Blog do Eliomar

Últimos posts

Filhos de Acopiara fazem festa na Capital

Repórter do Blog e José Carlos, de Acopiara

Está começando daqui a pouco a 10ª festa dos filhos e amigos da cidade de Acopiara, terra do nosso querido jornalista e radialista Nonato Albuquerque. Hora dos acopiarenses se reencontrarem e reviveram momentos marcantes da terrinha. Tudo ao som da sanfona de Waldonys, segundo José Carlos Alves, que passou aqui pela redação do Blog.

José Carlos, comanda a Associação dos Filhos e Amigos de Acopiara, informa que, neste ano, a renda do evento vai para a Casa do Estudante de Acopiara, em Fortaleza.

A festa ocorre no “Curral do Boi”, antigo “Boi no Sertão”, na avenida Pontes Vieira, pertinho da Assembleia Legislativa.

(Foto – Paulo Moska)

Quebra de tabu

Se Dilma Rousseff for eleita, quebrará uma escrita que vem desde a proclamação da República: nunca houve um presidente eleito no Brasil que não tivesse experiência anterior nas urnas. As exceções foram os militares-presidentes e José Linhares, que presidia o Supremo Tribunal Federal em 1945, e foi, por três meses, o primeiro mandatário da República quando o Estado Novo caiu.”

(Lauro Jardim,Veja)

"Mundos do trabalho" fecha em quase 20 mil atendimentos

O programa “Mundos do Trabalho” que o Tribunal Regional Eleitoral (TRT-7ª Rgião) promove desde a última quinta-feira, na Praça do Ferreira (Centro), já alcançou cerca de 20 mil atendimentos. A informação foi dada neste sábado pelo presidente do TRT-7ª Região, desembargador federal José Antônio Parente, avaliando que esse programa foi sucesso “graças aos nossos parceiros.

O TRT mobilizou várias entidades como SRT, Ministério Público, Sine/IDT, Defensoria Pública e outros organismos que oferecem todo tipo de atendimento no plano da cidadania. O que mais movimentou os serviços do programa, que se encerra neste sábado, foi a emissão de carteira de identidade, CPF e, principalmente, busca por vaga no mercado de trabalho.

José Parente, que entregará o cargo de presidente do tribunal no dia 18 de junho próximo para o desembargador federal Cláudio Pires que, com seu vice eleito, desembargador federal Arízio de Castro, confere o evento, se diz feliz e tranquilo num ponto: “Com o desembagador Cláudio Pires, temos a certeza da continuidade desse projeto e de outros que virão em favor do cidadão”.

VAMOS NÓS – A gestão do desembargador José Antõnio Parente é digna de elogios. Simples, sem muito alarde, mas ganhando espaços por mostrar serviço, Parente provou que a justiça, quando que ficar perto do povo, fica. É só deixar de lado as vaidades.

"Ficha Limpa" – Emenda que salvou Maluf, salva o deputado José Gerardo Arruda

 

Com o título “Golpes na impunidade”, a revista Veja traz matéria sobre o caso do projeto “Ficha limpa”. Nela, a sinalização de que o cearense José Gerardo Arruda (PMDB), condenado na última semana pelo STF, deve escapar por causa da emenda do presidente nacional do PP, Francisco Dornelles. Confira:

O empresário cearense Zé Gerardo tinha tudo para fazer uma carreira política discreta e ser esquecido depois de deixar a vida pública. Eleito deputado três vezes, ele exerceu um único mandato no Executivo: foi prefeito de Caucaia, na região metropolitana de Fortaleza, entre 1997 e 2000. Essa passagem lhe garantiu um lugar na história. Zé Gerardo se tornou o primeiro político a ser condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) desde a promulgação da Constituição de 1988. No último dia 13, foi sentenciado a pagar uma multa de 50 salários mínimos e a passar dois anos na cadeia, pena que foi convertida em serviços comunitários. O delito de Zé Gerardo foi usar para outras finalidades 500 000 reais reservados para a construção de um açude.

Sete dias depois, o Supremo condenou a três meses de prisão pelo mesmo crime o deputado Cássio Taniguchi (DEM-PR). Ex-prefeito de Curitiba, ele pagou precatórios judiciais com dinheiro de obras viárias. Zé Gerardo e Taniguchi ainda podem recorrer das sentenças e, por isso, também podem se reeleger em outubro. O destino político deles poderia ser outro, caso o Senado tivesse referendado o texto do Projeto Ficha Limpa que a Câmara dos Deputados aprovou há dez dias e que impedia todo e qualquer condenado em segunda instância de concorrer a mandatos. Os senadores preferiram dar um passo atrás. Pela versão enviada para sanção presidencial na semana passada, apenas quem for condenado a partir da aprovação final da lei ficará impedido de pleitear cargos eletivos.

A alteração feita pelo senador Francisco Dornelles (PP-RJ) beneficia não só Zé Gerardo e Taniguchi, mas todos aqueles que já receberam alguma condenação. Muitos deles com folhas corridas bem mais longas e escabrosas. Do mesmo partido de Dornelles, o deputado Paulo Maluf (SP) é procurado pela Interpol e pode ser preso se sair do país. Já foi detido por coagir testemunhas e condenado na Justiça paulista por desvio de verba pública. Também responde a processos por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, ocultação de bens, crimes do colarinho-branco e de responsabilidade.

Se o texto original do projeto tivesse sido aprovado na íntegra pelo Congresso, Maluf e outros tão enrolados quanto ele não poderiam concorrer em outubro. Na versão de Dornelles, porém, só valerão as condenações futuras proferidas em segunda instância. A alteração ganhou o apelido de “emenda Maluf” (como se fosse possível emendar Maluf).

Veja – "Compram-se petistas" no Maranhão

A revista Veja desta semana traz matéria com o título “Compram-se petistas”. Fala do caso do Maranhão, onde o PMDB quer Roseana Sarney disputando o Governo sem que o PT atrapalhe. Confira

Diz-se nas ruas d terra do interior do Maranhão que a família Sarney é dona do estado. O clã tem sociedade em tudo. Se algo está no Maranhão, pertence aos Sarney. Eles detêm participações em TVs, rádios, jornais, fazendas, mansões, ilhas, ONGs, fundações, holdings… Nos últimos meses, na esperança de conquistar a única mercadoria que talvez ainda lhe escape, a família expandiu agressivamente os negócios. Passou a investir em petistas. Petistas? Sim, petistas – e no varejo. No mercado eleitoral do Maranhão, petistas aparentemente têm um preço. Os mais caros podem custar 40 000 reais. Na promoção, alguns saem pela metade desse valor: 20 000 reais. Esta, ao menos, é a cotação estabelecida pelos Sarney.

Nas últimas semanas, operadores da família procuraram integrantes da direção do PT maranhense para fechar negócio. O produto a ser comerciado, no caso, é apoio político. A governadora Roseana Sarney, do PMDB, candidata à eleição, precisa desesperadamente assegurar a aliança com o PT, que chegou a declarar apoio ao candidato concorrente, do PCdoB.

As negociações começaram em razão do resultado da convenção estadual do PT, ocorrida em março, que deveria ratificar o apoio do partido à candidatura de Roseana Sarney. A lógica política dessa decisão deriva da aliança nacional entre os petistas e o PMDB, na qual o presidente da Câmara, deputado Michel Temer, deverá ser o vice na chapa de Dilma Rousseff. Pela natureza desse acordo, PT e PMDB obrigam-se a resolver diferenças que venham a surgir na formação dos palanques estaduais. E já surgiram muitas, como demonstra o notório salseiro armado em Minas Gerais.

No Maranhão, porém, as dificuldades de união entre os dois partidos extrapolam quaisquer conveniências eleitorais. Ali, ambos são inimigos há décadas, desde que Sarney é Sarney e PT é PT – bem, ou eram, nos tempos em que havia distinções mais nítidas no mundo político. Na convenção petista de março, delineou-se alguma. Pela magra vantagem de 87 votos contra 85, os delegados do PT maranhense ignoraram as determinações da direção nacional do partido e resolveram apoiar formalmente a candidatura ao governo do deputado comunista Flávio Dino.

As compras começaram assim que se encerrou a convenção. Para reverter a derrota, o clã articulou um ardil político destinado a forçar a candidatura Roseana de cima para baixo. Petistas amigos prontificaram-se a montar um abaixo-assinado contrário à decisão tomada na convenção estadual e remetê-lo ao diretório nacional do partido. Com a medida, pretendia-se anular o apoio ao comunista e, ato contínuo, selar a aliança com o grupo de Sarney. Para elaborarem o abaixo-assinado, operadores de Roseana saíram à cata de petistas. VEJA localizou quatro que admitiram ter recebido a proposta de suborno para mudar de lado – e, portanto, subscrever o tal documento. Segundo esses depoimentos, o pagamento variava de 20 000 a 40 000 reais. Todos negaram ter aceitado a oferta. Um deles, entretanto, admitiu ter assinado a lista, mesmo depois de votar contra a aliança com o PMDB, o que não faz o menor sentido político.”

Datafolha – Popularidade do Governo Lula vai a 76%

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a registar 76% de aprovação para o seu governo, um recorde desde que assumiu, em janeiro de 2003. O petista tinha obtido essa taxa em março deste ano, mas depois recuara para 73%, em abril. Os dados são de pesquisa nacional Datafolha realizada ontem e anteontem com 2.660 entrevistas.

A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais o para menos. O mais notável na popularidade presidencial é que a curva tem se mantido acima de 70% desde dezembro, quando o país soube que a economia já estava em franca recuperação após a crise financeira internacional.”

(Folha Online)

Cartaxo ganha apoio para vice

“Na disputa pela vice do governador Cid Gomes (PSB), onde estão Valdemir Catanho e o vice Francisco Pinheiro, aumentou a cotação do ex-secretário Joaquim Cartaxo (Cidades).
Ele ganhou apoio das cúpulas da Fetraece e CUT. Ou seja, das bases dos movimentos sociais que fazem a militância do PT no Estado.”
DETALHE – Se o PT fizer prévias, o caminho está aberto para Cartaxo, pois sua corrente tem maioria.

Datafolha – Dilma sobe 7 pontos e empata com Serra

“A pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, atingiu sua melhor marca até hoje numa pesquisa Datafolha e está empatada com José Serra (PSDB). Ambos estão com 37%. O levantamento foi realizado ontem e anteontem com 2.660 entrevistas.

A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Marina Silva (PV) aparece com 12%. Os que votam em branco, nulo ou em nenhum somam 5%. Indecisos são 9%. Na comparação com a última pesquisa Datafolha, realizada em 15 e 16 de abril, Dilma teve uma alta de sete pontos percentuais -de 30% para 37%. Já Serra caiu cinco pontos, saindo de 42% para os mesmos 37%. ”

(Folha Online)

Fortaleza não precisa de estaleiro, diz representante da Prefeitura

No centro, José Meneleu, da Sepla, junto a Erasmo Pitombeira (e), diretor da Ceará Portos, e Genário Azevedo (d), engenheiro de pesca, em visita ao Porto do Pecém (Foto: Dário Gabriel)

Técnicos da Prefeitura visitam o Pecém.
O que técnicos da Secretaria do Planejamento (Sepla) de Fortaleza fazem avaliando as condições do Porto do Pecém, no município de São Gonçalo do Amarante, para instalação do estaleiro cearense? A pergunta foi respondida pelo coordenador da Sepla, José Meneleu. “Fortaleza é uma cidade que hoje gera mais de 20 mil empregos formais ao ano em áreas como serviço, turismo, cultura. A contrapartida básica desse empreendimento (estaleiro) para Fortaleza é basicamente 1.200 empregos. Isso pode ser obtido com outros empreendimentos com menos impactos urbanísticos“, respondeu o técnico.

Para confirmar a declaração, Meneleu sustentou que isso significa que Fortaleza não precisa do estaleiro. “Não. Fortaleza efetivamente não (precisa). O estaleiro é estratégico para o Brasil, para o Ceará como um todo, mas do ponto de vista de Fortaleza as vantagens para a cidade são muito pequenas, há mais desvantagens do que vantagens“, frisou, deixando claro que a visita, composta ainda por um representante da Secretaria de Infraestrutura de Fortaleza (Seinf) e um representante do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), era técnica e nenhum dos membros da equipe tinha autorização de dizer qual a posição do município “porque essa é uma decisão política“, completou Meneleu.

Tarde demais. Faltando pouco mais de um mês para o prazo final & 30 de junho & estabelecido pela Transpetro para que o Ceará aponte o local onde será instalado o estaleiro, o representante de um órgão da Prefeitura de Fortaleza deixava claro que o empreendimento não era vantajoso para a capital cearense. A visita se configurou como uma tentativa de encontrar alguma forma para contribuir para que o Ceará não perca um equipamento relevante para economia do Estado, avaliando outros possíveis destinos para o estaleiro. “Se a gente analisar todos os sistemas de planejamento, inclusive do Governo do Estado, o único espaço que previa estaleiro era o Pecém“, argumenta.

Tiro pela culatra
Meneleu disse ainda que o grande problema é o tamanho do equipamento. “Um milhão de metros quadrados de área aterrada em qualquer lugar do mundo é muito, e tem grandes impactos numa cidade que já está totalmente urbanizada. Ainda mais na orla“, explicou. Ele argumenta que o Pecém foi cogitado inicialmente e depois descartado, mas que, com a visita da prefeita Luizianne Lins ao Estaleiro Atlântico Sul, que fica no Porto de Suape, no município de Ipojuca, distante 50 km de Recife, foi constado que o melhor era que o equipamento deveria ser instalado fora da capital.

Para Erasmo Pitombeira, diretor-presidente da Ceará Portos, que administra o Porto do Pecém, qualquer lugar pode receber a instalação de um estaleiro, o que deve ser observado é apenas o custo. “Todo porto ficaria fez tendo um estaleiro agregado“, disse. Mas o engenheiro deixou claro que, o Porto do Pecém tem uma estrutura offshore, ou seja, com piers longe da costa, e que um estaleiro nessas condições precisaria de um investimento muito alto. “Multiplique por oito a dez vezes o valor estimado“, calcula. Para a construção do equipamento na faixa de praia, também seria necessários investimentos altos para preparação da área, que evitaria impactos ambientais. ”

(O POVO)

Cid diz que seu compromisso é com Dilma e com a vice para o PT

“O governador Cid Gomes (PSB) disse ontem à tarde ao presidente Lula que ele candidato à reeleição comandará o palanque da candidata Dilma Rousseff no Ceará. O deputado federal Ciro Gomes, segundo o governador, também votará em Dilma. E o trabalho que vão desenvolver é no sentido de conquistar uma votação superior a 80% para Dilma, percentual só conseguido pelo presidente Lula, no segundo turno das eleições de 2006. No primeiro turno ele obteve 71%.

O governador teria dito mais ao presidente, segundo alguns dos seus correligionários, que para integrar a sua chapa está reservada ao PT a indicação do candidato a vice-governador, e o PMDB terá uma vaga de senador para o deputado federal Eunício Oliveira. O governador não iria mencionar o seu compromisso com a reeleição do senador Tasso Jereissati (PSDB), por ser questão ligada apenas ao interesse da política do Estado do Ceará.

Atenção

A audiência do governador com o presidente estava agendada desde a semana passada. Cid Gomes, no início desta semana, comunicou a aliados do PT e do PMDB que trataria com o presidente, por uma questão de atenção, seu posicionamento em relação à composição das alianças para a disputa que travará em outubro próximo, após oficializar o seu apoio à candidata Dilma Rousseff.

Foi o primeiro encontro dos dois após a decisão do PSB de retirar o apoio à pretensão do deputado Ciro Gomes de disputar a Presidência da República. O deputado ainda está nos Estados Unidos e de lá só retornará no próximo dia 29.

O governador, segundo afirmam, tem sido enfático nas conversas sobre alianças e chapa majoritária que o PT só terá a posição de vice-governador, que ele espera possa continuar sendo o Professor Pinheiro, com quem mantém um bom relacionamento, mas a sua continuidade ou não será uma questão interna do partido.

Ele não disse, mas alguns dos aliados mais próximos garantem que ele não aceitará qualquer nome. O próprio Professor Pinheiro com o deputado federal José Guimarães e o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho, detentores da maioria dos votos no comando petista cearense, estão advertidos da situação.

Cid Gomes não aceita na sua chapa como candidato ao Senado o deputado federal José Pimentel, nome apontado pelos petistas como certo para a disputa de uma das duas cadeiras do Ceará na Câmara Alta.

Gestos

As razões de tal rejeição ele nunca as tornou público, mas são conhecidos alguns gestos que confirmam a recusa de tê-lo como companheiro na chapa majoritária. Não se sabe se ele deu explicações ao presidente Lula sobre tal posicionamento, mas quem tem conversado com o governador ultimamente garante que ele está disposto a arrostar as consequências desse posicionamento, quaisquer que sejam eles.

Ontem, ao sair da audiência com o presidente Lula, o governador, na entrevista que concedeu à jornalista Ane Furtado, da Sucursal do Diário do Nordeste, em Brasília, evitou falar sobre a sua sucessão, mas fez questão de enfatizar que o seu “único compromisso de campanha foi assumido na campanha anterior, com o PMDB, para o apoio da candidatura de Eunício Oliveira ao Senado. Este é o único compromisso que tenho”.

Na última segunda-feira, em Fortaleza, o governador tomou o café da manhã com o deputado federal José Guimarães e logo depois se encontrou, no Cariri, com o deputado federal Eunício Oliveira. Os dois sabiam da audiência dele com o presidente Lula, marcada para ontem.

Exceção

Antes da conversa com Lula, Cid esteve com o presidente nacional do PSB, o governador pernambucano Eduardo Campos. O PSB fechou questão no apoio à Dilma Rousseff, impondo a todos os Estados, mesmo naqueles em que o partido esteja coligado com o PSDB, assumirem a campanha de Dilma, com exceção do Ceará.

(Diário do Nordeste)

Projeto "Ficha limpa" deve acabar no tapetão do STF, estimam especialistas

“A polêmica em relação ao projeto Ficha Limpa deve atravessar a Praça dos Três Poderes. Segundo especialistas, a matéria, que foi aprovada pelo Senado na quarta-feira e vai à sanção presidencial, tende a ser alvo de disputa no Supremo Tribunal Federal (STF). A proposta impede que políticos com condenação na Justiça por decisão de um colegiado disputem eleições. No entanto, há ainda discussões sobre o início da vigência da nova regra e também se ela é inconstitucional por supostamente ferir o princípio da presunção da inocência.

“Fatalmente isso vai parar no STF”, disse na sexta-feira à Reuters Alberto Rollo, advogado especializado em direito eleitoral. Segundo ele, eventuais prejudicados que tiverem os registros de suas candidaturas impugnados deverão acionar a Justiça, o que acabaria levando o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o STF a avaliar a questão. Rollo considera inconstitucional o impedimento de candidaturas de pessoas sem condenação definitiva pela Justiça, e argumenta que o STF já demonstrou entendimento semelhante em 2008.

“Aquilo que afasta a presunção da inocência é inteiramente inconstitucional”, argumentou.”A maneira de se perseguir os maus elementos é com um processo rápido, é ter leis processuais que criem menos recursos.”Tarcísio Vieira de Carvalho, professor da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília (UnB) e especialista em direito público, discorda. “O princípio constitucional da presunção da inocência se circunscreve a questões penais, mas não administrativas, cíveis ou eleitorais”, comentou.

Para ele, entretanto, a Justiça Eleitoral também terá de dar a palavra final sobre o início da vigência das novas regras –se elas valerão já a partir das eleições de outubro ou não.”Temos um encontro marcado com essa discussão no Judiciário”, destacou, acrescentando que o TSE dará um “termômetro” da situação ao analisar as consultas sobre o tema que deverão ser apresentadas pelos partidos políticos nos próximos dias.De iniciativa popular, o projeto Ficha Limpa chegou ao Congresso em setembro do ano passado depois de reunir 1,6 milhão de assinaturas.

Permite, no entanto, que o político condenado possa recorrer para tentar suspender a inelegibilidade e participar da eleição. Estabelece também que estará inelegível quem renunciar a mandato para evitar a cassação.”

(Reuters)

Palocci desiste de candidatura para se dedicar integralmente à campanha de Dilma

“O ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci desistiu de concorrer a um novo mandato de deputado federal pelo PT nas eleições deste ano. Palocci, deputado por São Paulo, optou por se dedicar integralmente à campanha à Presidência da pré-candidata Dilma Rousseff (PT), da qual já é coordenador, segundo informação de um parlamentar do partido.

Nesta sexta-feira, Palocci acompanha Dilma em Nova Iorque, onde a petista fez palestra e conversou com investidores norte-americanos. Ministro da Fazenda do presidente Luiz Inácio Lula da Silva entre janeiro de 2003 e março de 2006, Palocci está no segundo mandato de deputado federal. Ele deixou o ministério sob escândalo que envolveu a quebra do sigilo bancário de um caseiro.

Francenildo dos Santos Costa relatou à imprensa que Palocci encontrava-se com lobbistas em uma casa de Brasília, suposto local de distribuição de dinheiro e festas privadas. Em agosto do ano passado, no entanto, o STF (Supremo Tribunal Federal) arquivou a denúncia sobre suposta participação de Palocci no episódio da quebra do sigilo bancário de Francenildo dos Santos Costa.”

(Folha Online)

Secretários de Infraestrutura e de Turismo de Caucaia são exonerados

Os secretários Lúcio Bonfim (Infraestrutura) e Maria Flor de Liz Romeiro (Turismo) foram exonerados, nesta sexta-feira, pelo prefeito Washington Goes, de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza). Segundo a assessoria do prefeito, a medida é para “fazer alguns ajustes” na máquina”.

O que se sabe, no entanto, é que essas duas pastas, que são importantes na gestão de Caucaia, cidade turística e com carência enorme no plano da infraestrutura, era alvo de uma série de queixas por parte da população, em razão da falta de ritmo dos trabalhos.

O projeto da construção do muro de contenção na Praia do Icaraí, por exemplo, virou uma novela na administração. O prefeito Washington Goes teve que tomar para si essa responsabilidade.

Os substitutos deverão ser definidos na próxima semana.

Eleições 2010 – Cid Gomes diz que Ciro seguirá orientação do PSB

“O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), disse nesta sexta-feira (21) que o deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) vai apoiar a candidatura da ex-ministra da Casa Civil Dilma Rousseff (PT) à Presidência da República. Cid é irmão do deputado Ciro Gomes. “Ciro sempre falou que vai seguir a orientação do partido. A orientação do partido é de apoio à Dilma, é natural e conseqüência que ele apóie a candidatura da Dilma”, disse o governador, após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

No último dia 27 de abril, o PSB anunciou que não iria apresentar candidato próprio na corrida ao Palácio do Planalto. O mais cotado para a disputa pela sigla era Ciro Gomes, que lutou até o último momento para se manter na disputa. Na ocasião, o presidente do PSB, Eduardo Campos (PE), explicou que o partido, em decisão conjunta com os diretórios regionais, avaliou que não teria condições de sustentar a candidatura de maneira isolada e optou por fortalecer o projeto regional. Nesta tarde, o Diretório Nacional do PSB oficializou o apoio à pré-candidatura de Dilma. “Todo o nosso partido no Brasil inteiro fará campanha para Dilma Rousseff”, disse Campos.

O anúncio do PSB ocorreu sem a presença de Cid Gomes, que explicou a ausência dizendo que o voo que tomou nesta sexta para Brasília “atrasou por problemas no avião”. O governador afirmou ainda que Lula perguntou sobre o paradeiro de Ciro durante a reunião desta sexta, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede provisória do governo. “Disse que ele [Ciro] está nos Estados Unidos, tirou uns dias aí”, contou. Questionado se ainda não havia “mágoas” pelo fato de o PSB ter optado por não ter candidato à Presidência, Cid disse que o “momento é de olhar para frente” e aceitar a decisão do partido.

“Acho que não é mais hora de olhar para trás. O momento é de olhar para frente. As coisas são assim. Se você me pergunta se alguém tem alguma queixa, eu ouço pessoas se queixando, se queixando do Ciro não ser candidato, mas eu tenho que olhar para a frente, e tenho certeza de que essa será a postura do Ciro também. A decisão do partido foi de não ter candidato, a gente tem que aceitar e se submeter a ela”, afirmou.”

(POrtal G1)

Dilma defende autonomia do BC

“A pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, afirmou nesta sexta-feira (21) que é “fundamental” manter a autonomia operacional do Banco Central para garantir a estabilidade macroeconômica no país. Ao responder a perguntas de investidores em Nova York, ela disse, no entanto, que um projeto dando independência formal ao BC enfrentaria oposição dos partidos políticos.

Dilma também afirmou que defende uma redução da meta de inflação de forma gradual nos próximos anos. “A redução tem que ser gradual”, disse, na primeira viagem ao exterior como candidata. Neste ano e em 2011, o centro da meta de inflação é de 4,5%. A ex-ministra participou da abertura do encontro “A Eleição Presidencial Brasileira em 2010″ junto a investidores.”

(Portal G1)

Morre operário do estaleiro Atlântico Sul

“Mais um operário morreu no estaleiro Atlântico Sul, em Suape (PE). O funcionário, que pertence aos quadros do estaleiro, caiu da casa de máquinas, em um acidente de trabalho por volta das 10 horas desta manhã.

De acordo com a assessoria de imprensa do Estaleiro, ele caiu da base da chaminé do navio João Cândido, às 8h30min, e chegou a ser socorrido. O nome dele é Jaelson Ribeiro de Souza, 47 anos.

No primeiro acidente de vulto, um chapa metálica de mais de uma tonelada caiu por cima do ajudante industrial Lielson Ernesto da Silva, em julho de 2009.

O ajudante industrial do Estaleiro Atlântico Sul (EAS), Lielson Ernesto da Silva, de 26 anos, sofreu um acidente grave, que lhe custou a vida. O operário trabalhava na montagem de blocos para construção do casco da plataforma P-55, quando ocorreu o acidente. Ele era morador de São Francisco, no Cabo de Santo Agostinho.

Veja a nota de esclarecimento do EAS

(Com Blog de Jamildo)

Jornalista é sequestrado e espancado em Juazeiro do Norte

“Um jornalista do município de Juazeiro do Norte (Região do Cariri) foi sequestrado e torturado por três homens encapuzados, na noite desta quinta-feira, 20. Gilvan Luiz, 41, é idealizador do jornal regional “Sem Nome”, que faz oposição à atual administração municipal de Juazeiro do Norte.

Segundo relatório da delegacia do Município, a vítima foi rendida e sequestrada na porta de sua residência pelos três homens que seguiram em um veículo modelo Corolla, com placas da cidade de Porteiras. Horas depois, já na localidade de Vila Três Marias, Gilvan foi encontrado desacordado, dentro do carro dos criminosos, que estava abandonado.

De acordo com a Polícia, a vítima estava amarrada, com várias escoriações pelo corpo e com o rosto ensanguentado. Ele foi encaminhado à Clínica São José, onde relatou que foi espancado e que ficou desacordado depois de sofrer coronhadas de revólver e vários chutes. Nenhum pertence do jornalista foi levado.

A Polícia informou ainda que testemunhas anônimas afirmaram que os três acusados abandonaram o veículo depois que um Gol de cor azul se aproximou e deu fuga aos criminosos.

Nesta sexta-feira, policiais da delegacia de Juazeiro do Norte fazem perícia do Corolla utilizado para fazer o sequestro. Os criminosos não foram capturados.”

(POVO Online)

Sindicato dos motoristas discute paralisação no transporte público

Motoristas, cobradores e fiscais de linha do transporte público de Fortaleza se reúnem nesta sexta-feira (21), a partir das 16 horas, na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro), na avenida Tristão Gonçalves, 1380, no Centro, para avaliar a possibilidade de greve. De acordo com a categoria, além da questão salarial, motoristas e cobradores reclamam da nova escala de trabalho, que tem causado problemas de saúde (dores de coluna) em muitos trabalhadores.