Blog do Eliomar

Últimos posts

Em Orós, Carnaval da criançada no dançódromo

351 2

A criançada fez desfile pelas ruas da cidade. 

Orós – Foliões de todas as partes do Ceará estão lotando o Dançódromo Beira Rio, uma das atrações do 11º Carnaval de Orós. As bandas “Axé Meu” e “Forró Lenhada” animam a folia, mas não faltam as tradicionais marchinhas de Carnaval. A Prefeitura de Orós preparou um esquema especial. Além da Polícia Civil, agentes do Pró-Cidadania trabalham para manter a segurança no evento.

Durante toda a noite, também fica de plantão no Dançódromo Beira Rio uma ambulância com equipe médica pronta para atender a qualquer eventualidade. Às margens do açude Orós, as bandas “Narauê” e “Chico Boa” fazem a animação. 

Acredite! Senado promete cortar despesas após o Carnaval

140 1

Tasso integrou comissão que apurou excessos no Senado.

“Na volta do carnaval, parlamentares que compõem a Subcomissão de Reforma Administrativa do Senado prometem retomar o trabalho interrompido pelo período eleitoral para promover uma lipoaspiração nas contas da Casa. O Senado precisou contratar duas vezes a Fundação Getulio Vargas (FGV) para chegar à conclusão de que senadores em início de mandato — como o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e Ricardo Ferraço (PMDB-ES), que faz parte da subcomissão — já verificaram: o dinheiro público está indo para o ralo.

Só na coordenação de transportes existe uma média de 3,5 funcionários para cuidar de cada carro. A Casa tem 89 veículos que rodam a serviço dos 81 senadores e representantes da Mesa Diretora. Dos 310 funcionários do transporte, 232 são ligados diretamente ao Senado e 78 outros contratados por meio de empresa terceirizada a um custo de R$ 573 mil mensais. Ferraço afirma que a reforma administrativa é uma oportunidade para o Senado.

“Deu para perceber que precisamos cortar na carne. Fico com sentimento de que existe gordura a ser cortada. A ideia é que o nosso trabalho na subcomissão possa ser técnico. O senador Pedro Simon, que fez parte da antiga subcomissão, diz que tem mais gente no museu do Senado do que no Museu Nacional”, ressalta o parlamentar do Espírito Santo.

O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), que presidiu a última subcomissão de reforma administrativa, conta que as eleições “atropelaram” o trabalho do grupo e que, apesar do gigantismo das estruturas, havia projeto na Casa para ampliar a Polícia Legislativa para que os agentes prestassem serviço aos senadores nos estados. “Cada órgão é maior do que o outro. São gigantescos. É necessário avançar na reforma. A polícia que eles queriam fazer é uma Polícia Federal. Se eu me sentisse ameaçado em Pernambuco, ligaria e eles mandariam policiais aqui”, conta Jarbas Vasconcelos.

Ronda

Se a comparação da Polícia Legislativa do Senado com a Polícia Federal parece exagerada, os números do DF ajudam a mensurar as falhas na administração da Casa. De acordo com relatório produzido pelo ex-senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) na subcomissão extinta no fim do ano passado, 427 funcionários atuam no policiamento e segurança do Senado. O número corresponde a 20% do efetivo da Polícia Militar em atividade durante um turno da ronda ostensiva diária do DF.

Além de gastar cerca de R$ 50 milhões por ano com despesas de saúde, pagas por meio de convênios do plano da Casa com instituições médicas, o Senado mantém estrutura de 124 profissionais entre enfermeiros, médicos e dentistas para atendimentos nas dependências do Legislativo. A manutenção da estrutura de um pequeno hospital na folha de pagamento do Senado é questionada pelo relatório.

“Criado para atender a emergências, em um tempo em que Brasília carecia de infraestrutura médica, acabou por transformar-se em um pequeno hospital que presta serviços concorrentes aos do Sistema Único de Saúde. Será que os planos de Saúde disponíveis na Casa não seriam suficientes para atender adequadamente aos servidores e Senadores? Não seria lógico que o Serviço Médico voltasse a ser uma unidade de atendimento de emergências e de Medicina do Trabalho, sendo capaz de fazer o encaminhamento rápido e com segurança dos enfermos e acidentados a hospitais por eles escolhidos?”

Responsável pela impressão de um diário de quatro páginas e outras oito publicações sem periodicidade definida, a Gráfica do Senado abriga 627 funcionários, entre eles 11 responsáveis apenas pelo trabalho tipográfico, arte secular que perdeu espaço depois do advento dos computadores. Na lista das profissões improváveis que ainda figuram na folha da Casa também está a figura do artesão. Admitidos durante a década de 1980, 148 funcionários do setor de “artesanato” estão hoje distribuídos em outras funções no Senado.

Na projeção de cortes que a subcomissão indicou no fim da última legislatura estão a redução em 30% dos contratos de mão de obra terceirizada, o enxugamento de 18% nos cargos em comissões (cairiam de 1.499 para 1.219) e o fim de 856 funções comissionadas.”

(Correio Braziliense Online)

Cientistas desenvolvem exame de sangue para prever síndrome de D

“Mulheres gestantes poderão dentro em breve fazer um exame de sangue, em lugar de submeter-se a exames invasivos arriscados, para prever a probabilidade de seu bebê ter síndrome de Down, disseram cientistas no domingo.

Em um estudo publicado no periódico Nature Medicine, pesquisadores do Chipre disseram que um teste com 40 gestantes usando o exame, no qual é analisado o sangue da mãe para detectar diferenças de DNA entre a mãe e o feto, mostrou que o exame previu com precisão os fetos que tinham risco de apresentar a síndrome.

Philippos Patsalis, diretor médico do Instituto Chipre de Neurologia e Genética, que comandou o estudo, disse que os resultados são “muito instigantes” e que agora o experimento precisa ser testado em um estudo maior com cerca de mil gestações, mas que pode levar a mudanças em práticas clínicas dentro de dois anos.

“Acreditamos que poderemos modificar este exame, tornando-o muito mais fácil e simples, e então teremos algo para ser introduzido na prática clínica,” disse Patsalis à Reuters em Nicósia.

A síndrome de Down é um disturbio genético e ocorre em um de cada 700 bebês nascidos vivos em todo o mundo.”

(Globo)

Quadrilha cearense de clonagem de cartões bancários é presa no Carnaval de Salvador

Uma quadrilha cearense de clonagem de cartões bancários foi presa na tarde deste domingo (6), na rodoviária de Salvador, quando se preparava para instalar em caixas eletrônicos um aparelho que armazena dados dos clientes, conhecido como chupa cabra.

Segundo a Polícia da Bahia, a quadrilha era composta por Valdomiro Gonçalves, 54, Valdir Maciel de Souza, 49, Rosinaldo Oliveira Soares, 34, e Francisco Ivan Vieira, 33. Todos foram autuados em flagrante na delegacia do bairro Tancredo Neves.

De acordo ainda com a Polícia, que chegou aos cearenses por meio de uma denúncia anônima, o grupo iria aproveitar a grande movimentação nos caixas eletrônicos do Carnaval de Salvador para aplicar os golpes.

Com os acusados, além do chupa cabra, a Polícia apreendeu cinco cartões de crédito, uma reprodução de uma tela de caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal, quatro aparelhos celulares e R$ 500.

Terceirização ilegal ameaça hospitais universitários

161 1

Danilo Forte (PMDB) é relator da MP dos hospitais universitários.

“O longo processo de terceirização de funcionários, considerado ilegal pelo Tribunal de Contas da União (TCU), ameaça hoje o funcionamento de boa parte dos 46 hospitais universitários federais, todos ligados ao Ministério da Educação (MEC). Os hospitais têm hoje 70.373 profissionais, dos quais 26.500 são terceirizados, segundo estudo da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).

Segundo reportagem na edição desta segunda-feira do jornal O GLOBO, o MEC vem sendo questionado sucessivamente pelo TCU. Em levantamento de 2009, o MEC reconhecia que 59,03% do total eram servidores federais concursados e contratados por regime jurídico único; os demais trabalhavam pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), sendo terceirizados, autônomos ou cedidos por outros órgãos.

Responsáveis por atendimento de alta e média complexidade e por fazer transplantes, as unidades têm sofrido com falta de pessoal e gastos com os terceirizados.

O problema já atinge quem precisa dos serviços: 1.500 leitos, diz a Andifes, estão desativados. Segundo o MEC, em 2009, havia 10.277 leitos ativos e 1.188 fechados.

– O maior problema da rede é de recursos humanos, crise que se arrasta há duas décadas. Os hospitais, que são escolas, não conseguem formar quadros e contratam profissionais de modo ilegal, repassando verba do SUS às fundações, que deveria ser para manutenção e compra de insumos – diz Natalino Salgado Filho, presidente da Comissão de Hospitais Universitários da Andifes e reitor da Universidade Federal do Maranhão.

(O Globo/Foto – Paulo MOska)

NO CEARÁ, o Hospital Universitário Walter Cantídio vive esse problema com muitos terceirizados de vários anos. Há estudos para a criação de uma empresa pública que gerisse esse pessoal, segundo o relator da MP 520/2010, o deputado federal cearense Danilo Forte (PMDB).

A matéria, no entanto, sofre oposição de entidades dos servidores de universidades e da classe política. No Ceará, os deputados federais Eudes Xavier (PT) e João Anaias (PCdoB) são contra, pois temem que tal empresa possa abrir para a privatizçaão no setor.

Ex-governadora do RN assumirá a Sudene

115 2

A ex-governador do Rio Grande do Norte, Wilma Faria (PSB), vai assumir o comando da Sudene logo após o Carnaval, quando a presidente Dilma Rousseff pretende divulgar as nomeações de segundo escalão.

A informação é da Coluna Painel, da Folha de São Paulo.

18 açudes estão sangrando no Ceará

Do total de 134 açudes monitorados pelo Dnocs e Companhia de Gerenciamento dos Recursos Hídricos do Estado (Cogerh), 18 estão sangrando. O último a sangrar foi Lima Campos, em Icó.

Esse número já ultrapassa o ano de 2010, quando apenas cinco sangraram. Confira os açudes que já sangraram:

Bacia do Alto Jaguaribe – Pau Preto (Potengi).
Bacia Salgado – Junco (Granjeiro), Lima Campos (Icó), Prazeres (Barro), Rosário (Lavras da Mangabeira) e Gomes (Mauriti).
Bacia Acaraú – Acaraú Mirim (Massapê), Arrebita (Forquilha) e São Vicente (Santana do Acaraú).
Bacia Coreaú – Itaúna (Chaval), Tucunduba (Senador Sá) e Várzea da Volta (Moraújo).
Bacia Parnaíba – Cupim (Independência).
Bacias Metropolitanas – Tijuquinha (Baturité).
Bacia Litoral – Patos (Sobral), Quandú (Itapipoca) e São Pedro Timbaúba (Miraíma)
Bacia Baixo Jaguaribe – Santo Antônio de Russas (Russas).

Guaramiranga, em clima de jazz e blues, também tem marchinha

Guaramiranga – Cerca de 13 mil pessoas devem passar pela cidade de Guramiranga (Maciço de Baturité) neste Carnaval. Ali, ocorre mais um festival de jazz e blues, uma alternativa para quem quer fugir da folia.

Mesmo assim, alguns comerciantes resolveram apostar, durante o dia, em marchinhas tradicionais com bandinha e tudo. A criançada e os idosos estão gostando da ideia.

A cantora Joice Moreno foi ã atração que encerrou, no começo da madrugada desta segunda-feira, a noite do festival de jazz e blues. Com ela, brilhou o violonista cearense Manassés.

IJF-Centro – 659 atendimentos já foram registrados neste Carnaval

Os primeiros números do atendimento neste Carnaval no Instituto Doutor José Frota – Centro, a maior emergência do Estado, foram considerados normais pela direção do hospital. Avaliou, nesta segunda-feira, o chefe da emergência, Fernando Delgado. 

Foram registrados até o começo desta manhã 659 atendimentos e a maioria vítimas do trânsito e, principalmente, envolvendo motociclistas. Entre os registros, form 86 casos envolvendo motos, 37 colisões, oito por violência doméstica, 27 atropelamentos, 34 por agressão física, oito lesões por arma de fogo, 15 lesões por arma branca e oito vítimas de capotamento.

Já a folia das ambulâncias chegando ao IJF-Centro continua. Até agora, 53 desses veículos circularam, deixando pacientes ness hospital.

Em 2 dias de Carnaval, 95 mortos em estradas federais

“Balanço da Polícia Rodoviária Federal aponta que 95 pessoas morreram em acidentes em estradas federais nos dois primeiros dias de Carnaval. Segundo a PRF, entre meia-noite de sexta e 23h59m do sábado foram registradas 58 mortes, incluindo os 26 mortos de um acidente entre um caminhão e ônibus em Santa Catarina.

O número de acidentes chegou a 1046, com 55 feridos, [ontem]. Na sexta-feira, haviam sido registradas 37 mortes, em 962 acidentes com 394 feridos.

No sábado, a PRF realizou 5.777 testes de bafômetro, sendo que em 190 deles o resultado foi positivo para o consumo de bebida alcoólica, resultando na prisão de 75 pessoas por embriaguez.

Ao todo, foram fiscalizados 30.283 veículos ao longo de 66 mil quilômetros de rodovias federais que cortam o país e houve 135 prisões em flagrante por crimes diversos.

Foi o caso de um casal que viajava com seus três filhos menores de idade e em cujo carro a polícia encontrou 75,5 quilos de maconha. O flagrante ocorreu próximo da cidade de Quatro Pontes, no Paraná, e terminou com o casal preso e as crianças encaminhadas ao Conselho Tutelar.”  

(Globo)

Filha de Eunício Oliveira passa bem após acidente envolvendo helicóptero

Passa bem a filha do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), Marcella Paz Oliveira (22), que estava entre os passageiros de um helicóptero que fez um pouso forçado em Corumbá (cidade goiana no Entorno de Brasília), na tarde de domingo.

Marcela teve fratura na bacia, segundo o empresário Carlos Guálter, sócio de Eunício Oliveira em empresa de segurança,  mas a equipe médica informou que sua recuperação será sem problemas. Os pais dela, Eunício Oliveira e Mônica, acompanham a filha, que se encontra internada em hospital de Brasília.

Com Marcela Paz estava no helicóptero seu namorado, Ricardo Fernando Júnior (24), que sofreu escoriações leves. O piloto Sérgio Alexandre Martins apresenta dores lombares.

ACIDENTE

O acidente ocorreu a cerca de 150km de Brasília, próximo à GO-225, nos limites de Corumbá com Cocalzinho e Águas Lindas. O grupo estaria vindo de Catalão para Corumbá. Houve um problema mecânico e o piloto teve que pousar às pressas na fazenda Santa Mônica, de propriedade do senador.

Em Banabuiú, a folia é às margens do rio

168 2

Banabuiú – Na cidade de Banabuiú (225 km dde Fortaleza), o Carnaval ocorre às margens do rio Banabuiú, na barragem do açude Arojado Lisboa, com muito axé e forró eletrônico.

A Prefeitura informa que até o fim da folia passarão pelo município cerca de 40 mil pessoas.

O “mela-mela” e o banho no rio servem para descontrair principalmente os grupos de jovens que participam do Carnaval de Banabuiú.

Receita alerta contribuintes sobre fraudes pelos Correios e internet

“A Receita Federal está preocupada com os falsários que enviam mensagens pelos Correios solicitando ou intimando os contribuintes a regularizarem os dados cadastrais. Os crimes vêm ocorrendo há anos e acontecem sempre no período que antecede a entrega da declaração do Imposto de Renda. Os falsários que enviam as cartas, segundo a Receita, se passam por servidores da Receita Federal, mas na verdade querem dados do contribuinte, como o número e a senha da conta bancária e de outros documentos.

A Receita alerta que os contribuintes que precisarem fazer alterações, regularizações e consultas cadastrais devem utilizar o site da Receita Federal, por meio do portal chamado e-CAC, o Centro Virtual de Atendimento da Receita. Caso não consiga resolver o problema por meio do e-CAC, o contribuinte deve procurar uma Central de Atendimento ao Contribuinte nas unidades da Receita Federal.

Os contribuines também devem ficar atento às mensagens de correio eletrônico. A Receita Federal informou que não envia e-mail com informações para os contribuintes.”

(Agência Brasil)

Em Brasília, o tradicional Bloco do Pacotão conquista foliões

Um sósia de Itamar Franco marcou presença na folia.

“Há 33 anos, o Pacotão, bloco mais tradicional de Brasília, concentra os foliões que querem comemorar o carnaval de maneira irreverente. Com sátiras políticas, marchinhas, caricaturas e alas improvisadas, o bloco reuniu cerca de 2 mil pessoas este ano. A presidente Dilma Rousseff (PT) é uma das principais figuras políticas ironizadas pelo bloco. O Pacotão foi criado em 1978 por um grupo de jornalistas como forma de protesto contra a ditadura militar. O nome é uma crítica ao pacote de medidas que alteravam as regras das eleições, conhecido como Pacote de Abril, criado pelo então presidente da República general Ernesto Geisel, em 1977.

O bloco saiu por volta das 15h30 da concentração, na entrequadra 302/303 norte, e segue pela contramão da Avenida W3, em direção à 504 Sul. As irmãs Irone e Iridan Queiroz participam do bloco desde o início e, há mais de 30 anos, vestem-se com fantasias iguais. “Sempre saio pareada com a minha irmã. Morei muito tempo no Rio e resolvi fazer aqui o que duas irmãs, que hoje têm 90 anos, faziam durante o carnaval da Banda de Ipanema”, afirmou a jornalista Irone, que também cuida do acervo fotográfico do bloco.

O corretor de seguros Jafé Tôrres também é veterano do Pacotão, mas, desde 1993, tornou-se figurinha tarimbada do bloco. Há 18 carnavais, ele veste o terno branco e usa topete para se caracterizar de uma das figuras políticas mais satirizadas do país, o ex-presidente da República, Itamar Franco. “Estou aqui desde a fundação do bloco. A primeira vez que me vesti de Itamar, vim de Fusca. Foi ótimo, depois disso, não parei mais.”

Para o músico Milton Sá, o Pacotão é um bloco que reúne as pessoas para aproveitar o carnaval de maneira descontraída. “É um bloco que não pode acabar. As pessoas se concentram para ver isso daqui. O pessoal da organização deveria fazer camisetas do bloco e outros eventos ao longo do ano para continuar com a tradição”. Pauline Seidler, que faz mestrado em agronegócio, começou a frequentar o bloco há três anos. “É bom manter a tradição, pois a gente fica perdido no carnaval de Brasília que não é muito tradicional. O bloco é muito divertido, sempre discutindo as questões políticas.”

(Folha.com)

Filha de Eunício Oliveira é vítima de acidente com helicóptero

“Uma filha do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), Marcella Paz Oliveira, 22 anos, estava entre os passageiros do helicóptero que fez um pouso forçado em Corumbá (cidade goiana no Entorno de Brasília), na tarde deste domingo (6/3).

Além dela, estava na aeronave o namorado, Ricardo Fernando Júnior, 24, e piloto Sérgio Alexandre Martins. Neste momento, o senador acompanha uma bateria de exames e radiografias a que Marcella está sendo submetida.

A informação preliminar é de que ela teria fraturado a bacia. O namorado teve escoriações leves o piloto apresentou dores lombares.

O acidente ocorreu a cerca de 150km de Brasília, próximo à GO-225, nos limites de Corumbá com Cocalzinho e Águas Lindas. O grupo estaria vindo de Catalão para Corumbá. Houve um problema mecânico e o piloto teve que pousar às pressas na fazenda Santa Mônica, de propriedade do senador.

Apesar de ter ocorrido em terras goianas, os feridos acionaram, via rádio, o corpo de Bombeiros do Distrito Federal. Dois outros helicópteros, um do Corpo de Bombeiros e outro do Departamento de Trânsito (Detran) do DF, socorreram duas das três vítimas, por volta das 16h. Eles foram levados ao Hospital Santa Lúcia, no fim da Asa Sul.”

 (Correio Brziliense)

Preso o segundo cearense acusado de executar universitário em São Paulo

O cearense Valmir Ventino da Silva, 19, foi preso no início da noite deste sábado (5), em Cascavel, no oeste paranaense, a 492 quilômetros de Curitiba, em uma operação da elite da Polícia Civil do Paraná. Ele é acusado de co-autoria no assassinato do estudante universitário Júlio César Grimm Bakri, 22, em um bar no Centro de São Paulo, no fim de fevereiro.

Segundo a Polícia, o cearense estava escondido na casa de amigos e deverá ser encaminhado a São Paulo no início desta semana. Ele é irmão de Francisco Macedo da Silva, 24, que teria confessado a autoria do crime, após ser preso na semana passada, em um leito de hospital na Zona Leste da capital paulista, com um tiro na perna.

O advogado dos irmãos cearenses disse que o seu cliente teria confessado o crime, após ser torturado no leito do hospital por três policiais.

Para a Polícia, o crime teria sido motivado por vingança, pois testemunhas afirmaram que os irmãos cearenses, ambos vendedores ambulantes, seriam vítimas de preconceito por parte da turma do estudante, com termos como “comedores de farinha” e “otários”. De acordo ainda com as testemunhas, horas antes do crime os estudantes teriam soltado piadas para a namorada de um dos acusados.

Um outro estudante se encontra no hospital. Ele foi atingido por dois dos quinze tiros efetuados pelos dois homens em uma moto. A dupla fugiu do local após os disparos. A Polícia ainda investiga se o tiro na perna do acusado Francisco Macedo teria sido acidental, no momento da fuga.

Bloco "Kengas do Beco" puxa Carnaval de Coreaú

João Teles de Aguiar (Coreaú) – Nesta segunda-feira de Carnaval, como faz desde sua criação, o bloco “As Kengas do Beco” vai sair às ruas da cidade, levando ao povo coreauense a descontração, a alegria e a mensagem de conscientização que lembra que a dengue é um problema de todos e que sexo seguro exige respeito a si e ao parceiro.

É grande o número de pessoas que procuram os organizadores do bloco se comprometendo a aderir à alegria e à vontade de tornar o bloco uma tradição.

Neste sétimo ano de apresentações, o bloco conta com o apoio da Prefeitura Municipal, que disponibilizou trio elétrico. A partir das 7 horas, o bloco estará se deslocando do Beco Sem Saída (parte da Rua São Miguel), onde ocorre a concentração, para o desfile que se dará nas principais ruas de Coreaú.