Blog do Eliomar

Últimos posts

Projetos em tramitação no Congresso podem redesenhar mapa do Brasil

213 8
“O mapa do Brasil pode ter um novo desenho. A exemplo do plebiscito que vai deliberar sobre a emancipação de Tapajós e Carajás, hoje pertencentes ao Pará, pelo menos outros 13 projetos em discussão no Congresso propõem consultas para a criação de mais cinco Estados e quatro territórios no país. A proposta mais recente foi apresentada no mês passado na Câmara. Defende a criação do Maranhão do Sul.
O autor do texto, deputado Ribamar Alves (PSB-MA), diz que um que o Estado é um dos mais pobres do país porque os investimentos públicos têm se concentrado em torno da capital, São Luís. A divisão, segundo ele, reduziria os contrastes entre os maranhenses. “Existe uma parte do Estado com perfil humano e econômico totalmente diferente da outra, e que merece, portanto, um tratamento diferenciado.”
A opinião da maioria dos deputados que quer dividir o país é a mesma. Eles tomam como exemplos Tocantins e Mato Grosso do Sul, que tiveram crescimentos significativos ao virar Estados. Para Roberto Romano, professor de política e ética da Unicamp, essa ideia pode ser uma ilusão.
“Essa receita que estão querendo pode ser mais um complicador, pois [com a criação de novos Estados] você cria mais burocracia e uma maior guerra fiscal”, afirma. Caso os projetos sejam aprovados, será necessário promover plebiscitos entre as populações interessadas.”
(Folha.com)

Juca Kfouri – O calo de Ricardo Teixeira

189 2

Com o titulo “O calo de Ricardo Teixeira”, a revista Cata Capital traz, em sua edição desta semana, entrevista com o jornalista Juca Kfouri. Polêmico, ele não poupa Teixeira nem a cartolagem e diz que a Copa 2014 virou festa das empreiteira e grandes agências de propangada.   

Não são poucos os jornalistas odiados por Ricardo Teixeira. Mas certamente Juca Kfouri é o principal deles. Com 61 anos, o paulistano que escreve para a Folha de S. Paulo, o portal UOL e é comentarista dos canais ESPN já absorveu ao seu cotidiano o hábito de receber processos do chefão da CBF: são mais de 50 desde os anos 1990. “Dele eu não deixo passar nada”, disse Teixeira sobre Kfouri em seu polêmico perfil publicado na revista Piauí de julho.

O poder acumulado por Teixeira como presidente da CBF e do COL (Comitê Organizador da Copa 2014), para Kfouri, não levou o cartola a cair nas graças da presidenta Dilma Rousseff. “Eu sei e ele sabe que a Dilma não nutre por ele nenhuma simpatia.”

Nesta entrevista, o jornalista lamenta que os jogadores estejam virando “astros de rock”, fala de sua mágia com o ex-presidente Lula, prevê mudanças na estrutura da Fifa, mas não na cartolagem brasileiras, e diz que, apesar de ter condições para sediar a Copa, o Brasil hoje se tornou uma “festa das empreiteiras e das grandes agências de propaganda”, dada a megalomania do evento.

Caso dos banheiros – Sérgio Novais pede CPI

254 12

Eis comentário feito neste Blog pelo presidente do PSB de Fortaleza, Sérgio Novais, a respeito do caso de uma associação cultural sem endereço certo ter firmado contrato com a Secretaria das Cidades para construir kits sanitários. Sérgio bate duro e propõe até CPI. Mas ele sabe que isso não ocorreria, pois a maioria está com o Governo no Poder Legislativo.  Confira o texto:

Prezado Eliomar,

Esta nota da Secretaria.das Cidades, dirigida pelo secretário Camilo Santana (PT) não diz nada, pura enrolação. A sede da entidade de inexistente passou a abrigar-se em um motel fantasma depois da denuncia de O POVO. A funcionária, que fez doações de dinheiro ilegal para a campanha do deputado estadual Teo Menezes (PSDB), foi exonerada depois da denúncia.

A aparição de vasos sanitários e tijolos relembram aquele deputado estadual de Sobral (referiu-se a Ciro Gomes), que trocou votos por material de construção. Ridícula !  Todos os movimentos são para apagar provas. Os primeiros a serem perguntados serão os deputados envolvidos e o governador Cid Gomes, que controlava todas as liberações de cunho eleitoral.

O Secretário das Cidades, à época o bancário da Caixa Econômica Jurandir Santiago – hoje presidente do BNB, executou dezenas de convênios. Quem autorizava? Cabe uma CPI.

Ônibus colide com paredão de pedras em Tianguá e sete passageiros morrem

“Sete pessoas morreram em Tianguá na madrugada desta domingo, 17, após o ônibus colidir em um paredão de pedra e capotar próximo ao hotel Cascata. Segundo o motorista Wilton Lídio da Costa, 53, o ônibus perdeu o freio durante a descida.

A Polícia Militar informou ao O POVO Online que o veículo transportava 40 passageiros, dentre eles, seis ficaram em estado grave e foram conduzidos a Santa Casa de Misericórdia de Sobral. As outras vítimas, com pequenas escoriações, receberam atendimento no local.

Wilton Lídio da Costa, 53, afirmou que durante a descida da serra, o ônibus, da empresa Copertur, começou a perder freio. Ao perceber a falha, o motorista arriscou uma manobra que desencadeou o acidente. Ele alega que se não tivesse realizado o procedimento, provavelmente o veículo teria caído no abismo.

De acordo com Wilton Lídio, após o acidente, ele ainda tentou prestar socorro às vítimas, entretanto outros passageiros que estavam alterados tentaram agredi-lo.”

(O POVO Online)

* Veja fotos que Wellingotn Macedo, direto de Sobral, mandou para o Blog:

O resgate de passageiros ainda presos dentro do ônibus.

Curiosos e outros sobreviventes falando com passageiros ainda dentro do ônibus

Relator fará mobilização para aprovar neste ano PEC sobre diploma de jornalista

“O relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 386/09, que restabelece a exigência de diploma para o exercício da profissão de jornalista, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), vai promover uma mobilização para a inclusão da matéria na pauta do Plenário no segundo semestre.

O parlamentar comemora o recente apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) à proposta. O conselho da entidade, em sessão plenária, aprovou por maioria o apoio à exigência de diploma de nível superior para jornalistas.

Há dois anos, por oito votos a um, o Supremo Tribunal Federal considerou inconstitucional a exigência de diploma de curso superior de jornalismo para o exercício da profissão. O resultado prático dessa decisão, segundo o deputado Paulo Pimenta, foi a precarização da profissão.

Segundo Pimenta, várias universidades suspenderam o vestibular do meio do ano para jornalismo e existe atualmente uma instabilidade jurídica quanto ao tema. Ele acrescenta que concursos públicos para contratação de jornalista têm sido realizados sem exigir nenhum tipo de formação profissional. “Isso precisa ser resolvido até porque abre uma brecha para um conjunto de outras decisões nesta área, outras profissões também sendo precarizadas, desregulamentando relações de trabalho”, explica.

Para a OAB, a exigência do diploma é fundamental para a organização da profissão e para a qualidade da produção jornalística. Na opinião do presidente da entidade, Ophir Cavalcanti, “para garantir a boa técnica, a segurança nas matérias que são divulgadas e nos trabalhos que são desenvolvidos pelos jornalistas em todas as suas áreas, é essencial que eles passem por um curso que os prepare para tanto e que não sejam meros amadores ou pessoas que escrevem bem, mas não têm preparo técnico para exercer a profissão”.

A PEC que restabelece a exigência do diploma de jornalista já foi aprovada na comissão especial dedicada a discutir a matéria. A proposta precisa agora ser votada em dois turnos pelo Plenário.”

(Agência Câmara)

STF vai decidir sobre percentuais distintos por sexo em aposentadoria privada

204 1

“O Supremo Tribunal Federal reconheceu a existência de Repercussão Geral em processo que discute se contratos de previdência complementar podem adotar percentuais distintos para a realização de cálculo de aposentadoria de homens e mulheres. A questão será analisada no julgamento de um Recurso Extraordinário.

Ao se pronunciar sobre a matéria discutida no recurso, o ministro Gilmar Mendes a classificou de “eminentemente constitucional”. Segundo explicou, trata-se de saber se, à luz do princípio constitucional da isonomia, é possível adotar, em contratos de previdência privada, o fator de distinção de gênero presentes nos dispositivos constitucionais que regulam os regimes de previdência geral e próprio.

“A controvérsia em exame reclama deste STF pronunciamento jurisdicional que imprima segurança jurídica aos contratos de previdência complementar, de ordem a definir a licitude, ou não, de contratos que estabeleçam benefício menor para mulheres, levando em consideração menor tempo de contribuição”, afirmou Mendes. De acordo com ele, a “questão alcança relevância econômica, política, social e jurídica”, elementos que caracterizam a Repercussão Geral.

A matéria chegou ao Supremo porque a Fundação dos Economiários Federais recorreu de decisão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul que invalidou cláusula contratual de previdência complementar que determina a aplicação de percentuais distintos para homens e mulheres no cálculo da aposentadoria privada.

Além da ofensa ao princípio da isonomia, o TJ-RS considerou que os planos de previdência privada devem se submeter às regras de ordem pública e que tanto homens quanto mulheres contribuem sobre bases salariais idênticas, sendo razoável que tenham expectativa de receberem proventos suplementares em igual medida.

A Funcef alega que o associado do sexo masculino, ao contribuir durante 30 anos, tem direito à aposentadoria proporcional no patamar de 80%, enquanto que a associada do sexo feminino com 25 anos de contribuição faz jus a um patamar proporcional de 70%. Assim, o motivo da diferença no percentual para fins de cálculo de aposentadoria de homens e mulheres estaria no fato de que elas recolhem contribuições em período inferior ao deles.

O STF reconheceu a existência de repercussão da questão constitucional suscitada, vencidos os ministros Luiz Fux e Celso de Mello.”

(Com STF)

Cearense vai comandar Brigada de Infantaria da Selva

265 3

 O coronel de infantaria Ubiratan Poty, que é cearense, será o único oficial a ser promovido a general de brigada no próximo dia 31, durante cerimônia militar em Brasília.

Coronel Poty, após a promoção, exercerá o cargo de Comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, em Porto Velho (RO). Ele foi praça de 27 de fevereiro de 1978 e foi declarado aspirante a oficial da Arma de Infantaria em 12 de dezembro de 1981.

A informação nos chega através do ex-comandante do Corpo de Bombeiros do Ceará, coronel Duarte Frota.

Um alerta às autoridades sobre falta de atendimento médico em pontos turísticos

Do leitor do Blog Francisco das Chagas Araújo, recebemos a seguinte mensagem, que deve servir de alerta às autoridades do setor do turismo: 

Caro Jornalista Eliomar de Lima,

Neste momento em que todas as atenções estão voltadas ao incremento do turismo em nosso estado, gostaria de aproveitar a credibilidade de seu Blog, para fazer um alerta e uma denuncia a respeito do (não) atendimento ao turista que precisa de socorro nos postos de saúde do interior do Estado. Sei que o problema é vivenciado diariamente por todos os cearenses, sejam turistas ou não, mais gostaria de me reportar apenas as cidades turísticas por ter vivenciado um sério problema recentemente.

Vamos ao fato: No último dia 5 de julho, aproveitando uma semana de ferias, eu e minha esposa nos dirigimos a nossa belíssima Jericoacoara, como nosso tempo tempo era curto, pois planejávamos retornar na quinta-feira, saímos cedinho e conseguimos aproveitar o máximo do dia conhecendo as lagoas e outros pontos turísticos da Vila e de seu entorno, o nosso passeio estava sendo maravilhoso, até o final da quarta feira quando, aconselhados pelo guia, resolvemos alugar uma
charrete para ir à famosa pedra furada.

O maravilhoso termina aqui, pois daqui para frente começa o nosso pesadelo.

Ainda na rua principal da Vila, o guia da charrete tentou passar entre um carro estacionado no meio da rua e a calçada e não conseguiu, neste instante o motorista ligou repentinamente o carro, com o barulho o animal se assustou, empinou e me arremessou ao solo, bati a cabeça na carroceria do carro e cai sobre o ombro, foram mais de quinze minutos sem conseguir me mecher e com um ferimento na cabeça sangrando, nesse intervalo de tempo não apareceu nenhuma autoridade da Vila para prestar socorro. Foi então que, atendendo aos apelos de minha esposa, os moradores que assistiram ao acidente, conseguiram me colocar na carroceria do carro que me conduziu ao posto de saúde da Vila.

Mas o tormento só havia começado. Chegando ao posto, não tinha sequer um enfermeiro para fazer o atendimento. Fui atendido por uma auxiliar que limpou o ferimento e me enviou de ambulância para Jijoca, foram quatorze quilômetros sacolejando dentro da ambulância, sentindo muitas dores, na espectativa de enfim ser examinado por um medico. Ledo
engano. Em Jijoca também não tem medico, só havia um enfermeiro, e o mesmo estava prestando atendimento fora do posto. Tivemos que aguardar sua chegada para que o mesmo costurasse o ferimento da cabeça (foram quatro pontos) e me receitou um antiflamatório, mas era tudo que ele podia fazer, pois no posto não há um aparelho de radiografia. Fui
aconselhado a voltar a Jericoacoara e, no dia seguinte, tentar a sorte em algum município próximo, que tivesse o aparelho. Acontece que as dores eram fortes e eu não conseguiria enfrentar todo o retorno. Resolvi permanecer em Jijoca e, na manhã seguinte, minha esposa foi pegar nossa bagagem e o carro que havia ficado na Vila, e retornamos para
Fortaleza. Chegando aqui nos dirigimos ao Hospital Uniclinic para bater um raio X que constatou quatro vertebras fraturadas.

Relatado o caso, quero deixar um alerta às autoridades de Jericoacora: no que se refere ao trânsito dentro da Vila, é elogiável o controle dos carros de quem vem de fora, pois todos tem que deixar o carro na entrada, mas os chamados carros autorizados, e são muitos, continuam transitando livremente e sem nenhuma organização, param onde bem entendem e acabam contribuindo para que aconteçam acidentes como o que me vitimou, é necessário portanto um maior controle e organização sobre esses veículos.

A denuncia que faço é mais geral. Como o momento é de férias e há toda uma ação do governo parar atrair o turista, não poderia deixar de alertar às pessoas. Acho inadimisssivel que Jericoacora, um destino turístico tão badalado no mundo inteiro, que tem até aeroporto sendo construído para aumentar o numero de turistas, não tenha sequer um posto medico em condições de dar um minimo de atendimento a quem precisa, o que se percebe é a propaganda massiva do governo para
trazer mais gente ao nosso litoral, para trazer divisas, como bem fala o Secretario do Turismo. Enquanto isso a atenção as pessoas é relegada a segundo plano. Que os turistas venham, que curtam bastante e aproveitem ao máximo suas ferias, e que contém com a sorte de não precisar de atendimento medico, pois se precisarem não terão.*

* Francisco das Chagas Araújo,

Leitor.

Bispo da Universal incentiva criança a vender brinquedo e doar para a igreja

182 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=33YqlD2t7yc&feature=player_embedded[/youtube] 

“Uma criança de nove anos é incentivada por um bispo da Igreja Universal do Reino de Deus a vender seus brinquedos e doar o dinheiro à igreja para que os pais parem de brigar. Enquanto isso, sua mãe é exorcizada no altar. A cena ocorreu em culto da Universal em Santo Amaro, zona sul de São Paulo, e está sendo exibida em vídeo no blog do bispo Edir Macedo, fundador e líder da igreja.

A Universal foi procurada ontem para comentar o vídeo, mas não deu retorno até o fechamento desta edição.
No vídeo, o menino conta ao bispo Guaracy Santos que seus pais têm brigado com frequência. O bispo pergunta que sacrifício ele fará pelos pais. “Eu vou dar tudo que eu tenho”, responde a criança. Guaracy devolve: “E o que é tudo que você tem?”. “Brinquedo”, diz o menino.

O bispo insiste: “Você vai vender?”. A criança diz que sim, e Guaracy pergunta, referindo-se ao dinheiro: “Pra colocar onde?” “No altar”, promete a criança. Em seguida, sua mãe aparece em crises de convulsão, sendo segurada por um obreiro da Universal. O bispo diz que ela tem “o demônio” e “uma praga”. Depois, incentiva a criança a se aproximar. “Vai lá perto e fala: acabou pra você, diabo.” E conclui: “Seja fiel, vende o que você tem. Tem fé pra isso? Vai na tua fé”.

(Folha.com)

IstoÉ acusa liberação irregular do Dnit e ministro dá coletiva rebatendo

“O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, convocou uma coletiva na manhã deste sábado para prestar esclarecimentos sobre reportagem da revista “IstoÉ” que o aponta como responsável pela liberação de R$ 78 milhões para obras irregulares. Segundo Passos, esses repasses foram feitos de forma legal para “otimizar a aplicação dos recursos em cada exercício”.

Passos negou que haja qualquer irregularidade em crédito suplementar liberado em 2010 para empreiteiras que, segundo matéria publicada pela revista, doaram mais de R$ 5 milhões a candidatos do PR nas eleições do ano passado. Segundo a reportagem, o ministro liberou – na época em que assumiu o ministério interinamente em lugar de Alfredo Nascimento – créditos suplementares para três grandes obras, algumas que constavam na lista de irregularidades graves do Tribunal de Contas da União.

Passos justificou que o aumento de verbas foi feito para a realização de obras complementares e, em alguns casos, para conclusão de duplicação da pista. Mas admitiu que a necessidade de suplementar recursos pode significar falhas da diretoria de Planejamento do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) na elaboração do projeto executivo das obras, orçadas em valor menor do que o necessário para sua conclusão. “Pode ter havido falha no projeto original sim. Há casos em que, havendo falhas, são impostas sanções previstas, como multa e até declarar inidoneidade da empresa”, afirmou.

O ministro disse ainda que desconhece o fato de as empresas que receberam os créditos suplementares terem feito doações de campanha para o PR. “Não tenho conhecimento e não vejo uma relação entre uma coisa e outra”.As denúncias de “IstoÉ” envolvem o repasse extra de recursos para três rodovias federais no ano passado – BR-317 (trecho do Amazonas), BR-265 (trecho de Minas Gerais) e BR-101 (trecho do Rio de Janeiro). De acordo com o ministro, a liberação desses créditos suplementares atende a um procedimento usual na administração pública de remanejamento dos recursos de obras que estão paradas para outras que estão em ritmo mais avançado.

No caso de trecho da BR-101, em que um contrato de duplicação da rodovia foi aumentado em 100%, o ministro admitiu possíveis falhas na elaboração do projeto original, as quais atribuiu à diretoria de planejamento do Dnit.

Novas demissões
Diante das últimas denúncias de irregularidades no órgão, Passos não descartou que sejam afastadas outras pessoas da cúpula “caso haja motivo”, conforme determinação da presidente Dilma Rousseff. “Se houver razões que justifiquem, outras pessoas podem ser substituídas. Vamos promover afastamento, ou demissão, de quem quer que seja que tenha conduta incompatível com o que deve ser a postura de um servidor público”.
(iG)

Colisão entre ônibus e dois caminhões deixa um morto e dois feridos na BR-116

“Um acidente envolvendo um ônibus, dois caminhões e uma carreta deixou um morto e dois feridos na tarde deste sábado, 16, por volta das 14h, na BR-116, quilômetro 14, no bairro Pedras, em Fortaleza. 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um caminhão de carga da empresa Maranguape, um caminhão de transporte de líquido inflamável e uma carreta colidiram entre si. Um ônibus da companhia Nordeste, que vinha de Natal para Fortaleza, não conseguiu desviar e acabou colidindo contra os veículos. A carreta teria fugido do local do acidente. 

Ainda de acordo com a PRF, um funcionário da companhia, o motorista Antônio Rocha da Silva, 49, morreu no local. Ele estava indo de carona para Mossoró, onde iria trabalhar. 

O motorista do ônibus, José Tomaz Araújo, 60, foi encaminhado para o Frotinha de Messejana com ferimentos leves, mas já foi liberado. Um dos passageiros teria tido uma fratura exposta e foi encaminhado para o Instituto Dr. José Frota (IJF). 

A rodovia encontra-se parcialmente interditada, mas ainda há passagem para os veículos. Não há engarrafamento.”

(O POVO Online)

Projeto proíbe empresa de cobrar por envio de boleto bancário

198 1

“A Câmara analisa o Projeto de Lei 1586/11, do deputado Manato (PDT-ES), que proíbe as empresas de cobrar pela emissão e pelo envio de carnê ou boleto bancário. O texto inclui essa cobrança entre as práticas consideradas abusivas pelo Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90).

De acordo com a proposta, o cumprimento da regra deverá ser fiscalizado pelos órgãos de proteção e defesa do consumidor em cada estado e no Distrito Federal.

Para o deputado, o custo da emissão e do envio da cobrança é inerente ao negócio e, por isso, cabe à empresa arcar com ele. “A prática de repasse dos custos de cobrança ao consumidor caracteriza abuso, ilegalidade e injustiça”, disse. “O consumidor não deve pagar despesas além do valor do produto ou serviço que esteja adquirindo.”

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.”

(Agência Câmara)

Enquanto Dilma briga com PR, Lula viaja em jatinho de dirigente da legenda

194 1

“Num instante em que Dilma Rousseff toma distância do Partido da República, Lula se achega à legenda.

Na noite da última quinta-feira (14), Lula viajou de Goiânia para São Paulo num avião modelo King Air cedido pelo deputado federal Sandro Mabel (PR-GO). Mabel preside em Goiás o diretório estadual do PR, a legenda que protagoniza o escândalo de corrupção no Ministério dos Transportes. Deve-se a informação sobre a “carona” de Lula na aeronave de Mabel ao repórter Demétrio Weber.

Lula foi a Goiânia para participar do segundo dia do Congresso da UNE. Depois, visitou a cidade de Aparecida de Goiânia. Esteve no Condomínio Águas Claras, um conjunto de casas populares erigido na sua gestão, com verbas do programa Minha Casa, Minha Vida. Foi recepcionado por políticos goianos. Entre eles o prefeito da cidade, Maguito Vilela (PMDB), e Mabel. Lula mimetizou o comportamento que exibia nos tempos de presidente. Inspecionou residências, discursou e cumprimentou moradores.

Na foto lá do alto, Mabel, de óculos, aparece na posição de “papagaio de pirata”, logo atrás de Lula, em meio à multidão. A certa altura, Lula, que viajara de São Paulo para Goiânia em avião de carreira, disse que receava perder o horário do vôo da volta. Político bem posto, dono da fábrica de biscoitos cuja logomarca incorporou ao sobrenome, Mabel ofereceu seu avião particular. E Lula não hesitou em aceitar.

Acompanharam o ex-soberano na carona, um assessor de imprensa, seguranças e Luiz Dulci, o ex-ministro que, hoje, trabalha para Lula no seu Instituto de Cidadania. Sem mencionar o favor aeronáutico, Mabel cuidou de dar visibilidade aos momentos que dividiu com Lula. Escreveu no twitter: “Acabo de chegar na prefeitura de Aparecida de Goiânia juntamente com nosso querido ex-presidente Lula.” Levou ao blog uma nota sobre a passagem do visitante ilustre pelo condomínio Águas Claras. Pendurou fotos na web.

Além de presidir o PR-GO, Mabel controla no Estado a representação do Dnit, o departamento que cuida das obras rodoviárias. Acomodou no posto, ainda na Era Lula, o apadrinhado Alfredo Neto, personagem que, por ora, sobrevive ao escândalo que já produziu seis escalpos nos Transportes. Às turras com a cúpula do PR, Mabel degusta o infortúnio de Alfredo Nascimento e Valdemar Costa Neto –respectivamente presidente e secretário-geral do partido.

Os desentendimentos da tróica começaram em fevereiro, quando Mabel levou às últimas consequências uma malograda candidatura à presidência da Câmara. Fechados com Marco Maia (RS), o petista que prevaleceu na disputa, Nascimento e Costa Neto tentaram, sem sucesso, convencer Mabel a desistir da postulação. A teimosia custou a Mabel a liderança do PR na Câmara e a abertura de um processo disciplinar interno.

Não fosse o escândalo que derrubou Nascimento da cadeira de ministro e carbonizou Costa Neto, o prejuízo de Mabel teria sido maior. Antes de cair em desgraça, os mandachuvas do PR tramavam destituir Mabel da presidência do diretório goiano. Queriam entregar o comando do partido no Estado ao goiano José Francisco das Neves, chamado na intimidade de Juquinha. Vem a ser o ex-presidente da estatal ferroviária do Ministério dos Transportes, a Valec. Abalroado pelas denúncias e afastado por Dilma, Juquinha refreou o plano de substituir Mabel.

Nascimento e Costa Neto haviam acertado também a demissão de Alfredo Neto, o homem de Mabel no Dnit de Goiás. Incumbido de levar Alfredo ao cadafalso, Luiz Antonio Pagot, o pêérre que chefiava o Dnit em Brasília, viu a lamina descer antes sobre seu próprio pescoço. Para fugir ao afastamento ordenado por Dilma, Pagot saiu em férias. A despeito de ter preservado o governo em depoimentos no Congresso, não voltará ao cargo. Enquanto seus rivais lidam com novas prioridades, Mabel vê esfriar a grelha que Nascimento e Costa Neto haviam acionado contra ele. Ao viajar nas asas cedidas por Mabel, Lula como que grudou sua imagem num pano de fundo que traz as marcas de uma legenda em chamas e as nódoas de um ministério em ruínas.

Nesta sexta (15), já em São Paulo, Lula anunciou num discurso parasindicalistas: “Eu vou voltar a viajar pelo país”. Em verdade, já havia iniciado o ciclo de viagens na véspera. E não começou bem.”

(Blog do Josias de Souza)

São João de Maracanaú está chegando ao fim

214 3

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=AqA9TZm7RwY[/youtube]

O prefeito Roberto Pessoa (PR) comemora o sucesso do “São João de Maracanaú”. Satisfeito com o apoio e a boa repercussão nacional, já definiu o tema do festão junino de 2012: centenário de nascimento do grande Luiz Gonzaga.

O festão junino, iniciado no último dia 1º, com direito a cidade cenográfica em homenagem ao centenário de Juazeiro do Norte (Região do Cariri), vai terminar neste domingo com show da banda “Aviões do Forró”.

Neste sábado, no entanto, apresentações de Waldonys e de Alceu Valença.

Petrobras com edital de concurso na praça

“A Petróleo Brasileiro S.A. (Petrobras) lançou seu primeiro edital deste ano. Desta vez serão preenchidas 590 vagas imediatas e formado cadastro de reserva em todas as regiões do país. Ao todo, são 45 cargos com remuneração entre R$ 1.437 a R$ 6.217.
Para se candidatar, os interessados precisam ter nível médio, técnico ou superior. Pela primeira vez, o edital contempla os tecnólogos, que podem concorrer a três cargos. Os aprovados serão contratados segundo regime celetistas e, além do salário, terão benefícios como previdênca complemtenar, plano de saúde, benefícios educacionais para dependentes, entre outros. Os candidatos vão passar por provas objetivas e discursivas previstas para 28 de agosto de 2011.
As inscrições estão abertas até 31 de julho e são feitas no site da Fundação Cesgranrio. Depois de preencher os dados pessoais e do cargo pretendido, o concorrente precisa emitir o boleto e pagar a taxa de participação, que é de R$ 30 ou R$ 45 , de acordo com o nível de escolaridade do cargo. A última seleção realizada pela Petrobras ainda está em andamento e recebeu mais de 340 mil inscritos. As provas foram aplicadas em fevereiro de 2011.”
(SOS Concurseiro)

Prefeitura vai recadastrar aposentados e pensionistas

181 1

“O Instituto de Previdência do Município (IPM) assinou contrato com a Caixa Econômica para que o banco faça o recadastramento dos aposentados e pensionistas da Prefeitura de Fortaleza. O superintendente do IPM, Mário Mamede (foto), diz que a intenção é obter um panorama fiel do público da Instituição. O trabalho está previsto para começar já no próximo mês e os resultados deverão ser conhecidos em seis meses. Serão convocados todos os cerca de 10 mil beneficiários para se apresentar às agências da Caixa. Terão de levar a documentação necessária e o formulário a ser disponibilizado na internet.

Segundo Mário, o recadastramento é inadiável. “Há mais de 10 anos não é feito”. O IPM pretende farejar eventuais duplicidades ou até mesmo casos de falecimentos não comunicados. Casos do tipo, por vezes, são verificados pelo órgão. Mário considera cinco anos um prazo adequado para a periodicidade do recadastramento. O foco, diz Mário, é montar um banco de dados confiável. “Nossa preocupação é com um futuro de 35 anos”. Ele afirma que a intenção é base de dados que dialogue com qualquer regime previdenciário, sobretudo o regime único.

No primeiro Governo Lula o então ministro da Previdência, Ricardo Berzoini, acabou tendo de pedir desculpas públicas após implantar sistema de recadastramento de pensionistas do INSS. Na época, em momento autocrítica, definiu a medida como “grave equívoco administrativo e político”. No caso de Fortaleza, Mário Mamede, garante que a situação é outra. Embora o procedimento seja o aposentado e pensionista se dirigir até uma agência da Caixa, Mário ameniza. “Na impossibilidade de não poder se deslocar, por limitações físicas, por exemplo, a decisão é fazer a visita domiciliar”.

(Coluna Vertical S/A, do O POVO)

Fortaleza virou a cidade do barulho. Em todos os sentidos

538 4

Eis artigo assinado pelo jornalista Andreh Jonathas com título bem curioso: “Os ouvidos não são de concreto”. Fala da barulheira que reina nesta Fortaleza sem lei nesse aspecto. A história de Andreh pode ser transportada para quem é vizinho de bares e seus show fora de hora e outros abusos. Confira e conte sua história ou denuncie.

Juntamente com o paraíso pintado nos folders de condomínios do tipo “venha morar no melhor lugar do mundo”, alastra-se uma peste que inferniza a população de Fortaleza: a poluição sonora.

A construção civil é um dos setores que mais emprega no Ceará; tem forte influência positiva no Produto Interno Bruto (PIB) do Estado; constrói o sonho da casa própria da população local e hospedagens aos visitantes.

Mas a intensidade dos ruídos é diretamente proporcional ao desenvolvimento desta atividade econômica.

Duas torres residenciais, de uma mesma empreiteira, estão sendo erguidas próximas onde moro. Marteladas, serrarias e outros intensos ruídos ecoam, pelo menos, a duas quadras do lugar. No meu caso, tiram a paz das poucas horas de descanso no sábado e domingo. Isso mesmo: domingo. O engenheiro responsável, com o qual mantive contato pessoal e telefônico para queixa, não resolve o problema e diz ter autorização para trabalhar sábado e domingo. Na semana, inclusive, ultrapassando o horário comercial.

Se existe uma legislação específica para ruído da construção civil, ela não está sendo cumprida. O Disque Silêncio, que também recebe denúncias pelo “190”, não resolve. Após a reclamação, uma viatura chega ao local, olha os documentos e vai embora. Mas a denúncia foi contra o barulho, não contra a documentação da obra. O barulho continua.

O problema não é particular, é coletivo e, certamente, incomoda tanto quanto os chamados paredões, que já possuem uma lei municipal direcionada. Não é possível implantar um programa de amenização de ruído por parte das construtoras? Dinheiro não deve faltar.

Convoco a população a não se acostumar com este desrespeito e cobrar das autoridades públicas e privadas um posicionamento sobre o assunto.

Pior que os ruídos das obras é a sensação de que os cidadãos têm pouca, ou nenhuma, voz contra o barulho da construção civil. Bom lembrar que os ouvidos da população não são de concreto.

* Andreh Jonathas – Repórter do Núcleo de Negócios do

O POVO