Blog do Eliomar

Últimos posts

Propaganda dos candidatos a presidente em clima de apresentação

109 1

O horário eleitoral gratuito começou às 7h desta terça-feira (17) com 50 minutos de propaganda nas emissoras de rádio. Os presidenciáveis, que tiveram metade desse tempo, utilizaram o espaço para fazer as primeiras apresentações, defender propostas e mostrar quais recursos devem marcar a utilização do espaço. Os demais 25 minutos foram dedicados aos candidatos à Câmara dos Deputados. Entre os partidos, apenas PCO e PCB não utilizaram o tempo para promover seus candidatos à Presidência, obrigando a inserção de um aviso. No texto padrão, um narrador informava, repetidas vezes, que o espaço estava reservado aos respectivos partidos.

José Serra
A campanha de José Serra (PSDB) abriu espaço eleitoral no rádio. O programa tucano explorou o diálogo entre dois personagens, Chico (um mineiro) e Ari (um baiano), que conversaram com o apresentador do programa sobre o candidato e suas principais propostas. A produção destacou o trabalho do tucano no Ministério da Saúde e abordou detalhes de sua biografia. A origem de Serra foi ressaltada quando foi afirmado que o pai do tucano carregou caixa de frutas para que o filho pudesse carregar caixa de livros. O programa teve ainda música de campanha cantada por Elba Ramalho.

Plínio de Arruda Sampaio
O segundo na ordem da propaganda eleitoral foi Plínio de Arruda Sampaio (PSOL). Logo no início do programa, ele foi apresentado como “primeirão no debate da Band”. Ele se apresentou como candidato que busca a justiça e defende as minorias. O narrador do programa diz que “Plínio parece frágil, mas não é”, e afirma ainda que o candidato já lutou contra ditadura e tem experiência.

PCO e PCB
O PCO, terceiro partido, não utilizou o espaço reservado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), assim como o PCB, último partido na ordem do primeiro dia de propaganda. Nos dois casos, um narrador apenas repetiu diversas vezes que o espaço estava reservado aos partidos.

Zé Maria
A quarta inserção foi a do candidato Zé Maria (PSTU). O próprio Zé Maria abriu a propaganda. O partido defendeu que, no “Brasil de verdade”, prosseguem os problemas de endividamento da população, dificuldades na habitação, segurança e saúde. Zé Maria criticou a gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o pouco tempo disponível para seu programa na TV e a ausência de convites para participar de debates.

Dilma Rousseff
No programa de Dilma Rousseff (PT), após a introdução de narradores, Lula foi o primeiro a falar, deu crédito de “boa parte” das realizações do governo à candidata e disse que ela continuará o que começaram juntos. Dilma falou na sequência. Ela teve a biografia apresentada, ressaltou mudança no jeito de governar, com foco nos avanços sociais e apresentou propostas. O encerramento foi com música que traz espécie de recado de Lula para Dilma: “deixo em tuas mãos meu povo, e tudo que mais amei, mas só deixo porque sei, que vais continuar o que fiz”.

José Maria Eymael
Na sequência, o horário eleitoral reservou espaço para a participação de José Maria Eymael (PSDC). O candidato apostou na reprodução de seu jingle e apresentou sua biografia política. A campanha utilizou o espaço para divulgar o endereço do site com detalhamento das propostas.

Levy Fidélix
O candidato Levy Fidélix (PRTB) se apresentou como defensor das pessoas e empresas que “pagam cada vez mais impostos” no país. O presidenciável disse que quer ser o candidato da justiça, do progresso e do desenvolvimento.

Marina Silva
O encerramento do primeiro bloco da propaganda coube ao Partido Verde. A candidata Marina Silva começou o programa falando das ameaças ao planeta e defendeu a urgência na defesa da causa do meio ambiente. Segundo a candidata, o Brasil tem um papel fundamental na construção de um planeta sustentável. O programa explorou no encerramento o jingle de campanha, que tem como estrofe o verso “eu sou brasileiro, eu sou marineiro”.

DIVISÃO

O horário eleitoral gratuito será exibido no rádio e na televisão até o dia 30 de setembro, em três blocos, de manhã, de tarde e de noite. Os programas dos candidatos ao Palácio do Planalto terão 25 minutos de duração e serão veiculados às terças-feiras, quintas-feiras e sábados, de 7h às 7h25 e de 12h às 12h25, no rádio, e de 13h às 13h25 e de 20h30 às 20h55, na televisão. Em seguida, serão exibidos os programas dos concorrentes ao cargo de deputado federal, que terão ao todo 25 minutos. Os candidatos a governador terão as propagandas exibidas nas segundas, quartas e sextas-feiras em um bloco de 18 minutos, seguido dos programas de deputado estadual e distrital (17 minutos) e senador (15 minutos). Além dos programas em bloco, serão veiculados 30 minutos diários – seis para cada cargo – divididos em inserções de até 60 segundos, ao longo da programação das emissoras, entre 8h e 24h, inclusive aos domingos.”

(Portal G1)

TSE – Caso do cearense alcançado pelo "Ficha Limpa" na pauta desta 3ª feira

“Um sinal amarelo acendeu-se para os partidários da Lei da Ficha Limpa. O primeiro recurso de um candidato barrado pela Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/10) deve voltar à pauta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta terça-feira (17). Na semana passada, o relator do caso, ministro Marcelo Ribeiro, sinalizou voto para aceitar o registro antes negado pelo Tribunal Regional do Ceará. Ao julgar o caso específico, Ribeiro reviu sua posição anterior, de que a ficha limpa valeria para as eleições deste ano, com algumas resalvas. No caso específico, Ribeiro optou por considerar que deve ser respeitado o princípio da anualidade. Ou seja: que a lei altera a situação de uma forma que pode prejudicar os candidatos e, portanto, só poderia valer para as próximas eleições.

O recuo de Marcelo Ribeiro deixou uma dúvida no ar: a sensação inicial, de que a lei já valeria para estas eleições, pode acabar revista? É o que pode ocorrer caso outros integrantes do TSE que apoiaram a Lei da Ficha Limpa mudem também de posição. Foi por isso que, logo após a leitura do parecer de Marcelo Ribeiro, o presidente do tribunal, Ricardo Lewandowski, favorável à ficha limpa, pediu vistas (mais tempo para analisar o caso). Na verdade, Lewandowski queria um tempo para medir a situação e tentar preservar a lei que barra candidatos com condenações.

O caso relatado por Marcelo Ribeiro diz respeito à candidatura de Francisco das Chagas Rodrigues Alves (PSB), postulante a uma vaga na Assembleia Legislativa do Ceará. Ao abrir seu voto na sessão da última quinta-feira (12), ele deixou claro que o princípio da anualidade deve ser respeitado. Ou seja, o endurecimento da legislação atual só poderia ser aplicado nas eleições de 2012.

É consenso entre juristas ouvidos pelo Congresso em Foco que o futuro da lei começa nos primeiros casos julgamentos com base na restrição de candidatos com problemas na Justiça. O tom que a corte impuser nos recursos, tanto por parte dos políticos quanto do Ministério Público Eleitoral (MPE), será seguido no restante das análises. Quando o TSE pronunciou-se em tese sobre a lei, respondendo favoravelmente a duas consultas sobre se a aplicação da ficha limpa valeria para as eleições deste ano, evidenciou-se na ocasião que o tribunal barraria as candidaturas. Mas os ministros podem rever suas posições, como fez Marcelo Ribeiro. Esse é o risco.

É verdade que desde o início o ministro Ribeiro tinha ressalvas à lei que não tinham outros ministros favoráveis, como o próprio Lewandowski e Carmen Lúcia. “Precisamos ficar atentos a essas primeiras decisões, pois elas é que vão nortear a posição do TSE”, disse o presidente do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), Marlon Reis. As respostas às consultas funcionam como orientação aos tribunais regionais de como devem proceder. No entanto, não valem como jurisprudência e nem possuem efeito vinculativo. Mesmo assim, Marlon Reis permanece otimista. “Não estamos preocupados, a posição do ministro não é majoritária na corte”, completou Reis, referindo-se ao parecer de Marcelo Ribeiro.”

(Congresso em Foco)

Acidente na BR-116 deixa seis mortos

Cinco carros de pequeno porte e dois caminhões se envolveram em uma colisão na manhã desta terça-feira, na BR-116, altura do quilômetro 30. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o acidente provocu a morte de seis pessoas, enquanto outros três envolvidos foram levados para o Instituto Doutor José Frota (Centro) em estado grave por meio de helicóptero do Ciopaer.

Três delas estavam dentro de um veículo Fiat – que pegou fogo com o acidente – e morreram carbonizadas. Entre os queimados está uma criança. O Corpo de Bombeiros ainda resgatou outras três que ficaram presas nas ferragens de outro Fiat, mas elas já estavam sem vida.

Informações preliminares dão conta de que o acidente teria sido provocado a partir da colisão envolvendo uma carreta e uma motocicleta. Para tentar desviar, outros carros acabaram colidindo de frente, provocando engavetamento de outros veículos.

(Com PRF, O POVO Online e Jangadeiro Online)

Guimarães comemora pesquisa, mas pede cautela

O deputado federal José Nobre Guimarães (PT) comemorou, nesta terça-feira, a liderança da candidata a presidente da República por seu partido, Dilma Rousseff, na pesquisa Ibope. Dilma aparece com 11 pontos percentuais à frente do seu principal adversário, José Serra. Ela registrou 43%, enquanto o tucano marcou 32%.

“Esse número é motivo de comemoração, mas não podemos nos acomodar. Temos que continuar firmes na campanha. Nada de já ganhou”, afirmou Guimarães. Para ele, essa tendência mostra condições de Dilma ganhar as eleições logo no segundo turno. “Mesmo assim, temos que continuar trabalhando”, reiterou o parlamentar.

Segundo Guimarães, com o início da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV, muitos brasileiros vão se inteirar de que Dilma é a candidata apoiada pelo presidente Lula, no que, na sua avaliação, será um trunfo importante para a petista. Guimarães disse que Dilma

Na propaganda gratuita, Luizianne conclama em favor do voto em parlamentares petistas

A propaganda eleitoral gratuita no rádio começou nesta terça-feira veiculando os candidatos a presidente da República e os que postulam cargos proporcionais. Entre os destaques locais, a presença da prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins. Como presidente regional do PT, ela fez uma convocação para que o eleitorado vote nos candidatos do seu partido, lembrando a sintonia deles com o projeto de Lula.

Na área dos parlamentares federais, a novidade foi o deputado federal Flávio Bezerra (PRB). Pouco conhecido da mídia, mas que apareceu fazendo sua propaganda como defensor das causas, por exemplo, do setor da pesca.

Elba Ramalho anima programa de Serra

63 1

Eis duas notas da coluna Painel, da Folha desta terça-feira. Abordam o programa gratuito de José Serra:

Roteiro 1 Um trecho de “Bate Coração”, sucesso com Elba Ramalho que ganhou nova letra do publicitário PC Bernardes, abrirá o primeiro programa de José Serra no horário eleitoral. Após a música, o candidato surgirá no estúdio, se apresentando.

Roteiro 2 O programa, que será o mesmo na hora do almoço e à noite, terá ainda biografia de Serra narrada por um locutor e entremeada por depoimentos de beneficiados por ações do tucano -que, ao final, participa de uma espécie de “pagode na laje” produzido em estúdio.

Hospital de Messejana inicia campanha para conseguir corações artificiais

80 1

“O Hospital do Coração de Messejana vai lançar, na próxima quinta-feira, às 9 horas, em sua sede, campanha para aquisição de novos corações artificiais destinado a pacientes cardíacos de zero a 12 anos. Atualmente, entre as crianças internadas no hospital, três estão em estado crítico e só esse equipamento poderá mantê-las em condições de aguarda um transplante.

Segundo o coordenador do Centro de Transportes do HCM, Juan Mejia, o objetivo é sensibilizar a sociedade, sobretudo setores governamental e empresarial, para a doação dos recursos necessário à compra desse equipamento. Cada coração artificial infantil custa, em média, R$ 60 mil e é importado de países como o Canadá e EUA.

Ano passado, em campanha semelhante, o hospital ganhou quatro corações artificiais para adultos, três deles já utilizados.”

(Coluna Vertical, do O POVO)

No café pró-Eunício e Pimentel, Tasso morde umas fatias

“Embora tenha sido marcado para firmar o apoio de vereadores de Fortaleza a Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT) na disputa pelo Senado, na tentativa de fazer frente ao favoritismo de Tasso Jereissati (PSDB), café da manhã realizado ontem entre os dois candidatos, seus articuladores políticos e 28 parlamentares acabou falhando em duas situações. Na primeira delas, quatro vereadores saíram na metade do encontro, alegando que já se comprometeram a votar a favor da reeleição de Tasso Jereissati.

Fora isso, partiu do próprio Eunício uma declaração que mostra que o discurso entre ele e o PT pode não estar tão afinado. Na contramão dos constantes ataques petistas ao candidato do PSDB, Eunício disse que não fará “questionamentos” a outras candidaturas. “Para vender meu peixe, eu não preciso salgar o dos outros. Não vou fazer o discurso pelo discurso, não vou dizer nenhum tipo de frase pra mídia publicar”, adiantou, ao ser questionado.

A manifestação vem dois dias após o “lançamento”, pela prefeita Luizianne Lins (PT), de uma espécie de slogan da campanha do PT rumo ao Senado. Na última sexta-feira, durante ato com a militância do partido, em Fortaleza, ela entoou, entre aplausos: “Para derrotar o coronel, vote Eunício e Pimentel”, em referência ao senador tucano. Indagado sobre a postura ofensiva de seus aliados, Eunício destacou que “não vai fazer nenhum tipo de baixaria”, sem citar a prefeita ou os petistas.

Braço direito de Luizianne e candidato a primeiro suplente de senador na chapa de Eunício, Waldemir Catanho (PT) defendeu a postura do peemedebista e disse que o discurso do colega até faz parte da estratégia. “Cada um exerce uma tarefa na campanha. Às vezes, é importante delegar a outras pessoas (o ataque)”, considerou.

Debandada

Se os organizadores do encontro – dentre eles, a prefeita Luizianne Lins, que acabou não indo – esperavam adesão total dos presentes à dupla Eunício e Pimentel, além de investidas mais duras contra Tasso, decepcionaram-se com a iniciativa dos vereadores Roberto Mesquita (PV), Irmão Léo (PRP), Mairton Félix (DEM) e Joaquim Rocha (PV). Embora tenham se dado o trabalho de comparecer ao café da manhã, eles saíram mais cedo e destacaram que votam mesmo é no candidato do PSDB.

Segundo Mesquita, Tasso se antecipou ao PT e ao PMDB e, antes mesmo do início da campanha, já havia conversado com o grupo para pedir apoio. “Partimos da premissa de que todo o Ceará tá vendo que Tasso é o melhor senador e que o melhor presidente é Lula (PT)”, argumentou, defendendo também o atual presidente, apoiador de Dilma Rousseff (PT), apesar de seu partido ter lançado Marina Silva (PV).

Sobre a segunda vaga – nestas eleições serão dois votos para senador – Mesquita anunciou voto no candidato de seu partido: Polô (PV). Os demais não se manifestaram a respeito. Irmão Léo disse que está ainda avaliando as opções. Segundo ele reclamou, o diálogo com Eunício e Pimentel permanece “vazio”, sem “concretização”. Ao ser questionado sobre o que falta para o entendimento com a dupla, o vereador destacou: “Digamos que seja troca de apoio”, afirmou, sem dar mais detalhes. O vereador Vitor Valim (PHS) também deixou a reunião antes do fim, mas garantiu que apoiará os candidatos de PT e PMDB.”

(O POVO)

Ficha Limpa barra um cearense em definitivo

“Dos 28 candidatos do Ceará barrados no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) pela lei da Ficha Limpa, só um não recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e já está com a candidatura definitivamente indeferida. Trata-se de Rubens Maia, que era candidato a deputado federal pelo PV. Ele foi impedido de concorrer em função de demissão do serviço público em decorrência de processo administrativo. O prazo para recorrer era de três dias a partir do julgamento no TRE-CE. Os candidatos que não o fizeram não têm mais prazo. Os outros 27 candidatos recorreram e aguardam julgamento.

Além dos 27 candidatos no Ceará barrados pela Ficha Limpa que recorreram ao TSE, pelo menos outros 18 candidatos cearenses em situação de indeferimento por outros motivos também recorreram no TSE, segundo informou ontem a assessoria do TRE-CE. Candidatos com registros desaprovados também no TSE terão um novo prazo de três dias, a partir da data do julgamento, para recorrer ao Supremo Tribunal Eleitoral (STF).

O STF é a última instância para ter aprovada a legibilidade dos postulantes.

Na semana passada O POVO mostrou que o Ceará era o estado, pelos números ainda provisórios, líder no número de candidaturas barradas pela lei da Ficha Limpa.

Ontem, mais três candidatos tiveram registros indeferidos pelo TRE-CE. Por falta de comprovação de filiação partidária, foram barrados os candidatos a deputado estadual Almir Antonio de Sousa e Aguiara Neves Aguiar, ambos do PSDB. No caso de Roberto Vasconcelos Távora (PSDB), problema foi documentação incompleta.

Outros 5 processos de registro de candidaturas ainda estavam aguardando julgamento no TRE-CE, apesar de o prazo estar esgotado desde 5 de agosto. ”

(O POVO)

Ibope – Dilma está com 11 pontos de vantagem sobre Serra

“A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, tem 11 pontos de vantagem sobre José Serra (PSDB), segundo pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira. A petista está com 43% das intenções de voto contra 32% de Serra. Na última pesquisa, realizada entre 2 e 5 de agosto, a diferença era de cinco pontos: 39% a 34%.

A candidata do PV, Marina Silva, continua com 8%, e os demais candidatos juntos somam 1%. Brancos e nulos somam 7% e indecisos são 9%. Em um segundo turno, Dilma teria 48% e Serra, 37%, diz o Ibope.

Sobre o governo Lula, 78% dos entrevistados avaliam como ótimo ou bom, 18% como regular e 4% como ruim ou péssimo. A pesquisa, encomendada pelo jornal “O Estado de S. Paulo e a TV Globo, está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número 23.548/2010.

Foram realizadas 2.506 entrevistas entre os dias 12 e 16 de agosto. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos.

Segundo o Ibope, considerando-se apenas os votos válidos, excluindo brancos, nulos e indecisos, Dilma tem hoje 51% das intenções de voto, enquanto Serra tem 38%, Marina tem 10% e os outros candidatos somam 1%. Se as eleições fossem hoje, Dilma poderia ser eleita no primeiro turno.”

(Portal Uol)

Programe-se para a propaganda eleitoral

105 1

Tudo pronto para a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. Às terças-feiras, quintas e sábados serão veiculados os programas dos candidatos à Presidência e à Câmara dos Deputados e às segundas, quartas e sextas-feiras, a exibição será para os candidatos aos governos estaduais, do Distrito Federal, ao Senado e às assembleias legislativas e do DF.

Ao todo, serão veiculados dois blocos de 50 minutos, de segunda a sábado (às 7 e às 12 horas no rádio e às 13 e às 20h30min na televisão – horário de Brasília), informa o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Entre os três principais candidatos da Presidência, a candidata Dilma Rousseff (PT) é a que tem maior tempo de exposição nos programas, com dez minutos e 38 segundos. José Serra, do PSDB, terá sete minutos e 18 segundos para expor suas propostas e Marina Silva, do Partido Verde, um minuto e 23 segundos.

Além dos programas em bloco, serão veiculadas inserções de até 60 segundos que totalizarão 30 minutos diários – seis para cada cargo. Essas inserções serão veiculadas de segunda a domingo.

Eis o tempo da propaganda gratuita para cada cargo eletivo no rádio e na TV:

Cargo
Dia da semana
Duração/minutos diários*
 
* Governador
Segundas, quartas e sextas
36 minutos
 
* Deputado estadual/distrital
Segundas, quartas e sextas
34 minutos
 
* Senador
Segundas, quartas e sextas

30 minutos
 
* Presidente
Terças, quintas e sábados
50 minutos
 
* Deputado federal
Terças, quintas e sábados
50 minutos

DETALHE – O tempo será dividido em dois blocos no rádio (às 7h e ao meio-dia) e na televisão (às 13 horas e às 20h30).

(Com TSE)

Lavareda diz que propaganda eleitoral é um xadrez emocional

Eis artigo do cientista político e sociólogo Antonio Lavareda sobre a propagasnda eleitoral gratuita e suas perspectivas. Lavareda, bom lembrar, ficou conhecido no Ceara´por comandar análises de pesquisas na Era Jereissati.

Autoelogios, ataques e promessas. Essa é a tríade que sintetiza o conteúdo das campanhas majoritárias. Nesta campanha presidencial os eleitores já vêm recebendo seu quinhão dessas mensagens desde que a pré-campanha começou, mas daqui a pouco, quando começar a propaganda na TV e no rádio, isso vai ser intensificado um grande volume de comunicação, com propagandas e comerciais, concentrado em curto espaço de 45 dias. Nesse período, o eixo cognitivo das campanhas a sua face mais objetiva e racional não escapará ao planejamento habitual: caráter, biografia, realizações, temas, apoios, questões e propostas. Tudo isso abordado nas vertentes positiva, negativa ou comparativa.

Mas, em torno disso, ou no cerne mesmo, um xadrez emocional estará sendo jogado, no qual o objetivo é despertar  reações de entusiasmo, orgulho, esperança, compaixão, medo, raiva, tristeza, entre outras. Um arsenal que combina emoções primárias, emoções sociais, e emoções de fundo. Usadas com maior ou menor consciência pelos marqueteiros, e com  diferentes graus de eficácia. Entre as mais recorrentes estão as que concernem à amígdala cerebral: medo e raiva. Que, aliás, já andam sendo mobilizadas. Petistas procuram despertar raiva e medo da suposta descontinuidade dos programas sociais na hipótese de vitória do candidato da oposição. E os tucanos tentam flanquear o entusiasmo gerado por Lula e despertar ansiedade quanto à candidata oficial, acusada de ligações com as Farc e o MST. O jogo emocional não pode ser subestimado.

Como analisei no livro Emoções ocultas e estratégias eleitorais, ele teve destaque nas três últimas campanhas presidenciais. Em 1998, em plena crise financeira internacional, o medo suscitado em relação a Lula foi importante para assegurar a vitória tucana no primeiro turno, vencendo com facilidade a raiva que os petistas tentaram despertar em relação ao governo que buscava a reeleição. Em 2002, foi a revanche da raiva, embora maquiada pelo Lulinha Paz e Amor. A desaprovação elevada de FHC, desde  o primeiro mês do segundo governo, consolidou um sentimento de aversão que por pouco não tirou seu candidato do segundo turno.

Em 2006, a fórmula emocional vitoriosa combinaria o resgate da raiva antiga em relação ao governo FHC, com o medo face a Alckmin, um candidato então desconhecido do eleitorado, sobre o qual se pregou a pecha da privatização. Do lado tucano, a indignação moralizante seria esmagada no segundo turno.Em 2010, as cordas das emoções estão apenas começando a ser tocadas. Vamos ver qual melodia ganhará mais conexão com os sentimentos dos eleitores.

* Antonio Lavareda é cientista político e sociólogo.

Prefeitura convoca 280 aprovados em concurso para professor

Essa informação é do site da Prefeitura de Fortaleza:

 A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), convoca este mês, mais 280 candidatos que compõem o cadastro reserva do concurso público para professor efetivo, realizado em setembro de 2009. O processo de lotação nas escolas da Rede Municipal de Ensino dos novos profissionais começa nesta terça-feira e termina dia 24.

O cronograma completo está disponível na página da SME  (www.sme.fortaleza.ce.gov.br/educacao/wp-content/uploads/Edital014.pdf). Esta é a primeira convocação de cadastro reserva do concurso, que aprovou 1.264 candidatos.

Gerente da Loja Cearamor deve ficar preso por 30 dias, informa delegado

“O gerente da loja da Cearamor deve ficar preso por pelo menos mais 30 dias. Esse é o tempo que a polícia tem para concluir as investigações. O delegado responsável pelo caso, Aurélio de Araújo, ressaltou que ele foi preso em flagrante, por porte ilegal de arma e tráfico de drogas. Entre os oito detidos no último sábado, além do gerente, outra pessoa também está presa e já tinha mandado de prisão em aberto em Porto Velho, por falta de pagamento de pensão alimentícia.

Para o delegado titular do 34º DP, o gerente da loja estava a par do que acontecia no local pois seria o responsável pelo prédio quando a Polícia chegou depois que um empresário teve um Gol tomado de assalto na Aldeota e viu quando o carro entrou na sede da torcida. Aurélio de Araújo informou ainda ao O POVO Online que o gerente da loja estaria tentando esclarecer o envolvimento dos outros detidos no caso.

O inquérito que apura o envolvimento de membros da torcida organizada Cearamor vai ser transferido do 34º Distrito Policial, no Centro, para o 3º, no São Gerardo.”

(POVO Online)

No Centenário do TJA, a "Valsa Proibida"

Vem aí a temporada da opereta “A Valsa Proibida”, dentro das comemorações do centenário do Theatro José de Alencar. O espetáculo, que reúne mica, teatro, balé e sobretudo beleza plástica, erá apresentado ao público nos próximos dias 27, 28 e 29 deste mês e 3, 4 e 5 de setembro, no TJA. Mais de vinte anos após sua última exibição e após quase 70 anos da estréia, a Valsa Proibida é um grande resgate da arte do Estado, contando com a montagem do grupo Comédia Cearense, que interpreta a música e o enredo de Paurillo Barroso e diálogos de Silvano Serra. A execução musical fica a cargo da Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho.

Essa é a quarta montagem da opereta pela Comédia Cearense, que até hoje detém o recorde de maior público da história do TJA, quando, na temporada de 1965, se apresentou durante 60 dias e reuniu cerca de 50 mil pessoas.

A Valsa Proibida

A primeira encenação da Valsa Proibida, promovida pela Sociedade de Cultura Artística, ocorreu em 1941. Dois anos depois, A Valsa passou a ser única opereta brasileira a ser encenada no Rio de Janeiro. A partir de 1965 a peça passou a ser montada pela Comédia Cearense, no Theatro José de Alencar. A sinopse traz a história ambientada no Reino da Morgôvia, onde o príncipe Frederico Augusto se apaixona por Mitz, uma jovem muito bonita e talentosa. Mitz compõe uma valsa que fala do seu amor por Fred. Porém o rei, sabendo desse romance, resolve proibir a execução, tornando-a a valsa proibida.

SERVIÇO

Ingressos – R$ 20,00 (interia ) e R$ 10,00 (meia)

Mais informações – (85) 3261 2022.

Líder da base aliada cidista na Assembleia Legislativa inaugura comitê

117 2

O deputado estadual Welington Landim (PSB), líder da base aliada pró-Cid Gomes na Assembleia Legislativa, anuncia: vai inaugurar comitê de sua campanha pró-reeleição nesta terça-feira em Fortaleza.

Isso, a partir das 19 horas, na rua Tomaz Acioli, 1502, bem pertinho da TV Diário. O governador Cid Gomes, postulante à reeleição, e os candidatos ao Senado, José Pimentel (PT) e Eunício Oliveira (PMDB) estão listados entre convidados.

Bom lembrar que Landim, caso seja reeleito, é um dos nomes cotados para presidir o Poder Legislativo. Ele, inclusive, já ocupou esse cargo.

Eunício e Pimentel fazem encontro com vereadores de Fortaleza buscando maior unidade

Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT), candidatos ao Senado pela coligação cidista, participaram, nesta segunda-feira, de um café da manhã, no Hotel Praia Centro, seguido de reunião com a bancada de de vereadores de Fortaleza apoiadores de Luizianne Lins (PT). O encontro foi puxado pelo coordenador-executivo da campanha pró-Dilma em Fortaleza, vereador Acrísio Sena (PT).

Segundo Acrísio, o objetivo foi acertar estratégias conjuntas da campanha dos dois candidatos. Ou seja, hora de acertar os ponteiros eleitorais para que ambos possam não somente reforçar a campanha pró-reeleição do governador Cid Gomes (PSB), mas garantirem a vitória a chapa completa.

No grupo cidista, o alvo prioritário é o senador Tasso Jereissati (PSDB), que faz oposição ao Governo Lula.

Prefeita diz que Dilma virá ao Ceará duas vezes, mas não confirma evento com Ciro Gomes

102 1

A candidata a presidente da República pelo PT, Dilma Rousseff, virá duas vezes em campanha ao Ceará, anunciou, nesta segunda-feira, a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT).Na condição de coordenadora-geral da campanha da petista, Luizianne disse que Dilma virá para comício no fim deste mês e no mês seguinte.

A prefeita não precisou datas e ainda descartou a presença da petista em Fortaleza no dia 22 de setembro. Setores da mídia nacional divulgaram essa data, informando que, nessa ocasião, o deputado federal Ciro Gomes, presidenciável descartado por seu partido, o PSB, com aval do PT, anunciaria apoio à candidata em palanque.

Ela preferiu afirmar que Dilma Rousseff ganhará no primeiro turno. Baseou-e nas pesquisas que já aponta a petista com oito pontos percentuais na frente do seu principal adversário, o tucano José Serra. Luizianne também afirmou que espera a vitória do governador Cid Gomes (PB) logo no primeiro turno. Garantiu estar trabalhando para isso.

Sobre os candidatos ao Senado – Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT) e suas expecativas para o pleito, afirmou: “O Pimentel… a campanha tá pegando.”

Sindiônibus descarta dar 10% de reajuste para motoristas, avisa dirigente

“O percentual de 10% de reajuste para motoristas e cobradores não foi dado em nenhum lugar do País”, disse, nesta segunda-feira, o vice-presidente da AssociaçãoNacional do Transporte Urbano (ANTU) e diretor do Sindiônibus, David Oliveira. Ele explicou que os empresários não têm como dar esse percentual e que desde maio último, ao contrário do que foi divulgado, o setor já vem pagando em folha 5,5% para a categoria.

David Oliveira afirmou ainda que o Sindiõnibus sentará nesta terça-feirapara tentar acordo com o Sintro, perante audiência na Justiça do Trabalho, mas reitera que 10% é elevado. Admite que poderia surgir um meio termo entre esse percentual e os 5,5 % já concedidos. Não arriscou índice, observando que tudo deve ser discutido agora perante a Justiça.

No último sábado, durante entrevista ao programa Grande Jornal, da rádio O POVO/CBN, o presidente do Sintro, Domingso Neto, em entrevista ao jornalista Nonato Albuquerque, admitia que 10% seria um percentual satisfatório para motoristas e cobradores.

David Oliveira participará em Brasília, nesta terça-feira, do seminário anual da ANTU, ocasião em que 46 secretários municipais da área de transporte também estarão presentes como convidados. A entidade dos empresários quer discutir alternativas para o caos no trânsito brasileiro, onde ônibus, conforme ele, ficou em segundo plano.