Blog do Eliomar

Últimos posts

Deputado e candidato a senador permanecem com registros indeferidos

Pelo placar de 4 a 3, o Pleno do Tribunal Reginal Eleitoral manteve o indeferimento do registro do deputado estadual Perboyre Diógenes (PSL), que postula reeleição. Ele foi alcançado pela Lei da Ficha Limpa por contas desaprovadas, segundo relatório do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), quando era prefeito de Saboeiro.

Perboyre deverá recorrer aos tribunais superiores.

Quem também teve registro indeferido foi Tarcísio Leitão, candidato ao senado pelo PCB. Ele não teria prestado contas à Justiça Eleitoral quando participou de campanhas eleitorais passadas.

Opositor de Chávez morre após oito meses de greve de fome

“O produtor rural Franklin Brito morreu ontem à noite em Caracas por complicações decorrentes de oito meses quase ininterruptos de greve de fome. Brito protestava pela situação de suas terras que, sustentava, haviam sido expropiadas pelo governo Hugo Chávez. O produtor rural de 49 anos morreu no Hospital Militar de Caracas, onde estava internado por ordem da Justiça e contra sua vontade desde janeiro. “Seguiremos lutando pelas terras”, disse à reportagem sua filha, Angela, 20.

Mais tarde, a família, em comunicado, afirmou que Brito será “símbolo e bandeira” dos que lutam contra os “atropelos do poder”. Acusaram o governo Hugo Chávez de ignorar as exigências do produtor e vetar assistência médica escolhida por ele.

O caso de Brito se arrastava desde 2005, com várias versões e reações diversas do governo e da Justiça. O produtor rural fez, no período, oito greves de fome e, em 2005, cortou um dedo ante às câmeras de TV.

GOVERNO NEGA EXPROPRIAÇÃO

O governo Chávez diz que não houve expropriação das terras do produtor e que as autoridades fizeram o que podiam para demovê-lo do jejum. Na semana passada, ele foi visitado pelo ministro da Agricultura, Juan Carlos Loyos, que acusou a oposição de manipulá-lo. Caracas já havia demonstrado preocupação pela repercussão internacional e interna do tema. Em junho, quando Brito resolveu radicalizar a greve de fome, o governo convocou jornalistas e órgãos como a ONU e a OEA (Organização dos Estados Americanos) para falar do tema.

Earle Siso, diretor do hospital militar onde Brito estava, afirmou à época que o governo estava “respeitando o direito de greve de fome, mas, ao mesmo tempo, e por ordem judicial, preservando sua vida”. Já o vice-presidente Elías Jaua acusou a oposição de orquestrar “uma campanha internacional” contra Chávez, num intento de transformar Brito num mártir das expropriações. Ontem, um apresentador do canal opositor Globovisión afirmou: “Tomara que a tragédia de Franklin Brito não seja a tragédia de todos os venezuelanos”.

(Folha.com)

Promotor pede afastamento de dirigentes do IML

O promotor de justiça do Estado, Ricardo Rocha, entrou com ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra dirigentes do Instituto Médico Legal, hoje a Coordenadoria de Medicina Legal da Perícia Forense. Ele requer ainda liminarmente o afastamento de grande parte dos dirigentes em função de terem mandado enterrar corpos humanos “como se fossem restos de alguma coisa qualquer” e ainda a perda definitiva da função pública e direitos políticos.
O pedido é com base no que a imprensa documentou no dia 27 de maio de 2009, o que na época causou revolta. Os corpos foram enterrados em valas comuns e sem caixão no cemitério público do Bom Jardim.
 
O processo levou o n.º 0120970-38.2010.8.06.001 e deu entrada no protocolo do Fórum Clóvis Beviláqua na tarde da última última sexta-feira.

Tasso ironiza Cid sobre criação de empregos

79 8

O senador Tasso Jereissati (PSDB) ironizou o governador Cid Gomes (PSB) durante comício, sábado, em Aracati (LitoralLeste). Ele disse que, na tevê, a atual gestão informou ter criado mais empregos e que trouxe mais indústrias do que a gestão dele.

“Quem provar que isso é verdade, ganha jantar com lagosta e uísque em restaurante em Canoa Quebrada”, desafiou.

País bate recorde de empregos formais. Ceará é destaque

“Ceará e Goiás estão à beira de entrar em um grupo seleto: o dos estados que têm mais de um milhão de empregos formais. Assim, a dupla vai se somar, até o fim do ano, a São Paulo, Minas Gerais, Rio, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Bahia e Pernambuco – este já um neófito entre seus pares, tendo alcançado a marca no governo de Luiz Inácio Lula da Silva.

O aumento da lista é uma amostra da forte inclusão de trabalhadores no mercado formal: de dezembro de 2002 a julho deste ano, foram mais 11,089 milhões de carteiras de trabalho assinadas.

Ter o documento criado por Getúlio Vargas assinado ainda é um símbolo de independência financeira e estabilidade. E certamente contribui para uma nota boa ao governo, que se traduz em votos para a candidata do PT ao Planalto.

No total, o número de pessoas com emprego formal passou de 23,567 milhões no último mês do governo Fernando Henrique Cardoso para 34,656 milhões no mês passado, incremento de 47% no período.

Isso sem contar o forte crescimento do serviço público, que, se aquece a economia, preocupa alguns especialistas sobre o inchaço da máquina. 

Para completar o bom momento, há um outro fato: o país atravessa um período de crescimento dos salários acima da inflação. Apenas entre 2004 e 2008 – últimos dados disponíveis no IBGE -, a renda média do trabalhador cresceu 17,3% acima da inflação.

– O país vive hoje o auge do seu crescimento na abertura de vagas formais. Acredito que novos empregos continuarão a ser criados nos próximos anos, mas dificilmente serão repetidos os ótimos números deste ano – afirma Alcides Leite, professor de economia da Trevisan Escola de Negócios, lembrando que neste ano há uma combinação de forte aumento de consumo, investimentos e habitação.”

(O Globo)

Setor imobiliário cearense é só sorrisos

“Na próxima quinta-feira, o Secovi (Sindicato da Habitação) divulgará, durante café da manhã, no Gran Marquise Hotel, o balanço relativo ao primeiro semestre 2010 do mercado imobiliário. Segundo o presidente da entidade, Sérgio Porto, o setor cresceu cerca de 40% em volume de vendas, se comparado a igual período de 2009. Somou mais de R$ 1 bilhão em negócios, com perspectivas de fechar o ano em alta em todos os sentidos.

Nesse café da manhã, marcado para as 7h30min, serão divulgados ainda dados sobre índice de velocidade de vendas, número de unidades comercializadas e empreendimentos lançados, o preço médio do metro quadrado em várias áreas da Capital e a estatística de venda por bairro. Com certeza, o programa “Minha Casa, Minha Vida”, do governo federal, ainda não entrou nessa conta.”

(Coluna Vertical, do O POVO)

Justiça condena taiwanês

138 2

“Chhai Kwo Chheng, para quem não lembrar de imediato, é o nome de um empresário de olhos puxados que, 17 anos atrás, engabelou o Governo do Ceará. Prometeu mundos, esvaziou fundos, recebeu verbas públicas e foi embora deixando gente atordoada e muitas dívidas. O taiwanês, afagado com pompa e circunstância, ganhou terreno e uma década de impostos livres para abrir na pouco aproveitada cidade de Acarape uma fábrica de máquinas de costura, a Yamacon Nordeste S/A. Chhai continua livre, mora em Manaus, fará 52 anos em outubro e agora é um condenado pela Justiça Federal no Ceará. Está solto e ainda pode recorrer da decisão.

Mais informações aos que ainda não se recordam dele: possui inclusive cidadania brasileira. À época, foi figura fácil do noticiário econômico local. Negociava diretamente nos gabinetes governamentais e, nas salas dos diretores de bancos públicos, tomava cafezinho e empréstimos em nome da Yamacon. Os entusiastas de então diziam que a fábrica seria a pioneira de um novo polo industrial e confeccionista a apenas 60 km de Fortaleza.

A “garantia” de Chhai era a geração de 1.600 empregos e prosperidade aos pés do Maciço de Baturité. O eldorado do taiwanês no semiárido cearense durou só a metade dos 10 anos da isenção recebida. Senhoras costureiras, unidas numa cooperativa, também seduzidas com a proposta de Chhai, herdaram o golpe. Calculado, só no episódio delas, em R$ 1,7 milhão em 1999. Não sabiam que o empréstimo era atrelado ao valor de suas máquinas. A passagem dele pelo Ceará foi digna de condenação.

A sentença de Chhai foi anunciada no último dia 8 de junho, pelo juiz substituto da 11ª Vara Federal, Ricardo Ribeiro Campos. Pena de seis anos e meio de reclusão, regime inicial fechado, mais multa de 150 salários-mínimos (cotação da época dos fatos). Na última sexta-feira, 27, o aviso da condenação teve trânsito na 4ª Vara Federal do Amazonas, para que Chhai Kwo Chheng apresente recurso de defesa por carta precatória. Ainda está dentro do prazo legal para que assim o faça.

O processo (nº 2003.8100.012294-1), dentro dos feitos atribuídos a Chhai no Ceará, apurou justamente uma transação financeira ilegal feita entre a Yamacon e a Tudo Máquinas Comércio e Representações Ltda. Valor descoberto de R$ 1.180.000, pela troca de um cheque, realizada no dia 22 de dezembro de 1997. Segundo os autos, a Tudo pertenceria a Chhai e seria “mera empresa de fachada”, usada para escamotear a remessa de cifras para o exterior. Mesmo sob várias evidências, o réu sempre negou tudo. O Ministério Público Federal denunciou que um doleiro foi acionado para mandar o dinheiro para fora do Brasil, porém a Tudo grifou em sua contabilidade que havia usado a quantia para comprar máquinas da Yamacon. Simples assim, conforme a investigação.

Chhai foi desligado da Yamacon em 1998. A saída dele da empresa foi inclusive publicada, em notas pagas, nas edições dos jornais daquele ano. Aqui, só o Banco do Nordeste cobrava dele R$ 36 milhões em 2001. O taiwanês evadiu-se, como conjugam no jargão policialesco. Foi para outras bandas mais ao norte do Brasil. E lá também foi indiciado, acusado, processado e recorre de condenações.

No Maranhão, nos anos da primeira gestão Roseana Sarney, Chhai repetiu as ações quase no mesmo feitio e proporções às do Ceará. Chegou a ser preso, acusado de fraude na instalação do Polo de Confecções da cidade de Rosário. Em Roraima, foi até candidato a senador. Terminou em segundo. Inscrito como “Chinês”, recebeu 28.429 votos. Se eleito, ganharia imunidade parlamentar. Perdeu, escafedeu-se. Há alguns anos, fixou morada em Manaus. Quando surgiu a denúncia deste processo que o condenou, ele já estava lá.

Os também taiwaneses Yu Mao Lin, 49, e Lin Hong Chiu, 38, foram réus no mesmo processo. Apresentavam-se como proprietários da Tudo Máquinas, mas a Justiça não levou a sério a versão. Yu esteve no Ceará apenas entre outubro e dezembro de 1997, mora em Taiwan e sua acusação acabou desmembrada num novo processo – suspenso porque o réu sumiu. É considerado foragido pela Justiça do Brasil. Lin, que assim como Chhai mora no Amazonas, foi condenado com o compatriota. Pena de seis anos e multa de 55 salários mínimos (valores de 1997). E também pode recorrer.”

(O POVO)

PT lançará campanha só para Pimentel

70 4

“O PT decidiu individualizar de vez a campanha eleitoral em prol da candidatura de José Pimentel (PT) ao Senado. A legenda lança hoje o movimento “setembro vermelho”, encabeçado pela prefeita de Fortaleza e presidente estadual do PT, Luizianne Lins, que vinha atuando de forma discreta nesta campanha eleitoral, até então.

Ao lado de Pimentel, Luizianne promoverá um ato político na sede estadual do partido, às 18h, após uma caminhada que partirá da Praça do Ferreira até a Avenida da Universidade. Mais cedo, o vice-presidente do PT no Ceará, deputado federal José Guimarães, afirmou que a militância do partido ocupará vários pontos da Avenida Washington Soares, na chamada “onda vermelha”.

Segundo Guimarães, a estratégia do movimento, no último mês de campanha, é potencializar a candidatura de Pimentel, numa tentativa de eleger os “dois candidatos do presidente Lula ao Senado”. No entanto, Eunício Oliveira (PMDB), candidato da mesma coligação, não terá o nome divulgado no movimento petista.”

(O POVO)

Aécio cobra mais "ousadia" de Serra que fala em "virada"

84 2

“O dia em que José Serra (PSDB) passou a discursar pela possibilidade de “virada” na sucessão presidencial, o principal cabo eleitoral do tucano em Minas, Aécio Neves, cobrou mais “ousadia” e “clareza” na comunicação da campanha. Até então, Serra se recusava a comentar a dianteira de Dilma Rousseff (PT) nas pesquisas. Mas ontem, em dois eventos em cidades mineiras, passou a usar o crescimento de Antonio Anastasia no Estado como exemplo para a própria campanha. “Já viramos em Minas, vamos virar juntos no Brasil”, disse. Em pesquisa Ibope na semana passada, Anastasia apareceu pela primeira vez à frente de Hélio Costa (PMDB), com 35% a 33%.

O site oficial da campanha lançou o slogan “É a hora da virada”. A Folha apurou, no entanto, que a nova estratégia não foi decidida pela equipe do marqueteiro Luiz Gonzalez e, ao menos por enquanto, não deve ser usada na propaganda de TV. O discurso pela “virada” foi feito do alto de um carro de som no centro de Itajubá, cidade no sul de Minas, e encampado por Aécio.

“Em Minas, o Anastasia já virou, já estamos na frente e vamos ganhar a eleição. E a segunda, é que no Brasil nós vamos virar também, fazendo Serra presidente”, discursou Aécio, que foi mais aplaudido do que Serra.

CRÍTICAS
Apesar do discurso de apoio, no primeiro evento do dia, em Varginha, Aécio fez críticas à comunicação da campanha. Ele cobrou mais “ousadia” e “clareza” para se contrapor a Dilma.

“O mais importante é que a sua comunicação para o país inteiro, talvez, seja um pouco mais ousada, apontando diferenças mais claras em relação às propostas do atual governo”, disse Aécio, ao falar sobre estratégias para levar ao segundo turno. A declaração foi dada pouco antes da chegada de Serra.

Aécio atribui a uma “conjunção de fatores” a queda das intenções de voto em Serra, entre eles a capacidade de transferência de votos de Lula, mas disse que não é o momento para fazer críticas porque isso “não contribui”.

“Essa nunca foi uma eleição fácil para nós, mas está longe de ser uma eleição perdida”, disse Aécio, que defende que Serra se concentre em São Paulo, Minas e Paraná para ir ao segundo turno.

Foi o que Serra começou a fazer ontem, após 23 dias ausente do segundo colégio eleitoral do país (14,5 milhões de votos). “É um crescimento [de Anastasia] muito bom para Minas, para o Brasil, para o nosso partido e para mim, porque para onde forem o Anastasia e o Aécio, eu irei também aqui em Minas”. Após carreata e caminhada pelo centro de Varginha, Serra, durante comício relâmpago, disse que, indo bem em Minas, terá bom resultado também no país.”

(Folha)

Dilma reduz agenda no Nordeste, mas virá ao Ceará

“Definida a estratégia de priorizar as regiões Sudeste e Sul, onde a vantagem sobre o adversário José Serra (PSDB) é menor, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, deve visitar apenas mais dois Estados do Nordeste e um do Norte até o dia da eleição. Pesquisa Ibope divulgada no último sábado mostrou que a petista tem mais que o triplo de intenção de votos que seu principal adversário, José Serra (PSDB), no Nordeste (66% a 20%).

No início de setembro, ela visita o Ceará, terceiro maior colégio eleitoral do Nordeste (5,8 milhões de eleitores). Na semana passada, Dilma participou de comícios na Bahia – maior eleitorado da Região, com 9,5 milhões pessoas – e em Pernambuco, segundo maior colégio eleitoral (6 milhões).

No Ceará, Dilma vai pedir votos para o governador Cid Gomes (PSB), candidato à reeleição, e vai dividir o palanque com o irmão dele, deputado Ciro Gomes, afastado da disputa presidencial para que o PSB apoiasse a candidatura da petista. Mas, principalmente, pedirá votos para o Senado para a dupla José Pimentel (PT) e Eunício Oliveira (PMDB) – que, ao contrário de Cid, estão bem atrás de Tasso Jereissati (PSDB) nas pesquisas.”

(O POVO)

 

No Jornal da Globo, Dilma é a entrevistada

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, foi  entrevistada na edição desta segunda-feira (30) do Jornal da Globo pelos apresentadores William Waack e Christiane Pelajo. O candidato José Serra (PSDB) será o entrevistado da edição de terça (31) e a candidata Marina Silva (PV) estará na de quarta (1º). A ordem das entrevistas foi definida em sorteio. A entrevista tem duração de 20 minutos e foi dividida em dois blocos.

* Clique e veja a matéria e entrevista aqui.

(Globo.com)

Ciro Gomes pede votos para Patrícia, Cid e Dilma e cita Eunício e Pimentel como candidatos ao Senado da coligação

54 1

A candidata a deputada estadual Patrícia Saboya (PDT) inaugurou na noite desta segunda-feira (30) o comitê do Conjunto Ceará, que contou com as presenças do deputado federal Ciro Gomes, dos candidatos à Câmara Federal Edson Silva (PSB) e Antônio Balman (PSB), além do vereador Vitor Valim (PHS). Patrícia destacou o carinho que sempre teve pelo bairro e criticou a administração municipal pelo abandono do Conjunto Ceará, como também da própria Fortaleza.

“Caso eu seja eleita, eu vou cobrar muito. Tenho percorrido muitos bairros e as queixas são quase as mesmas: falta de creches, crianças sem aulas e mau atendimento nos postos de saúde”, ressaltou a candidata a deputada estadual, que antes participou de uma carreata pelas ruas do bairro.

Ciro Gomes destacou o perfil político de Patrícia, que é pautado “no compromisso, na decência e na moral”. “Patrícia é uma joia na política”, completou.

O deputado também pediu votos para a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, quando afirmou já ter superado a tristeza por não ter tido a chance de ser candidato ao Palácio do Planalto. “Não sou de ficar lambendo feridas”, disse Ciro, que ainda elogiou o mandato do presidente Lula.

Além de Patrícia, Ciro Gomes pediu votos para o irmão Cid Gomes, candidato à reeleição pelo PSB, para Edson Silva e Antônio Balman e citou Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT) como candidatos ao Senado na coligação com o PSB. “Vocês escolhem aí”, sugeriu ao eleitorado presente, cerca de mil pessoas, em relação ao Senado Federal. Depois afirmou: “Pedi votos para eles (Eunício e Pimentel), naturalmente”.

Pela manhã, Patrícia havia inaugurado o comitê no Centro (Excelsior Hotel), quando foi surpreendida pela presença do candidato a deputado federal Chico Lopes (PCdoB). O candidato à reeleição à Câmara Federal disse em discurso que não estava ali para pedir votos, mas para dar seu testemunho sobre o compromisso de Patrícia para com o Ceará.

Entidades que acolhem meninos e meninas de rua vão ao Paço Municipal cobrar verbas

96 1

 Nesta terça-feira, a partir das 8h30min, cerca de 150 crianças e adolescentes, familiares, educadores sociais e dirigentes de 12 Instituições de atendimento a meninos e meninas em situação de moradia nas ruas de Fortaleza, marcharão rumo ao Paço Municipal (Centro de Fortaleza). O grupo sairá da Praça do Ferreira com o objetivo de ouvir uma resposta da Prefeitura.

O objetivo é cobrar urgência no repasse de recursos financeiros, atrasados desde janeiro deste ano (oito meses), a continuidade do repasse, assim como a renovação imediata do convênio com as Instituições de Acolhimento. O convênio firmado desde 2005, início da primeira gestão Luizianne Lins, é a principal oportunidade para as crianças que moram nas ruas da cidade, visto que a prefeitura não prioriza vagas suficientes para acolher este público em equipamentos próprios.

Em reunião com os dirigentes das Instituições conveniadas, no dia 18 deste mês, a Prefeitura, por meio da Secretária de Direitos Humanos, declarou que não possui dotação orçamentária para garantir o recurso e nem para renovar o convênio.

Através de ofício circular, as Instituições de Acolhimento: ACAMP, Barraca da Amizade, Casa do Menor, O Pequeno Nazareno e Sociedade da Redenção, comunicaram ao Juizado da Infância e da Juventude, ao Ministério Público e ao Conselho Municipal da Criança e do Adolescente – COMDICA, que suspenderam a recepção de crianças e adolescentes em situação de moradia nas ruas por falta de recursos. Caso o município não regularize a situação, as entidades fecharão as portas.

DETALHE – A prefeita Luizianne Lins não está no Ceará. Ela tem compromissos políticos em Brasília.

O jornalista e o cronista no meio do O POVO

Carinhosamente, o “Gordo e o Magro” da mídia local.

Eia uma dupla da mídia local que tem muita história paa contar: o médico e poeta Airton Monte (Colunista do O POVO) e o jornalista Frederico Fontenele de Farias, colunista do O POVO (Continentes) e apreciador de vinhos.

Airton Monte lançará às 19 horas da quinta-feira próxima, no Ideal Clube, o livro de crônicas “As bailarinas”, enquanto Frederico, o nosso “Fred”, está comemorando 35 anos de atividades no O POVO.

(Foto – Paulo Moska)

Marina apela ao eleitor para que coloque duas mulheres no segundo turno das eleições

“A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, fez um apelo na manhã desta segunda-feira, em Sertãozinho (SP), para que os eleitores coloquem “duas mulheres” no segundo turno das eleições, em referência à própria candidatura e à petista Dilma Rousseff, que lidera as pesquisas. “Tudo indica que o povo quer uma mulher no segundo turno. Se é assim, que coloque as duas, para que possam debater em tempos iguais as propostas para o Brasil”, disse Marina.

A tática já havia sido usada pela candidata na última sexta-feira em Florianópolis (SC), quando Marina pediu aos eleitores que levem a eleição ao segundo turno e decidam “entre duas mulheres”. Em Sertãozinho, ela também criticou os perfis de Dilma e do candidato do PSDB à Presidência, José Serra. Ela afirmou que ambos são “gerentes”, mas que o Brasil precisa de “pessoas com visão estratégica”.

Marina participa em Sertãozinho do 12º Fórum Internacional Sobre o Futuro do Álcool, evento que antecede a 18ª Fenasucro (Feira Internacional da Indústria Sucroalcooleira), que começa amanhã. Sobre o setor sucroalcooleiro, a candidata defendeu a certificação do etanol. Ela disse que as reivindicações do setor, como a transformação do etanol em commoditty mundial, são legítimas.”

(Folha.com)

Prefeita tenta em Brasília agenda visita de Dilma Rouseff ao Ceará

63 2

A prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), está em Brasília. Viajou, nesta segunda-feira sem dar entrevista. Chegou em cima da hora do voo, o que não é mais novidade. Segundo a sua asssessoria de imprensa, ela seguiu na condição de coordenadora-geral da campanha da candidata a presidente da República, Dilma Rousseff (PT).

Terá reunião com a coordenação-geral da campanha da petista para tentar fechar a data de um comício de Dilma em Fortaleza. Recentemente, Cid Gomes (PSB) informou que o dia 10 poderia ser data para visita de Lula e Dilma.

Luizianne, que é também presidente estadual do PT, tem manifestado certo descontentamento com a campanha no Estado. Mais precisamente no que se refere à briga pelas duas vagas de senador.

No Interior, espalhou-se a dobradinha Tasso Jereissati (PSDB) e Eunício Oliveira (PMDB), com respaldo de prefeitos peemedebistas, o que ela, em post deste Blog, no fim de semana, chegou a lamentar tal situação. O PT aposta em José Pimentel para uma das vagas.

Luizianne, com certeza, deve também manter reunião com o escritório da Prefeitura em Brasília, dentro do acompanhamento de liberações de verbas para projeto de sua administração.

Jornal iraniano chama primeira dama da França de "prostituta"

97 1

A modelo Carla Bruni.

“Um jornal controlado pelo governo do Irã chamou a primeira-dama da França, Carla Bruni, e outras personalidades francesas de “prostitutas” em um artigo de opinião. O texto não assinado de opinião na página 2 da edição de sábado do jornal estatal Kayhan traz o título: “Prostitutas francesas entram no tema direitos humanos”.

O artigo critica Carla Bruni e a atriz francesa Isabelle Adjani, que assinaram um abaixo-assinado em defesa de Sakineh Mohammadi Ashtiani, uma iraniana condenada a apedrejamento por adultério. No texto, o jornal afirma que Bruni é uma pessoa “imoral”. Na semana passada, a primeira-dama francesa escreveu uma carta aberta para Sakineh Mohammadi Ashtiani.

“Seu rosto, seu cérebro, sua alma, (tudo) transformado em alvo de atiradores de pedra. Essa imagem aterrorizante que nos revolta (…) pode virar realidade”, escreveu a primeira-dama em carta aberta publicada no site do filósofo Bernard-Henri Lévy. “Sakineh, seu nome virou um símbolo para todo o mundo”. Ela afirma na carta a Sakineh que o Irã não pode “lavar suas mãos do crime” e diz que seu marido, o presidente Nicolas Sarkozy, “vai defender o seu caso com afinco e a França não vai abandoná-la”.

Celebridades

Diversas celebridades francesas fazem parte de uma campanha para que Sakineh não seja apedrejada. Lévy tem publicado em seu site uma carta por dia em apoio à iraniana. Sakineh Mohammadi Ashtiani, de 43 anos, está presa no Irã desde 2006. Nesse ano, ela foi acusada de adultério e condenada a uma sentença de apedrejamento. Posteriormente, a sentença de apedrejamento foi suspensa. Sakineh, no entanto, está sendo acusada de participação no assassinato de seu marido e ainda pode ser executada por enforcamento.”

(Portal iG)

TRE multa Eugênio Rabelo e Ana Paula Cruz por não retirarem propaganda irregular

“Na tentativa de burlar a legislação eleitoral, o candidato a deputado federal Eugênio Rabelo e a candidata a deputada estadual Ana Paula Cruz pagarão, cada um, a multa de R$ 2 mil, conforme foi determinado pelo Tribunal Regional Eleitoral, em face da representação da procuradora Regional Eleitoral Auxiliar Nilce Cunha, que observou o não cumprimento da ordem judicial para retirada, definitiva, de propaganda eleitoral irregular fixada em muro.

O TRE notificou a retirada total da propaganda eleitoral, caracterizada pela pintura dos nomes e números do candidatos no muro do Parque de Vaquejada Antônio Siebra, localizado na cidade de Várzea Alegre. Depois de passada uma fraca tinta sob a propaganda, o juiz auxiliar do TRE/CE Heráclito Vieira de Sousa Neto decidiu, concordando com o Ministério Público Eleitoral, que as imagens e as mensagens permaneciam claramente visíveis, apesar da leve camada de tinta sobre elas.

Há confirmação da infração cometida duas vezes pelos candidatos, uma por utilizar um bem de uso comum como um muro para divulgação, violando o artigo 37 da  Lei 9.504/97, que veda a veiculação de propaganda de qualquer natureza, inclusive de pichação, inscrição a tinta, fixação de placas, estandartes, faixas e assemelhados nos bens de uso comum, como cinemas, clubes, lojas, centros comerciais, templos, ginásios, estádios, ainda que de propriedade privada. A outra infração é quanto a utilizar artifícios para não cumprir a ordem fixada pela Justiça Eleitoral.”

(Site do MPF-CE)

Diretor da Casa Amarela ganha homenagem

96 2

O cineasta cearense Volney Oliveira receberá homenagem nesta segunda-feira, às 19 horas, no Centro e Convenções. Isso, dentro do encerramento do IV Festival Master de Cinema, da Rede de Ensino Master, certame onde alunos apresentam suas produções cinematográficas, realizadas com apoio do estabelecimentro.

Segundo o diretor do Master, professor Nazareno Oliveira, trata-se de “um reconhecimento ao trabalho de Volney em prol do cinema”. Volney Oliveira é diretor da Casa Amarela Eusélio Oliveira (UFC ) e o mentor do Cine Ceará, o festival de cinema e vídeo do Estado, que chegou à sua 20ª edição e um dos cineastas mais premiados do Estado.

Fiec promove encontro sobre incentivos fiscais

“A Casa da Indústria será sede, nesta terça-feira, do seminário “Instrumentos de Financiamento para Inovação e Incentivos Fiscais às Empresas com Potencial Inovador”. O objetivo é esclarecer dúvidas sobre condições de financiamento e incentivos para empresas que desejam investir em inovação.

O evento ocorrerá no auditório Luiz Esteves Neto, das 14h30min às 18 horas e é resultado de uma parceria da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), por meio do Instituto Euvaldo Lodi (IEL/CE), com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), BNDES, BNB, Finep e Sudene.

SERVIÇO

* Os interessados devem procurar Manuela Ermila Coêlho para informações e inscrições nos telefones (85) 3421-5415 e 3421-5417. As vagas são limitadas e a participação é gratuita.

(Com site da Fiec)