Blog do Eliomar

Últimos posts

Infraero assume gestão do Aeroporto do Cariri e promete reforma completa

A Infraero confirmou, nesta quinta-feira, que assumirá a administração do Aeroporto Regional Orlando Bezerra, em Juazeiro do Norte (Região do Cariri). Desta forma, o Governo Federal poderá realizar investimentos no equipamento, uma das principais demandas da região. Em audiência com o deputado José Guimarães (PT) e o prefeito Manoel Santana, de Juazeiro do Norte, onde se localiza o aeroporto, o presidente da estatal, Gustavo do Vale, anunciou o início imediato das reformas.
A primeira ação será a construção de módulos operacionais provisórios (MOPs), que abrigarão áreas de embarque e desembarque. São áreas “amplas, climatizadas”, que proporcionarão maior conforto aos usuários. O modelo seguirá o padrão utilizado em aeroportos como o de Florianópolis (SC). O investimento nesta fase inicial, que engloba intervenções emergenciais, será de R$ 4 milhões. De acordo com José Guimarães, que intermediou o diálogo entre a prefeitura e a União, a ordem de serviço para as obras será assinada ainda esta semana. “É uma conquista de extrema importância, dado o valor estratégico do aeroporto para o Cariri e a integração do Nordeste”, comemorou o parlamentar.
Para Guimarães, vice-líder do governo Dilma na Câmara Federal, agora deverá ser feito “um esforço para dar celeridade às obras”. A expectativa é de que esta fase das intervenções esteja concluída em até cinco meses, disse o deputado. O prefeito Santana se disse entusiasmado com o resultado do longo processo de diálogo e ressaltou que, concluídas as ações emergenciais, será iniciado um estudo para a reforma definitiva do aeroporto. “O que foi concretizado aqui terá um grande impacto na economia e na qualidade de vida do Cariri”, afirmou. O presidente da Infraero informou também já ter autorizado a elaboração de “termo de referência” para a construção de um novo terminal de passageiros.

Câmara instala comissão especial sobre a DRU

“Os governistas conseguiram instalar nessa noite de quinta-feira a comissão especial criada na Câmara para analisar a proposta de emenda constitucional que prorroga a Desvinculação de Receitas da União (DRU) – mecanismo que permite à presidente Dilma Rousseff reservar 20% dos recursos do Orçamento para gastar em áreas sem destinação obrigatória. Com a instalação, o governo tem o desafio agora de manter quórum nas sessões do plenário às sextas e segundas-feiras, quando a presença dos deputados em Brasília é escassa, para a contagem do prazo mínimo de dez sessões para a apresentação de emendas ao projeto.

O relator do projeto, deputado Odair Cunha (PT- MG), afirmou que pretende concluir seu parecer em outubro. Ele afirmou que será montada uma agenda de discussão e está aberto ao debate e sugestões que serão apresentadas. Odair afirmou que a meta é concluir a votação da DRU na Câmara em outubro. O governo tem pressa. A DRU vale até o dia 31 de dezembro deste ano e o governo considera essencial a sua prorrogação. O projeto enviado ao Congresso prorroga o mecanismo por mais quatro anos, até o dia 31 de dezembro de 2015.

O presidente da comissão especial, deputado Júnior Coimbra (PMDB-TO), marcou a próxima reunião para terça-feira da semana que vem, quando será definido um plano de trabalho. O DEM declarou que fará obstrução para tentar atrasar a votação da DRU no Congresso e evitar a sua aprovação.”

(Agência Estado)

Aluno de 10 anos atira na professora e depois se mata

“Um aluno de 10 anos atirou na professora e depois se matou com um tiro na cabeça, na tarde de [ontem], em uma escola em São Caetano do Sul, no ABC paulista. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de São Caetano, David Mota Nogueira, aluno do 4º ano C da Escola Municipal Alcina Dantas Feijão, fez o disparo contra a professora por volta das 15h50m, logo após o intervalo do lanche, em sala de aula.

A professora Rosileide Queiros de Oliveira, de 38 anos, foi atingida com um tiro nas costas. No momento, cerca de 25 alunos estavam na sala de aula, mas nenhum deles ficou ferido. Houve correria e pânico.”

(O Globo)

Diretoria dos Correios reabre negociação nesta 6ª feira com grevistas

“A direção dos Correios está propondo que os trabalhadores em greve desde a última quarta-feira (14) suspendam o movimento para retomar as negociações sobre reajuste salarial. A empresa reapresentou a proposta oferecida antes da greve, que prevê reajuste de 6,87%, mais aumento real de R$ 50 e abono de R$ 800.

“A continuidade da paralisação prejudica quem está trabalhando, pela sobrecarga de trabalho; a população, que não é atendida plenamente pelos nossos serviços; e os grevistas, que perdem os dias parados”, diz a nota divulgada pela empresa. De acordo com os Correios, a adesão dos trabalhadores caiu dos 22% registrados ontem (21) para 19% hoje. Mas a estimativa dos grevistas é que cerca de 70% dos funcionários estão sem trabalhar.

Os trabalhadores aprovaram hoje em assembleias por todo o país uma contraproposta com novas reivindicações. Segundo o diretor da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect), José Gonçalves de Almeida, a proposta que será apresentada nesta sexta-feira (23) à diretoria da empresa prevê uma diminuição de R$ 400 para R$ 200 no reajuste linear que estava sendo pedido, além da redução do aumento do vale-cesta e do vale-refeição.

A categoria exige, no entanto, a contratação imediata de todos os aprovados no último concurso público dos Correios. Os trabalhadores também querem a reposição da inflação de 7,16% e o aumento do piso salarial de R$ 807 para R$ 1.635.

Segundo a empresa, a contraproposta que a Fentect está levando para aprovação nas assembleias é praticamente a mesma apresentada no início das negociações. O impacto dessas exigências nas contas dos Correios chega a R$ 9,3 bilhões, o que representa um aumento de 70% na folha de pagamento.

De acordo com os Correios, desde o início da greve a média de atraso nas entregas é de 35%. Os Correios entregam todos os dias 35 milhões de objetos, entre correspondências e encomendas. Os serviços de Sedex 10, Sedex Hoje e Disque Coleta foram suspensos, já que funcionam com horários marcados para a entrega.

No próximo fim de semana os Correios vão realizar mais um mutirão nacional para colocar em dia a entrega de correspondência. No mutirão do último fim de semana, foi feita a triagem de 20 milhões de objetos e a entrega de 2,5 milhões.

No caso de contas e boletos entregues com atraso por causa da greve, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) recomenda o contato com a empresa credora para solicitar outra forma de pagamento, como a emissão de segunda via por meio de fax, e-mail, ou pelo site da empresa. Também pode ser solicitada a prorrogação do vencimento, para evitar a cobrança de juros e multas ou a suspensão na prestação de serviços.”

(Agência Brasil)

Prefeito de Iguatu tem encontro com Temer e expõe luta por Campus Avançado da UFC

O prefeito de Iguatu, Agenor Neto (PMDB), esteve nesta semana em Basília em conversa com o presidente da República em exercício, Michel Temer. Com ele, o senador Eunício Oliveira e o deputado federal Aníbal Gomes.

Durante o encontro, Agenor apresentou dados que fazem Iguatu (Centro-Suil) estar reivindicando um campus avançado da Universidade Federal do Ceará.

Michel Temer afirmou que a luta continua para esta conquista, garantindo empenho para que o município seja contemplado. Agenor gostou do que ouviu e vai ficar na expectativa.

(Com Iguatu.net)

TSE – Relatora vota a favor do registro do PSD

“A ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Nancy Andrighi votou nesta quinta-feira (22) a favor do registro nacional do PSD (Partido Social Democrático), fundado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. A relatora do caso no tribunal afirmou que a nova legenda cumpriu todos os requisitos legais para que ser oficializada. O processo de criação da sigla no tribunal foi marcado por denúncias de fraudes como troca de assinaturas por cestas básicas, duplicidade de assinaturas e a inclusão de eleitores que já morreram na lista de apoiadores exigidos por lei. A defesa negou as acusações.

Para criar uma nova legenda, a lei exige a apresentação de aproximadamente 490 mil assinaturas de apoio, o que corresponde a 0,5% dos votos computados na última eleição geral para a Câmara dos Deputados, além do registro de diretórios em pelo menos 9 estados. Segundo a defesa do PSD, foram registrados diretórios regionais do PSD em 18 estados e obtidas 538.263 assinaturas de apoio ao partido.

Na checagem das assinaturas, a relatora disse ter considerado os apoios apresentados depois que os tribunais regionais já tinham consolidado as listas de apoiadores. Nancy Andrighi somou até as assinaturas obtidas em estados onde não foi aprovado o diretório regional do PSD.

Segundo a relatora, “uma operação matemática” foi usada para afastar possíveis duplicidades de assinaturas. De acordo com a contagem da relatora, o PSD apresentou 514,9 mil assinaturas válidas. A ministra disse que mais de 27 mil apoios foram retirados por problemas de formato das certidões dos cartórios eleitorais.”

(Com TSE e Agências)

"Minha Casa, Minha Vida" – Câmara Municipal aprova isenção de impostos para programa

“A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou nesta quinta-feira, 22, em primeira discussão, o projeto de lei0319/11, que dispõe sobre a isenção de impostos para obras pertencentes ao programa habitacional Minha Casa, Minha Vida. Com isto, busca-se criar mecanismos de incentivo à produção e a aquisição de novas unidades habitacionais por famílias com renda mensal de até três salários mínimos.

Será concedida a isenção de Imposto Sobre Serviços (ISS) a projetos, estudos de viabilidade e outras etapas; na taxa de licença para construção e isenção de imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU).

Para discutir a matéria, o vereador João Alfredo (PSOL) salientou que “é preciso que a população saiba que a Câmara, para estimular as moradias populares, está levando a um chamado estímulo fiscal”. Porém, alertou para o fato de que “apesar de todos os cuidados, a Prefeitura não encaminhou uma projeção dos possíveis impactos. E, ao contrário do que foi dito, a isenção é para pessoas e empresas”.

Em aparte, o vereador Walter Cavalcante (PMDB) assegurou que deve-se buscar saber se “essa isenção da empresa vai, de fato, reduzir o custo final da unidade ou se é só para beneficiar a empresa”. Já o vereador Dr. Ciro (PTC) completou a preocupação. “Isso tem que contemplar também as empresas e quem vai comprar a casa”.

Em justificativa de voto, o vereador Guilherme Sampaio (PT), autor da matéria, lembrou as dificuldades enfrentadas pelo programa Minha Casa, Minha Vida. “Na hora que o programa foi lançado os custos foram às alturas. Os preços dos terrenos dispararam e boa parte não tinha saneamento. O projeto tem um teto, um valor estipulando. Isso é apenas uma contribuição para viabilizar o programa”.

(Site da Câmara Municipal)

Transporte público é a principal preocupação do brasileiro na Copa 2014

Para 79% dos brasileiros, o transporte público deverá ser o principal problema das cidades-sedes da Copa 2014, no Brasil. O dado faz parte da pesquisa realizada pela empresa GfK, que há 22 anos atua no mercado brasileiro, mas tem como sede a Alemanha. A pesquisa foi realizada em março deste ano, em nove regiões metropolitanas do País (Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza e Belém), além das capitais Brasília, Goiânia e Manaus.

A reforma e ampliação dos aeroportos, com 67%, e a construção e reforma de estádios (64%) aparecem também como preocupações do brasileiro. O setor hoteleiro, com 56%, desperta a maior confiança entre os entrevistados.

Para 42% dos brasileiros, o Governo Federal é o maior responsável pelo sucesso ou fracasso da Copa, seguido pela Fifa (24%), governos estaduais e municipais (17%) e CBF (8%).

(Este Blog com agências)

Vereador destaca criticas do MST contra a revista IstoÉ

106 3

O vereador João Alfredo (Psol) ressaltou na tarde desta quinta-feira (22), na Câmara Municipal, as criticas do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) à revista IstoÉ, que esta semana trouxe uma reportagem sobre “O fim do MST”.

Segundo a matéria da revista de circulação nacional, há 3.579 famílias acampadas no Brasil, das quais somente 1.204 seriam do MST. O movimento alega que há 156 mil famílias acampadas no país, das quais mais de 60 mil seriam ligadas ao MST, de acordo com levantamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

João Alfredo destacou que, conforme a nota do MST, a revista venderia matérias para governos, empresas, partidos políticos, entidades de classe e igrejas, que pagariam por quilo (muito dinheiro) o “peso” de cada reportagem.

O vereador do Psol lembrou que no mês passado a Prefeitura de Fortaleza foi beneficiada pelo erro da IstoÉ, que publicou o índice de crescimento da renda média da Região Metropolitana (52,25%), de 2001 a 2008, como sendo de Fortaleza, que na verdade apresenta apenas o índice de 8,4%, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas.

Pedido de desculpas

Para o líder da oposição na Câmara Municipal, vereador Plácido Filho (PDT), a prefeita Luizianne Lins ainda deve um pedido de desculpas à população de Fortaleza, por ter gasto dinheiro público em falsa publicidade.

“A prefeita ainda não divulgou quanto gastou com a falsa publicidade em jornais, em rádios e na tevê, por acreditar que não devolverá esse dinheiro. Isto é uma ingenuidade muito grande da parte dela”, observou Plácido Filho.

Senado realiza audiência pública sobre tráfico humano

A Organização das Nações Unidas estima que o tráfico humano tira cerca de 2,5 milhões de pessoas do convívio com suas famílias a cada ano em todo o mundo. E quase 80% das vítimas são mulheres. A estatística foi divulgada pelo presidente da Comissão de Direitos Humanos do Senado, Paulo Paim (PT-RS), nesta quinta-feira (22), durante audiência pública sobre a passagem do Dia Internacional Contra a Exploração Sexual e o Tráfico de Mulheres e Crianças, que será lembrado nesta sexta-feira (23) em todo o mundo.

Durante o evento, senadores ouviram iniciativas do governo, do Ministério Público e dos empresários para o combate ao tráfico e à exploração de pessoas. O Ministério das Relações Exteriores mapeou as principais rotas do tráfico na Europa. E a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República identificou 1,8 mil pontos de exploração de menores nas rodovias brasileiras. Na opinião do presidente do Conselho Nacional do Serviço Social da Indústria, Jair Meneguelli, é preciso articular todas essas ações para desbaratar quadrilhas que agem no país.

O dia 23 de setembro ficou marcado como a data Internacional Contra a Exploração Sexual e o Tráfico de Mulheres e Crianças porque, em 1913, nesse mesmo dia, foi aprovada na Argentina a primeira lei no mundo que previa punições contra a prostituição de crianças e adolescentes.

(Senado)

Agência dos Correios de Monsenhor Tabosa é assaltada

“A agência dos Correios do município de Monsenhor Tabosa, a 319,2 Km de Fortaleza, foi assaltada na tarde desta quinta-feira, 22, por dois homens armados com pistolas.

Segundo informações do cabo Freitas, da Polícia Militar do Município, o crime foi registrado pelo circuito interno de segurança da agência, que capturou imagens dos acusados. A dupla, segundo o policial, usava apenas bonés, que não foram suficientes para cobrir os rostos dos acusados.

Após a ação, os criminosos fugiram em uma moto levando quantia em dinheiro ainda não divulgada. Até agora, ninguém foi preso.”

(POVO Online)

FNS transfere R$ 38 milhões para o Ceará

Todos os 184 municípios do Ceará receberam recursos do Fundo Nacional de Saúde (FNS) no período de 16 a 21 de setembro. O valor transferido pelo Ministério da Saúde no período foi superior a R$ 38 milhões, sendo a maior parte – R$ 27 milhões – para a Atenção Básica.

Estes recursos financiam programas como Saúde da Família, Agentes Comunitários de Saúde e Saúde Bucal, além de vacinação, pequenas cirurgias, dentre outras ações. As informações são do Ministério da Saúde.

Pelo bloco da Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar (MAC), o Ceará recebeu cerca de R$ 7,2 milhões. O MAC responde pelo custeio de procedimentos como os de Nefrologia e de serviços como SAMU e dos Centros de Especialidades Odontológicas. Pelo bloco da Assistência Farmacêutica, o repasse foi de R$ 3,6 milhões – verba que é destinada, geralmente, à aquisição de medicamentos e de insumos, além do custeio de ações como controle de endemias, entre outras.

 (Agência Estado)

Homens morrem quatro vezes mais no trânsito

No Dia Mundial sem Carro, o Ministério da Saúde alerta para a necessidade de mudança no comportamento dos condutores de veículos automotores, especialmente em relação ao consumo de álcool e velocidade

Há dez anos o Brasil adere ao Dia Mundial sem Carro, movimento internacional que conclama a população a deixar os veículos em casa e refletir sobre comportamentos no trânsito e mobilidade urbana. Além do apelo para o uso de formas alternativas de transporte, o Ministério da Saúde alerta que apesar da redução de 2% das mortes no trânsito de 2009 em relação ao ano anterior, o número de mortes ainda preocupa.

De acordo com dados do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM), 37.594 brasileiros foram vítimas de acidentes fatais no trânsito em 2009, com 679 mortes a menos que em 2008, quando foram registrados 38.273 óbitos. O levantamento do Ministério da Saúde aponta, ainda, que o número de homens que morrem no trânsito é quatro vezes maior do que o de mulheres. Em 2009, 30.631 homens (81,4%) e 6.496 mulheres (18,4%) perderam a vida no trânsito.

As principais vítimas são jovens de 20 a 39 anos, faixa etária de 45,5% (17.128) do total de óbitos em 2009. Desses, 86% (14.776) eram homens. “O homem é mais vulnerável porque está mais exposto, tanto pelo comportamento, em muitas situações, mais agressivo ao dirigir, quanto pela associação com fatores de risco, como o excesso de velocidade e associação entre álcool e direção”, analisa Marta Silva, coordenadora de Vigilância e Prevenção de Violências e Acidentes do Ministério da Saúde.

Dados da pesquisa Vigitel 2010, sobre indicadores de saúde do brasileiro, mostram que 3,0% dos homens entrevistados afirmaram ter dirigido após o consumo abusivo de bebida alcoólica, enquanto entre as mulheres esse percentual foi de 0,2%.

No cenário mundial, o Brasil ocupa o quinto lugar entre os recordistas em mortes no trânsito, atrás da Índia, China, Estados Unidos e Rússia segundo o Informe Mundial sobre a Situação de Segurança no Trânsito, publicado em 2009. A estimativa da OMS é que, em todo o mundo, cerca de 1,3 milhão de pessoas perdem suas vidas anualmente no trânsito e cerca de 50 milhões sobrevivem feridas. O custo global é estimado em US$ 518 bilhões por ano; os custos dos acidentes de trânsito já foram estimados em 1% a 2% dos PIB dos países.

No Brasil, foram realizadas 146.060 internações de vítimas dos acidentes no trânsito financiadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), em 2010, com um custo de aproximadamente R$ 187 milhões. Os homens representaram 78,3% das vítimas (114.285), enquanto as mulheres, 21,7%. Do total de vítimas, 69.606 estavam em motocicletas e provocaram um impacto de R$ 85,6 milhões no SUS.

 (Agência Saúde)

Dólar atinge R$ 1,90 no fechamento

O dólar comercial, utilizado para o comércio exterior, foi negociado por R$ 1,895 no fim da tarde desta quinta-feira (22), em forte alta de 1,60%. Somente neste mês, o preço da divisa americana já acumula um aumento de 18,96%.

Logo pela manhã, a taxa de câmbio bateu R$ 1,963 por volta das 9h30min (hora de Brasília). Pouco depois, pouco depois das 10 horas, o Banco Central anunciou uma operação inédita desde 2009: uma venda de dólar no mercado futuro de moeda (via um leilão de “swap” cambial), mas que não altera o volume das reservas internacionais do país.

“Temos que lembrar que o Banco Central não entra somente para comprar, ele pode vender também. Acho que quando o dólar bateu R$ 1,95, tocou num preço além do tolerável [para as autoridades econômicas]”, diz Fernando Bergallo, gerente de câmbio da TOV Corretora.

A disparada dos preços da moeda já é comparada por alguns à volatilidade de 2008, quando a cotação da moeda americana oscilou em torno de R$ 2,40.

Nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi vendido por R$ 2,07 (alta de 5,6%) e comprado por R$ 1,870.

Há vários fatores apontados por analistas do mercado para (tentar) explicar a disparada dos preços: o medo de um calote da Grécia (e os efeitos nocivos desse evento para o sistema bancário europeu); a perspectiva de juros ainda mais baixos nos próximos meses (o que reduz o apelo para que grandes investidores estrangeiros migrem capital para cá), e finalmente, movimentos especulativos, executados no mercado futuro de moeda, mas que afetam os preços no segmento à vista.

Em um cenário internacional de maior incerteza, tradicionalmente investidores correm para os chamados ‘portos seguros’: o dólar e o ouro.

(Folha)

Após reunião com Cid, professores estaduais decidem nesta sexta se greve chega ao fim

“Após cinco horas de reunião entre o governador Cid Gomes e os professores grevistas da rede pública estadual, a categoria anunciou que uma reunião marcada para as 8 horas desta sexta-feira, 23, deverá decidir se a greve será suspensa. A assembleia acontecerá no Ginásio Aécio de Borba, no Benfica.

Caso os professores voltem às atividades na próxima segunda-feira, Cid já assegurou à categoria 1/3 da jornada de trabalho extraclasse em 2012. Além disso, o governador prometeu sentar com os professores já na segunda-feira para discutir uma proposta de piso salarial da categoria.

Da reunião nesta quinta-feira, além de Cid Gomes, participaram 10 professores e cinco deputados estaduais.”

(O POVO Online)

Ciro Gomes comanda adesão ao PSB no Crato

125 2
O sobe e desce das adesões.
Com  a presença do ex-ministro e ex-deputado federal Ciro Gomes (PSB), do Presidente da Assembléia Legislativa, deputado Roberto Cláudio (PSB), do deputado federal Antônio Balhmann (PSB) e do deputado estadual  Sineval Roque (PSB), o ex-presidente do Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente (Conpam), André Barreto Esmeraldo, filia-se ao PSB na cidade do Crato (Região do Cariri).
O ato ocorrerá neste sábado, às 18 horas, na sede da Associação Comercial.
O famoso Francisco  Bacurau Bento, presidente do Diretório Municipal do partido, faz o convite certo de que André  postulará mandato eletivo  nas próximas eleições municipais, já que por duas vezes exerceu mandato de vereador naquela cidade.

No ranking da crise, Brasil aparece mal na foto

169 1

Essa é do Portal do PSDB:

Não é bom o momento econômico atual. O Brasil aparece em más companhias na lanterninha do ranking de crescimento mundial. Ao mesmo tempo, a inflação dá mostra de que será mais difícil de ser domada do que gostaria o governo. Menos crescimento e mais inflação são um coquetel indigesto para a geração de renda e empregos no país.

O FMI divulgou ontem suas previsões para o comportamento da economia mundial neste e no próximo anos. O Brasil apareceu mal na foto. Seremos o país com o segundo pior desempenho na América Latina, à frente apenas da Venezuela de Hugo Chávez.

A previsão é de que o crescimento do PIB brasileiro fique em 3,8% neste ano e em 3,6% em 2012. Na média, nos sairemos pior do que a região (4,9%), os emergentes (6,4%) e o mundo em geral (4%). Só os países mais desenvolvidos, mergulhados em crise braba, terão desempenho mais sofrível, abaixo de 2%.

Mas a situação pode ser ainda menos favorável. Os prognósticos do FMI são mais otimistas do que a média das previsões feitas pelos analistas locais e expressas no Boletim Focus que o Banco Central edita toda semana. Estes projetam apenas 3,5% de crescimento para 2011.

Uma dos fatores que explicam a discrepância é que o FMI vê com óculos de lentes cor-de-rosa a situação fiscal no Brasil. Os técnicos de lá creem que o compromisso do governo Dilma Rousseff com o equilíbrio das contas públicas é para valer.

Parecem desconhecer que os gastos por aqui não param de crescer; que as previsões para o ano que vem são de mais despesas e mais contratações de funcionários; que o ajuste fiscal é feito na base de maior arrecadação de tributos e não de maior austeridade nos dispêndios.

“A avaliação [do FMI] do controle fiscal no Brasil é uma questão de fé. (…) A aposta do FMI quanto ao recuo da inflação brasileira até o centro da meta, no fim de 2012, até poderá ser sancionada pelos fatos, mas nada, até agora, indica o acerto da manifestação de confiança na austeridade fiscal do governo”, comenta O Estado de S.Paulo em editorial.

A previsão de menor crescimento feita pelos analistas coincide com outra má notícia para o país: a inflação continua subindo. O IPCA-15, que funciona como espécie de prévia do IPCA, dobrou de agosto para setembro, atingindo 0,53%. Foi a maior expansão para esse mês desde 2003.

No acumulado nos últimos 12 meses, a inflação está agora em 7,33%. Já excede com sobras o teto da meta oficial prevista para 2011, que é de 6,5%. O governo vinha dizendo que neste mês os preços já começariam a ceder, mas esta esperança foi transferida para outubro, na melhor das hipóteses.

Os aumentos se disseminam por dois terços dos produtos. Alimentos estão entre os itens que mais subiram de preço em setembro. Os brasileiros estamos pagando mais por açúcar cristal (4,72%) e refinado (4,59%), leite (2,64%), frango (2,51%), carnes (1,79%) e arroz (1,74%). Comida mais cara compromete a renda do trabalhador.

A inflação dos serviços pesa ainda mais no bolso dos cidadãos: encostou nos 9% no acumulado em um ano. Com os aumentos salariais obtidos por categorias profissionais importantes – os metalúrgicos do ABC paulista, por exemplo, acabam de obter reajuste de 10% – a tendência é de demanda maior e, consequentemente, mais repasses para os preços.

O cenário pode ficar mais turvo por causa do dólar, que acumula alta de 12% apenas neste mês. Em seu longo período de baixa, a moeda americana colaborou para conter os preços internos. Agora este aliado está desaparecendo.

Tudo considerado, o país caminha para conviver com uma situação em que a economia cresce menos e a inflação mantém-se alta. A melhor tradução disso é que sobrará menos dinheiro no bolso dos brasileiros, onde a dor é sempre maior.

Um apelo ao empresariado por financiamento público de campanha

217 1

Eis artigo do poeta e publicitário Ricardo Alcântara com o títuloEste almoço não sai de graça”. Ele aborda o apoio dos empresários Roberto Macedo, presidente da Fiec, e Fernando Cirino, ex-presidente da entidade, apoiando a luta de Dilma Russef contra a corrupção.

A imprensa divulgou declarações dos empresários cearenses Roberto Macedo e Fernando Cirino, atual e ex presidente da Federação das Indústrias do Ceará, simpáticas a uma iniciativa da presidente Dilma Rousseff.

O elogio era pontual, referindo-se especificamente à boa disposição da presidente para desmontar alguns dos esquemas de corrupção instalados no seu governo depois de fartamente denunciados pela imprensa.

Como temos aí a boa notícia de que a sociedade se encontra acompanhada de líderes empresariais influentes na sua luta em favor da ética na vida pública, ouso sugerir a eles uma forma mais efetiva de colaboração.

Já que se mostra tão interessada em banhar o setor público nas águas transparentes da ética, a classe produtora bem que poderia se mobilizar em favor de um projeto que tramita com dificuldades no congresso nacional.

Trata-se da proposta de instituir no país o financiamento público das campanhas eleitorais, eximindo o setor privado dos encargos desse grande “investimento” e dando aos partidos condições mais paritárias de disputa.

Uma dos fatores que torna generalizada a prática da corrupção no país é que as campanhas eleitorais são financiadas pelos empresários. Quem se elege – é claro! – fica de rabo preso com as empresas que o ajudaram.

Como pode um político votar, por exemplo, pela proibição de propaganda de bebidas alcoólicas se ele recebeu dinheiro de um fabricante de cerveja para conquistar os votos que deram a ele o direito de votar questões como aquela?

Além de permitir que todos os partidos disputem eleições em condições materiais semelhantes, o financiamento público reduziria a influência do poder econômico sobre os eleitos. É solução definitiva? Nenhuma é.

Mas é óbvio demais que, no Brasil, o poder de pressão do setor empresarial, legítimo em si mesmo, excede em muito ao que seria uma medida sustentável para um sistema eficiente de representação política.

A luta em favor da medida seria uma grande contribuição que os líderes empresariais poderiam dar ao país – efetivamente mais eficaz, com certeza, do que declarações que desqualificam a classe política brasileira.

O derrame da corrupção é um sistema de duas válvulas: antes que o corrupto coloque em movimento suas manobras, outro mecanismo, mais poderoso, é acionado: as tentadoras oferendas dos corruptores.

Os corruptos estão fartamente denunciados: são os políticos. O instituto da imunidade parlamentar os têm poupado de responder pelos seus atos. Já os corruptores, prescindem de uma lei que os proteja: o dinheiro resolve isso.

* Ricardo Alcântara,

Poeta e publicitário.