, omissão ou ação destrutiva deliberada dos nossos referenciais identitários é algo para o qual as consciências mais lúcidas tentaram sempre chamar a atenção, mas nunca foram levadas a sério. Será pelo fato de termos sido marcados por uma economia de caráter mercantilista?

Não devemos ficar de braços cruzados e permitir esta nova agressão. Não podemos permitir que a casa em que ele viveu seja posta abaixo, como já se fez, criminosamente, com as residências de Alberto Nepomuceno, Rodolfo Teófilo e tantas outras edificações de igual importância.

O mais imperativo no momento é fazer o tombamento da casa de Frei Tito para, posteriormente, dar-lhe um direcionamento que favoreça a coletividade, honrando o sacrifício desse heroico filho do Ceará.

Cid e Luizianne devem retomar o diálogo em breve

168 7

Quem quiser apostar em afastamento entre o governador Cid Gomes (PSB) e a prefeita Luizianne Lins (PT) pode tirar o cavalinho da chuva.

Na última semana, um grupo misto de trabalho envolvendo essas duas esferas de poder foi formalizado com o objetivo de procurar entrosar obras e ações que possam melhorar ou acelerar intervenções no muniípio.

Do lado do Estado, nomes como o dos secretários Adail Fontenele (Seinf), Ivo Gomes (Gabinete), Ferrúcio Feitosa (Copa) e Camilo Santana (Cidades); do lado da Prefeitura, alguns como Geraldo Accioly (Projetos Especiais), Waldemir Catanho (assessor político), Evaldo Lima (Esporte) e Martônio Mont’Alverne (PGM).

Sobre a mesa projetos ligados à Copa, mobilidade urbana e intervenções no plano de saneamento. Ficou acertado que o próximo encontro será comandado por Cid Gomes e Luizianne Lins. Ou seja, nada de brigas no campo administrativo.

Pelo menos.

Eleições 2012 – Acrísio Sena apregoa unidade petista e parceria cidista

168 6

 

Com o título “O PT e as tarefas para 2012”, eis artigo do presidente da Câmara Municipal e pefeiturável petista Acrísio Sena. Ele aborda as eleições 2012 e faz a pregação da unidade dentro do PT e manutenção de parceria com aliados como o PSB do governador Cid Gomes como forma de garantir a vitória em 2012. Confira: 

A reunião conjunta das executivas estadual e municipal de Fortaleza determinou a composição de uma lista de 13 nomes de pré-candidatos do partido à Prefeitura de Fortaleza. A decisão acontece no momento que vemos o debate sobre a sucessão da prefeita Luizianne Lins ocupar espaços de destaque na política cearense. O Partido dos Trabalhadores, como protagonista deste processo, não irá se furtar de participar desta discussão, mas pretende fazê-la de forma propositiva. Para que isso ocorra, temos diante de nós algumas tarefas.

A primeira delas deve ser a de manter a unidade interna do PT. Reconhecidamente, o Partido dos Trabalhadores mantém uma intensa vida partidária e com grandes debates internos. A realização de prévias para escolha de candidatos é um expediente normal, previsto e regulamentado nas normas internas do PT. Entretanto, precisamos avaliar que a eleição municipal em Fortaleza, em 2012, deve ser uma das mais disputadas da história de nossa capital, o que nos sugere concentrar a atenção na disputa da opinião pública e no trabalho de articulação da aliança.

A unidade partidária, construída através do diálogo, nos dará a legitimidade e a tranqüilidade para continuarmos agindo como atores centrais neste momento. E esta unidade já demonstrou que pode nos garantir resultados expressivos. A mais recente delas foi a vitória do senador José Pimentel, na eleição de 2010, sendo o mais votado em Fortaleza. Construir o consenso, através do dialogo, será uma prova do amadurecimento interno e de aprofundamento da democracia partidária.

A segunda tarefa que precisamos levar adiante será manter a base aliada que elegeu e mantém o governo da prefeita Luizianne Lins. Historicamente, esta aliança tem garantido conquistas importantes para o povo cearense e brasileiro. Sua coesão, erguida com a gestão do presidente Lula, garantiu a eleição do governador Cid Gomes, da prefeita Luizianne Lins e a continuidade do projeto com a presidenta Dilma Rousseff.

Manter esta união é tarefa fundamental do PT, que desempenha aqui em Fortaleza o papel de protagonista nesta aliança. Para isso, o PT deve buscar imediatamente construir um fórum de discussões sobre o projeto de 2012, com a participação de todos os partidos.

Aqui, ressalte-se a importância da aliança com o PSB, presidido pelo governador Cid Gomes. Desde a aliança em 2006, o governador tem cumprido os acordos com o PT. Não é à toa, a tentativa de setores que procuram nos colocar como em lados antagônicos. A verdade é que as duas maiores referências políticas do Ceará, o governador (e presidente do PSB estadual) Cid Gomes e a prefeita (e presidenta estadual do PT) Luizianne Lins, cumprem um papel decisivo neste processo. A manutenção deste campo democrático e popular poderá dar à Fortaleza a possibilidade da manutenção de uma gestão participativa, que garanta a manutenção dos avanços e conquistas efetivados no Ceará e em Fortaleza.

Por último, estas discussões devem também ser realizadas com os movimentos sociais. O diálogo franco e aberto com a sociedade sempre norteou nossa conduta e é nesta interação que reconstruímos caminhos, recompomos compromissos e tiramos as forças para enfrentar novos desafios. Portanto, nas discussões sobre a continuidade do projeto (inclusive do nome) devemos estar abertos e ouvir as ponderações feitas pelos movimentos sociais.

Nosso projeto deve apontar rumos para a cidade e seus problemas. A conjugação de nossa experiência administrativa, seus acertos, dificuldades ou limitações, com novos diagnósticos, percepções no aprofundamento do debate com a sociedade, constituem o caminho para a constituição de uma intervenção urbana e qualificada. Afinal, almejamos a melhoria da qualidade de vida de nosso povo, e temos claro que isso só será exeqüível a partir de um projeto democrático e participativo, no qual o povo defina suas prioridades e expresse seus anseios e alternativas.

A escolha do nome será a síntese dessas ações. Constitui-se num ato político-simbólico de um partido que não foge à luta e que dispõe de quadros qualificados para realizar este debate. Queremos debater o projeto que será apresentado pelo PT e sua base aliada para próxima década, ampliando o leque de possibilidades e garantindo o diálogo.

* Acrísio Sena,

Vereador de Fortaleza e membro do diretório Estadual do PT. 

Obra na avenida Costa Barros gera congestionamento

180 2

De Tadashi Enomoto, coordenador do Movimento Amigos da Beir Mar, recebemos:

Prezado Jornalista Eliomar de LIma,
 
Nessa terça-feira, das 17 às 20 horas, tivemos um congestionamento SEM FIM, com longas filas, nas ruas Tibúrcio Cavalcante e avenidas Dom Luis e Santos Dumont, em virtude da OBRA DA RUA COSTA BARROS.

Haveria necessidade IMEDIATA da presença dos agentes da AMC que, infelizmente, não estão dando fluidez ao trânsito no local, e também de um estudo sobre a possibilidade de remanejar parte do trânsito para outras vias.

Com a palavra, Fernando Bezerra, o presidente da AMC.
 
Um grande abraço e muita paz,
 
* Tadashi Enomoto
Coordenador dos Amigos da Beira Mar

Eleições em Jardim – Dois candidatos na disputa

O município de Jardim (Região do Cariri) terá eleições diretas para prefeito no dia 4 de setembro. Nesta semana, os partidos realizaram convenção e definiram seus candidatos.

A vereadora Cremilda Bringel (PSDB) disputará apoiada por uma coligação que conta com o PT, PRT, PDT, PSC e PSB. 

Já Fernando Roriz Neves é o seu adversário e tem o respaldo da coligação formada pelo PMDB e o PPS.

(Colaboração – Amaury Alencar)

Estação central de Oslo é esvaziada após suspeita de bomba

A estação central de Oslo, na Noruega, foi parcialmente esvaziada pela polícia na manhã desta quarta-feira (27) devido a uma suspeita de bomba em uma mala abandonada.

“Uma mala aparentemente sem dono foi encontrada junto à plataforma 19. A zona ao redor da plataforma foi esvaziada. Com isso, os trens e ônibus não circulam no local”, declarou Olav Nordli, porta-voz da companhia de trens norueguesa.

Uma equipe antibombas foi levada ao edifício, localizado no coração de Oslo e próximo do local onde na última sexta-feira explodiu o carro-bomba como parte do atentado duplo perpetrado pelo extremista de direita Anders Behring Breivik, que deixou um total de 76 pessoas mortas.

(Folha)

Ceará busca parceria com outros estados nordestinos para combater crimes

O secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), coronel Francisco Bezerra, já e reuniu, na última semana, em Teresina, com a cúpula da segurança do Piauí para uma parceria entre os dois Estados no combate ao tráfico de drogas, assaltos a bancos e roubos de cargas.

Francisco Bezerra ali esteve acompanhado do comandante da Polícia do Ceará, coronel Werisleik Matias, e do delegado geral da Polícia Civil, Luiz Carlos Dantas. O titular da SSPDS também se reuniu com a cúpula da segurança dos estados do Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba.

O reencontro dos Jovens Unidos da Parquelândia

442 4

Sabe aquele encontro cheio de saudades onde todos querem falar, perguntar como vai a vida e como estão os novos projetos? Isso aconteceu nessa noite de terça-feira no Bar Besouro Verde, no bairro Parquelândia. Nessa foto, alguns dos cerca de 50 jovens que, sempre aos sábados, se reuniam no salão da Igreja de Santo Afonso (Redonda) para refletir a Biblia, programar visitas a asilos de idosos, creches e presídios e reforçar laços de amizade e evangelizar.

Todos viveram e ainda vivem a experiência de ter sido parte da história do grupo Jovens Unidos da Parquelândia (Joupa), fundado por Domingos Gomes do Nascimento no dia 4 de abril de 1977 e que atuou até 1987. Hoje a grande maioria construiu família e, sempre que algum companheiro fora do Estado aparece, não perde a chance do reencontro.

Domingos Gomes (camisa listrada), o fundador do Joupa.

Dessa vez, em torno do Aquiles, músico que mora em Campinas (SP) e que, ao lado do cantor Eudes Fraga, do baterista Pantico e dos músicos eudinho e Jarão, idealizou nos anos 1980 o Grupo Nova Safra, primeiro conjunto católico a levar uma bateria para perto de um altar em Fortaleza. Naquela época, sob a inspiração dos padres redentoristas da Igreja de São raimundo e, principalmente, sob a orientação do padre William B. Keeney, falecido.

   

Lá está este repórter do Blog (camisa roxa) entre joupianos.

(Fotos – Paulo Moska)

Projetos de campanha continuam no papel

112 1

“O primeiro ano de mandato da presidente Dilma chegou à metade sem que projetos destacados durante a campanha eleitoral tivessem saído do papel nesse período.

As 500 novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), por exemplo, que deveriam garantir atendimento médico 24 horas por dia à população, não registraram nem compromisso de gasto, o chamado “empenho” de verbas, de acordo com documentos do Tesouro Nacional.

Dilma ao lado de Lula na inauguração de uma UPAO Orçamento da União de 2011 autoriza gastos de R$ 212,5 milhões nas UPAs.

Na mesma situação estão outros projetos destacados na campanha, como a implantação de postos de polícia comunitária. Seriam criados 2,8 mil postos desse tipo durante o mandato, segundo a promessa eleitoral.

O dinheiro previsto para começar a construir 8 mil Unidades Básicas de Saúde (UBSs) tampouco foi liberado. No Orçamento deste ano, as autorizações de gastos para os dois projetos alcançaram R$ 350 milhões e R$ 480,2 milhões, respectivamente.

As chamadas Praças do PAC, espaços integrados de esporte, cultura, lazer e prestação de serviços públicos, encontram-se igualmente paradas, de acordo com os registros do Tesouro. O início da instalação das Praças conta com R$ 170 milhões no Orçamento deste ano, dinheiro intocado até agora.

O Ministério do Planejamento contesta que os projetos estejam paralisados. “O entendimento de que uma ação não saiu do papel porque sua execução orçamentária está baixa ou zerada é uma avaliação limitada porque prioriza ou torna exclusivo o viés da execução orçamentária”, informou a assessoria da ministra Miriam Belchior.

Em nota, a pasta informou que “as UPAS, UBS e Praças dos Esportes e da Cultura estão em pleno cumprimento das etapas técnicas obrigatórias por lei, que antecedem a obra física propriamente dita”.

Segundo o Planejamento, o governo já lançou o processo de seleção para a construção de 400 praças em 362 municípios. Também teriam sido contratadas 1.219 UBSs e outras 119 UPAs. Dados do Tesouro não registram contratação das obras.”

(Estadão)

Novo mandado de prisão preventiva é decretado contra iraniano

“Mais um mandado de prisão preventiva foi decretado na noite da última terça-feira, 26, contra o comerciante iraniano Farhad Marvizi.

Com este, já são quatro mandados de custódia preventiva contra o iraniano. O pedido de mandado de prisão foi decretado pela juíza de Valência Maria Aquino, da 5ª Vara do Júri de Fortaleza.

O estrangeiro é acusado pela PF de mandar matar pelo menos 11 pessoas em Fortaleza. Ele também responde por descaminho e contrabando, lavagem de dinheiro, estelionato, receptação e furto.

Farhad foi preso em agosto de 2010, quando foi deflagrada a Operação Canal Vermelho. Em junho, ele foi transferido do Presídio Federal de Segurança Máxima de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, para a sede da PF no bairro de Fátima, em Fortaleza.”

(O POVO Online)