Blog do Eliomar

Últimos posts

Fortaleza terá I Parada de Cachorros

Tudo pronto para a I Pet Parada de Fortaleza. Ocorrerá a partir das 15 horas deste domingo, com saída da estátua de Iracema, na Avenida Beira Mar. Será um passeio de cães e seus donos, uma promoção da Secretaria de Esportes e Lazer de Fortaleza.

Haverá na ocasião apresentação dos cães de resgate do Corpo de Bombeiros e o concurso “Qual o talento do seu cão?” e a divulgação, segundo a organização dos vencedores do concurso “O cão que mais se parece com o dono”.

DETALHE – Que os donos dos cães não se esqueçam de levar o saquinho. Já temos sujeira demais na Avenida Beira Mar.

Duplicação da ponte de Aracati avança

Eis como estão hoje as obras de duplicação da ponte de Aracati, projeto que há um bom tempo estava parado e que só saiu na gestão passada do Dnit. Quem nos mandou a foto foi a assessoria do deputado federal José Airton (PT), que teve emenda sua em favor do empreendimento. 

“Atualmente, o trânsito está um pouco complicado, mas a expectativa do povo é muito boa para melhoria do município. Fizemos uma caminhada no município pela famosa Rua do Comércio. Depois, saímos de Aracati e visitamos Russas, onde recebemos o apoio do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e de empresários do ramo da cerâmica, um setor que muito cresce na região”, contou para o Blog o deputado José Airton.

Região do Cariri é a 3ª proporcionalmente em crimes contra a mulher

“A informação é da vereadora Mara Guedes, do Crato. A violência contra a mulher cresceu nos últimos meses em nossa região. O índice beira os 40%. As mulheres, em sua maioria, são vítimas de ex-maridos e companheiros. A Região do Cariri em números proporcionais é a terceira do País em mulheres mortas. Segundo Mara, só no ano passado mais de 900 mulheres denunciaram atos de violência. Anote: um novo aeroporto Um abaixo-assinado vem sendo articulado por diversos segmentos do Cariri. O objetivo: reivindicar com mais força as melhorias que o Aeroporto Regional Orlando Bezerra tanto precisa. O documento está percorrendo empresas e instituições e reivindica mais atenção do Governo do Estado com o aeroporto. As reclamações são muitas, pois há impasse entre Governo e Infraero, e a reforma e ampliação, que deveria ter começado, não tem previsão de início. Uma coisa é certa: não pode o Cariri não ter um aeroporto à altura de suas potencialidades econômicas. Estamos sim precisando com urgência de um aeroporto moderno, maior, que atenda as necessidades da região. E isso, deveria estar na pauta de todos os poderes.

(Coluna Cariri do O POVO – Tarso Araújo)

Surge mais um Blog Cultural

135 1

O jornalista Marcus Peixoto, nome dos mais respeitados na mídia local e vencedor de importantes prêmios na área, acaba de lançar seu blog intitulado “Sobre Arte”.

Leitor assíduo de tudo que é livro e amante de exposições e cinema, Marcus nos dá assim a chance de termos acesso a um maior leque de informações no campo cultural. Boa sorte, Marcus!

Que acessa? É só clicar aqui.

"Grito dos Excluídos" marca a Semana da Pátria no Ceará

“Várias manifestações estão sendo preparadas, pelas pastorais sociais da Igreja Católica e por outros movimentos sociais para o Grito dos Excluídos, nesta segunda feira, 6. O evento é realizado, anualmente, desde 1995, tomando como referência o Dia da Independência, 7 de Setembro, quando várias reivindicações da sociedade são apresentadas aos governantes. Em sua 16ª. edição, o tema abordado será: “Vida em primeiro lugar. Onde estão nossos direitos? Vamos às ruas para construir um Projeto Popular”.

Um plebiscito, não-oficial, e um abaixo assinado em favor do limite da propriedade da terra vêm fazendo parte das comemorações, desde quarta feira. A concentração será na Praça dos Mártires (Passeio Público), às 15 horas, de lá seguindo até a Igreja do Rosário, com encerramento na Praça do Ferreira.”

(Coluna Concidadania – O POVO)

Plínio de Arruda: PT se desviou ideologicamente e a moral veio depois

O candidato à presidência da República, Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), não quis comentar as acusações que seu adversário, José Serra (PSDB), fez ao PT e à candidata Dilma Rousseff (PT) sobre a relação que haveria entre eles e as violações de sigilos na Receita, mas lamentou a diminuição da discussão de propostas por conta do escândalo. “Não tenho nenhuma informação sobre isso. Apenas lamento que quando a política vira um ‘vale tudo’ prejudica o debate político, o que interessa é a educação, a saúde”, disse neste sábado (4), durante corpo a corpo no centro de Campinas, no interior de São Paulo.

Questionado se um dos motivos que levou sua saída do PT está relacionado com algum caso de corrupção que tenha conhecimento, Plínio negou que soubesse de qualquer ato ilícito e apontou a questão ideológica como motivo. O candidato, entretanto, não deixou de criticar seu antigo partido, ao dizer que a moral estava corrompida. “Eu sai do PT porque o PT se desviou ideologicamente e eu até calculava: se desviou ideologicamente, a moral vem em seguida, como veio”. Durante a caminhada pelas ruas do centro da cidade, Plínio parava para cumprimentar eleitores e pedir voto. O candidato ao governo de São Paulo, Paulo Búfalo, não pode aguardar a chegada de Plínio e pediu à militância presente que caminhasse junto com o presidenciável, fazendo campanha e “remando contra a maré”.

Debate e Pesquisa

Plínio disse estar preparado e confiante para os próximos debates. Segundo o socialista é o momento que tem para discutir propostas sem máscaras. “Estou confiando muito porque o debate é a hora da verdade. É a hora que o candidato não tem nenhum marqueteiro para maquiar a cara dele. Ele tem que falar o que é e o que não é. E nessa hora nós vamos obrigá-los a dizer de fato que interesse eles defendem nesta eleição”, afirmou.

Questionado se pretendia roubar a cena no debate da próxima quarta-feira (8), promovido pela TV Gazeta/Estadão , ele negou que costuma fazer isso. “Eu não tomo a cena. Eu digo o que acho o que deve ser dito. Como o que eu digo é muito diferente do que os outros dizem, então parece um jogo cênico, mas não tem nada de cênico”, declarou. Na última pesquisa Ibope, publicada neste sábado, Plínio continua não pontuando, mas acredita que fazendo campanha nas ruas e participando de todos os debates pode surpreender. “Pesquisa é um negócio que está sempre correto quando a gente está por cima, e sempre errada quando está por baixo. Eu, se fosse técnico de futebol, já estava fora, porque eu não consigo pontuar. Mas eu vou pontuar no fim”, disse.

Dilma

A ausência da candidata Dilma Rousseff (PT) no debate da próxima quarta foi motivo de crítica de Plínio. Segundo o socialista, trata-se da “arrogância de quem acha que ganhou” as eleições. E criticou a petista: “o comparecimento ao debate devia ser obrigação do candidato porque o povo tem o direito de saber o que ele pensa. Não pode ficar só naquilo que é maquiado pela sua propaganda”.

(Portal Terra)

Ceará perde para o Vasco e até secretário cidista fica na bronca

103 3

O Ceará perdeu, nesta noite de sábado, no estádio Castelão, pelo placar de 2 a 0 para o Vasco da Gama. Ou seja, o criador – o técnico PC Gusmão, ex-alvinegro, derrotou uma criatura em campo feito barata tonta, que perdeu várias chances de gol, mas acabou levando dois – um de contra-ataque e outra numa batida de falta.

Vários torcedores ligaram para o Blog, que não é muito de futebol, insistindo num protesto contra esse senhor Mário Sérgio, um treinador que, até agora, não disse a que veio. Nós não gostamos do estilo desse técnico e, parece, o pensamento é geral.

Agora há pouco, o secretário da Controladoria e Ouvidoria do Estado, Aloísio Carvalho, telefonou para deixar seu protesto também: “Fora Mário Sérgio! Leve Vandinho com você! Ele não está sozinho nesse corinho.

Serra diz que "dilmistas" gostariam de votar nele

63 6

“O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, afirmou em entrevista ao iG que pesquisas internas realizadas pelo partido apontam que muitos dos eleitores de sua adversária petista Dilma Rousseff gostariam, na verdade, de votar nele próprio.

“Se você pegar qualquer pesquisa e perguntar por que vota na Dilma, é por causa do Lula. É interessante pegar pesquisas de grupos. Muita gente diz: ‘Que pena que o Lula não apoia o Serra. Porque eu queria mesmo era votar nele. Mas eu voto na candidata do Lula'”, disse Serra.

De acordo com o presidenciável, se Lula adotasse uma postura neutra nesta campanha, a imprensa já “estaria dizendo qual seria o meu ministério”. Para ele, o apoio do presidente é “o único fator que mantém a Dilma”. “Só. Único, exclusivo, é o Lula estar apoiando. Mais nada”.

Mostrando-se otimista, o candidato disse, ainda, que confia na vitória do PSDB nas urnas em outubro, por possuir uma rejeição junto ao eleitor “muito baixa”. “Eu não tenho rejeição. Minha rejeição é muito baixa. É um fator que me dá muito vigor e me faz confiar muito na vitória”, afirmou.

No Nordeste, ressaltou o tucano, os eleitores afirmam que votam “na mulher do Lula”. Isso, segundo ele, é o que seus amigos lhe dizem. “Para mim, ninguém diz. Eu sou sempre bem recebido. Você vai na cidade mais pobre do interior de qualquer Estado eu sou maravilhosamente bem recebido. Não é possível que todas pessoas que me recebem tão bem votem em mim”, disse.

Na visita ao iG, Serra também comentou a polêmica provocada com a veiculação de sua imagem junto à do presidente Lula nos primeiros dias do horário eleitoral gratuito na televisão. Também aproveitou para fazer críticas ao discurso de Dilma na área econômica. Queixou-se ainda do espaço dado a temas da campanha na cobertura feita pela imprensa e comentou a falta de empenho de parte de seus aliados na campanha nacional.

Por que o Lula e não FHC

Porque o Lula é o presidente da República atual que fez uma candidatura. Nós estamos numa disputa eleitoral. A disputa não é entre Fernando Henrique e Lula. Como não é sequer Serra e Lula. O FHC ajuda. Claro que ajuda, mas ele não está disputando a eleição. O PT governou a partir das condições que foram fixadas no governo dele.

Dilma e a economia

“A Dilma foi contra o Real, que ficou aí. Ela diz uma coisa que foi um absurdo. A minha dúvida é se ela diz por má fé ou por desconhecimento de economia. Ela tem dito coisas sobre economia realmente incríveis. Então, de repente, é desconhecimento de economia. Que a inflação de 2002 estava descontrolada, o que é brincadeira. O que houve em 2002 foi um excitamento por conta da questão eleitoral, do programa que o PT tinha por causa da dívida externa. Causou nervosismo e os preços subiram aos poucos. Mas não tinha nenhum descontrole” .

Ingratidão do PT

“A ingratidão sempre para mim é uma cicatriz de alma torturada. Seja nas pessoas, seja nas entidades e instituições. É um caso patológico que não há igual na história brasileira como esse de alguém que chega ao governo, usa tudo que o outro construiu e se dedica a destruir a imagem do outro. Aliás, a Dilma está elogiou a privatização das telecomunicações. Não estatizaram nada do que foi privatizado. O governo está fazendo um tipo de privatização muito interessante, que dá o dinheiro para o capital privado”.

Temas da campanha

“Fui na CNI e a imprensa não deu uma linha do que falei. Na CNA, fiquei três ou quatro horas com pessoas do ramo. Você vai na imprensa, não sai nada. Em geral sai na coletiva que você dá que fulano falou que não veio. Eu acho que além do inevitável ti-ti-ti e das pesquisas, seria bom ter lugares só de aprofundamento de teses que fiquem pelo menos na internet. Eu até parabenizo o iG no sentido de abrir o espaço para discussões” .

Falta de empenho dos aliados

“O candidato que não se preocupa com sua própria campanha é um doido. É muito difícil se eleger. Então os candidatos… Não sou centralizador. Quem trabalhou comigo sabe que eu delego. Não tem essa história. É a falta do que falar. Você não consegue comandar tudo. Eu sempre procuro ser racional. Quem é centralizador é irracional. Você trabalha o dobro para render metade. O partido está fazendo uma campanha. Cada um tem de cuidar da sua, senão não se eleje. A melhor eleição foi a de 1989 quando só havia a disputa presidencial”.

(Compilado Blog do Noblat)

Haja bola – O Porquê de ser contra a Copa 2014

100 11
Mourão e sua mulher Zilma.
 
O professor Antonio Mourão Cavalcante assina, neste sábado, artigo no O POVO e em seu Blog sobre o título “Haja bola”. Ele analisa a condição de Fortaleza estar se preparando para a Copa 2014 e se posiciona contra a realização do certame por aqui. Confira:
Quero externar, publicamente, o meu voto contrário a investimentos para realização de jogos da Copa do Mundo em Fortaleza. Vai acontecer, em nossa cidade e em nosso estado, uma verdadeira maré de desperdícios, uma orgia com os reduzidos recursos públicos. Apenas alguns jogos, no máximo três, e um punhado de turistas. Enfim, uma festa sem cabimento, patrocinada por mim, você e todo o povo do Ceará.
Os espertos defensores, não dos esportes, mas das grandes empreiteiras, querem faturar muita grana. Começam a excitar a galera. Dizem que devemos concordar porque será para o nosso progresso. Mas, nosso de quem, cara pálida? Será que um estado extremamente pobre (o PIB per capita do cearense é o 5º pior do País), com índices de miséria que insultam os mais sensíveis, pode bancar uma festa desse tipo?

Tive a oportunidade, quando do fim da recente Copa, de comentar os estragos causados pelo evento na África do Sul. Nada, absolutamente nada, modificou-se na vida do povo daquele país. Ao contrário, ficaram imensas dívidas que serão pagas por todos. Esse assunto voltou à minha goela – de raiva! – quando li, essa semana, no portal do Governo do Estado que: “O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social garantiu para este mês a assinatura do financiamento de R$ 351,5 milhões para as obras de reforma do Estádio Castelão. (…) O Governo do Ceará garantirá mais R$ 117,1 milhões para as obras. (…) No caso do Estádio Castelão, o custo total avaliado é de R$ 468,7 milhões”.

Sinceramente, você cearense que sabe ler, que pensa, que ama essa terra, concorda que esse investimento seja uma prioridade? Será que somos suficientemente ricos para bancar uma diversão que dura menos de um mês? Será que a saúde, a educação, a segurança não constituem vexames em nossa terra? E o Interior, região ainda mais pobre, o que vai ganhar com isso? Será preciso um circo tão caro para enganar o povo?

Antonio Mourão Cavalcante – Médico, antropólogo e professor universitário

a_mourao@hotmail.com

PT vai passar o chapéu

“Com a arrecadação via internet bem abaixo da expectativa, a campanha da presidenciável petista Dilma Rousseff terá de fazer um enorme esforço nos estados para conseguir cumprir 20% da meta inicial de doadores.Amobilização envolve candidatos a deputados, senadores e governadores, além da divulgação em atos eleitorais de que é possível mandar dinheiro para o caixa do comitê financeiro pela página de internet da candidata.

As doações on-line chegarama R$ 90 mil, vindas de 850 pessoas, até 31 de agosto, o que representa 1,7% da expectativa inicial do PT de conseguir 50 mil doadores durante o período eleitoral. O novo número de ordemé 10 mil para se alcançar até o diadoprimeiro turno, em 3 de outubro.

A cúpula eleitoral reunida na quarta-feira decidiu criar metas para que cada estado, dependendo do tamanho e do número de candidatos a deputados, consiga uma cifra mínimade doadores. São Paulo terá de encontrar, pelo menos, mil pessoas dispostas a contribuir financeiramente pela internet. Para tentar dinamizar a arrecadação, criamos metas regionais.”

(Correio Braziliense)

Ubiratan Aguiar: Do TCU para a advocacia

76 1

O presidente do Tribunal de Contas da União, ministro Ubiratan Aguiar, comemora terça-feira próxima, com missa, às 6h30min, na Igreja de São Vicente de Paulo (Bairro Aldeota), 69 anos. Ele já avisou que ano que entra an compulsória. Aposentado, vai se dedicar à advocacia  e à literatura.

Ubiratan deixará no TCU uma herança das mais positivas. Além de ter investido na informatização do tribunal, criou uma rede nacional de controle externo das contas públicas, ondde envolveu o TCU, Receita Federal, Polícai Federal, tribunais de contas dos Estados e Municípios e secretárias da Fazenda e de Finanças e Advocacia Geral da União.

(Foto – Paulo Moska)

Site Congresso em Foco não inclui nenhum parlamentar do Ceará na lista dos melhores

45 1

“Os dois já foram do PT. Um, depois de ter sido demitido por telefone do Ministério da Educação, tornou-se a maior referência política nessa área depois de ter disputado a Presidência da República em 2002. O outro fundou o Psol e destaca-se por seus posicionamentos firmes no plenário em defesa da ética na política. O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) e o deputado Chico Alencar (Psol-RJ) foram escolhidos pelos jornalistas que cobrem o Congresso Nacional os parlamentares que mais se destacaram no ano de 2010. Eles encabeçarão a lista dos finalistas do Prêmio Congresso em Foco, cuja votação pela internet se iniciará na segunda-feira (6). Na verdade, uma situação que, de certa forma, se repete para ambos. No ano passado, Chico Alencar já havia sido escolhido o melhor deputado pelos jornalistas. Cristovam, finalista entre os senadores, acabou sendo o mais votado entre os internautas (na Câmara, a escolhida na votação final foi Manuela D’Ávila, do PCdoB do Rio Grande do Sul).

A escolha dos jornalistas que acompanham o Congresso é a primeira etapa do Prêmio Congresso em Foco. Essa escolha é que produz a lista que é apresentada aos leitores do site na internet. Cada jornalista pode indicar até dez deputados e até cinco senadores. Eles votaram também na que consideraram a melhor iniciativa do Congresso no ano e em categorias especiais (parlamentares que se destacaram na defesa da democracia, no combate à corrupção, na defesa da saúde, da educação e do meio ambiente).

Apesar do recesso no Congresso por conta das eleições, os jornalistas se mostraram presentes. Em três dias de votação, participaram da consulta 183 jornalistas, de 34 diferentes veículos de comunicação, entre jornais, revistas, emissoras de televisão, rádios e portais e sites de notícias.  No ano passado, num período de votação plena no Congresso, votaram 176 jornalistas. Além dos jornalistas que fazem a cobertura diária no Congresso, também puderam votar aqueles que, pela natureza dos seus trabalhos, também têm contato com os parlamentares suas atividades, como editores, chefes de sucursal e diretores dos veículos.

As escolhas feitas pelos jornalistas formam uma lista de 31 deputados (na verdade, a lista deveria incialmente ter 25 senadores, mas o regulamento do prêmio determina acréscimos em caso de haver empate no número de indicações) e dez senadores que, a partir de segunda-feira (6) serão submetidas à votação dos leitores no Congresso em Foco. É dos internautas, então, a decisão final. A votação pela internet prosseguirá até o dia 31 de outubro. No dia 1º de novembro, o site divulgará o resultado final da votação. No dia 22 de novembro, ocorrerá a cerimônia de premiação.

“O maior reconhecimento”Escolhido o melhor senador de 2010 pelos jornalistas, Cristovam Buarque comemorou muito a indicação. “Ser apontado como o melhor senador do ano é muito gratificante. Ainda mais ao saber que os votos partiram de jornalistas. É o maior reconhecimento que eu, como parlamentar, poderia ter”, afirmou Cristovam. Em segundo lugar entre os senadores, ficou Demóstenes Torres (DEM-GO). “Eu não tenho a menor dúvida sobre a importância desse prêmio. Os jornalistas são muitas vezes críticos fervorosos dos parlamentares. Então, ser apontado por eles como o segundo melhor senador do país é um prêmio excepcional”, disse Demóstones.

Entre os deputados, Chico Alencar bisa a indicação dos jornalistas. Em 2009, também tinha sido ele o deputado considerado de maior destaque na visão de quem cobre o Congresso Nacional. A apuração dos votos dos jornalistas terminou de ser feita na redação do Congresso em Foco por volta das 22h de ontem (3). Chico Alencar não foi localizado para receber a notícia.

Veja abaixo, em ordem alfabética, quem são os deputados e senadores finalistas do Prêmio Congresso em Foco, de acordo com a escolha dos jornalistas que cobrem o Congresso Nacional:

Senadores:
Alvaro Dias (PSDB-PR)
Arthur Virgílio (PSDB-AM)  
Cristovam Buarque (PDT-DF)
Demóstenes Torres (DEM-GO)
Eduardo Suplicy (PT-SP)
Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE)
Marina Silva (PV-AC)
Paulo Paim (PT-RS)
Pedro Simon (PMDB-RS)
Renato Casagrande (PSB-ES)

Deputados:
Aldo Rebelo (PCdoB-SP)
Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA)
Arnaldo Madeira (PSDB-SP)
Beto Albuquerque (PSB-RS)
Cândido Vaccarezza (PT-SP)
Chico Alencar (Psol-RJ)
Domingos Dutra (PT-MA)
Edson Duarte (PV-BA)
Fernando Gabeira (PV-RJ)
Flávio Dino (PCdoB-MA)
Gustavo Fruet (PSDB-PR)
Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN)
Ibsen Pinheiro (PMDB-RS)
Indio da Costa (DEM-RJ)
Ivan Valente (Psol-SP)
José Carlos Aleluia (DEM-BA)
José Eduardo Cardozo (PT-SP)
José Genoino (PT-SP)
Luciana Genro (Psol-RS)
Luiz Couto (PT-PB)
Luiza Erundina (PSB-SP)
Manuela d’Ávila (PCdoB-RS)
Maurício Rands (PT-PE)
Michel Temer (PMDB-SP)
Miro Teixeira (PDT-RJ)
Pedro Wilson (PT-GO)
Raul Jungmann (PPS-PE)
Rita Camata (PSDB-ES)
Rodrigo Rollemberg (PSB-DF)
Ronaldo Caiado (DEM-GO)
Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)

(Congresso em Foco)

Nova corregedora do CNJ promete tolerância zero com corrupção no Judiciário

“Primeira mulher a ocupar o cargo de ministro de um tribunal superior, a ministra Eliana Calmon, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), assume, no próximo dia 8, a Corregedoria Geral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Unanimidade entre seus colegas, que a consideram determinada, corajosa e prudente, a ministra foi homenageada em sua última sessão como integrante da Segunda Turma da Corte.

Em seu discurso, o ministro Humberto Martins, presidente da Turma, destacou que a missão que a ministra Eliana Calmon desenvolverá é árdua, porém gratificante. “Não é apenas uma função punitiva, mas preventiva, de resguardo, uma função que traçará norte e caminhos com relação ao aspecto administrativo e aos procedimentos adotados pelos magistrados brasileiros”, disse.

O ministro Castro Meira, conterrâneo da ministra Calmon, também prestou sua homenagem, declarando estar certo de que o trabalho a ser desenvolvido no CNJ será em prol do engrandecimento do Poder Judiciário. “Conhecemos bem sua atuação e sabemos que seu norte será, realmente, este: a preocupação em valorizar a nossa instituição, fazendo-a superar muitos problemas que ainda temos pelo caminho”, afirmou.

Para o ministro Herman Benjamin, a convivência com a ministra Eliana Calmon foi de aprendizado constante: “Aprendi, em primeiro lugar, que se pode ser um bom juiz, mantendo-se as próprias convicções e expressando-as de forma firme. Em segundo lugar, que o juiz não precisa se curvar às pressões e às circunstâncias do momento para ser admirado pelos seus pares e, especialmente, pelo jurisdicionado. Mais do que tudo, o juiz é alguém”.

O ministro Mauro Campbell Marques também externou a sua gratidão pessoal à ministra e a convicção absoluta de que fará um trabalho extraordinário no CNJ. “O bom julgador é aquele que julga como se fosse a si próprio, e essa é a grande marca da ministra Eliana Calmon”, declarou.

Em suas palavras, o subprocurador-geral da República, Eugênio José Guilherme de Aragão, ressaltou a absoluta confiança de que, ocupando o cargo de corregedora, a ministra Calmon estará dando uma grande contribuição para a organização da Justiça brasileira e também para a republicanização da atividade judiciária no Brasil.

Emocionada, a ministra Calmon afirmou que teve muita dúvida se ficava ou se ia para o CNJ. Segundo ela, a escolha foi feita porque se sentiu, até moralmente, obrigada a dar uma contribuição na atividade de gestão do Poder Judiciário, na medida em que é uma ferrenha crítica das suas práticas burocráticas.

“Todas as minhas falas e pronunciamentos são no sentido de criticar aquilo que precisa ser criticado dentro de uma atividade que é de importância fundamental, porque, sem dúvida alguma, se não tivermos uma boa Justiça, não teremos uma boa democracia, não teremos evolução e uma vida de cidadania. E no momento em que minha carreira me dá a oportunidade de trabalhar exatamente nessa parte da gestão, não poderia negar a minha atividade”, afirmou.

O aprimoramento da gestão administrativa do Judiciário será o foco principal da atuação da ministra Eliana Calmon na Corregedoria-Geral do CNJ. Mas ela afirmou que desvios de conduta de magistrados não serão tolerados. “A atividade disciplinar será absolutamente secundária, muito embora diga aos senhores que, para mim, corrupção no Poder Judiciário é tolerância zero!”, assegurou.”

(Site do STJ)

Fortaleza deve bombar na próxima alta estação por causa de "reveillon"

“O Fortaleza Convention Bureau, organismo que responde pela atração de feiras, congressos e eventos variados para a Capital cearense, trabalha com a previsão de que a rede hoteleira alcançará de 90% a 100% de ocupação de leitos no fim deste ano. Segundo o presidente da entidade, Colombo Cialdini, esse otimismo não é exagerado.

“Os reveillons da Prefeitura, no aterro da Praia de Iracema, e do Marina Park Hotel, um dos maiores em termos privados, atraem pacotes turísticos de vários pontos do País e até do exterior”, acentua. Colombo destaca que há também, em paralelo, campanhas promocionais do Estado feitas pelo setor turístico, com apoio da Secretaria do Turismo do Estado e Embratur.

A Prefeitura ainda não definiu atrações para seu réveillon, enquanto o Marina apostará no tema “Celebration”, com musicais da Broadway, mas sem dispensar Chiclete com Banana.”

(Coluna Vertical, do O POVO)

Datafolha: Dilma tem 50%; Serra, 28%; e Marina, 10%

74 4

“Pesquisa Datafolha realizada ontem e anteontem em todo o país mostra estabilidade no quadro eleitoral: Dilma Rousseff (PT) oscilou de 49% para 50% em uma semana, e José Serra, que estava com 29%, tem 28%. Marina Silva (PV) está com 10%, contra 9% da semana anterior.

É a primeira vez desde o início do horário eleitoral que não há grandes mudanças no quadro da disputa presidencial. As pequenas oscilações foram todas dentro da margem de erro (de dois pontos percentuais).

Os que pretendem votar em branco, nulo ou nenhum são 4%. E 7% estão indecisos. Candidatos de partidos pequenos não chegam a 1%.

Em capitais e regiões metropolitanas ocorre o melhor desempenho de Marina Silva. Ela chega a 14%, contra 27% de Serra e 47% de Dilma.

Se a eleição fosse hoje, pelo Datafolha, a candidata do PT venceria no primeiro turno. Teria mais de 50% dos votos válidos -os dados apenas aos candidatos, descontados os brancos e os nulos.

Nessa conta de votos válidos, Dilma tem 56%. Serra tem 32%. Marina vai a 11%. Os percentuais são semelhantes aos da semana passada: 55%, 33% e 10%.

Num eventual segundo turno, a petista também venceria o tucano por 56% a 36% dos votos. Haveria 5% votando em branco, nulo ou nenhum e 4% ainda indecisos.

(…) Há outros dois indicadores relevantes que foram positivos para Dilma: a taxa de rejeição dos candidatos e a percepção de vitória por parte do eleitorado.

A petista é rejeitada por 21% dos eleitores. Tinha 19% na semana passada.

Já Serra, era rejeitado por 24% em julho. Foi a 28% no começo de agosto. Agora, 31% dizem que não votariam no tucano de jeito nenhum.

Marina Silva é rejeitada por 17% – tinha 16% na semana passada.

Quando o Datafolha pergunta quem o eleitor acredita que vai vencer a eleição presidencial de 3 de outubro, Dilma continua sendo a escolhida pela maioria. Hoje, 69% dizem que a petista vai ganhar. Na semana passada, o percentual era de 63%.

Só 15% acham que Serra será o vencedor – pouco mais da metade dos que declaram voto no tucano.”

(Folha)

Parque Parreão vira pasto

59 1

Depois do jumentinho que foi visto circulando nessa sexta-feira pela avenida Beira Mar, um dos pontos mais movimentados da cidade, eis que surgiu agora uma outra curiosidade: o Parque Parreão (Bairro de Fátima) virou pasto para bois e vacas que, diariamente, ali podem ser vistos.

* Ninguém conseguiu ver ainda o vaqueiro nessa história.

STF – Decisão de "Ficha Limpa" sai logo

“O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowsky, afirmou, ontem à noite, acreditar que, em algumas semanas, a corte máxima deve julgar a constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa. Mas, segundo ele, isso pode ficar para depois da eleição.

– Dentro de algumas semanas, creio eu, já teremos o posicionamento do Supremo Tribunal Federal com relação à lei – disse o ministro, que, no entanto, fez uma ressalva. – Algumas coisas podem ficar para após as eleições. Como ainda não houve até o momento uma ação direta de inconstitucionalidade que questionasse a lei como um todo, recurso por recurso terá que ser julgado.”

(Globo)

STF amplia liberdade à imprensa nas eleições

62 1

“Numa decisão histórica, o Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou ontem, por unanimidade, a decisão do ministro Ayres Britto que, semana passada, derrubara a censura ao humor nas eleições.

O plenário foi além, deixando claro que a legislação não deve fazer restrições à liberdade de expressão, inclusive na propaganda eleitoral partidária.”

(Globo Online)

Coronel questiona comando do Ronda sobre caso de PMs dormindo em serviço

70 4

Do ex-Comandante do Corpo de Bombeiros do Ceará, coronel José Ananias Duarte Frota, intitulado “Policiais Militares, o serviço, o sono e a incoerência”. Ele aborda o caso de PMs do Ronda do Quarteirão flagrados dormindo numa viatura policial. Confira:

Ao ler no jornal O POVO deste dia 3 de setembro de 2010 – e aqui veiculado no Blog, o artigo: “Policiais flagrados dormindo em serviço”, construiremos referência a um tema paralelo e, em seguida, as observações pertinentes a discussão do assunto.

Este texto é fundamentado no excelente trabalho monográfico da lavra de Francisco Hilângelo Viera Barros, com o tema “Avaliação da Privação do Sono e dos Padrões Fisiológicos nos Profissionais de Enfermagem do Município de Quixadá”, orientado pela professora MS. Luisa Helena de Oliveira Lima.

Entre os mais antigos grupos profissionais que trabalham em sistemas de turnos, encontram-se os dos serviços de saúde, dentre os quais os enfermeiros e os auxiliares de enfermagem. Vários estudos foram realizados para avaliar as consequências do trabalho em turnos no ciclo vigília-sono dos trabalhadores da área da saúde.

Foi relatado que pode haver prejuízos à saúde do trabalhador deixando sequelas, quer seja nos aspectos psíquicos, físicos, emocionais, quer seja nos seus aspectos sociais, familiares e interpessoais. O sono desempenha importante papel na fisiologia de diversos sistemas. A privação do sono ocorre com freqüência em situações de trabalho, particularmente o trabalho em turnos, nas doenças do sono, nos transtornos de ansiedade e depressão e na presença de estresse inevitável.

A espécie humana, como muitas outras, organiza suas atividades segundo um ciclo de 24 horas. O sono desempenha importante papel na fisiologia de diversos sistemas. O estresse ligado ao trabalho noturno resulta de três fatores gerais: desincronização do ritmo circadiano, alteração da vida social e familiar e privação do sono. Estes fatores podem interagir para produzirem os efeitos prejudiciais sobre o bem-estar geral, psicológico e físico, do trabalhador noturno. Dormir durante o dia é extremamente desfavorável devido à não adaptação dos ritmos biológicos.

A fadiga aguda ou crônica produzida por muitas horas de trabalho, associada à privação ou redução significativa das horas de sono, é o principal fator que influencia no desempenho do indivíduo. Nos casos dos policiais dormindo em serviço, este fato está sendo rotineiro nas escalas do programa Ronda do Quarteirão.

A Polícia Militar, através de um oficial, afirma em matéria divulgada, “que atitudes como essas não serão aceitas. O policial é pago para trabalhar em prol da sociedade. Quem não se adequar vai sair”. Já o presidente da Associação do Militares, Flávio Sabino, afirma que a escala atual de três dias de trabalho noturno por um de folga é insuportável.

O que fazer? Continuar esta escala desumana e prender todo o efetivo que fatalmente não resistirá aos anseios do organismo? Reorganizar a escala em base científica e humana? Ou continuar na verdade absoluta? As autoridades constituídas devem apresentar uma resposta calcada na dignidade da pessoa humana. Ou será que o militar não é humano?

*Coronel da reserva. Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (2003 a 2006). Presidente da Liga Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (2005 a 2006).