Blog do Eliomar

Últimos posts

Construtora Delta é a que mais recebe por obras da União

“Entre os investimentos da União dos últimos anos, uma empresa se destaca, a Delta Construções S/A. Desde 2006 está entre as cinco que mais recebem recursos, sendo a campeã nos dois últimos anos. Em 2011 o quadro não mudou, com R$ 254,7 milhões repassados pelo governo. Está bem à frente da segunda, a Construtora Aterpa, que recebeu R$ 113,5 milhões.

Em todo caso, esses valores estão bem longe do que a Delta ainda tem para receber de outros exercícios, os chamados restos a pagar. Segundo dados levantados pelo Contas Abertas no Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi), são R$ 429,3 milhões de compromissos que por motivos diversos não puderam ser pagos no devido exercício.

No ranking de restos a pagar, a Delta é a única empresa do setor privado entre os sete primeiros favorecidos. Os demais são governos estaduais ou órgãos públicos. Outras empresas privadas com elevados restos a pagar também são da área de construção civil, no caso, a Encalso (8ª no ranking), com R$ 234 milhões e a Engesa (9ª), com R$ 216 milhões.

Comparativamente, a soma dos restos a pagar destas empresas é apenas R$ 21 milhões maior do que o valor da Delta. A primeira empresa fora da área de obras civis é a Positivo Informática, com R$ 161,6 milhões, na 20ª colocação do ranking.”

(Site Contas Abertas)

DETALHE – Aqui no Ceará, a Delta responde por uma série de obras de restauração de rodovias federais, hoje tão criticadas pelo governador Cid Gomes (PSB)

Época – Saúde de Dilma ainda preocupa

A revista Época desta semana destaca, entre vários assuntos, a saúde da presidente Dilma Rousseff, que teve pneumonia recentemente.

No último dia 22, um domingo, a presidente Dilma Rousseff viajou para Salvador para participar da cerimônia de beatificação de Irmã Dulce. Foi seu primeiro compromisso público desde a pneumonia que a obrigou a cancelar viagens e a despachar durante três semanas do Palácio da Alvorada, sua residência oficial. Na capital baiana, a chuva obrigou a organização do evento a improvisar. Dilma foi acomodada sob um toldo que lembrava uma bolha de plástico.

Não era apenas uma deferência justificada pelo cargo que ela ocupa. Era um cuidado necessário para evitar uma recaída da inflamação pulmonar que, segundo palavras que ela mesma disse, de acordo com um interlocutor de confiança, teria sido “a pior de todas as doenças que já enfrentei”.

O “foco de pneumonia” descrito no boletim médico no final de abril revelou-se mais pernicioso do que a sucinta comunicação oficial sugeria. Dilma voltou da China depois de dez dias de trabalho extenuante. Já estava gripada quando inaugurou oficialmente a campanha de vacinação contra a doença, tomando ela mesma uma dose. Na terça-feira 26 de abril, sentiu-se febril.

Sua temperatura era de 36,8 graus. O médico oficial da Presidência, o coronel Cleber Ferreira, prescreveu o antibiótico Levaquin, sem avisar o chefe da equipe que a acompanha, o médico Roberto Kalil, do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Dilma piorou. Na quinta-feira, o exame de raios X revelou uma pneumonia. Transferida para São Paulo, passou a receber na veia dois antibióticos: azitromicina e ceftriaxona – recursos usados em casos graves. Seguiu com esse tratamento durante 14 dias. Foi tratada também com um corticoide.

Assessores próximos contam que a doença afetou a disposição da presidente e seu estado psicológico. Ela sentia cansaço e falta de ar. Passou a despachar do Alvorada, a residência oficial, para evitar o ar-condicionado do Palácio do Planalto, onde as janelas são lacradas. Reclamava de dores de estômago e náuseas e não conseguia se alimentar direito.

O fígado dava sinais de agressão. Os níveis da enzima TGP, que serve de parâmetro para avaliar as condições hepáticas, subiram, como resultado do esforço que o órgão fazia para processar o coquetel de remédios que Dilma usava. No dia 21 de maio, ela se submeteu a uma tomografia no tórax que, de acordo com os médicos, mostrou que ela estava curada da pneumonia.

Nos últimos dias, ÉPOCA teve acesso a relatos médicos, a exames e à lista de medicamentos que ela toma. Durante o tratamento da pneumonia, eram 28 remédios diariamente – entre drogas alopáticas, suplementos vitamínicos prescritos em tratamentos ortomoleculares e cápsulas que Dilma consome por conta própria, algumas pouco ortodoxas, como cartilagem de tubarão.

Procurada por ÉPOCA, Dilma pediu ao Hospital Sírio-Libanês que emitisse um boletim exclusivo sobre sua condição de saúde. “Do ponto de vista médico, neste momento a Sra. Presidenta apresenta ótimo estado de saude”, afirma o boletim. Não há, segundo os médicos oficiais, nenhum sinal de que seu câncer linfático, diagnosticado e tratado em 2009, tenha voltado, nem de que as defesas de seu organismo tenham sofrido maiores consequências por causa do tratamento. “A Presidenta Dilma continua em remissão completa do linfoma, e não há nenhuma evidência de deficiências imunológicas, associadas ou não ao tratamento do linfoma realizado em 2009”, diz o texto.

Mas as informações obtidas por ÉPOCA revelam que a saúde da presidente ainda exige atenção. Não por causa do câncer. Mas em virtude de preocupações naturais para uma mulher de 63 anos. Dilma convive com vários problemas que consomem energia. “

Vem aí o Jeri Eco Cultural 2011

A paradisíaca Praia de Jericoacoara (Litoral Oeste) será o cenário de som e música de qualidade com moda regional sustentável. Assim será o Jeri Eco Cultural 2011, que nos dias 10 e 11 de junho próximos ocorrerá em sua quarta edição trazendo atrações inéditas.
O evento contribui para incentivar a cultura, a economia e a consciência ambiental em Jericoacoara, um dos destinos turísticos mais cobiçados do litoral nordestino.
“?Através das apresentações musicais nacionais, do envolvimento de artesãos e músicos locais e das diversas ações ecológicas, estimulamos e conscientizamos a população e visitantes sobre a importância de preservar o meio ambiente?”, explica Liége Xavier, diretora da Free Lancer Producções, que, junto com a 77Eventos, responde pela realização do evento.

Topa comer porção de baião-de-dois a R$ 12,00?

727 5

Foto ilustrativa.

Muitos turistas estão deixando Fortaleza reclamando do preço dos restaurantes. Um deles, é a Churrascaria Parque Recreio (Bairro Aldeota), que alardeia promoção de carnes, mas salga no preço das porções que acompanharão o prato.

Uma porção de baião-de-dois foi tabelada em R$ 12,00. Já a porção de um arroz simples custa R$ R$ 10,00.

Será isso, digamos, por conta da inflação?

Prefeitura comemora o Dia Mundial sem Tabaco

135 2

Essa informação é do site da Prefeitura de Fortaleza:

Em comemoração ao Dia Mundial sem Tabaco, que acontece na próxima terça-feira, a Secretaria de Saúde de Fortaleza realizará duas ações para alertar a população sobre os riscos que o consumo do tabaco traz para a saúde.
Nesta segunda-feira, dia 30, será realizada a palestra “Ações de Controle do Tabaco”, na Escola de Saúde Pública do Ceará, no auditório Ciro Gomes, que fica na Avenida Antônio Justa, 3161 – Meireles. A palestra, que é aberta ao público, acontece das 10h às 11h30min, e será conduzida pela técnica da Gerência de Produtos Derivados do Tabaco da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Vânia Regina Câmara Campelo.
Já na terça-feira, o evento ocorrerá no Shopping Benfica, das 10h às 16 horas, entre Lojas Americanas e o cinema. No local, profissionais da saúde estarão realizando exames como, Fagerstrom (método de avaliação que mede o grau de dependência do fumante), massoterapia, entre outros. Uma das ações será de incentivo aos fumantes que pretendem largar o vício será a troca de um maço de cigarros por uma barra de cereal.

Tasso derrota Serra e presidirá Instituto Teotônio Vilela

150 13

Aécio e Tasso –  parceria 2014?

O ex-senador Tasso Jereissati foi eleito presidente nacional do Instituto Teotõnio Vilela (ITV), durante convenção do PSDB, que ocorre em Brasília. Ele derrotou o ex-candidato a presidente da República pela legenda, José Serra. O ITV conta com um orçamento de R$ 11 milhões para mobilizar e promover debates dentro da legenda.

Já o deputado federal Sérgio Guerra (PE) foi reeleito e presidirá a legenda por mais dois anos. O ex-governador de São Paulo, Alberto Goldman (SP), será o vice-presidente nacional, enquanto o deputado federal Rodrigo de Castro (MG) ocupará a secretaria geral dos tucanos

José Serra foi indicado para presidir o Conselho Político do PSDB, organismo que discutirá estratégias políticas de olho em 2012.

VAMOS NÓS – Jereissati mostrou que não está morto politicamente e que dentro do PSDB é um tucano ainda com muita asa para bater. Ou seja, um tucano de bico grosso. A sua escolha para o ITV reforça a tese de que o senador Aécio Neves (MG) é um bom nome para disputar a presidência da República em 2014.

Presidente do Simec-CE repudia aprovação de MP que cria empresa para gerir hospitais

205 1
Do presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, José Maria Pontes, recebemos nota, onde ele lamenta a aprovação da MP que cria empresa pública para gerir hospitais. Para Pontes, início de privatização na área. Confira a nota:
Caro Eliomar de Lima,
É com tristeza que recebemos a notícia da aprovação da Medida Provisória 520 pela Câmara Federal, declaradamente inconstitucional, que privatiza a gestão dos 45 hospitais universitários federais, desrespeitando a autonomia universitária e dando um golpe fatal no SUS. Na época do FHC os tucanos fizeram tudo para privatizar a Saúde Pública no Brasil e a esquerda, que na época era oposição, não deixou. Agora os papéis se inverteram: a esquerda no poder está privatizando o SUS através das Organizações Sociais, das OSCIP, das Fundações Estatais de Direito Privado, da MP 520, das Parcerias Público Privado ( PPP ), de Cooperativas, e aqueles que tanto lutaram por um SUS universal e de qualidade para toda população estão omissos ou ajudando esta privatização. A idéia do governo é: quanto mais sucatear o SUS melhor, só assim terão argumentos para privatizá-lo. Vamos voltar para época dos indigentes.
Em São Paulo 25% dos leitos dos 26 hospitais administrados por OSs já foram entregues aos planos de saúde. O SUS é incompatível com estas formas de gestão que só visam o lucro. O povo também está omisso. A nossa Constituição Federal (art. 199) diz que a iniciativa privada só pode participar do SUS se for de forma complementar, o que não é o caso. Que saudade do época que os idealistas de esquerda iam para rua defender saúde e educação pública de qualidade! Coitado do povo que a cada dia está perdendo seus direitos no atendimento do serviço público de saúde! O Hospital de Clínicas de Porto Alegre que tem sua gestão feita por uma empresa pública de Direito Privado, nos moldes desta que está sendo criada pela MP 520, tem parceria com 35 planos de saúde e tem duas portas de entrada: do SUS e dos Planos de Saúde.
As conquistas populares que foram colocadas na Constituição de 1988 estão se indo e nosso SUS, a mais importante política social do nosso País, está na UTI. Que vergonha!!!!!!
*José Maria Pontes – Presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará.

Caso Palocci – Interferência de Lula mostra fragilidade do Governo Dilma

152 2

“A intervenção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para superar a crise do governo Dilma durante a semana dividiu os cientistas políticos. Há quem entenda que a presidente perdeu autoridade e saiu diminuída do episódio e os que acreditam que o eleitorado, em sua maior parte, talvez considere o fato normal e acabe legitimando esse socorro eventual ao governo.

“O benefício é de curtíssimo prazo. No longo, ela simplesmente perdeu a autoridade e o custo é gigantesco”, resume Amaury de Souza, do Instituto de Estudos do Trabalho e da Sociedade, Iets, no Rio. “O fato é que Lula não tem nenhum mandato, é um elemento perturbador, que entrou falando em nome próprio.”

Com ele concorda José Álvaro Moisés, da USP. A ação de Lula “foi algo inteiramente fora do ponto”, define Moisés. “Ao ocupar o centro da cena, do modo como fez, ele projetou a debilidade da liderança da presidente.”

Para o cientista político Humberto Dantas, porém, “tudo depende de como o público vai olhar para isso”. O eleitorado de Dilma “votou no prolongamento do governo Lula”, pondera. “Para esses cidadãos, o que ocorreu é o esperado”.

O resultado vai depender, acrescenta, “de como a oposição vai tratar o tema. Ela pode se calar se perceber que a sociedade legitima o episódio”.

* Confira mais em Interferência de Lula expõe fragilidade política de Dilma

Morre carnavalesco Zé Rainha

Morreu neste sábado, 28, José Fereira Arruda (Zé Rainha), aos 79 anos.

Zé Rainha estava internado na Santa Casa de Misericórdia para onde fora transportado depois de sofrer um acidente vascular cerebral.

Nome referencial para a história do maracatu cearense,  Zé rainha foi o grande homenageado do carnaval deste ano.

( Com informações do blog Gente de Mídia)

Na Secretaria Nacional dos Portos, nomeação está no ancoradouro

O prestígio do secretário nacional de Portos, Leônidas Cristino, junto a Dilma Roussseff, está sendo testado. Até agora, ele não conseguiu nomear seu secretário-executivo, Mário Lima, ex-diretor comercial da Ceará Portos.

Toda semana, Mário Lima embarca para Brasília onde cumpre suas tarefas, mas o olho é no Diário Oficial da União, que não traz a nomeação.

No lugar dele, na área comercial da Ceará Portos já está Francisco Oliveira, ex-gerente geral da extinta Transbrasil em Fortaleza,

Pelo visto, dona Dilma resolveu mesmo congelar as nomeações de segundo escalão, enquanto acalma o cenário político.


Governo federal divulga nota sobre assassinato de líder camponês

O Governo federal mandou para toda a imprensa nota sobre o caso do assassinato do líder camponês Adelino Ramos, de Rondônia. Este Blog recebeu e divulga a nota:
NOTA PÚBLICA
Sobre o assassinato do líder camponês Adelino Ramos, na localidade de Vista Alegre do Abunã, em Rondônia, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e a Secretaria-Geral da Presidência da República vêm a público manifestar:
1 – Adelino era uma liderança reconhecida na região Norte do país, sendo presidente do Movimento Camponeses Corumbiara e da Associação dos Camponeses do Amazonas. Dinho, como era conhecido, morava em um assentamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) com outras famílias e seu grupo buscava regularizar sua produção. Segundo lideranças locais, ele vinha recebendo ameaças de morte de madeireiros da região. Na manhã de hoje, na companhia de sua família, ele foi executado a tiros no município localizado na divisa dos estados de Rondônia, Acre e Amazonas. Cabe ressaltar que ele era um remanescente do massacre de Corumbiara, ocorrido em 9 de agosto de 1995, que resultou na morte de 13 pessoas.
2 – O assassinato de Adelino Ramos merece o nosso total repúdio e indignação. Há três dias o Brasil se chocou com a execução de duas lideranças em circunstâncias semelhantes, no Pará. Hoje, mais uma morte provavelmente provocada pela perseguição aos movimentos sociais. Essas práticas não podem ser rotina em nosso país e precisam de um basta imediato.
3 – Segundo levantamento conjunto da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos e da Ouvidoria Agrária Nacional, desde 2001, já foram registrados 71 assassinatos em Rondônia motivados por questões agrárias. Mais de 90% dos casos ficaram sem punição.
4 – Imediatamente ao recebimento da notícia, entramos em contato com a Polícia Civil, com o governador do estado de Rondônia e com a Polícia Federal, exigindo a mais rigorosa atitude para investigar o caso e punir os criminosos, tanto os executores como os possíveis mandantes. É necessária uma ação enérgica e exemplar. Só coibiremos essa violência absurda quando acabarmos com a impunidade.
5 – O governo brasileiro não tolera que crimes como esses aconteçam e fiquem impunes no nosso país. Nesta semana, a presidenta Dilma Rousseff já determinou que a Polícia Federal acompanhe as investigações no Pará, numa atitude enérgica e clara de que crimes como esses não podem se tornar uma prática rotineira em nosso país. Acompanharemos de perto os desdobramentos para garantir justiça. É isso que se espera de um Estado democrático de direito e é assim que o governo procederá.
Brasília/DF, 27 de maio de 2011
* Maria do Rosário Nunes
Ministra-chefe da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República
* Gilberto Carvalho
Ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República

Aécio e Serra medem forças em convenção tucana

123 1

“Em sua primeira convenção nacional após a derrota nas eleições presidenciais de 2010, o PSDB se reúne neste sábado (28) em Brasília sem ter dado fim às divisões internas que facilitaram a vitória de Dilma Rousseff e de governistas na votação do ano passado. O encontro servirá também para indicar se José Serra, candidato derrotado na corrida pelo Palácio do Planalto, está isolado ou se pode medir forças com o senador mineiro Aécio Neves.

Enquanto o ex-governador de São Paulo sofre para emplacar aliados em cargos-chave e corre risco de não assumir a presidência do Instituto Teotônio Vilela – depois de derrotado em 2006, Geraldo Alckmin ficou no cargo para ter alguma visibilidade -, Aécio já é chamado de potencial presidenciável para 2014. Até o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso vê o ex-governador de Minas Gerais à frente do homem que teve 45 milhões de votos no ano passado.

Os atritos ficam para os bastidores. Em público, os principais líderes tucanos, como os governadores Alckmin e Antônio Anastasia, falam em “repaginação” ou em “reagrupamento” do partido, que perdeu aliados para o PSD, recém-criado pelo prefeito Gilberto Kassab, e já se vê pressionado pelas eleições municipais de 2012. A eleição do presidente da legenda pelos próximos anos, no entanto, vai mostrar de que lado as forças internas estão.

Serra pode acabar levado à presidência de um conselho político que será criado na convenção. A presidência do PSDB, nesse cenário, continuaria nas mãos do deputado federal Sérgio Guerra, que coordenou a campanha tucana à Presidência no ano passado em uma convivência cheia de desencontros com o ex-governador. “O cenário realmente não é o melhor, acho que podemos levar dias até a convenção acabar”, disse um tucano da máquina do partido.

Não há garantia de que Serra cederá aos apelos dos colegas paulistas. Mas o instinto de sobrevivência pode falar mais alto. “A chance maior é de alguma conciliação no encontro para depois, nos dias seguintes, serem definidas a presidência do Instituto e a ocupação de alguns espaços importantes. Serra foi nosso candidato a presidente. Um homem que poderia dirigir o país não pode ser deixado de lado”, afirmou o tucano, que preferiu não se identificar.

Até agora, nenhum outro candidato a presidente do PSDB se apresentou, mas Guerra pode enfrentar concorrência de última hora se o candidato derrotado à presidência se sentir isolado. Alberto Goldman, sucessor de Serra no governo paulista, poderia ser apresentado – embora a tendência seja ele ocupar a secretaria-geral. Sinal de que o encontro, que começa às 9h no centro de convenções Brasília 21, pode não acabar quando terminar oficialmente.”

(Portal Uol)

Ministro vem debater Plano Plurianual no Ceará

O ministro Fernando Bezerra (Integração Nacional) comandará na próxima segunda-feira, das 8 às 17 horas, no auditório da Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado (Seplag), discussões sobre o Plano Plurianual 2012/2015 do governo federal.

Ele fará uma exposição do PPA e discutirá prioridades com secretários de Planejamento do Nordeste e prefeitos das Capitais nordestinas. Será o primeiro encontro de uma série que ocorrerá em vários Estados, informa a assessoria do ministério.


PMDB do Ceará adora dois senhores?

145 5

O senador Eunício Oliveira diz internamente que o PMDB terá candidato a prefeito em Fortaleza. Para a mídia, avisa que vai conversar com o governador Cid Gomes (PSB) e com a prefeita Luizianne Lins (PT) .

Há peemedebistas querendo saber: quando o partido deixará de adorar a dois senhores?

Professores grevistas precisam rever seus conceitos de luta?

188 10

Com o título “Os professores e a pedagogia do exemplo”, o jornalista Luiz Henrique Campos critica a forma de luta dos docentes de Fortaleza, que estão em greve por melhores condições de trabalho e salário. Lamenta a invasão da Câmara Municipal e indaga o que a categoria tem ganho com greves, já que de concreto o que se vê é prejuízo para os alunos. Confira:

O degradante espetáculo proporcionado pelos professores municipais em greve, quando invadiram o plenário da Câmara Municipal na última quarta-feira e expulsaram os vereadores, mostra o nível de radicalização a que está submetido o movimento paredista dos docentes em Fortaleza.

Como se não bastasse o aspecto da ilegalidade caracterizada pelo fato, os organizadores do protesto ainda se acharam no direito de simular uma sessão na qual aprovaram todas as propostas que consideram favoráveis ao professorado.

Aqui não se discute a justeza das reivindicações dos professores, muito menos o direito de greve garantido na legislação. O que não se pode admitir é a inabilidade para encontrar outras formas de protesto, que não sejam as tradicionais e de pouca eficácia. Ora, nos últimos anos, os professores municipais já pararam por quase 200 dias, sendo que praticamente em todos os períodos letivos houve interrupções em virtude de greves.

Mesmo com essa quantidade de dias parados, o que conquistaram os professores efetivamente? O que fica claro é que esse tipo de manifestação não mais sensibiliza o poder público. Prova disso é que a secretária de Educação nem trata mais com os grevistas. Os únicos prejudicados, portanto, são os alunos. Muitos deles morando em áreas de risco da cidade e vulneráveis às mazelas que todos conhecem.

Para além disso, o espetáculo na Câmara Municipal ainda funciona como péssimo exemplo dado por quem deveria servir de estímulo para os alunos. Que tipo de exemplo os grevistas acham que passaram aos estudantes com o fato?

Fico imaginando como agiriam os professores se os alunos passassem a adaptar essas situações para conseguir seus objetivos. Como seria, então, se os estudantes se rebelassem e resolvessem dar aulas uns aos outros, e eles mesmos definissem suas notas? Tudo isso, claro, é surreal. Como foi na invasão da Câmara. O que não é surreal são os números da educação em Fortaleza mostrados nessa semana.

Luiz Henrique Campos,

lhcampos@opovo.com.br

Editor adjunto do Núcleo de Conjuntura do O POVO

Enem 2011 – Mais de 1,8 milhão de inscritos

“O número de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já passa de 1,8 milhões, segundo informações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). O órgão espera que o total de participantes da edição deste ano chegue a 6 milhões. As inscrições seguem abertas até 10 de junho, exclusivamente pela internet.
Até as 18h de sexta-feira, São Paulo lidera em número de inscritos, com 316 mil, depois vem Minas Gerais (196 mil), Rio de Janeiro (139 mil) e Bahia (137 mil). As inscrições começaram na segunda-feira (23). As provas serão aplicadas nos dias 22 e 23 de outubro.
Em 2009, o MEC deu início a um projeto de substituição dos vestibulares tradicionais pelo Enem como forma de ingresso na universidade. A partir do resultado da prova, os alunos se inscrevem no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e podem pleitear vagas em instituições públicas de ensino superior de todo o país.
A participação no Enem também é pré-requisito para os estudantes interessados nas bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni). Os benefícios são distribuídos a partir do desempenho do candidato no exame e podem ser integrais ou parciais, dependendo da renda da família.”

(Agência Brasil)

Palocci não entrega lista de clientes a procurador

150 1

“O ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, encaminhou [ontem] à Procuradoria Geral da República (PGR) ofício dando explicações sobre sua evolução patrimonial. Mas Palocci não forneceu a lista das empresas que contrataram a Projeto, empresa de consultoria que ele criou em 2006.

O ministro tem alegado que assinou contratos com cláusula de confidencialidade e que, por isso, não pode revelar os nomes, nem os detalhes dos serviços que prestou para as empresas.

Na semana passada, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, enviou ofício ao ministro pedindo esclarecimentos sobre as denúncias . Em anexo, encaminhou representação dos partidos de oposição que solicitavam a lista dos clientes da consultoria.

A defesa do ministro, porém, preferiu dar resposta genérica ao procurador-geral e ignorou os ofícios dos partidos de oposição que também lhe foram repassados por Gurgel.

O ministro tinha 15 dias para enviar a resposta ao requerimento do procurador-geral. O prazo venceria apenas na próxima semana. Mas Palocci se antecipou diante da pressão até de aliados para que tentasse esclarecer as denúncias sobre sua empresa Projeto.

[Ontem], o advogado do ministro, José Roberto Batochio, evitou dar detalhes sobre o conteúdo do documento.

– Preparamos uma informação bem detalhada, mas vou pedir desculpa por não responder a sua pergunta. Seria uma descortesia com o procurador – disse Batochio.”

(O Globo)

Ceará receberá Caravana dos Direitos Humanos

O Ceará foi escolhido entre os estados do Nordeste para ser sede da Caravana dos Direitos Humanos nos dias 2 e 3 de Agosto próximo.

A confirmação é da Coordenadoria Estadual de Direitos Humanos do Estado (CDH), que reivindicou o evento para o Ceará por conta da crescente valorização da temática no âmbito da sociedade e do governo cearenses. Sensível a tal demanda, a SDH elegeu o Ceará como o único estado nordestino a receber o evento neste ano.

A promoção é da Secretaria Nacional dos Direitos Humanos da Presidência da República (SDH), que terá encontro em julho, no Espírito Santo. Segundo o coordenador da CDH, Marcelo Uchoa, a ministra Maria do Rosário participará do encontro. Cursos, oficinas e ações práticas constam no roteiro.

(Coluna Vertical, do O POVO)

Copa 2014 – Prefeitura desiste de alargar três avenidas

335 16

“O número de desapropriações em Fortaleza para as obras da Copa do Mundo de 2014 não será tão grande como se imaginava. Das cinco vias previstas para serem alargadas, apenas a avenida Alberto Craveiro e a Via Expressa serão de fato. O projeto inicial apontava alargamentos e desapropriações também nas avenidas Raul Barbosa, Dedé Brasil e Paulino Rocha. Agora, nessas três vias, as desapropriações serão “pontuais, sem grande impacto”.

A decisão, anunciada pela Prefeitura de Fortaleza, vai na contramão da promessa do poder público – e da expectativa da população – de que a Copa do Mundo representaria uma revolução urbana para a cidade. Segundo o gerente da Copa no Município, Delano Oliveira, houve mudança do projeto por viabilidade técnica. “O gasto com as desapropriações poderia ser maior do que com as obras em si”, justifica sobre a redução de vias alargadas.

O processo licitatório deve ser iniciado até julho e as obras, em setembro. As desapropriações começam a ser efetivadas nesse intervalo. Porém, os projetos executivos continuam em análise na Caixa Econômica Federal. “A alteração no projeto não deve interferir no cronograma de atividades”, acredita.

A futura avenida da Copa, Alberto Craveiro, passará para 45 metros, ficando com quatro faixas por sentido. Ocorrerá por lá o maior impacto nas desapropriações. Porém, a Prefeitura ainda não sabe precisar quantos imóveis serão atingidos. “A avenida já conta com um recuo, nem todos os imóveis serão desapropriados. Os mais atingidos serão os empreendimentos comerciais”, pontua.

A Via Expressa também deve passar por um grande número de desapropriações. A área vai dar espaço para a construção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), retirada de semáforos, e construção de túneis nos cruzamentos com as avenidas Santos Dumont, Padre Antônio Thomaz e Alberto Sá.

Ações “pontuais”

Já as outras três vias, Raul Barbosa, Dedé Brasil e Paulino Rocha, contarão com desapropriações pontuais. “Estamos em negociação para a retirada da Auto-peças Cordeiro, na avenida Raul Barbosa”, exemplifica. As demais mudanças previstas nas vias continuam. Restauração da malha viária, drenagem, padronização de canteiros e calçadas são algumas.

Sobre o aumento no fluxo de veículos na cidade com os jogos da Copa do Mundo, Delano Oliveira afirma que poderão ser traçadas estratégias para minimizar o impacto nas vias que não passarão mais por alargamento. “Podem ter sentido único durante os jogos para dar mais fluidez”, sugere.

O POVO tentou repercutir o anúncio da Prefeitura com o secretário da Copa do Governo do Estado, Ferruccio Feitosa, mas nem ele, nem sua assessoria de imprensa, foram localizados ontem à noite.”

(O POVO)