Blog do Eliomar

Últimos posts

No PSOL, a campanha é no grito

137 2

Olha o Plínio aí, geennte!!

Durante a visita que o candidato a presidente da República pelo PSOL, Plínio de Arruda Sampaio, fez neste domingo à capital cearense, um dado chamou a atenção: a forma simples e econômica da campanha do postulante.

Sem tantos recursos, Plínio contou com o apoio, por exemplo, em caminhadas pelo Centro, quando conversou com moradores de rua e catadores de lixo e visitou o Mercado São Sebastião, com o apoio do candidato a deputado federal, o vereador João Alfredo.

Lá atrás do candidato a presidente estava João Alfredo com o megafone anunciando Plínio e convocando as pessoas a ouvirem a mensagem do presidenciável. O PSOL pode não ter dinheiro como outras candidaturas, mas procura, na dificuldade, ser criativo. E consegue.

STF deve empurrar com a barriga decisão sobre "Ficha Limpa"

“A menos de dois meses das eleições são cada vez mais reduzidas as chances de o Supremo Tribunal Federal derrubar a Lei da Ficha Limpa ainda neste ano. Não há nenhuma expectativa de que um processo referente à nova legislação seja julgado. E mesmo que entre na pauta do plenário é dado como certo um pedido de vista que interromperia o julgamento.

O tribunal está com um ministro a menos, com a aposentadoria do ministro Eros Grau. Isso abre a possibilidade para um empate em plenário num eventual julgamento. Se isso ocorrer, o presidente do STF, Cezar Peluso, terá de desempatar o placar, votando duas vezes. De acordo com alguns ministros, não seria a melhor solução para um caso polêmico como este.

Além disso, até agora, nenhum processo foi protocolado no tribunal para contestar a constitucionalidade da lei. Se os ministros quisessem antecipar essa discussão, teriam de se valer de um caso pontual – o julgamento de uma liminar ou agravo, por exemplo – para analisar a constitucionalidade de toda a lei. E como há diversos pontos sendo criticados, os ministros precisariam de tempo para fazer seus votos.

Nesse cenário, uma provável resposta do tribunal só seria dada ao fim do ano, ou, eventualmente, em 2011. A lei valeria para estas eleições, mas poderia ser derrubada para as eleições municipais de 2012.

As negociações internas para deixar o assunto em banho-maria já começaram. Os principais articuladores desse adiamento são os ministros favoráveis à lei, como o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Ricardo Lewandowski, e o ministro Carlos Ayres Britto.

Polêmicas. O ponto mais polêmico da nova lei é o que veda a candidatura de políticos condenados por colegiado de juízes em processos que ainda não terminaram de tramitar. Ministros argumentam que essa condição de inelegibilidade violaria o princípio da presunção de inocência.

Em entrevista ao Estado, Eros Grau afirmou que essa regra contraria o estado democrático de direito. “Políticos corruptos pervertem, são terrivelmente nocivos. Mas só podemos afirmar que este ou aquele político é corrupto após o trânsito em julgado.”

Outro questionamento refere-se à aplicação da lei para políticos condenados no passado ou que renunciaram ao mandato para evitar cassação. O candidato ao governo do Distrito Federal Joaquim Roriz (PSC) teve o registro impugnado porque renunciou ao mandato de senador para evitar um processo que poderia levar à perda de seu mandato. Naquele momento, não havia previsão para que essa conduta fosse considerada razão para impugnação da candidatura.”
(Agência Estado)

"No Ceará é assim" continua em alta no Brasil

O espetáculo “No Ceará é assim”, show de humor que a Secretaria do Turismo do Ceará leva às Capitais brasileiras para divulgar o Estado, programou temporada em São Luís (MA): de 13 a 15 deste mês.

Segundo Ciro Santos, que integra o espetáculo e faz a pré-produção, ainda neste ano, o grupo formado ainda por Paulo Diógenes, João Neto, Lailtinho Brega e Augusto Bonequeiro, fará temporada no Rio – de 13 a 15 de setembro, e, por último, Brasília. Em outubro.

Mas só depois das eleições que é, segundo Ciro, para evitar concorrências.

Uma análise sobre o 1º Debate

Eis artigo de Marcos Coimbra, sociólogo e presidente do Instituto Vox Populi, sobre o primeiro debate dos candidatos a presidente da República. Confira:

Em uma das eleições presidenciais mais previsíveis que fizemos no Brasil moderno, o que esperar do primeiro debate entre os candidatos na televisão? Que fosse … previsível, tanto quanto o que a Bandeirantes realizou quinta feira. Nele, tudo que se imaginava aconteceu.

Era previsível uma baixa audiência, e foi o que tivemos. Pelos números preliminares disponíveis, o pico de audiência alcançou pouco mais que 5% na Grande São Paulo e dificilmente terá sido maior no conjunto do país. Para deixar dramaticamente claro quão pequeno é o interesse do telespectador médio por programas de conteúdo político, na abertura do debate a emissora perdeu metade da audiência. “Polícia 24 horas” terminou com 6% e o encontro dos presidenciáveis começou com 3%. Mais adiante, a proporção de televisores sintonizados caiu a pouco mais que 1%.

Era previsível que esse debate fosse tratado como um episódio na guerra entre as emissoras e foi o que elas fizeram. Enquanto não mudarmos nosso modelo, em que cada uma faz o “seu debate”, é isso que sempre teremos. Faz sentido o que está combinado para este ano, em que os candidatos irão a todas, apenas por que essa é a conveniência delas? Será que um dia chegaremos ao bom senso de ter debates em rede, como os americanos, onde a competição entre as emissoras é mais acirrada que aqui? Espremido entre o futebol de uma e a habitual profusão de programas “populares” das outras, o debate foi o perdedor na batalha pela audiência noturna da quinta feira.

Era previsível que os abnegados que fossem assisti-lo (especialmente os poucos que ficaram até o fim, depois da meia noite) tivessem características bem diferentes do eleitor comum. As pesquisas sobre o perfil da audiência não estão concluídas, mas é fácil apostar no que mostrarão, pois é o que acontece no mundo inteiro: que terão visto o debate eleitores de escolaridade e renda mais elevadas, mais velhos e predominantemente do gênero masculino. Mas o fundamental é que terão sido pessoas de interesse significativamente mais alto por questões políticas, mais informadas, mais atentas ao cotidiano do processo eleitoral e mais curiosas a respeito dos candidatos.

São pessoas que costumam ter identidades políticas e/ou partidárias estruturadas e fundamentadas, e que, em função disso, se decidem precocemente. Para elas, a eleição começa cedo, os prós e os contras dos candidatos são logo avaliados e a dúvidas sobre o que fazer no dia da eleição mínimas.

Quem vê com atenção um debate como esse, em um horário como aquele, já decidiu se vota Dilma, Serra ou Marina, ou se não vota em nenhum dos três. Por seu interesse e informação, é uma pessoa que, tendo chegado a uma escolha, não a muda por impulso, talvez como fizesse outra para quem a questão fosse menos importante. Para ela, o escorregão, a gafe, o gaguejo de um candidato são irrelevantes: não fazem com que deixe de votar no candidato escolhido ou que opte por um em quem havia decidido não votar. Ela ri das dificuldades dos adversários do “seu candidato”, mesmo que se incomode com os deslizes que ele ou ela cometem.

Era previsível que não fosse um debate acalorado e emocionante, cheio de tiradas espirituosas e de eloquências. Quem conhece os candidatos que temos não esperava que eles repetissem o que antigos mestres faziam em situações parecidas. Nenhum é um Brizola e isso estava nítido.

Era previsível que o nervosismo afetasse de maneira diferente os candidatos e foi o que as câmeras mostraram. Serra, no seu enésimo debate, era o mais à vontade, tanto quanto pode estar alguém cujas perspectivas se tornam, a cada dia, mais preocupantes. As estreantes Dilma e Marina (pois não se pode considerar que a experiência anterior da senadora a tivesse preparado para uma noite como aquela) estavam mais tensas. Quanto a Plínio de Arruda Sampaio, sua posição era a que se espera de quem nada tem a perder. De todas, a mais confortável.

Deixando de lado as avaliações dos torcedores (pois quem tem simpatia por uma candidatura sempre diz que seu candidato foi superior aos demais), é quase consensual a opinião de que ninguém “ganhou o debate”. Superado um primeiro momento visivelmente favorável a Serra, Marina e Dilma se equilibraram e empataram com ele, indo assim até o final. Quem viu, com alguma isenção, mais que o primeiro bloco dificilmente dirá que houve perdedores e ganhadores.

Se essa impressão de jornalistas e profissionais for confirmada pelas pesquisas de impacto – direto e secundário- na opinião pública, quem talvez mais tenha lucrado foi Dilma. Não perder é um bom resultado para quem está na frente. Adicionalmente, adquiriu experiência para os próximos, aumentando sua autoconfiança, que é o que mais conta para um bom desempenho neles.

Serra e Marina é que têm que reverter as tendências que estão em curso. Para ambos, o debate da Bandeirantes não foi ruim, mas não foi tão bom quanto desejariam (ou precisariam).

(Correio Braziliense)

Ministro da Saúde visitará hospitais regionais em construção pela gestão cidista

131 2

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, confirmou visita ao Ceará neste mês. Na agend dele, segundo o candidato ao Senado pelo PMDB, deputado federal Eunício Oliveira, visita às obras dos hospitais regionais do Governo Cid Gomes.

Temporão se deslocará ao Cariri, onde em Juazeiro do Norte, aguarda inauguração o Hospital Regional, e, em seguida, rumará para a Zona Norte, onde em Sobral, terra do governador Cid Gomes, começou a construção de outra unidade hospitalar.

“O ministro virá conhecer um diferencial nesses projetos. São hospitais regionais que darão condições para serem também unidades de ensino, porque abrirão para os cursos de Medicina dessas áreas”, explicou Eunício Oliveira para o Blog.

Na campanha pró-reeleição de Luizianne, Temporão fez ato igual: visitou o canteiro de obras do Hospital da Mulher, atrasado, no entanto, desde a primeira gestão da petista. Tudo indica que os dois hospitais regionais de Cid deixarão o Hospital da Mulher comendo poeira.

Aliás, ninguém na Prefeitura quer dar previsão de quando essa promessa da primeira campanha de Luizianne ficará pronta.

Governo Lula deixará "restos a pagar" de R$ 90 bi

“Após oito anos de governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixará a seu sucessor um bolo de pagamentos pendentes de R$ 90 bilhões, segundo estimativa da área técnica.

Será um novo recorde, superando os R$ 72 bilhões de contas penduradas que passaram de 2009 para 2010. Essas despesas que passam de um ano para outro são os chamados “restos a pagar” e ocorrem porque os ministérios muitas vezes contratam uma obra que não é concluída até dezembro.

Como o governo se comprometeu (empenhou) a pagar a despesa, a conta acaba sendo jogada para o ano seguinte. Os restos a pagar são uma ocorrência rotineira na administração pública, mas a conta se transformou numa bola de neve por causa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).”

(Agência Estado)

POVO Online engaja-se à Folha/Uol e transmitirá debate dos candidatos a presidente da República

195 1

O debate Folha/UOL com os três principais candidatos à Presidência, marcado para o próximo dia 18, em São Paulo, com transmissão ao vivo pela internet, já conta com a transmissão de outros 44 veículos.

Entre os veículos já confirmados estão: O POVO, e-Band, Rede TV!, JC Online (Recife), A Tarde (Bahia), Vírgula (São Paulo), Videolog (Rio de Janeiro), Metropolitana FM (Rio de Janeiro), Portal Imprensa (São Paulo), Congresso em Foco (Brasília), Convergência Digital (Brasília),Última Instância (São Paulo), Jus Navigandi (Teresina).

Vai ser importante esse evento, dentro do objetivo de publicizar cada vez mais as propostas dos candidatos. Mas bem que a Folha/Uol poderia fazer como fez a Rede Globo: abrir espaços para Plínio de Arruda Sampaio. Cremos que uma onda de protestos ocorrerá até a realização do debate.

Marcelo Silva visita sua Maranguape

O candidato a governador pelo PV, Marcelo Silva, não se encabulou de estar com seu registro de postulante indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral. Ele já entrou com recursos junto ao TSE e prossegue campanha.

Nas últimas horas, ele estve em seu torrão natal, Maranguape, cidade onde foi prefeito. Fez caminhada acompanhado de dirigentes e uma grande quantidade de militantes e apoiadores, e participou ainda da inauguração de uma Casa de Marina, ponto de campanha da candidata a presidente, Marina Silva.

Lula vem dia 16 e Cid quer acertar comício

93 5

O presidente Lula virá para a abertura da Conferência Internacional sobre Clima e Desenvolvimento Sustentável, que está marcada para dia 16 próximo, no Centro de Convenções. A equipe do governador Cid Gomes (PSB) vai aproveitar a data para acertar a vinda dele no fim do mês para um comício em Fortaleza.

O governador Cid Gomes (PSB) quer acertar o dia 27 para um comício em Fortaleza. Aliás, em suas andanças, Cid tem falado muito mais do apoio que tem recebido de Lula em seus vários projetos no Estado, do que na candidata petista à presidência da República, Dilma Rousseff.

Pode ser que, a partir de agora, com a conversa que seu irmão e coordenador-geral de campanha, Ciro Gomes (PSB), travou com a coordenadora-geral da campanha pró-Dilma no Estado, no caso a prefeita Luizianne Lins (PT), a coisa mude de figura.

Plínio de Arruda visita o Mercado São Sebastião

Após amanhecer neste domingo em Fortaleza  conversando com catadores e moradores de rua na Praça da Bandeira (Centro), o candidato a presidente da República pelio PSOL, Plínio de Arruda Sampaio visita agora o Mercado São Sebastião. Faz panfletagem e conversa com permissionários e a clientela.

Plínio ganha abraços e beijos de crianças, tendo ao lado a Soraya Tupinambá, e os candidatos João Alfredo, para estadual, e Renato Roseno,par deputado federal.

O candidato se disse feliz de estar disputando e prometeu investir no social e, principalmente, na área de segurança, além de desburocratizar o País.

"Zé Gerardo" escala filho para seu lugar caso não tenha condições de disputar

José Gerardo (PMDB) teve seu registro de candidato a deputado federal deferido, na ultima semana, pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral. 

Calma! Trata-se do filho de Zé Gerardo, parlamentar que enfrenta questionamentos no STF e cujo registro foi indeferido com base em conta desaprovada quando prefeito de Caucaia, pelo TCM.

O parlamentar resolveu escalau o filho naquela de standy by, caso não consiga, no TSE, condições para continuar candidato a deputado federal.

Gerardinho, como é conhecido, é também nome notório no mundo das vaquejadas, onde coleciona vários troféus. Agora é saber se também é bom em corrida pelo voto.

Mulher encontrada morta num motel no Centro de Fortaleza

180 1

O corpo de uma jovem, ainda não identificada, foi encontrado dentro do banheiro de um motel situado no Centro de Fortaleza, na madrugada deste domingo. A Polícia investiga o caso. O corpo da vítima, seminua, não apresentava sinais de violência.

Segundo testemunhas, a jovemera garota de programa e teria entrada no motel por volta das 21 horas com um parceiro A perícia forense (Pefoce)deverá aprofundar as investigações, de acordo com informaçõs premilinares.

Efeito eleição – Governador vai pagar indenizações a ex-presos da ditadura

139 4

Aproxima-se o aniversário da anistia política, comemorado a cada 28 de agosto. Em Fortaleza a data será comemorada como Dia Municipal da Anistia, depois que a prefeita Luizianne Lins sancionou a lei aprovada pela Câmara Municipal com esse objetivo, oriunda de projeto do vereador Salmito Filho. A propósito, o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Nelson Martins, comunicou à Comissão Estadual da Anistia que o governador Cid Gomes vai pagar as indenizações de anistiados políticos ainda pendentes. A notícia soou bem aos ouvidos dos beneficiários. Com isso, dá-se prosseguimento a uma tradição iniciada ainda na administração do ex-governador Lúcio Alcântara, de não deixar passar o ano sem saldar as indenizações programadas. A iniciativa é recomendada pela ONU, como reparação imperativa às vítimas e como punição ao Estado, após a queda de regimes ditatoriais que infligiram perseguição política, torturas, banimentos e morte a opositores.”

 (Coluna Concidadania – Waldemar Menezes)

VAMOS NÓS – Durante todo o ano passado e neste, a cúpula da Comissão de Anistia Vanda Sidou protestou contra a falta de pagamento, por parte do atual Governo, de indenizações para anistiados políticos. Agora virá o pagamento, o que fez muitos dos que intgram essa luta admitirem que ano eleitoral faz todo tipo de milagre.

OAB realizará nesta 2ª feira sabatina com candidatos a desembargador

O presidente da OAB do Ceará, Valdetário Monteiro, confirmou para o Blog que a entidade realizará, nesta segunda-feira, a partir das 9 horas, sabatina com os 12 candidatos que buscam vaga de desembargador no chamado Quinto Constitucional do Tribunal de Justiça do Estado.

A sabatina vai se estender ao longo do dia. A OAB, ao final, fechará uma lista sêxtupla a ser enviada para o Pleno do TJ. Ali, haverá redução para lista tríplice da qual o governador escolherá o novo desembargador.   

O Ministério Público Federal encaminhou recomendação a OAB Ceará na última terça (4),  questionando a homologação do resultado da eleição que definiu o nome de 12 candidatos (mais votados) à vaga de desembargador, alegando haver falta de autorização do Conselho Estadual e Federal para ampliação do numero de vagas de seus conselheiros.

A OAB Ceará já prestou informações ao MPF esclarecendo que a Resolução no. 02/2009/CF previu o aumento de vagas nos conselhos estaduais, pelo acréscimo de inscritos.

Tudo pronto para o Inova 2010

Será aberto às 19 horas desta segunda-feira, no auditório a Federação das Indústrias do Ceará (Bairro Aldeota), o VI Seminário de Gestão da Inovação Tecnológica do Nordeste (Inova).

Nos três dias do evento, 600 participantes do setores público e privada e da academia debaterão avanços da tecnologia voltada para abertura de novos mercados.

Entre conferencistas, estão o presidente do Banco do Nordeste do Brasil, Roberto Smith, que falará sobre linhas de financiamento para a inovação tecnológica, e o professor Fernando Mendonça, o “Pai do Programa Especial Brasileiro” que é cearense.