Blog do Eliomar

Últimos posts

O Rei está nu

40 6

Com o título “Jarro quebrado”, eis artigo do professor, médico e antropólogo Antonio Mourão Cavalcante. Ele aborda o quadro da sucessão estadual no Ceará. Confira:

A política é movida pela paixão. Ela queima as emoções de forma ardente. Consome tripas, coração e bolso. Fora disso é arranjo entre amigos. O cenário inicial da sucessão estadual parecia mais um arranjo entre amigos “tu ficas com isso e eu com aquilo.” Era um poder esquartejado entre leões famintos. Mas todos quietos e comendo. Felizes.

Eis que, de repente, um dos grandes leões da arena – leia-se Tasso Jereissati – levou um canto de carroceria. Lula veio aqui e disse claramente ao governador Cid: “esse aqui não!” Como ficar quieto? Engolir no seco, calado? Política é movida pela paixão. O restante, nem precisa comentar…

Por outro lado, Lúcio Alcântara, foi jogado fora do esquema desde a vez passada. Na hora de ser reeleito, puxaram-lhe o tapete. Ele sonhava por essa revanche. Apareceu-lhe, no último momento, como um belo presente. Vingança é uma bebida que se toma fria.

Está montado o cenário da luta. Há amores traídos. Há paixões insultadas. Combustível suficiente para a explosão que vemos.

Nisso tudo cabe a um cidadão comum a pergunta: o que tenho eu a ver com essa briga? Vai sobrar alguma coisa para nós? É bom que seja assim. Movimenta os bastidores e os palanques. Cria um frisson especial. Não há o que disfarçar. O Rei está nu.

Nós, eleitores juízes, esperamos que os contendores mantenham a compostura. E, se sobrar um pouco de lucidez – nessa repentina e fratricida luta – o que podemos esperar dos senhores? Será muito interessante se os ditos candidatos lembrarem-se de que é o povo quem decide…

O conflito de paixões mal-resolvidas interessa aos envolvidos. Mas nós queremos mais do que briga de egos inflados. A coisa em jogo é mais séria do que caprichos pessoais. Objetivamente, esse pega inicial poderia conduzir-nos a problemas bem mais complexos – que tipo de sociedade desejamos construir por aqui? Como enfrentar as questões que nos afligem?

Antonio Mourão, antropólogo e médico,

a_mourao@hotmail.com

TCU vai lançar cadastro dos "Ficha Suja"

“O presidente do Tribunal de Contas da União, ministro Ubiratan Aguiar, em Fortaleza em ritmo de férias, anuncia: vem aí o Cadastro Nacional de Gestores e Empresas Inidôneas. O objetivo, segundo diz, é expor para o contribuinte, por meio do portal da transparência do TCU, a relação de dirigentes de órgãos públicos e empresas que enganaram o País. O cadastro nasce com informações repassadas pelos tribunais de contas dos Estados e Municípios e órgãos como Receita Federal.

“Essa é uma forma de contribuirmos para a defesa dos cofres públicos”, explica Aguiar. O cadastro, em processo de formatação, será lançado no dia 24 de agosto, em Brasília, e o acesso virá pelo site do tribunal.”

(Coluna Vertical, do O POVO)

Governo federal turbina gastos com publicidade nos meses que antecedem as eleições

“O governo federal turbinou seus gastos publicitários nos meses anteriores à disputa presidencial de 2010. A média mensal dos valores pagos entre janeiro e junho de 2010 dobrou, em comparação com a média do mesmo período de 2009, 2008 e 2007. A informação é de Rubens Valente, em reportagem publicada na Folha de São Paulo.

Segundo a reportagem, a curva suscita dúvida sobre desobediência à Lei Eleitoral. O texto legal exige que a despesa com propaganda oficial no período da pré-campanha, no ano eleitoral, não ultrapasse a “média dos três anos anteriores”. A redação da lei é dúbia, o que permite ao governo dizer que a média citada é a anual, não a semestral. Assim, o governo diz que cumprirá a média anual, ao final de 2010.”

 (Folha.com)

No casamento da filha, Ciro canta com Fagner

248 1

Cantor Fagner fez show na festa.

Nenhuma liderança do Partido dos Trabalhadores foi convidada para o casamento de Lívia Gomes, filha de Ciro omes (PSB) com a senadora Patrícia Saboya (PDT), com Jorginho Albuquerque, cuja festa se encerrou na madrugada deste sábado, no Iate Clube. Da esquerda mesmo local, só o senador Inácio Arruda (PCdoB) com sua mulher, Terezinha Monte.

Mas o ambiente político foi suprapartidário.O governador Cid Gomes (PSB), que foi padrinho, ali estava levando o seu candidato ao Senado, Eunício Oliveira (PMDB). Também circularam na festa o presidente regional do DEM, Chiquinho Feitosa, que é o primeiro suplente do senador Tasso Jereissati (PSDB). Tasso, aliás, disputará a reeleição e não foi ao casamento,  mas mandou sua mulher, Renata.

André Figueiredo, presidente regional do PDT, puxou a ala do partido da senadora Patrícia Saboya. Nesse grupo, o deputado estadual Ferreira Aragão, o vereador Plácido Filho e o advogado Fernando Férrer, que conseguiu na Justiça a realização da convenção municipal para mudar a cúpula pedetista de Fortaleza. A convenção ocorre nos próximos dias.

Paulo Skaff, ex-presidente da Fiesp, esteve no casamento, assim como os presidentes do STJ, ministro César Asfor, e do TCU, ministro Ubiratan Aguiar. Também os irmãos Assis e Jaime Machado.

CIRO, O CANTOR

Agora o fato bem curioso desse evento foi o final: no palco, o cantor Fagner fez a animação e, em certo momento, o deputado federal Ciro Gomes foi pra lá cantar com o artista. Quem estava na guitarra era o filho mais novo de Ciro, Yuri. Alguém chegou a comentar: cantando, Ciro é, sem dúvidas, um bom político.

Os Belos da política

Com o título “Os Belos da política”,a jornalista Regina Ribeiro escreve artigo no O POVO deste sábado, onde aborda os vices daqui e de Serra. Confira:
Estive observando os candidatos a vice anunciados esta semana. O candidato a vice na chapa do Marcos Cals (PSDB) é Pedro Fiúza, um rapaz de 30 anos, chamado para a “guerra espartana” do partido que, agora, prega a renovação da política cearense. Depois, veio o também o empresário de 34 anos Cláudio Vale, vice de Lúcio Alcântara (PR), com a missão de fazer “uma verdadeira oposição” no Ceará.
Mas a surpresa mesmo foi Indio da Costa (DEM), 39, o deputado-relator do projeto Ficha Limpa na Câmara. O que eu vi na TV e li em sites e jornais, é que o papel de Indio é aproximar os jovens da campanha de José Serra (PSDB), que não é sinônimo nem de simpatia, menos ainda de beleza. Os três têm em comum o fato de serem jovens e bonitos.

Beleza e juventude há séculos e séculos movem muita coisa no mundo. Na Grécia antiga, o “bom” estava imediatamente ligado ao “belo” e os dois representavam o ideal grego, assim como a força e disposição para a guerra. No século XX, os jovens foram os responsáveis por mudanças consideráveis na cultura e na política em vários cantos do mundo. Basta lembrar os embates de 68. Aqui no Brasil, na década de 60, a militância jovem acredita que não se podia confiar em ninguém com mais de 30 anos.

O tempo passou. A juventude – e a beleza -, antes ligadas a ideais coletivos e sociais, agora são quase uma questão de sobrevivência daqueles que necessitam de exposição pública. O belo é essencial para uma plateia de gente nascida e criada no altar do culto às celebridades – jovens e belas. (Juventude aqui também não tem nada a ver com tempo e sim, com a forma). Todos os partidos sabem o que a imagem dos seus candidatos podem fazer para convencer um exército de gente cuja aparência é um ingrediente tão importante quanto os valores pessoais e partidários numa campanha política.

Regina Ribeiro,

Jornalista.

reginaribeiro@opovo.com.br

Morre primeiro ouvidor da OAB-Ceará

234 7

Morreu o advogado Paulo Braun. O fato ocorreu na sexta-feira, em Fortaleza. Paulo Braun vinha enfrentando complicações pós-cirurgia de redução do estômago, segundo familiares.

Paulo Braun foi o primeiro ouvidor da OAB do Ceará e também conselheiro dessa entidade. O corpo está sendo velado no cemitério Jardim Metropolitano e, na segunda-feira, será cremado.

CPI do Castelão é "maledicência" diz Cid Gomes

“Em resposta à tentativa de se instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), na Assembleia Legislativa, para apurar supostas irregularidades na licitação das obras do estádio Castelão, o governador Cid Gomes (PSB) acusou a oposição de “maledicência”, provocada pelo período eleitoral. “Nós entramos numa reta de campanha. E a política, infelizmente, muitas vezes não quer nem saber o que é certo e o que é errado. Quer saber o que é contra e o que é a favor”. Cid falou durante evento de lançamento do Anuário do Ceará, no final da noite de anteontem.
Sem citar nomes, ele também criticou os que até bem pouco tempo eram de sua base aliada, mas que agora estão na oposição. “Porque é contra, então fala mal, inventa, faz injúria. Se é a favor, é tudo muito bom, não tem nenhum problema, é ótimo e tal”, disse, alegando que é preciso “evoluir”.

Há cerca de 20 dias, o PSDB rompeu com o Palácio Iracema, lançou o deputado Marcos Cals ao Governo do Estado, e agora ensaia dar corpo à CPI. A proposta partiu do deputado Heitor Férrer, cujo partido, o PDT, apoiará Cid na disputa pela reeleição.

O líder do PSDB na Assembleia, deputado João Jaime, chegou a dizer que a bancada tucana iria assinar o pedido de CPI, mas diante da resistência de alguns parlamentares mais ligados ao governador, o partido resolveu se reunir na segunda-feira para fechar questão.
São necessárias 12 assinaturas para a instalação da CPI. Com isso, o apoio da bancada do PSDB é fundamental, já que conta com 14 parlamentares. Até agora, além de Heitor, os tucanos Tomás Filho, Fernando Hugo e Cirilo Pimenta assinaram. Também aderiram os deputados Adahil Barreto e Vasques Landim, ambos do PR, do também candidato ao Governo Lúcio Alcântara.
A proposta de Heitor solicita investigações das informações publicadas na revista Veja, que aponta suposta irregularidade no processo licitatório para a parceria público-privada (PPP) para a reforma do Castelão para a Copa do Mundo de 2014. A obra está orçada em R$ 486 milhões.
Cid afirmou ainda que não há nenhuma licitação no Brasil que esteja tão “acompanhada de perto” pela Justiça, pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Contas como esta.
Briga de empresas

Para o governador, os problemas relativos ao Castelão não passam de “briga de empresas”. “Empresas querem a qualquer custo ganhar o Castelão e o que, para mim, fica muito evidente, é de que aqui está havendo concorrência”, minimizou.
Ele defendeu que quanto mais concorrência, melhor, e que não existe nenhuma empresa fantasma.

EMAIS

O governador Cid Gomes (PSB) alegou ser “muito estranho” a Justiça Federal entrar no assunto da licitação para a reforma do Castelão. Para ele, a Justiça estadual seria o âmbito a apreciar as denúncias. Há processos nas duas esferas da Justiça, com decisões liminares que interferem no curso da licitação.

Segundo a assessoria da Justiça Federal no Ceará, a tramitação está no âmbito da Justiça Federal devido à provocação do Ministério Público Federal e se justifica por conta de repasse de verbas do Orçamento da União.

O POVO tentou falar ontem, com os deputados Heitor Férrer e João Jaime, mas os telefones deles não foram atendidos.  

Tony Nunes disputa vaga de deputado estadual pelo Partido da República

400 6

Olha aí uma das apostas do Partido da República para deputado estadual. Trata-se do radialista Tony Nunes, que ficou conhecido nacionalmente quando apresentava o programa Forrobodó, na TV  Diário. Tony estava até bem pouco tempo na Bandeirantes e, agora, enfrenta novo desafio.

Pelo que vimos quando da convenção estadual do PR, nesta semana, no ginásio poliesportivo de Parangaba, ele não vem pra atravessar no forró.

Política Nacional de Resíduos Sólidos será tema de debate na Câmara

85 2

“O substitutivo da Câmara dos Deputados ao projeto de lei do Senado (PLS 354/89) que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos será debatido em reunião conjunta das Comissões de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), de Assuntos Econômicos (CAE), de Assuntos Sociais (CAS) e de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) na próxima quarta-feira (7), às 11h30min.

O projeto proíbe a criação de “lixões”, onde os resíduos são lançados a céu aberto. Todas as prefeituras deverão construir aterros sanitários adequados ambientalmente, onde só poderão ser depositados os resíduos sem qualquer possibilidade de reaproveitamento ou compostagem. Será proibido catar lixo, morar ou criar animais em aterros sanitários. O projeto proíbe a importação de qualquer lixo.

Com 58 artigos que ocupam 43 páginas, a Política Nacional de Resíduos Sólidos apresenta algumas novidades, entre elas a “logística reversa”, que obriga fabricantes, importadores, distribuidores e vendedores a realizarem o recolhimento de embalagens usadas. Foram incluídos nesse sistema agrotóxicos, pilhas e baterias, pneus, óleos lubrificantes, lâmpadas (todas elas) e eletroeletrônicos.

Além disso, é introduzida na legislação a “responsabilidade compartilhada”, envolvendo a sociedade, as empresas, as prefeituras e os governos estaduais e federal na gestão dos resíduos sólidos. A proposta estabelece que as pessoas terão de acondicionar de forma adequada seu lixo para a coleta, inclusive fazendo a separação onde houver coleta seletiva.

A proposta prevê que a União e os governos estaduais poderão conceder incentivos à indústria de reciclagem. Pela nova política, os municípios só receberão dinheiro do governo federal para projetos de limpeza pública e manejo de resíduos sólidos depois de aprovarem planos de gestão. Os consórcios intermunicipais para a área de lixo terão prioridade no financiamento federal. As cooperativas de catadores de material reciclável foram incluídas na “responsabilidade compartilhada”, devendo ser incentivadas pelo poder público.

Com os incentivos e as novas exigências, o país tentará resolver o problema da produção de lixo das cidades, que chega a 150 mil toneladas por dia. Deste total, 59% vão para os “lixões” e apenas 13% têm destinação correta, em aterros sanitários. Em 2008, apenas 405 dos 5.564 municípios brasileiros faziam coleta seletiva de lixo. O projeto é relatado pelo senador Cícero Lucena (PSDB-PB) na CAE e pelo senador César Borges (PR-BA) na CCJ, na CAE e na CAS.

 (Agência Senado)

Brasil, hora de renovação

90 1

Eis artigo do jornalista e cientista político Erivelto Souza. Intitulado “O fim de um modelo que já rendeu o possível”, ele comenta a desclassificação da Seleção Brasileira da COPA da África do Sul. Confira:

A seleção perdeu. Não é novidade, claro. A bola estava sendo cantada pelos 190 milhões de técnicos que desconfiavam da seleção de armandinhos de Dunga. Há um consolo. Não veremos aquelas cenas de desfiles em carro aberto (dos Bombeiros) com jogadores falantes e nem a famosa visita a Brasília para mais desfiles, com Lula e Dilma acenando para o povo ao lado dos jogadores. Um descanso para os olhos.

Já bastaram as centenas de reportagens sobre os bairros africanos (principalmente o Soweto) e o ufanismo de Galvão Bueno. É o fim da Era Dunga e mais uma virada na página da história. É para o bem do Brasil. A virada sempre enseja uma renovação do modelo que vigia, apesar de alguns resultados favoráveis. O modelo já rendeu o que podia. Por isso, é muito improvável um continuismo. Dificilmente, Jorginho, auxiliar técnido de Dunga, será escolhido para ser o comandante da seleção.

Que o sentimento de renovação possa se espargir e que a ruptura seja a marca deste novo e rico momento. Recomeçar é o sentido maior da vida. Merecemos outra experiência, que mantenha tudo que foi positivo, mas que renove e tenha ousadia de colocar este país em um patamar de desenvolvimento interno mais elevado. Vamos Brasil, é hora de renovação!

Erivelto de Sousa,

Jornalista e cientista político.

Tasso é ausência no casamento da filha de Ciro Gomes

167 5

O senador Tasso Jereissati, candidato à reeleição, não foi ao casamento de Lívia Gomes com o empresário Jorge Albuquerque. Padrinho de Lívia, filha do deputado federal Ciro Gomes (PSB) com a senadora Patrícia Saboya (PDT), ele mandou apenas sua mulher, Renata Jereissati.

Tasso evitou assim  algum tipo de saia justa para o casal, já que na cerimônia o governador Cid Gomes (PSB), ao lado da primeira dama Maria Célia, é um dos padrinhos também da noiva. Cid disputa a reeleição apoiando Dilma (PT) e Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT) para o Senado.

A cerimônia ocorre no Iate Clube (Bairro Meireles) tendo, entre vários convidados, o senador Inácio Arruda (PCdoB) e os deputados federais Mauro Benevides (PMDB) e José Linhares (PP), que puxaram a lista dos parlamentares federias, e o ex-presidente do Congresso, Paes de Andrade.

A senadora Patrícia Saboya chamou a atenção pelo belo vestido azul celeste. Um azul que fez contraste nos bastidores políticos da cerimônia.

Mensalão do DEM – Arruda é conduzido à força pela PF para prestar depoimento

“O ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, foi conduzido à força nesta sexta-feira pela Polícia Federal para prestar depoimento na Procuradoria Regional da República em Brasília. Acusado de chefiar o esquema do mensalão do DEM, Arruda presta esclarecimentos sobre a suposta participação da promotora do Distrito Federal Deborah Guerner no sistema de distribuição de propina. A Polícia Federal foi acionada pelo procurador Ronaldo Aldo porque Arruda, mesmo após ter sido intimado por duas vezes, não compareceu ao Ministério Público local.

Arruda depõe como testemunha aos procuradores Ronaldo Aldo e Alexandre Espinoza. A promotora é suspeita de envolvimento no esquema de arrecadação e pagamento de propina que derrubou o governo Arruda. Segundo o delator do mensalão, Durval Barbosa, o ex- chefe do Ministério Público do DF, Leonardo Bandarra, teria recebido mais de R$ 1,6 milhão, além de mesada, para interferir no Ministério Público e impedir investigações sobre os contratos do lixo.

De acordo com Barbosa, a Deborah seria a intermediária da negociação. Um das conversas, segundo depoimento de Barbosa, foi feita na sauna da casa da promotora. Os conselheiros viram indícios “graves” de participação dos dois no mensalão do DEM. Durante busca e apreensão, a Polícia Federal encontrou cerca de R$ 280 mil enterrados no quintal da promotora ao lado de discos rígidos e CDs. A operação foi realizada a pedido do Tribunal Regional Federal da 1ª Região para levantar documentos sobre os contratos de limpeza urbana do governo do Distrito Federal, mais uma frente de apuração do esquema do mensalão do DEM.”

(Folha.com)

Marcos Cals e Tasso visitam o mercado público de Caucaia neste sábado

31 6

Marcos e Tasso em conversa durante a convenção tucana.

O candidato a governador pelo PSDB, Marcos Cals, estará neste sábado, a partir das 9 horas, visitando o mercado público de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza). Tendo ao seu lado o senador tucano Tasso Jereissati, que postula reeleição, fará um corpo a corpo junto ao eleitorado.

A coordenação da campanha de Marcos informa que o ato se configurará como um “visita”, observando que a campanha mesmo só começará a partir do próximo dai 6, como manda a legislação eleitoral.

Com Marcos Cals, estarão várias lideranças do município puxadas pelo presidente da União dos Vereadores do Ceará (UVC), Deuzinho Filho, que já anunciou apoio a Cals, à reeleição de Tasso e respaldo também ao postulante a presidente pelo PSDB, José Serra.

Caucaia é administrada pelo prefeito Washington Goes (PRB), apoiador da reeleição do governador Cid Gomes (PSB) numa composição de forças que tem o seu rival político, o deputado federal José Gerardo Arruda (PMDB). Goes, no entanto, admite apoiar Tasso Jereissati para o Senado.

Já o deputado federal José Gerardo disputará reeleição, mesmo depois de ter sido condenado pelo STF por crime de responsabilidade. É que o processo prescreveu.

(Foto – Paulo Moska)

Presidente do Sindipan-CE engaja-se à coordenação da campanha de Lúcio Alcântara

128 2

 

“A Copa acabou, mas a vuvuzela do Lúcio continua!” – avisou, nesta sexta-feira, após a derrota do Brasil para a Holanda (2X1), o presidente regional do PPS, empresário Alexandre Pereira. Ele assistiu ao jogo ao lado da família e lamentou a desclassificação da equipe brasileira: “O jogo estava ganho. Era só controlar”, avaliou ele naquela de que todo brasilerio é um técnico.

Alexandre adiantou que na semana que vem a campanha pró-Lúcio Alcântara começa de fato, com uma programação diversificada.

Ele aproveitou para anunciar que Ricardo Sales, atual presidente do Sindicato da Indústria de Panificação do Estado (Sindipan), será mais um a entrar “no time do Lúcio” para “agitar as massas”.

Ricarado foi designado como coordenador-adjunto da campanha que tem no prefeito licenciado de Maracanaú, Roberto Pessoa, o responsável pela coordenação geral.

Pesquisa Datafolha renova fôlego da campanha pró-Serra

“A pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (2) que traz os candidatos à presidência José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) empatados tecnicamente, deve dar um novo fôlego à campanha tucana, avaliam analistas. Segundo o levantamento, Serra tem 39% das intenções de voto, enquanto Dilma aparece com 38%. Na pesquisa anterior, realizada em maio, ambos tinham 37%. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

O resultado sugere uma leve recuperação de Serra frente a pesquisas recentes, de outros institutos, que trouxeram a candidata petista na liderança. Na semana passada, uma pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) trouxe, pela primeira vez, a candidata petista na liderança, com 40% das intenções contra 35% de Serra.

Copa do Mundo

O levantamento do Datafolha animou a cúpula do PSDB, obrigada a lidar não apenas com a oscilação negativa de Serra na média das pesquisas, mas também com a recente crise com seu principal aliado, o DEM, em torno da escolha do vice na chapa tucana. O cientista político Humberto Dantas, da Universidade de São Paulo (USP), diz que é preciso “cautela” na comparação entre institutos e metodologias diferentes, mas que “certamente o resultado será um fôlego” para os tucanos.

“Serve como um fôlego, sem dúvida. Uma motivação para a equipe do candidato José Serra”, disse o professor da USP, referindo-se a sua queda na média dos principais institutos. Ainda segundo Dantas, o fato de a pesquisa ter coincidido com o fim da Copa do Mundo para a seleção brasileira é um momento “simbólico”, pois agora “a campanha definitivamente começa”.

(POrtal Terra)

Festejo Maranguape Junino viverá última noite

Tem até casa típica do Interior.

O X Festejo Maranguape Junino ficará enceerrado, a partir das 19h30min, na Praça Capistrano de Abreu com a apresentação das quadrilhas estilizadas. Nove grupos de sete municípios participam do festival que vai eleger a melhor quadrilha. Maranguape, Assaré, Fortaleza, Redenção, Maracanaú, Palmácia e Cascavel são os municípios representados pelas quadrilhas participantes.

A festa conta ainda com outros dois ambientes. Em um palco alternativo, shows de forró pé de serra  embalam o público presente,que pode participar também de brincadeiras típicas dos festejos de Santo Antônio, São João e São Pedro, como pescaria e pau de sebo, além de uma feira de artesanato e gastronomia. O Festejo Maranguape Junino é uma realização da Prefeitura, por meio da Fundação Viva Maranguape de Turismo, Esporte e Cultura – FITEC.

PROGRAMAÇÃO

Quadrilha Flor do Mandacarú (Maranguape)

Arraiá do Sertão (Maranguape)

Arraiá do Patativa (Assaré)

Balão Beijo (Fortaleza)

Arraiá da Liberdade (Redenção)

Fulô do Mamulengo (Maracanaú)

Grupo Junino Luar Serrano (Palmácia)

Quadrilha Fiapo de Trapo (Cascavel)

Quadrilha Cada Macaco no Seu Galho (Maranguape)

Carro quase invade a Câmara dos Deputados após derrota do Brasil

Um carro descontrolado quase invadiu, ensta sexta-feira, a Câmara dos Deputados, em Brasília (DF). O acidente ocorreu logo após a derrota do Brasil para a Holanda. Segundo a polícia, uma motorista descia em direção à Praça dos Três Poderes quando perdeu o controle do veículo e caiu no fosso.

O carro quase atingiu a vidraça da Câmara e a motorista, com alguns ferimentos, foi retirada do carro pelo Corpo de Bombeiros. 

(Com Agências)

Lula fica "atônito" com desclassificação do Brasil, diz chefe de gabinete

197 1

“O chefe de gabinete da Presidência da República, Gilberto Carvalho, disse nesta sexta-feira (2) que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou “atônito” com o desequilíbrio emocional da seleção brasileira na derrota para a Holanda. “Como todo brasileiro, ele ficou atônito frente ao desequilíbrio emocional do time. A coisa mais notável foi essa”, afirmou Carvalho. Segundo relato de Carvalho, que assitiu ao jogo no Palácio da Alvorada, Lula não entendeu o que aconteceu com a seleção brasileira. “Ficou sentado lá tentando entender o que tinha acontecido. Ele tinha muita confiança, como todos nós. Não é a primeira vez que perdemos uma copa, a vida continua.”

O presidente Lula também avaliou que muitos jogadores ficaram abaixo do esperado. “A gente vai levar tempo para entender o que houve. Ele [Lula] achou que alguns jogadores ficaram muito abaixo do esperado”. “Ele [Lula] vai para África profundamente triste. E vamos agora organizar a copa [de 2014] e aprender com os erros”, disse o chefe de gabinete. O presidente Lula embarca por volta de 16h desta sexta-feira para a África. Após visitar quatro países (Cabo Verde, Guiné Equatorial, Quênia e Zâmbia), ele desembarca em Pretória, capital da África do Sul, na quinta-feira (8).

Lula participará do lançamento do emblema oficial da Copa do Mundo de 2014, que será sediada no Brasil. No domingo (11), o presidente assiste à final da Copa, no estádio Soccer City, em Johannesburgo. No mesmo dia, ele participa da cerimônia oficial de encerramento do evento.”

(POrtal G1)