Blog do Eliomar

Últimos posts

Horário político dos partidos vai custar R$ 270 milhões para o contribuinte em 2011

“Nas noites de 48 quintas-feiras do ano de 2011, líderes de 25 partidos vão ocupar redes nacionais de rádio e televisão para fazer propaganda de seus próprios feitos. Metade dessas legendas terá ainda direito a mais 40 aparições de 30 segundos em todas as emissoras do País. Essas exibições custarão zero para os políticos e R$ 217 milhões para os conjunto dos contribuintes brasileiros. Outros R$ 201 milhões em recursos públicos serão destinados para o custeio de despesas de partidos com viagens, aluguel de imóveis e pagamento de funcionários, entre outras.

No total, o financiamento público dos partidos – não confundir com o de campanhas, ainda um projeto em discussão – terá um impacto de R$ 418 milhões, o equivalente ao que o programa Bolsa-Família gasta, em média, para atender durante um ano a 430 mil famílias, ou mais de 1,6 milhão de pessoas.

Esse valor vai se multiplicar caso o futuro Congresso aprove, na discussão da reforma política, o financiamento público das campanhas eleitorais – uma bandeira do PT que encontra simpatizantes tanto entre governistas quanto em oposicionistas.

Benefício tributário. Atualmente, o custo total dos partidos não se mede apenas pelo que sai dos cofres públicos, mas também pelo que deixa de entrar. As emissoras de rádio e televisão, como compensação pelo tempo destinado à propaganda das legendas, têm um desconto em parte de seus impostos ao governo federal. Essa renúncia fiscal – que é maior em anos eleitorais – chegará a R$ 217 milhões em 2011, segundo o projeto do Orçamento Geral da União encaminhado ao Congresso. Os partidos grandes são mais “caros” para os contribuintes, mas não há relação exata entre a representatividade eleitoral das legendas e seu custo.

O PT, por exemplo, teve 2.446 vezes mais votos que o PCO na eleição para a Câmara em 2010, mas seu custo anual – somando-se Fundo Partidário e propaganda obrigatória – será apenas 16 vezes superior ao da microlegenda no ano que vem.

Para o cientista político Carlos Melo, professor do Insper Istituto de Ensino e Pesquisa, não há, em princípio, problemas na utilização de recursos públicos para custear atividades partidárias. “A democracia tem um custo. A questão é analisar qual a relação entre custo e benefício”, afirmou. “Não há sentido em financiar com dinheiro do Orçamento a existência de partidos de aluguel, que servem a interesses que nem temos condições de identificar, já que mudam a cada eleição.”

Distorção

Atualmente, todos os chamados partidos “nanicos” ganham uma fatia de recursos desproporcional ao seu eleitorado. As dez menores legendas, somadas, tiveram apenas 3% dos votos na eleição para a Câmara e elegeram 1,5% dos deputados, mas seu custo chega a 7% do total despendido com os partidos. Em valores absolutos, PT do B, PTC, PSL, PRTB, PRP, PSDC, PTN, PSTU, PCB e PCO custarão R$ 29,4 milhões em recursos públicos no próximo ano.

A distorção pró-nanicos seria menor se os termos originais da última Lei dos Partidos Políticos tivessem sido mantidos. O texto restringiria a atuação das pequenas legendas a partir de 2006 – as que não obtivessem 5% dos votos para a Câmara, distribuídos por um mínimo de nove Estados, perderiam acesso a 99% dos recursos do Fundo Partidário e teriam apenas dois minutos na TV por semestre. Mas o Supremo Tribunal Federal considerou inconstitucional essa chamada cláusula de desempenho.”?

(Estadão.com)

Política econômica faz festa até pra tucanos

Eis artigo que o publicitário e poeta Ricardo Alcântara manda para o Blog nesta segunda-feira. Intitulado “Reflexões entre vitrines”, aborda os avanços do Governo Lula na economia e o saldo que até tucano aproveita. Confira:  

Quem trafega pelo Shopping Iguatemi nesses dias feéricos de consumo que antecedem ao Natal talvez não compreenda de que tanto se queixa Tasso Jereissati, seu proprietário, a respeito do governo Lula.
 
Afinal, quando foi mesmo que comerciantes como ele viram tantos clientes em sua porta? O presidente, que foi um bom camarada para os ricos, teria cometido o deslize de colocar dinheiro no bolso dos mais pobres…é isso?
 
Mas, ora, como seria possível ser sempre amigo dos ricos, que têm tantas coisas para vender, sem ser, pelo menos de vez em quando, amigo dos pobres, dando a eles dinheiro para comprar as coisas que os ricos vendem?
 
Afinal, o que alguns empresários brasileiros tem contra o Capitalismo? Será que aqueles que por tanto tempo cultivaram utopias sociais se tornaram mais sensíveis às razões do mercado do que os próprios mercadores?
 
São assim, os dias de hoje.

Ricardo Alcântara,

Publicitário e poeta.

PGM fará concurso em 2011

A Procuradora Geral do Município vai realizar concurso no primeiro semestre de 2011. Segundo o procurador-geral Martônio Mont’Alverne”, para 15 vagas que, inclusive, já criadas pelo novo plano de cargos, carreiras e salários da categoria.

O procurador afirma que há carência no setor. Martõnio não adiantou detalhes quanto ao processo de seleção.

Empresas e centrais sindicais querem medidas protecionistas de Dilma na economia

“Sob ameaça da invasão de importados, capital e trabalho deixaram as diferenças de lado para juntar forças numa cruzada em defesa do produto brasileiro. A aliança entre representantes das indústrias e das centrais sindicais começou a ser articulada nas mesas de negociação salarial, avançou em reuniões setoriais conjuntas e deve ganhar força no início de 2011, com a posse do governo Dilma Rousseff.

Empresários e sindicalistas pretendem convencer o novo governo a adotar medidas de proteção contra as importações e de incentivo fiscal e tributário a setores afetados pelo avanço do processo de substituição da produção local por estrangeiros. Entre eles, estão a cadeia de abastecimento do setor automotivo, bens de capital, eletroeletrônicos, calçados e têxteis.

“Queremos falar com a presidente Dilma, a equipe econômica e os parlamentares para mostrar o mal que isso está causando à economia “, diz o presidente da Força Sindical e deputado federal, Paulo Pereira da Silva.

A ideia é ter um diagnóstico sobre a situação e identificar os setores afetados, além da apresentação de propostas. Nesse sentido, os presidentes do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Sérgio Nobre, e da categoria em São Paulo, Mogi das Cruzes e Região, Miguel Torres, vão propor hoje ao presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, eventos para debater a competitividade da indústria nacional.

“Estamos pensando em promover, entre janeiro e fevereiro, um debate com esse tema reunindo a visão dos trabalhadores, dos empresários e do governo”, conta Nobre. “Num momento como este, não dá para cada um ter a sua agenda. É necessário ter uma agenda única, um diagnóstico comum das medidas importantes para reverter o quadro.”

A atuação conjunta do capital e do trabalho faz sentido. Nas negociações salariais deste ano, os trabalhadores chegaram a conquistar aumentos superiores a 6% além da inflação. Mas o ganho poderia ter sido maior. “As empresas alegam que perdem competitividade com o aumento dos salários”, afirma Torres.

Os sindicalistas temem que, no caso de uma eventual reviravolta no mercado interno, as empresas, além de importar, passem a demitir. Há preocupação ainda sobre os novos investimentos e a criação de empregos.

Um exemplo é o da Usiminas, que desistiu de construir uma usina no Vale do Aço, em Minas Gerais. A unidade, que estava embargada desde a crise internacional, teria capacidade para produzir 5 milhões de toneladas por ano e exigiria investimentos de US$ 6 bilhões. “Se somar a importação direta e indireta de aço este ano, estamos falando de 10 milhões de toneladas, o que representa quase duas Usiminas”, afirma o presidente-executivo do Instituto Aço Brasil (IABr), Marco Polo de Mello Lopes.”

(Estadão.com)

Alunos da UFC têm até 5ª feira para solicitar carteira estudantil

305 1

“O Diretório Central dos Estudantes da UFC informa que foi estendido, até quinta-feira (23), o prazo para que todos os estudantes da Instituição solicitem a carteira estudantil de 2011. Os formulários estão disponíveis na sede do DCE do Centro (Rua Clarindo de Queiroz, 933) e no site www.dce.ufc.br.

Além do formulário, o estudante deve entregar uma cópia do documento de identificação (RG), comprovante de matrícula (declaração, histórico escolar) e uma foto 3×4. Aqueles que solicitaram a carteira em 2010 devem fazer novo pedido, pois todas as carteiras atuais serão bloqueadas pela Etufor no dia 30 de abril de 2011. Os que solicitarem suas carteiras até o dia 17 de dezembro receberão as novas identidades estudantis até 30 de abril.

O DCE também informa que não há necessidade de nenhum tipo de pagamento por parte do estudante, pois a carteira é financiada pelo Sistema de Transporte de Fortaleza. A sede do Centro funciona das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas.”

(Site da UFC)

Dilma quer reduzir poder do PMDB em estatais

“Vencida a dura batalha pela definição do Ministério, a presidente eleita, Dilma Rousseff, após assumir o cargo, vai se dedicar à montagem do tabuleiro do segundo escalão mais cobiçado do governo: o comando das estatais, com promessa de reduzir o poderio do PMDB no setor.

Ela pretende esperar apenas a eleição dos novos presidentes da Câmara e do Senado, marcada para o início de fevereiro. Nessa fase, com mais autonomia, vai atacar primeiro as empresas da área energética, hoje dominadas pelos grupos do presidente do Senado, José Sarney (AP), de Jader Barbalho (PA) e do deputado Eduardo Cunha (RJ), todos do PMDB.

Dilma quer pôr nos principais postos do setor elétrico pessoas de perfil técnico e de sua confiança. Reconduzido ao Ministério de Minas e Energia para atender Sarney, Edison Lobão admitiu recentemente que não terá autonomia para indicar todos os cargos das estatais do setor:

— Não há nenhum ministério nessa condição de porteira fechada — disse Lobão.

A cobiça em torno das empresas do sistema Eletrobras se dá pelos R$ 8,1 bilhões de investimentos previstos no Orçamento de 2011. Nos últimos anos, a presidência da holding ficou sob responsabilidade de indicados por Sarney. O atual presidente, José Antonio Muniz Lopes, é um fiel aliado do presidente do Senado. Antes de ir para a Eletrobras, presidiu a Eletronorte.

Mas o alvo número um de Dilma é Furnas. Ela avisou aos integrantes da transição que, em fevereiro, quer intervir no comando da empresa para limpar a estatal de qualquer influência de Eduardo Cunha. A terceira maior verba das estatais do setor elétrico é destinada a Furnas (R$ 1,256 bilhão), que tem no comando atualmente Carlos Nadalutti, do grupo de Cunha.

O comando de Furnas está sendo disputado pelo PMDB mineiro como opção para o senador Hélio Costa (PMDB-MG), derrotado na eleição para o governo estadual, com apoio do deputado Newton Cardoso (PMDB-MG). Furnas tem também o cobiçado Fundo de Pensão Real Grandeza, que movimenta um orçamento de cerca de R$ 7,1 bilhões por ano, e cujo comando já foi alvo de duras disputas tendo Cunha à frente. Dilma já avisou que não cederá ao lobby de Hélio Costa.”

(Globo Online)

Bancada estadual do PT começa a discutir quem será o líder na Assembleia

A bancada estadual do PT fará reunião, a partir das 10 horas desta segunda-feira, na Assembleia Legislativa. Segundo o deputado Dedé Teixeira, o objetivo é começar a discutir a participação da legenda nas comissões técnicas da Casa.

O PT também vai discutir quem será o líder da bancada, que contará, a partir de 2010, com cinco parlamentares.

Cid conversará em Brasília com Dilma sobre o futuro de Ciro Gomes

O governador Cid Gomes (PSB) terá reunião nesta segunda-feira, em Brasília, com a presidente eleita Dilma Rousseff (PT). Na agenda, as demandas do Estado com relação ao futuro governo e, também, a participação que Ciro Gomes poderá ter na futura equipe ministerial.

Ciro Gomes já apareceu cotado para a pasta da Integração Nacional e agora é cotado para o futuro ministério dos Portos e Aeroportos.

No fim de semana, Cid chegou a tratar do assunto no Recife com o presidente naciomal do PSB, o governador de Pernambuco, Edaurdo Campos.

Cid, no entanto, já avisou: Independente de cargos, vai apoiar a administração Dilma Rousseff.

PDT quer a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social

O presidente regional do PDT, deputado federal eleito André Figueiredo, confirmou, nesta segunda-feira, que o ex-vereador Márcio Lopes é o nome que o partido apresentará para ocupar uma pasta que o governador Cid Gomes (PSB) destinar para a legenda.

Na mira, a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social que tem como titular Fátima Catunda, hoje longe do convívio do ninho do PSDB. Essa pasta chegou a ser ocupada pelo deputado federal eleito Artur B runo (PT), que pediu o boné alegando divergências administrativas.

Conforme Márcio, com a permanência de Carlos Lupi no Ministério do Trabalho e Emprego, pelo critério da paridade, a STDS deve ficar para os pedetistas locais.

Jijoca de Jericoacoara registra três assassinatos

“Três pessoas foram executadas em Jijoca de Jericoacoara, na noite deste domingo, 19. De acordo com a Polícia, o crime ocorreu nas proximidades da Lagoa do Paraíso. Dois homens chegaram em uma motocicleta e efetuaram disparos de pistola contra quatro pessoas que estavam em um buggy.

Entre as vítimas, estão dois homens que haviam pedido carona ao condutor do buggy. Morreram Bismarque Vasconcelos Albuquerque, 43, motorista, e José Eudério Pereira, 55, autônomo. A terceira vítima ainda não foi identificada. O caso deverá ser investigado pela Delegacia Regional de Acaraú.”

(POVO Online e TV Verdes Mares)

Lula admite voltar à presidência

110 2

“A menos de 15 dias de deixar a Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que poderá ser candidato novamente ao Palácio do Planalto.

Em entrevista ao programa “É Notícia”, da RedeTV!, Lula respondeu se voltaria a disputar a Presidência um dia: “Não posso dizer que não porque sou vivo. Sou presidente de honra de um partido, sou um político nato, construí uma relação política extraordinária”.

Fez uma ressalva: “Vamos trabalhar para a Dilma fazer um bom governo e, quando chegar a hora certa, a gente vê o que vai acontecer”.

Na entrevista, que foi ao ar na madrugada de hoje, Lula ainda fez reparos à política de Barack Obama, lembrou momentos ruins do governo, como as saídas de José Dirceu e Antonio Palocci, e defendeu a política econômica.

Volta ao Planalto

“A gente nunca pode dizer não. Eu fico até com medo, amanhã alguém vai assistir à tua entrevista, e dizer que Lula diz que pode ser candidato. Eu não posso dizer que não porque eu sou vivo, sou presidente de honra de um partido, sou um político nato, construí uma relação política extraordinária”.

“O Brasil tem uma gama de líderes extraordinários. Tem a Dilma [Rousseff] que pode ser reeleita tranquilamente. Você tem [os governadores] Eduardo Campos, Jaques Wagner, Sérgio Cabral. Tem a oposição do Aécio [Neves, senador do PSDB de Minas]. Tem o [ex-governador José] Serra (PSDB-SP), que diz que ainda vai fazer oposição. O que não falta é candidato. É muito difícil dar qualquer palpite agora”.

“Vamos trabalhar para a Dilma fazer um bom governo e quando chegar a hora a gente vê o que vai acontecer”.

Crise do Senado

Disse que a crise do Senado, em 2009, foi tentativa de golpe da oposição e que apoiou José Sarney para manter “a institucionalidade”.

“O que estava acontecendo ali era uma tentativa de golpe no Senado para que o vice, tucano [Marconi Perillo, de Goiás], assumisse. É lógico, só um ingênuo é que não percebe as coisas”.

Dirceu e Palocci

“Na Casa Civil, teve uma dubiedade entre o animal político que o Zé Dirceu era e a necessidade de ser o gerente do governo. Na minha opinião, era peso demais para uma pessoa tocar”.

“Devemos muito ao Palocci. Era preciso ser como o Palocci foi naquele primeiro momento. Fiquei nervoso com o Palocci quando, em 2005, a economia caiu muito. (…) Ele reconheceu que houve exagero no endurecimento”.

Mantega e Meirelles

Lula disse ser “grato” ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, e ao presidente do Banco Central, Henrique Meirelles: “Pode ter críticas de que houve erro aqui, demora ali, mas, quando você vai fazer uma síntese, percebe que a fotografia é mais positiva do que negativa”.

Mensalão

Voltou a dizer que, quando deixar a Presidência, vai “estudar um pouco o que aconteceu no período”. “Não acredito [que houve compra de apoio de parlamentares]”.

Diz que foi “lambança eleitoral” e que petistas deveriam ter assumido isso. “Agora, passados cinco anos, de cabeça fria, vou reler a imprensa. Vou ver o que aconteceu em cada jornal, em cada revista, para que a gente possa remontar, [fazer] um juízo de valor do que aconteceu”.

Papel de Marisa

O presidente contou que a primeira-dama, Marisa Letícia, “dá palpite” sobre governo. “A Marisa fala das coisas que sente e normalmente tem razão, porque ela fala coisa que o povo pensa”.

“Vou dar um exemplo de coisas importante em que a Marisa me ajudou. [Na campanha de 2006] Marisa era a maior incentivadora que eu tinha que ir para os debates, que eu deveria triturar meus adversários. Eu achava que eu não deveria ir, mas ela estava certa.”

Obama

Lula disse ser “fã” do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. “Ele só tinha que ter a ousadia que o povo americano teve votando nele. Recebeu uma herança maldita do governo Bush. O país quebrou. Como não tomou as atitudes nas horas certas, vem para as costas dele. Eu dizia para ele: ‘Presidente Obama, se você não fizer as coisas na hora correta, daqui um ano essa crise está nas tuas costas’. Porque a crise era do Bush”.

Vida de presidente

“O mais doloroso é a vida de um presidente. A vida de um presidente é muito solitária”.

“Tem o dedo de Deus nessa coisa [ter sido eleito presidente]”. “O preconceito raivoso de setores conservadores da sociedade brasileira me fez mais forte, pois eu tinha que provar todo santo dia que eu tinha que ser mais capaz do que eles”.

Pós-Presidência

“Vou descansar. Tirar umas férias que não tiro há 30 anos. Uns dois meses num lugar onde eu não tenha que fazer nada, discutir política, fazer absolutamente nada”.

“Normal eu nunca mais vou ser, mas um brasileiro o mais próximo da normalidade possível. Vou conseguir”. “Vai ser bom para o Brasil, vai ser bom para a Dilma, vai ser bom para todo mundo se eu ensinar como um ex-presidente tem que se portar”.

“Quero tirar tudo da Presidência de dentro de mim. Preciso voltar a ser o Lula. Voltar a ser um cidadão mais próximo da normalidade possível. Se deixo a Presidência dia 1º e dia 2 começo a dar palpite na política, eu vou estar tendo ingerência em coisa que eu não devo”.

(Folha ONline)

Parque de Feiras do Ceará já tem evento pautado para inauguração

“O evento que vai abrir as atividades do Parque de Feiras do Ceará, em ritmo de construção acelerada na avenida Washington Soares (Bairro Edson Queiroz), já está acertado. Segundo o presidente do Fortaleza Convention Bureau, Colombo Cialdini, será o Congresso Internacional de Máquinas (Maquintex), que ocorrerá no período de 9 a 13 de julho de 2011.

Trata-se do maior encontro do setor, que trará para a Capital cearense cerca de 10 mil pessoas e discutirá parcerias e conjuntura.

O Maquintex terá palestras, cursos, oficinas e ainda uma feira de máquinas pesadas, com lançamentos de produtos para segmentos de vários gêneros do ramo da indústria, complementa o secretário-executivo do Convention Bureau, Cabral Júnior.”  

(Coluna Vertical, do O POVO)

TRE altera horário de atendimento durante recesso forense

“A secretaria do Tribunal Regional Eleitoral e os cartórios eleitorais da Capital funcionarão normalmente durante o período do recesso forense, que começa nesta segunda-feira e se estenderá até 6 de janeiro de 2011. O horário de atendimento será das 8 às 12 horas, conforme Portaria n.º 1.607/2010, editada pelo presidente do TRE-CE, desembargador Luís Gerardo de Pontes Brígido.

Desta forma, durante o recesso do Judiciário quem precisar tirar, transferir, obter a segunda via do título de eleitor ou requerer certidão de quitação eleitoral, poderá procurar a Central de Atendimento ao Eleitor em Fortaleza, das 8 às 12 horas.

SERVIÇO

Central de Atendimento (Fórum Eleitoral Desembagador Péricles Ribeiro – Avenida Almirante Barroso, n.º 601 – Praia de Iracema, em frente à Secretaria de Estado da Saúde.

NO INTERIOR

Os cartórios eleitorais do interior do Estado também funcionarão normalmente durante o período de recesso, das 8h às 12 horas, seguindo o horário de expediente estabelecido para a capital.”

(Site do TRE-CE)

Morre atriz Lupi Gigliotti, irmã de Chico Anísio

Lupi e sobrinho Marcos Palmeira.

“Morreu no início da noite deste domingo em sua residência no bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro, a atriz e humorista Lupe Gigliotti, irmã do também ator e humorista Chico Anysio. Segundo informações da assessoria do ator, Lupe, de 84 anos, vinha lutando contra um câncer no pulmão nos últimos dois anos. O motivo da morte, no entanto, ainda não foi confirmado.

Nascida Maria Lupicínia Viana de Paula, em Maranguape, no Ceará, Lupe iniciou sua carreira artistica na década de 1960. Com passagens pelo teatro, cinema e televisão, a atriz ganhou destaque com a personagem Dona Escolástica na Escolinha do Professor Raimundo.

O último papel de Lupe na televisão foi como Áurea na novela “Cama de Gato”, da Globo, no início deste ano.”

(Folha Online)

Pirambu terá o "Natal Daqui"

Tudo pronto para o “Natal Daqui”. Trata-se de uma festa natalina que será oferecida para os moradores do bairro Pirambu, área da periferia de Fortaleza e que está sendo organizada pela ONG Centro de Incentivo à Vida. O evento conta com parceiros como a Secretaria Municipal do Turismo e Banco do Nordeste do Brasil.

A festa ocorrerá na próxima quinta-feira, a partir das 19 horas, no Parque Costa Oeste, principal local de prática esportiva do Pirambu. No programa, apresentações de grupos artísticos e culturais, visita do Papai Noel e uma estrutura montada para a comercialização de artesanato, comidas e bebidas, através da Feira da Economia Solidária.

Ely Aguiar já é cotado para prefeito do Crato

242 8

Reeleito para mais um mandato de deputado estadual, o jornalista e radialista Ely Aguiar já tem seu nome listado entre os prováveis “prefeituráveis” do município do Crato (Região do Cariri). Ely, que nasceu nessa cidade, não fala no assunto, porque deixa à vontade seu maior apoiador eleitoral, no caso o prefeito Samuel Araripe (PSDB).

Samuel, bom lembrar, já foi reeleito e está amadurecendo projeto político que passaria por uma disputa de deputado federal em 2014. Só que, por enquanto, Araripe também não discute o assunto, por considerar cedo.

De qualquer forma, o compromisso político dele de apoiar a reeleição do deputado federal José Arnon (PTB) em sua cidade, foi mais do que cumprido.

De qualquer forma, nunca Crato tem sido, nos últimos anos, o “Cratinho de Açúcar” para os políticos ali nascidos ou que trabalham pelo Cariri.

UNE ganha sede própria graças a R$ 30 milhões de indenização

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa nesta segunda-feira (20) do lançamento da pedra fundamental do novo prédio da União Nacional dos Estudantes (UNE), que será reconstruído na Praia do Flamengo, na cidade do Rio de Janeiro. A obra será bancada com a indenização que a instituição recebeu da União por ter sido incendiada e destruída pelo regime militar, em 1964. Dos R$ 44 milhões previstos na indenização, o governo federal já liberou R$ 30 milhões. O restante ficará para 2011.

O projeto da nova sede foi elaborado gratuitamente pelo arquiteto Oscar Niemeyer e terá 13 andares. Será erguido no número 132 e inclui salas de cinema, teatro e do museu Memória do Movimento Estudantil. A previsão é que as obras comecem no primeiro semestre de 2011 e se estendam por até dois anos.

”Estamos na fase de elaboração do projeto executivo. Só depois disso teremos o cronograma da obra”, informou o presidente da UNE, Augusto Chagas. Segundo ele, a entidade também busca uma parceria com empreiteiras para construção do prédio.

A instituição não decidiu ainda como administrará todas as salas da nova sede. De acordo com o presidente da UNE, esse assunto será discutido durante a construção do prédio.”

(Agência Brasil)

Sucessão em Maracanaú já começou nas ruas

297 5

A sucessão no município de Maracanaú (Região Metropolitana de Fortaleza) já está nas ruas. Depois do deputado estadual Edson Silva, agora deputado federal eleito pelo PSB,  admitir estar trabalhando para tentar ser prefeito dessa cidade, eis que a classe política de lá começou a se movimentar.

Professor Vasconcelos, que disputou a Prefeitura no último pleito, anuncia para o Blog que é pré-candidato a prefeito pelo PRB. Essa legenda, bom lembrar, é a sigla apoiada pelo esquema político do governador Cid Gomes (PSB).

Já o PT abriu processo para expulsar, por infielidade eleitoral, o atual vice-prefeito de Maracanaú, o petista Firmio Camurça.

(Foto – Paulo Moska)