Blog do Eliomar

Últimos posts

Falta de delegado pode livrar estelionatários no 2º DP

57 2

Dois homens foram presos no início da noite deste domingo (22), no bairro Varjota, com um aparelho “chupa-cabra” em um dos caixas-eletrônicos da praia do Náutico. O aparelho é utilizado por quadrilhas de estelionatários para a leitura de dados de cartões bancários. A ocorrência foi encaminhada para o 2º Distrito (Aldeota), mas a ausência de delegado poderá livrar o flagrante. A mesma delegacia já foi responsável pela soltura de dois assaltantes, que abordavam suas vítimas na Praia do Futuro, pela falta de escrivão. Outros dois procedimentos de flagrante aguardam a presença de um delegado, de acordo com as vítimas de bandidos.

Cid promete construir mais três hospitais e Lúcio dar laptop e internet para professor

No terceiro bloco, os candidatos respondem sobre temas ecolhidos pela produção do debate da TV O POVO. O primeiro sorteado foi Soraya Tupinambá, que escolheu responder sobre Meio Ambiente. Indagada sobre demora na concessão de licenças ambientais, o que dificultaria a atração de grandes investimentos, Soraya observou: o licenciamento é fundamental para compatibilizar a sustentabilidade com o desenvolvimento. Órgão ambiental não pode ser cartorial. Daí, ser fundamental o Ceará ter políticas estratégias no setor. Citou a questão da água que avançou, mas disse ser preciso revitalizar bacias como a do rio Jaguaribe e criar mais unidades de conservação. As que existem, conforme ela, não tem plano de gestão. Também citou necessário enfrentar a questão da matriz energética, com a política ambiental sendo necessária para orientar toda a política. “A gente diz que o Eike Batista é o que criado mais unidade de preservação no País. Assim não pode ser”, afirmou.

Lúcio Alcântara foi indagado sobre “Educação” e que há 11 mil contratos temporários no Estado  qual seu compromisso. Lúcio disse que seu foco será o professor, pois nada vale escola bonita e equipamentos se o docente não estiver motivado. “Eu, no meu governo, promovi o maior concurso para professor”, lembrou. Prometeu o piso nacional da categoria, além de um lep top e acesso à internet, citando ainda que tratará das questões de saúde que atingem esse profissional, com assistência principalmente psicológica, bem como questões da voz, promoção por mérito e bolsas.

Marcelo Silva foi indagado sobre “Segurança” . Prometeu focar represão e na prevenção, esta útima a partir de investimento na educação e na cultura, esportes, etc. Citou a juventude, que precisa ter mais esporte, ocupada e não no ócio. Também, caso seja eleito, investir na questão do preparo do setor, qualificando mais profissionais da segurança, dando a ele também  melhor condição de vida e unificar as polícias civil e militar. Disse que gostaria de ter apoio das universidades nessas ações.

Cid Gomes respondeu indagação sobre Saúde e a falta de leitos no Estado. Ele aproveitou para informar que, como está no Governo, já está trabalhando. Informou sobre os dois hospitais regionas em construção, com o do Cariri quase pronto. “Serão 800 leitos para duas regiões distantes da Capital”, disse, destacando ainda a construção de policlínicas para consultas e exames especializados, atendendo a todas as microrregiões com esse serviço. Cid revelou que com o governo federal está implantando 22 Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e que virão mais 10, no que ajudarão a desobstruir emergêncas. Cid prometeu construir no Sertão Central, Inhamuns e Sertão de Canindé um grande hospital, um outro em Fortaleza para desafogar o IJF e outro na Região Metropolitana para leitos de acomodação para desobstruir leitos de emergência.

Marcos Cals foi indagado sobre como vai combater a desigualdade. Ele falou que o Interior já não vem recebendo mais tantas empresas como na época do governo Tasso Jereissati. “Eu não me recordo qual a grande empresa, acima de 500 empregos, que se instalou recentemente no Interior do Estado”, cutucou o postulante.  Disse que estava até com inveja de Pernambuco,que vem conquistando grandes empreendimentos. Ironizou que Lula aqui veio lançar siderurgica e refinaria e passa governo e entra governo e nada de refinaria. “Promte-se agora pra daqui a quatro, cinco ou seis anos…” Marcos afirmou que até lhe perguntaram sobre coo está funcionando a Unilab, em Redenção, no momento ainda em implantação.

Soraya critica Segurança de Cid e cutuca Marcos Cals, enquanto Lúcio anuncia que vai criar o "Vale Sonho" e "Vida Melhor"

57 1

Sob a mediação do jornalista Rui Lima, no segundo bloco candidato pergunta a candidato. Com sorteio de quem começa. O sorteado foi Soraya Tupinambá. Ela indagou para Cid Gomes sobre violência no Estado e a atuação da polícia, sem farda, que agrediu o jornalista Melquíades em Limoeiro do Norte por denuncia uso indiscriminado de agrotóxico.  Cid aproveitou para fazer um balanço dos investimentos que vem fazendo na área da Segurança como a construção da melhor academia de polícia do Pais, em equipamentos, em polícias especializadas em tráfico de drogas e outras. Excessos policiais tem, conforme Cid, de ser combatidos de forma permanente. Disse que a Corregedoria das PMs está ganhando sede reformada e começa a atuar, pois havia encalhe de processos. Há investimento de pessoal e “eu pessoalmente, tenho compromisso de cuidar dessa área e acompanhar cada um dos indicadores…”

Soraya, em sua réplica, considerou as ações de Cid na área “insuficientes”, pois se banalizou a ação dos policiais contra a pobreza. Lembrou que o corregedor das Polícias foi denunciado como envolvido em tortura na época do regime militar. O governador reabteu e disse que não ficou comprovada denúncia contra o corregedor e que foi escolha do secretário a permanência dele no cargo.

Cid escolheu o candidato Marcelo Silva (PV) para a pergunta. Ele expôs que sua gestão investe em rede de fibra óptica (Cinturão Figital), levando banda larga em municípios que concentram 80% da população. Perguntou como Marcelo vai usar essa seu projeto, no que o postulante “verde” destacou a importância da internet. Lembrou que em Maranguape, quando prefeito, inaugurou a primeira ilha digital no Estado, que funcionou muito bem. Disse ser importante a bandar larga, mas levar o acesso da população pobre ao computador, no que prometeu, se eleito, adotar tal medida, principalmente atendendo a crianças e jovens.

Essa indagação deu chance a Cid de aprofundar o Cinturão Digital para o eleitorado. Informou que o governo gasta milhões com esse serviço pagando a terceiros, mas permitirá também acesso à telemedicina (cirurgia no Interior com médico acompanhando na Capital), ensino à distância com cursos para a população e capacitação de pessoal.

Marcelo Silva fez pergunta para Lúcio Alcântara. Perguntou qual a visão que ele tem do potencial da orla marítima, do zoneamento ecológico e econômico do Estado. Lúcio preferiu lembrar que que promoveu urbanização de lagoas, criou o parque Adahil Barreto, o primeiro conselho do meio ambiente, isso quando foi prefeito de Fortaleza. Lembrou ainda que, como governador, criou o Geopark do Cariri, o primeiro da América do Sul. “Agora, é preciso que as ações não sejam predatórias e é esse equilíbrio que deve ser buscado através dos órgãos do meio ambiente com MP, ativistas do meio ambiente. Darei toda ênfase e empenho a esse zoneamento econômico e ecológico para que as atividades que dão emprego se dêem em consonância com o meio ambiente”.

Lúcio Alcântara indagou para Marcos Cals sobre o que ele fará no plano da juventude, segmento que no “meu governo foi distinguido com a Secretaria de Esporte e o atual governo tirou a palavra juventude”. Marcos prometeu criar a pasta da Juventude. Também criar centros públicos de tratamento de dependentes químicos, entregando esses equipamentos a entidades religiosas. Ele aproveitou para pautar o confronto e bateu no projeto Acquario do Ceará, do governo atual: “No meu governo não vamos consttruir o aquário com dinheiro público. Posso dar as condições, mas R$ 250 milhões vamos construir 100 escolas tempo integral”. Prometeu ainda reforço escolar na rede pública.

Lúcio não pegou o mote do acquario e preferiu dizer que vai financiar  estudo par jovem da rede pública no ensino superior, também o “Vale Sonho”, mil reais na conta do jovem que, ao concluir ensino médio, terá renda para iniciar atividades, ganhando ainda financiamento em universidade pública se não tiver condição. Cals reabteu e disse que o Fundo de Combate à Pobreza já faz isso e reiterou a criação do Cartão Vida Melhor para a pobreza.

Soraya Tupinambá falou de educação e lamentou que educadores continuam desvalorizados. Ela lembou que Cid questiona a lei do piso salarial nacional, observando ser um erro da sua gestão. Disse ser fundamental questionar o ensino profissionalizante, que não deve ser só para o mercado, mas para atender ao Estado como um todo. Cals pegou o mote e disse que sempre teve o servidor do seu lado, nos cargos que ocupou, porque sempre valorizou essa categoria. “O professor tem que ser bem remunerado”, acentuou, prometendo qualificar o docente e todos os que fazem a escola pública no Ceará. Soraya lamentou que Marcos faz a crítica do lugar de onde saiu – ele era secretário estadual da Justiça e Cidadania. “Temos concordância, mas se não tivessemos tres candidatos disputando o Senado, sua candidatura não se concretizaria”.

Cid fala em Dilma pela 1ª vez em debate e Lúcio reitera apoio dilmista

106 2

Começou, neste domingo, o debate da TV O POVO com cinco candidatos a governador do Ceará. Ali estão Cid Gomes (PSB), Lúcio Alcântara (PR/PPS), Marcos Cals (PSDB/DEM), Marcelo Silva (PV) e Soraya Tupinambá (PSOL). Eles são de partidos que têm representação na Câmara dos Deputados.

Os postulantes respondem, no primeiro bloco, por que querem ser governador do Estado. No sorteio, Marcos Cals foi o primeiro a responder e disse que quer ser governador par ajudar as pessoas, investir na segurança e enfrentar filas na área da saúde. Cid Gomes foi o segundo e disse que quer a reeleição porque o Ceará é o 10º estado em população e 20ª em renda. Disse que tem dado avanços importantes na educação, na geração de 87 mil novos empregos nos últimos 12 meses e que quer concretizar sonhos como a refinaria, siderúrgica e Copa 2014 que vão exigir investimentos e capacitando pessoal. Falou que quer com Lula e com Duilma Rousseff enfrentar e superar desafios. Foi a primeira vez que ele citou Dilma em debates televisivos.

Soraya Tupinambá lamentou as ausências de Maria da Natividade (PCB) e Francisco Gonzaga (PSTU) no debate. Ela disse que quer enfrentar o Ceará de desiguladade, sendo 11º lugar em desigualdade, com empregabilidade como citou Ciro, mas de um Ceará onde a maioria recebe menos de dois salários mínimos. “Só a voz das esquerdas poderiam trazer isso para o cenário eleitoral”, chegou a acentuar a candidata nos dois minutos definidos para cada um dos popostulantes.

Marcelo Silva afirmou que o debate é espaço democrático, onde todos podem falar de suas propostas com relação ao futuro do Estado. Lamentou ausências de Nati e Gonzaga e lembrou que o planeta Terra passa por gravde problema que é o aquecimento gllobal. Ele quer desenvolvimento respeitando a natureza e não desenvolvimento só por desenvolvimento. Afirmou quer quer qualidade de vida e equilíbrio social e um novo Ceará agora e para o futuro.

Lúcio Alcântara afirmou que é homem público por vocação. Lembrou que seu primeiro governo foi de dificuldades e que teve apoio de Lula e elogios de Antonio Palocci, ex-ministro da Fazenda e que cumpriu promessas. Reiterou apoio a Dilma Rousseff e reiterou que entrou como opção contra um cenário onde se poderia ter uma só opção. Ele reiterou que colocou desde o início seu nome para a disputa como forma de opção democrática.

Nesta campanha eleitoral, até soldado da PM faz a "Dança da Periquita"

“Em tempos de eleição, vale tudo para angariar votos. Até fazer a “Dança da Periquita” ao som de um rebolation pra lá de depravado. A fórmula inusitada virou slogan de campanha do soldado Queiroz, do 9º Batalhão de Polícia Militar Metropolitana de São Paulo. Na verdade, o soldado Queiroz tenta fazer do limão uma limonada. No início do ano, um vídeo em que ele aparece rebolando e dançando a periquita com a farda de policial, em horário de serviço, vazou e conquistou a internet. O soldado Queiroz foi punido, mas não se fez de rogado. Com o sucesso alcançado pelas imagens, lançou sua candidatura, pelo PSDC.

O vídeo do PM da Periquita já teve mais um milhão de visualizações. Dançarino habilidoso, Queiroz passou da condição de policial camarada para aspirante da política. O corpo-a-corpo com o eleitorado foge da fórmula enfadonha defendida pelos marqueteiros. Sempre que solicitado, Queiroz faz vai além e faz a performance que entretém o eleitor e lhe rendeu a fama de “candidato da periquita”. Sucesso absoluto!

Embora haja a intenção de não ficar apenas no discurso da periquita, Queiroz abusa da fórmula. Na propaganda eleitoral, o candidato usa como jingle das promessas de campanha resgatar a dignidade dos praças. “Se eu for eleitos os praças não vão dançar”. Mais adiante se identifica: “Olá, eu sou o soldado Queiroz, aquele que ficou famoso com a dança da periquita”, destaca no programa gravado que vem sendo veiculado no horário eleitoral. Com informações do Congresso em Foco.

Veja aqui a “Dança da Periquita” do Soldado Queiroz:

 
(Congresso em Foco)

Serra visitará o Ceará um dia antes de Lula

43 3

O candidato a presidente da República pelo PSDB/DEM, José Serra, virá novamente ao Ceará. Dessa vez, segundo a assessoria da campanha de Marcso Cals e Tasso Jereissati, dia 26 próximo. Serra deverá cumprir programação em Fortaleza. Nesta segunda-feira pela manhã a coordenação da campanha tucana deverá oficializar toda a programação.

A visita de Serra ocorrerá às vésperas da chegada de Lula e a candidata petista a presidente da República, Dilma Rousseff, ao Ceará, o que ocorre no dia 27 próximo. Lula, além de cumprir agenda oficial em Fortaleza, deve ir a Crateús para inaugurar uma unidade do Instituto Federal de Ensino Tecnológico do Ceará (IFCE), antigo Cefet.

No mesmo dia, em local da Capital a ser definido, Lula participará de comício ao lado de Cid Gomes, que deu a informação nessa noite, durante evento de campanha em Trairi.

Lúcio Alcântara entra com representação contra pesquisa do Ibope

59 1

O candidato a governador pela coligação “Para fazer brilhar o Ceará”, Lúcio Alcãntara, por meio dos seus advogados, entrou com representação para impugnar o resultado da pesquisa do Ibope, divulgada no dia 2 de agosto pelo Sistema Verdes Mares. O ponto de contestação se concentra na amostragem da faixa etária. Dos 1.204 questionários, foram aplicados 305 entre jovens de 16 a 24 anos de idade, o que representa 25,33% do total. O número, no entanto, sugere que foram entrevistadas mais pessoas do que a quota proporcional estabelece. Conforme o TSE, a faixa etária mencionada corresponde a 21,4% dos eleitores aptos no Estado – diferença de até 4% entre os participantes e a projeção fornecida pela Justiça. Nesse segmento, de acordo com Lúcio, o governador Cid Gomes atingiu 59% e Lúcio Alcântara chegou aos 23%.

A ação quer que a pesquisa seja anulada pois, de acordo com um dos advogados da coligação (PR/PPS), Francisco Monteiro da Silva Viana, “a divulgação irregular leva à conclusão de que a referida do Ibope ora questionada apresenta dados incorretos, posto que os dados apresentados pela mesma pequisa não estão em conformidade com o TSE, relativamente ao perfil do eleitorado do Ceará, comprometendo a validade amostral da pesquisa, ou pelo menos divulgada tal informação quando da pesquisa”. A Justiça Eleitoral já recebeu a representação e analisa o caso.

Prefeito de Granja troca Marcos Cals por Cid Gomes

95 9

O prefeito de Granja, Esmerino Arruda, aderiu à reeleição do governador Cid Gomes (PSB). O fato ficou constatado quando da visita do candidato a overnador pelo PSDB, Marcos Cals, e do senador tucano Tasso Jereissati. Enquanto Cals e Tasso dircursavam em praça pública, Esmerino era ausência mais notada no palanque. O deputado estadual tucano Gony Arruda apareceu nessa ocasião. Num jantar realizado no sábado em sua casa em Granja, conhecida por “Oiteiro”, o prefeito confirmou o que todos na cidade já comentavam: estava deixando o ninho tucano para aderir de vez à candidatura de Cid Gomes (PSB).

A situação em Granja, diante dessa adesão, fica em climaico samba do crioulo doido. Esmerino subirá no palanque de Cid, que também receberá Sérgio Aguiar (PSB), candidato a reeleição e maior adversário político de Gony Arruda (PSDB) na região, que, por sua vez, não sobe no mesmo palanque, pois já fez isso quando Marcos Cals esteve na cidade. Ao que tudo indica, Granja vai presenciar uma cena inusitada, daquelas que só a política é capaz de proporcionar. Sérgio Aguiar e Esmerino Arruda juntos, em prol da candidatura de Cid Gomes. Resta saber se Esmerino vai querer que seu discípulo, o prefeito de Camocim, Chico Vaulino (PP), repita seu gesto, deixando a candidatura de Lúcio Alcântara (PR) de lado, passando a apoiar a reeleição de Cid.

(Ete Blog e Blog Camocim Online)

Sistema de comunicação da SSPDS volta a entrar em colapso

91 2

O sistema de comunicação da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) voltou a entrar em pane, nas primeiras horas deste domingo (22), dois meses após a última falha, que durou cerca de 12 horas. Os sete distritos de plantão e duas delegacias metropolitanas estão sem realizar flagrantes ou boletins de ocorrência (B.O.s). As ocorrências da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), 190, são realizadas manualmente, mas não há como checar a ficha criminal dos suspeitos, tampouco placas de veículos. De acordo com a Polícia, a previsão é que tudo volte à normalidade até o meio-dia.

Lula visita o Ceará no dia 27

74 3

O presidente Lula cumprirá agenda oficial no próximo dia 27 no Ceará. A informação é do governador Cid Gomes (PSB). Segundo Cid, o presidente virá visitar obras de urbanização do rio Maganpinho e ainda entregará um conjunto habitacional.

Lula virá com a candidata a presidente da República, Dilma Rousseff, e, na parte da noite do dia 27 deve participar de comício em ponto de Fortaleza ainda a ser definido. Nesse palanque, Lula deverá não somente reiterar apoiar à reeleição de Cid, mas também anunciar que Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT) são os seus candidatos a senador.

Espera-se nessa ocasião o apoio público de Ciro Gomes, presidenciável que foi descartado pela cúpula do PSB com aval do PT, a Dilma Rousseff. Também a presença da prefeita Luizianne Lins, coordenadora-geral da campanha dilmista no Estado. Ou seja, todos por Lula e pela continuidade do seu projeto de poder.

TV O POVO em clima de debate com candidatos a governador do Ceará

76 1

A TV O POVO levará ao ar, a partir das 18 horas deste domingo, e durante duas horas, um debate com os candidatos a governador do Ceará. A mediação será do jornalista Rui Lima e participarão os postulantes de partidos que têm representação na Câmara.

Ou seja, Cid Gomes (PSB), Marcos Cals (PSDB), Lúcio Alcântara (PR), Marcelo Silva (PV) e Soraya Tupinambá (PSOL).

SERVIÇO

TV O POVO – Canal 48 UHF

Canal 23 na NET

Canal 11 TV Show

Dilma já fala na perspectiva de ganhar as eleições logo no 1º turno

181 1

“A candidata petista Dilma Rousseff já começou a falar na perspectiva de ganhar disputa presidencial no primeiro turno. “Qualquer vitória que a gente por ventura consiga vai depender da aprovação de um projeto que nós começamos há muitos anos. Isso que pode levar no dia 3 de outubro, às 5 horas da tarde, fechadas as urnas, começa a contar os votos e a gente possa ter qualquer perspectiva de ganhar no primeiro turno e, caso não seja isso, ir para o segundo turno e ganhar também”, disse a candidata, ao ser questionada sobre a pesquisa Datafolha divulgada hoje.

Segundo o levantamento, a petista está 17 pontos à frente do tucano José Serra e o venceria se a eleição fosse hoje. Neste sábado, ela participou de um comício em Mauá (SP) com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No entanto, durante o comício, Dilma disse que é preciso evitar o clima de já ganhou. “Pesquisa não ganha eleição para ninguém. Ganha uma eleição o povo votando no dia 3 de outubro. Daqui até lá são mais de 40 dias”, afirmou a petista.

Dilma usou o chavão de que não se pode subir no salto alto. “Qualquer vitória que a gente por ventura consiga vai depender da aprovação de um projeto que nós começamos há muitos anos.” Para ela, o jogo não acabou. “A eleição a gente ganha respeitando o voto do povo brasileiro e a hora que ele entra na urna.” Já o presidente do PT, José Eduardo Dutra, disse que a pesquisa “reflete o que a gente está vendo nas ruas”. “A pesquisa até agora não está sendo ruim, porque não está dando espaço para o clima de já ganhou. Ela mostra que o programa de TV está indo no rumo certo”, disse.”

(Folha.com)

Cheiro de "Pimentasso" na área do North Shopping

88 2

Militantes pró-Jose Pimentel.

Militantes pró-Tasso Jereissati.

Nesta tarde de sábado, a avenida Bezerra de Menezes, na área do Noth Shopping, foi invadada por militantes dos candidatos a senador Tasso Jereissati (PSDB) e José Pimentel (PT). Tudo sem qualquer problema e em clima dos mais pacíficos.

Até parecia aquela chapa que muitos andam apregoando no Interior: “Pimentasso”

(Foto – Paulo Moska)

Dilma dispara dentro dos planos de Lula

59 2

Do Blog de Josias, uma avaliação sobre o desempenho de Dilma nas pesquisas e, principalmente, no último Datafolha divulgado neste sábado. Confira:

Conforme já noticiado aqui, a estratégia de campanha de José Serra deu 100% errado. Na outra ponta, os planos de Lula revelaram-se corretos nos detalhes. Materializado em todas as pesquisas, o êxito de Lula é tonificado nas dobras da última sondagem do Datafolha, divulgada neste sábado (21).
 
Decorridos escassos três dias de propaganda eleitoral, Dilma Rousseff se descolou de Serra. Ela foi a 47%. Ele ostenta 30%. A diferença saltou de oito para 17 pontos. Contabilizados apenas os votos válidos, a pupila de Lula vai a 54%. Significa dizer que, se a eleição fosse hoje, Dilma liquidaria a fatura no primeiro turno.

Movido a intuição, Lula assentara sua tática eleitoral em oito estacas. Por ora, permanecem todas em pé. Vai abaixo um inventário do sucesso: 

1. A antecipação: No Brasil, são três as evidências que permitem a um presidente detectar a chegada da síndrome do fim do mandato. Súbito, começa a beber cafezinho frio. Os aliados ensaiam o desembarque. E irrompe à sua volta um irrefreável burburinho acerca da sucessão presidencial.

Sob Lula, tudo aconteceu às avessas. Aquecido pelos índices de popularidade, o cafezinho queimava-lhe a língua. Legendas como o PMDB o bajulavam. A sucessão? Foi antecipada em dois anos pelo próprio presidente. Levou Dilma à vitrine em 2008.

2. O bloqueio: Ao impor Dilma ao PT, Lula interditou um debate interno que levaria sua legenda à disputa fratricida. Cristã nova no petismo, a ex-pedetê Dilma não era a preferida de ninguém. O próprio Lula cogitara outros nomes.

Antonio Palocci, o primeiro da fila, fora apeado do pedestal pelo caseiro Francenildo. Antes dele, a alternativa José Dirceu perdera-se nos desvãos do mensalão. Num instante em que petistas como Patrus ‘Bolsa Família’ Ananias e Tarso ‘Justiça’ Genro esboçavam os primeiros movimentos no tabuleiro, Lula deu-lhes o xeque-mate.

No início de 2008, o jogo no PT estava jogado. Dilma foi às pesquisas com um percentuais mixurucas –2% a 3%. Em maio daquele ano, roçava os 10%. No final do ano, FHC dizia, em privado, que a presença de Dilma no segundo turno de 2010 era fava contada. Previa que ela não teria menos do que 30% dos votos.

3. Ciro Gomes: Lula decidira que seu governo seria representado na campanha por um único nome. Nos subterrâneos, pôs-se a tramar contra Ciro Gomes. Empurrou-o para a a disputa paulista. Ao perceber que Ciro resistia à idéia a despeito de ter transferido seu domicílio eleitoral para São Paulo, Lula sufocou-o.

Por baixo, tirou dele todas as perspectivas de alianças com legendas governistas. Pelo alto, acertou-se com o governador pernambucano Eduardo Campos, presidente do PSB. Minado por sua própria legenda, Ciro ruiu como candidato de si mesmo.

4. O plebiscito: Lula pressentira que 2010 repetiria um embate que, desde 1994, submete as disputas presidencias brasileiras a um bipartidarismo de fato. De um lado, o PT. Do outro, o PSDB. Guiando-se pelas pesquisas que atestatam a impopularidade da era tucana, Lula decidiu levar FHC à roda. “Seremos nós contra eles”, decretou.

Num jantar realizado no Alvorada em dezembro de 2009, Ciro dissera a Lula que sua estratégia estava errada. Arriscava-se a converter Dilma em candidata mais cotada para fazer de Serra o próximo presidente da República. Lula deu de ombros. Dizia, já nessa época, que a eleição seria definida num turno. A seu favor.

5. A megacoligação: No início de 2010, enquanto o tucanato se consumia em dúvidas –José Serra ou Aécio Neves?— Lula cuidava de reproduzir ao redor de Dilma o consórcio partidário que lhe dá suporte no Congresso. Mirava o tempo de TV. Dizia que Dilma, por desconhecida, precisava de uma vitrine televisiva ampla.

Simultaneamente, num movimento iniciado em 2008, Lula exibia sua escolhida em pa©mícios. Arrancava-a do gabinete, batizava-a de “mãe do PAC”. Dava musculatura política a uma técnica jamais submetida ao teste das urnas. Manuseando o prestígio pessoal e afrontando a lei eleitoral, acomodou ao lado de Dilma uma megacoligação de 11 legendas.

6. O PMDB: Na costura da aliança, Lula deu prioridade ao PMDB. Ordenou ao PT que reduzisse a ambição de eleger muitos governadores. Deixou claro que o palanque nacional se sobrepunha aos estaduais.

Enquanto Serra adiava sua candidatura, retardando a formação dos palanques regionais da oposição, Lula empurrava o PMDB goela abaixo do PT. No último lance, impôs, em Minas, o pemedebê Hélio Costa aos petês Fernando Pimentel e Patrus Ananias.

7. O vice: Lula demorou a digerir Michel Temer. Informado de que o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, alimentava pretensões políticas, desaconselhou a filiação dele ao PP de Goiás. Mostrou a Meirelles a porta do PMDB. Tramara fazer dele o vice de Dilma. Em movimento simultâneo, Temer costurou algo que parecia impossível.

Temer uniu o PMDB da Câmara, que traz no embornal, ao PMDB do Senado, comandado por José Sarney e Renan Calheiros. Virou pólo de concórdia de uma legenda tisnada pela discórdia. Depois, Temer puxou suas fichas. Pragmático, Lula intuiu que não valia a pena pagar pra ver. Em troca da flexibilização da traquéia entregou a Dilma um PMDB unido como nunca antes na história desse país.

8. A despedida: No estágio atual da campanha, Lula dá o último ponto no tricô que deu um nó na cabeça da oposição. Converte a emoção da despedida do presidente superpopular em arma eleitoral. Já verteu lágrimas num ato de 1º de Maio, num comício em Curitiba e numa entrevista de televisão. Virou o paizão que transfere o povo aos cuidados da grande “mãe”. Uma ex-poste que ameaça converter José Serra no mais preparado ex-futuro presidente que o Brasil já teve.”

Michel Temer visita o Ceará neste domingo

Temer em coletiva que o confirmou vice.

O candidato a vice-presidente de Dilma Roussef, o peemedebista Michel Temer, estará no Ceará neste domingo. Ele atendeu a convite do candidato ao Senado, Eunício Oliveira (PMDB), e participará de atos políticos na cidade de Iguatu (Centro-Sul). Será a primeria visita dele como candidato.

Temer desembarcará às 18h nesse município. Haverá caminhada saindo do aeroporto com direção a um comício na Praça das Mulheres, na área próxima a esse terminal, segundo informou a assessoria de campanha do PMDB.

DETALHE – O prefeito de Iguatu, Agenor Neto, só fechou apoio ao nome de Eunício Oliveira para o Senado nos últimos dias. Ele resistiu, alegando que só respaldaria nome que ajudasse seu município em matéria de projetos. Agenor, que já era tassista, agora também é eunicista.

DETALHE 2 – Cid Gomes não participará dessa agenda de Temer, pois estará nessa ocasião participando do debate dos candidatos a governador na TV O POVO.

Ítalo e Reno encerram Semana de Cultura e Artes de Lavras da Mangabeira

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=CjH2Y0jPmS0[/youtube] 

O município de Lavras da Mangabeira encerrará, neste sábado, a Semana de Arte, Cultura e Esporte – SEACE 2010.  À noite, haverá show com a dupla Ítalo e Renno, Forró Cara de Pau, Caninana do Forró e Forró do Muído. Durante três dias foram realizadas apresentações culturais, feira e competições esportivas.

Grupo de Dilma já pensa em ministério

104 1

A revista IstoÉ traz matéria em sua edição desta semana intitulado “Os Eleitos de Dilma”. Trata de prováveis nomes que, se eleitos, poderiam continuar ou ser chamados para um futuro governo da petista. Confira: 

A ordem no quartel-general da campanha de Dilma Rousseff é evitar o salto alto e o clima de já ganhou. Mas, diante da ampla vantagem que a ex-ministra da Casa Civil abriu nas pesquisas de opinião para presidente da República, petistas graduados já começam a esboçar o perfil do que poderá ser o “núcleo duro” do novo governo, a partir de janeiro de 2011. A prudência manda que não se mexa em time que está ganhando. Logo, importantes personagens do primeiro escalão da atual administração ou serão mantidos ou serão remanejados. Mas integrantes da linha de frente da campanha também figuram entre os mais cotados para fazer parte do novo Ministério. Nem todos, porém, devem se considerar donos de assento cativo num eventual terceiro mandato petista. “O tema ministério ainda é meio tabu, sabemos que será preciso abrir espaço para os políticos de partidos aliados, mas pastas tidas como fundamentais não podem ser negociadas”, adverte um poderoso membro do staff de Dilma.

Apesar do sigilo, o primeiro time de Dilma Rousseff deverá ser formado por pessoas que não fazem parte do atual Ministério. É o caso do ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel, do ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci, do secretário-executivo da Fazenda, Nelson Barbosa, e do presidente do BNDES, Luciano Coutinho. Candidato ao Senado por Minas, Pimentel é um dos nomes fortes para assumir a Casa Civil, pasta comandada por Dilma até abril deste ano. Um dos coordenadores da campanha do PT ao Planalto, o político mineiro é homem de confiança de Dilma, a quem conhece desde os tempos de luta contra a ditadura. E seria o encarregado de tocar os projetos mais importantes do próximo governo. Para Dilma, ele é um executivo de “mão cheia” e teria o perfil ideal para a função. “Seria capaz de dar um cheque em branco ao Pimentel”, elogiou a candidata em recente reunião de campanha.

Outro homem forte da campanha, o ex-ministro Antônio Palocci já teve o nome especulado para a Casa Civil. Mas confidenciou, nas últimas semanas, o desejo de assumir a pasta da Saúde, considerada, segundo pesquisa do Ibope, a maior fonte de preocupação de 40% das famílias brasileiras. A indicação de Palocci, que é médico, tem o carimbo do presidente Lula. Em entrevista à ISTOÉ, o presidente não titubeou ao ser indagado sobre o papel do ex-ministro, em caso de vitória de Dilma. “Acho que no Brasil nós temos, se é que temos, raríssimas pessoas com a inteligência política do Palocci. Ele é muito jovem e certamente dará contribuições enormes a este país”, disse. Lula vê em Palocci o maior responsável pelos fundamentos sólidos da economia brasileira.”

Repórteres da Globo usando colete…

505 1

O caso dos 10 bandidos que invadiram na manhã deste sábado o Hotel Intercontinental, em São Conrado, zona sul do Rio, e já se entregaram aos policiais que faziam o cerco ao local chamou a atenção por um outro detalhe: repórteres da Rede Globo fizeram a cobetura usando colete à prova de balas.

A invasão do Intercontinental pelos bandidos ocorreu por volta das 8h30m, depois que o grupo armado trocou tiros com policiais militares em ruas próximas, por cerca de 40 minutos.O grupo, que seguia em vários veículos, entre eles três vans e cinco motos, tinha saído de um baile na favela do Vidigal, quando encontrou com viaturas da PM, dando início ao tiroteio.

Isso mostra como está o Rio de Janeiro que em 2014 será subsede da Copa e em 2016 será sede das Olimpíadas.

Acusado de matar travesti em Fortaleza vai a julgamento na próxima 2ª feira

“A 2ª Vara do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua levará a julgamento, na próxima segunda-feira (23), às 13h30min, o réu Tiago da Silva Ricarte. Ele é acusado de matar o travesti Rafael Freitas Guedes, conhecido como Sthephanny Pazziny, no dia 28 de agosto de 2007, no bairro Conjunto Ceará, em Fortaleza. Tiago Ricarte responde ao processo por homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e mediante recurso que tornou impossível a defesa da vítima.

O réu já havia sido julgado, no dia 3 de junho do ano passado, quando foi condenado a seis anos de prisão em regime semiaberto. Inconformado com a sentença, o Ministério Público recorreu da decisão e o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) deu provimento ao recurso, por considerar que os jurados foram contrários às prova dos autos, determinando, assim, que o acusado fosse submetido a novo julgamento.

O crime ocorreu em um salão de beleza, localizado na avenida Central, por volta das 18h30. Segundo a acusação, a vítima mantinha um relacionamento amoroso com o réu. O desentendimento entre os dois teria iniciado quando o travesti revelou o “caso” à namorada de Tiago, através de uma mensagem no site de relacionamentos Orkut. Inconformada, ela terminou o namoro.

Depois disso, Tiago Ricarte começou a ameaçar a vítima, exigindo que Rafael negasse a relação entre os dois. Segundo os autos, o acusado chegou no salão em que a vítima trabalhava e desferiu um golpe de faca que atingiu o abdômen do travesti. Mesmo socorrido, Rafael Freitas não resistiu ao ferimento e acabou falecendo.

O júri será presidido pelo juiz Henrique Jorge Holanda Silveira, e a defesa ficará a cargo dos advogados Leudo Cândido de Andrade e Francisco José Colares Filho. Já a acusação será patrocinada pela promotora Alice Iracema Melo Aragão.”

(Site do TJ-CE)